Você está na página 1de 45

Apostila de Redação


Como Escrever uma Redação

MODELO ENEM

NESSA EDIÇÃO:

Como escrever sua redação? PASSO A PASSO



Como escrever a intervenção 

10 alusões históricas para qualquer tema

50 TEMAS QUE PODEM CAIR NA REDAÇÃO

e muito mais....

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20

Débora Aladim 1
Apostila de Redação

Sobre a autora:

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Caso você ainda não me conheça, muito prazer! 

Meu nome é Débora Aladim, sou estudante de História na Universidade Federal de Minas
Gerais e desde 2013 faço vídeos no Youtube voltados para educação, especialmente vídeo
aulas de História e Redação e dicas de estudo.  Atualmente conto com mais de 1 milhão e meio
de inscritos e 60 milhões de visualizações! Caso fique curiosa/o para conhecer um pouco mais,
pode me encontrar em todas as redes sociais:

Parabéns pela coragem de correr atrás do seu sonho! 


Boa leitura e bom estudo!

Débora Aladim 2
Apostila de Redação

Índice
INTRODUÇÃO - Sobre essa Apostila ............................................................................... 4

A TEORIA

I. Correção da redação .................................................................................................... 5

A. competência 1 ............................................................................................................... 6

B. competência 2 ............................................................................................................... 7

C. competência 3 .............................................................................................................. 8

D. competência 4 ............................................................................................................. 9

E. competência 5 .............................................................................................................. 10

II. Escrevendo a redação

A. Como escrever a sua redação: passo a passo ......................................... 11

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


B. Fazendo o esquema da redação ...................................................................... 11

C. RESUMÃO: o que cada parágrafo deve ter? ................................................ 15

III. A questão dos direitos humanos ....................................................................... 16

IV. Proposta de Intervenção – Como fazer ........................................................ 17

A PRÁTICA

V. Folha de redação Modelo ENEM .......................................................................... 18

VI. Formas de iniciar o texto ...................................................................................... 19

VII. Estratégias argumentativas .................................................................................. 20

VIII. Tabela de conectivos ............................................................................................ 21

IX. 10 Alusões Históricas que cabem em (quase) todos os temas ........ 23

X. Frases de Filósofos ..................................................................................................... 28

XI. 50 Temas que podem cair na redação ......................................................... 33

XII. Todos os temas da redação ENEM ................................................................ 36

Débora Aladim 3
Apostila de Redação

Introdução: sobre essa apostila



Ann, oi gente! Tudo bem com vocês? 


Quando gravei meu primeiro vídeo, em março de 2013, jamais imaginei que

chegaria até aqui. Também nunca imaginei que conseguiria passar no

vestibular, e desenvolver uma forma simples de fazer uma redação foi

fundamental para essa conquista. Sempre tive muita dificuldade para

escrever, e ver meus colegas de sala fazendo textos rebuscados e difíceis me

deixava cada vez mais amedrontada, pois não acreditava que seria capaz de

escrever, com meus próprios conhecimentos, um bom texto. Por isso, me

esforcei para achar uma forma de colocar a minha personalidade na redação

e escrever de uma forma simples. Na base do erro fui aperfeiçoando minha

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


técnica e finalmente consegui. Quando percebi que meu método de escrita

era bom, gravei meu primeiro vídeo de redação, em setembro de 2015, três

anos atrás. Compartilhar tudo isso e aprender com meus inscritos me fez

perceber como sou apaixonada por educação e me deu gosto por ensinar, e

nas próximas páginas, com muito amor e carinho tentei simplificar em poucas

palavras tudo que falei sobre redação em meus vídeos até hoje.

Débora Aladim 4
Apostila de Redação

Correção da Redação:

- A nota da redação é uma média entre duas notas dadas por dois corretores diferentes, mas caso a
nota dos corretores seja muito discrepante uma banca de corretores irá corrigir a redação
novamente e dar a nota final.

- Os corretores são de lugares distantes, para não gerar parcialidade; e o nome do aluno também não
aparece

- Tenha em mente que o corretor vai corrigir a sua redação e dezenas de outras no mesmo dia, então
seja claro e escreva com letra legível. Também não escreva recados para o corretor ou deixe
desenhos, pois irão zerar a sua nota.

- A nota da redação sai junto com o resultado do ENEM, e o espelho (esquema explicando sua
pontuação e com sua redação digitalizada) é liberado depois.

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20

Débora Aladim 5
Apostila de Redação

Critérios para a Correção: 5 competências

Existem 5 competências para a correção da redação, e elas serão os critérios utilizados para te avaliar e
dar a sua nota. Cada competência é avaliada e a média final das 5 notas dá a nota final.

Competência 1: Demonstrar conhecimento da norma culta da língua escrita

Essa competência avalia se você sabe usar bem a língua portuguesa, não apenas nas normas
ortográficas e gramaticais, mas se usa a norma culta. Não é necessário escrever um texto
extremamente formal e rebuscado, mas a coloquialidade não é adequada para a redação.

- Use linguagem formal

- Escreva corretamente

- O ENEM possui uma certa tolerância a erros ortográficos, algo que eles chamam de
REINCIDÊNCIA: isso significa que você pode ter dois erros; um de gramática e um de convenção
de escrita.

• Erro de convenção de escrita é simplesmente um erro de ortografia (escrever uma palavra errado),

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


mas não se preocupe, pois não importa quantas vezes você escreva uma mesma palavra
incorretamente, pois vai contar como apenas um erro ortográfico (mas se você errar outra palavra
já perderá pontos nessa competência).

• Já os erros gramaticais dizem respeito às regras de escrita da língua portuguesa, como a


pontuação.

DICAS:

• Se não souber escrever uma palavra troque-a por um sinônimo

• Não repita muitas vezes uma mesma palavra

• Para ir melhorando seu desempenho nessa competência faça um “dicionário” com seus erros
ortográficos mais frequentes e um guia gramatical das coisas que tem mais dificuldade (como
acentuação, pontuação). Sempre consulte o seu dicionário e vá verificando se continua errando a
mesma coisa ao longo do tempo

• Outra coisa importante é MONITORAR os seus erros (não apenas nessa competência, mas erros em
geral): anote o que te fez perder pontos toda vez que receber uma redação corrigida e procure

Débora Aladim 6
Apostila de Redação

esses erros nas próximas redações: faça isso com frequência e sem perceber você irá prestar mais
atenção nesses seus pontos fracos e os erros irão diminuir muito à medida em que for praticando.

Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das

várias áreas do conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites


estruturais do texto dissertativo-argumentativo

- Essa competência pode ser dividida em três:

• Compreender a proposta de redação: Pode parecer bobo, mas centenas de pessoas tiram zero
na redação do ENEM todos os anos por não falarem do tema ou interpretarem o tema errado.

Logo, é importantíssimo que você não fuja do tema. Claro que você pode e deve desenvolvê-lo e
explorá-lo, mas não fuja muito do assunto e faça o corretor perceber que você entendeu a
proposta.

COMO NÃO FUGIR DO TEMA?



Dica simples e eficaz: escreva o tema da redação no topo da folha
de rascunho, assim você irá estar sempre olhando para ele e
focado na proposta


Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Escolha um bom número de argumentos: o segredo é desenvolver
o tema sem deixar muito vago mas também sem se alongar
demais. Escolhendo uma média de dois argumentos por parágrafo
(vamos falar melhor mais tarde) você terá espaço para desenvolver
bem mas nem tanto para se empolgar demais e fugir do assunto

Outra dica básica e eficaz é analisar: lendo cada parágrafo do seu
texto separadamente dá para perceber qual o tema da redação?
Se sim, ótimo!

• Aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para desenvolver o tema: trazer para a
sua argumentação e para o seu texto coisas além do que o que a proposta de redação te passou. 

Você pode falar do que quiser! Se tiver algo a acrescentar ao tema e se for de conhecimento geral
(não vale contar um caso da sua vida ou algo que ninguém mais conheça) você pode e deve usar
na sua redação. Dados, pesquisas, frases de filósofos, pedaços de músicas, casos de atores e
famosos, alusões históricas, conceitos da biologia, física, videogames, filmes, livros e tudo que
você puder pensar. Os textos motivadores também trazem quase sempre gráficos e dados que
você pode usar, mas pegue no máximo duas informações e jamais copie trechos dos textos da
proposta, pois eles não serão considerados. (Observação: cuidado para não colocar coisas em
excesso! A maior parte do seu texto deve sair de você, e não de outros lugares)

Débora Aladim 7
Apostila de Redação

• Dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo: E, por fim, a segunda


competência diz que isso tudo deve ser feito “dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-
argumentativo”. Ou seja: não fuja do tipo textual. Não escreva um poema, carta ou conto, mas um
texto dissertativo modelo ENEM. O texto dissertativo argumentativo deve ter entre 3 e 5
parágrafos, língua formal, introdução, desenvolvimento e pelo menos duas propostas de
intervenção. Além disso, ele não pode ser escrito em primeira pessoa nem mostrar sua opinião
descaradamente, mas de forma implícita.

RESUMINDO:

- Não fuja do tema e do tipo textual.

- Não copie trechos dos textos motivadores, nem pegue mais de dois dados deles

- Não opine diretamente

- Redação é RECICLAGEM: ao invés de gastar muito tempo decorando atualidades ou coisas que
você pode não usar, estude coisas que caem na prova do ENEM e use como alusões na redação:
coisas que já saiba, como filmes que viu, livros que leu, conceitos de história, geografia, etc.

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações,

fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista

Essa é a competência que vai dar sentido à sua redação: a argumentação. O objetivo da
redação é basicamente convencer o leitor do ponto de vista de quem a escreve, como um advogado,
que junta provas, álibis, testemunhas e qualquer tipo de evidência que comprove a inocência do seu
cliente e convença o juiz a absolvê-lo. Da mesma forma temos que defender nosso ponto de vista com
fatos, pesquisas, lógica, casos e uma infinidade de recursos: isso é a argumentação.

O conceito é bastante simples, mas aí entra o erro mais comum: todo mundo acha que a
argumentação é a mesma coisa que DESENVOLVIMENTO, e que a argumentação é o meio do texto.
Isso está errado, pois a sua redação INTEIRA é uma argumentação. Desde a primeira palavra até o
ponto final você está tentando convencer o leitor do seu ponto de vista, então não subestime essa
competência e a facilidade enorme de se sair mal nela. Além disso, não apenas apresente fatos e
argumentos, mas organize-os, compare-os e faça conexões para expressar bem seu ponto de vista.

Débora Aladim 8
Apostila de Redação

Competência 4: Demonstrar conhecimentos dos mecanismos linguísticos


necessários para a construção da argumentação

A competência 4 tem esse nome grande mas pode ser resumida em duas palavras simples:
coesão textual. Coesão textual é diferente da primeira competência (a de compreensão da língua
portuguesa): enquanto erros gramaticais e ortográficos são praticamente inofensivos, se você escrever
uma palavra errada ou errar uma pontuação o corretor verá o erro mas entenderá o que você quis
dizer, erros de coesão textual comprometem o entendimento do seu texto. Colocar uma frase toda
fora de ordem, deixar as ideias soltas pelo texto, não completar o raciocínio ou esse tipo de coisa
podem ferir não apenas leis gramaticais, mas vão fazer com que o leitor entenda errado ou não
entenda absolutamente nada do que você disse.

Uma metáfora bem prática para compreender isso é uma parede. Adianta simplesmente
colocarmos tijolos um ao lado e em cima do outro para fazermos uma parede? Absolutamente não!
Precisamos de argamassa, cimento e todo tipo de coisa para juntar esses tijolos e deixá-los seguros e
coesos. A coesão textual é a argamassa que vai fazer a sua pilha de argumentos se tornar um texto.
Não adianta simplesmente citarmos pesquisas, jogamos dados soltos, citações e argumentos sem
nexo nenhum. Precisamos ter a linguagem para organizá-los, comparar um com o outro, gerar um
senso de lógica e fazer com que o leitor nos compreenda. Isso é a coesão textual.

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


A notícia boa é que prestando atenção, revisando nosso texto e praticando um pouco de leitura
facilmente nos sairemos bem na coesão textual. Mas a notícia ruim é que não existe uma regra para
estudá-la, e ficar estressado na hora da prova também vai contribuir para que você escreva de forma
confusa e não consiga ser entendido pelo leitor. Logo, mantenha a calma e confie no quanto você
estudou, e preste bastante atenção ao que você escreve e revise várias vezes antes de entregar a
redação e passá-la a limpo.Também é importante lembrar que compreender as regras de pontuação,
vírgula, crase, a diferença entre “essa” e “esta” (entre outros erros comuns) vai te ajudar bastante a não
perder pontos na quarta competência.

DICA QUE SALVA VIDAS: 



Uma coisa que irá te ajudar não apenas na redação, mas na
interpretação de texto é estudar as funções e figuras de linguagem.
Entendendo como funcionam as comparações, pleonasmos, metáforas,
etc. você irá entender muito melhor o que os textos querem dizer e
saberá escrever e se expressar muito melhor em seu texto.

Débora Aladim 9
Apostila de Redação

Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado,


demonstrando respeito aos direitos humanos

Finalmente, a última competência vai avaliar a sua proposta de intervenção que resolva o
problema proposto no seu texto. É importante fazer uma intervenção detalhada e com mais de um
agente, contando quem irá fazer o quê, de qual forma, etc.

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20

Débora Aladim 10
Apostila de Redação

Escrevendo a Redação

• Título: opcional, faça caso tenha em mente um título criativo que agregue valor ao resto do texto

• A redação deve ter 3 ou 4 parágrafos com 5 a 8 linhas cada

Como escrever a sua redação: PASSO A PASSO

- Primeiramente leia a proposta com bastante atenção. Em seguida, gaste um tempo pensando
“QUAL O PROBLEMA DESSE TEMA?” e faça uma pequena lista com o que aquele tema te lembra:
filmes, livros, frases filosóficas etc.

- Veja bem, o modelo de redação exige não apenas que você problematize o tema, mas que resolva
o problema com as propostas de intervenção que virão no fim do texto. Logo a pergunta mais
importante que você deve fazer para responder com a sua redação é “qual o problema aqui?”.

• Por exemplo, no tema de 2016 o problema era a intolerância religiosa. Em 2015 era que a violência
contra a mulher continua sendo uma realidade no Brasil, em 2017 era que a educação das pessoas
surdas no Brasil ainda tem muitos desafios para ser melhorada e se tornar mais eficiente. Em
alguns casos (como o tema de 2016) o problema está escancarado: intolerância religiosa. Em

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


outros, como em 2017, você precisa encontrar o problema da política educacional para surdos, e
muita gente não conseguiu e acabou tirando zero, pois fugiu do tema.

- Assim que você souber qual o problema faremos o esquema da redação, e depois daí o trabalho
será apenas organizar tudo isso. O esquema é simplesmente uma lista de tudo o que você vai
escrever na redação para você colocar na ordem que quiser, incrementar e, por sim, escrever na
folha de rascunho.

Fazendo o esquema da redação:

- Primeiramente, só para garantir, escreva o tema e o problema no alto do papel que você estiver
usando. Como disse anteriormente, isso vai te ajudar a não fugir do tema.

- Em seguida escreva pelo menos dois motivos que expliquem “POR QUE A SITUAÇÃO É UM
PROBLEMA” e dois motivos que IMPEDEM O PROBLEMA DE SER RESOLVIDO. 

Vou exemplificar usando um tema que eu achei particularmente difícil: o de 2017, “Desafios para a
formação educacional de surdos no Brasil”.


Débora Aladim 11
Apostila de Redação

- Primeiramente, qual o problema da educação de surdos no Brasil?

• Bom, eu não sei você que está lendo, mas eu nunca tive um colega de sala surdo. Nunca aprendi
uma palavra sequer em Libras e nunca nem ouvi falar dos problemas que os surdos brasileiros
passam. O problema é justamente esse: 

Se eu que passei pelo menos 10 anos da minha vida na escola nunca tive contato com pessoas
surdas, onde elas estudam? 

Se eu não as vejo na televisão, no dia a dia, onde estão?

Será que estão recebendo uma educação de qualidade como a que eu recebi?

• Pode ser que você tenha consciência dos problemas que a comunidade surda do nosso país
enfrenta, mas mesmo que não tenha (assim como eu não tinha), ainda assim podemos pensar em
várias coisas: muitas escolas não aceitam alunos surdos, muitos surdos não podem pagar caro por
um ensino que os atenda, poucos brasileiros sabem se comunicar em Libras, etc. Tudo isso são
problemas! Mas vamos escolher apenas dois, sempre pensando que teremos que desenvolver
esses dois tópicos. Eu escolheria o primeiro e o terceiro, que se tornarão os dois primeiros tópicos
do nosso esquema.

• Certo, mas o que impede esses problemas de serem resolvidos? Por que ainda restam desafios
à educação de surdos no Brasil? 


Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Também podemos pensar em várias coisas: muitas escolas não têm dinheiro ou incentivo para
contratar intérpretes, existem poucos profissionais capacitados para isso, poucas pessoas sabem
se comunicar em Libras, e até mesmo o problema que vemos pela dificuldade do tema: pouca
gente sabe das dificuldades que a comunidade surda passa no Brasil!

Mas o segredo é: 

Quando for escolher os tópicos que você vai falar, escolha pelo menos
dois que você SAIBA COMO RESOLVER, porque logo depois disso
você escreverá sua PROPOSTA DE INTERVENÇÃO, e vai sugerir
mudanças que acabem de vez com o problema.

• Você começa a redação problematizando, convence o leitor que a situação que está abordando é
um problema, mostra quais desafios temos para vencê-los e traz estratégias para os resolver. 

Essa conexão que vai acontecer entre os parágrafos é uma forma de coesão textual, pois seu texto
segue uma linha de raciocínio e flui facilmente para o leitor. Isso vai te garantir não apenas uma
boa argumentação, um bom uso de outras áreas do conhecimento e uma boa proposta de
intervenção, mas uma boa coesão textual. Somando isso ao uso adequado da língua portuguesa
você suprirá todas as cinco competências e tem chances enormes de se sair espetacularmente
bem na redação.

Débora Aladim 12
Apostila de Redação

• A última parte do seu esquema vai ter a sua proposta de intervenção, que você provavelmente já
escolheu quando estava pensando no que impede o problema de ser resolvido.

• E, por fim, já que sua argumentação está basicamente pronta, é hora de pegar todas aquelas
referências que você escreveu no início e escolher quais vai usar. Pense nos livros, filmes,
videogames, pesquisas etc que te lembram o assunto e selecione os que se encaixam com os
argumentos. Nessa hora também vale pegar um ou dois dados dos textos motivadores para ajudar
a fortalecer seus motivos que fazem do problema um problema e convencer o leitor do que
impede-o de ser resolvido.

EXEMPLO: Tema de 2017 - Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil

O quê o tema
Livros
te lembra? Notícias
Músicas

Situações
Televisão

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Filmes

Muitas escolas não aceitam alunos surdos


Poucas pessoas sabem se comunicar em Libras

Por quê é um problema?

Muitas escolas não estão capacitadas a receber alunos surdos


Poucas pessoas têm consciência das questões vividas pelos alunos
surdos e conseguem se comunicar em libras

O que impede de resolver?

Débora Aladim 13
Apostila de Redação

Muitas escolas não estão capacitadas a receber alunos surdos

Mapeamento de localidades com maior número de surdos, para


que sejam selecionadas escolas para receber os investimentos,
como intérpretes e estagiários

Poucas pessoas têm consciência das questões vividas


pelos alunos surdos e conseguem se comunicar em libras

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Aulas de libras para membros das comunidades e professores

Propostas de
Intervenção

Débora Aladim 14
Apostila de Redação

Resumão: o que cada parágrafo deve ter?

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Faça uma proposta que movimente
órgãos e setores diferentes

Proposta detalhada

As polêmicas medidas de
conscientização são permitidas na
redação, mas não são a melhor opção
de intervenção. Caso coloque, detalhe
muito bem como ela irá ocorrer.

Débora Aladim 15
Apostila de Redação

Mas, e os Direitos Humanos?

Um assunto muito controverso em 2017 foi a questão dos direitos humanos na redação do ENEM.
Muitas pessoas e organizações tentaram e de fato conseguiram retirar a exigência de respeitar os
direitos humanos na redação, mas o próprio INEP já se manifestou contrário e a briga irá permanecer
na Justiça por um tempo. 

Mas, independente de tudo, recomenda-se FORTEMENTE que todos continuem respeitando os
direitos humanos na redação! Por uma série de motivos:

- A nova regra pode ser revogada a qualquer momento

- O próprio INEP é favorável à manutenção do respeito aos Direitos Humanos desde a criação do
ENEM

- Desrespeitar os direitos humanos constitui crime previsto na nossa Constituição

- A banca de corretores já está acostumada com os Direitos Humanos e espera que os alunos os
respeitem

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


E, principalmente: por mais
que seja permitido, nenhuma redação
boa inclui o desrespeito aos direitos
humanos!

- Textos sugerindo assassinatos, sequestros, opressão ou qualquer violação desrespeitam não só a


Constituição, mas não resolvem problema nenhum! O objetivo da redação e, especialmente, da
proposta de intervenção é resolver o tema proposto, e tais atos não resolvem nada (muito pelo
contrário, provavelmente só resultarão em maiores problemas!).

Então o mais recomendado é respeitar os direitos humanos independente do que for, ou não,
permitido no ENEM.

Débora Aladim 16
Apostila de Redação

Como fazer uma boa proposta de intervenção?

Uma das partes mais difíceis de escrever é a proposta de intervenção. Aí vão algumas dicas para
perder o medo desse falso bicho de sete cabeças:

- Grande parte do medo que temos da proposta de intervenção vem do fato de que podemos fazer
QUALQUER COISA! Parece assustador, mas na verdade é uma vantagem enorme! Na sua proposta
você tem tanto poder quanto um presidente teria para mobilizar a população, os órgãos públicos,
ONGs, polícia, ou qualquer instituição!

- Estude previamente órgãos do Brasil. Parece bobo, mas salva vidas. Entender o que fazem os
Ministérios, a diferença entre o governo municipal e estadual, entre a policia Civil, Militar e Federal,
etc. irá salvar a sua vida. 

Não existe fórmula ou propostas prontas de intervenção: você deve criar uma dependendo do
tema, mas, sabendo quais setores da sociedade mobilizar, de onde eles tiram dinheiro para fazer
suas reformas e o que eles podem fazer vai salvar a sua vida.

- Outra dica para quem não tem boas ideias é generalizar o tema: ao invés de pensar, por exemplo,
em como resolver a educação para surdos no Brasil, amplie o tema de educação para surdos para

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


apenas educação. 

O que pode melhorar a educação brasileira? 

Isso com certeza você consegue imaginar com muito mais facilidade: podemos pensar por exemplo
em melhorar a infraestrutura das escolas, treinar melhor os professores, incentivar os alunos à não
largarem os estudos, disponibilizar mais escolas nas regiões menos atendidas, entre tantas outras
coisas. 

Agora, qual dessas medidas ajudaria também os alunos surdos? 

Fica mais fácil pensar assim! Isso porque esses temas amplos, como educação, saúde,
comportamento, violência, etc. possuem soluções “simples” mas complexas! Ao pensar em algo
simples (como melhorar a educação) você acaba desenvolvendo muito mais a proposta (como
melhorar o treinamento dos professores? De onde tirar dinheiro para investir? Quem não tem acesso
à educação? Entre várias questões)

- Outra coisa importante: na maioria das vezes a própria proposta de redação traz ideias para
você! Geralmente os textos motivadores falam de órgãos específicos do problema abordado
(órgãos de proteção à mulher, cuidado com os deficientes, prevenção de acidentes de trânsito, etc)
e muitos até mostram os problemas que precisam ser resolvidos (o tema de 2016, por exemplo,
trazia gráficos que mostravam que a maior parte dos casos de violência contra a mulher acabam não
sendo julgados – uma indireta para te sugerir “que tal consertar isso? Vamos punir os culpados e
fazer esses casos serem julgados?”)

Débora Aladim 17
Apostila de Redação

- Faça uma proposta de intervenção que seja posta em prática por várias pessoas: envolver a
sociedade civil, a justiça, a prefeitura, as ONGs, organizações militares, para resolver a situação!
Exemplo: para capacitar as escolas brasileiras a receber alunos surdos, várias instituições/pessoas
podem ajudar:

• A prefeitura pode disponibilizar aulas para a população aprender a se comunicar em Libras


com os alunos surdos

• As universidades locais podem enviar intérpretes para os alunos surdos ou estagiários da área
para aprenderem a profissão de intérprete

• Instituições de mapeamento geográfico podem analisar em quais cidades existem mais alunos
surdos sem acesso à educação para então decidir quais escolas precisam das mudanças

• O Ministério da Educação pode fornecer incentivo e recursos para que empresas invistam
nisso e para que as escolas se adaptem

E por aí vai!

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20

Débora Aladim 18
Apostila de Redação

Formas de Iniciar o Texto

- Começar com uma pergunta

- Comparação: entre o Brasil e outros países, realidade e ficção (música, filmes etc), passado e
presente

Exemplos:

“O/A... não é uma invenção atual: alusão histórica sobre o tema”

“No filme/livro ..., já fora das telas/da literatura ... é uma realidade no Brasil”

“No país X ..., já no Brasil ...”

“Ao analisar o tema ... vê-se que ...”

“A questão da ... tem origem na ...”

“À questão ... nunca foi dada a devida importância: alusão histórica sobre o tema”

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


“Há muito tempo o/a ... é um problema no Brasil: alusão histórica sobre o tema”

“A música/filme/livro X, que trata da ... mostra uma realidade vivida no Brasil”

“Podemos ver no filme/livro/música X uma inspiração em um problema real do Brasil: o/a ...”

“O/A ... é um problema que há muito tempo deve ser combatido no Brasil”

“Convivemos diariamente com as consequências de ... no Brasil: ...”

Débora Aladim 19
Apostila de Redação

Estratégias Argumentativas

I. Argumentação por causa e consequência (raciocínio lógico): 



Explicar os motivos que levaram você a se posicionar dessa forma e criar uma linha de raciocínio,
mostrando como o problema se manifesta na sociedade e o que o causa

II. Exemplificação: 

Usar casos reais em que o seu ponto de vista se mostra bom ou que mostrem que o problema que
você aborda existe. Atenção: use casos que sejam de conhecimento público, como coisas que
saíram em jornais ou aconteceram com pessoas conhecidas (não use casos da sua vida ou de
pessoas aleatórias, pois caso o corretor queira verificar se esse caso é real não encontrará provas)

III. Argumentação por dados estatísticos: 



Usar dados, pesquisas de órgãos e fontes confiáveis para fortalecer seu ponto de vista. Atenção: é
permitido usar dados que estejam nos textos motivadores, mas diga que órgão fez a pesquisa
(exemplo: IBGE, IBOPE, etc). Caso o nome do órgão seja mais conhecido e de domínio público é
permitido usar apenas a sigla, mas se for menos conhecido prefira escrever o nome inteiro por
extenso.

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


IV. Argumento de Autoridade: 

Usar a palavra de um especialista no assunto para fortalecer seu ponto de vista. (Exemplo: trazer
uma frase de um biólogo falando sobre os problemas da poluição quando o texto é sobre meio
ambiente)

V. Contrapor o ponto de vista contrário: 



Muitas vezes, ao escrever o texto, já imaginamos quais serão os posicionamentos contrários de
alguns leitores. Para fortalecer a argumentação podemos citar essas visões contrárias e se
contrapor a elas. (Exemplo: Muitas pessoas acreditavam que alimentos industrializados eram
benéficos ao organismo, mas hoje pesquisas científicas mostram que tais produtos são um veneno
para o corpo.) Atenção: caso use essa estratégia tome o cuidado de refutar os contra-argumentos
com consistência, para que a opinião do leitor não se volte contra a sua.

VI. Alusão histórica: 



Usar algo que ocorreu no passado para mostrar que a situação é um problema

VII. Comparação: 

Mostrar que em outros lugares seu ponto de vista se provou válido e o problema que hoje o Brasil
enfrenta foi resolvido

Débora Aladim 20
Apostila de Redação

Tabela de Conectivos


IDEIAS SIMPLES COMPOSTOS


por causa de, devido a, em vista de,
porque, pois, por, porquanto, dado, em virtude de, em face de, em razão
Causa visto, como de, já que, visto que, uma vez que,
dado que

tão, tal, de modo que, de forma que, de


Consequência Imprevista tamanho, tanto ..., que maneira que, de sorte que, tanto que

Consequência Lógica logo, portanto, pois, assim assim sendo, por conseguinte

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


para que, a fim de que, a fim de, com
Finalidade para, porque o propósito de, com a intenção de,
com o fite de, com o intuito de

contanto que, a não ser que, a menos


Condição se, caso, mediante a, sem, salvo
que, exceto que

mas, porém, contudo, todavia, no


Oposição Branda entanto, entretanto

apesar de, a despeito de, não


obstante, malgrado a, sem embargo
Oposição embora, conquanto, muito embora de, se bem que, mesmo que, ainda
que, em que pese, posto que, por
mais que, por muito que

do mesmo modo que, como se, assim


Comparação como, qual
como, tal como

Débora Aladim 21
Apostila de Redação

logo que, antes que, depois que, cada


Tempo quando, enquanto vez que, todas as vezes que, sempre
que, assim que

Proporção apenas, ao, mal á proporção que, à medida que

não só... mas também, tanto... como,


Adição e, nem
não apenas... como

Restrição que apenas, como

de acordo com, em conformidade


Conformidade conforme, segundo, consoante, como
com

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


nem... nem, ou... ou, ora... ora, quer...
Alternância ou
quer, seja... seja

Débora Aladim 22
Apostila de Redação

10 Alusões Históricas que cabem em (quase) TODOS os temas

Grécia Antiga

Democracia e criação da política



Desenvolvimento de cidades independentes

Cidadania

Mitologia e cultura característica

Filosofia (várias escolas de pensamento)

Desenvolvimento de teorias para explicar o
mundo (Pitágoras, Aristóteles, Teocentrismo, etc)

Valorização do corpo perfeito e exercícios físicos
(Olimpíadas)

Literatura épica e poemas

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Roma Antiga

República Romana

Violência urbana

Luta pela ampliação da cidadania

Leis escritas

Êxodo rural e fuga para o campo com as invasões
bárbaras

Guerras e imperialismo

Problemas urbanos e de saúde pública

Relações sociais entre patrícios, plebeus, escravos

Débora Aladim 23
Apostila de Redação

Revolução Francesa

Participação popular

Conquista da igualdade

Direitos sociais, civis e políticos

Laicização do Estado

Reformas na educação

Leis liberais

Ideal de liberdade

Revolução Industrial

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Trabalho infantil

Condições de trabalho precárias

Degradação do meio ambiente

Economia/consumismo

Desigualdade social e de gênero

Movimento operário, greves e revoltas

Débora Aladim 24
Apostila de Redação

Segunda Guerra Mundial

Emancipação feminina

Publicidade

Desenvolvimento da medicina

Inovações tecnológicas

Bomba atômica, armas químicas e violência em
massa

Ódio a minorias

Colonização do Brasil

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Questão indígena e alteridade

Jesuítas e questão religiosa

Eurocentrismo e imperialismo

Doenças trazidas pelos europeus

Conquista do Novo Mundo

Escambo e trocas culturais

Desenvolvimento da língua geral e palavras que
falamos até hoje

Relações com o meio ambiente

Escravidão africana e preconceito que existe até hoje

Monopólio e economia colonial

Débora Aladim 25
Apostila de Redação

Vinda da Corte para o Brasil em 1808

Desenvolvimento da educação: Biblioteca Nacional e


primeira Universidade do Brasil

Desenvolvimento da arte e da botânica

Fim do monopólio e independência econômica do
Brasil

Desenvolvimento da imprensa

Banco do Brasil

Maior incentivo à cultura

Marginalização da população do centro da cidade

Criação das favelas e cortiços – Problemas urbanos!

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Brasil Império

Voto censitário

Poder moderador (monopólio do poder)

Importância econômica da escravidão

Conflitos entre conservadores e liberais

Guerra do Paraguai

Importância econômica do café

Débora Aladim 26
Apostila de Redação

República Oligárquica

Problemas de corrupção e fraudes eleitorais



Problemas econômicos e inflação

Dificuldade em dar legitimidade ao novo regime

Questão religiosa de Canudos

Revolta da Vacina, Chibata e Tenentismo

Desenvolvimento industrial

Grandes fluxos migratórios 

Movimento operário

Semana de Arte Moderna (1922)

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Era Vargas

Industrialização do Brasil

Educação e treinamento de professores

Uso da publicidade e propaganda política

Voto feminino

Reforma eleitoral

Golpe de Estado

Leis trabalhistas

Débora Aladim 27
Apostila de Redação

Frases de Filósofos

EDUCAÇÃO

No problema da educação que assenta o grande segredo do aperfeiçoamento da humanidade.


Immanuel Kant

A educação exige os maiores cuidados, porque influi sobre toda a vida 



Sêneca

Os filhos tomam-se para os pais, segundo a educação que recebem, uma recompensa ou um castigo.
J. Petit Senn

Sem um fim social o saber será a maior das futilidades 



Gilberto Freyre

Eduquem as crianças e não será necessário punir os adultos



Pitágoras

Educação nunca foi despesa. Sempre foi investimento com retomo garantido. 

Sir Arthur Lewis

Todo o homem recebe duas espécies de educação: a que lhe é dada pelos outros, e, Muito mais

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


importante, a que ele dá a si mesmo. 

Edward Gibbon

A vida deve ser uma constante educação. 



Gustave Flaubert

O talento sem a educação é como a prata na mina. 



Benjamin Franklin

O conhecimento imposto á força não pode permanecer na alma por muito tempo. 

Platão

Só a educação liberta. 

Epicteto

A educação tem raízes amargas, mas os seus frutos são doces. 



Aristóteles

É na educação dos filhos que se revelam as virtudes dos pais. 



Coelho Neto

Incentivar a leitura é a forma mais eficaz de disseminar cultura e valores, incitar a imaginação e
despertar a criatividade. 

Elaine Sekimura

Débora Aladim 28
Apostila de Redação

Um povo que lê nunca será um povo escravo 



António Lobo Antunes

O resultado mais sublime da educação é a tolerância. 



Helen Keller

CULTURA

Erudito é um sujeito que tem mais cultura do que cabe nele. 



Millôr Fernandes

Quem tem imaginação, mas não tem cultura, possui asas, mas não tem pés. 

Joseph Joubert

A cultura, sob todas as formas de arte, de amor e de pensamento, através dos séculos, capacitou o
homem a ser menos escravizado. 

André Malraux

Sem cultura moral não haverá nenhuma saída para os homens. 



Albert Einstein

Um país não muda pela sua economia, sua política e nem mesmo sua ciência; muda sim pela sua

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


cultura. 

Betinho

A cultura está acima da diferença da condição social. 



Confúcio

A cultura forma sábios; a educação, homens. 



Louis Bonald

VIOLÊNCIA

A violência destrói o que ela pretende defender: a dignidade da vida, a liberdade do ser. 

João Paulo II

Quando o poder do amor superar o amor pelo poder, o mundo conhecerá a Paz 

Jimi Hendrix

Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos haverá guerra

Bob Marley

A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é sempre uma derrota.

Jean-Paul Sartre

Débora Aladim 29
Apostila de Redação

A injustiça num lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo o lugar.



Martin Luther King

Temos de aprender a viver todos como irmãos ou morreremos todos como loucos.

Martin Luther King

Eu sou contra a violência porque parece fazer bem, mas o bem só é temporário; o mal que faz é que é
permanente. 

Mahatma Gandhi

A violência não é força, mas fraqueza, nem nunca poderá ser criadora de coisa ai apenas destruidora.
Benedetto Croce

A violência é sempre terrível, mesmo quando a causa é justa. 



Friedrich Schiller

Violência gera violência, os fracos julgam e condenam, porém os fortes perdoam e compreendem.
Augusto Cury

Onde acaba o amor têm início o poder, a violência e o terror 



Carl Jung G

A única arma capaz de combater a violência é a inteligência. 



Nagib Anderáos Neto

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Frágeis usam a violência e os fortes as ideias. 

Augusto Cury

MUDANÇA

Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado.

Roberto Shinyashiki

Estamos em constante processo de mudança



Paulo Coelho

O ser humano pode alterar a sua vida mudando sua atitude mental. 

William James

Ninguém é responsável por nosso destino, a não ser nós mesmos. 



Chico Xavier

Temos de nos tornar na mudança que queremos ver. 



Mahatma Gandhi

O progresso é impossível sem mudança; e mentes não conseguem mudar nada. 



George Bernard Shaw

Débora Aladim 30
Apostila de Redação

Veja os problemas como pequenos milagres que podem trazer-lhe sabedoria e mudança.

Leo Buscaglia

Não há nada mais difícil ou perigoso do que tomar a frente na introdução de uma mudança.

Maquiavel

Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos pelo mesmo motivo.

Eça de Queirós

PERSEVERANÇA/SABEDORIA

O importante não é aquilo que fazem de nós, mas o que nós mesmos fazemos do que os outros
fizeram de nós.

Jean-Paul Sartre

A base da sociedade é a justiça 



Aristóteles

Para mim, vencer é nunca desistir. 



Albert Einstein

Sobre seu próprio corpo e mente, o homem é soberano


Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


John Stuart Mill

Meu irmão, a gente tem que descobrir maneiras — sejam quais forem — de ficarmos fortes. 

Caio Fernando Abreu

Antes de entrar numa batalha, é preciso acreditar naquilo pelo qual se está lutando 

Chuang Tzu

Não corrigir nossas falhas é o mesmo que cometer novos erros. 



Confúcio

Aja antes de falar e, portanto, fale de acordo com os seus atos. 



Confúcio

Até que o sol não brilhe, acendamos uma vela na escuridão. 



Confúcio

Se queres prever o futuro, estuda o passado. 



Confúcio

O homem superior atribui a culpa a si próprio; o homem comum aos outros. 



Confúcio

Saber o que é correto e não o fazer é falta de coragem. 



Confúcio

Débora Aladim 31
Apostila de Redação

A humildade é a única base sólida de todas as virtudes. 



Confúcio

O sábio envergonha-se dos seus defeitos, mas não se envergonha de os corrigir. 



Confúcio

Toda hora é hora de fazer o que é certo. 



Martin Luther King

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20

Débora Aladim 32
Apostila de Redação

50 Temas que Podem cair na Redação

SAÚDE
I. Gravidez na adolescência
II. Preconceito com doenças mentais e inclusão de tais indivíduos no Brasil
III. O reaparecimento de doenças erradicadas no Brasil
IV. Questão dos transgênicos, agrotóxicos e alimentação no Brasil

V. Obstáculos para a doação de sangue no Brasil


VI. Suicídio e depressão entre os jovens no Brasil

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


VII. O aumento de infectados por doenças sexualmente transmissíveis no Brasil

EDUCAÇÃO
I. A desvalorização da ciência no Brasil

II. Analfabetismo no Brasil


III. Valorização do professor no Brasil
IV. A importância da educação à distância no Brasil
V. Desafios para a valorização da cultura nacional brasileira

VI. Evasão escolar no Brasil


VII. Violência dentro das escolas brasileiras

Débora Aladim 33
Apostila de Redação

SOCIEDADE
I. Questão indígena
II. Apropriação Cultural

III. Papel das ONGs em causas sociais no Brasil


IV. Moradores de rua no Brasil
V. Desafios para a aplicação dos direitos da criança e do adolescente no Brasil
VI. A Inserção do jovem no Mercado de Trabalho

VII. A importância da assistência social no Brasil


VIII.Preconceito linguístico
IX. Família contemporânea
X. Ascenção da classe C no Brasil

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


COMPORTAMENTO
I. Homofobia
II. Democratização da cultura
III. Cultura popular x Cultura erudita
IV. Desafios à produção artística no Brasil

V. Funk no Brasil
VI. Estética e saúde no Brasil: busca por padrões de beleza inalcançáveis
VII. O Carnaval brasileiro
VIII. Cultura da Ostentação no Brasil

IX. Respeito ao idoso no Brasil

Débora Aladim 34
Apostila de Redação

MEIO AMBIENTE
I. Crise hídrica
II. A questão do lixo no Brasil

III. Desperdício de alimentos no Brasil


IV. Maus tratos e abandono de animais no Brasil
V. Tráfico e extinção de animais no Brasil
VI. Como conciliar consumo e sustentabilidade no Brasil?

TECNOLOGIA
I. Superexposição nas redes sociais
II. O poder de manipulação das mídias

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


III. Experimentos científicos no Brasil

IV. Desafios para o acesso à informação no Brasil


V. Cyberbullying
VI. Vício em tecnologia entre os jovens
VII.Risco de compartilhar mentiras e boatos – FAKE NEWS

SEGURANÇA
I. Violência urbana
II. Pedofilia no Brasil

III. Sistema carcerário Brasileiro


IV. Tráfico de pessoas

Débora Aladim 35
Débora Aladim
Apostila de Redação

TODOS


2009 - 2017
os temas da
redação ENEM


36
Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20
Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20
2010

PROPOSTA DE REDAÇÃO
Com base na leitura dos seguintes textos motivadores e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação,
redija texto dissertativo-argumentativo em norma culta escrita da língua portuguesa sobre o tema O Trabalho na
Construção da Dignidade Humana, apresentando experiência ou proposta de ação social, que respeite os direitos
humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

O que é trabalho escravo


Escravidão contemporânea é o trabalho degradante que envolve cerceamento da liberdade

$ DVVLQDWXUD GD /HL ÈXUHD HP  GH PDLR GH  UHSUHVHQWRX R ¿P GR GLUHLWR GH
propriedade de uma pessoa sobre a outra, acabando com a possibilidade de possuir
legalmente um escravo no Brasil. No entanto, persistiram situações que mantêm o
trabalhador sem possibilidade de se desligar de seus patrões. Há fazendeiros que, para
realizar derrubadas de matas nativas para formação de pastos, produzir carvão para a
indústria siderúrgica, preparar o solo para plantio de sementes, entre outras atividades
agropecuárias, contratam mão de obra utilizando os contratadores de empreitada,
os chamados “gatos”. Eles aliciam os trabalhadores, servindo de fachada para que os
fazendeiros não sejam responsabilizados pelo crime.

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


7UDEDOKR HVFUDYR VH FRQ¿JXUD SHOR WUDEDOKR GHJUDGDQWH DOLDGR DR FHUFHDPHQWR GD
liberdade. Este segundo fator nem sempre é visível, uma vez que não mais se utilizam
correntes para prender o homem à terra, mas sim ameaças físicas, terror psicológico ou
mesmo as grandes distâncias que separam a propriedade da cidade mais próxima.

Disponível em: http://www.reporterbrasil.org.br. Acesso em: 02 set.2010 (fragmento).

O futuro do trabalho
(VTXHoDRVHVFULWyULRVRVVDOiULRV¿[RVHDDSRVHQWDGRULD(PYRFrWUDEDOKDUiHPFDVDVHXFKHIHWHUiPHQRVGHDQRVH
será uma mulher

Felizmente, nunca houve tantas ferramentas disponíveis para mudar o modo como trabalhamos e, consequentemente, como vivemos.
E as transformações estão acontecendo. A crise despedaçou companhias gigantes tidas até então como modelos de administração. Em
vez de grandes conglomerados, o futuro será povoado de empresas menores reunidas em torno de projetos em comum. Os próximos
anos também vão consolidar mudanças que vêm acontecendo há algum tempo: a busca pela qualidade de vida, a preocupação com
o meio ambiente, e a vontade de nos realizarmos como pessoas também em nossos trabalhos. “Falamos tanto em desperdício de
UHFXUVRVQDWXUDLVHHQHUJLDPDVHTXDQWRDRGHVSHUGtFLRGHWDOHQWRV"´GL]R¿OyVRIRHHQVDtVWDVXtoR$ODLQGH%RWWRQHPVHXQRYR
livro 7KH3OHDVXUHVDQG6RUURZVRI:RUNV (Os prazeres e as dores do trabalho, ainda inédito no Brasil).

Disponível em: http://revistagalileu.globo.com. Acesso em: 02 set. 2010 (fragmento).

INSTRUÇÕES:
‡ Seu texto tem de ser escrito à tinta, na folha própria.
‡ Desenvolva seu texto em prosa: não redija narração, nem poema.
‡ O texto com até 7 (sete) linhas escritas será considerado texto em branco.
‡ O texto deve ter, no máximo, 30 linhas.
‡ O Rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.

LC - 2º dia | Caderno 7 - AZUL - Página 1


*AMAR25dom1*

PROPOSTA DE REDAÇÃO
Com base na leitura dos textos motivadores seguintes e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação,
redija texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema VIVER EM REDE NO
SÉCULO XXI: OS LIMITES ENTRE O PÚBLICO E O PRIVADO, apresentando proposta de conscientização social
que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos
para defesa de seu ponto de vista.



A ONU acaba de declarar o acesso à rede um direito fundamental do ser humano – assim como saúde, moradia
e educação. No mundo todo, pessoas começam a abrir seus sinais privados de , organizações e governos se
mobilizam para expandir a rede para espaços públicos e regiões onde ela ainda não chega, com acesso livre e gratuito.
ROSA, G.; SANTOS, P. Galileu. Nº 240, jul. 2011 (fragmento).

   
  
Uma pesquisa da consultoria Forrester Research revela que, nos Estados Unidos, a população já passou

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


mais tempo conectada à internet do que em frente à televisão. Os hábitos estão mudando. No Brasil, as pessoas
já gastam cerca de 20% de seu tempo on-line em redes sociais. A grande maioria dos internautas (72%, de

                 
do indivíduo do século XXI estar numa rede social. Não estar equivale a não ter uma identidade ou um número
de telefone no passado”, acredita Alessandro Barbosa Lima, CEO da e.Life, empresa de monitoração e análise
de mídias.
     !"   
" # $
  &   "
  '   
 *   
que não se deve publicar o que não se fala em público, pois a internet é um ambiente social e, ao contrário do que
se pensa, a rede não acoberta anonimato, uma vez que mesmo quem se esconde atrás de um pseudônimo pode
    '  '    exaltam e cometem gafes podem pagar caro.
Disponível em: http://www.terra.com.br. Acesso em: 30 jun. 2011 (adaptado).

DAHMER, A. Disponível em: http://malvados.wordpress.com. Acesso em: 30 jun. 2011.

INSTRUÇÕES:
+ 6
 da redação deve ser feito no espaço apropriado.
+ 6   deve ser escrito à tinta, na   , em até 30 linhas.
+  "89  <  &   =  
& 
+  ' >! '    

   receberá nota zero.


+    '          ?  @    J    K    Q #   & 
número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.

LC - 2º dia | Caderno 5 - AMARELO - Página 1


*amar25dom1*
PROPOSTA DE REDAÇÃO
A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua
formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema O MOVIMENTO
IMIGRATÓRIO PARA O BRASIL NO SÉCULO XXI, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos
humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Ao desembarcar no Brasil, os imigrantes trouxeram muito mais do que o anseio de refazer suas vidas trabalhando nas
lavouras de café e no início da indústria paulista. Nos séculos XIX e XX, os representantes de mais de 70 nacionalidades
e etnias chegaram com o sonho de “fazer a América” e acabaram por contribuir expressivamente para a história do país
e para a cultura brasileira. Deles, o Brasil herdou sobrenomes, sotaques, costumes, comidas e vestimentas.
A história da migração humana não deve ser encarada como uma questão relacionada exclusivamente ao
passado; há a necessidade de tratar sobre deslocamentos mais recentes. 
Disponível em: http://www.museudaimigracao.org.br. Acesso em: 19 jul. 2012 (adaptado).

Acre sofre com invasão de imigrantes do Haiti

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Nos últimos três dias de 2011, uma leva de 500 haitianos
entrou ilegalmente no Brasil pelo Acre, elevando para 1 400 a
quantidade de imigrantes daquele país no município de Brasileia
(AC). Segundo o secretário-adjunto de Justiça e Direitos Humanos
do Acre, José Henrique Corinto, os haitianos ocuparam a praça da
cidade. A Defesa Civil do estado enviou galões de água potável e
alimentos, mas ainda não providenciou abrigo.
A imigração ocorre porque o Haiti ainda não se recuperou dos
estragos causados pelo terremoto de janeiro de 2010. O primeiro
grande grupo de haitianos chegou a Brasileia no dia 14 de janeiro
de 2011. Desde então, a entrada ilegal continua, mas eles não são
expulsos: obtêm visto humanitário e conseguem tirar carteira de
trabalho e CPF para morar e trabalhar no Brasil.
Segundo Corinto, ao contrário do que se imagina, não são
haitianos miseráveis que buscam o Brasil para viver, mas pessoas da
classe média do Haiti e profissionais qualificados, como engenheiros,
professores, advogados, pedreiros, mestres de obras e carpinteiros.
Porém, a maioria chega sem dinheiro.
Os brasileiros sempre criticaram a forma como os países
europeus tratavam os imigrantes. Agora, chegou a nossa vez —
afirma Corinto.
Disponível em: http://mg1.com.br. Acesso em: 19 jul. 2012. Disponível em: http://www.dpf.gov.br. Acesso em: 19 jul. 2012 (adaptado).

Trilha da Costura
Os imigrantes bolivianos, pelo último censo, são mais de 3 milhões, com população de aproximadamente
9,119 milhões de pessoas. A Bolívia em termos de IDH ocupa a posição de 114º de acordo com os parâmetros
estabelecidos pela ONU. O país está no centro da América do Sul e é o mais pobre, sendo 70% da população
considerada miserável. Os principais países para onde os bolivianos imigrantes dirigem-se são: Argentina, Brasil,
Espanha e Estados Unidos.
Assim sendo, este é o quadro social em que se encontra a maioria da população da Bolívia, estes dados já
demonstram que as motivações do fluxo de imigração não são políticas, mas econômicas. Como a maioria da população
tem baixa qualificação, os trabalhos artesanais, culturais, de campo e de costura são os de mais fácil acesso.
OLIVEIRA, R.T. Disponível em: http://www.ipea.gov.br. Acesso em: 19 jul. 2012 (adaptado).

INSTRUÇÕES:
• O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
• O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
• A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.
• A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.
• A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.
• A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o
número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.

LC - 2º dia | Caderno 5 - AMARELO - Página 1


*AMAR25DOM2* 2013

PROPOSTA DE REDAÇÃO
A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua
formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema
“Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos
humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto
de vista.
Qual o objetivo da “Lei Seca ao volante”?
De acordo com a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), a utilização de bebidas alcoólicas é
responsável por 30% dos acidentes de trânsito. E metade das mortes, segundo o Ministério da Saúde, está relacionada
ao uso do álcool por motoristas. Diante deste cenário preocupante, a Lei 11.705/2008 surgiu com uma enorme missão:
alertar a sociedade para os perigos do álcool associado à direção.
Para estancar a tendência de crescimento de mortes no trânsito, era necessária uma ação enérgica. E coube
ao Governo Federal o primeiro passo, desde a proposta da nova legislação à aquisição de milhares de etilômetros.
Mas para que todos ganhem, é indispensável a participação de estados, municípios e sociedade em geral.
Porque para atingir o bem comum, o desafio deve ser de todos.
Disponível em: www.dprf.gov.br. Acesso em: 20 jun. 2013.

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


LEI SECA EM NÚMEROS

- 13% 97%
Atendimento Aprovaram o uso
Hospitalar dos bafômetros
Fonte: Secretaria Municipal
de Saúde (RJ) Fonte: IBPS

-6,2%
-27%
Vítimas de acidente Média Nac. de
no Grande Rio redução
vítimas fatais
Fonte: ISP - RJ Fonte: DataSUS

Disponível em: www.brasil.gov.br. Acesso em: 20 jun. 2013. Disponível em: www.operacaoleisecarj.rj.gov.br. Acesso em: 20 jun. 2013 (adaptado).

Repulsão magnética a beber e dirigir


A lei da física que comprova que dois polos opostos se atraem em um campo magnético é um dos conceitos
mais populares desse ramo do conhecimento. Tulipas de chope e bolachas de papelão não servem, em condições
normais, como objetos de experimento para confirmar essa proposta. A ideia de uma agência de comunicação em
Belo Horizonte foi bem simples. Ímãs foram inseridos em bolachas utilizadas para descansar os copos, de forma
imperceptível para o consumidor. Em cada lado, há uma opção para o cliente: dirigir ou chamar um táxi depois de
beber. Ao mesmo tempo, tulipas de chope também receberam pequenos pedaços de metal mascarados com uma
pequena rodela de papel na base do copo. Durante um fim de semana, todas as bebidas servidas passaram a pregar
uma peça no cliente. Ao tentar descansar seu copo com a opção dirigir virada para cima, os ímãs apresentavam a
mesma polaridade e, portanto, causando repulsão, fazendo com que o descanso fugisse do copo; se estivesse virada
mostrando o lado com o desenho de um táxi, ela rapidamente grudava na base do copo. A ideia surgiu da necessidade
de passar a mensagem de uma forma leve e no exato momento do consumo.
Disponível em: www.operacaoleisecarj.rj.gov.br. Acesso em: 20 jun. 2013 (adaptado).
INSTRUÇÕES:
• O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
• O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
• A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas
copiadas desconsiderado para efeito de correção.
Receberá nota zero, em qualquer das situações expressas a seguir, a redação que:
• tiver até 7 (sete) linhas escritas, sendo considerada “insuficiente”.
• fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo.
• apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos.
• apresentar parte do texto deliberadamente desconectada com o tema proposto.
LC - 2º dia | Caderno 5 - AMARELO - Página 2
*AMAR25DOM2* 2014

PROPOSTA DE REDAÇÃO
A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo
de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema
Publicidade infantil em questão no Brasil, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos
humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu
ponto de vista.
TEXTO I
A aprovação, em abril de 2014, de uma resolução que considera abusiva a publicidade infantil, emitida pelo
Conselho Nacional de Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), deu início a um verdadeiro cabo de guerra
envolvendo ONGs de defesa dos direitos das crianças e setores interessados na continuidade das propagandas
dirigidas a esse público.
Elogiada por pais, ativistas e entidades, a resolução estabelece como abusiva toda propaganda dirigida à criança
que tem “a intenção de persuadi-la para o consumo de qualquer produto ou serviço” e que utilize aspectos como
desenhos animados, bonecos, linguagem infantil, trilhas sonoras com temas infantis, oferta de prêmios, brindes ou
artigos colecionáveis que tenham apelo às crianças.
Ainda há dúvidas, porém, sobre como será a aplicação prática da resolução. E associações de anunciantes,

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


emissoras, revistas e de empresas de licenciamento e fabricantes de produtos infantis criticam a medida e dizem não
reconhecer a legitimidade constitucional do Conanda para legislar sobre publicidade e para impor a resolução tanto às
famílias quanto ao mercado publicitário. Além disso, defendem que a autorregulamentação pelo Conselho Nacional de
Autorregulamentação Publicitária (Conar) já seria uma forma de controlar e evitar abusos.
IDOETA, P. A.; BARBA, M. D. A publicidade infantil deve ser proibida? Disponível em: www.bbc.co.uk. Acesso em: 23 maio 2014 (adaptado).

TEXTO II
A PUBLICIDADE PARA CRIANÇAS NO MUNDO
QUÉBEC (Canadá) NORUEGA
REINO UNIDO
SUÉCIA
ESTADOS UNIDOS IRLANDA
DINAMARCA COREIA DO SUL

FRANÇA
BÉLGICA

ITÁLIA

Autorregula-
mentação BRASIL
Não há leis
nacionais,
o setor cria
normas e faz CHILE
acordos com AUSTRÁLIA
o governo
Alerta Proibição parcial Personagens Proibido
Mensagens Comerciais são Famosos e persona- Não é permitido
recomendam proibidos em gens de desenhos nenhum tipo de
consumo moderado certos horários ou não podem aparecer publicidade para
e alimentação para determinadas em anúncios de crianças
saudável faixas etárias alimentos infantis
Fontes: OMS e Conar/2013
Disponível em: www1.folha.uol.com.br. Acesso em: 24 jun. 2014 (adaptado).
TEXTO III
Precisamos preparar a criança, desde pequena, para receber as informações do mundo exterior, para
compreender o que está por trás da divulgação de produtos. Só assim ela se tornará o consumidor do futuro,
aquele capaz de saber o que, como e por que comprar, ciente de suas reais necessidades e consciente de suas
responsabilidades consigo mesma e com o mundo.
SILVA, A. M. D.; VASCONCELOS, L. R. A criança e o marketing: informações essenciais para proteger
as crianças dos apelos do marketing infantil. São Paulo: Summus, 2012 (adaptado).

INSTRUÇÕES:
‡ O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
‡ 2WH[WRGH¿QLWLYRGHYHVHUHVFULWRjWLQWDQDIROKDSUySULDHPDWpOLQKDV
‡ A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas
copiadas desconsiderado para efeito de correção.
Receberá nota zero, em qualquer das situações expressas a seguir, a redação que:
‡ WLYHUDWp VHWH OLQKDVHVFULWDVVHQGRFRQVLGHUDGD³LQVX¿FLHQWH´
‡ fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo.
‡ apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos.
‡ apresentar parte do texto deliberadamente desconectada com o tema proposto.

LC - 2º dia | Caderno 5 - AMARELO - Página 2


*AMAR25DOM2* 2015

PROPOSTA DE REDAÇÃO
A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua
formação, redija texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema
“A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”, apresentando proposta de intervenção
que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos
para defesa de seu ponto de vista.
TEXTO I
Nos 30 anos decorridos entre 1980 e 2010 foram assassinadas no país acima de 92 mil mulheres, 43,7 mil só na
última década. O número de mortes nesse período passou de 1.353 para 4.465, que representa um aumento de 230%,
mais que triplicando o quantitativo de mulheres vítimas de assassinato no país.
WALSELFISZ, J. J. Mapa da Violência 2012. Atualização: Homicídio de mulheres no Brasil. Disponível em: www.mapadaviolencia.org.br. Acesso em: 8 jun. 2015.

TEXTO II TEXTO III


TIPO DE VIOLÊNCIA RELATADA
51,68%

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


Violência física
31,81% Violência psicológica
Violência moral
Violência sexual
9,68% Violência patrimonial
2,86% Cárcere privado
1,94% 1,76%
0,26%
Tráfico de pessoas

BRASIL. Secretaria de Políticas para as Mulheres. Balanço 2014. Central de Atendimento à Mulher: Disponível em: www.compromissoeatitude.org.br.
Disque 180. Brasília, 2015. Disponível em: www.spm.gov.br. Acesso em: 24 jun. 2015 (adaptado). Acesso em: 24 jun. 2015 (adaptado).

TEXTO IV
O IMPACTO EM NÚMEROS
Com base na Lei Maria da Penha, mais de 330 mil processos foram instaurados
apenas nos juizados e varas especializados

332.216 processos que envolvem a Lei


Maria da Penha chegaram, entre setembro de 2006 e
março de 2011, aos 52 juizados e varas especializados
em Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher
existentes no País. O que resultou em:
237 mil
relatos de violência foram feitos
ao Ligue 180, serviço telefônico da
33,4%
de processos julgados 58 mulheres e 2.777
Secretaria de Políticas para as Mulheres

homens enquadrados na

9.715
prisões em flagrante
Lei Maria da Penha estavam
presos no País em dezembro
de 2010. Ceará, Rio de Janeiro
e Rio Grande do Sul não

1.577 constam desse levantamento


feito pelo Departamento
Sete de cada dez vítimas que
telefonaram para o Ligue 180 afirmaram
prisões preventivas decretadas Penitenciário Nacional ter sido agredidas pelos companheiros
Fontes: Conselho Nacional de Justiça, Departamento Penitenciário Nacional e Secretaria de Políticas para as Mulheres
Disponível em: www.istoe.com.br. Acesso em: 24 jun. 2015 (adaptado).
INSTRUÇÕES:
x O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
x 2WH[WRGH¿QLWLYRGHYHVHUHVFULWRjWLQWDQDIROKDSUySULDHPDWpOLQKDV
x A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas
desconsiderado para efeito de correção.
Receberá nota zero, em qualquer das situações expressas a seguir, a redação que:
x tiver até 7 (sete) linhas escritDVVHQGRFRQVLGHUDGD³WH[WRLQVX¿FLHQWH´
x fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo.
x apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos.
x apresentar parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto.

LC - 2º dia | Caderno 5 - AMARELO - Página 2


*CINZ25DOM2*
INSTRUÇÕES PARA A REDAÇÃO
x O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
x 2WH[WRGH¿QLWLYRGHYHVHUHVFULWRjWLQWDQDIROKDSUySULDHPDWpOLQKDV
x A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas
desconsiderado para efeito de correção.
Receberá nota zero, em qualquer das situações expressas a seguir, a redação que:
x tiver até 7 (sete) linhas escritDVVHQGRFRQVLGHUDGD³WH[WRLQVX¿FLHQWH´
x fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo.
x apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos.
x apresentar parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto.

TEXTOS MOTIVADORES
TEXTO I
Em consonância com a Constituição da República Federativa do Brasil e com toda a legislação que assegura a
liberdade de crença religiosa às pessoas, além de proteção e respeito às manifestações religiosas, a laicidade do
Estado deve ser buscada, afastando a possibilidade de interferência de correntes religiosas em matérias sociais,
políticas, culturais etc.
Disponível em: www.mprj.mp.br. Acesso em: 21 maio 2016 (fragmento).

TEXTO II

Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20


O direito de criticar dogmas e encaminhamentos é assegurado como liberdade de expressão, mas atitudes
agressivas, ofensas e tratamento diferenciado a alguém em função de crença ou de não ter religião são crimes
LQD¿DQoiYHLVHLPSUHVFULWtYHLV
STECK, J. Intolerância religiosa é crime de ódio e fere a dignidade. Jornal do Senado. Acesso em: 21 maio 2016 (fragmento).
TEXTO III
CAPÍTULO I
Dos Crimes Contra o Sentimento Religioso
Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo
Art. 208 - Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar
cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso:
Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa.
Parágrafo único - Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente
à violência.
BRASIL. Código Penal. Disponível em: www.planalto.gov.br. Acesso em: 21 maio 2016 (fragmento).
TEXTO IV
Intolerância R eligiosa no Brasil
Fiéis de religiões afro-brasileiras são as principais vítim as de discrim inação
N úm ero de denúncias porreligião (2011 a 2014*)
Afro-brasileira 75
Evangélica 58
1 213
denúncia a denúncias com
cada 3 dias religião não inform ada
Espírita 27

C atólica 22

Ateus 8

Judaica 6 20% 12%


dos episódios dos episódios
relatados em 2013 relatados até jul.2014
Islâm ica 5 envolveram
envolveram
violência física violência física
O utras 15
*Até jul.2014 Fonte:Secretaria de D ireitos H um anos da Presidência da R epública
Disponível em: www1.folha.uol.com.br. Acesso em: 31 maio 2016 (adaptado).

PROPOSTA DE REDAÇÃO
A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua
formação, redija texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema
³&DPLQKRVSDUDFRPEDWHUDLQWROHUkQFLDUHOLJLRVDQR%UDVLO´DSUHVHQWDQGRSURSRVWDGHLQWHUYHQomRTXHUHVSHLWH
os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa
de seu ponto de vista.
LC - 2º dia | Caderno 6 - CINZA - Página 2
Licensed to João Vitor Palazzo de Oliveira - joao.palazzzo@gmail.com - 479.131.368-20

Você também pode gostar