Você está na página 1de 10

ESCUDO DE OURO E BRONZE

ASSIM DIZ O SENHOR: VÓS ME DEIXASTES A MIM, PELO QUE TAMBÉM VOS DEIXAREI

NAS MÃOS DE SISAQUE, (2CR.12.6)

Roboão impede que Sisaque destrua Judá, oferecendo ao faraó todos os tesouros e utensílios
da Casa do Senhor, assim como também os tesouros de seu pai em troca da paz. Junto a esse
grande tesouro estavam 300 ESCUDOS DE OURO que simbolizavam a glória do Senhor e as
grandes bênçãos. Os escudos eram usados para saudar o rei, todas as vezes que Salomão
entrava ou saia de seu palácio, ou se dirigia ao Templo, sua guarda se enfileiravam e o rei
passava entre os escudos de ouro! Os escudos também simbolizavam PROTEÇÃO DE DEUS.
Judá era uma nação teocrática.( O rei era o representante de Deus). Os escudos de ouro,
refulgiavam(brilhar,resplandecer) os reflexos divinos no momento do ritual. Lembramos que
naquele tempo, era desonra e humilhação um guerreiro grego retornar após uma batalha sem
o seu escudo.

Quando isso acontecia, preferiam tirar suas próprias vidas do que voltarem de mãos vazias!
Roboão não tinha mais ouro para fazer novos escudos, então mandou fazer escudos de
BRONZE, não se importou com a ordem que Deus tinha dado a seu pai: fazer escudos de
OURO! Aplicou a velha filosofia: QUALQUR COISA SERVE, NÃO TEM OURO, VAI BRONZE
MESMO!!.

I - FABRICAÇÃO DO ESCUDO E AS SUAS FUNÇÕES

1. Os materiais do escudo: O escudo era feito de bronze ou no caso de Salomão que tinha
300 escudos de ouro para adorno, empregando em cada um três quilos de ouro. (2 Cr 9.16) Fez
também trezentos escudos de ouro batido; trezentos siclos de ouro mandou pesar para cada
escudo. E o rei os pôs na Casa do Bosque do Líbano.

2. A cor e o revestimento: O escudo era revestido de couro tingido de vermelho, que causava
espanto no inimigo. (Na 2.3) Os escudos dos seus fortes serão vermelhos, os homens valorosos
estarão vestidos de escarlate, os carros como tochas flamejantes no dia da sua preparação, e
os ciprestes serão terrivelmente abalados.

3. O tamanho do escudo: Aproximadamente 70 centímetros de alto, caso fosse necessário


apenas se defender, os soldados podiam muito bem se abaixar e deixar o escudo em pé,
formando um muro.
II – TRÊS COISAS SÃO OS NOSSOS ESCUDOS NA BIBLIA.

1. A fé é o nosso escudo de defesa: (Ef 6.16) embraçando sempre o escudo da fé, com o qual
podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Precisamos colocar a Fé na frente de
todas as circunstancias como nosso escudo, para nos proteger dos ataques do inimigo, seu
ataque principal é a incredulidade.

2. A sabedoria é nosso escudo de equilíbrio: (Ec 7.12) Porque a sabedoria serve de defesa,
como de defesa serve o dinheiro; mas a excelência do conhecimento é que a sabedoria dá vida
ao seu possuidor. Sabedoria neste caso é aquela habilidade de entrar e sair de uma
circunstância sem se misturar, sem se comprometer com a injustiça, é um verdadeiro
equilíbrio.

3. Deus é nosso escudo de proteção: (2 Sm 22.3, 31 e 36) Deus é o meu rochedo, nele
confiarei; o meu escudo, e a força da minha salvação, o meu alto retiro, e o meu refúgio. O
meu Salvador, da violência me salvas. (v.31) O caminho de Deus é perfeito, e a palavra do
Senhor refinada; e é o escudo de todos os que nele confiam. (v.36) Também me deste o
escudo da tua salvação, e pela tua brandura me vieste a engrandecer. Foi escudo para Abraão:
(Gn 15.1) Depois destas coisas veio a palavra do Senhor a Abrão em visão, dizendo: Não temas,
Abrão, eu sou o teu escudo, o teu grandíssimo galardão.

III – O MANEJO DO ESCUDO

1. Usava-se no braço esquerdo: O braço esquerdo eram o responsável de segurar o escudo e


com o direito se usava a lança ou a espada. A região do corpo que era maiormente protegida
com o escudo é na altura do peito onde está o coração e na cabeça, onde está a visão.

2. Soldado com um só olho: Um soldado com apenas o olho esquerdo aumentaria o alvo do
inimigo, pois estariam à cabeça alguns centímetros mais fora do escudo (1 Sm 11.2) Porém
Naás, amonita, lhes disse: Com esta condição farei aliança convosco: que a todos vos arranque
o olho direito, e assim ponha esta afronta sobre todo o Israel.

3. Pastor de um só olho: (Zc 11.17) Ai do pastor inútil, que abandona o rebanho! A espada
cairá sobre o seu braço e sobre o seu olho direito; e o seu braço completamente se secará, e o
seu olho direito completamente se escurecerá.

4. Prepara o teu escudo: (Jr 46.3) Preparai o escudo e o pavês, e chegai-vos para a peleja.
Todo soldado deve estar preparado com o seu escudo. Pois a batalha é eminente. O escudo
não pode ficar sem uso, senão enferruja, caso ele não seja ungido.

IV - UNTAI OS VOSSOS ESCUDOS


1. A unção de escudos: Os escudos eram untados de óleo, cumprindo um propósito do
especial de fazer resvalar às flechas e deslizar os golpes sobre eles.

2. A unção de ovelhas: Igual que a unção na cabeça do bode, cumpria dois propósitos:
impedir que mosquitos sentassem na cabeça do animal, pois eles não conseguem pastar com
zumbido de insetos nos seus ouvidos. Caso ocorresse uma briga, a unção fazia resvalar a
cabeça um do outro e desta forma não continuavam a briga. (Sl 23.5) unges-me a cabeça com
óleo.

3. O escudo era guardado ungido: (Is 21.5) Levantai-vos, príncipes, untai o escudo. (RA) O
escudo deveria permanecer untado de óleo, não era uma questão de fazer de última hora. O
escudo deveria permanecer ungido todo o tempo, só os néscios deixam para fazer isso encima
da hora, como as virgens insensatas que deixaram para comprar óleo para as suas lâmpadas de
última hora: (Mt 25.10) E, saindo elas para comprar, chegou o noivo, e as que estavam
apercebidas entraram com ele para as bodas; e fechou-se a porta.

4. Há unção no teu escudo? A unção de Espírito Santo é fundamental nesta guerra espiritual
para sairmos vitoriosos de cada etapa.

5. Onde está o teu escudo? Ao ver um escudo se pode perceber nitidamente se está sendo
usado chega estar brilhoso, ou de está guardado sem unção, completamente enferrujado

“Tomando, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados
do maligno” – Efésios 6:16.

6. o escuro tem que estar encharcado de agua(Espírito Santo) antes de irem para uma batalha
eles encharcavam seus escudos na agua, quando as flechas os dardos inflamados (fogo)
atingiam o escudo eram apagados.Nossa vida tem que estar cheia do Espírito Santo de Deus,
para enfrentarmos as batalhas.

Em toda guerra espiritual o versículo Efésios 16:6 é um dos pontos centrais para os cristãos e
entende-lo completamente pode ser o diferencial para aqueles que saem vitoriosos na batalha
contra as forças das trevas. Neste versículo Paulo cita uma das mais poderosas armas de Deus
e uma das mais terríveis armas de Satanás contra nós. Veremos detalhadamente esse assunto,
o qual é de suma importância para nosso crescimento como servos de Deus.

Comecemos com as seguintes perguntas: que dardos são esses que Paulo menciona? Como o
inimigo lança tais dardos? Em primeiro lugar a maior parte da batalha espiritual que passamos
não ocorre do lado de fora dos nossos membros, mas dentro de nós! É na mente que as
grandes batalhas se travam e os dardos inflamados do adversário são costumeiramente
lançados lá. O inimigo lança, continuamente, setas de dúvida, setas de medo, setas de ciúmes
(obsessão), setas de perturbação e confusão, setas de maldade e malícia tais como ninguém,
em sã consciência, conseguiria imaginar.
O inimigo é um estrategista e sabe como atacar cada um de nós. Ele não é onisciente, mas
através de seus soldados, observa cada pessoa, buscando em sua vida brechas por onde possa
atacar seus dardos. Ele não sabe o que se passa em sua mente (pois somente Deus tem essa
capacidade), mas pode saber se está logrando êxito em algum ataque pela reação esboçada
pela pessoa que é atingida. Ele não pode ler sua mente, mas pode, por exemplo, “soprar” uma
idéia suja nela, um pensamento estranho à sua real vontade, tentando convencê-lo daquilo
que você talvez nunca desejou.

Já li relatos de pessoas, as quais, sofrendo tais ataques, voltaram-se contra filhos, para os
matar, porque continuamente havia uma “vozinha” em suas mentes dizendo que deveriam
fazer isso. Outros, em ataques de ciúmes, voltam-se contra os cônjuges, porque ouvem uma
“vozinha” dizendo-lhes que existe uma traição escondida ou, então, que a mulher está saindo
demais e é bom o marido vigiá-la de perto. Assim surgem complexos, traumas, obsessões e,
em casos mais graves, homicídios e suicídios.

Há também os pensamentos de conteúdo negativo, violento ou sexual, que trazem grande


angústia para muitos servos de Deus. As pessoas começam a sentir-se afastadas de Deus,
longe da comunhão com Cristo, vazias do Espírito Santo e perdidas com relação à fé. Tais
pensamentos surgem como ondas, indo e vindo em diversos momentos, às vezes de forma
mais fraca, outras de forma muito forte e constante. Pensamentos de blasfêmia e envolvendo
a sexualidade aterrorizando as pessoas que sofrem esses ataques, fazendo-as desejar até
mesmo a morte.

Leiam o livro OS TRÊS CAMPOS DE BATALHA de Francis Frangipane. Nas pag.31 e 32 diz algo
muito interessante.

Em Rm 5:1 Quando satanás investe contra você, ele tenta engana-lo, desviando-lhe a atenção
para sua justiça própria. Quanto mais reconhecermos que somente Jesus é a nossa justiça,
menos o adversário nos assaltará mostrando nossas faltas.

Quando o acusador procurar condena-lo ou soprar em seus ouvidos, por não ter amor
suficiente, sua resposta deve ser: ”Isso é verdade, eu não tenho amor suficiente, meu amor é
imperfeito mas tenho uma Deus de amor, e peça que o amor e o perdão de Cristo substituam
seu amor fraco e imperfeito e te enche do amor dEle em você.

Quando satanás procurar condena-lo pela impaciência, novamente sua resposta deve ser: “
Sim, na minha carne sou muito impaciente, mas, como nasci de novo, Jesus é minha justiça, e
por seu sangue sou perdoado e lavado.” Volta-te novamente para Deus, use a acusação como
lembrete de que você não está em pé diante do trono de julgamento, mas, sim, do trono da
graça, que o capacita a aproximar-se corajosamente de Deus para obter ajuda ( Hb 4:16)
sempre que o acusador vier com qualquer sugestão contrária a de Cristo repreenda e use para
pedir ajuda na sua falta, mas nunca acredite na voz do diabo. A força da humildade é grande a
ponto de construir uma defesa espiritual em volta de sua alma, impedindo que a disputa, a
competição e muitas irritações e sofrimentos da vida lhe roubem a paz, um meu vital para
derrotar esses dardos do diabo é a humildade. HUMILHAR-SE É RECUSAR DEFENDER SUA
IMAGEM.
O reino de Salomão aponta profeticamente para a Obra do Espírito Santo. Tudo que o Espírito
tem realizado nos têm sido entregue como herança. Nós temos sido escolhidos para guardar
os tesouros do templo (as bênçãos da igreja) e os tesouros do palácio do rei (as bênçãos do
nosso coração). O Espírito Santo nos tem concedido todos os recursos necessários para a
realização da Obra. Os Escudos de Ouro representam tudo aquilo que o Espírito Santo tem
realizado nas nossas vidas para nos dar segurança e revestir de poder, a fim de cumprirmos a
vontade do Senhor. O Batismo com o Espírito Santo, os Dons Espirituais, os frutos do Espírito
Santo, as experiências de uma vida de fé, são operações do Espírito Santo que visam o
crescimento e o aperfeiçoamento da nossa vida espiritual. Deste modo, um escudo de ouro vai
se formando no nosso interior a cada dia.

O adversário, no entanto, tem procurado agir como o rei do Egito agiu. Ele procura uma
oportunidade para atacar e se apoderar dos tesouros e dos escudos de ouro que o Senhor nos
deu. Se não vigiarmos ele poderá fazer isso, e se conseguir, a situação se torna muito difícil.

Nós temos visto muitos que tiveram seus tesouros saqueados e seus escudos roubados. A
situação destas pessoas é lastimável, pois ao invés de lutarem para recuperarem tudo que
perderam, elas simplesmente se acomodaram, passando a viver uma vida espiritual sem
expressão alguma, sem profundidade, sem o poder do Senhor em suas vidas, afastadas da
igreja e mergulhadas na frieza espiritual.

O que aconteceu com essas pessoas é que elas, após perderem seus Escudos de Ouro, fizeram
para si Escudos de Bronze, um metal inferior ao ouro, mais barato, menos belo e que
comparado com um escudo de ouro, não motiva ninguém a preservá-lo. O escudo de bronze
representa uma vida espiritual de qualidade inferior, sem testemunho, sem profundidade, sem
ânimo, sem motivação... uma vida de aparências.

Quando a pessoa perde a comunhão com o Senhor, passa a viver uma vida espiritual
inexpressiva. Ela assume uma posição de comodismo, transferindo sempre a responsabilidade
de sua situação para os outros (os guardas do palácio), esperando que façam em seu lugar
aquilo que lhe compete. Ela passa a não participar dos cultos e reuniões da igreja e espera que
os outros orem por ela, façam madrugadas, visitas de assistência, etc.

É certo que não devemos abandonar aqueles que estão passando por dificuldades, mas a
atitude passiva de alguns se torna um obstáculo para sua recuperação, mesmo quando
assistidos.

DEUS NAQUELE MOMENTO PARA ROBOÃO REPRESENTAVA “NINGUEM”.

Esse tipo de raciocínio, é desprezar o próprio DEUS, leva o homem ao conformismo, mata-lhe
o estímulo de adorador, temor e o reduz a nada.

APLICAÇÃO:
I - EM LUGAR DO OURO DA CONTRIBUIÇÃO ENTREGAMOS O BRONZE DA DESCULPA- quem
não quer dar o dízimo, INVENTA desculpas:

Tem crente roubando o SENHOR. Trocando o ouro da oferta, do dízimo, pelo bronze da
desculpa.

II - EM LUGAR DO OURO DA COMUNHÃO, OFERECEMOS O BRONZE DO LAZER – o lazer não é


condenável, todo o ser humano precisa de lazer, senão enlouquece. No domingo preferem o
passeio, o cinema, a TV, Shopping. Em vez da leitura da palavra de DEUS, procuram leitura das
páginas de esporte do jornal de domingo, Assiste 3 filmes, que dura 4 horas e meia de uma só
vez, mas não tira 3 minutos para Deus.

III - EM LUGAR DO OURO DA SALVAÇÃO OFERTAMOS O BRONZE DAS FACILIDADES – Igrejas


que se preocupam com a sofisticação de seus cultos, elaboram pregações com ricos
pensamentos de prosperidade, muita música, mais parece um show gospel. Até fazem tremer
os corações dos crentes. Esquecem do ouro da reverência, da unção, do poder. CULTOS QUE
IMPRESSIONAM, MAS NÃO TRANSFORMAM.

IV - EM LUGAR DO OURO DO TESTEMUNHO, DAMOS O BRONZE DA VERGONHA

EM LUGAR DO OURO DO SERVIÇO, ENTREGAMOS O BRONZE DA ILUSÃO - Somos na maioria


irresponsáveis no trabalho da casa do Senhor. Nos contentamos com qualquer resultado. O
comodismo nos faz abandonar o ouro do serviço e abraçar o bronze de pequeninos trabalhos,
e achamos que fazemos muito!.

Quando há fidelidade e obediência a Deus, o ouro prevalece. Busquemos o ouro sempre. Não
nos afastemos de Deus nem nos contentemos em agradá-lo pela metade. Sejamos
representantes HUMILDADE E ARREPENDIMENTO SEMPRE TRAZEM LIVRAMENTO: (v. 6-7):
“Então, se humilharam os príncipes de Israel e o rei e disseram: O SENHOR é justo. Vendo,
pois, o SENHOR que se humilharam, veio a palavra do SENHOR a Semaías, dizendo:
Humilharam-se, não os destruirei; antes, em breve lhes darei socorro, para que o meu furor
não se derrame sobre Jerusalém, por intermédio de Sisaque”. Quando somos avisado por Deus
de nosso mau caminho, e em nosso coração nos humilhamos e nos arrependemos, isso
provoca um livramento instantâneo. A um coração contrito e quebrantado Deus sempre dá
atenção. que brilham como o ouro e não como o bronze.

(Isaías 21.5)

Põe-se a mesa, estendem-se tapetes, come-se e bebe-se. Levantai-vos, príncipes, untai o


escudo. (RA) Na continuação o mesmo texto na Linguagem de Hoje para favorecer o nosso
entendimento.

O escudo é uma arma defensiva num conflito bélico igual que a fé num conflito espiritual.
Duas coisas podem ser úteis na garantia de uma vitória a fé e a unção. São sinônimos de
escudo: broquel, égide, pavês.

A Palavra narra no livro de II Crônicas, no capítulo 33, a experiência do rei Manassés. Ele
perdeu a comunhão com o Senhor de tal maneira que desceu ao fundo do abismo de sua vida
espiritual. Mas quando despertou para sua real situação, buscou a face do Senhor,
profundamente arrependido, e foi restaurado em tudo no reino de Israel II Cro 33: 12, 13).

A característica principal do ministério do Senhor Jesus foi revelada pelo profeta Isaías quando
ele disse: “A cana trilhada não quebrará, nem apagará o pavio que fumega...” (Is 42: 3). Na
verdade todo o esforço do Senhor esteve em recuperar o homem, em erguê-lo, colocando-o
no Caminho. Nós precisamos entender que a fraqueza está em nós, mas a força e o poder para
nos sustentar está no Senhor.

Escudos de ouro ou de Bronze - Sisaque e Roboão. (1 Rs.14:25-28)

"No quinto ano de Roboão, Sisaque rei do Egito veio contra Jerusalém ..."V.25

1) O Egito é contra Jerusalém. (1 Rs.14:25)

A primeira verdade deste texto é que desde os tempos de Moisés o Egito sempre se opõe a
Israel.

Foi assim no passado e ainda hoje.

O Egito é inimigo e um forte aliado dos inimigos e de Israel.

1.1) O Egito e a idolatria.

Deus Râ. Termutis a deusa serpente. O próprio Faraó, adorado pelo povo

A ordem de Deus é:

Separem-se dos Egípcios. (Ed.9:1) Tiago 4:4

Nos dias de Davi, Benaia ganhou fama em Israel ao matar um gigante egípcio. (2 Sm 23:21)

1.2) O Egito e a altivez.

Na bíblia, em especial no V.T, o Egito antigo é símbolo de: Idolatria,altivez,devassidão e


mundanismo.

No V.T. os Faraós zombaram de Jeová. (Gn.5:1,2)

Se intitulavam deuses na terra e as famosas pirâmides do Egito foram erguidas para


"imortalizá-los".

2) Sisaque, rei do Egito Satanás peleja contra a igreja de Jesus.

As portas do inferno não prevalecerão contra a igreja.(Mateus 16:18)

2.1) Sisaque desmoralizou Israel e Roboão ao roubar e saquear o templo a casa do rei Roboão.

(1 Rs.14:26)
Sisaque levou os tesouros da casa de Deus, inclusive os escudos de ouro que Salomão fizera.
V.26

2.2) A dignidade nacional estava nos escudos de ouro.

Os escudos de ouro representavam a dignidade e a honra do exército de Israel.

2.3) Eram 500 escudos de 7 quilos confeccionados do mais puro ouro.

Juntos pesavam 3.500 quilos. (A R$60,00 o grama)

200 milhões de Reais seria hoje o valor destes escudos.

Salomão os fez como prova de amor e honra a JEOVÁ!

3) Roboão, filho de Salomão, afrouxou diante de Sisaque.

A postura de Roboão diante do faraó Sisaque foi de medo e frouxidão.(Covardia mesmo)

Roboão estava enfraquecido pela divisão do reino (Israel e Judá) e era frouxo!

O bronze servia de espelho para as mulheres.

Ao invés de lutar pelos escudos de ouro que Sisaque levou, Roboão preferiu trocá-los por
escudos bronze. (GENÉRICOS)

Como rei ele poderia ir até o Egito com seus exércitos e recuperar os escudos de ouro que
representavam a dignidade do exército de Israel. O Ouro fala de nobreza, pureza e realeza.

4.1) Que tragédia!

Ao trocar ouro por bronze Roboão revelou seu caráter medíocre!

O cobre diante do ouro nada vale.

Não troque seu escudo de ouro pelo falso. ) Não troque o legítimo pelo ilegítimo.

Marido, esposa, filhos.

5) AS COISAS PRECIOSAS TEM UM PREÇO.

PRECISAMOS RECONHECER E VALORIZAR AS COISAS E AS PESSOAS PRECIOSAS.

Precisamos aprender a pagar o preço real das coisas.

Repito: As coisas preciosas tem um preço!


Importante:

Deus só entrega sementes a quem semeia. (2 Co.9:10)

(Pv.11:24,25.Lc.6:38 e At.20:35)

5.3) Quem tem espirito de "escudo bronze" troca o original pela genérico.

Davi e Araúna. (2 Samuel 24:18)

NÃO OFERECEREI AO SENHOR SACRIFÍCIO QUE NÃO ME CUSTE NADA.

"Os Navios virão de longe e trarão prata e ouro para santificar o nome do SENHOR TEU
DEUS" ...(Isaías 60:9)

Não troque sua unção por nenhum prato de lentilhas.

Não venda sua unção por dinheiro ou esquemas do mundo. Conserva-te a ti mesmo puro. (1
Tm.5:22)

Outros são meramente religiosos, pois só ficam na superficialidade.

Não entregam todas as áreas da vida

São crentes de bronze.

NAO TER TEMPO PARA DEUS É PURA PERDA DE SEU TEMPO.

LUTE POR SEUS ESCUDOS DE OURO!

Não troque OURO POR BRONZE.

Você que teve os escudos roubados venha buscá-los de volta no altar de Deus.

Renove sua fé e seu compromisso com DEUS.

Volte ao primeiro amor. (Ap.2:4)

Enfrente Sisaque na força do SENHOR.

Humilha-te diante do SENHOR e reconheça seu erro.

(Pv.28:13) (1 Jo.1:9, 2:1)

Humilha-te diante do SENHOR. (1 Pd.5:6)

Faça com fez o filho pródigo.

(Lc.15:11-24)v.18 levantar-me-ei...
Hoje é o dia de você se levantar. ( Mq. 7:8,9)

Busque hoje o teu escudo de ouro, tua unção de volta e tua chamada.

Você terá dupla honra, sandália, anel e o beijo do pai.

(Is.61:5-7)(Lc.15:20-22)Ler.

Há um trono de graça e misericórdia armado aqui. (Hb.4:15,16)

Busque hoje, agora, os seus escudos de ouro.

- Permaneça na consagração, na oração, na adoração e na palavra.

A palavra de Deus é ouro!(Esdras 7:10)

Leia, pratique-a e ensine-a.

"Aquele que ensinar a palavra será chamado grande no reino dos céus." (Mateus 5:19)

Jamais falte óleo na tua cabeça. (Ec.9:8)

Adore em meio a crise como fez Habacuque (Hc.3:17,18)

Adore no deserto pois ele é escola de Deus para te humilhar- te provar saber o que está no teu
coração e afinal te fazer bem. (Dt. 8:2,3,16)

Suporte os sofrimentos e as provações. ( Rm.8:18)

Saiba que Deus nos prova para aprovar.

Você passará pelo deserto, mas não ficará no deserto.

Você romperá e passará pela porta da honra. (Mq.2:13)

Você passará pelo fogo, mas ele não te queimará. (Is.43:1-3)

Deus tem pensamentos de paz para você. (Jr. 29:11-13)

MANTENHA DIANTE DO TEU DEUS.

- PAIXÃO DE OURO.

- MOTIVAÇÃO DE OURO.

- AMOR DE OURO.

- DEDICAÇÃO DE OURO AO SEU DEUS

Você também pode gostar