Você está na página 1de 5

ESCOLA ESTADUAL ANA LINS

3° Ano “C” MATUTINO

EFEITOS DA CORRENTE ELÉTRICA

São Miguel dos Campos/AL


2018
BRUNO JULIO
JEOVÁ PEDRO
JOÃO VITOR
LUAN HENRIQUE
PEDRO IGOR

EFEITOS DA CORRENTE ELÉTRICA

Trabalho entregue para obtenção de notas


na 3ª unidade na matéria de Física
ministrada pelo professor Ramiro Costa Jr.

São Miguel dos Campos/AL


2018
INTRODUÇÃO/CONCEITO

Quando um condutor metálico, que possui elétrons livres, é ligado a um polo positivo
e a um negativo, em cada uma de suas extremidades, esses elétrons – antes totalmente
desordenados e realizando movimentos aleatórios – passam a se movimentar de uma forma
organizada e em um só sentido. Dessa forma, a corrente elétrica é denominada como esse
movimento ordenado das cargas elétricas.

São os condutores elétricos que oferecem mais facilidade para a passagem da corrente
elétrica. Quando se é aplicada certa tensão nos terminais desses condutores, uma espécie
de campo elétrico é criado. Ele, então, exerce força sobre os elétrons que estão livres e faz com
que eles abandonem os átomos para, na sequência, se movimentarem para o sentido contrário ao
do campo.

Existem três tipos de condutores de energia elétrica: os sólidos, em que a corrente


elétrica é constituída só pelo movimento dos elétrons; os líquidos, nos quais ela é composta
apenas pelo movimento de cargas positivas e negativas (cátions e ânions); e, por fim, os
gasosos, em que a corrente de energia elétrica é formada semelhantemente aos condutores
líquidos, pela movimentação de cátions e ânions – esse último ocorre, por exemplo, em
lâmpadas fluorescentes, a vapor de sódio ou de mercúrio.

O sentido da corrente elétrica condiz com o da movimentação das suas cargas elétricas
positivas, que é inverso ao movimento realizado pelos elétrons. Já a intensidade dessa mesma
corrente, por sua vez, é definida pela quantidade de carga elétrica por unidade de tempo.

A intensidade (I) de uma corrente elétrica significa a taxa de transferência da carga


elétrica. A unidade padrão, nesse caso, é o ampère (A), de acordo com Sistema Internacional de
Unidades (SI), nome dado em homenagem ao físico francês André-Marie Ampère, que foi um
dos fundadores do eletromagnetismo.

Por isso, o fenômeno da corrente elétrica costuma ser chamado também de


amperagem – a maior parte dos engenheiros eletricistas não usa esse tipo de denominação para
que não se confunda essa grandeza física com a sua unidade de medida.

EFEITOS DA CARGA ELÉTRICO

Efeito Térmico - Também conhecemos esse efeito como efeito joule, provavelmente


o mais fácil de ser compreendido. Os elétrons transferem energia para os átomos da rede
atômica, quando colidem com estes após serem acelerados pelas forças elétricas. Como
consequência dessa colisão e transferência de energia, há um aumento na energia de vibração
desses átomos e, consequentemente, um aumento em sua temperatura.

Essa caraterística é bastante aplicada em aparelhos que funcionam como produtores de


calor ou luz. Os exemplos mais básicos desses aparelhos são os ferros elétricos, lâmpadas
incandescentes, secadores de cabelo etc.

Efeito Químico - Esse efeito ocorre quando a corrente elétrica atravessa soluções
eletrolíticas, provocando transformações químicas. É usado industrialmente nos processos de
eletrodeposição, para revestir uma superfície de um metal com uma camada de outro, a fim de
conferir a ele um bom acabamento e protegê-lo da corrosão. Os metais utilizados como
revestimento são, principalmente, a prata, o ouro, o cromo, o níquel, o zinco, o cobre, o estanho
e o cádmio.

Efeito luminoso - Esse efeito baseia-se no fato de gases ionizados emitirem luz
quando atravessados por uma corrente elétrica. Como exemplo temos as lâmpadas
fluorescentes, as lâmpadas de vapor de mercúrio, as lâmpadas de vapor de sódio etc.

Efeito fisiológico - Quando uma corrente elétrica atravessa um organismo vivo, além
dos efeitos térmicos e químicos, ocorrem também efeitos sobre nervos e músculos. Correntes de
10 mA a 15 mA podem provocar câimbra muscular. Correntes até 50 mA podem paralisar a
musculatura do aparelho respiratório. Correntes de 50 mA a 100 mA, se agirem em uma pessoa
por mais de 0,2 s, levam à morte.

Efeito magnético - Esse efeito se manifesta pela criação de um campo magnético na


região em torno da corrente. A existência de um campo magnético, em determinada região,
pode ser constatada com o uso de uma bússola: ocorrerá desvio de direção da agulha magnética.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

https://www.resumoescolar.com.br/fisica/os-efeitos-da-corrente-eletrica/ < acessado


em 16/07/2018 ás 14:07 >

https://alunosonline.uol.com.br/fisica/efeitos-corrente-eletrica.html < acessado em


16/07/2018 ás 14:25 >

Você também pode gostar