Você está na página 1de 61

PROJETO PEDAGÓGICO

BACHARELADO EM ENGENHARIA CIVIL

DOCUMENTO INTEGRANTE DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO


INSTITUCIONAL DA FAVIP

QÜINQÜÊNIO 2007-2012

Caruaru
Maio, 2010.
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO ................................................................................................................. 4
A Engenharia Civil como Indutora de Desenvolvimento ................................................................ 4
Justificativa para implantação do curso na região ........................................................................ 5
Concepção do Curso ...................................................................................................................... 5
Mercado de Trabalho na Região .................................................................................................... 7

1. A INSTITUIÇÃO ........................................................................................................... 8
1.1. Inserção do Curso nas políticas constantes no PDI da FAVIP ................................................ 9
1.2. Instalações Físicas ................................................................................................................. 9
1.2.1. Salas de Aula .................................................................................................................. 11
1.2.2. Instalações Administrativas e Controle Acadêmico ........................................................ 11
1.2.3. Instalações para Docentes ............................................................................................. 12
1.2.4. Instalações para as Coordenações dos Cursos ............................................................... 13
1.2.5. Biblioteca ....................................................................................................................... 13
1.2.6. Laboratórios de Informática ........................................................................................... 13
1.2.7. Área de Convivência ....................................................................................................... 14
1.2.8. Infra-Estrutura de Alimentação e Serviços ..................................................................... 14
1.2.9. Instalações Sanitárias .................................................................................................... 14
1.2.10. Infra-estrutura de Segurança ......................................................................................... 14
1.2.11. Condições de Acesso para Portadores de Necessidades Especiais .................................. 15

2. INFORMAÇÕES GERAIS DO CURSO ...................................................................... 17


2.1. Contextualização do Curso na região ................................................................................... 17
2.2. Premissas para Concepção do PPC de Engenharia Civil ........................................................ 17
2.3. Dados do Curso .................................................................................................................... 18
2.4. Número de Vagas ................................................................................................................. 19
2.5. Objetivos do Curso ............................................................................................................... 19
2.5.1. Objetivo Geral ................................................................................................................ 19
2.5.2. Objetivos específicos ...................................................................................................... 20
2.6. Perfil do Egresso .................................................................................................................. 21
2.7. Ética Profissional ................................................................................................................. 23

3. PRÁTICAS DIDÁTICAS E PEDAGÓGICAS DO CURSO .......................................... 25


3.1. Métodos de ensino-aprendizagem........................................................................................ 25
3.2. Práticas Formais de Avaliação do Ensino ............................................................................. 26
3.3. Recuperação ........................................................................................................................ 27
3.4. Avaliação do Curso............................................................................................................... 27
3.4.1. Avaliação Interna ........................................................................................................... 27
3.4.2. Avaliação Externa ........................................................................................................... 29
3.5. Programas de Apoio e Atendimento aos Discentes .............................................................. 29

4. ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ................................................................................ 32


4.1. Subáreas de Formação e Coordenação das Subáreas ........................................................... 34
3
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

4.2. Grade Curricular .................................................................................................................. 36

5. ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES ................................................. 40


5.1. Programas de Monitoria discente e de nivelamento de conteúdo disciplinar ........................ 40
5.2. Atividades Extracurriculares ................................................................................................ 41
5.3. Iniciação Científica e Pesquisa ............................................................................................. 42
5.4. Projetos de Extensão e Responsabilidade Social .................................................................. 43
5.5. Estágio Supervisionado e Prática profissional ...................................................................... 44
5.6. Trabalho de Conclusão de Curso .......................................................................................... 45

6. RECURSOS HUMANOS ............................................................................................ 47


6.1. Corpo Docente – Composição, Titulação e Regime de Trabalho............................................ 47
6.2. Coordenação do Curso ......................................................................................................... 48
6.2.1. Titulação e Regime de Trabalho do Coordenador ............................................................ 49
6.2.2. Gestão do Curso ............................................................................................................. 49
6.3. Colegiado do Curso .............................................................................................................. 51
6.4. Núcleo Docente Estruturante - Composição, Titulação e Regime de Trabalho ...................... 52

7. INFRAESTRUTURA DE LABORATÓRIOS ............................................................... 54


7.1. Ciências Básicas – Laboratório de Informática .................................................................... 54
7.2. Ciências Básicas – Laboratório de Física Experimental ........................................................ 54
7.3. Ciências Básicas – Laboratório de Química Experimental..................................................... 55
7.4. Engenharia Aplicada – Laboratório de Fenômenos de Transporte e Hidráulica .................... 56
7.5. Engenharia Aplicada – Laboratório de Eletrotécnica ............................................................ 56
7.6. Engenharia Aplicada – Laboratório de Mecânica dos Solos .................................................. 56
7.7. Engenharia Aplicada – Laboratório de Tecnologia e Materiais de Construção ...................... 57
7.8. Engenharia Aplicada – Laboratório de Topografia e Materiais Betuminosos......................... 58

ANEXOS ........................................................................................................................ 60

Ementas das disciplinas


Manual de Estagio e TCC
Regulamento de TCC

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
4
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

IIn
nttrrooddu
uççããoo

O presente documento tem como objetivo descrever o Projeto Pedagógico do Curso


(PPC) de Engenharia Civil da Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP, tendo em vista a
elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Instituição, tendo em
vista o atendimento das exigências do MEC, contidas nas diretrizes para oferta de ensino
superior no país.

Este documento substitui o PPC anterior, datado de abril de 2005. Sua configuração
obedece às exigências da Diretriz Curricular Nacional dos cursos de Engenharia,
publicado no Parecer CNE/CES 1.362 de 12/12/2001 e complementado pela Resolução
CNE/CES 11 de 11/03/2002.

Além disso, este Projeto Pedagógico atende ao que preceitua a Resolução CNE/CES 02
de 18/07/2007, que dispõe sobre a carga horária mínima e procedimentos relativos à
integralização e duração dos cursos de graduação, bacharelados, na modalidade
presencial.

A Engenharia Civil como Indutora de Desenvolvimento


A Engenharia Civil é uma das profissões mais antigas e requisitadas pela sociedade, até
por razões de sobrevivência do homem, o que, de forma natural, levou o curso de
Engenharia Civil a ser o precursor na maioria das Instituições de ensino superior e, mais
particularmente, nas chamadas Escolas Politécnicas ou escolas de engenharia.

A Engenharia Civil é o ramo da Engenharia que atua em áreas como: planejamento,


projeto, execução de estruturas e de estradas, gerenciamento de recursos hídricos e
saneamento básico, geotecnia e planejamento de transportes. Projeta o meio ambiente
propício à pessoa humana, procurando dar solução aos problemas de organização do
espaço físico; cria, projeta e organiza construção de edifícios comerciais e industriais,
adequando-os ao meio ambiente e às condições culturais, sociais e econômicas de uma
comunidade; encarrega-se do planejamento, construção e supervisão de pontes e
túneis, do transporte, do saneamento básico e outras instalações; planeja uma

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
5
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

construção com todas as suas minúcias. Participa de projetos de industrialização de


objetos e mobiliário assim como projetos de programação visual e produção gráfica.

Justificativa para implantação do curso na região


Com a oferta de Engenharia Civil, a FAVIP busca oferecer à comunidade um curso de
qualidade, atualizado, que tem como meta formar Engenheiros Civis aptos para o
mercado profissional atual e futuro e para a participação no desenvolvimento da
sociedade.

Neste contexto, a criação do Curso de Engenharia Civil na região, vai suprir uma
demanda até então reprimida de pessoas que gostariam de se dedicar ao exercício
profissional da engenharia civil, mas não tinham oportunidade pela falta de um Curso
específico e local. Desta maneira, a implantação do Curso de Engenharia Civil
representa, além dessa questão, uma alternativa para a melhoria do padrão de
qualidade do profissional existente atualmente, uma vez que um maior número de
técnicos especializados no mercado contribuirá na difusão de novos conhecimentos,
procedimentos, práticas e padrões arquitetônicos, pela concorrência mantida entre os
técnicos e empresas especializadas na área.

Concepção do Curso
Este projeto de curso se fundamenta em uma tendência que já vem sendo adotada em
outros países, como os asiáticos, europeus e norte-americanos, em particular pela
ABET–Accreditation Board for Engineering and Technology, dos Estados Unidos, e que
leva em conta o caráter único do curso de engenharia que engloba dezenas de
habilitações. Nestas condições, ao invés de procurar estabelecer critérios de qualidade
específicos para cada habilitação, o que seria uma tarefa de proporções monumentais,
ela se concentra nos atributos comuns, esperados de todo profissional de engenharia e,
a partir deles, desce aos níveis das exigências acadêmicas, que são:
 Contribuir para que os graduados na habilitação estejam adequadamente
preparados para o ingresso na pratica da engenharia;
 Estimular o aprimoramento do ensino de engenharia;

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
6
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

 Encorajar o desenvolvimento de abordagens inovadoras para o ensino de


engenharia;
 Identificar para o público os índices de qualidade da habilitação.

Os graduados em engenharia da FAVIP devem demostrar:


a. Capacidade para aplicar conhecimento de matemática, ciências e
engenharia;
b. Capacidade para projetar e conduzir experimentos, assim como
analisar e interpretar resultados;
c. Capacidade para projetar um sistema, componente ou processo para
atender a determinados requisitos;
d. capacidade para atuar em equipes multi-disciplinares;
e. capacidade para identificar, formular e resolver problemas de
engenharia;
f. compreensão da ética e responsabilidade profissional;
g. capacidade para comunicar-se efetivamente (por escrito, oral e
graficamente);
h. uma educação ampla, necessária para entender o impacto das
soluções da engenharia no contexto social e ambiental;
i. a convicção da necessidade do engajamento no processo de
aprendizagem permanente;
j. capacidade para usar técnicas e ferramentas modernas para o exercício
da prática da engenharia.

Neste contexto, o Curso de Engenharia Civil da Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP,


em sua estrutura curricular, busca atender às necessidades fundamentais da formação
do engenheiro por meio do funcionamento de um Curso que contempla a produção de
conhecimentos essenciais para a qualificação do profissional, permitindo um amplo
enfoque.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
7
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Mercado de Trabalho na Região


Até a criação do Curso em Caruaru, um número bastante reduzido de estudantes tinha a
oportunidade de sair do município para estudar Engenharia Civil. Desta forma, o
mercado de trabalho para o profissional em Caruaru e na Região da Zona do Agreste de
Pernambuco ainda está por ser explorado, pois, a maioria dos engenheiros atua na
cidade de Recife, existindo demanda potencial por mão-de-obra qualificada nos
municípios do interior do Estado de Pernambuco, praticamente inexplorado.

Diante do número reduzido de engenheiros civis locais no mercado de trabalho da região


e da série de campos de atuação para o profissional de engenharia, mais uma vez pode-
se afirmar as possibilidades diante de um mercado potencial, que irá contribuir para a
melhoria da qualidade, do padrão técnico e tecnológico das edificações e, com isso, da
melhoria da qualidade de vida. Acrescendo que este profissional deverá estar apto, não
somente para atender ao mercado de trabalho local, mas também, o global.

Portanto, serão os engenheiros egressos da primeira turma de engenharia civil da FAVIP


que terão inicialmente, a missão de explorar esse mercado até, então, muito restrito.
Sabendo-se que existem apenas 45 engenheiros civis inscritos no Conselho Regional de
Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA-PE/Caruaru), em uma região com uma
população de aproximadamente 1.430.000 habitantes, isso representa a existência de
um potencial latente de trabalho, tanto para o exercício da profissão no setor privado,
quanto no setor público para atender as carências de caráter social no interior do
estado, na Zona do Agreste e na capital, a partir das possibilidades de frentes de
trabalho direcionadas para essa área.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
8
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

1
1.. A
A IIn
nssttiittu
uiiççããoo

A FAVIP iniciou suas atividades educacionais em 10 de setembro de 2001 oferecendo


para a comunidade de Caruaru e regiões circunvizinhas, 03 (três) cursos de graduação:
Administração Geral – Habilitação em Gestão de Negócios; Comunicação Social –
Habilitação em Publicidade e Propaganda; Turismo – Habilitação em Planejamento e
Administração do Turismo.

Em 2002 a oferta foi ampliada mediante a implantação de 03 (três) novos cursos de


graduação e uma nova habilitação para o curso de Comunicação, todos devidamente
autorizados pelo Ministério da Educação: Ciências Contábeis; Ciências Econômicas;
Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo.

Contando com cerca de 1.500 alunos de graduação, em 2003, a Faculdade do Vale do


Ipojuca – FAVIP iniciou suas atividades no campo da pós-graduação, oferecendo os
seguintes cursos: MBA em Gestão Empresarial e Especialização em Auditoria Fisco-
Contábil.

Dando continuidade ao seu processo de expansão, conforme previsto no Plano de


Desenvolvimento Institucional (PDI), em 2004 é iniciado o curso de Direito. Em 2005 são
oferecidos os cursos de Administração – Habilitação em Sistemas de Informação,
Nutrição e Psicologia. Em 2006 inicia-se a oferta do curso de Engenharia Civil. Neste
mesmo ano, a Instituição obteve a autorização para o funcionamento e passou a contar
tambem com o curso de Arquitetura e Urbanismo.

Hoje a FAVIP conta com 12 cursos de graduação: Adminstração, Arquitetura e


Urbanismo, Ciências Contábeis, Ciencias Econômicas, Direito, Enfermagem, Engenharia
Civil, Jornalismo, Nutrição, Psicologia, Publicidade e Propaganda e o curso de Turismo;
além de diversos cursos de pós-graduação latu-sensu, incluindo os MBA em diversas
áreas relacionadas ao aperfeiçoamento dos processos de gestão.

Em março de 2009 a FAVIP contava com aproximadamente 4.500 alunos, tendo ofertado
1520 vagas para entrada no seu último Vestibular.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
9
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

1.1. Inserção do Curso nas políticas constantes no PDI da FAVIP


As políticas institucionais implantadas pelo Curso baseiam-se no Plano de
Desenvolvimento Institucional (PDI) da FAVIP e apresentam integração entre a gestão
institucional e a gestão do curso.

A FAVIP, enquanto instituição educacional de Ensino Superior (IES) tem como missão
produzir e difundir o conhecimento nos diversos campos do saber, por meio do ensino,
da pesquisa e da extensão, indissociavelmente articulados; contribuindo para a formação
dos recursos humanos que são o ponto fundamental para o desenvolvimento econômico
e social do Agreste Pernambucano.

As atividades educacionais da Instituição são promovidas visando o pleno


desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação
para o mercado de trabalho.

Desta forma e, de acordo com as premissas educacionais constantes no PDI que norteou
sua concepção, o Curso de Engenharia Civil da FAVIP tem como objetivo principal
oferecer aos alunos da região a possibilidade de desenvolver suas capacidades e ampliar
seu conhecimento, além de transmitir o ensinamento de conteúdos específicos. Tudo
isso, de forma que os egressos possam contribuir com o desenvolvimento regional e,
conseqüentemente, com a melhoria da qualidade de vida da sociedade do Agreste de
Pernambuco.

A busca pela ampliação dos conhecimentos (gerais, específicos ou técnicos/profissionais)


é a ferramenta que abre a mente do ser humano e o faz exercer sua cidadania de forma
plena. Sendo assim, entendemos que o aluno que evolui a sua capacidade de raciocínio
aprende a pensar e interpreta as situações em busca das inúmeras soluções possíveis
para um mesmo problema.

1.2. Instalações Físicas


A atual estrutura física da FAVIP contempla uma área construída de 13.304,00 m² (treze
mil, trezentos e quatro metros quadrados) e está situada na Avenida Adjar da Silva Casé,

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
10
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

nº 800, bairro de Indianópolis, uma das zonas de expansão urbana de Caruaru, ao lado
do Shopping da Cidade, no qual está implantada a Área Administrativa e a Biblioteca da
FAVIP. Todo o estacionamento do referido Centro de Compras também está a serviço da
Faculdade.

O terreno destinado a FAVIP possui área total de 36.109,00 m² (Trinta e seis mil, cento
e nove metros quadrados) aproximadamente e está inserido em área própria, que
engloba os Blocos A, B e C. Possui acesso direto pela BR 232, através do Anel Viário
Deputado José Liberato e da Avenida Adjar da Silva Casé, que a interliga não só ao
tecido urbano de Caruaru, como a todas as outras cidades vizinhas. No entorno ainda
existem poucas construções e legalmente se caracteriza pela possibilidade de
implantação de qualquer empreendimento comercial e de serviços. A tabela abaixo
resume os quantitativos dos espaços físicos disponível na instituição

Tabela 1 – Infra-estrutura disponível

ITEM QUANT ÁREA

Blocos de sala de aula (‘A’, ‘B’ e ‘C’) 03 13.304m²

Salas de aula (58m²) 92 5.162m²

Banheiros para alunos (masc e fem) com


06 boxes individuais cada, sendo um 12
adaptado para deficiente

Reprografia 01 100m²

Biblioteca (18.000 títulos) 01

Cantina/Lanchonete 01

Laboratórios 30

Os números encontram-se detalhados no documento do PDI, onde se podem observar


as especificações individuais dos laboratórios e das salas. Em virtude da contínua
expansão, esses números são atualizados constantemente.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
11
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

1.2.1. Salas de Aula


As salas de aula são bem dimensionadas, dotadas de isolamento acústico, iluminação,
ventilação, mobiliário e aparelhagem específica, atendendo a todas as condições de
salubridade. No total, são 92 salas de aula e 30 laboratórios das diversas áreas, divididos
em três prédios, chamados Blocos ‘a’, ‘b’ e ‘c’. No bloco ‘a’ são 32 salas com 79,80m2, no
bloco ‘b’ são 32 salas com 59m2 cada e no bloco ‘c’ 28 salas com 63,20m2, 01 sala com
126,4m2 e 2 auditórios com 189,60m2 cada um.

Ressalta-se que todos os blocos da IES obedecem às normas de acessibilidade,


possuindo rampas e elevadores para acesso aos andares dos portadores de
necessidades especiais.

1.2.2. Instalações Administrativas e Controle Acadêmico


As instalações administrativas são bem dimensionadas, dotadas de isolamento acústico,
iluminação, ventilação, mobiliário e aparelhagem específica, atendendo a todas as
condições de salubridade, visando garantir o pleno desenvolvimento das atividades
administrativas. A FAVIP possui instalações compatíveis com sua estrutura organizacional
e necessidade administrativa.

A organização do controle acadêmico segue as normas regimentais estabelecidas. O


órgão central de desempenho das atividades acadêmico-administrativas é a Secretaria. O
sistema de matrícula, trancamento, freqüência, notas, aprovação e reprovação, bem
como os demais procedimentos de secretaria contam com sistema de informação
apropriado, o RM Sistemas. O sistema informatizado garante a confiabilidade e a
eficiência necessária para atender tanto ao corpo docente quanto ao discente. O aluno,
com o conforto adequado, tem acesso a sua matrícula e às informações de notas
acessando a rede de qualquer computador ou em sua própria residência, bastando para
isso o uso do número de sua matrícula e a senha por ele cadastrada.

A secretaria é o órgão de apoio ao qual compete centralizar todo o movimento escolar e


administrativo da Instituição e é dirigida por uma Líder da secretária, que trabalha sob a
coordenação do Diretor Acadêmico.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
12
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

A líder da secretaria tem sob sua guarda todos os livros de escrituração escolar,
arquivos, prontuários dos alunos e demais assentamentos em livros fixados pelo
Regimento e pela legislação vigente.

São atribuições da Secretária Geral (Líder do setor): chefiar a Secretaria fazendo a


distribuição eqüitativa dos trabalhos aos seus auxiliares, para o bom andamento dos
serviços; comparecer às reuniões do Conselho Superior, secretariando-as e lavrando as
respectivas atas; abrir e encerrar os termos referentes aos atos escolares, submetendo-
os à assinatura do Diretor; organizar os arquivos e prontuários dos alunos, de modo que
se atenda, prontamente, a qualquer pedido de informação ou esclarecimentos de
interessados ou direção da Faculdade; redigir editais de processo seletivo e elaborar as
listas de chamadas para exames e matrículas; publicar, de acordo com este regimento, o
quadro de notas de aproveitamento de provas, dos exames e a relação de faltas, para o
conhecimento de todos os interessados; trazer atualizados os prontuários dos alunos e
professores; organizar as informações da direção da faculdade e exercer as demais
funções que lhe forem confiadas.

1.2.3. Instalações para Docentes


A sala de professores está instalada em uma área de 115,24 m2 (recepção e área de
estudos), dotada de isolamento acústico, iluminação, ventilação, mobiliário e
aparelhagem específica, atendendo a todas as condições de salubridade. Lá são
disponibilizados computadores com acesso a internet (com e sem fio) e apoio
administrativo para todas as necessidades dos docentes, que conta com uma secretária
e um assistente para dar suporte às necessidades dos professores. Exemplos deste
suporte são as impressões prévias de provas, trabalhos e ações para providência de
equipamentos de apoio para aulas, caso de retroprojetores, datashows, etc.

A sala de reuniões acomoda 150 pessoas e atende a todas as condições de salubridade.


Neste espaço, alem das reuniões, são realizados eventos, exposições e outras atividades.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
13
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

1.2.4. Instalações para as Coordenações dos Cursos


As Coordenações dos Cursos contam com salas próprias. Todas estas salas são dotadas
de isolamento acústico, iluminação, ventilação, mobiliário e aparelhagem específica,
atendendo a todas as condições de salubridade. O detalhamento mais específico das
instalações físicas e gabinetes para professores relativos ao Curso de Engenharia Civil
estará descrito adiante no corpo deste PPC.

1.2.5. Biblioteca
A biblioteca da FAVIP possui 41.768 obras e é aberta à comunidade externa para
consultas em geral. Mas, apenas alunos, professores e funcionários podem solicitar
empréstimo de material do acervo. O empréstimo domiciliar pode ser efetuado apenas
após a inscrição na biblioteca. A inscrição é feita na hora com atualização dos dados
cadastrais e informações vindas da Secretaria Acadêmica. O prazo de empréstimo
domiciliar de livros para alunos é de 07 (sete) dias. Os alunos podem retirar 03 (três)
livros e renovar o título enquanto o mesmo não estiver em reserva, ficando esta
disponível por 24 horas. Professores e funcionários podem retirar até 10 (dez) livros por
um período de 14 dias e, também, podem renová-los enquanto não estiverem na
reserva, inclusive de forma remota.

1.2.6. Laboratórios de Informática


Os alunos têm acesso aos equipamentos de informática para desenvolverem pesquisas e
preparar materiais necessários para melhor desempenho de suas atividades acadêmicas.
Os equipamentos estão disponíveis na biblioteca e nos laboratórios de informática. A
biblioteca oferece microcomputadores para consulta ao acervo e pesquisa na Internet.

A Faculdade conta com 03 (quatro) laboratórios de informática que atendem a alunos e


professores. Estes Laboratórios estão instalados em área total de 57,13 m2 cada e
situados no 3º andar do Bloco B. Os equipamentos disponibilizados encontram-se
interligados em rede e com acesso à Internet. A seguir, são descritos os Laboratórios de
Informática da FAVIP.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
14
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Os alunos têm a sua disposição:

 LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA I - Sala com 57,13 m², climatizada, com


mobiliário próprio e tombado por sistema eletrônico.

 LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA II - Sala com 57,13 m², climatizada, com


mobiliário próprio e tombado por sistema eletrônico. Sistema Operacional
Windows XP Professional

 LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA III - Sala com 57,13 m², climatizada, com


mobiliário próprio e tombado por sistema eletrônico.

Os laboratórios funcionam nos seguintes horários: TARDE: 14h às 17h (segunda a


sexta)/ NOITE: 19h às 22h.

1.2.7. Área de Convivência


A FAVIP dispõe de uma convivência para os alunos, com infra-estrutura para dar apoio a
qualquer evento da Instituição que precise expor quiosques, banners e balcões de
atividades práticas.

1.2.8. Infra-Estrutura de Alimentação e Serviços


Há infra-estrutura de alimentação e os serviços são terceirizados. Localiza-se defronte à
área de convivência da IES no Bloco C.

1.2.9. Instalações Sanitárias


As instalações sanitárias são limpas, de fácil acesso e compatíveis com o número dos
usuários. Estão adaptadas aos portadores de necessidades especiais.

Cada andar da IES comporta uma bateria de banheiros que corroboram com as
indicações acima apresentadas.

1.2.10. Infra-estrutura de Segurança


A FAVIP conta com infra-estrutura de segurança pessoal, patrimonial e de prevenção de
incêndio e de acidentes de trabalho.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
15
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

1.2.11. Condições de Acesso para Portadores de Necessidades


Especiais
Foram criados seis acessos ao interior da Faculdade. Na entrada principal, além da
escada, há uma rampa para acesso de portadores de deficiência física e uma interligação
entre os blocos e o estacionamento. Os acessos laterais facilitam o fluxo direto do
usuário aos andares superiores, por localizarem-se um ao lado da rampa e o outro ao
lado da escada.

É possível chegar a qualquer ambiente do complexo conduzindo uma cadeira de rodas


por meio de rampas com inclinação de 10% (para os Blocos A e B, onde funcionam as
atividades do Curso de Administração) e atravessando portas de 90cm (noventa
centímetros) de largura. A Faculdade oferece condições apropriadas de acesso e
equipamentos para receber usuários portadores de necessidades especiais. Além de
bebedouros e telefones públicos, os W.C.’s contém cabines e lavatórios especiais para
deficientes físicos. A disposição dos elementos de circulação vertical (rampa, escada), se
dá de forma oposta nas extremidades do complexo a fim de facilitar a acessibilidade dos
alunos às dependências da Instituição, e um possível esvaziamento rápido em caso de
emergência.

Em relação aos alunos portadores de deficiência visual, a FAVIP está comprometida,


caso seja solicitada, desde o acesso até a conclusão do curso, a proporcionar sala de
apoio contendo: máquina de datilografia braille, impressora braille acoplada a
computador, sistema de síntese de voz;·gravador e fotocopiadora que amplie textos;
acervo bibliográfico em fitas de áudio; software de ampliação de tela; equipamento para
ampliação de textos para atendimento a aluno com visão subnormal; lupas, réguas de
leitura; scanner acoplado a computador; acervo bibliográfico dos conteúdos básicos em
braille.

Em relação aos alunos portadores de deficiência auditiva, a FAVIP está igualmente


comprometida, caso seja solicitada, desde o acesso até a conclusão do curso, a
proporcionar intérpretes de língua de sinais, especialmente quando da realização de
provas ou sua revisão, complementando a avaliação expressa em texto escrito ou

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
16
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

quando este não tenha expressado o real conhecimento do aluno; flexibilidade na


correção das provas escritas, valorizando o conteúdo semântico; aprendizado da língua
portuguesa, principalmente, na modalidade escrita, (para o uso de vocabulário
pertinente às matérias do curso em que o estudante estiver matriculado); materiais de
informações aos professores para que se esclareça a especificidade lingüística dos
surdos.

Além dos equipamentos já citados, recentemente, foram instalados 02 elevadores para


facilitar o acesso de pessoas com limitação de locomoção.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
17
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

2
2.. IIn
nffoorrm
maaççõõeess G
Geerraaiiss ddoo C
Cuurrssoo

2.1. Contextualização do Curso na região


Antes da implantação do Curso da FAVIP, a engenharia civil era exercida em Caruaru por
profissionais graduados em Instituições situadas no Estado de Pernambuco, sobretudo
oriundos da UNICAP, Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco – POLI/UPE ou
da Universidade Federal de Pernambuco, por serem as opções viáveis onde os
pernambucanos podiam, até então, realizarem seu curso superior em engenharia civil.

A consolidação da FAVIP e o atendimento à reivindicação da comunidade na abertura do


curso de engenharia civil tiveram efeito com a primeira oferta de vagas no Vestibular de
2005, com a entrada, nesse mesmo ano, de 120 (cento e vinte) alunos, distribuídos em
três turmas de 40 (quarenta) para cada semestre, para os quais, a metodologia e o
currículo procuram se enquadrar ao mercado de Caruaru, da forma mais adequada e
próxima possível.

2.2. Premissas para Concepção do PPC de Engenharia Civil


A base legal do curso está fundamentada nas Diretrizes Curriculares do Curso de
Engenharia Civil, da SESu/MEC. A base adotada mostra o desafio que se apresenta ao
ensino de engenharia no Brasil, para um novo cenário mundial, que demanda o uso
intensivo da ciência e tecnologia e exige profissionais altamente qualificados. O próprio
conceito de qualificação profissional vem se alterando, com a presença cada vez maior
de componentes associados às capacidades de coordenar informações, interagir com
pessoas, interpretar de maneira dinâmica a realidade.

O novo engenheiro deve ser capaz de propor soluções que sejam, não apenas
tecnicamente corretas. Ele deve ter a ambição de considerar os problemas em sua
totalidade, em sua inserção numa cadeia de causas e efeitos de múltiplas dimensões,
sem privilegiar simplesmente a acumulação de conteúdos como sendo a garantia para a
formação de um bom profissional.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
18
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

As tendências atuais vêm indicando na direção de cursos de graduação com estruturas


flexíveis, permitindo que o futuro profissional a ser formado tenha mais opções em áreas
de atuação, articulação permanente com o campo de atuação do profissional, base
filosófica com enfoque na competência, abordagem pedagógica centrada no aluno,
ênfase na síntese e na multidisciplinaridade, preocupação com a valorização do ser
humano e preservação do meio ambiente, integração social e política do profissional,
forte vinculação entre teoria e prática, além de grandes possibilidades de articulação
com a pós-graduação.

Nessa proposta de Diretrizes Curriculares, o antigo conceito de currículo, entendido


como grade curricular que formaliza a estrutura de um curso de graduação, foi
substituído por um conceito bem mais amplo, que pode ser traduzido pelo conjunto de
experiências de aprendizado que o estudante incorpora durante o processo participativo
de desenvolver um programa de estudos coerentemente integrado, que pode ser
traduzido por uma forma de aprendizado baseada na interdisciplinaridade, também
suportada por atividades de pesquisa e extensão que a complementem.

2.3. Dados do Curso


NOME DO CURSO:
Curso de Engenharia Civil
HABILITAÇÃO:
Bacharelado em Engenharia Civil
DATA DE IMPLANTAÇÃO DO CURSO:
Fevereiro de 2006.
REGIME ACADÊMICO:
O regime adotado é o da periodização semestral. Cada período tem
duração de 100 (cem) dias letivos.
TURNO DE FUNCIONAMENTO:
Noite e Sábado (Manhã).
REGIME DE MATRÍCULA:
Semestral

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
19
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

2.4. Número de Vagas


O numero de vagas ofertado pelo curso busca conciliar o atendimento à demanda
regional, a capacidade de absorção da infra-estrutura da IES e a carga horária dos
professores. A autorização de funcionamento permite a oferta de 120 vagas anuais.
Inicialmente, nos anos de 2006, 2007 e 2008 foram oferecidas 100 vagas de vestibular,
distribuídas em uma entrada (Fevereiro) de duas turmas de 50 alunos. A partir de 2009,
as 120 vagas foram disponibilizadas para a comunidade, sobretudo pelo incremento na
procura para o curso, o que creditamos à boa repercussão sobre sua qualidade junto ao
meio externo, tanto acadêmico, como a sociedade em geral.

As aulas são oferecidas aos alunos em horário noturno, de segunda a sexta das 19-22hs
e aos sábados pela manhã, das 07-12hs, onde são ministrados, preferencialmente os
conteúdos das disciplinas que possuem aulas práticas.

2.5. Objetivos do Curso


O Curso de Engenharia Civil da FAVIP atende aos objetivos propostos e expressa
compromissos institucionais em relação ao ensino, pesquisa e extensão.

Os objetivos foram concebidos sempre alinhados aos preceitos contidos nas orientações
do MEC:

 Diretriz Curricular Nacional dos cursos de Engenharia, publicado no Parecer


CNE/CES 1.362 de 12/12/2001 e complementado pela Resolução CNE/CES 11 de
11/03/2002;

 Resolução CNE/CES 02 de 18/07/2007, que dispõe sobre a carga horária mínima


e procedimentos relativos à integralização e duração dos cursos de graduação,
bacharelados, na modalidade presencial.

2.5.1. Objetivo Geral


O objetivo geral do curso é formar Engenheiros para o exercício legal da profissão.
Profissionais com competências e habilidades para a percepção crítica da realidade
social, econômica, política e cultural não só regional (Agreste e interior do Nordeste),
mas integrando esta visão a um contexto global. Ou seja, aqueles que fazem o curso

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
20
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

deverão sempre buscar a forma de entender às necessidades da sociedade. Assim, irá


oferecê-la Egressos que atendam aos anseios de provimento destas demandas. No caso
específico dos engenheiros egressos, eles deverão ser capazes de prover as
necessidades de infra-estrutura, que dão suporte ao crescimento sustentável da Nação,
sempre nos princípios da ética, legislação profissional, bem como atendendo aos critérios
de responsabilidade social e com o meio ambiente.

Para que os objetivos sejam atendidos, a coordenação, o colegiado do curso, o NDE


(Núcleo Docente Estruturante) e os docentes trabalham em conjunto aplicando as
seguintes premissas:

 Promover a interpenetração dos conteúdos de Ciências Básicas e da Engenharia


com os conteúdos da Engenharia Aplicada – que implica em ensinar os conteúdos
individuais sempre contextualizando sua importância na formação do engenheiro
e como eles estão relacionados às outras disciplinas e áreas de formação
(interdisciplinaridade);

 Integrar o programa de estudos permitindo às distintas ênfases de formação, o


aprofundamento e a ampliação dos conhecimentos, atentando-se para a
necessidade de agregar à formação conteúdos de gerenciamento da produção;

 Atentar para o fato que o ensino está calcado em habilidades e competências e


que a aquisição mais eficiente destas, nem sempre acontece através do ensino
meramente expositivo em sala de aula, devendo ser complementado por
vivências práticas e exemplos bem sucedidos, como o caso de palestras de
profissionais da área, visitas técnicas, conhecimento de novas tecnologias, entre
outros.

2.5.2. Objetivos específicos


Alinhados aos princípios gerais e complementando-os, os objetivos específicos são:

 Fornecer ao estudante de engenharia formação técnica de alto nível para o


exercício profissional com atribuições para projetar, executar, administrar,
fiscalizar e pesquisar obras e serviços nos setores de Edificações, Saneamento,
Hidráulica, Transporte e Logística, além de assessorias e consultorias técnicas,
vistorias, perícias, avaliações, ou seja, viabilizar uma formação bastante diversa
dentro do campo do conhecimento profissional;

 Criar condições para que o aluno contribua na construção do conhecimento para


os diversos campos de atuação do profissional engenheiro;

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
21
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

 Iniciar os futuros engenheiros no universo da pesquisa, capacitando-os para dar


continuidade a sua formação em nível de pós-graduação, e dentro da filosofia da
educação continuada;

 Formar profissionais capazes de exercer um papel social em prol das


comunidades carentes, através do desenvolvimento de atividades de extensão
com trabalhos e pesquisas que envolvam conhecimentos da sua área específica
de formação;

 Formar engenheiros com massa crítica em relação ao espaço urbano construído


na cidade de Caruaru e região, com capacidade de intervir tecnicamente na
construção dos espaços;

 Formar engenheiros capazes de utilizar conhecimentos universais e específicos no


campo da engenharia enfatizando, entretanto, os aspectos culturais e técnicos,
locais e regionais.

2.6. Perfil do Egresso


A Civil é o ramo da Engenharia que atua em áreas como: planejamento, projeto,
execução de estruturas e de estradas, gerenciamento de recursos hídricos e saneamento
básico, geotecnia e planejamento de transportes. Ela projeta o meio ambiente propício à
pessoa humana, procurando dar solução aos problemas de organização do espaço físico;
cria, projeta e organiza construção de edifícios comerciais e industriais, adequando-os ao
meio ambiente e às condições culturais, sociais e econômicas de uma comunidade;
encarrega-se do planejamento, construção e supervisão de pontes e túneis, do
transporte, do saneamento básico e outras instalações; planeja uma construção com
todas as suas minúcias. Participa de projetos de industrialização de objetos e mobiliário
assim como projetos de programação visual e produção gráfica.

A FAVIP oferece à comunidade um curso de qualidade, atualizado e que tem como meta
formar Engenheiros Civis aptos para o mercado profissional atual e futuro e para a
participação no desenvolvimento da sociedade. Sua grade curricular está articulada em
torno de disciplinas obrigatórias e optativas, distribuídas em dez períodos semestrais e
que abarcam os núcleos de conteúdos básicos (que compreendem os princípios básicos
da Engenharia), de conteúdos profissionalizantes (que aplicam os conhecimentos básicos
no desenvolvimento tecnológico da Engenharia Civil) e de conteúdos específicos (que
moldam o perfil personalizado do estudante).

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
22
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Neste contexto, o profissional formado pelo Curso FAVIP deverá ter formação generalista
e ser capaz de atuar nas diversas áreas da engenharia civil: edificações, estradas,
sistema de transportes, sistema de abastecimento de água, sistema de
saneamento; portos, rios, canais, barragens e diques; drenagem e irrigação; grandes
estruturas, seus serviços afins e correlatos.

Outra característica a ser desenvolvida nos egressos do curso é a ética para o


desempenho da profissão, que converge para a capacitação técnica, humana, social e
ambiental, diante da necessidade de respostas às diversas realidades sociais,
econômicas e culturais, com o comprometimento constante perante a sociedade em que
atua. Desta forma, o Curso de Engenharia Civil busca enfatizar na formação profissional,
princípios éticos, que formem e desenvolva no estudante uma atitude de
responsabilidade tendo como princípios norteadores:

a. Constante preocupação com a qualidade de vida dos habitantes das cidades, de


todos os assentamentos humanos, independente da classe social;

b. Uso de tecnologias e inovações que respeitem as necessidades sociais, culturais e


estéticas da população;

c. Manutenção do equilíbrio ecológico e o desenvolvimento sustentável do ambiente


natural e construído;

d. Valorização da engenharia como patrimônio e responsabilidade de todos, e;

e. Valorização e manutenção do patrimônio histórico e cultural das cidades.

Dentre as Competências Específicas que buscamos desenvolver em nossos egressos, não


podemos deixar de citar o incentivo para inclinação ao empreendedorismo. Este perfil é
indispensável para os profissionais nos dias de hoje, mesmo para aqueles que irão seguir
carreiras técnicas como funcionários de outras empresas. Estas características devem ser
despertadas, de forma que os egressos se tornem pró-ativos, com iniciativa própria e
capacidade de identificar problemas e oportunidades e as diversas gamas de soluções
possíveis.

Apesar de não ser um conteúdo curricular específico, a vertente do empreendedorismo é


desenvolvida no curso nas diversas disciplinas através de palestras e estudos de caso de

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
23
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

sucesso de empresas e profissionais. Seminários e encontros multidisciplinares,


discutindo esta temática também são incentivados à participação dos futuros
engenheiros.

2.7. Ética Profissional


As qualidades profissionais e éticas para o desempenho da profissão convergem para a
capacitação técnica, humana, social, ambiental e artística diante da necessidade de
respostas às diversas realidades sociais, econômicas e culturais, com o
comprometimento constante diante da sociedade em que atua.

O profissional engenheiro civil realiza-se pelo cumprimento responsável e competente


dos compromissos profissionais, munindo-se de técnicas adequadas, assegurando os
resultados propostos e a qualidade satisfatória nos serviços e produtos e observando a
segurança nos seus procedimentos. Deverá estar preparado para colocar os interesses
coletivos acima dos interesses particulares, nos aspectos que afetem o meio ambiente e
as questões de cidadania, exercendo assim as suas habilidades profissionais dentro de
padrões éticos.

A profissão é bem social da humanidade e o profissional de engenharia civil é o agente


capaz de exercê-la, tendo como objetivos maiores à preservação e o desenvolvimento
harmônico do ser humano, de seu ambiente e de seus valores. É bem cultural da
humanidade construído permanentemente pelos conhecimentos técnicos e científicos e
pela criação artística, manifestando-se pela prática tecnológica, colocada a serviço da
melhoria da qualidade de vida do homem.

Desta forma, o Curso de Engenharia Civil busca enfatizar na formação profissional,


princípios éticos, que formem e desenvolva no estudante uma atitude de
responsabilidade tendo como princípios norteadores:

a) Constante preocupação com a qualidade de vida dos habitantes das


cidades, de todos os assentamentos humanos, independente da classe
social;
b) Uso de tecnologias e inovações que respeitem as necessidades sociais,
culturais e estéticas da população;

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
24
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

c) Manutenção do equilíbrio ecológico e o desenvolvimento sustentável do


ambiente natural e construído;
d) Valorização da engenharia como patrimônio e responsabilidade de todos;
e) Valorização e manutenção do patrimônio histórico e cultural das cidades.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
25
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

3
3.. P
Prrááttiiccaass D
Diiddááttiiccaass ee P
Peeddaaggóóggiiccaass ddoo C
Cuurrssoo

3.1. Métodos de ensino-aprendizagem


A metodologia de construção do conhecimento adotada pelo curso de Engenharia Civil
da FAVIP foi concebida buscando nortear o desenvolvimento das atividades dentro do
curso e é comprometida com o desenvolvimento do espírito cientifico, sem esquecer a
vocação profissional. E busca, numa abordagem geral, a formação de sujeitos
autônomos e cidadãos comprometidos com o bem-estar da sociedade.

A formação moral e ética do profissional é tão ou mais importante que seus


conhecimentos específicos, sejam eles de engenharia ou de qualquer área de
conhecimento. Pensando assim, todos aqueles que fazem o curso de engenharia civil da
FAVIP, desde a coordenação, passando pelos docentes até os funcionários, se
preocupam não só em ensinar as matérias técnicas, mas também em contextualizar os
conhecimentos, buscando ressaltar sua correlação e importância no meio externo. Ou
seja, apenas a título de exemplo, os professores da área de transportes buscam sempre
ressaltar a importância da construção dos diversos modais para o desenvolvimento
econômico e social da região e do país.

Nossa metodologia de ensino busca privilegiar os preceitos educacionais da


interdisciplinaridade e da construção do conhecimento seqüenciado. Essa prática permite
aos discentes relacionar os conteúdos abordados em disciplinas de naturezas
complementares, contribuindo para uma melhor construção do conhecimento, evitando
informações isoladas ou compartimentadas. Além disso, o seqüenciamento das
disciplinas de mesma subárea (chamamos assim, por convenção própria, os diversos
campos de conhecimento da engenharia civil: estruturas, geotecnia, construção civil,
transportes e hidráulica) ajuda na construção do conhecimento, permitindo, por
exemplo, que um aluno que cursou disciplinas prévias (que são pré-requisito na grade
curricular) possa utilizar estes conhecimentos nas disciplinas que são oferecidas na
seqüência da grade curricular. Isto evita que conteúdos sejam repetidos e aperfeiçoa as
cargas horárias oferecidas nas ementas das disciplinas. No curso de engenharia civil isto

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
26
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

pode ser evidenciado pela observação da estrutura curricular, onde as disciplinas estão
dispostas de acordo com suas subáreas. Esta foi uma etapa realizada antes da
composição dos períodos e ajudou nesta busca da interdisciplinaridade e
seqüenciamento dos assuntos.

O planejamento acadêmico também foi construído considerando outra premissa: a de


que os professores do curso, além de possuir titulação acadêmica em cursos strictu
sensu (concluído ou em andamento)¸ devem ter atuação profissional em suas áreas de
ensino. Por tratar-se de um curso da área de tecnologia, consideramos que é
imprescindível que o docente além de saber ensinar, também saiba como fazer aquilo
que ensina. Desta forma, buscamos aliar a teoria acadêmica bem fundamentada à
prática profissional, construindo o conhecimento de forma ampla e consolidada para os
futuros profissionais engenheiros.

A integração entre a teoria e a prática também é buscada através da oferta de


atividades extraclasse, como o caso de visitas técnicas, palestras acadêmicas e de
produtos comerciais de uso especifico, além de experimentos realizados nas aulas de
laboratório.

O estágio extracurricular também é incentivado, de forma que os alunos acompanhem


na prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula. Toda esta metodologia é
resumida e aplicada durante o desenvolvimento do trabalho de conclusão de curso
(TCC), realizado pelo aluno nos últimos períodos e que congrega, consolida e avalia o
aprendizado adquirido durante toda a etapa da graduação.

3.2. Práticas Formais de Avaliação do Ensino


Os procedimentos formais que efetivam a necessidade de avaliação com relação ao
desempenho dos discentes do Curso de Engenharia Civil da FAVIP estão baseados no
critério de qualidade de excelência para a formação dos mesmos. Considerando tal
critério, optou-se por um processo contínuo de avaliação, composto por dimensões
quantitativa e qualitativa, tais como a assiduidade, participação nas aulas e demais
atividades pedagógicas e rendimento no curso. A verificação do aproveitamento no curso

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
27
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

é, também, efetivada contemplando-se o desempenho dos alunos em provas escritas


com fins de verificação do aprendizado dos conteúdos programáticos estudados em sala
de aula. Esse processo avaliativo cabe ressaltar, respeita o disposto no Regimento
Interno da Instituição. Para esclarecimento, vale destacar que a avaliação do
aproveitamento do aluno no curso é expressa numericamente numa escala de 0 (zero) a
10 (dez) pontos, permitindo-se o fracionamento em décimos. Quanto à assiduidade,
exige-se a freqüência mínima estabelecida no regimento interno da IES.

3.3. Recuperação
De acordo com as Diretrizes Curriculares para os Cursos de Engenharia Civil, no aspecto
da recuperação, a instituição oferecerá ao aluno, caso haja demanda suficiente para tal,
a oportunidade de realizar cursos de férias e/ou disciplinas em regime de curso paralelo,
para o aluno que não obtiver rendimento satisfatório em alguma disciplina.

A ampliação na oferta de disciplinas optativas, respondendo a uma possível necessidade


de complementação de crédito pelos alunos, tem a finalidade de se estabelecer um
maior contato com as atividades da Instituição. Outras disciplinas optativas propostas
nestes ajustes visam complementar as disciplinas obrigatórias, ampliando em muito a
formação complementar do aluno.

3.4. Avaliação do Curso


A avaliação do desempenho do curso é realizada continuamente, segue as
determinações legais vigentes e é realizada em níveis Interno e Externo. Ela analisa
processos acadêmicos e administrativos/gerenciais e seus mecanismos visam identificar
oportunidades de melhoria de processos.

3.4.1. Avaliação Interna


Estão em processo de sistematização e buscam implantar relatórios para ser analisados
pelo colegiado. No momento, busca-se identificar pontos a serem discutidos através de
três formas: Avaliação Institucional (AI) Discente e de Funcionários e críticas
provenientes da Ouvidoria (ouvidoria@favip.edu.br).

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
28
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Todos os cursos da FAVIP passam por dois tipos de avaliação: uma aplicada aos
discentes e outra ao corpo de funcionários.

A discente é aplicada a um grupo amostral de alunos, que responde a questionário


eletrônico abordando temas acadêmicos e gerais e é aplicado através do portal da IES,
onde o aluno utiliza seu login individual o que torna as informações confidenciais e
permite que temas apresentados como falhos sejam tratados impessoalmente.

A avaliação aplicada junto aos Funcionários, docentes e líderes de setor foi implantada
como requisito do PCS (Plano de Cargos e salários) e avalia o Desempenho do
funcionário e serve de subsídio para gerenciar a progressão ou promoção funcional. No
caso de engenharia civil, esta avaliação se divide em 03 etapas:

 O coordenador avalia o líder imediato (direção acadêmica) e se auto-avalia;

 O coordenador se auto-avalia e é avaliado por docentes;

 Os docentes se auto-avaliam e são avaliados pelo líder direto (coordenador). Esta


avaliação é feita através de respostas a questionários, posteriormente
encaminhados ao RH para tabulação.

Os produtos das auto-avaliações são encaminhados às reuniões do Colegiado ou do NDE


para apreciação e discussão de propostas e ações para sanar as deficiências.

Nestas reuniões periódicas, também são abordados: (a) processo ensino/aprendizagem


e forma de transmissão do conhecimento; (b) relação e conflitos docente-aluno; (c)
métodos de transmissão de conhecimento (técnicas áudio-visuais, atividades extra-
curriculares, visitas, palestras); (d) deficiência de aprendizagem em conteúdos das
disciplinas; (e) formas de melhorar os conhecimentos básicos dos alunos, sobretudo em
assuntos indispensáveis ao acompanhamento do nível curso como a matemática de 2º
grau; (f) formas de melhorar a redação e o conhecimento da língua portuguesa; (g)
atualização periódica do PPC.

Sobre processos administrativos, Colegiado e NDE analisam relatórios de avaliação


produzidos pela CPA, bem como opiniões de alunos obtidas no contato diário. Apesar de,
em princípio, parecer uma forma subjetiva e pouco eficiente, este contato pessoal é uma

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
29
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

forma de identificar e melhorar processos, condições de salas de aula, entre outros.


Aliado às outras, esta ferramenta ajudar a verificar se as expectativas dos alunos em
relação ao curso estão sendo atendidas.

3.4.2. Avaliação Externa


Considerará o desempenho do Curso em relação ao mercado de trabalho, ao grau de
satisfação do egresso e de seus contratantes e aos critérios estabelecidos pelo MEC
(ENADE e Avaliação das Condições de Ensino). Como engenharia civil ainda não formou
turma (previsto para Dez/2010), esta análise só será possível a partir de 2011.1.

A avaliação abrangerá pesquisa junto a egressos para verificar a satisfação em relação


às condições que o Curso. O questionário abordará questões como tipos de dificuldade
que os egressos encontraram na vida profissional, e em quais áreas técnicas específicas
e gerais as dificuldades se concentram (projetos, softawres, empreendedorismo?). As
respostas servirão para retroalimentar cargas horárias de disciplinas e atividades
extracurriculares. A partir daí também serão identificadas as áreas potenciais em que
possam ser oferecidos cursos de pós-graduação/extensão.

Enquanto a turma não se forma, o feedback vem da análise de estágios, das


informações colhidas junto aos contratantes, relacionadas ao desempenho do aluno,
capacidade e deficiências demonstradas e em quais áreas e o grau de satisfação da
empresa. Contatos com empresas da região são feitos com freqüência e permitem à
gestão do curso atuar para corrigir deficiências.

3.5. Programas de Apoio e Atendimento aos Discentes


O curso oferece apoio ao discente em ações relativas ao departamento financeiro e em
questões acadêmicas. Como ocorre com todos os seus cursos, a IES oferece programas
de apoio financeiro aos discentes, casos FIES e do ProUni. Além destes programas
externos, amplamente difundidos e apoiados, a IES, através da Mantenedora SESVALI,
oferece Financiamento próprio, o chamado PCS – Programa de Crédito Subsidiado, que
funciona nos mesmos moldes do FIES e que o aluno reembolsa a partir de sua
formatura. Assim, este financiamento é transferido para outro aluno ingressante ou que

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
30
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

se encontre em situação de dificuldade de custear seus estudos. A coordenação atua


estando a disposição para que alunos em dificuldades financeiras procurem o
coordenador e sejam encaminhados para as diversas formas de financiamento e bolsas
disponíveis. Inúmeros casos já foram tratados e encaminhados à Direção, sempre atenta
a colaborar nestes casos.

Os atendimentos aos alunos também ocorrem por razões acadêmicas e administrativas.


Para isso, a coordenação do curso disponibiliza canais para atendimento:

 E-mail onde o aluno se comunica diretamente com o coordenador, relatando sua


demanda. Está tem sido a forma mais rápida e eficiente de solução dos
problemas do dia-a-dia, sobretudo aqueles referentes à sala de aula, como falta
de professores e problemas na infra-estrutura (ar-condicionado quebrado, etc);

 Horários de atendimentos presenciais através de marcação prévia na secretaria


da coordenação. Os secretários da coordenação dispõem de agenda em que os
alunos marcam para ser atendidos em dias pré-determinados (terças e quintas
feiras das 18-22hs). Esta marcação facilita a situação do aluno que não necessita
ficar esperando para ser atendido, o que implicaria em perda de aula. Desta
forma, o aluno marca e só se dirige à coordenação na hora de ser atendido. Este
procedimento ainda precisa ser aperfeiçoado, pois é muito dependente da
mudança de cultura dos alunos que ainda estão acostumados a subir para falar
com a coordenação a qualquer hora;

 Reuniões mensais com representantes de sala. Nestas reuniões são identificadas


as insatisfações, que são documentadas em ata e negociadas possíveis soluções;

 Visitas informais às salas de aula e aos corredores. Nestes encontros


identificamos problemas e insatisfações dos alunos que muitas vezes não são
levadas formalmente às reuniões ou atendimentos formais. Este procedimento
ajuda na maior interação entre a coordenação e os alunos, pois consiste em uma
maior aproximação e troca de confiança entre ambos.

Além destes canais diretos com a coordenação, o atendimento aos alunos da FAVIP
também se dá através do NAE- Núcleo de Apoio ao Estudante que é supervisionado pela
Coordenadora de Psicologia Maria do Socorro Santos. Sua finalidade é prestar
apoio aos alunos através de aconselhamento psicológico breve. Também está aberto a
atender questões psico-afetivas, quando estas interferirem no relacionamento
acadêmico.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
31
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

A FAVIP também possui uma Ouvidoria, cuja principal missão é encaminhar e


acompanhar críticas e sugestões. É um órgão de natureza mediadora que recebe as
demandas dos alunos e encaminha à coordenação dos cursos.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
32
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

4
4.. O
Orrggaan
niizzaaççããoo C
Cuurrrriiccu
ullaarr

Baseado nos dispositivos e orientações legais, o Curso de Engenharia Civil da FAVIP


oferece uma estrutura curricular que contempla conteúdos nos:

a) Núcleo de ciências básicas;


b) Núcleo de ciências da engenharia;
c) Núcleo de Engenharia Aplicada; e
d) Núcleo de Conteúdos complementares;

Os conteúdos curriculares são relevantes, atualizados e coerentes com os objetivos do


curso e com o perfil do egresso, e verifica-se um dimensionamento adequado de carga
horária para seu desenvolvimento, distribuídas de forma equânime nos 10 períodos.

O núcleo de conteúdo ‘Engenharia Aplicada’ está dividido, sem regulação formal, nas
diversas subáreas de concentração da engenharia civil: Estruturas, Construção Civil,
Geotecnia, Transportes e Hidráulica. Especificamente neste núcleo, o curso oferta, além
das disciplinas obrigatórias, dimensionadas em carga horária suficiente a atender às
recomendações das diretrizes curriculares, disciplinas optativas.

Estas disciplinas optativas complementam a formação generalista oferecida pelas


obrigatórias e permitem ao aluno aprofundar-se em conteúdos nas subáreas de maior
afinidade, deixando claro não tratar-se especificamente de uma habilitação em nenhuma
das subáreas, mas sim de um aprofundamento de determinados conteúdos. Abaixo
estão listadas as disciplinas classificadas em cada núcleo:

Núcleo de Ciências Básicas

Geometria analítica, Cálculo diferencia l e Integral I, Cálculo diferencial e Integral II,


Cálculo diferencial e Integral III, Álgebra Linear, Estatística, Cálculo Numérico, Física I,
Física II, Física III, Física experimental, Química Tecnológica Geral, Geometria Descritiva,
Metodologia Científica, Libras;

Núcleo de Ciências da Engenharia

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
33
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Informática aplicada a Engenharia, Mecanica vetorial – estática, Fenômenos de


Transporte, Eletrotécnica Geral, Desenho Arquitetônico I, Introdução à Engenharia Civil,
Direito, Legislação e ética para engenheiros, Teoria geral da Administração, Introdução à
economia, Introdução a engenharia ambiental;

Núcleo de Engenharia Aplicada

Sub-área Estruturas: Resistência dos Materiais I, Resistência dos Materiais II, Teoria
das estruturas e Estabilidade das construções I, Teoria das estruturas e Estabilidade das
construções II, Concreto armado I, Concreto armado II, Estruturas metálicas e
Estruturas de madeira, Tópicos especiais - Concreto protendido, pontes e viadutos;

Sub área Geotecnia: Geologia básica, Mecânica dos Solos I, Mecânica dos Solos II,
Fundações;

Sub área Hidráulica: Hidráulica, Hidrologia, Saneamento, Abastecimento de água,


Sistemas prediais - Instalações Hidro-sanitárias, Drenagem;

Sub-área Construção Civil: Introdução a Materiais de Construção civil, Materiais de


Construção Civil I, Materiais de Construção Civil II, Tecnologia das Construções I,
Tecnologia das Construções II, Patologias e Durabilidade das estruturas, Engenharia de
Segurança do trabalho, Sistemas prediais - Instalações elétricas, telefonia e lógica,
Tópicos especiais - Alvenaria estrutural, Tópicos especiais - Concretos e Argamassas,
Tópicos especiais - Engenharia Econômica e gestão de empreendimentos, Sistemas
prediais - Instalações especiais;

Sub-área Transportes: Topografia I,Topografia II, Planejamento Urbano e Engenharia


de Tráfego, Tecnologia e Planejamento de Transportes, Estradas I, Estradas II, Sistemas
de transporte - Portos, Aeroportos e Ferrovias;

Núcleo de Conteúdos complementares:

Trabalho de Conclusão de Curso I e II e Estagio supervisionado.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
34
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

4.1. Subáreas de Formação e Coordenação das Subáreas


Durante as reuniões do Colegiado e do NDE do Curso, a coordenação em conjunto com
os professores identificou a necessidade de implantar a função de coordenação de
subárea, a ser ocupada por um docente com área de formação correlata. Mesmo que de
forma não oficial na distribuição de cargos da IES, este docente é escalado para
promover a integração dos conteúdos das disciplinas de uma mesma subárea,
objetivando uma otimização dos conteúdos e integração entre os mesmos.

Desta forma, a estrutura curricular do curso foi dividida em subáreas e as disciplinas


separadas conforme segue nas tabelas a seguir. Isto permitiu um melhor planejamento
dos conteúdos, ajustes das ementas e uma visão global dos assuntos que propicia ao
aluno uma visão interdisciplinar, fazendo interações entre conteúdos de matérias
complementares.

As subáreas ficaram divididas conforme os seguintes núcleos:

Ciências Básica e da Engenharia (Matemática)


Áreas Item Código Disciplina Creditos C.H Requisito Periodo Status Obs
1 Geometria analítica 4 72 (Pré-calculo - opcional) 1
CIÊNCIAS BÁSICAS

2 Cálculo diferencial e Integral I 4 72 Geometria analítica 1


(Matematica)

3 Cálculo diferencial e Integral II 4 72 Cálculo diferencial e Integral I 2


4 Cálculo diferencial e Integral III 4 72 Cálculo diferencial e Integral II 3
1
5 Algebra Linear 4 72 Geometria analítica
6 Estatística 4 72 -
7 Cálculo Numérico 4 72 Geometria analítica
8 Informática aplicada a Engenharia 4 72 Cálculo Numérico
SUB-TOTAL MATEMATICA 32 576

Ciências Básica e da Engenharia (Física)


Áreas Item Código Disciplina Creditos C.H Requisito
9 Física I 4 72 Cálculo diferencial e Integral I 2
BÁSICAS (Físicas)

10 Física II 4 72 Física I 3
CIÊNCIAS

11 Física III 4 72 Física II 4


1 12 Física experimental 2 36 Cálculo diferencial e Integral I 3
13 Mecanica vetorial - estática 4 72 Física I
14 Fenomenos de Transporte 4 72 Física II
15 Eletrotécnica Geral 2 36 Física III
SUB-TOTAL FÍSICA 24 432

Ciências Básica e da Engenharia (Gerais)


Áreas Item Código Disciplina Creditos C.H Requisito
16 Química Tecnológica Geral 4 72 -
CIÊNCIAS BÁSICAS (Geral)

17 Geometria Descritiva 4 72 - 1
18 Desenho Arquitetonico I 4 72 - 2
19 Introdução à Engenharia Civil 2 36 - 1
20 Direito, Legislação e ética p/ engs 2 36 -
1
21 Teoria geral da Administração 2 36 -
Introdução à economia 2 36 -
22 Introducao a engenharia ambiental 2 36 -
23 Metodologia Científica 2 36 -
24 Libras 2 36 - Optativa
SUB-TOTAL GERAL 26 252

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
35
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Engenharia Aplicada (Subárea Estruturas)


Áreas Item Código Disciplina Creditos C.H Requisito Periodo Status Obs
1 Resistência dos Materiais I 4 72 Mecanica vetorial - estática

2 Resistência dos Materiais II 4 72 Resistência dos Materiais I


Teoria das estruturas e Estabilidade das
3 4 72 Resistência dos Materiais II
construções I
ESTRUTURAS

Teoria das estruturas e Estabilidade das


4 4 72 Teoria das estruturas e Estabilidade das construções I
2 construções II
5 Concreto armado I 4 72 Resistência dos Materiais II
Teoria das estruturas e Estabilidade das construções
6 Concreto armado II 4 72 II
Teoria das estruturas e Estabilidade das construções
7 Estruturas metálicas e de madeira 4 72 I; Concreto armado II
Topicos especiais - Concreto protendido,
8 4 72 Teoria das estruturas e Estabilidade das construções I Optativa
pontes e viadutos
TOTAIS 32 576

TOTAL OBRIGATORIAS 28 504


TOTAL OPTATIVAS 4 72
TOTAL ESTRUTURAS 32 576

Engenharia Aplicada (Subárea Geotecnia)


Áreas Item Código Disciplina Creditos C.H Requisito Periodo Status Obs
1 Geologia básica 4 72 Química Tecnológica Geral
Geotecnia

2 Mecânica dos Solos I 4 72 Geologia básica


3
3 Mecânica dos Solos II 4 72 Mecânica dos Solos I
4 Fundações 4 72 Mecânica dos Solos II
TOTAIS 16 288

TOTAL OBRIGATORIAS 16 288


TOTAL OPTATIVAS 0 0
TOTAL GEOTECNIA 16 288

Engenharia Aplicada (Subárea Hidráulica)


Áreas Item Código Disciplina Creditos C.H Requisito Periodo Status Obs
1 Hidráulica 4 72 Fenomenos de Transporte
2 Hidrologia 4 72 Hidráulica
Hidraulica

3 Saneamento 4 72 Hidráulica
4 4 Abastecimento de água 4 72 Saneamento
Sistemas prediais - Instalações Hidro-
5 4 72 Hidráulica
sanitárias
6 Drenagem 4 72 Hidráulica Optativa
TOTAIS 24 432

TOTAL OBRIGATORIAS 20 360


TOTAL OPTATIVAS 4 72
TOTAL HIDRAULICA 24 432

Engenharia Aplicada (Subárea Construção Civil)


Áreas Item Código Disciplina Creditos C.H Requisito Periodo Status Obs
1 Int a Materiais de Construção civil 4 72 Química Tecnológica Geral

2 Materiais de Construção Civil I 4 72 Int a Materiais de Construção civil


3 Materiais de Construção Civil II 4 72 Materiais de Construção Civil I
4 Tecnologia das Construções I 4 72 Materiais de Construção Civil I
CONSTRUÇÃO CIVIL

5 Tecnologia das Construções II 4 72 Tecnologia das Construções I


6 Patologias e Durabilidade das estruturas 4 72 Tecnologia das Construções II
5 7 Engenharia de Segurança do trabalho 4 72 Tecnologia das Construções I
Sistemas prediais - Instalações elétricas,
8 4 72 Eletrotécnica Geral
telefonia e lógica
9 Tópicos especiais - Alvenaria estrutural 4 72 Resistência dos Materiais II Optativa
Tópicos especiais - Concretos e
10 4 72 Materiais de Construção Civil I Optativa
Argamassas
Tópicos especiais - Eng Econômica e
11 4 72 Tecnologia das Construções II Optativa
gestão de empreendimentos
Sistemas prediais - Instalações
12 Sistemas prediais - Instalações especiais 2 36 Optativa
elétricas, telefonia e lógica
TOTAIS 46 828

TOTAL OBRIGATORIAS 32 576


TOTAL OPTATIVAS 14 252
TOTAL CONSTRUÇÃO CIVIL 46 828

Engenharia Aplicada (Subárea Transportes)

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
36
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Áreas Item Código Disciplina Creditos C.H Requisito Periodo Status Obs
1 Topografia I 4 72 Geometria Descritiva
TRANSPORTES

2 Topografia II 4 72 Topografia I
3 Plan Urbano e Eng de Tráfego 4 72 Geometria Descritiva
4 Tecnologia e Plan de Transportes 4 72 Plan Urbano e Eng de Tráfego
6
5 Estradas I 4 72 Topografia I
6 Estradas II 4 72 Estradas I
Sistemas de transporte - Portos,
7 4 72 Estradas II Optativa
Aeroportos e Ferrovias
TOTAIS 28 504

TOTAL OBRIGATORIAS 24 432


TOTAL OPTATIVAS 4 72
TOTAL TRANSPORTES 28 504

Conteúdos Complementares
Áreas Item Código Disciplina Creditos C.H Requisito Periodo Status Obs
1 Trabalho de Conclusão de Curso I 1 18 80% créditos
2 Trabalho de Conclusão de Curso II 1 18 TCC I
GERAL

3 Estagio supervisionado 10 180 Disciplinas envolvidas no estágio


TOTAIS 11 198

TOTAL OBRIGATORIAS 11 198


TOTAL OPTATIVAS 0 0
TOTAL CONHECIMENTO GERAL 11 198

Ressalta-se que esta subdivisão foi criada apenas para efeito de melhorar o
planejamento e também a gestão dos conteúdos.

4.2. Grade Curricular


A grade curricular apresentada a seguir contempla um conjunto de disciplinas, que
promovem para um indivíduo formação básica e profissional para a área de Engenharia
Civil.

Primeiro Ano

Disciplina C. H Créditos Status Requisito Equivalente


Geometria analítica 4 72 -
1º SEMESTRE

Cálculo diferencial e Integral I 4 72 -


Química Tecnológica Geral 4 72 -
Geometria Descritiva 4 72 -
Introdução à Engenharia Civil 2 36 -
Metodologia Científica 2 36 -
Libras 2 36 Optativa -
Total 22 396

Disciplina C. H Créditos Status Requisito Equivalente


Cálculo diferencial e Integral II 4 72 Cálculo diferencial e Integral I
SEMESTRE

Física I 4 72 Cálculo diferencial e Integral I

Desenho Arquitetonico I 4 72 -

Algebra Linear 4 72 Cálculo diferencial e Integral I

Cálculo Numérico 4 72 Cálculo diferencial e Integral I

Geologia básica 4 72 Química Tecnológica Geral

Total 24 432

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
37
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Segundo Ano

Disciplina C. H Créditos Status Requisito Equivalente


Cálculo diferencial e Integral III 4 72 Cálculo diferencial e Integral II
3º SEMESTRE

Física II 4 72 Física I

Informática aplicada a Engenharia 4 72 -

Direito, Legislação e ética p/ engs 2 36 -

Física experimental 2 36 Física I

Mecânica dos Solos I 4 72 Geologia básica

Int a Materiais de Construção civil 4 72 Química Tecnológica Geral

Total 24 432

Disciplina C. H Créditos Status Requisito Equivalente


Física III 4 72 Física II
4º SEMESTRE

Mecanica vetorial - estática 4 72 Física I

Plan Urbano e Eng de Tráfego 4 72 Geometria Descritiva

Introducao a engenharia ambiental 2 36 -

Mecânica dos Solos II 4 72 Mecânica dos Solos I

Materiais de Construção Civil I 4 72 Int a Materiais de Construção civil

Introdução à economia 2 36 -

Total 24 432

Terceiro Ano

Disciplina C. H Créditos Status Requisito Equivalente


Fenomenos de Transporte 4 72 Física II
SEMESTRE

Estatística 4 72 Cálculo diferencial e Integral I

Fundações 4 72 Mecânica dos Solos II


Materiais de Construção Civil II 4 72 Materiais de Construção Civil I

Topografia I 4 72 Geometria Descritiva

Resistência dos Materiais I 4 72 Mecanica vetorial - estática

Total 24 432

Disciplina C. H Créditos Status Requisito Equivalente


Eletrotécnica Geral 2 36 Física III
6º SEMESTRE

Teoria geral da Administração 2 36 -

Hidráulica 4 72 Fenomenos de Transporte

Tecnologia das Construções I 4 72 Materiais de Construção Civil II

Topografia II 4 72 Topografia I

Tecnologia e Plan de Transportes 4 72 Plan Urbano e Eng de Tráfego

Resistência dos Materiais II 4 72 Resistência dos Materiais I

Total 24 432

Quarto Ano

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
38
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Disciplina C. H Créditos Status Requisito Equivalente


Hidrologia 4 72 Hidráulica
7º SEMESTRE

Saneamento 4 72 Hidráulica

Tecnologia das Construções II 4 72 Tecnologia das Construções I

Estradas I 4 72 Topografia II

Teoria das estruturas e Estabilidade


4 72 Resistência dos Materiais II
das construções I
Concreto armado I 4 72 Resistência dos Materiais II

Total 24 432

Disciplina C. H Créditos Status Requisito Equivalente


Abastecimento de água 4 72 Saneamento

Patologias e Durabilidade das


8º SEMESTRE

4 72 Tecnologia das Construções II


estruturas
Engenharia de Segurança do
4 72 Tecnologia das Construções I
trabalho
Estradas II 4 72 Estradas I

Teoria das estruturas e Estabilidade Teoria das estruturas e Estabilidade das


4 72
das construções II construções I

Concreto armado II 4 72 Concreto armado I

Total 24 432

Quinto Ano

Disciplina C. H Créditos Status Requisito Equivalente


Sistemas prediais - Instalações Hidro-
4 72 Hidráulica
sanitárias
Sistemas prediais - Instalações
9º SEMESTRE

4 72 Eletrotécnica Geral
elétricas, telefonia e lógica
Teoria das estruturas e Estabilidade das
Estruturas metálicas e de madeira 4 72 construções I

Drenagem 4 72 Optativa Hidráulica

Tópicos especiais - Alvenaria


4 72 Optativa Tecnologia das Construções II
estrutural
Tópicos especiais - Concretos e
4 72 Optativa Tecnologia das Construções II
Argamassas
Trabalho de Conclusão de Curso I 1 18 80% créditos

Total 25 450

Disciplina C. H Créditos Status Requisito Equivalente


Topicos especiais - Concreto Teoria das estruturas e Estabilidade das
4 72 Optativa
protendido, pontes e viadutos construções II
10º SEMESTRE

Tópicos especiais - Eng Econômica e


4 72 Optativa Tecnologia das Construções II
gestão de empreendimentos
Sistemas prediais - Instalações Sistemas prediais - Instalações elétricas,
2 36 Optativa
especiais telefonia e lógica

Sistemas de transporte - Portos,


4 72 Optativa Tecnologia e Plan de Transportes
Aeroportos e Ferrovias
Trabalho de Conclusão de Curso II 1 18 Trabalho de Conclusão de Curso I

Estagio supervisionado 10 180 Disciplinas envolvidas estagio

Total 25 450

DURAÇÃO DO CURSO
Duração Mínima .........................................................................05 anos (10 Períodos)

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
39
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Duração Máxima ....................................................................... 09 anos (18 Períodos)


Carga horária obrigatória................................................................... 3.816 Horas/Aula
Créditos Obrigatórios................................................................................ 212 créditos
Carga horária optativa.......................................................................... 504 Horas/Aula
Créditos Optativos...................................................................................... 28 créditos

Carga horária TOTAL......................................................................... 4.320 Horas/Aula


TOTAL Créditos........................................................................................ 240 créditos

O anexo I apresenta o detalhamento das ementas de todas as disciplinas do curso.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
40
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

5
5.. A
Attiivviiddaaddeess A
Accaaddêêm
miiccaass C
Coom
mpplleem
meen
nttaarreess

O Curso estimula seus docentes e discentes de maneira efetiva para realização de


diversas atividades acadêmicas e eventos complementares, sejam internos, promovidos
pelo curso ou pela IES, sejam externos, promovidos por outras Instituições e Empresas.

Estes estímulos se dão de varias formas, através da divulgação, preparação e apoio. No


que se refere a eventos internos, temos atividades diferenciadas durante o ano como:
palestras, cursos, e estamos tentando tornar permanente no nosso calendário a Semana
de Engenharia da FAVIP, que teve sua primeira edição realizada em Setembro de 2009
com programação versada em temas relevantes e com a presença de palestrantes de
renome nacional e internacional, caso do Prof. Dr. Paulo Helene, professor titular da USP
e reconhecido em todo mundo como uma das maiores personalidades em tecnologia do
concreto. Para o ano de 2010 e seguintes, objetivamos tornar esta data fixa e criar uma
cultura de realização deste evento sempre na mesma data, consolidando-a como evento
permanente promovido pelo curso.

5.1. Programas de Monitoria discente e de nivelamento de conteúdo


disciplinar
O curso de engenharia civil da FAVIP oferece também programas de Monitoria e de
Nivelamento para alunos com dificuldades nos aprendizado de conteúdos. São eles:

 Nivelamento: aulas de reforço oferecidas para recuperar as deficiências de


formação dos ingressantes. São ministradas por professores da IES e versam
principalmente sobre conteúdos de Português e Matemática. As aulas são
oferecidas aos alunos do primeiro semestre nas primeiras semanas de aula ou
quando identificamos algum déficit específico e são realizadas aos sábados, sem
custo adicional. Outros conteúdos poderão ser apresentados para nivelamento,
de acordo com as necessidades detectadas pela Coordenação ou pelos
professores;

 Aulas de Monitoria: Ministradas por alunos que obtiveram bom desempenho na


disciplina e que são selecionados através do Programa de Monitoria e ministram
as aulas às tardes, com CH de 4hs semanais.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
41
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

5.2. Atividades Extracurriculares


As atividades complementares são componentes curriculares enriquecedores e
complementadores do perfil do formando e possibilitam o reconhecimento, por avaliação
de habilidades, inclusive adquiridas fora do ambiente acadêmico, incluindo a prática de
estudos e atividades independentes, pertinentes, transversais, opcionais e de
interdisciplinaridade; especialmente nas relações com o mercado do trabalho e com as
ações de extensão junto à comunidade.

As atividades complementares são cumpridas pelos alunos em forma de pesquisa,


extensão, seminários, simpósios, congressos, conferências, monitoria, iniciação científica,
dentre outras que venham a ser identificadas pelo Colegiado e NDE do Curso de
Engenharia Civil.

O coordenador do curso estimula os professores a promoverem atividades


complementares, devendo as mesmas ser planejadas nas disciplinas e acordadas
previamente com a coordenação, semestre a semestre, sobretudo na primeira reunião
semestral do Colegiado, realizada antes do início das aulas. Estas atividades são
incluídas nos planos de aula e devem ser cumpridas pelo docente.

As Atividades Complementares podem ser:

 Atividades vinculadas ao ENSINO: O exercício efetivo de monitoria com


formalização institucional e exigência de parecer final favorável do docente
responsável pela disciplina; Participação em atividades extra-classe promovidas
como parte da formação integral do aluno, como por exemplo: Semana
Acadêmica, Palestras, Seminários, Congressos, Simpósios, Exposições, Debates,
Exibição e Discussão de filmes e vídeos, Workshops, Lançamento de Livros e
eventos similares.

 Atividades vinculadas à PESQUISA: A participação em projetos institucionalizados


de pesquisa, como aluno bolsista ou voluntário; O trabalho de pesquisa e de
redação de artigo ou ensaio, publicado efetivamente em jornal ou revista
acadêmica, impressa ou eletrônica, do qual será procedida a juntada de
documento comprobatório respectivo;

 Atividades vinculadas à extensão: A participação em atividades de extensão


universitária, promovidas pela FAVIP; O comparecimento comprovado a eventos
científico-culturais, realizados fora do âmbito da FAVIP, mas cujo conhecimento
Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
42
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

teórico ou técnico seja conexo ao perfil e às habilidades das profissões da área da


Engenharia Civil;

 Atividades vinculadas à Responsabilidade Social: A participação efetiva em


programas ou projetos de prestação de serviços à comunidade e/ou sociedade,
patrocinados, promovidos ou reconhecidos pela FAVIP.

5.3. Iniciação Científica e Pesquisa


O curso de Engenharia Civil da FAVIP desenvolve pesquisas e atividades de extensão,
com participação ativa de estudantes, onde se busca o desenvolvimento e estímulo à
pesquisa e a busca pela produção do conhecimento. As atividades de Iniciação Científica
são regulamentadas através do Programa de Iniciação Científica, que está subordinado
diretamente à Coordenação Acadêmica da IES (Prof. M.Sc. Robson Mota) e que
seleciona candidatos através de processos anuais realizados comumente no mês de maio
de cada ano. Tudo isso, disposto através de edital próprio aprovado pelo Conselho
Superior da IES. Estas Diretrizes são as mesmas para os Projetos de Extensão e de
Monitoria.

Os alunos selecionados são inseridos nos projetos que possuem duração de um ano
(podendo ser renovado) e são orientados por professores da área de concentração da
pesquisa. A FAVIP custeia uma bolsa de estudos para o aluno e remunera o professor
orientador de acordo com sua carga horária alocada no projeto

No que se refere ao custeio para participação em eventos ou no desenvolvimento de


pesquisas, a FAVIP vem apoiando o Curso de Engenharia Civil com diversas ações:

 Custeio de passagens e hospedagem para professores/profissionais da área de


outras cidades/estados virem a Caruaru ministrar palestras para nossos alunos;

 Custeio das despesas necessárias para técnicos de laboratório de outras


instituições e/ou empresas de mercado deslocar-se para Caruaru para ministrar
aulas práticas de assuntos específicos;

 Custeio de passagens e hospedagens para professores e alunos de IC, que


tenham trabalho publicado, para participação nos referidos eventos em cidades
ou estados do Brasil;

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
43
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

 Disponibilização de ônibus para visitas técnicas a obras, escritórios, laboratórios


externos ou outros espaços que sirvam como atividade complementar das
disciplinas do curso.

As atividades de IC do curso iniciaram em Maio de 2008 e atualmente 06 projetos estão


em andamento, tendo 05 (cinco) alunos bolsistas e 07 (sete) voluntários, trabalhando
sob a orientação dos professores do curso.

Como resultado disso, a produção científica do curso vem sendo enviada para
Seminários e Congressos Nacionais e Internacionais. Em 2009 tivemos o primeiro
trabalho publicado em Congresso Internacional, o IBRACON – Congresso Brasileiro do
Concreto, realizado em Curitiba, no mês de outubro e que contou com a participação de
02 (dois) alunos de IC e o Co-orientador da pesquisa, custeada pela FAVIP. Para o ano
de 2010, já tivemos mais dois trabalhos aprovados, sendo um em Congresso
Internacional (CINPAR Argentina).

Os alunos são selecionados após submissão á um processo composto de avaliação


escrita, análise de desempenho acadêmico e entrevista pessoal.

5.4. Projetos de Extensão e Responsabilidade Social


O curso de Engenharia Civil da FAVIP desenvolve projetos de extensão no âmbito da
prestação de serviços à empresas da região e colaboração com projetos sociais da
região. Os projetos são desenvolvidos pelo seu conjunto de Laboratórios, denominados
de LEC – Laboratório de Engenharia Civil da FAVIP.

O LEC - Laboratório de Engenharia Civil é parte integrante do Departamento de


Engenharia da FAVIP – Faculdade do Vale do Ipojuca e é composto pelos professores do
curso que atuam em conjunto aos técnicos do laboratório e aos alunos, prestando
serviços à comunidade, de forma remunerada ou voluntária, nos moldes de uma
empresa júnior, que tem como objetivo aproximar a Instituição, seus alunos e
professores das empresas da região, criando um ambiente de difusão de conhecimento e
aproximação mútua.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
44
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Atuando sob a Coordenação do Curso e dos professores associados, o LEC-FAVIP tem


como função principal desenvolver atividades de cunho didático e acadêmico, através do
suporte às aulas práticas das disciplinas do Curso de Engenharia Civil e Arquitetura, mais
especificamente nas disciplinas da área de Geotecnia, Transportes e Construção Civil.

Além das atividades acadêmicas e de pesquisa, como o Programa de Iniciação Cientifica


dos alunos de graduação da FAVIP, o LEC-FAVIP presta serviços técnicos às Empresas
da Região, realizando ensaios de controle tecnológico, emitindo laudos e análises de
materiais de construção.

Hoje, o LEC-FAVIP está apto a realizar Ensaios Geotécnicos em Solos, Controle


Tecnológico de Cimento, Agregados, Argamassas e Concretos, como por exemplo,
ensaios de compressão, tração por compressão diametral e flexão. Deve-se destacar
que o LEC-FAVIP dispõe de uma máquina de ensaios automatizada, da marca EMIC,
modelo PC-200 servocontrolada e computadorizada, capaz de realizar ensaios de Módulo
de Elasticidade de Concreto, com precisão de um extensômetro eletrônico que transmite
os dados a um computador, permitindo analise estatística e gráfica dos dados
capturados.

5.5. Estágio Supervisionado e Prática profissional


O estágio supervisionado para prática profissional é um conjunto de atividades de
formação, programados e diretamente supervisionados por membros do corpo docente
do curso e procuram assegurar a consolidação e articulação dos conhecimentos
adquiridos nas disciplinas do curso.

O estágio supervisionado pode ser curricular ou extra-curricular. Ele visa assegurar o


contato do estudante com situações, contextos e instituições, permitindo que
conhecimentos, habilidades e atitudes adquiridas ao longo do curso se concretizem em
ações profissionais, sendo recomendável que estas atividades ocorram do meio para o
fim do curso.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
45
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Em Engenharia Civil, ele é realizado pelo aluno na subárea de formação ao qual o


mesmo esteja engajado, seja ela: construção civil, estruturas, transportes, etc. Além
disso, também será função do perfil selecionado pelo discente para seguir seu
aprendizado. Isso quer dizer que ele pode estagiar tanto em uma obra de construção
vertical, quanto em um escritório de projeto, a depender de sua vocação e escolha. No
estágio, o aluno aprofunda o aprendizado e a vivencia no exercício da profissão, sempre
sob a orientação de um docente. O docente é indicado pela coordenação do curso e a
escolha deve obedecer a sua área de atuação profissional. Entretanto, o aluno pode
sugerir o professor por quem ele quer ser orientado e a coordenação, caso não haja
problemas de choque de carga horária, deve acatar esta solicitação.

O estágio supervisionado é obrigatório e tem carga horária mínima de 180 horas e para
realizá-lo, o aluno deverá se matricular na disciplina de mesmo nome. A disciplina tem
por função acompanhar o desenvolvimento dos relatórios parciais que terão por função
servir de base para elaboração do Relatório Final de Estágio. Este relatório é que será
avaliado pelo Orientador e ao qual será atribuída a nota final do estágio/disciplina. Todas
estas diretrizes estão dispostas no Manual de Estágio, entregue ao aluno pelo seu
Orientador no momento de sua matrícula na disciplina.

As regras e critérios para matricula e efetivação do estagio supervisionado estão


descritas no ‘MANUAL DE ESTÁGIO DA FAVIP’, anexado ao fim deste documento.

5.6. Trabalho de Conclusão de Curso


O trabalho de conclusão de curso – TCC tem como objetivo permitir ao futuro
profissional um maior aprimoramento e a sistematização dos conhecimentos adquiridos
durante o curso de Engenharia Civil.

Essa atividade permite uma avaliação de caráter específico similar as que o estudante
estará submetido em sua carreira profissional, desenvolvendo e ampliando as mais
diversas habilidades necessárias à sua formação profissional. Para o acompanhamento
dos trabalhos de conclusão de curso, conhecidos também como projetos de graduação,

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
46
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

a matriz curricular do Curso de Engenharia Civil prevê duas disciplinas destinadas a


orientações gerais relacionadas à execução e conclusão dos trabalhos.

A atividade será orientada por um professor da área de concentração do trabalho e


supervisionada pelo coordenador do curso que atuará observando o andamento e
marcando reuniões sempre que julgar necessário.

As normas do TCC deverão ser descritas nos planos de curso das disciplinas de Trabalho
de Final de Curso I e II, alocadas respectivamente nos 9º e 10º períodos. Dessa forma o
estudante poderá agregar em um só trabalho parte do conhecimento teórico e prático
adquirido ao longo das atividades acadêmicas.

As regras e critérios para matricula e efetivação do estagio supervisionado estão


descritas no ‘REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE
ENGENHARIA CIVIL’, anexado ao fim deste documento.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
47
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

6
6.. R
Reeccu
urrssooss H
Huum
maan
nooss

6.1. Corpo Docente – Composição, Titulação e Regime de Trabalho


O corpo docente atual do curso é constituído de 23 (vinte e três) professores, sendo 05
(cinco) ESPECIALISTAS (correspondente a 22% do total), 16 (dezesseis) MESTRES
(correspondente a 70% do total) e 02 (dois) DOUTORES (correspondente a 9% do
total). Destes 23 professores, 13 (treze) são vinculados diretamente ao curso de
engenharia. Os outros 10 (dez) são requisitados de outros cursos da IES (Administração,
Arquitetura, Economia, Turismo, Direito) para ministrar de disciplinas de conteúdo geral
ou de áreas correlatas, como é o caso de ‘Direito, Legislação e Ética para Engenharia’,
‘Geometria Descritiva’, ‘Desenho arquitetônico’, entre outras.

As tabelas abaixo mostram o resumo da titulação do corpo docente, indicando seu


regime de trabalho, titulação e vinculação ao curso.

QUADRO RESUMO I (Professores)


Vinculado Enga Civil 13 57%
Total Professores Cedidos outro curso 10 43%
Geral 23 100%
NDE (30% corpo docente) 7 30%

QUADRO RESUMO II (Titulação)


Doutor 2 9%
Mestre 16 70%
Titulação Especialista 5 22%
Graduado 0 0%
Total 23

QUADRO RESUMO III (Regime contratação)


Integral 7 30%
Parcial 5 22%
Regime Contratação
Horista 11 48%
Total 23 100%

A tabela abaixo mostra a lista dos professores vinculados ao curso de Engenharia civil.
No caso dos professores cedidos de outros cursos, a última coluna apresenta o curso do
qual o mesmo é oriundo.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
48
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

COMPOSIÇÃO CORPO DOCENTE


PROFESSOR TITULAÇÃO Carga horária Regime Vinculação
1 Alessandro Bruno de S Dias Mestre 40 Integral Administração
2 Aluizio Caldas e Silva Mestre 40 Integral Engenharia Civil
3 Amália Rolim Especialista 12 Horista Arquitetura
4 Andreza Carla Procoro Silva Mestre 40 Integral Arquitetura
5 Bruno Camelo Especialista 8 Horista Administração
6 Bruno Tabosa Especialista 40 Integral Engenharia Civil
7 Carlos André B. da Silva Mestre 8 Horista Engenharia Civil
8 Fernanda Araujo Doutor 12 Parcial Engenharia Civil
9 Fred Barbosa Mestre 8 Horista Engenharia Civil
10 Helga Rossana R da S Cruz Mestre 8 Horista Arquitetura
11 João Manoel Freitas Mota Mestre 40 Integral Engenharia Civil
12 José Valdecy Guimarães Jr Mestre 40 Integral Economia
13 Karina Dourado Mestre 12 Parcial Engenharia Civil
14 Luiz Gonzaga Cabral Mestre 40 Integral Engenharia Civil
15 Marilia Mary da Silva Doutor 4 Horista Engenharia Civil
16 Marta Rejane de Souza Especialista 4 Horista Economia
17 Renato Mahon Macedo Mestre 12 Parcial Engenharia Civil
18 Robério Ribeiro Barros Mestre 8 Horista Engenharia Civil
19 Roberta Mota de O Silva Especialista 12 Horista Administração
20 Robson Mota Mestre 40 Integral Turismo
21 Sandro Inácio Cruz Mestre 12 Parcial Engenharia Civil
22 Sidclei T. Magalhães Mestre 8 Parcial Engenharia Civil
23 Tuane do Egito Mestre 4 Horista Engenharia Civil
Somatório de CH Semanal 452
Docente Equivalente em TI 11
Número de Vagas anuais 120
Relação Numero vagas/Docente equivalente 11

As últimas linhas da tabela apresentam o cálculo do índice ‘Docente Equivalente em TI’ e


em seguida a relação com o número de vagas oferecidas pelo curso.

Os currículos modelo Lattes dos docentes, bem como suas comprovações estão
disponíveis nas pastas de cada docente no Departamento Pessoal da FAVIP.

6.2. Coordenação do Curso


A coordenação dos cursos da FAVIP é exercida por um docente, já previamente
selecionado pelo RH da Instituição, conforme procedimento em vigor. Um dos docentes
do curso é escolhido e nomeado coordenador pelo Diretor Acadêmico e suas atribuições
estão definidas no Regimento Interno da IES. Suas principais atribuições são:

 Executar a coordenação e o controle das atividades do curso;


 Propor ao diretor as disciplinas necessárias para a integração do curso;
 Elaborar os regulamentos de Estágio, submetendo-os a aprovação do Diretor;

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
49
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

 Encaminhar ao Diretor, anualmente, relatório das atividades do curso;


 Avaliar a atuação de seus professores;
 Indicar ao Diretor os alunos selecionados para a Monitoria;
 Submeter ao diretor propostas de criação e desativação de disciplinas;
 Demais atribuições delegadas pelo diretor, na esfera de sua competência.

6.2.1. Titulação e Regime de Trabalho do Coordenador


O coordenador do Curso de Engenharia Civil é o Prof. M.Sc. Aluizio Caldas e Silva que
possui Graduação em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da Universidade
de Pernambuco (POLI/UPE, 1998), Mestrado em Engenharia Civil pela Escola
Politécnica da USP (POLI/USP, 2002) com ênfase em Construção Civil, e atua nas
áreas de materiais de construção e tecnologia da construção. O coordenador do curso
iniciou a docência em 2002, ministrando disciplinas de graduação na referida área para
os cursos de arquitetura e urbanismo (FAUPE – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
de Pernambuco) e Engenharia Civil (UPE - Universidade de Pernambuco). A partir de
2007 começou a atuar como docente convidado nos cursos de pós-graduação latu-sensu
da UPE, ministrando a disciplina de Introdução a Ciência e Engenharia de Materiais.
Além da docência, o Prof. Aluizio atua como consultor de tecnologia do concreto e é
engenheiro civil aprovado em concurso público da Divisão de estudos e projetos de
geração (DECG) de energia elétrica da CHESF desde Abril/2005. A atuação profissional
como engenheiro permite ao professor unir os conhecimentos teóricos aprendidos e
praticados na Academia aos conhecimentos práticos desenvolvidos pela atuação no
mercado. Isto contribui com a visão a ser transmitida aos alunos, por tratar-se de uma
área de conhecimento tecnológico que, ao contrário das ciências básicas, necessita
experiência prática.

6.2.2. Gestão do Curso


O entendimento da coordenação, enquanto unidade gestora, é que os agentes do curso
(professores e funcionários) devem funcionar como facilitadores de aprendizado junto
aos alunos, tornando possível o aprendizado dos conteúdos específicos das disciplinas
básicas e profissionais. Mas não só isso, pois o objetivo fundamental no processo
educacional é colaborar para que os alunos aprendam a PENSAR. A partir desta

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
50
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

premissa, qualquer situação de ensino/aprendizagem, seja um cálculo de engenharia ou


um relatório de projeto, torna-se mais accessível e permite ao egresso atuar na
resolução de problemas de amplo espectro.

Seguindo esta linha, a atuação do coordenador se caracteriza pelo modelo de gestão


participativa e democrática, o que tem se apresentado eficaz, não só pela forma como os
problemas são levantados pelos alunos, professores e funcionários do curso, mas,
sobretudo pelo diálogo empregado na busca de soluções.

O atendimento discente/docente, com acessibilidade e transparência nas informações,


contribui para o bom andamento do curso. Também se pode dizer que há uma relação
de colaboração mútua entre coordenador e outros departamentos da IES. Isso ocorre
pela facilidade de comunicação entre os setores e, principalmente, pela excelente forma
como as relações se desenvolvem entre os profissionais da FAVIP.

Alem disso, é explicita a boa vontade e dedicação de todos que compõe o corpo
docente, sempre visando fazer do curso de engenharia civil da FAVIP um local de
formação de profissionais de excelência e, com isso, contribuir com o desenvolvimento
regional. Desta forma, a tarefa do coordenador se concentra em motivar docentes e
alunos, ressaltando suas importâncias no processo de construção de um profissional da
engenharia.

Como não pode deixar de ser, o segredo para a boa gestão está no ato de delegar e
distribuir as tarefas, sempre respeitando as potencialidades de cada envolvido e
deixando claro que a responsabilidade do sucesso e do fracasso é de todos.

Além de tudo citado, outro objetivo do Coordenador é refletir, juntamente com os


demais professores, sobre as práticas pedagógicas empregadas e o desempenho dos
discentes, sempre visando à definição de ações em busca da melhoria do curso. Neste
sentido e como já foi citado no item sobre a auto-avaliação, são realizadas reuniões
mensais com os representantes de turmas, com a finalidade de ouvir suas demandas,
opiniões e avaliações, gerando um debate democrático em torno destas questões.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
51
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

As atividades operacionais na gestão acompanham as atividades didático-pedagógicas e


vão da elaboração e planejamento do horário de aulas e provas, passando pela
organização de eventos e o atendimento ao professor e ao aluno.

No que se refere às atividades de planejamento do curso deve-se destacar a função


imprescindível na manutenção da sincronia entre o PPC e os demais documentos
Institucionais, como diretrizes curriculares e afins, sempre em busca de uma permanente
atualização.

6.3. Colegiado do Curso


A composição do Colegiado de Curso é regulamentada no Regimento Interno da IES e
existe em consonância com as políticas constantes do PDI e do PPC. O colegiado do
curso de Engenharia Civil é constituído por docentes comprometidos e articulados com
as propostas do PPC e atua de maneira ativa e participativa nas decisões sobre assuntos
acadêmicos e administrativos do Curso.

É realizada uma reunião mensal, em data pré-definida no calendário anual, onde todos
partilham saberes e práticas que possam contribuir com a qualidade do curso. Nestas
reuniões são discutidos assuntos do dia-a-dia de sala de aula, dificuldades apresentadas
por alunos em determinadas disciplinas, problemas administrativos, faltas e suas
justificativas legais, entre outros assuntos de rotina. As retro análises e o perfeito
atendimento aos assuntos prescritos nas ementas também são avaliados, possibilitando
possíveis revisões de carga horária de disciplinas e/ou ratificações das existentes.

O Colegiado do Curso mantém plena articulação com o Conselho Superior, atendendo ao


desenvolvimento de uma política de gestão colegiada, sendo esta uma prática constante
pela administração e alta gestão da IES. No âmbito normativo, a articulação se dá pelo
fato de que o Coordenador Acadêmico é membro permanente do Conselho Superior e do
nosso Núcleo Docente Estruturante (NDE).

No âmbito administrativo, todas as discussões e deliberações ocorridas no Colegiado de


Curso, são homologadas pelo Conselho Superior enquanto instância máxima das

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
52
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

discussões decisórias. Entre tais articulações, pode-se destacar o planejamento e o


controle das atividades dos cursos, a revisão contínua da implantação do PPC e a
garantia de seu cumprimento, a proposição de implantação e desativação de disciplinas
do currículo pleno de acordo com as necessidades de atualização e desenvolvimento do
mesmo, a avaliação de desempenho dos professores do curso, bem como a busca por
novos profissionais que possam vir a integrar o quadro docente do curso.

6.4. Núcleo Docente Estruturante - Composição, Titulação e Regime


de Trabalho
O NDE de Engenharia Civil é composto por 07 (sete) professores efetivos, incluindo o
coordenador do curso, o que corresponde 30% dos docentes do curso. O coordenador
participa ativamente deste núcleo e participou da implantação do curso e do seu
direcionamento até o presente momento. O NDE, criado em Maio/2009, conforme
prescrição do MEC atua efetivamente nas diretrizes do curso. No mais recente trabalho,
de julho/09 a dez/09, foi responsável pela atualização do PPC do curso, conforme
documentado nas atas de reunião específicas. A tabela abaixo resume estes dados.

COMPOSIÇÃO NDE
CH
PROFESSOR TITULAÇÃO Regime
SEMANAL
1 Aluizio Caldas e Silva Mestre 40 Integral
2 Fernanda Araujo Doutor 12 Parcial
3 João Manoel Mestre 12 Integral
4 Luiz Gonzaga Cabral Mestre 14 Integral
5 Marilia Mary da Silva Doutor 4 Horista
6 Sandro Inácio C Cruz Mestre 12 Parcial
7 Karina Dourado Mestre 12 Parcial

É importante destacar que é o NDE reúne-se mensalmente, no mesmo dia e logo em


seguida às reuniões do Colegiado do Curso, objetivando as avaliações contínuas e
permanentes do PPC do curso.

O NDE é composto por 07 (sete) docentes do Curso de Engenharia Civil. Todos os


professores que o compõe possuem titulação Strictu Sensu, sendo que 05 são Mestres
(71% do total) e 02 Doutores (29% do total). A tabela abaixo resume estes dados.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
53
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

QUADRO RESUMO NDE (Titulação)


Doutor 2 29%
Mestre 5 71%
Titulação Especialista 0 0%
Graduado 0 0%
Total 7 100%

O Núcleo docente estruturante (NDE) do Curso de Engenharia Civil é formado por 07


(sete) professores, destes 03 (tres) são contratados em regime de tempo Integral
(43%), 03 (três) em tempo parcial (43%) e 01 (um) como horista (14%). A tabela
abaixo resume estes dados.

QUADRO RESUMO NDE (Regime contratação)


Integral 3 43%
Parcial 3 43%
Regime Contratação
Horista 1 14%
Total 7 100%

Importante destacar que o coordenador do curso está na IES há mais de 05 anos e que
todos os outros componentes possuem pelo menos 02 anos de vínculo com a FAVIP, o
que demonstra o compromisso com a permanência dos docentes do NDE até, pelo
menos, a renovação do reconhecimento do curso. A rotatividade de professores no curso
de engenharia civil é quase nula. Durante estes primeiros 05 (cinco) anos, apenas 02
(dois) professores deixaram a IES, sendo um por razões pessoais e outro em decorrência
de aprovação em concurso público em regime de dedicação exclusiva.

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
54
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

7
7.. IIn
nffrraaeessttrru
uttu
urraa ddee LLaabboorraattóórriiooss

Os laboratórios são constantemente atualizados e novos equipamentos vão sendo


incorporados. Desta forma, a lista atualizada destes equipamentos está disponível em
cada um dos seus locais físicos.

Os manuais de ensaios e as normas e procedimentos de execução, empregadas nas


aulas práticas também estão disponíveis nos ambientes das aulas práticas.

7.1. Ciências Básicas – Laboratório de Informática


Abaixo a relação dos equipamentos disponíveis para o laboratório descrito.

Laboratório de Informática

Áreas de conhecimento: Ciências básicas Área física: 115 m²

Localização: 3º andar do Bloco B Atendimento: 25 alunos

Disciplinas envolvidas: Desenho Arquitetônico I, Informática Aplicada a Engenharia,


Cálculo Numérico

Equipamento: 25 computadores ligados em rede com editores de texto, de planilha,


de slides, linguagens de programação e aplicativos específicos à área de Engenharia,
1 impressora, 1 scanner, DVD, gravador de CD - Acesso à Internet

7.2. Ciências Básicas – Laboratório de Física Experimental


Abaixo a relação dos equipamentos disponíveis para o laboratório descrito.

Laboratório de Física experimental

Áreas de conhecimento: Ciências básicas Área física: 96 m²

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
55
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Localização: Térreo do Bloco A Atendimento: 40 alunos

Disciplinas envolvidas: Física experimental

Equipamentos: Réguas calibradas, Paquímetros, Micrômetros Plano de Packard, Mesa


de forças concorrentes coplanares, Intr. para exp. de forças não concorrentes,
Equipamentos para exp. sobre conservação de energia mecânica, Trilho de ar, Blocos
de Madeira e roldanas(para estudo de atrito). Pêndulo simples, Molas p/ exp. de lei de
Hoke e estudos de MHS, Equip. p/ determinação do momento de inércia, Pêndulo
físico, Pêndulo de torção, Equip. p/ exp. de densimetria, Equip. p/ exp. de ondas
estacionárias, Equip. p/ estudos de acústica, Calorímetros.

7.3. Ciências Básicas – Laboratório de Química Experimental


Abaixo a relação dos equipamentos disponíveis para o laboratório descrito.

Laboratório de Química experimental

Áreas de conhecimento: Ciências básicas Área física: 160 m²

Localização: 3º andar do Bloco B Atendimento: 40 alunos

Disciplinas envolvidas: Química Tecnológica geral

Equipamentos: Microcomputador com impressora, Estufas, Fotocolorímetro, Balanças


Analíticas, Balanças de precisão, Voltímetros, Multímetros, Potenciômetros,
Viscosímetros, Deionizadores, Destilador, Termômetros, Balões volumétricos, pipetas,
buretas, frascos de Erlenmeyer, becheres,etc, Dessecadores, Centrífuga, Bomba de
Vácuo, Reagentes: Ácido Sulfúrico, Soluções de cloreto de sódio, ácido clorídrico,
cloreto de potássio, cloreto de cálcio, cloreto ferrico, dicromato de potássio, etc.
Espectrofotômetro

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
56
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

7.4. Engenharia Aplicada – Laboratório de Fenômenos de Transporte


e Hidráulica
Abaixo a relação dos equipamentos disponíveis para o laboratório descrito.

Laboratório de Fenômenos de Transportes e Hidráulica

Áreas de conhecimento: Engenharia Aplicada Área física: 96 m²

Localização: Térreo do Bloco A Atendimento: 40 alunos

Disciplinas envolvidas: Fenômenos de Transportes e Hidráulica

Equipamentos:

7.5. Engenharia Aplicada – Laboratório de Eletrotécnica


Abaixo a relação dos equipamentos disponíveis para o laboratório descrito.

Laboratório de Eletrotécnica

Áreas de conhecimento: Ciências de Engenharia Área física: 96 m²

Localização: Térreo do Bloco A Atendimento: 40 alunos

Disciplinas envolvidas: Física III, Eletrotécnica Geral e Instalações Elétricas.

Equipamentos: voltímetros, amperímetros, wattímetros, medidores de diferença de


fase, painéis de instalações elétricas, motores, bomba, chaves inversoras, contactores

7.6. Engenharia Aplicada – Laboratório de Mecânica dos Solos


Abaixo a relação dos equipamentos disponíveis para o laboratório descrito.

Laboratório Mecânico dos Solos

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
57
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Áreas de conhecimento: Engenharia Aplicada - Geotecnia Área física: 150 m²

Localização: Hall tecnológico Atendimento: 25 alunos

Disciplinas envolvidas: Mecânica dos Solos I e II, Fundações

Equipamentos: Quarteadores de amostras, Picnômetros, Balanças de precisão,


Balanças, Bico de Bunsen, Fogareiro, Estufa, Termômetros; Densímetros; Réguas
biseladas, Umidímetro tipo Speedy, Série de Peneiras, Peneirador elétrico, Aparelhos
de Casagrande com cinzéis (elétrico e manuais), Placa de vidro esmerilhada,
Secadores de cabelo, Aparelho de proctor, Moldes cilíndricos CBR e Proctor (com
cilindro, colar e base), Soquetes (CBR e Proctor), Extrator hidráulico de amostras,
Peso anelar de aço para CBR Anel e disco espaçadores para CBR, Tripé porta
extensômetro para CBR, Extensômetro Prensa manual para CBR, Permeâmetro de
carga variável, Permeâmetro de carga constante, Células para ensaio de
permeabilidade, Aparelho para adensamento com seu suporte, Jogos de pesos para
ensaio de adensamento, Células para ensaio de adensamento (diâmetros 53, 79 e 104
mm), Equipamento para ensaio de equivalente de areia; Bandejas de alumínio e
chapa de ferro, Almofarizes de porcelana, Cápsulas de alumínio, Amostras de solos,
Amostras de rochas, Diversos utensílios de laboratório: espátulas, pinças, mão de gral,
marretas, pipetas, buretas, provetas, suportes de aço, frascos para conservação de
amostras, recipientes diversos, funil, pincéis para limpeza, papel absorvente, filtros,
etc

7.7. Engenharia Aplicada – Laboratório de Tecnologia e Materiais de


Construção
Abaixo a relação dos equipamentos disponíveis para o laboratório descrito.

Laboratório de Tecnologia e Materiais de Construção

Áreas de conhecimento: Engenharia Aplicada – Construção civil Área física: 150 m²

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
58
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Localização: Hall tecnológico Atendimento: 25 alunos

Disciplinas envolvidas: Materiais de Construção I e II, Tecnologia da Construção I e II,


Patologia e Durabilidade da Construção, Concretos e Argamassas.

Equipamentos: Prensa modelo EMIC PCE de 1200 kN de capacidade, Misturador


mecânico de argamassa modelo AG- EMIC com capacidade de 5 litros, Balança
Eletrônica, Digital com capacidade 5000 g com dispositivo para pesagem hidrostática,
Estufa, Aparelho de Blaine para determinação de superfície específica do cimento,
Betoneira, Cone de Abrams, Mesa a choque, Aparelho para determinação do volume
de água exsudada, Moldes para corpos de provas (5x10, 10x20 e 15x30) cm,
Equipamentos para moldagem de corpos de provas, Dispositivos para capeamento dos
corpos de provas, Câmara úmida, Diversas prensas manuais de diversas capacidades,
Peneiradores elétricos, Series de Peneiras, Aparelhos de Vicat com agulhas e sonda de
Tetmajer, Agulhas Le Chatelier; Picnômetros; Frascos Le chatelier, Balanças com
capacidade diversas, Diversos paquímetros e réguas, Cápsulas de porcelana, Vidrarias
diversas, Termômetros, Cronômetros, Medidor de umidade relativa do ar. Durômetros
(lab. de Metalografia e Tratamentos Térmicos - Eng. Mecânica); Amostras de
materiais (cerâmica, concreto, aço, madeira, etc..), Diversos materiais de laboratório:
espátulas, pipetas, frascos para conservação de amostras, recipientes diversos, funil,
pincéis para limpeza, papel absorvente, etc... Diversos materiais de consumo:
cimento, areia normalizada, agregados miúdos e graúdos, aditivos, adições, etc.

7.8. Engenharia Aplicada – Laboratório de Topografia e Materiais


Betuminosos
Abaixo a relação dos equipamentos disponíveis para o laboratório descrito.

Laboratório de Topografia e Materiais Betuminosos

Áreas de conhecimento: Engenharia Aplicada – Transportes Área física: 150 m²

Localização: Hall tecnológico Atendimento: 25 alunos

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
59
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Disciplinas envolvidas: Topografia I e II, Estradas I e II.

Equipamento: Taqueômetros, Teodolitos, Níveis, Miras, Planímetros

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
60
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

A
Anneexxooss

Ementas das disciplinas

Manual de Estágio da FAVIP

Regulamento do TCC

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br
61
Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP
Engenharia Civil
Autorizado pela Portaria Nº 2.472 de 11.07.2005 publicada no D.O.U. em 12.07.2005

Av. Adjar da Silva Casé, 800 Indianópolis. CEP: 55.024-901 Caruaru, Pernambuco – Brasil. Fone: +55 81 3723 8080
Coordenação: Prof. Aluízio Caldas - E-mail:aluízio.caldas@favip.edu.br – Sítio WEB: http://www.favip.edu.br