Você está na página 1de 4

CURSO: DIREITO 

06/10/2021 – 08:00 
Data da  Devolução 06/10/2021 – 23:59 
TURMA  MAPA DE NOTAS  PC ME NOTA FINAL 

• Prova composta de 1 questão discursiva dividida em 3 questões


abertas  valendo 2 pontos cada, e 4 questões objetivas valendo 0,5
pontos cada uma. • Proibido fazer a prova em duplas ou grupos; 
• O plágio detectado será penalizado com nota 0,0; 
• Horário de início: 08:00 até 23:59 do mesmo dia. 
• A prova respondida deverá ser devolvida pelo Classroom. 

QUESTÃO 1 – DISCURSIVA (2 PONTOS CADA QUESTÃO,


TOTAL 6  PONTOS) 

Pedro que é metalúrgico, após participar da Assembleia Geral do


Sindicato dos  Metalúrgicos de Sergipe – SMS, ficou sabendo da
possibilidade de ser contratado  pela Ford do Brasil. A Diretoria do Sindicato
explicou que o acordo realizado com a  Ford do Brasil, abriria 2 mil vagas
de trabalho, com salário fixado em R$ 2.500,00. 
Pedro que já estava desempregado há 7 meses, aceitou a proposta e
enviou seus  documentos para o Recursos Humanos. Passados 20 meses,
Pedro foi dispensado  sem motivo e ao receber sua Carteira de Trabalho e
Previdência Social -CTPS,  percebeu que seu contrato havia sido renovado
por 3 vezes, com períodos fixos de  8 meses, porém neste último contrato,
ele teria sido dispensado no 4º mês,  recebendo na sua rescisão todas as
verbas que ele entendia ser de direito. Porém,  após cerca de 20 dias, em
conversa com seu sobrinho, recém-formado em Direito,  Pedro ficou
sabendo que seu FGTS depositado era de 2% e não 8% conforme a Lei 
8.036/90 art. 15 o que deixou seu sobrinho irritado, além disso, ele teria
direito há  pelo menos R$ 5.000,00 de multa, visto que a Ford havia lhe
dispensado antes do  prazo fixado ou em outra hipótese que o contrato do
seu tio, estaria contrário ao  ordenamento jurídico trabalhista e que seu
contrato há muito tempo já havia se  transformado em um contrato de
trabalho normal e por isso a Ford lhe devia  também o aviso prévio no valor
de R$2.500,00. Em uma possível ação judicial 
movida por Pedro contra a Ford do Brasil. Na posição de advogado da
empresa  responda: 

1- Com base nos depoimentos do sobrinho de Pedro, elabore de


forma  fundamentada a tese de defesa da Ford, frente ao pedido de
transformação do  Contrato de Trabalho de Pedro em contrato de trabalho
normal; 
2- Com base nos depoimentos do sobrinho de Pedro, elabore de
forma  fundamentada a tese de defesa da Ford, frente ao pedido de multa
no valor de R$  5.000,00 de Pedro, explicando inclusive do que se trataria
esta multa; 
3- Com base no caso acima, fundamente juridicamente, qual o tipo de
contrato  de contrato de trabalho exercido por Pedro e com base no
contrato de trabalho  estipulado, ainda na posição de advogado da Ford,
demonstre de forma jurídica, se  o sobrinho de Pedro, estava correto ou
não quanto a cobrança errada de FGTS. 

QUESTÕES OBJETIVAS – 0,5 CADA QUESTÃO 

1. Com fundamento nas disposições da CLT, em relação ao contrato


de  trabalho por prazo determinado, o mesmo: 

A. não é admitido pelo ordenamento jurídico brasileiro. 


B. pode ser prorrogado, tácita ou expressamente, por no máximo três
vezes. C. pode ser celebrado livremente pelas partes, para qualquer tipo de
atividade  empresarial. 
D. não poderá ser estipulado por mais de 2 anos, ou, no caso
de contrato de  experiência, não poderá ser estipulado por mais de
90 dias. 
E. será considerado por prazo indeterminado se suceder, dentro de
um ano, a  outro contrato por prazo determinado. 

2. No estudo das fontes e princípios do Direito do Trabalho, 


a) a CLT relaciona expressamente a jurisprudência como fonte
supletiva, a ser  utilizada pelas autoridades administrativas e pela
Justiça do Trabalho em caso de  omissão da norma positivada. 
b) o direito comum será fonte primária e concorrente com o direito do
trabalho  quando houver alguma omissão da legislação trabalhista,
conforme norma expressa  da CLT. 
c) a sentença normativa não é considerada fonte formal do direito do
trabalho  porque é produzida em dissídio coletivo e atinge apenas as
categorias envolvidas  no conflito. 
d) o princípio da aplicação da norma mais favorável aplica-se no
direito do  trabalho para garantia dos empregos, razão pela qual,
independente de sua posição  hierárquica, deve ser aplicada a norma mais
conveniente aos interesses da empresa. 
e) o princípio da primazia da realidade do direito do trabalho
estabelece que  os aspectos formais prevalecem sobre a realidade, ou seja,
a verdade formal se  sobrepõe à verdade real.
3. A empresa Infohoje Ltda. firmou contrato com Paulo, pelo qual ele
prestaria  consultoria e suporte de serviços técnicos de informática a
clientes da empresa.  Para tanto, Paulo receberia 20% do valor de cada
atendimento, sendo certo que  trabalharia em sua própria residência,
realizando os contatos e trabalhos por via  remota ou telefônica. Paulo
deveria estar conectado durante o horário comercial de  segunda a
sextafeira, sendo exigida sua assinatura digital pessoal e intransferível  para
cada trabalho, bem como exclusividade na área de informática. 

Sobre o caso sugerido, assinale a afirmativa correta. 


a) Paulo é prestador de serviços autônomo, não tendo vínculo de
emprego,  pois ausente a subordinação, já que inexistente fiscalização
efetiva física. b) Paulo é prestador de serviços autônomo, não tendo vínculo
de emprego,  pois ausente o pagamento de salário fixo. 
c) Paulo é prestador de serviços autônomo, não tendo vínculo de
emprego,  pois ausente o requisito da pessoalidade, já que impossível saber
se era Paulo quem  efetivamente estaria trabalhando. 
d) Paulo é empregado da empresa, pois presentes todos os
requisitos  caracterizadores da relação de emprego. 

4. Considere as seguintes assertivas: 

I. A Convenção no 87 da OIT dispõe a respeito da liberdade sindical,


cujas  previsões não serão afetadas, ainda que a aquisição da
personalidade jurídica pelas  organizações de trabalhadores e de
empregadores, suas federações ou  confederações, esteja sujeita a
condições que limitem a sua constituição, a filiação  dos seus membros, a
eleição dos seus representantes, a redação de seus estatutos  e a
elaboração do seu programa de ação. 

II. Os sindicatos são considerados pessoas jurídicas de direito privado,


que se  classificam como associações. Para a aquisição de personalidade
jurídica e para que  possam usufruir das prerrogativas previstas em lei, os
sindicatos devem elaborar  seus estatutos, além de proceder ao seu registro
no órgão competente. De acordo  com a Consolidação das Leis do Trabalho,
o estatuto do sindicato, sob pena de  nulidade ou anulabilidade, deverá
conter: (i) a denominação, os fins e a sede da  associação; (ii) os requisitos
para a admissão, demissão e exclusão dos associados;  (iii) os direitos e
deveres dos associados; (iv) as fontes de recursos para sua  manutenção;
(v) o modo de constituição e de funcionamento dos órgãos  deliberativos,
(vi) as condições para a alteração das disposições estatutárias e para  a
dissolução; (vii) a forma de gestão administrativa e de aprovação das
respectivas  contas; e (viii) a categoria econômica ou profissional ou a
profissão liberal cuja  representação é requerida. 

III. Segundo entendimento pacificado do Supremo Tribunal Federal,


em razão  da disposição contida na Consolidação das Leis do Trabalho, até
que nova lei venha  a dispor a respeito, incumbe ao Ministério do Trabalho
e Emprego proceder ao  registro das entidades sindicais e zelar pela
observância do princípio da unicidade.
IV. Segundo a Constituição Federal, é vedada a criação de mais de
uma  organização sindical, em primeiro grau, representativa de categoria
profissional ou  econômica, na mesma base territorial, que será definida
pelos trabalhadores ou  empregadores interessados, não podendo ser
inferior à área de um Município. 

Está correto o que se afirma APENAS em 

A. III. 

B. I e II. 

C. I e IV. 

D. II, III e IV. 

E. II e III.

Você também pode gostar