Você está na página 1de 9

IFCE

Aluno: Gabriel das Chagas Albuquerque


Curso: Engenharia Mecânica
Semestre: 6o
Disciplina: Termodinâmica
Professor: Dr. Francisco Frederico dos Santos Matos

Esse trabalho possui o objetivo de reunir as primeiras informações acerca


do objeto de estudo, que no caso, trata-se do sistema de refrigeração da
geladeira de modelo BRM50NBBNA, da Brastemp.

Fortaleza, 06 de dezembro de 2020.


Introdução:
Esse relatório consiste na coleta de informações do objeto de estudo e
através desses dados e dos estudos sobre o processo de refrigeração, chegar
a conclusões acerca do sistema de refrigeração da geladeira BRM50NBBNA,
da Brastemp.

Pré-projeto geladeira Brastemp


BRM50NBBNA

1)Se o seu sistema é um sistema aberto (volume de controle) ou


fechado e porquê. Também fale como deve ser feita a análise de um
único componente do seu sistema e responda se essa análise deve ser
feita através de um sistema aberto ou fechado.
Fechado, pois não há troca de massa com o meio exterior. Mas o sistema
possui alguns componentes com sistema aberto, como o condensador,
por exemplo.
2) Como será feita a análise do seu sistema de forma rápida e não muito
precisa?
Existem duas formas de analisar um sistema, a forma macroscópica, e a
microscópica, na microscópica a análise seria a nível atômico e exigiria
cálculos sofisticados e uma gama de equipamentos de grande precisão para
ser possível uma análise nesse ponto, por esse motivo a análise do sistema
será realizada de forma macroscópica, pois utiliza-se de valores médios e
não de átomo por átomo, por esse motivo esse tipo de análise é mais fácil de
ser feita e portanto e mais utilizada.
3) Quais as propriedades intensivas e extensivas do seu
sistema? Intensivas: Temperatura, pressão, densidade.
Extensivas: Volume, massa
4) O seu sistema está em equilíbrio termodinâmico?
Não inicialmente, mas com o decorrer do tempo, o sistema atinge o regime
permanente, onde alcança o equilíbrio entre todos os pontos do sistema.
5) Qual o estado do refrigerante dentro do condensador e do
evaporador? No condensador ele chega em estado gasoso e sai em estado
líquido
No evaporador ele chega em estado saturado como uma mistura entre
líquido e vapor, e sai em estado gasoso
6) O seu sistema opera em um ciclo termodinâmico?
Sim; opera num ciclo de compressão de vapor, que é um dos tipos de ciclo de
refrigeração, que por sua vez é um tipo de ciclo termodinâmico.
7) O seu sistema usa energia elétrica para o quê?
Para gerar trabalho no sistema e acionar o circuito eletrônico.
8) O seu sistema possui diferença de níveis consideráveis que
podem provocar diferenças de pressão? De quanto são essas
alturas?
Não; Pois as diferenças de níveis existentes geram uma diferença de
pressão muito pequena em relação as demais pressões envolvidas no
sistema.
A diferença de altura é na faixa de 80 cm.
Usando o teorema de Stevin:
▲P=d*g*▲h
Onde:
▲P é a diferença de pressão entre os dois pontos estudados
d é a densidade do fluido=2,51 kg / m^3
g é a aceleração da gravidade= 9,81 m / s^2
▲h é a diferença de altura entre os pontos= 0,8 m
▲P=2,51*9,81*0,8
▲P=19,7Pa
Valor esse muito inferior a diferença de pressão gerada pelo sistema, por isso
essa diferença de pressão é desconsiderada.
9) Quais as temperaturas de evaporação e de condensação do
seu sistema? Ache as correspondentes pressões de evaporação e
de condensação.
Temperatura de evaporação: -23,3oC
Pressão de evaporação: 63kPa
Temperatura de condensação: 54,4oC
Pressão de condensação: 762kPa
Analise de pontos do sistema:
Ponto 1: entrada do compressor;
Ponto 2: saída do compressor;
Ponto 3: saída do condensador;
Ponto 4: saída da válvula de expansão.

Ponto 1:
Temperatura:-23,3oC
Pressão:63kPa
Vesp:0,5492m^3/kg
X=1
Estado: Vapor Saturado

Ponto 2:
Temperatura: 57oC
Pressão:762kPa
Vesp:0,05174m^3/kg
Estado: Vapor superaquecido

Ponto 3:
Temperatura: 54,4oC
Pressão:762kPa
Vesp:0,001955m^3/kg
X=0
Estado: Líquido saturado

Ponto 4:
Temperatura: -23,3oC
Pressão:63kPa
Vesp:0,0279136m^3/kg
Estado: Mistura líquido e vapor
X=0,5042

Potência do sistema:
Para calcular a potência no sistema é necessário saber o trabalho total
existente no sistema (trabalho feito sobre o sistema e trabalho feito pelo
sistema) e a frequência de operação, esta pode ser encontrada no datasheet
do seu compressor, já para encontrar o trabalho total do sistema será utilizado
𝑉2
a definição de trabalho, W12=∫𝑉1 𝑃𝑑𝑉, no caso do compressor sendo então
necessário, fazer 4 trabalhos,W12,W23,W34,W41 e também é preciso encontrar
as pressões e os volumes nesses pontos, para encontrar o volume máximo e o
mínimo, ou seja, volume nos pontos 1 e 3, respectivamente, é necessário saber
o deslocamento volumétrico do compressor, nesse caso, o esse valor é
10,61cm3, como padrão, o deslocamento volumétrico equivale a 98% do
volume máximo, esse que por sua vez, é o resultado do volume mínimo
somado ao deslocamento volumétrico, logo, o volume mínimo corresponde a
2% do volume máximo, ou seja:
V1= (98/100) * 10,61
V3= (2/100) *V1
V1= 10,83cm3
V3=0,22cm3
Para os caminhos entre os pontos 1 e 2 e os pontos 3 e 4, iremos utilizar a
função da pressão como PVK=cte, sendo K=Cp/Cv, foi calculado o valor de k
para o sistema usando o EES, e foi encontrado k=1,4, para encontrar o volume
no ponto 2 deve-se utilizar a relação P1V1K=P2V2K, resultando em V2=1,82cm3,
aplicando a mesma relação entre os pontos 3 e 4, o valor de V3 obtido é
1,3cm3.
Resumindo tudo isso em uma tabela:
X Pressão Volume[m3]
Volume
[kPa] específico
[m3/kg]
1 63 10,83*10-6 0,001648
2 762 1,83*10-6 0,001945
3 762 1,3*10 -6 0,001945
4 63 0,22*10 -6 0,001648
Para calcular o trabalho do ponto 1 para o 2, vamos descobrir o valor da
cte1=P1*V1K, cte1=0,007
10,83∗10^−6 0,007 ⅆ𝑉
W12=∫1,82∗10^−6 = 0,007*[(10,83*10-6) -0,4/-0,4] - [(1,82*10-6) -0,4/-0,4]
𝑉^1,4

W12=1,76J
E para calcular o trabalho do caminho entre os pontos 3 para o 4, vamos
descobrir o valor da cte1=P3*V3K, cte2=0,0003
1,3∗10^−6 0,0003 ⅆ𝑉
W34=∫0,22∗10^−6 = 0,0003*[[(1,3*10-6) -0,4/-0,4] - [(0,22*10-6) -0,4/-0,4]]
𝑉^1,4

W34=0,17J
E para os caminhos entre os pontos 2 e 3 e os pontos 4 e 1 a pressão é
constante, se tratando por tanto de um processo isobárico
Portanto, para o caminho entre os pontos 2 e 3, o trabalho seria:
1,82∗10^−6
W23=∫1,3∗10^−6 762000𝑑𝑉 =762000*(1,82*10-6-1,3*10-6)

W23=1,22J
E para o caminho entre os pontos 4 e 1:
10,83∗10^−6
W41=∫1,3∗10^−6 63000𝑑𝑉 =63000*(10,83*10-6-1,3*10-6)

W41=0,6J
Wtotal=W12+W23+W34+W41
Wtotal= 3,69J
Pot=3,69J*60Hz= 221,4W
O valor de potência fornecido pelo fabricante é de 223W e a diferença entre o
valor fornecido pelo fabricante e o valor calculado se dá devido ao fato de ter
sido utilizado uma aproximação quanto ao valor de n, que n é possível
encontrar o valor exato, por esse motivo utilizamos n=k.

Conclusão:
Esse trabalho foi muito proveitoso, e o objetivo de aprofundar o
conhecimento sobre o processo de refrigeração foi alcançado, para isso foi
necessário aplicar conceitos da termodinâmica.
Anexos:
Tabela com dados importantes:

Capacidade de refrigeração 619KJ/m^3


Consumo 56kWh/mês
COP 1,46W/W
Temperatura de Evaporação -23,3 oC
Temperatura de Condensação 54,4 oC
Diâmetro das tubulações 6.1mm
Comprimento das tubulações 3120mm
Diâmetro da válvula de expansão 4,94mm
Compressor EMYE70CLP
Refrigerante R-600a
Fluxo de massa 2,41kg/h
Densidade do refrigerante 2,51kg/m^3
Pressão de alta 1550kPa
Pressão de baixa 550kPa
Frequência 60Hz
Potência 223W

Diagramas:

Fonte: Autor
Fotos do sistema:
Bibliografia:
https://eletro-home.com/medidas-da-geladeira-brastemp-429-litros-frost-
free duplex-brm50/
https://products.embraco.com/?_ga=2.32883772.326404937.1600931506-
2096506216.1597391274#/compressors/2003/?id=2003&refrigerant=R
600a&frequency=60&voltage=220&standard=ASHRAE&bare=513306194
http://fchartsoftware.com/ees/

Você também pode gostar