Você está na página 1de 5

CENTRO DE UNIVERSIDADE DE ITAJUBÁ – FEPI

Curso de Engenharia Civil

Rômulo Renó Faria

Laboratório de materiais de construções.

Atividade avaliativa apresentada ao Professor Luciano Barbosa para obtenção


de nota parcial do 2° bimestre na disciplina de materiais de construções do
curso de Engenharia Civil do Centro Universitário de Itajubá – FEPI.

Itajubá
2021
Trabalho relacionada a todo conteúdo da
matéria de materiais de construções
apresentado ao Curso de Engenharia Civil
do Centro Universitário de Itajubá- FEPI
como requisito parcial para obtenção de
nota referente ao primeiro bimestre

Professor: Luciano Barbosa.

ITAJUBÁ
2021
Introdução
Foi feito um experimento sobre a NBR NM 53, com o propósito de determinar a
massa específica do agregado graúdo, no qual será usado no concreto.
Materiais do ensaio
 Balança mínima 10Kg com resolução de 1g.
 Água.
 Forma de alumínio.
 Agregado graúdo
 Estufa
 Balde
 Adaptador para balança
 Cesto vazado

Desenvolvimento
Coletar a amostra segundo a norma NM26 e NM27. Lavar a amostra,
eliminando o pó ou qualquer outro material que possa estar na superfície do
agregado. Coloque em uma forma com água para a saturação. Após a
saturação, retira-se a água e com um pano retira-se o excesso de água visível
que venha a ficar no agregado, deixando-o com a aparência de fosco, pesá-la
imediatamente após ser enxugada. Após, colocá-la no cesto com o adaptador
para a balança e pesar a amostra submergindo-a no balde com água a (23 ±
2)°C. Após, colocar em uma estufa com temperatura de (105 ± 5)°C . Deixe
esfriar até a temperatura ambiente e fazer a pesagem do agregado seco.

Dados sobre o ensaio:

Amostra 1:
ms = 3210 g
ma = 2045 g
m = 3195 g

Amostra 2:
ms = 4360 g
ma = 2800 g
m = 4340 g

Fórmulas
Massa específica do agregado seco.
d=m/(ms−ma)
Onde:
 d - é a massa específica do agregado seco, em gramas por centímetro
cúbico;
 m - é a massa da amostra seca em estufa, determinada segundo 7.3,
em gramas;
 ms - é a massa ao ar da amostra na condição
 saturada superfície seca, em gramas;
 ma - é a massa em água da amostra, em
 gramas.

Massa específica do agregado na condição saturado superfície seca.


ds=ms /(ms−ma)
Onde:
 ds - é a massa específica do agregado na condição
 saturado superfície seca, em gramas por
 centímetro cúbico;
 ms - é a massa ao ar da amostra na condição
 saturada superfície seca, em gramas;
 ma - é a massa em água da amostra, em
 gramas.
Massa específica aparente.
da=m/(m−ma)
Onde:
 da , é a massa específica aparente, em gramas
 por centímetro cúbico;
 m , é a massa ao ar da amostra seca em estufa em gramas;
 ma , é a massa em água da amostra saturada, em gramas.

FINALIDADE
Conhecer a massa específica do agregado graúdo a fim de determinar a sua
utilização no concreto

Conclusão
Amostra 1
d = 2742 cm³
ds = 2755 g/cm³
da = 2778 g/cm³
Amostra 2
d = 2782 cm³
ds = 2795 g/cm³
da = 2818 g/cm³

Referencias
NBR NM 26
NBR NM 27
NBR NM 53