Você está na página 1de 58

Alvenaria Estrutural x Concreto

Armado - Qual Sistema Adotar

Prof. Dr. JOÃO MANOEL DE FREITAS MOTA


PARA DOXO

CONCRETO ARMADO X ALVENARIA ESTRUTURAL

Análise com parente contradição

- Normalizado; - Normalizado;
- Amplamente utilizado no mundo; - Amplamente utilizado no mundo;
- Pontos Favoráveis/desfavoráveis !/? - Pontos Favoráveis/desfavoráveis !/?
PARA DIGMA
CONCRETO ARMADO X ALVENARIA ESTRUTURAL

Só Pontos positivos !/? Só Pontos negativos !/?

(Alvenaria resistente)
Construções de destaque em alvenaria estrutural
Coliseu Romano (idade média)
CONCEITO:

Conjunto rígido, e, coeso


entre unidades (tijolos; blocos;
pedras naturais) por
argamassa.

TIPOS:

- Não-armada
- Armada
- Parcialmente armada
- Protendida

Pirâmide: Mais de 2 milhões de bloco de pedra Coliseu Romano


Construções de destaque em alvenaria estrutural

Catedral
Basílica de
Nossa
Senhora do
Pilar (1671)

Zaragoza/
Espanha

Coliseu Romano
Construções de destaque em alvenaria estrutural

Ponte
Alcântara
(tempos
Romanos)
-
Toledo/
Espanha

Coliseu Romano
Construções de destaque em alvenaria estrutural

Forte bombardeado - Ilha próximo a Florianópolis (1739)


Construções de destaque em alvenaria estrutural

Edificio em
alvenaria
(Século VIII)
-
Sintra/Portugal
Construções de destaque em alvenaria estrutural

Ponte
Toledo
(1226)

Madrid/
Espanha
Construções de destaque em alvenaria estrutural

Aqueduto
das águas
livres
(1729)

Lisboa/
Portugal
Construções de destaque em alvenaria estrutural

Monumental Basílica da Sagrada


Família (1883)

Barcelona/Espanha
CONCRETO?

Edifício Monadnock,

1889/Chicago;

16 pavimentos.
CONCRETO?

HOTEL EXCALIBUR,

LAS VEGAS/EUA,

28 pavimentos.
CONCRETO?

Central Parque - Quatro blocos


com 12 pavimentos cada, 1972,
São Paulo Duas torres com
19 pavimentos,
Paraná
RESIDENCIAL THE GIFT - SP.
CONCRETO? 19 pavimentos - apartamentos com
200 m2

PLAZA INN
AMERICAN

LOFT (SP)

18
pavimentos

10,2 mil m²
de área
construída
ALVENARIA?

Burj Khalifa Bin Zayid, anteriormente


conhecido como Burj Dubai, localizado em
Dubai/Emirados Árabes Unidos. Com 828
metros de altura e 163 andares. Sua
construção começou em Janeiro de 2004 e
foi inaugurado no dia 4 de janeiro de 2010.
Área útil: 309.473 m².
ALVENARIA?

Shanghai Tower - localizado


em Xangai. Inaugurado em
2015, o edifício conta com
cerca de 632 metros de
altura, divididos em 128
andares, ocupando uma área
de cerca de 380.000 metros
quadrados.
FOCO NA

Segurança estrutural
-
HABITABILIDADE
QUAISQUER EDIFICAÇÕES »» » ATENDIMENTO

AOS VETORES (TRIPÉ)!!!

HABITABILIDADE
OBJETIVO: EVITAR

9 anos de
(1999) - Olinda construído
(1999) - Olinda

12 anos de construído

CASOS DE
DESABAMENTOS
(2007) - Jaboatão dos Guararapes
11 anos de construído CASOS DE
DESABAMENTOS
ENTRETANTO?

A BOA ENGENHARIA, EM
PROJETO E PROCESSO!
BOA ENGENHARIA: Vergas e contra vergas - 20 cm nos apoios.

(RAMALHO; CORRÊA, 2003)


BOA ENGENHARIA: CINTA – Esforços uniformes e
travamento/amarração.

(RAMALHO; CORRÊA, 2003)


BOA ENGENHARIA: Interação ENTRE PAREDES –
Garantir a transmissão de esforços.

Amarrações de forma direta (entre blocos).


(RAMALHO; CORRÊA, 2003)
BOA ENGENHARIA
DANO ACIDENTAL, Incêndio –
Sem sinistro importante!

- Colapso progressivo; em 1968;


explosão de um botijão
de gás no 18º pavimento.

(23 pavimentos), Inglaterra

(Ramalho; Corrêa, 1999)


Projeto otimizado: Espraiamento DE CARGAS

Distribuição das cargas verticais (ângulo de 45o).


Possível Espraiamento de CARGAS

Edifício com 9 Pavimentos - diferentes métodos de cálculo.

Resistência à compressão do bloco - (MPa)

Paredes Grupos sem Grupos com Grupos com


isoladas interação interação de interação de
50% 100%
16 8 6 6

(RAMALHO; CORRÊA, 2003)


ANÁLISE DOS VETORES - Edifícios de alvenaria Resistente
(RMR)

Estudo de caso!

Justificativa:
6.000 prédios TIPO “CAIXÃO” (RMR),
(250.000 pessoas) –
desde a década de 1960.
1) CAPACIDADE DE SUPORTE
Reforço SOBRE PRISMAS COM REVESTIMENTO (C):
Amostras de “I” até “V”

I (SEM ADIÇÃO – traço 1:1:6:1,5 – cimento,


cal, areia, Ra/c);

II (com 15% met. – SUBST. – traço 1:1:6:1,5);

III (com met. – ADIÇÃO PURA – 1:1:6:1,5);

IV (com met. – SUBST. – 1:0,5:4,5:1,5);

V (com met. – ADIÇÃO PURA – 1:0,5:4,5:1,5).

MÉTODO- TESE
1) CAPACIDADE DE SUPORTE: BATERIA 2 – REFORÇO
SOBRE PAREDE COM REVESTIMENTO

COMPRESSÃO: (Média de todos os prismas)


1) CAPACIDADE DE SUPORTE: BATERIA 3 – REFORÇO
SOBRE PAREDE SEM REVESTIMENTO

COMPRESSÃO: (Média de todos os prismas)


1) CAPACIDADE
f = 0,2 f {1 – [hDE
par. x/ (40 SUPORTE:
p t)] } x
3

Considerando efeito de flambagem

*(0,5/0,7 MPa – situação austera encontrado)

▪ Para cálculo considerando as amostras e incrementos: Paredes nuas:


SEM REFORÇO - fpar “A” = 0,2 x (1,9 - prisma) x [1 – (280 / 40x9)3] = 0,20 MPa.

COM REFORÇO - fpar “X” = 0,2 x (3,9 - prisma) x [1 – (280 / 40x16)3] x (3,61 – incremento) = 2,58 MPa.
(Acréscimo de 12,9).

▪ Para cálculo considerando as amostras e incrementos: Paredes com revestimento:


SEM REFORÇO - fpar “C” = 0,2 x (2,7 – prisma) x [1 – (280 / 40x14)3] = 0,47 MPa.

COM REFORÇO - fpar “V” = 0,2 x (3,92 – prisma) x [1 – (280 / 40x20)3]x(2,09–incremento) = 1,57 MPa.
(Acréscimo de 3,34).
2) DUCTILIDADE:
2) DUCTILIDADE

TENACIDADE (energia): relatório de ensaio

(Média de todos os prismas)


2) DUCTILIDADE
PORCENTAGEM DE DEFORMAÇÃO:

- % AL=[(lf – l0)
% AL=[(lf – l0) / l0] x 100

(Média de todos os prismas)

CorelDRAW;
Acurácia:

AutoCAD
CP 15 → % AL = [(lf – l0) / l0] x 100
AL = [(0,001946 – 0,001488)/0,001488]x100 → 30,78%
2) DUCTILIDADE/DEFORMAÇÃO:
curva representativa ~ média
MEDIDAS DE DUCTILIDADE

(i) Alongamento percentual:


porcentagem de deformação
plástica no momento da fratura
% AL=[(lf – l0) / l0] x 100

► Tipo de ruptura: Frágil ≤ 5 %


(CALLISTER, 2000);

CP 15 (ii) Tenacidade:
área sob a curva
tensão/deformação ou
tensão/deslocamento até o
ponto de fratura (CALLISTER,
2000). (CANALE, C.F.L.)
E
X
E
M
P
L
O

CP 15 → área (aproximada) sob a curva


T = [13.359 x (1,13/10)]/2 → 754,78 kgf.cm
(0,002%)

Acurácia: CorelDRAW; AutoCAD – Validado!

Critério para determinação da tenacidade


[Tb = tenacidade (kgf.cm ou J) (JSCE-SF4)]

(mm) RESULTADOS
DEFORMAÇÃO
Dúctil
(CALLISTER, 2000)

Frágil

RESULTADOS
DEFORMAÇÃO
Formas de RUPTURA:

Prismas sem reforço com RUPTURA NÃO DÚCTIL


Ao descarte
(sem deslocamento adicional)

Conector

Com reforço: RUPTURA


PRATICAMENTE SEM
AVARIAS → ductilidade
qualitativa.

Acionamento manual (~12 cm)


Ao descarte
pós ensaio: VERIFICOU UM
ENTULHAMENTO/ENPACO-
TAMENTO – SEM
DESINTEGRAÇÃO.

RESULTADOS
RUPTURA
2) DURABILIDADE:
ENSAIOS

Ultrassom

Câmara de Carbonatação Câmara de Cloretos

LABORATÓRIO: TECOMAT
RESULTADOS
DURABILIDADE
(Média de todos os prismas)

► Câmara de carbonatação e aspersão de solução com 1% fenolftaleina


RESULTADOS
DURABILIDADE
(Média de todos os prismas)

► Câmara de carbonatação e aspersão de solução com 1% fenolftaleina


RESULTADOS
DURABILIDADE
(Média de todos os prismas)

► Determinação de cloretos livres em relação ao cimento - 192 horas em câmara: 5% de cloreto


de sódio PA + água destilada - aspersão de solução com nitrato de prata).
RESULTADOS
DURABILIDADE
PORTANTO, Compilando!

Concreto armado x Alvenaria estrutural


CONCRETO ARMADO ALVENARIA ESTRUTURAL
Norma: ABNT NBR 6118/2014 ABNT NBR: 16868/2021

Cultura: consagrada! Crescente!

Custo: execução / manutenção: elevado! Menor - até 30% / reduzida!

Qualificação da mão de obra: disponível! Crescente!

Fornecedores de materiais: disponível! Limitação em alguns casos!

Altura e vão: resiliente! Limitação!

Ação de Sismo/vibrações: sustentável! Desfavorável!

Adequações/reformas: adequado! Limitação!

Conforto térmico, acústico etc.: adequado! Adequado!

Projetos (plástica/estética): adequado! Possível adequação!

Fôrmas e escoramentos: utiliza! Não utiliza (rapidez na execução)

Geração de resíduo: elevado, em geral! Baixo - sustentável!


CONTRI BUIÇÃO

CONCRETO ARMADO ALVENARIA ESTRUTURAL

NECESSIDADE RELEVANTE: NECESSIDADE RELEVANTE:


AVANÇOS EM PESQUISAS AVANÇOS EM PESQUISAS
ACADÊMICAS (Programas ACADÊMICAS (Programas
computacionais de cálculo) / computacionais de cálculo) /
PROJETOS... PROJETOS...

- Estabilidade preservada, - Estabilidade preservada,


mesmo considerando mesmo considerando
colapso de algum pilar; colapso de alguma parede;

- Considerar efeito de - Considerar efeito de


incêndio - sempre!!! incêndio - sempre!!!
ADEMAIS, ...
Independe do tipo de edificação!!!
Independe do tipo de edificação
Conceito de revestimento: Proteger os elementos de vedação e estruturais
contra deterioração (durabilidade) “Precisa proteger tanto assim?”

• Proteger os elementos de vedação e estruturais contra


deterioração (durabilidade)

53
Revestimento de fachada sem tela
Independe do
tipo de
edificação
Independe do tipo de edificação
Manifestações patológicas: Extensão de aderência mitigada

NEGATIVO! POSITIVO!
55
Manifestação patológica, ascensão capilar (Salinidade)
Independe do
tipo de
edificação

PEIXOTO, ANA (2008) - UFRPE


DEDICATÓRIA...

57
OBRIGADO!
Site: joaomanoelfreitas.wixsite.com/joaomanoel
(menu de publicações)
Blog: joaomanoelm.blogspot.com.br

joaomota@recife.ifpe.edu.br
mota.joaomanoel@gmail.com

81.9.9606-2907

Você também pode gostar