Você está na página 1de 1

O PAPEL DO TERAPEUTA CAPILAR NA

REDUÇÃO E CONTROLE DA
INFLAMAÇÃO DO COURO CABELUDO
Amanda Conoratto Dias - amandactq@hotmail.com
Tatiele Katzer - tatielekatzer@unisc.br

MICROCORRENTES
s
INTRODUÇÃO
e nome Científic (c f
Os autores Guirro e Guirro (2002) relatam que os maiores benefícios
A inflamação é caracterizada por um complexo de alterações teciduais que
obtidos com o uso da microcorrente estão no controle da dor, na cicatrização de
envolvem a liberação de mediadores químicos. Durante o processo inflamatório é feridas, na redução do edema, na reparação tecidual, no relaxamento muscular
possível observar vasodilatação (gerando calor e rubor), produção de espécies e como anti-inflamatório.
reativas de oxigênio e extravasamento de líquido intersticial devido ao aumento O uso de microcorrentes é pouco frequente nos estabelecimentos de
n a p e r m e a b i l i d a d e d o s c a p i l a r e s ( g e r a n d o terapia capilar e/ou clínicas dermatológicas, no entanto, apesar de ter
e d e m a t e c i d u a l ) ( TA Z I M A , V I C E N T E , M O R I YA , 2 0 0 8 ) . apresentado resultados inferiores ao LBP em um estudo quanto à diminuição
Especificamente no couro cabeludo, a inflamação pode ser causada pelo da inflamação e aceleração no processo de reparação tecidual, pode ser
contato com substâncias químicas (dermatite de contato, irritativa ou alérgica), considerada uma alternativa na redução e controle da inflamação.
radiação solar ou ser parte da fisiopatologia de disfunções capilares e/ou
cutâneas, como a psoríase, a dermatite seborreica, a alopecia androgenética, a DRENAGEM LINFÁTICA MANUAL
alopecia areata e as alopecias cicatriciais. Com incidência crescente, a
inflamação neurogênica, oriunda do estresse psicoemocional, causa alterações O objetivo principal da DLM é direcionar e aumentar o fluxo linfático, desta
forma promovendo diminuição mais rápida do excesso de liquido intersticial
no funcionamento dos folículos pilosos. São sinais e sintomas da inflamação no
(edema) com consequente melhoria da oxigenação e da nutrição celular, além
couro cabeludo o eritema, a dor, a ardência e a sensação de pinicação.
do aumento da circulação sanguínea. A redução do edema favorece a redução
Independente da etiologia, a inflamação perifolicular favorece a progressão e/ou
da inflamação (COSTA e MEIJA, apudRIBEIRO, 2000).
início de alopecias.
Os cuidados dos pacientes com inflamação no couro cabeludo podem ser A drenagem linfática manual é uma
feitos por uma equipe multidisciplinar, onde o médico é usualmente o responsável massagem realizada de forma leve, suave, lenta
pelo diagnóstico e orientação medicamentosa. O terapeuta capilar é o e rítmica cujo objetivo é conduzir a linfa para os
profissional que, uma vez qualificado para tal, auxiliará no tratamento de linfonodos, potencializando e otimizando o
disfunções do couro cabeludo e dos fios de cabelo, sendo peça chave no cuidado sistema linfático e a circulação sanguínea,
do paciente com inflamação no couro cabeludo, através do uso de estratégias contribuindo para a redução do edema.
terapêuticas como o laser de baixa potência (LBP), a microcorrente (MC), a
drenagem linfática manual (DLM) e os óleos essenciais.
ÓLEOS ESSENCIAIS
OBJETIVO Dentre as propriedades dos óleos essenciais destacam-se as ações
antioxidante, anti-inflamatório, antimicrobiano e vasodilatador. O uso de óleos
Este trabalho objetiva revisar na literatura técnicas e/ou recursos não-
essenciais apresenta potencial como modulador do cenário inflamatório de
medicamentosos para o controle e abrandamento da inflamação no couro cabeludo.
disfunções do couro cabeludo.
Um estudo realizado para avaliar a
METODOLOGIA eficácia do óleo essencial de Nigella sativa
(cominho preto) como tratamento para o
A pesquisa refere-se a um estudo de revisão de literatura, em que foram eflúvio telógeno agudo. Os resultados
mostraram melhoras significativas em 70%
selecionados artigos em português e inglês, abrangendo publicações datadas entre
dos pacientes, aumento da densidade e
os anos de 2000 e 2017, dos bancos de dados: SciELO, LILACS e Medline e Google espessura dos fios, e redução da inflamação
Acadêmico. Os recursos descritos são microcorrentes (MC), laser de baixa potência A timoquinona, tem capacidade de inibir mediadores pró-inflamatórios tais
(LBP), drenagem linfática manual(DLM), e uso de óleos essenciais. como a ciclo-oxigenases e prostaglandinas. (ROSSI et al, 2013).

REVISÃO DA LITERATURA CONSIDERAÇÕES FINAIS


LASER DE BAIXA POTÊNCIA A associação do uso de técnicas de drenagem linfática manual, laser de
baixa potência e os óleos essenciais é promissora visando à redução da
A literatura apresenta como possibilidade de
inflamação, pois, somada às propriedades antinflamatórias dos óleos e do laser
mecanismo de ação em humanos a absorção do LBP por
de baixa potência, a DLM promove a redução do edema através do
cromóforos intramitocondriais que promoveria a
direcionamento da linfa para o sistema linfático.
dissociação de óxido nítrico deste complexo, resultando As técnicas estudadas neste trabalho possuem propriedades anti-
em aumento de atividade enzimática, transporte de inflamatórias e, por isso, representam uma possibilidade de tratamento
elétrons, produção de adenosina trifosfato (ATP), complementar para aliviar o desconforto e melhorar a condição do tecido,
de oxigênio (radicais livres) e indução de fatores de transcrição que desencadeiam sendo utilizadas pelo terapeuta capilar como recurso no tratamento de quadros
uma cascata de eventos celulares que levam à síntese de proteínas. Estas proteínas inflamatórios.
são responsáveis pelo aumento da proliferação e migração celular, modulação nos
níveis de citocinas, fatores de crescimento e mediadores inflamatórios, além de REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
melhorar a oxigenação tecidual. AVCI, P. et al. Low-level laser (light) therapy (LLLT) for treatment of hair loss. Lasers Surg Med.
Algumas das aplicações da terapia com LBP incluem regeneração tecidual, 2014;46:144-151.
KEDE, M. P. V.; SABATOVICH, O.. Dermatologia Estética: Revista ampliada. Ed. Atheneu: São
redução da inflamação e alívio da dor. Paulo. 2 ed. 2009.
Na imagem ao lado observa-se a aplicação de laser de baixa potência 655 nm em SONNEWEND, D. et al. O efeito da radiação infravermelho longo e microcorrentes sobre o
couro cabeludo. processo de reparação de feridas em ratos. São José dos Campos. 2004.

Você também pode gostar