Você está na página 1de 18

CLARETIANO – CENTRO UNIVERSITÁRIO

ALUNO: Priscila Monteiro Santos – RA: 8124421


CURSO: Pedagogia

PLANO GESTOR

DISCIPLINA: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

PROFESSORA: KELLY DOS REIS CANAVEZ

BATATAIS
2021
UNIDADE ESCOLAR

Identificação:
a) Nome: CLARETIANO - COLÉGIO SÃO JOSÉ
b) Endereço: RUA DOM BOSCO, Nº 466 CASTELO BATATAIS, SP
c) CEP: 14.300-000
d) Telefone: (16) 3660-1700 / (16) 3660-1730 / (16) 3660-2708
e) CNPJ: 44.943.835/0022-85
f) Horário de funcionamento (Educação Infantil: das 13h às 17h30min, Ensino
Fundamental: das 7h10min às 11h40min/12h30min; e das 13h às 17h30min (1º ano) e
Ensino Médio: das 7h10min às 12h30min/13h20min).

2 ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA

a) Normas regimentais básicas (normas que regulamentam a organização e o


funcionamento das escolas na Rede Estadual de Ensino).
Partindo do Projeto Educativo e da Missão Institucional, existe a carta dos princípios
com o propósito de orientar as ações educacionais e gerenciais da Instituição. São eles:
singularidade, abertura, integralidade transcendência, autonomia, criatividade e
sustentabilidade. Os sete princípios devem orientar todas as ações relativas à
educação, à administração, ao contato com a comunidade, à forma de relação entre as
pessoas e à gestão da Instituição. A instituição de ensino Colégio São José, pertence ao
Claretiano rede de educação constituído a partir do ano de 2013, o plano gestor
apresenta uma equivalência clara entre magistério e sacerdócio, em diversos
momentos do documento. Por isso, para essa rede educacional, educar significa criar
uma comunidade educativa, na qual se incluam alunos, professores, pais, a
comunidade religiosa, o pessoal da administração, de serviço e a comunidade social,
sendo que cada um deles possui sua função específica. Ainda segundo o documento,
esta comunidade deve ser:
-Qualificada: intelectualmente bem atualizada, pesquisadora e corresponsável.
-Libertadora: enquanto participa da ação libertadora de Cristo, inscrevendo-se no
projeto histórico de construção de um homem novo e de uma sociedade nova, com
novas relações de justiça, fraternidade e solidariedade.
-Evangelizadora: enquanto, partindo da contemplação de Cristo, inspirador da
comunidade evangelizadora, dá testemunho de justiça, de fraternidade no trabalho,
de humanização e de tomada de consciência da dimensão transcendental das
atividades comunitárias.

b) Análise do regimento escolar – medidas previstas de forma genérica no regimento,


sobretudo as que se referem aos deveres e direitos do aluno e do professor.
- À Ação Educacional Claretiana, como entidade mantenedora, cabe estabelecer as
linhas pedagógicas e as características próprias da educação;
-O Claretiano – Colégio São José responsabiliza-se, perante a sociedade, por este
Projeto Educativo e pela aplicação prática dos seus princípios na atividade
educativa;
- Os professores participam através da regência de aulas, das reuniões pedagógicas
e de pais e mestres, conscientes de que exercem um papel fundamental na
educação de seus alunos, alicerçando seu trabalho no reconhecimento do
educando como pessoa, com identidade e missão pessoal, estimulando-o a assumir
sua responsabilidade individual e comunitária;
- Os alunos, que são o centro da atenção educativa, participam da Comunidade
como representantes de classe em reuniões e junto à Direção, quando necessário;
- Os funcionários participam do processo educativo por meio de suas atividades
técnico-profissionais;
-Os pais devem estar presentes no processo educativo, fazendo de seus lares a
primeira escola de virtudes, que prepara seus filhos para o relacionamento com os
homens e com Deus; devem acompanhar seus filhos em seus estudos e atividades
escolares ao longo do ano letivo, e devem participar das reuniões sempre que
convocados pela direção. Além desses canais de participação, está sempre aberta a
possibilidade de um contato espontâneo com os responsáveis pela escola.

c) Grade curricular
EDUCAÇÃO INFANTIL:
CRECHE 1,2 E 3 – Movimento (4 horas), Arte (3 horas), Linguagem Oral e Escrita (6 horas),
Natureza e Sociedade (3 horas), Matemática (5 horas), Ensino Religioso (1hora) e Organização
(3 horas).

PRÉ 1 E 2 – Movimento (4 horas), Arte (3 horas), Linguagem Oral e Escrita (6 horas), Natureza e
Sociedade (3 horas), Matemática (5 horas), Ensino Religioso (1hora) e Organização (3 horas).

ENSINO FUNDAMENTAL I
1⁰ANO- Língua Portuguesa e Literatura (Alfabetização) (7 horas), Arte (1 hora), Educação Física
(1 hora), Matemática (6 horas), Ciência da Natureza (3 horas), História (2 horas), Geografia (2
horas), Língua Inglesa (1 hora), Ensino Religioso (1 hora) e Projetos Integradores (1 hora).
2⁰ANO- Língua Portuguesa e Literatura (7 horas), Arte (1 hora), Educação Física (1 hora),
Matemática (6 horas), Ciência da Natureza (3 horas), História (2 horas), Geografia (2 horas),
Língua Inglesa (1 hora), Ensino Religioso (1 hora), Projetos Integradores (1 hora) e língua
espanhola (1 hora).
3⁰ANO- Língua Portuguesa e Literatura (7 horas), Arte (1 hora), Educação Física (1 hora),
Matemática (6 horas), Ciência da Natureza (3 horas), História (2 horas), Geografia (2 horas),
Língua Inglesa (1 hora), Ensino Religioso (1 hora), Projetos Integradores (1 hora) e língua
espanhola (1 hora).
4⁰ANO- Língua Portuguesa e Literatura (7 horas), Arte (1 hora), Educação Física (1 hora),
Matemática (6 horas), Ciência da Natureza (3 horas), História (2 horas), Geografia (2 horas),
Língua Inglesa (1 hora), Ensino Religioso (1 hora), Projetos Integradores (1 hora) e língua
espanhola (1 hora).

ENSINO FUNDAMENTAL II
5⁰ANO- Língua Portuguesa e Literatura (7 horas), Arte (1 hora), Educação Física (1 hora),
Matemática (6 horas), Ciência da Natureza (3 horas), História (2 horas), Geografia (2 horas),
Língua Inglesa (1 hora), Ensino Religioso (1 hora), Projetos Integradores (1 hora) e língua
espanhola (1 hora).
6⁰ANO- Língua Portuguesa e Literatura (6 horas), Arte (1 hora), Educação Física (1 hora),
Matemática (5 horas), Ciência da Natureza (2 horas), Química, Física, História (2 horas)
Geografia (2 horas), Língua Inglesa História (1 hora), Ensino Religioso (1 hora), Projetos
Integradores (1 hora) e Língua Espanhola (1 hora).
7⁰ANO- Língua Portuguesa e Literatura (6 horas), Arte (1 hora), Educação Física (1 hora),
Matemática (5 horas), Ciência da Natureza (2 horas), Química, Física, História (2 horas)
Geografia (2 horas), Língua Inglesa História (1 hora), Ensino Religioso (1 hora), Projetos
Integradores (1 hora) e Língua Espanhola (1 hora).
8⁰ANO- Língua Portuguesa e Literatura (5 horas), Arte (1 hora), Educação Física (1 hora),
Matemática (5 horas), Ciência da Natureza (4 horas), Química, Física, História (2 horas)
Geografia (2 horas), Língua Inglesa História (2 horas), Ensino Religioso (1 hora), Projetos
Integradores (1 hora) e Língua Espanhola (1 hora).
9⁰ANO- Língua Portuguesa e Literatura (5 horas), Arte (1 hora), Educação Física (1 hora),
Matemática (5 horas), Ciência da Natureza (2 horas), Química, Física, História (2 horas)
Geografia (2 horas), Língua Inglesa (2 horas), Ensino Religioso (1 hora), Projetos Integradores (1
hora) e Língua Espanhola (1 hora).

ENSINO MÉDIO
1⁰SÉRIE- Língua Portuguesa e Literatura (5 horas), Arte (1 hora), Educação Física (1 hora),
Matemática (5 horas), Ciência da Natureza (2 horas), Química, Física, História (3 horas)
Geografia (3 horas), Língua Inglesa (2 horas), Ensino Religioso (1 hora), Projetos Integradores (1
hora), Língua Espanhola (1 hora), Filosofia (1 hora), Sociologia (1 hora).
2⁰SÉRIE- Língua Portuguesa e Literatura (5 horas), Arte (1 hora), Educação Física (1 hora),
Matemática (5 horas), Ciência da Natureza (2 horas), Química, Física, História (3 horas)
Geografia (3 horas), Língua Inglesa (2 horas), Ensino Religioso (1 hora), Projetos Integradores (1
hora), Língua Espanhola (1 hora), Filosofia (1 hora), Sociologia (1 hora).
3⁰SÉRIE- Língua Portuguesa e Literatura (5 horas), Arte (1 hora), Educação Física (1 hora),
Matemática (5 horas), Ciência da Natureza (2 horas), Química, Física, História (3 horas)
Geografia (3 horas), Língua Inglesa (2 horas), Ensino Religioso (1 hora), Projetos Integradores (1
hora), Língua Espanhola (1 hora), Filosofia (1 hora), Sociologia (1 hora).

CRECHE 2 INTERAÇÕES COM O MEIO E COM O OUTRO ATIVIDADES HORAS/AULA Movimento 4


Arte 3 Linguagem oral e escrita 6 Natureza e Sociedade 3 Matemática 5 FORMAÇÃO PESSOAL E
SOCIAL ATIVIDADES HORAS/AULA Ensino Religioso 1 Organização 3 Total de horas-aula
semanais 25 Total de horas-aula anuais 1000

CRECHE 3 INTERAÇÕES COM O MEIO E COM O OUTRO ATIVIDADES HORAS/AULA Movimento 4


Arte 3 Linguagem oral e escrita 6 Natureza e Sociedade 3 Matemática 5 FORMAÇÃO PESSOAL E
SOCIAL ATIVIDADES HORAS/AULA Ensino Religioso 1 Organização 3 Total de horas-aula
semanais 25 Total de horas-aula anuais 1000

PRÉ 1 INTERAÇÕES COM O MEIO E COM O OUTRO FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL ATIVIDADES
HORAS/AULA Movimento 3 Arte 3 Linguagem oral e escrita 6 Natureza e Sociedade 3
Matemática 5 Ensino Religioso 1 Organização 3 Projetos Integradores 1 Total de horas-aula
semanais 25 Total de horas-aula anuais 1000

PRÉ 2 INTERAÇÕES COM O MEIO E COM O OUTRO FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL ATIVIDADES
HORAS/AULA Ensino Religioso 1 ATIVIDADES HORAS/AULA Movimento 3 Arte 3 Linguagem
oral e escrita 6 Natureza e Sociedade 3 Matemática 5 ATIVIDADES HORAS/AULA Movimento 3
Arte 3 Linguagem oral e escrita 6 Natureza e Sociedade 3 Matemática 5 Organização 3 Projetos
Integradores 1 Total de horas-aula semanais 25 Total de horas-aula anuais 1000

1º ano EF Componentes curriculares Horas/aula semanais Língua Portuguesa 7 História 2


Geografia 2 Matemática 6 Ciências 3 Arte 1 Educação Física 1 Língua Estrangeira Moderna –
Inglês 1 Ensino Religioso 1 Projetos Integradores 1 Total de horas-aula semanais 25 Total de
horas-aula anuais 1000

2º ano EF Componentes curriculares Horas/aula semanais Língua Portuguesa 7 História 2


Geografia 2 Matemática 6 Ciências 3 Arte 1 Educação Física 1 Língua Estrangeira Moderna –
Inglês 1 Língua Estrangeira Moderna – Espanhol 1 Ensino Religioso 1 Projetos Integradores 1
Total de horas-aula semanais 25 Total de horas-aula anuais 1000

Componentes curriculares Horas/aula semanais Língua Portuguesa 7 História 2 Geografia 2


Matemática 6 Ciências 3 Arte 1 Educação Física 1 Língua Estrangeira Moderna – Inglês 1 Língua
Estrangeira Moderna – Espanhol 1 Ensino Religioso 1 Projetos Integradores 1 Total de horas-
aula semanais 25 Total de horas-aula anuais 1000

4º ano EF Componentes curriculares Horas/aula semanais Língua Portuguesa 7 História 2


Geografia 2 Matemática 6 Ciências 3 Arte 1 Educação Física 1 Língua Estrangeira Moderna –
Inglês 1 Língua Estrangeira Moderna – Espanhol 1 Ensino Religioso 1 Projetos Integradores 1
Total de horas-aula semanais 25 Total de horas-aula anuais 1000

5º ano EF Componentes curriculares Horas/aula semanais Língua Portuguesa 7 História 2


Geografia 2 Matemática 6 Ciências 3 Arte 1 Educação Física 1 Língua Estrangeira Moderna –
Inglês 1 Língua Estrangeira Moderna – Espanhol 1 Ensino Religioso 1 Projetos Integradores 1
Total de horas-aula semanais 25 Total de horas-aula anuais 1000

Total de horas-aula do Ensino Fundamental I 5.000

6º ano EF Componentes curriculares Horas/aula semanais Língua Portuguesa 6 História 2


Geografia 2 Matemática 5 Ciências 3 Arte 1 Educação Física 1 Língua Estrangeira Moderna –
Inglês 2 Língua Estrangeira Moderna – Espanhol 1 Ensino Religioso 1 Projetos Integradores 1
Total de horas-aula semanais 25 Total de horas-aula anuais 1000

7º ano EF Componentes curriculares Horas/aula semanais Língua Portuguesa 6 História 2


Geografia 2 Matemática 5 Ciências 3 Arte 1 Educação Física 1 Língua Estrangeira Moderna –
Inglês 2 Língua Estrangeira Moderna – Espanhol 1 Ensino Religioso 1 Projetores Integradores 1
Total de horas-aula semanais 25 Total de horas-aula anuais 1000

8º ano EF Componentes curriculares Horas/aula semanais Língua Portuguesa 5 História 2


Geografia 2 Matemática 5 Ciências 4 Arte 1 Educação Física 1 Língua Estrangeira Moderna –
Inglês 2 Língua Estrangeira Moderna – Espanhol 1 Ensino Religioso 1 Projetos Integradores 1
Total de horas-aula semanais 25 Total de horas-aula anuais 1000

9º ano EF Componentes curriculares Horas/aula semanais Língua Portuguesa 5 História 2


Geografia 2 Matemática 5 Ciências 4 Arte 1 Educação Física 1 Língua Estrangeira Moderna –
Inglês 2 Língua Estrangeira Moderna – Espanhol 1 Ensino Religioso 1 Projetos Integradores 1
Total de horas-aula semanais 25 Total de horas-aula anuais 1000

Total de horas-aula do Ensino Fundamental II 4000


Total de horas-aula do Ensino Fundamental I e II 9000

1ª série EM Componentes curriculares Horas/aulas semanais Língua Portuguesa e Literatura 5


Arte 1 Educação Física 2 Língua Estrangeira Moderna – Inglês 2 Língua Estrangeira Moderna –
Espanhol 1 Matemática 5 Biologia 4 Física 4 Química 4 História 3 Geografia 3 Filosofia 1
Sociologia 1 Total de horas-aula semanais 36 Total de horas-aula anuais 1440
2ª série EM Componentes curriculares Horas/aulas semanais Língua Portuguesa e Literatura 5
Arte 1 Educação Física 2 Língua Estrangeira Moderna – Inglês 2 Língua Estrangeira Moderna –
Espanhol 1 Matemática 5 Biologia 4 Física 4 Química 4 História 3 Geografia 3 Filosofia 1
Sociologia 1 Total de horas-aula semanais 36 Total de horas-aula anuais 1440

3ª série EM Componentes curriculares Horas/aulas semanais Língua Portuguesa e Literatura 5


Educação Física 2 Língua Estrangeira Moderna - Inglês 2 Língua Estrangeira Moderna –
Espanhol 1 Matemática 5 Biologia 4 Física 4 Química 4 História 3 Geografia 3 Filosofia 1
Sociologia 1 Atualidades 1 Total de horas-aula semanais 36 Total de horas-aula anuais 1440
Total de horas-aula do Ensino Médio 4.320

d) Calendário escolar e demais eventos da escola.


Dia de São José, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia dos Professores, Coroação, Festa
Junina, Semana da criança, Olimpíadas, Feira do conhecimento, Cantata de Natal,
Jogos Interclaretianos e excursões.

e) Análise de projetos propostos para o ano: ações para sua execução, período letivo
por turno e série e projetos especiais.
- Introdução a produção cientifica:
Desenvolver uma cultura científica com os alunos do Ensino médio.

- A Educação através dos valores humanos


*Exercitar e aprimorar os valores absolutos (verdade, ação correta, amor, paz e não-
violência) para engrandecer a personalidade e fortalecer o caráter;
*Incentivar o respeito mútuo a partir das atividades compartilhadas em grupo;
*Diminuir o grau de agressividade no relacionamento entre os alunos;
*Aprender a saber respeitar as diferenças físicas e psicológicas que existem entre as
pessoas.

- A integração da comunidade educativa


*Resgatar a importância dos valores humanos;
*Incentivar o respeito mútuo a partir das atividades compartilhadas em grupo;
* Diminuir a dificuldade de interação social dos alunos;
*Aprender a saber respeitar as diferenças físicas e psicológicas que existem entre as
pessoas.
*Trabalhar temas transversais e cultivar hábitos de estudo e da prática esportiva;
*Criar hábito de lazer sadio e boa convivência na escola e na sociedade;
* Incentivar a atuação como cidadão por meio de regras sociais;

-Fraternidade e Políticas Públicas


* Estimular a participação dos alunos em políticas públicas, à luz da Palavra de Deus e
da Doutrina da Igreja, a fim de fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de
fraternidade.
-Projeto de Educação Tecnológica (PETE) – Robótica
*Desenvolver conhecimentos gerais de Robótica;
f) Em que consiste o plano gestor (conceituação).
De acordo com o Sindicato de Especialistas em Educação do Estado de São Paulo, “A
Legislação que rege o Plano de Gestão define-o como o documento que traça o perfil
da escola, conferindo-lhe identidade e intenções comuns de todos os envolvidos,
norteia o gerenciamento das ações internamente ao estabelecimento e operacionaliza
o Projeto Pedagógico.” Desta forma, o Plano Gestor contém desde crenças e aspectos
culturais fundantes da instituição a descrições sobre o número de coordenadores e sua
função. O Plano Gestor de uma escola abarca aspectos administrativos e pedagógicos
de modo a operacionalizar e gerenciar o Projeto Pedagógico. Ele também funciona
como um documento que permite o acompanhamento e avaliação dos objetivos e
metas estabelecidos para cada série escolar.

3 ORGANIZAÇÃO TÉCNICO-ADMINISTRATIVA: OBSERVAÇÃO E REFLEXÃO

Núcleos

a) Direção:
• Diretor - 1
• Vice-Diretor - 1

b) Técnico-pedagógico:
• Professor-coordenador - 4
• Supervisor de Estágio – não costa

c) Administrativo:
• Secretária de administração escolar - 2

d) Operacional:
• Inspetor de alunos - 6
• Servente - 12
• Vigia - 4
• Zelador - 2

e) Corpo docente:
• Professor – não costa número exato

f) Corpo discente:
• Alunos da escola – aproximadamente 600 estudantes

4. FILOSOFIA DA ESCOLA
A Educação Claretiana baseia-se em três princípios fundamentais que devem orientar
sua prática educativa:
- Cada pessoa é um ser único e singular. A Educação procura tornar esse ser um sujeito
consciente de suas possibilidades e limitações. A manifestação dinâmica dessa
singularidade é a originalidade e a criatividade.
- Cada pessoa é o princípio de suas ações, de sua capacidade de governar-se tendo em
vista sua liberdade. Fundamentalmente, o ser humano, é livre para se realizar como
pessoa e, por isso, responsável pelo seu próprio pessoal e social da vida. Tal assertiva
opõe-se totalmente a arbitrariedades.
- O homem é simultaneamente uma totalidade e exigência de abertura e contato com
os outros. Este princípio orienta e educação para as relações de colaboração de
trabalho e amizade na vida econômica, política e social.

5 PROCESSO E MOVIMENTO DA ESCOLA

a) Em que realidade a escola está inserida?


O Claretiano – Colégio São José está inserido na comunidade de
Batatais, município localizado no Estado de São Paulo. A principal atividade
deste município é a agricultura. A comunidade escolar do Colégio São José de
Batatais é formada, em sua grande maioria, por membros da classe média
baixa, que são integradas de forma dinâmica por meio dos projetos
desenvolvidos pela escola.

b) Que escola “ideal” queremos para os nossos alunos?


A ação Educacional Claretiana propõe uma educação humanista e assim,
tenta colocar em prática e vivenciar uma pedagogia e uma didática que estejam
em perfeita coerência com ela. A metodologia, amparada pelo Projeto
Educativo Claretiano, busca incidir de modo profundo e positivo no
desenvolvimento da personalidade, na autorrealização e na autonomia de ser e
de aprender do aluno.

c) Que tipo de cidadão queremos formar?


O Projeto Educativo Claretiano, sistematiza a ação educacional dos
Claretianos que assumem a Educação Básica e o Ensino Superior para formar
cidadãos com solida base profissional e com uma mentalidade saudável,
acolhedora e aberta a Deus, à realidade da natureza e à realidade humana. O
Projeto Educativo visa ainda a construir uma sociedade mais justa e humana.

d) Que tipo de intervenção poderemos fazer para aproximar a realidade do ideal?


O plano gestor do Colégio São José de Batatais enumera diversos desafios
da sociedade que devem ser pensados de forma adequada para que sua
proposta de formação de cidadãos seja alcançada. Assim, para fortalecer essa
proposta, e a sustentação do Projeto Educativo Claretiano a escola se vale do
resgaste de valores que promovam uma sociedade eticamente sustentável. São
eles:
a) o amor, que envolve dedicação, amizade, generosidade, gratidão, caridade,
perdão, compaixão, compreensão, simpatia, igualdade, alegria e renúncia.
b) A verdade, por meio do discernimento, conhecimento, autoanálise, espírito
de pesquisa, perspicácia, atenção, reflexão, otimismo, sinceridade,
honestidade, coerência, senso da realidade, justiça, lealdade, liderança e
humildade.
c) A ação correta, que envolve atitudes como dever, ética, honradez, vida
saudável, iniciativa, perseverança, responsabilidade, respeito, esforço,
simplicidade, amabilidade, bondade, disciplina, higiene, coragem,
integridade, dignidade, serviço ao próximo e prudência.
d) A não violência, que implica em fraternidade, cooperação, concórdia,
altruísmo, força interior, patriotismo, unidade, pluralidade, solidariedade,
respeito à cidadania, responsabilidade cívica, respeito à natureza, respeito
as diferenças, raças e culturas, uso adequado do tempo, da energia, do
dinheiro, do alimento e do conhecimento.
e) A paz, que exige silencio interior, calma, contentamento, tranquilidade,
paciência, autocontrole, tolerância, concentração, autoestima,
autoconfiança, autoaceitação, desapego e desprendimento.
De acordo com o documento, todos esses valores contribuem para a
realização de um projeto ético humanitário e assim, devem ser um
compromisso assumido coletivamente por meio da prática da solidariedade, do
resgate das relações sociais justas e equitativas e do respeito à natureza.

f)Formas de ingresso, classificação e reclassificação.

O ingresso de novos estudantes é feito anualmente e as matrículas devem ser efetuadas antes
do período letivo, devendo ser feitas de acordo com as opções: ensino infantil, ensino
fundamental e ensino médio.

Os alunos que cursaram o ano letivo anterior no Colégio São José têm prioridade quanto à
distribuição de vagas, desde que efetuem a rematrícula no período estabelecido anualmente
pela direção. No caso de novos estudantes, no ato da matrícula, o responsável pelo aluno deve
declarar em documento próprio, a aceitação das normas contidas neste Regimento Escolar.
Assim como para os alunos já previamente matriculados em anos anteriores, a aceitação de
alunos novos para matrícula está condicionada à existência de vaga e da manifestação dos
interessados em tempo hábil.

Além disso, a critério do Estabelecimento e havendo necessidade, o Plano Gestor prevê a


possibilidade de processo seletivo, através de provas e entrevistas, com candidatos à matrícula
em qualquer série ou ano do Ensino Fundamental ou do Ensino Médio, sendo para isso
elaborado um regulamento específico, aprovado pela Direção.

f) Frequência e compensação de ausências.

Ao final de cada trimestre, o aluno que apresentar frequência inferior a 75% (setenta e cinco
por cento), desenvolve atividades para compensação de ausências, ressalvados os casos de
alunos amparados por legislação específica.

6 DIAGNÓSTICO

Aspectos que devem ser analisados:

a)Eficiência do processo de ensino-aprendizagem.


A gestão pedagógica fundamenta a sua prática no aprimoramento da aprendizagem do aluno.
Adequa sua proposta curricular para contextualizar e adaptar a atividade educativa aos
tempos atuais. Tem como referência os PCNs, o Projeto Educativo Claretiano e a Proposta
Pedagógica. Essa adequação é trabalhada nas reuniões pedagógicas e nos encontros
bimestrais da Comissão de Educadores Claretianos do Brasil (CECLAB), e é atualizada no
planejamento anual. Dessa análise e adequação surgem projetos interdisciplinares de
relevância para a escola e para a comunidade, dos quais participam professores, funcionários,
alunos e suas famílias. Um dos maiores benefícios desses projetos é o fortalecimento do
vínculo escola-aluno-família.

Para a aferição do processo de ensino e aprendizado e para comprovar a eficiência das práticas
pedagógicas, a escola se vale de instrumentos avaliativos como:

-Simulados Anglo- avaliar e comparar o resultado obtido pelos alunos com alunos de outras
unidades Anglo do Brasil;

-Prova diagnóstica Anglo- aferir o nível de aprendizado ao final de dois grandes ciclos do
Ensino Fundamental, nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática; avaliar e comparar o
resultado obtido pelos alunos com alunos de outras unidades Anglo do Brasil;

-Ciclo de Simulados Anglo - avaliar e comparar o resultado obtido pelos alunos com alunos de
outras unidades Anglo do Brasil; preparar o aluno para as avaliações externas;

-ENEM e vestibulares anuais – comprovar a eficácia do processo ensino-aprendizagem com a


colocação de alunos da 3ª série do Ensino Médio em universidades públicas e privadas
conceituadas.

b)Proposta pedagógica da escola.

Proporcionar ao educando a formação necessária ao desenvolvimento de suas potencialidades


como elemento de auto realização, qualificação para o trabalho e preparo para o exercício da
cidadania. Nossa proposta educacional pode ser assim resumida:

- Educação Infantil: conquista da autonomia da criança;

-Ensino Fundamental: visa garantir uma sólida formação aos alunos e o desenvolvimento de
agentes transformadores da sociedade;

-Ensino Médio: criatividade e versatilidade para o enfrentamento de situações novas com


sucesso.

O Colégio São José trabalha para que, ao longo da Educação Básica, o aluno desenvolva a
comunicação, utilize a tecnologia, viva em sociedade e desenvolva a capacidade de trabalho.
Que ele seja bem formado, conviva em harmonia e descubra o prazer de se superar. Assim,
estará pronto para os desafios da vida escolar e pessoal.

c)Administração e gestão financeira da escola.


A tesouraria é o órgão administrativo encarregado de todo o movimento financeiro da escola.
As funções de Tesoureiro são exercidas por contabilista qualificado, legalmente habilitado para
o exercício da função, com registro no CRC, contratado pela mantenedora ou por ela
selecionado entre seus membros. Cabe ao tesoureiro da Escola executar todo controle
financeiro e contábil da mesma. No documento consta que os serviços referidos nesse item
podem ser realizados por escritório contábil qualificado, com registro no CRC, habilitado
legalmente para prestação de serviços de contabilidade, contrato para tal fim.

7 DESENVOLVIMENTO PEDAGÓGICO DA ESCOLA

a)Processo de avaliação.

O processo de avaliação é constante e tem por objetivo acompanhar o desenvolvimento do


aluno em relação aos objetivos propostos pelos diferentes conteúdos curriculares e verificar se
está sendo compatível com a sua fase de desenvolvimento e ao atendimento de suas
necessidades. A verificação do rendimento escolar nos níveis dos Ensinos Fundamental e
Médio se dá por meio de avaliações contínuas e cumulativas do desempenho do aluno
prevalecendo os aspectos qualitativos sobre os quantitativos, bem como os resultados obtidos
ao longo do período letivo sobre os de provas finais. A avaliação é efetuada através de:

I)Provas escritas e simulados;

II)Observação constante do aluno;

III)Trabalhos individuais;

IV)Trabalhos em grupos;

V)Outros processos dinâmicos que se afiguram pedagogicamente válidos e recomendáveis.

As sínteses dos resultados das avaliações são expressas em notas, na escala de zero a dez, sem
arredondamento, e uma casa após a vírgula. Os alunos que não comparecerem às provas de
avaliação da aprendizagem, podem requerer 2ª chamada, conforme fixado no calendário
escolar da avaliação. A avaliação do aproveitamento corresponde ao ano letivo é traduzida, em
cada componente curricular, por uma nota anual.

I)Resultante da média aritmética das três notas trimestrais;

II)Após recuperação final, média aritmética simples entre a média das três notas trimestrais e a
nota da recuperação final.

A média anual mínima para a promoção do aluno ao final do 3⁰ (terceiro) trimestre é de 6,0
(seis) inteiros e, após recuperação final, é de 6,0 (seis) inteiros.

b)Recuperação.

Para o aluno que apresentar condições de atraso escolar no decorrer do ano letivo, a escola
propicia a possibilidade de aceleração dos estudos, visando colocá-lo no nível de
aprendizagem dos demais alunos, mediante estudos de recuperação. Em cada ano letivo são
atribuídas 3(três) notas trimestrais para os alunos do Ensino Fundamental e Médio. A
recuperação desenvolvida pela escola é destinada aos alunos com aproveitamento e/ou
frequência insuficientes: recuperação contínua, oferecida no decorrer de cada trimestre letivo,
destinada à alunos com desempenho insatisfatório, executada por orientação docente através
de atividades, pesquisas e provas, em horários específicos destinadas a este fim, para suprir a
defasagem de notas e promovendo a melhoria do aproveitamento escolar; recuperação final,
oferecida ao final do ano letivo, destinada a alunos sem média de aproveitamento 6,0 (seis)
em todos os componentes curriculares.

c)Reforço.

Uma vez que a recuperação oferecida pela escola possui caráter contínuo e é oferecida no
decorrer de cada trimestre com orientação do professor ou substituto habilitado, pode-se
perceber que no Colégio São José de Batatais o conceito de Recuperação é, de fato,
coincidente a um programa de reforço que visa a suprir os estudantes em suas dificuldades e
não apenas dar a eles uma segunda chance de serem testados sem o devido suporte
pedagógico.

d)Classes de aceleração.

Para os estudos de recuperação, é feito o agrupamento de alunos por componente curricular e


grau de deficiência de cada aluno. Os estudos de recuperação são administrados pelos
próprios professores ou por substitutos legalmente habilitados. São desenvolvidos na
recuperação os principais tópicos dos programas cumpridos durante o ano letivo, em especial
aqueles em que os alunos apresentam maiores deficiências. Os resultados dos estudos de
recuperação contínua integram a avaliação do trimestre em curso. Após estudos e provas de
recuperação final o professor atribui ao aluno uma nota de aproveitamento correspondente
aos avanços apresentados. Após a recuperação final o aproveitamento deve ser igual ou
superior a 6,0 (seis) inteiros resultantes da média aritmética simples entre a média das três
notas trimestrais e a nota de recuperação final.

8 DIRETOR DA ESCOLA

a)O papel do diretor.

São atribuições do diretor: cumprir e fazer cumprir as leis, regulamentos, o calendário escolar,
as determinações superiores e as disposições do Regimento Escolar, de modo a garantir a
consecução dos objetivos do processo educacional; criar condições para maior integração
escola-comunidade, presidir as reuniões de pais e professores; presidir os conselhos de
séries/anos ou delegar competência a terceiros para esta função; coordenar e controlar os
serviços administrativos da Escola responsabilizando-se pela respectiva documentação;
representar a escola; presidir as reuniões e festividades promovidas pela escola ou delegar
competência para esse fim; abrir, rubricar e encerrar os livros em uso pela escola; tomar
medidas de emergência em situações não previstas no Regimento, comunicando
imediatamente as autoridades competentes; assistir as autoridades de ensino durante suas
visitas à escola.
b)Programa de desenvolvimento do trabalho do diretor.

Como sabemos, a partir dos anos 80, houve uma grande valorização da figura do gestor escolar
e, ao mesmo tempo, a preocupação com sua capacitação profissional. A finalidade é que ele
correspondesse à forma de “gerir” o bem público em uma perspectiva de “descentralização”,
“autonomia” e “democratização”.

Neste sentido, o PPG do Colégio São José prevê que a colaboração entre Diretor e Vice-diretor,
este podendo o representar em casos em que se faz necessário. Além disso, o diretor tem
assistência direta e constante da Coordenação Pedagógica, que é responsável pela supervisão,
orientação, acompanhamento, avaliação e controle das atividades de planejamento,
organização, coordenação, controle e avaliação das atividades curriculares, dentre outras
funções.

Por outro lado, pode-se questionar a premissa contida no PPG que rege que “as atividades de
Coordenação Pedagógica são exercidas por um professor devidamente qualificado para a
função, contrato pela Entidade Mantenedora por indicação do Diretor”. Neste sentido, pode-
se pensar que a multiplicidade de olhares e possibilidades pedagógicas pode ficar
comprometida uma vez que é o diretor quem escolhe a coordenação, e não um processo
seletivo aberto e coordenado por uma equipe, o que pode resultar em perdas significativas
para uma construção escolar democrática.

c)As condições de trabalho.

Embora esta afirmação não esteja explícita no documento, pode-se inferir que as qualidades
de trabalho na instituição são ótimas uma vez que o espaço de trabalho e as ferramentas
oferecidas pela escola sejam ideais para que os profissionais possam exercer suas funções da
melhor maneira possível. Além disso, o Regimento Escolar prevê os seguintes itens, essenciais
para a manutenção de um ambiente de trabalho saudável e satisfatório:

I)Compreender os direitos e deveres da pessoa humana, do cidadão, da família e dos demais


grupos que constituem o Estado e a Nação;

II)Respeitar a dignidade e as liberdades fundamentais do homem;

III)Condenar qualquer tratamento desigual por motivo de convicção filosófica, política ou


religiosa, bem como quaisquer preconceitos de classe ou raça;

IV)Respeitar a liberdade e ter apreço à tolerância;

d)A sala do diretor.

O PG não precisa muitas informações acerca da sala do diretor. Porém, afirma que além de
todos os canais de contato e participação disponibilizados para os pais e demais membros da
comunidade escolar, está sempre aberta a possibilidade de um contato espontâneo com os
responsáveis pela escola.

e)As propostas do diretor para a construção de uma escola democrática.


No Colégio São José de Batatais a prática de gestão participativa adotada é a de incentivar e
valorizar a participação de toda a comunidade educativa, para que cada um desempenhe a sua
função com responsabilidade. Espera-se a participação efetiva de cada membro envolvido no
processo educativo com o cumprimento de suas devidas funções, também descritas no
documento.

O Projeto Educativo Claretiano (PEC), o Regimento Escolar, a Proposta Pedagógica, as normas


legais e de convivência, que normatizam os direitos e deveres da equipe gestora, dos
professores, dos funcionários, dos alunos e dos pais são amplamente divulgados por meio de
reuniões de professores e de pais e mestres, dos Conselhos de Classe/Série/ano, do site do
Colégio, do Guia do Aluno e em sala de aula. Durante a conversa em reuniões e em sala de
aula, algumas perguntas são feitas para se fazer um levantamento do grau de satisfação de
professores, funcionários, pais e alunos, e os dados são utilizados para se manter ou se
reavaliar a ação educativa da U.E.

Ao final de cada semestre a equipe gestora faz uma autoavaliação para analisar a competência
de sua gestão. Essa forma de gestão, em que cada um assume e desempenha a sua função de
modo eficaz e dinâmico, tem contribuído para o enriquecimento do processo ensino-
aprendizagem. O desafio fundamental da U.E. é manter e favorecer, sempre, a integração dos
membros da comunidade educativa, para que formem uma autêntica comunidade de vida,
que valorize o outro, na partilha dos valores da verdade, honestidade, confiança, liberdade,
responsabilidade e respeito à dignidade humana e a à natureza.

9 DESCRIÇÃO DO PRÉDIO E INSTALAÇÕES

a) Sala de aula - 30

b) Salas ambiente – Não consta registro no PG

c) Salas de vídeo e TV – Não consta, embora o Colégio disponibilize: recursos audiovisuais


(computadores, projetores, lousa eletrônica, tela de projeção, aparelhos de som); internet a
cabo e rede sem fio (WIFI); SAV (sala de aula virtual); computadores com internet impressoras,
máquina fotocopiadora, linha telefônica, coordenação, corpo docente e secretaria.

d) Sala de professores - 1

e) Sala de reuniões – 1

f) Biblioteca – 1 biblioteca, com catálogo e sistema virtual

g) Espaço para aulas de Educação Física – 2 quadras de esportes cobertas, 1 pista de atletismo,
quadra de ginástica artística, academia, 1 ginásio, 2 piscinas e 1 campo de futebol gramado.

h) Conservação do prédio – Compete à Zeladoria todas as tarefas referentes à conservação do


imóvel e tudo contido nele. Assim, a Zeladoria deve observar atentamente as dependências da
escola; executar os serviços de limpeza; executar os serviços de copa; abrir e fechar o prédio
no horário regulamentar fixado pelo Diretor; zelar pela conservação e asseio do edifício,
instalações, móveis e utensílios; requisitar material de limpeza; executar outras tarefas
auxiliares relacionadas com sua área de atuação, que lhe forem atribuídas pela Direção da
Escola.

i) Outros – O Claretiano – Colégio São José situa-se no perímetro urbano de Batatais, com área
total de 132.726,09m que abriga: locais destinados às atividades escolares e administrativas;
uma Clínica Multidisciplinar de Saúde; espaços de lazer e recreação; laboratórios de
informática para pesquisas com acesso à internet e software educativo; amplas salas de aula;
brinquedoteca; laboratórios de práticas pedagógicas, línguas, ciências, física, anatomia,
biologia e matemática; salão de beleza; academia de ginastica; auditório; capela; biblioteca;
rádio; sala de reuniões/videoconferência; parque infantil; horta; praça de alimentação; jardim;
pista pavimentada de atletismo; piscinas; quadras poliesportivas; e área para futuras
instalações. A escola também possui estacionamentos internos e externos para veículos, sendo
o sistema de acesso de alunos controlado por catracas eletrônicas. Todas as edificações
possuem projetos aprovados nos órgãos competentes, atendendo às normas de segurança, às
normas de acessibilidade a pessoas com necessidades especiais; as salas de aula e as demais
dependências de uso coletivo estão dentro dos padrões de conforto térmico, acústico e
iluminação. O sistema de energia elétrica é projetado para atender à demanda de consumo
das edificações e o abastecimento de água é próprio e recebe tratamento adequado.

10 OBJETIVOS E METAS DA ESCOLA

a)Objetivo geral

O Projeto Educativo Claretiano (PEC) sistematiza a ação educacional dos Claretianos que
assumem a Educação Básica e o Ensino Superior para formar cidadãos com sólida base
profissional e com uma mentalidade saudável, acolhedora e aberta a Deus, à realidade da
natureza e à realidade humana. O Projeto Educativo visa ainda a construir uma sociedade mais
justa e humana.

“A missão do Claretiano – Colégio São José é capacitar a pessoa humana para o exercício
profissional e para o compromisso com a vida, mediante uma formação integral. Esta missão
se caracteriza pela investigação da verdade, pelo ensino e pela difusão da cultura, inspirada
nos valores éticos e cristãos e no Carisma Claretiano que dão pleno significado à vida humana”.

Entende-se por Missão o princípio que está na origem dos trabalhos e atividades institucionais,
norteado pelo compromisso de assumir um trabalho de evangelização, já que, para s
claretianos, educar é um modo de ser, um modo de significar e um modo de atuar em favor ao
crescimento do Reino. Como instituição católica de ensino, deve garantir, de forma
permanente e institucional, o diálogo entre a razão e a fé, entre o evangelho e a cultura,
contribuindo para aprofundar o conhecimento do significado e o valor da pessoa humana.
Enquanto instituição claretiana tem como compromisso carismático o serviço Missionário da
Palavra, exercido por todos os meios possíveis. Assim sendo, a Educação é assumida como um
modo de colaborar para a construção de uma sociedade mais justa, fraterna e solidária.

b) Objetivos específicos
Para a Educação infantil:

I-Criar um ambiente favorável ao desenvolvimento físico e mental e ao ajustamento social e


afetivo;

II-Propiciar o desenvolvimento da habilidade específica para os graus subsequentes;

III-Propiciar o desenvolvimento da responsabilidade pessoas da compreensão dos direitos e


deveres com alunos da mesma idade e adultos;

IV-Propiciar o desenvolvimento da conduta independente através do desenvolvimento da


autoconfiança e da iniciativa;

V-Propiciar o desenvolvimento da criatividade, especialmente como elemento de


autoexpressão;

VI-Possibilitar o diagnóstico oportuno das deficiências de desenvolvimento do aprendiz;

VII- Prevenir dislexias e outras deficiências de linguagem e escrita e desenvolver a coordenação


viso-motora, orientação espacial, discriminação quanto ao esquema corporal;

Para o Ensino Fundamental:

I-Propiciar o desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos o pleno


domínio da leitura, da escrita e do cálculo;

II-Possibilitar a compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia,


das artes e dos valores em que se fundamenta a sociedade;

III-Possibilitar o desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo em vista a aquisição


de conhecimentos e habilidades e a formação de atitudes e valores;

IV-Propiciar o fortalecimento dos vínculos da família, dos laços de solidariedade humana, e de


tolerância recíproca em que se assenta a vida social.

Para o Ensino Médio:

I-Possibilitar a consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no ensino


fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos;

II-Promover a preparação básica para o trabalho e a cidadania e o desenvolvimento da


capacidade para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar com flexibilidade a
novas condições de ocupação ou aperfeiçoamento posteriores;

III-Favorecer o aprimoramento do educando como uma pessoa humana, incluindo a formação


ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico;

IV-Possibilitar a compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos


produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina.

11 ATIVIDADES EXTRACLASSE (PROFESSORES)


a)Hora da atividade – Embora não esteja explícito no documento, pode-se inferir que tal
atividade deve ser realizada no contraturno do horário das aulas.

b)HTPC – organização de trabalho pedagógico coletivo, explicitando o temário e o cronograma.

METAS AÇÕES PÚBLICO-ALVO CRONOGRAMA

Zelar pelas propostas contidas no PEC e na legislação vigente Divulgação contínua das
propostas por meio de reuniões pedagógicas

Corpo docente e corpo técnico-administrativo

2019 a 2022

Melhorar permanentemente a qualidade de ensino garantindo uma formação plena, visando


atender as demandas do mundo contemporâneo.

Desenvolvimento de práticas pedagógicas que atendam às necessidades dos alunos

Corpo docente e corpo técnico-administrativo

2019 a 2022

Adequar o Projeto de utilização da SAV como apoio pedagógico aos alunos do EFII e Ensino
Médio Capacitação docente e discente; desenvolvimento de configuração e funcionalidades
de fácil aprendizagem e manuseio pedagógico

Corpo docente e corpo técnico-administrativo

2019 a 2022

Melhorar e garantir a utilização da SAV como ferramenta pedagógica. Divulgação contínua da


utilidade da SAV por meio de reuniões pedagógicas e reuniões de Pais e Mestres

Comunidade Educativa

2019 a 2022

Adequar as práticas pedagógicas à nova BNCC Capacitação Docente e Discente, reformulação


do currículo escolar

Comunidade Educativa

2019 a 2022

c)Reunião de pais e mestres.

Acontecem trimestralmente e contam com a participação de todo o corpo docente. Nelas, são
discutidas as reais necessidades dos educandos, resultados, metas e anseios gerais da
comunidade escolar.

12 SECRETARIA
a) Organização:

b) Secretário: 2

• Atuação e análise de suas atribuições.

São atribuições do secretário: Responder diante a Direção da Escola pelo expediente e serviços
gerais da escola; organizar o arquivo de modo a assegurar a preservação dos documentos
escolares, e atender prontamente qualquer pedido ou esclarecimentos de interessados ou da
Diretoria da Escola; redigir e fazer expedir toda a correspondência da escola, submetendo-a à
assinatura do Diretor ou de seu substituto legal; escriturar livros, fichas e demais documentos
escolares, de modo a assegurar a clareza da escrituração escolar; assinar; juntamente com o
Diretor, fichas, atas, certificados e outros documentos; manter registros e levantamentos de
dados estatísticos e informações educacionais. Cabe ainda ao secretário da Escola é
substituído em seus impedimentos por funcionário habilitado conforme o contido na
legislação vigente, escolhido pela mantenedora.

d)Escriturário:

• Serviços realizados na secretaria: De responsabilidade do secretário, de acordo com o PG.

• Análise de escrituração: De responsabilidade do secretário, de acordo com o PG.

• Livros existentes: Não consta no PG.

• Incineração de documentos: Não consta no PG.

13 CONCLUSÃO DO PLANO GESTOR

Por meio da análise do Plano Gestor do Colégio São José de Batatais compreende-se melhor a
importância de conhecer a missão, visão e valores da instituição escolar e seu alinhamento às
práticas pedagógicas e didáticas do corpo docente. É um planejamento com metas claras,
definidas de modo a descrever as funções de todos os envolvidos no processo educativo. Além
disse, acredito que o Plano Gestor também consiste em um instrumento que possibilita
minimizar os problemas vivenciados na escola, uma vez que contém valores e prioridades pré-
estabelecidos. O documento em si define objetivos, e delega responsabilidades à comunidade
escolar. Com isto, concluo que o Plano Gestor é um documento imprescindível para o
desempenho da Escola, para um bom funcionamento dos diferentes núcleos que compõem a
Escola, e na formação de uma comunidade sólida e formação integral de seus educandos.

Você também pode gostar