Você está na página 1de 6

Apreciação de Leitura – 2º bimestre 17/06/2021

Turma: 1ª série
Professora: Maní Scorza
Valor: 6,0
Pontos Obtidos: _______

Nome: ______________________________________________________

NOME DO LIVRO:_________________________________AUTOR:_____________________________________
EDITORA:__________________________________________________
I. TEMPO: (0,2)
a) Quando ocorrem os acontecimentos narrados?
_____________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
II. ESPAÇO: (0,3)
a) Onde se passam os acontecimentos narrados?
__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________

III. APRECIAÇÃO: (0,4)


a) Você apreciou a leitura dessa obra? Explique seus motivos.
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
b) Explique o motivo do título do livro “Os Lusíadas”?
_____________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
c) Como é o desfecho da história?
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
IV – Descreva detalhadamente as PERSONAGENS ou PERSONALIDADES mostradas abaixo, mencionando quem
são, em que contexto se inserem na narrativa e o episódio do qual participam ou seu papel narrativa,
associando com o quadrinho em questão: (3,0)
V – QUESTÕES DIRECIONADAS: (2,1)
1. Explique por que a estrutura textual de Os Lusíadas fez desse livro uma das mais notáveis obras de Língua
Portuguesa.
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________

2. (POLI) Camões em alemão

“Nas pequenas obras líricas de Camões encontramos graça e sentimento profundo, ingenuidade, ternura,
melancolia cativante, todos os graus de sentimentos mais debilitados, indo do prazer mais suave até o
desejo mais ardente, saudade e tristeza, ironia, tudo na pureza e claridade da expressão simples, cuja
beleza não podia ser mais acabada, e cuja flor não podia ser mais florescente. Seu grande poema, “Os
Lusíadas”, é um poema heroico no pleno sentido da palavra. Camões tira do poeta Virgílio a ideia de um
poema épico nacional que compreenda e apresente, sob a luz mais fulgurante, a fama, o orgulho e a glória
de uma nação desde suas mais antigas tradições.”

(Esse trecho foi extraído do curso de Friedrich Schlegel (1772-1829), conceituado filósofo romântico alemão,
sobre história da literatura europeia, e publicado no Caderno Mais da Folha de São Paulo, em 21 de maio de
2000.)

Tendo em vista o texto acima, seria incorreto afirmar que:

a) em Os Lusíadas, Camões resgata alguns episódios tradicionais portugueses, como o de Inês de Castro.
b) em Os Lusíadas, Camões invoca as Tágides, ninfas do rio Tejo, a fim de que lhe dêem inspiração na
construção deste seu poema heroico.
c) em Os Lusíadas, Camões canta a fama e a glória do povo português.
d) em Os Lusíadas, Camões narra a viagem de Vasco da Gama às Índias, sendo este navegador o grande herói
português aclamado no poema.
e) em Os Lusíadas, Camões dedica o poema a Dom Sebastião, e encerra tal obra um tanto quanto
melancólico diante da estagnação cultural portuguesa.

3. (PUC-SP) Dos episódios Inês de Castro e O Velho do Restelo, da obra Os Lusíadas, de Luiz de Camões, NÃO
é possível afirmar que:

a) O Velho do Restelo, numa antevisão profética, previu os desastres futuros que se abateriam sobre a
Pátria e que arrastariam a nação portuguesa a um destino de enfraquecimento e marasmo.
b) Inês de Castro caracteriza, dentro da epopeia camoniana, o gênero lírico porque é um episódio que narra
os amores impossíveis entre Inês e seu amado Pedro.
c) Restelo era o nome da praia em frente ao templo de Belém, de onde partiam as naus portuguesas nas
aventuras marítimas.
d) tanto Inês de Castro quanto O Velho do Restelo são episódios que ilustram poeticamente diferentes
circunstâncias da vida portuguesa.
e) o Velho, um dos muitos espectadores na praia, engrandecia com sua fala as façanhas dos navegadores, a
nobreza guerreira e a máquina mercantil lusitana

4. (UEPA/2001) Como disse, um dia, o teatrólogo e jornalista Nélson Rodrigues, “toda unanimidade é


burra”. Comprovando isso, também, ao exaltar os feitos do povo português em Os Lusíadas, o poeta Camões
mostra que houve oposição à viagem de Vasco da Gama às Índias.
Essa oposição foi feita pelo personagem:
a) Dom Manuel, rei de Portugal a época da viagem.
b) Dom Sebastião, a quem o poeta dedica o poema.
c) Inês de Castro, a que foi rainha depois de morta.
d) O Velho Restelo, que condena a cobiça dos portugueses.
e) Paulo da Gama, irmão do capitão, que recebe o governador da região de Malabar.
5. (UFMG/2002) Leia estas estrofes iniciais de Os Lusíadas, poema datado de 1572:
As armas e os barões assinalados
Que, da Ocidental praia Lusitana,
Por mares nunca de antes navegados
Passaram ainda além da Taprobana,
E em perigos e guerras esforçados
Mais do que prometia a força humana,
E entre gente remota edificaram
Novo Reino, que tanto sublimaram;
E também as memórias gloriosas
Daqueles Reis que foram dilatando
A Fé, o Império, e as terras viciosas
De África e de Ásia andaram devastando,
E aqueles que por obras valerosas
Se vão da lei da Morte libertando:
Cantando espalharei por toda parte,
Se a tanto me ajudar o engenho e arte.
Cessem do sábio Grego e do Troiano
As navegações grandes que fizeram;
Cale-se de Alexandro e de Trajano
A fama das vitórias que tiveram;
Que eu canto o peito ilustre Lusitano,
A quem Neptuno e Marte obedeceram.
Cesse tudo o que a Musa antiga canta,
Que outro valor mais alto se alevanta.
CAMÕES, Luís de. Os Lusíadas. Porto: Porto Editora, 1975. p.69.
Com base na leitura dessas estrofes, é CORRETO afirmar que a ideia central do poema é:
a) exaltar a religião reformada e os valores puritanos, num contexto em que a Europa se expandia na
direção de novos mundos.
b) louvar os modelos antigos até então referenciais para a cultura europeia, como as epopeias homéricas e
os feitos de heróis gregos e romanos.
c) narrar a saga marítima portuguesa, ou seja, os feitos relacionados às expedições oceânicas realizadas
pelos lusos a partir do século XV.
d) relatar os acontecimentos mais marcantes da conquista e colonização das terras brasileiras, visando a
gravá-los na memória dos contemporâneos.
e) criticar a ambição dos portugueses, visto que abandonaram suas famílias em nome de conquistar novas
terras.

6. (UFCG PB/2007)
“As armas e os barões assinalados,
Que da ocidental praia lusitana,
Por mares nunca dantes navegados,
Passaram ainda além da Taprobana,
E em perigos e guerras esforçados
Mais do que prometia a força humana,
E entre gente remota edificaram
Novo Reino, que tanto sublimaram”.
(CAMÕES, Luis de. Os Lusíadas)
No poema Os Lusíadas, é CORRETO afirmar que o verso “Por mares nunca dantes navegados” faz referência
à viagem de:
a) Vasco da Gama às Índias, em 1498, e às grandes navegações portuguesas.
b) Cristóvão Colombo ao Novo Reino americano, em 1492.
c) Marco Polo e dos “aventureiros dos sete mares” em busca de riquezas orientais, em 1271.
d) Jean de Léry ao Rio de Janeiro, no século XVI, em busca de uma região para a fixação dos protestantes
calvinistas.
e) Spix e Martius pelo interior do Brasil, os quais descreveram, em seus diários, os costumes dos senhores de
engenho baianos.

7. (UNIMONTES MG/2008)
“Mas, em tanto que cegos e sedentos
Andais de vosso sangue, ó gente insana,
Não faltaram cristãos atrevimentos
Nesta pequena casa lusitana.
De África tem marítimos assentos;
E na Ásia mais que todas soberana;
Na quarta parte nova (América) os campos ara;
E, se mais mundo houvesse, lá chegara.”
(Camões, Os Lusíadas, canto VII, 152. Citado por DOMINGUES, Joelza Éster; FIUSA, Layla Paranhos Leite.
História: o Brasil em foco. São Paulo: FTD, 1996, p. 27)
O texto citado
a) registra a expansão marítimo-comercial portuguesa.
b) condena a colonização irracional e predatória no Novo Mundo.
c) registra a expansão do império espanhol no Oriente.
d) condena o desprezo pelos valores cristãos por parte dos colonizadores.
e) exalta os elementos mitológicos da antiguidade clássica.

Você também pode gostar