Você está na página 1de 1

Faculdade de Direito.

Aluna: Isabelly Mendes.


Seminário de Sociologia & Direito I.
Professor: Wilson Madeira Filho.
"Proletários de todos os países, uni- 24 de Agosto de 2021.
vos!"

A relevância do Manifesto OComunista


funcionamento
na
da
Um breve atualidade. sociedade burguesa:
resumo...
O Manifesto Comunista foi escrito por Condição de existência da burguesia: a
Friedrich Engels e Karl Marx, em 1848, com única forma de continuar com o sistema
o intuito de explicar o verdadeiro objetivo capitalista burguês é por meio da incessante
do comunismo. Esses pensadores chegam a inovação da produção. Tal fator tem ligação
importante conclusão de que a luta de direta com as relações da sociedade. Nela, os
classes é o principal elemento de revolução indivíduos são separados em duas grandes
na história. Sem ela não teria existido a classes: a burguesia e o proletariado. A
passagem do feudalismo para a sociedade burguesia reduziu quase todas as relações
burguesa moderna – objeto de análise familiares a relações monetárias.
crítica desse manifesto.

A verdadeira Revolução O Manifesto e o capitalismo no


Comunista. cenário contemporâneo.
“Todos os movimentos históricos têm Karl Marx e Friedrich Engels traçaram
sido, até hoje, movimentos de minorias possibilidades muito à frente de seu tempo.
ou em proveito de minorias. O Há aproximadamente 173 anos atrás, esses
autores discorreram sobre fenômenos ainda
movimento proletário é o movimento
não existentes, como a globalização, além de
independente da imensa maioria em
apontar a maior exploração da mão de obra,
proveito da imensa maioria. O a enorme desigualdade social, o
proletariado, a camada inferior da desenvolvimento das forças de produção, o
sociedade atual, não pode erguer-se, papel da mulher e o ciclo de crises do
por-se de pé, sem fazer saltar todos os capitalismo. Desse modo, a atualidade do
estratos superpostos que constituem a Manifesto é clara, uma vez que os direitos
sociedade oficial.” - Marx & Engels. dos trabalhadores está voltando a regredir,
por meio da flexibilização do trabalho. Além
Dessa maneira, a revolução comunista
disso, o proletariado é submetido
busca romper os padrões estabelecidos
culturalmente à subordinação burguesa,
pela burguesia no poder. Porém isso só visto que consomem incessantemente os seus
seria possível quando o proletariado ideais a partir do marketing (teoria das
tivesse consciência de sua classe. necessidades); uma sociedade consumista é
Assim, se organizariam em partidos formada. Nesse sentido, ao passo que
para, finalmente, lutar contra o sistema pouquíssimas pessoas conseguem participar
que os explora. dos avanços tecnológicos e utilizá-los ao seu
favor, o outro grande grupo fica à mercê do
desemprego estrutural e da extrema
pobreza.
Referências Bibliográficas:
-Marx, Karl, and Friedrich Engels. Manifesto comunista. Boitempo Editorial, 2015.
-PETRAS, James. O Manifesto Comunista: qual sua relevância hoje?. Lutas Sociais, n. 3, p. 5-20, 1997.

Você também pode gostar