Você está na página 1de 2

Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz de Direito da XXX Vara Cível de Fortaleza/CE

XYZ Viagens S/A, pessoa jurpidica de direito privado, CNPJ nº XXX, endereço
eletrônico XXX, endereço completo XXX, representada por seu diretor, Sr. Carlos,
nacionalidade, estado civil, empresário, CPF XXX, endereço eletrônico XXX, endereço
XXX, bairro, Fortaleza/CE, vem perante Vossa Excelência, por seu advogado
(procuração anexa), com fulcro no art. 824 e seguintes do CPC, propor

AÇÃO DE EXECUÇÃO DE TÍTULO EXECUTIVO EXTRAJUDICIAL

EM FACE DE Pedro, nacionalidade, estado civil, empresário, CPF XXX, endereço


eletrônico, endereço completo, bairro, Fortaleza/CE, tendo em vista as razões de fato e
de direito a seguir expostas.

DOS FATOS E FUNDAMENTOS

De início cumpre destacar que o Exequente é detentor de título executivo


(anexo), tal como previsto no art. 784, inciso XII do CPC c/c art. 107, inciso I,
da Lei nº 6.404/76, eis que o legislador atribui força executiva aos boletins de
subscrição.

Outrossim, o título em tela é certo, liquido e exigível. Certo, pois, estabelece


obrigação de pagar quantia entre as partes do processo. Líquido, eis que
expresso em moeda nacional, bem como o débito se encontra devidamente
atualizado conforme memorial de calculo anexo. Exigível, porquanto já se
operou o termo (vencimento no dia 23/07/2015).
Com efeito, não obstante o acima exposto, o Executado permanece inadimplente
com sua obrigação, permitindo ao Exequente alienar as cotas do devedor (art.
107, inciso II, Lei nº 6.404/76) ou mover o processo de execução (art. 107,
inciso I, Lei nº 6.404/76), havendo a escolha pela segunda opção.

Por fim, caracterizada a mora do executado (art. 106, caput e § 2º da Lei


6.404/76), não restou alternativa para o Exequente, senão mover a presente ação
para receber o principal acrescido de correção monetária e juros.

DO PEDIDO

Diante do exposto, requer:

a) A citação do Executado para pagar R$ XXX, acrescidos de juros


correção monetária até a data do efetivo pagamento, sob pena de penhora
e expropriação de bens. (art. 829 do CPC);
b) A condenação do Executado ao pagamento das custas processuais e dos
honorários advocatícios de sucumbência, originalmente fixados em 10%
(dez por cento), requerendo, desde já, a majoração para 20% (vinte por
cento) no caso de resistência do Executado. (art. 827 do CPC);
c) Pugna pela juntada dos documentos anexos, especialmente o título
executivo e o memorial de calcula.

DO VALOR DA CAUSA

Dá-se à causa o valor de R$ XXX

Espera deferimento

Fortaleza/CE, data XXX

Adv

OAB/Nº

Você também pode gostar