Você está na página 1de 28

Claudimar Paes de Almeida Comunicação e Linguagem

DISCIPLINA: Comunicação e Linguagem

Professor Formador: Claudimar Paes de Almeida.

Formação: Graduação em Letras; Especialização em


Língua Portuguesa: redação e oratória; Mestrado em
Letras.
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA
Ementa: A língua e suas variedades. A língua padrão e a não-padrão.
Linguagem, língua, fala e discurso. A comunicação no mundo do trabalho.
Coerência e coesão textual. Tipologias textuais: texto narrativo, descritivo e
dissertativo. Correspondência comercial: carta comercial, requerimento, ata,
circular, declaração, memorando, ofício, relatório e convite.

Avaliação: AP1 – Questionário (25 pontos)


AP2 – Questionário (25 pontos)
Prova Regular – 50 pontos
Recuperação – 100 pontos
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA
Objetivo Geral: Aprimorar o conhecimento básico referente à Língua
Portuguesa para aplicá-lo no trabalho do profissional em Programador Web.

Objetivos Específicos: Reconhecer a importância da linguagem na


constituição do homem como fonte criativa de comunicação em diferentes
situações no exercício profissional; Perceber a comunicação como mecanismo
de interação e atualização de conhecimento; Diferenciar língua e fala para
saber aplicá-las de acordo com as necessidades de comunicação em
diferentes situações e ambientes; Conhecer e diferenciar as funções da
linguagem no uso criativo e constante quanto aos recursos comunicativos
disponibilizados pela linguagem; Entender o uso das funções da linguagem
em situações específicas.
UNIDADE III

Conteúdo: A comunicação no mundo do trabalho.


OBJETIVOS DA AULA
• Perceber a comunicação como mecanismo de interação e
atualização de conhecimento;
• Compreender o conceito de comunicação;
• Conhecer o fluxo das comunicações dentro da empresa;
• Refletir sobre os prejuízos que a comunicação utilizada de forma
inadequada pode trazer para os ambientes corporativos.

Fonte: https://medium.com/@jhonattanalmeida35/elementos-da-
comunica%C3%A7%C3%A3o-empresarial-452390fddf4a
• Por que necessitamos nos comunicar?
• O que é linguagem?
• Como comunicação e linguagem se relacionam?

Fonte: https://mgapress.com.br/blog/a-importancia-da-comunicacao-nas-
empresas/
A atividade de comunicação é uma constante em qualquer
escala da vida animal: todos os animais se comunicam de alguma
forma e em algum período de sua vida, seja por necessidade de
sobrevivência seja por imperativos biológicos [...] através de um
mínimo de interação (BORBA, 1998, p. 09).

Fonte: https://www.estantedacomunicacao.com.br/a-
acao-e-a-comunicacao/
Comunicar

- Necessidade de sobrevivência;
- Ao nascermos, nos comunicamos pelo choro, pelos
movimentos e nos diferenciamos dos outros animais
porque somos dotados de linguagem articulada, a
língua que se realiza na fala;
- É por meio da comunicação realizada pela linguagem
que nos tornamos seres/sujeitos dialógicos.
Comunicar-se é essencial para o estabelecimento e
fortalecimento das relações humanas. Se pararmos para pensar,
observaremos que a comunicação está na base de todas as áreas
do conhecimento, logo necessitamos nos apropriar cada vez
mais da linguagem, para que o processo de comunicação ocorra
de modo efetivo e adequado ao contexto. Cada ser humano é
único, com sentimentos, ideias próprias; assim, necessitamos
nos expressar, interagir com os outros, estarmos ligados a um
grupo social.
Para início de conversa...

De acordo com as pesquisas, um dos problemas mais


preocupantes que um gestor de empresa lida é o mau uso da
comunicação que envolve o ambiente organizacional. A
carência de uma comunicação eficaz gera intranquilidade no
grupo de trabalho, pois os prejuízos trazidos à empresa por
causa dela trazem desequilíbrio para a corporação como a
baixa produtividade e motivação, podendo trazer aumento de
stress e conflitos no ambiente de trabalho.
A falta de interação das pessoas nas equipes de trabalho tem
uma ligação direta com o alcance das metas e os objetivos
organizacionais. Além disto, contratos pertinentes entre as
organizações podem não ser concluídos por falta de tempo
adequado e pela carência de uma comunicação organizacional
eficiente. Uma comunicação que atende sua finalidade é
decorrência do trabalho em equipe, do desempenho simultâneo
entre as áreas que a compõem.

Fonte: https://blog.acelerato.com/artigo/a-
importancia-da-comunicacao/
A comunicação no ambiente organizacional
No mundo empresarial, negócios relevantes para as
organizações são acertados em curto tempo devido à velocidade
de informações que são transmitidas constantemente. Porém,
independente de uma equipe hábil e de tecnologias qualificadas,
algumas empresas acabam às vezes com problemas na
comunicação seja ela interna e/ou externa.

Fonte: https://digitalks.com.br/indicadores-do-mercado/cresce-o-interesse-
nas-empresas-do-noroeste-paulista-por-gestao-da-comunicacao/
A comunicação, segundo Melo (2006), é o processo de troca
de informações entre duas ou mais pessoas. Desde os tempos
mais remotos, a necessidade de comunicar do homem é uma
questão de sobrevivência. No sistema organizacional também é
assim. Boa parte das empresas necessita de funcionários
influentes, integrados e informados do que acontece dentro e
fora delas, fazendo- os sentir parte da corporação. A partir desta
necessidade a comunicação interna tornasse hoje uma
ferramenta indispensável às organizações.
De acordo com Matos (2009) a comunicação empresarial é a
relação da empresa com seu público interno e externo, ela
envolve um conjunto de procedimento e técnicas destinados ao
processo de comunicação e de transmissão de informações
sobre os seus desempenhos, resultados, missão, objetivos,
metas, projetos, processos, normas, procedimentos, instruções
de serviços etc. É uma solução estratégica de gestão, que, se for
bem aproveitada, pode garantir um funcionamento com
integração, coesão e produtividade na empresa.
Fluxo das comunicações

Fonte: https://www.jrmcoaching.com.br/blog/comunicacao-ascendente-e-
descendente-e-seu-papel-no-fluxo-de-comunicacao-empresarial/
Comunicações ascendentes

Segundo Matos (2009), neste modo, as comunicações são


processadas na base da pirâmide empresarial e direcionas aos
graus superiores hierarquicamente. Não necessariamente
podem ser formais, mais também informais como sugestões,
opiniões e criticas geralmente feita por pesquisas de clima
organizacional.
Comunicações descendentes

Recebem esse nome porque elas saem do topo da pirâmide


(decisório) com destino a base (subalternos), ou seja, uma
comunicação vertical de cima pra baixo. Para Matos (2009, p.
75), este fluxo de comunicação tem como suas especialidades a
transmissão de normas, políticas, procedimentos, estratégias e
metas.
Fonte:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Dire%C3%A7%C3%A3o_da_comuni
ca%C3%A7%C3%A3o
Comunicações horizontais

Comunicação realizada por colaboradores com o mesmo


grau na hierarquia. De acordo com Matos (2009), quanto mais
burocrática e hierárquica é uma empresa maior a possibilidade
de identificar uma tendência para manter a informação como
propriedade secreta de grupos de um mesmo nível funcional.
Comunicações transversais

Este modo de comunicação, segundo Matos (2009), os


colaboradores interagem mais, pois ele permite que os fluxos de
comunicações transitem em todas as direções da organização. É
utilizada mais em empresas modernas, mais flexíveis e
descentralizadas, pois nelas a gestão tem mais participação e
integração com o quadro funcional da empresa.
Fonte: https://pt.slideshare.net/ssamarinha/seminrio-de-metodologia-assunto-
comunicao
Comunicações circular

É a comunicação cujo conteúdo é de interesse geral, é


direcionada a vários colaboradores simultaneamente.
Conforme Matos (2009), este fluxo de comunicação é mais
presente nas empresas de pequeno porte e informais. Assim
sendo, o emissor precisa ficar atento não apenas com o que
irá transmitir, mas como irá conduzi-lo, codificá-lo e saber qual
o canal mais adequado.
Robbins (2007) cita os meios de informação pela ordem
crescente de acordo com o canal mais rico: Conversa face a face;
Telefone; E-mails; Memorando e Cartas; Folhetos, Boletins e
Relatórios em geral, pois para que a mensagem seja
compreendida com sucesso pelo receptor, é necessário observar
o nível de riqueza do canal o qual será utilizado, se a
comunicação fizer parte do dia a dia dos receptores ela pode ser
utilizada por canais mais fracos. Porém, se for assuntos
extraordinário, é preferível utilizar canais mais ricos.
Conforme Bergue (2011), o processo de comunicação pode ser exemplificado de modo
que as fases deste percurso possam, através dos seus elementos, permitirem uma concepção e
análise mais precisas de seus resultados.

Fonte: BERGUE, Sandro (2011, p.529)


Ruído na Comunicação
Ruído: qualquer interferência ou barreira que interfira ou dificulte a
comunicação.
Elementos que podem complicar ou impedir o perfeito entendimento de
uma mensagem:
• Barreiras tecnológicas: problemas técnicos;
• Barreiras psicológicas: aspectos do comportamento;
• Barreiras de linguagem: gírias, regionalismos, dificuldades de verbalização,
etc.
Referências Bibliográficas
BERGUE, Sandro Trescastro. Modelos de gestão em organizações públicas: teorias e tecnologias gerenciais para análise e
transformação organizacional. Caxias do Sul, RS: Educs, 2011.

DIAS, Joilson Alcindo; NASCIMENTO, Maria do Socorro Araújo. Comunicação empresarial: a importância da comunicação nas
organizações e o advento de novas tecnologias. Revista Científica da FASETE, 2016.

JESUS, Sérgio Nunes de; BARBOSA, Ingrid Leticia Meneses Barbosa e; SILVA, Albertina Neta Pereira da. Português Instrumental.
– Cuiabá: Editora da Universidade Federal de Mato Grosso, 2013.

MARTINS, Dileta Silveira; ZILBERKNOP, Lúcia Scliar. Português Instrumental: De acordo com as atuais normas da ABNT. 29.
ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MATOS, Gustavo Gomes de. Comunicação Empresarial sem complicação. 2ª edição. Barueri, SP: Manole, 2009.

MELO Vanêssa Pontes Chaves de. A comunicação interna e sua importância nas organizações. Universidade Tiradentes, 2006.
Disponível em: <http://www.fag.edu.br/professores/anderson/Assessoria%20Comunicacao%20e%20MKT/artigo%2009.pdf>.
Acesso em: 19 mar. 2019.

PIMENTA, M. A. Comunicação Empresarial. 5 ed. Campinas-SP: Alinea 2006.

ROBBINS, Stephen P. PLT Comportamento Organizacional. 9.ed. São Paulo: Pearson Education, Valinhos: Anhanguera
Educacional, 2007.
Avaliação Regular no AVA:
• Questionário (50 pontos): A comunicação no mundo
do trabalho.
• Período de Realização: 17/08/20 a 24/08/20.

Você também pode gostar