Você está na página 1de 14

0123456

3 
 
    47
 945
7
    
  31976 1 


1 "#%!"#$&
$ 6  "
#'#"$(")"#&

*'&
2.  ++,,,
$#"'$& -+  +
(")"#/#/
0123456
3 
 
    47
 945
7
    
  31976 1 


1 "#%!"#$&
$ 6  "
#'#"$(")"#&

*'&
2.  ++,,,
$#"'$& -+  +
(")"#/#/
0123456
3 
 
    47
 945
7
    
  31976 1 


1 "#%!"#$&
$ 6  "
#'#"$(")"#&

*'&
2.  ++,,,
$#"'$& -+  +
(")"#/#/
0123456
3 
 
    47
 945
7
    
  31976 1 


1 "#%!"#$&
$ 6  "
#'#"$(")"#&

*'&
2.  ++,,,
$#"'$& -+  +
(")"#/#/
0123456
3 
 
    47
 945
7
    
  31976 1 


1 "#%!"#$&
$ 6  "
#'#"$(")"#&

*'&
2.  ++,,,
$#"'$& -+  +
(")"#/#/
0123456
3 
 
    47
 945
7
    
  31976 1 


1 "#%!"#$&
$ 6  "
#'#"$(")"#&

*'&
2.  ++,,,
$#"'$& -+  +
(")"#/#/
CURSO DE PEDAGOGIA

GESTÃO DE EDUCAÇÃO EM AMBIENTES NÃO ESCOLARES

ATIVIDADE DE ESTÁGIO

PROPORCIONANDO A FELICIDADE NA TERCEIRA IDADE

LEVITA COSTA VASCONCELOS NETA

RA 1840418

POLO JABOATÃO DOS GUARARAPES

2020
1. Apresentação do projeto
2. Etapas do projeto
3. Detalhamento das funções do pedagogo
4. Texto reflexivo
5. Referências bibliográficas
1. Apresentação do projeto

O envelhecimento é considerado a terceira idade da população e ele


começa se manifestando pelo cansaço e degeneração corporal em cada
indivíduo, isto é, durante o ciclo da vida temos diversas fases e é através delas
que desenvolvemos e amadurecemos. Sendo assim, nessa fase de
envelhecimento a maiorias desses idosos se sentem abandonados, com a
estima baixa e distante do convívio social, isso ocorre principalmente com os
que estão morando em abrigos e ou asilos. Então, foi pensando nisso que foi
elaborado este Projeto de Intervenção pedagógica em um ambiente não
escolar, tendo como objetivo principal a implantação de métodos para
proporcionar o bem-estar e a felicidade na terceira idade, dessa maneira,
auxiliando os idosos residentes nesses locais a ter mais qualidade de vida.
Esse projeto será realizado por intermédio de práticas levando
momentos de descontração, interações e diversão mediante trabalhos
desenvolvidos através das práticas de leituras literárias, não literárias, jogos
coletivos e individuais, dinâmicas entre os participantes, passeios por pontos
turísticos, musicas e danças. Portanto, espera-se que por meio desses
artifícios empregados, almeja-se que eles se sintam envolvidos, interajam e
sintam-se com as estimas elevadas, felizes e incluídos socialmente.

2. Etapas do Projeto

Este projeto será desenvolvido por encontros no período de um mês, isto


é, quatro semanas, e através desses encontros, dois dias em cada semana,
tendo aproximadamente 5 h (cinco horas) de duração. Serão realizadas
filmagens de todas as etapas, fotos para compor um mural, pinturas e relatos
de cada participante sobre as experiências vividas durante o projeto e ainda,
outros assuntos que eles queiram externar. A seguir, temos o cronograma das
atividades detalhado:
 Primeira Semana

Primeiro encontro: No primeiro dia será a abertura com apresentação do


projeto aos envolvidos. Depois disso, será realizado um evento com
músicas cantadas a voz e violão, acompanhado de lanche coletivo.
Segundo encontro: Nesse encontro utilizaremos jogos coletivos, com
dominó, damas, xadrez, gamão e gincanas, acompanhados de lanche
coletivo.

 Segunda semana

Terceiro encontro: teremos historia literária e não literárias contadas e


comentadas com a participação de todos. Para fechar, um lanche
coletivo.
Quarto encontro: oficina de desenhos e pinturas em quadros e
cartolinas. Lanche coletivo no final.

 Terceira semana:

Quinto encontro: debates sobre as experiências vividas, leitura de textos


e frases motivacionais e espaços para quem quiser relatar algo. Lanche
coletivo.
Sexto encontro: Oficinas de dança e teatro com a participação de todos
com lanche coletivo no final.

 Quarta semana:

Sétimo encontro: debate sobre a terceira idade abordando vários temas,


como: saúde, perspectivas futuras, família, felicidade e vida.
Oitavo encontro: Nesse último encontro, teremos o fechamento do
evento e as considerações finais dos participantes, isso acompanhado
de uma festa com exposição do mural das fotos, dos vídeos e das
pinturas realizas durante o período em questão, teremos ainda, comidas
regionais, danças e músicas para comemorar o sucesso do projeto.
3. Detalhamento das funções do pedagogo:

A atuação de um pedagogo, o educador, em atividades que acontecem


em ambientes não escolares não são diferentes das que acontecem em um
ambiente escolar, pois o profissional tem que usar os métodos aprendidos
durante o curso de pedagogia nas duas modalidades. Primeiramente, o
Profissional vai trabalhar com o mediador do projeto em questão. A seguir,
detalharemos as atividades do pedagogo nesse processo:

 Elaboração, organização e implantação do projeto;


 Planejamento os horários e materiais necessários para cada atividade;
 Visitar e apresentar o projeto aos responsáveis pela instituição que será
escolhida;
 Conhecer antecipadamente o público alvo que vai participar das
atividades;
 Organização dos materiais que serão necessários para a execução do
Projeto;
 Elaboração das regras a serem seguidas nas reuniões e na utilização
dos espaços cedidos;
 Mobilização as pessoas envolvidas (funcionários e cuidadores) e atribuir
as tarefas para cada um;
 Entrar em contato com os profissionais que participarão das atividades;

4. Texto reflexivo

A educação em ambientes não escolares ainda é pouco percebida,


contudo é necessário que entendamos que o aprendizado não se restringe
somente à escola, dessa maneira, ela também pode compreender outros
ambientes na sociedade, sendo assim, onde estiverem pessoas, será possível
a aplicação de conhecimentos e trocas de experiências. Isso nos leva a crer
que quando se tem preparo, ferramentas adequadas e interesse para repassar
os conhecimentos adquiridos para que os indivíduos desenvolvam as
habilidades. Portando, em qualquer local que seja utilizada práticas educativas,
haverá sempre ações pedagógicas.
A intenção desse projeto é de valorização das pessoas que estão na
terceira idade, com ele, levaremos conhecimentos através das atividades
propostas contribuindo para melhorar a qualidade de vida e humanização.
Diante disso, esperamos que o resultado desse trabalho seja alcançado com
eficiência e eficácia conforme o planejado, que é proporcionar a felicidade na
terceira idade.

5. Referências bibliográficas

 LIBÂNEO, José Carlos. Diretrizes curriculares da Pedagogia:


imprecisões teóricas e concepção estreita da formação profissional de
educadores. Revista Educação e Sociedade. Campinas, v. 27 n. 96, p.
843 -87 6, o ut. 2006.

 Organização e gestão escolar: teoria e prática. 5ª e d. Revista ampliada.


Goiânia. Editora Alternativa. 2004

 Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 34


ed. São Paul o, Paz e Terra, 2006.