Você está na página 1de 4

GRUPO ESCOLAR GETÚLIO VARGAS – GEGV - MAIRI / BAHIA

DISCIPLINA _História do Brasil____________ DATA ____ / ____ / _____


ALUNO _______________________________________SÉRIE 3ª do E.M.
PROFESSOR(A) Flávia Sampaio
CRÉDITOS DISTRIBUÍDOS _8,0_ CRÉDITOS ADQUIRIDOS ______

TESTE DE HISTÓRIA – 1º TRIMESTRE

OBSERVAÇÕES:
______
*LEIA A PROVA COM BASTANTE ATENÇÃO;
*USE CANETA DE TINTA AZUL OU PRETA;
*QUESTÃO RASURADA OU GRAFADA A LÁPIS SERÁ ANULADA;
*É PROIBIDO O USO DE CORRETIVO.

1. (ENEC – 2009) (1,0)

Acontecimentos decisivos da Idade Moderna (Renascimento Cultural, Reforma Protestante,


Absolutismo Monárquico, Expansão Marítima) estão inseridos num contexto mais amplo, a lenta e
progressiva crise do mundo feudal e a afirmação de uma economia capitalista. De certa forma,
esses fatos históricos constituíram uma resposta, uma saída para as crises que a Europa vivia no
século XIV: crise econômica, crise social, crise religiosa, crise de valores.
No final de todo esse processo, o edifício feudal veio abaixo, construiu-se um novo modelo
de organização socioeconômica e o dia a dia de milhares de pessoas na Europa não era mais o
mesmo.

Com relação à Expansão Marítima, um dos acontecimentos marcantes do período citado no trecho,
analise as afirmativas a seguir:

I) O Estado absolutista não estimulou nem financiou as viagens ultramarinas por ser um
empreendimento de alto custo e de risco. Além disso, no imaginário dos navegantes
europeus, o oceano Atlântico era perigoso, habitado por monstros marinhos e poderia findar
num abismo.

II) As inovações técnicas da época (bússola, astrolábio, caravela, pólvora, imprensa) facilitaram
as navegações, nas quais se destacou o pioneirismo português decorrente, entre outros
fatores, do processo de centralização política e da sua localização geográfica.

III) Com a Expansão Marítima, pela primeira vez, os quatro continentes ficaram interligados
através das trocas comerciais, embrião de um processo de globalização da economia.
Atualmente, a crise iniciada nos EUA revela a vulnerabilidade das relações econômicas,
pois os reflexos dessa crise foram sentidos praticamente em todo o planeta.

Está correto o que se afirma em:

a) I apenas d) II e III apenas

b) II apenas e) I, II e III

c) I e II apenas
2. (UFBA – 2004 – 1ª fase) (1,0)

(...) a descoberta da América, ou melhor, a dos americanos, é sem dúvida o encontro mais
surpreendente de nossa história. Na “descoberta” dos outros continentes e dos outros homens
não existe, realmente, este sentimento radical de estranheza. Os europeus nunca ignoraram
totalmente a existência da África, ou da Índia, ou da China, sua lembrança esteve sempre
presente, desde as origens. (...) No início do século XVI, os índios da América estão ali, bem
presentes, mas deles nada se sabe, ainda que, como é de se esperar, sejam projetadas sobre os
seres recentemente descobertos imagens e idéias relacionadas a outras populações distantes. O
encontro nunca mais atingirá tal intensidade, se é que esta é a palavra adequada. O século XVI
veria perpetrar-se o maior genocídio da história da humanidade.
(TODOROV, p. 4-6)

A análise do texto e os conhecimentos sobre o encontro entre as culturas indígenas, negro-africanas


e européias, no Novo Mundo, permitem afirmar:

(01) O caráter “surpreendente” do descobrimento, referido no texto, influiu, no Período Colonial, as


políticas de aproximação, de catequese e de exploração do europeu em relação ao homem
americano.
(02) O homem americano encontrado pelos europeus apresentava um grau considerável de diversidade
cultural, que variava do estágio neolítico de povos da América do Sul, ao estágio de complexidade
econômica e social de povos da América Central.
(04) O genocídio referido no texto incidiu, preponderantemente, sobre as populações das ilhas do
Caribe, visto que as outras regiões foram protegidas pelas bulas decretadas pela Igreja.
(08) Os interesses comerciais presentes no tráfico de africanos escravizados entre os séculos XVI e
XIX levaram à predominância demográfica e cultural das etnias africanas em certas áreas do Novo
Mundo, em detrimento da influência indígena nesse mesmo período.
(16) O equilíbrio entre os padrões culturais europeus e afro-indígenas, no Novo Mundo, está
associado à ação catequética e pedagógica de ordens religiosas, instituições eclesiásticas e
associações missionárias que atuaram no Período Colonial.
(32) A baixa fecundidade dos negros e mestiços, na América Latina, explica o aumento do contingente
populacional de brancos nesse continente.

3. (UEFS 2011.1) (1,0)

O futuro conde de Cairu informa que um proprietário que possuísse cinquenta


escravos podia cultivar 100 tarefas de cana com a renda de 5:700$000 (cinquenta
contos e setecentos mil reis), mas as despesas com os escravos e as utilidades só
eram equilibradas quando ele possuía meeiros. Por isso, os lavradores de cana
procuravam ter o maior número de lavradores“agregados”, forma de exploração que
se desenvolveu até os dias atuais. A meação aumentava “infinitamente o rendimento
anual” de uma propriedade açucareira. (TAVARES, 2001, p. 199).

De acordo com o texto, além do trabalho do escravo, os ganhos dos senhores de terras e engenhos
ampliavam-se com o produto do trabalho de

A) agregados pobres, parentes deserdados da família do senhor.


B) homens livres que não encontravam mercado de trabalho nas cidades.
C) camponeses livres vindos de Portugal em busca de trabalho na colônia.
D) homens livres possuidores apenas de terras e escravos, mas não possuidores de engenhos.
E) trabalhadores livres sazonais que se revezavam entre as lavouras de cana e de café.
4. (FESO-RJ) (1,0)

"O governo-geral foi instituído por D. João III, em 1548, para coordenar as práticas
colonizadoras do Brasil. Consistiriam estas últimas em dar às capitanias hereditárias
uma assistência mais eficiente e promover a valorização econômica e o povoamento
das áreas não ocupadas pelos donatários." (Manoel Maurício de Albuquerque.
Pequena história da formação social brasileira. Rio de Janeiro: Graal, 1984. p. 180.)

As afirmativas abaixo identificam corretamente algumas das atribuições do governador-geral, à


exceção de:

A) Estimular e realizar expedições desbravadoras de regiões interiores, visando, entre outros aspectos,
à descoberta de metais preciosos.
B) Visitar e fiscalizar as capitanias hereditárias e reais, especialmente aquelas que vivenciavam
problemas quanto ao povoamento e à exploração das terras.
C) Distribuir sesmarias, particularmente para os beneficiários que comprovassem rendas e meios de
valorizar economicamente as terras recebidas.
D) Regular as alianças com tribos indígenas, controlando e limitando a ação das ordens religiosas, em
especial da Companhia de Jesus.
E) Organizar a defesa da costa e promover o desenvolvimento da construção naval e do comércio de
cabotagem.

5. (UFPE) (1,0)

No período da expansão marítima portuguesa, as conquistas de novas terras modificaram hábitos e


relações sociais. Houve uma euforia em face da exploração e da conquista de riquezas. Procurou-se
estabelecer, com o sistema de capitanias hereditárias, o domínio sobre suas terras na América. Esse
sistema:

( ) foi muito bem-sucedido na descoberta do ouro e da prata e proporcionou o enriquecimento do


governo português e da sua poderosa burguesia.
( ) fracassou, frustrando Portugal em seus objetivos e levando-o a abandonar as terras
conquistadas.
( ) não foi amplamente bem-sucedido, mas garantiu maior posse sobre as terras conquistadas e a
consolidação de poderes para a Metrópole.
( ) na Região Norte, fracassou; mas obteve sucesso nas outras regiões com a lavoura açucareira;
( ) no século XVIII, conseguiu êxito, graças à ajuda dos Governadores-Gerais, com suas forças
militares, para combater exclusivamente a rebelião dos nativos.

6. O mapa mostra a rota realizada pelos portugueses à caminho das Índias. Explique qual era o
interesse dos lusos no comércio com as índias e quais foram os resultados desses empreendimentos
marítimos. (1,0)
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
____________________________________
7. Explique por que Portugal levou mais ou menos trinta anos para se interessar pela exploração da
colônia Brasil. (1,0)
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

8. Apresente um panorama geral da indústria e da sociedade açucareira colonial. (1,0)


__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

Bom trabalho!!!