Você está na página 1de 5

CURSO: Pedagogia

DISCIPLINA: Didática II CARGA HORÁRIA: 36 horas


PROFESSOR (A):Maria Aparecida Felix do Amaral e Silva
SÉRIE: 2º SEMESTRE: 3º Semestre ANO LETIVO: 2007

JUSTIFICATIVA:
O enfoque central da disciplina será a discussão do papel social do professor e gestor educacional e seu
compromisso com o processo de aprendizagem dos alunos da Educação Básica. O desenvolvimento do
estudo se dará com temas e textos selecionados que instiguem o aluno a refletir o significado de “ Didática
como ação” e pertencente a ciência da Pedagogia que por sua vez, investiga a teoria e a prática da
educação nos seus vínculos com a prática social global. A ênfase recairá sobre a comunicação docente e
sua importância no processo ensino-aprendizagem, bem como suas implicações no desenvolvimento do ser
humano – cognitivo, social, emocional e espiritual. Os alunos deverão experienciar a elaboração e
intervenção prática ( em sala de aula) de um plano de ensino e plano de aula em forma de projeto, com
tema atualizado e relacionado ao estágio prático de licenciatura.

EMENTA:
Didática, educação, escola e a formação do professor do Ensino Fundamental e do Pedagogo.O professor
com agente de transformação social. O processo ensino aprendizagem: os sujeitos do processo. O
planejamento da atividade docente. Os PCNs do Ensino Fundamental e Médio.Estratégias de
Ensino.Avaliação da aprendizagem. A Didática e a gestão escolar.

OBJETIVO GERAL:
Os alunos durante o curso deverão compreender:
a) A Didática como “ ação”, questão nodal de todo processo ensino-aprendizagem formal e
informal estruturando o desenvolvimento do ser humano;
b) A Sala de Aula, como o espaço onde ocorre um complexo trabalho humano interativo-
coletivo – um espaço de discussões, conflitos, informações, emoções, desejos e interesses;
c) A necessidade da “ formação integral do ser humano, como ser cognitivo, social,
emocional e espiritual, enfim sua personalidade, sua identidade.
d) A importância do professor competente como mediador das possibilidades de
desenvolvimento e aprendizagem dos alunos.
e) A relevância das relações entre educação escolar, objetivos sócio- políticos e
pedagógicos, objetivos de ensino, conteúdo, metodologia, avaliação observando a questão da
interdisciplinaridade e transdisciplinaridade.

HABILIDADES E COMPETÊNCIAS:
Identificar, analisar e experienciar habilidades necessárias ao desenvolvimento das
tarefas de um professor.
Refletir e experienciar situações em relação à sala de aula como espaço político-
pedagógico destinado à construção do conhecimento.
Os alunos durante o curso deverão vivenciar e aprender:
• Elaboração de planos de ensino e planos de aula;
• estratégias e métodos didáticos em sala de aula;
• formas de avaliação
• técnicas de dinâmica de grupo
• A teoria das Inteligências Múltiplas e a sala de aula.
• A ação do gestor educacional em relação ao pedagógico.
• A atuar em sala de aula desenvolvendo habilidades de comunicação.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

DATA CONTEÚDO/ATIVIDADES ATIVIDADES PRÁTICAS*


FEV Leitura e debate:
7 Apresentação e Discussão da proposta do curso. 1- CARBONELL,Jaume.O
14 As abordagens inovadoras do conhecimento I s professores
inivadores In A
28 As abordagens inovadoras do conhecimento II – atividade aventura de inovar : a
prática :aplicar os componentes do conhecimento mudança na
inovador em intervenções em sala de aula. escola.Porto Alegre:
Artmed,2002

LIBÂNEO, José Carlos.


Didática. Cap.10 Planejamento
escolar.São Paulo: Cortez,
1999.
Prática Pedagógica: Elaboração
e Discussão de Planos de
Ensino/Plano de aula.

MAR Leitura e debate:


7 A produção do conhecimento em aula I à luz da MORETTO, Vasco
pedagogia salesiana: o professor mediador,
Pedro.Construtivismo A
conhecimentos prévios, momentos da aula: sondagem. produção do conhecimento em
14 A produção do conhecimento em aula II à luz da aula.
pedagogia salesiana: atividade prática: aplicar os LIBÂNEO, José Carlos.
conhecimentos trabalhados em intervenções/simulaçõesDidática. Cap.8 A aula como
em sala de aula forma de organização do
21 A aula: momentos, planos, organização I ensino.São Paulo: Cortez,
1999.
28 A aula: momentos, planos, organização II: atividade VASCONCELLOS, Celso dos
prática- simulações em sala de aula. Santos.Planejamento.São
Paulo: Libertad, 2000.
3ªparte/III.
TEIXEIRA, João Bosco de
Castro. A assistência-Presença
na Educação Salesiana.1º
Congresso de Educadores
Salesianos- BeloHorizonte –
1997.

Atividade Prática:
Simulações em sala de aula
para o desenvolvimento de
habilidades.
ABR Leitura e debate:
4 Autódromo : consolidando a aprendizagem: Texto Celso LIBÂNEO, José Carlos.
Vasconcellos. Didática. Cap.10 Planejamento
11 Plano de Ensino e Plano de aula I escolar.São Paulo: Cortez,
18 Atividade Avaliativa 1999.
25 Plano de Ensino e Plano de aula II Atividade Prática:
1-Elaboração de Planos de
Ensino e Planos de Aula.
2- Estudo dos PCNs do Ensino
Fundamental e Médio.

MAI Leitura e Debate:


2 Plano de Ensino e Plano de aula III. MASETTO, Marcos
9 Semana Cultural: 7 A 11/5. T.Competência Pedagógica
16 Estratégias de Ensino I do professor universitário.
23 Estratégias de Ensino II São Paulo: Summus,
30 Estratégias de Ensino III 2002.cap. 8 – Técnicas para o
desenvolvimento da
aprendizagem em aula.
Atividade Prática:
1-Simulações de aula e
aplicação de estratégias de
ensino.
2- Fórum online: O docente
da educação básica: sujeito
de transformação social:
limites e possibilidades.
Texto base: Vasconcellos, C.
dos Santos.Para onde vai o
professor? Resgate do
professor como sujeito de
transformação.São Paulo:
Libertad, 2000.]
3- Participação na Semana
Cultural –“ Diálogos com a
sociedade- da teoria para a
ação prática”: apresentação
de teatro – uma leitura da
educação a partir de seus
condicionantes
antropológicos, sociológicos e
pedagógicos

JUN Leitura e debate:


6 Avaliação da Aprendizagem: princípios da avaliação MORETTO, Vasco Pedro.
diagnóstica/formativa Prova: um momento privilegiado
13 Avaliação da Aprendizagem: instrumentos de avaliação/ de estudo não um acerto de
elaboração de avaliações escritas( provas). contas. Rio de Janeiro: DP&A,
20 Avaliação Escrita: elaboração de instrumentos avaliativos- 2003.
prova Atividade Prática:
Elaboração de instrumentos de
27 Comentário da avaliação avaliação.
2ª chamada
* Deverá constar:
- mínimo de 20% da carga horária da disciplina distribuída no ano/semestre letivo, com atividades práticas (detalhar); textos a
serem usados; pesquisas e projetos; seminários; visitas técnicas, teatros, etc.
METODOLOGIA DE ENSINO:
Aulas expositivas dialogadas;
Debates em classe;
Aulas Práticas;
Estudo do meio;
Dinâmicas de grupo como vivência para o trabalho futuro com crianças e adolescentes

RECURSOS INSTRUCIONAIS:
Retro-projetor
Datashow
TV e Vídeo
Lousa – giz
Textos

SISTEMA DE AVALIAÇÃO:
O curso será avaliado tendo como base: 1- A atuação e participação constante dos alunos em sala de aula,
apresentação de seminários, aulas práticas, produção escrita e participação verbal do aluno, cumprimento
de prazos e assiduidade às aulas. 2- AUTO-AVALIAÇÃO de desempenho pessoal(aluno) e professor.
Instrumentos de Avaliação
1-TRABALHOS:Apresentações em classe, Relatórios, Aulas Práticas, Participação em Fórum Online,
Participação e Responsabilidade pela formação profissional;
2-PROVAS ESCRITAS.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
CARBONELL,Jaume. A aventura de inovar : a mudança na escola.Porto Alegre: Artmed,2002
LIBÂNEO, J.Didática. São Paulo, Cortez. .1993
MASETTO, M. Didática. A aula como centro. 4 ed. São Paulo: FTD, 1997.
MORETTO,Vasco Pedro. Prova – um momento privilegiado de estudo, não um acerto de contas.Rio de
Janeiro: DP&A, 2001.
VASCONCELLOS, C. dos Santos.Para onde vai o professor? Resgate do professor como sujeito de
transformação.São Paulo: Libertad, 2000.]

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

ALBIGENOR & ROSE MILITÃO. SOS. Dinâmicas de Grupo.Rio de Janeiro:Qualitymark,1999


ANTUNES,Celso. A sala de aula de geografia e história. Campinas: Papirus, 2001
GARDNER,H.Estrutura da mente: A teoria das Inteligências Múltiplas.Porto Alegre: ARTMED, 1994.
GIACAGLIA,Giorgio Eugênio Oscare e ABUD,Maria José Milharezi. Desenvolvimento de Projetos
Educacionais nasala de aula. Taubaté: Cabral Editora,2003.
HARPER, B. e outros.(1980) Cuidado escola!. São Paulo, Brasiliense.
HERNANDEZ, Fernando e MONSERRAT, Ventura.(1998) A organização do currículo por projetos de
trabalho; o conhecimento é um caledoscópio. 5 ed. Porto Alegre, Artmed.

PERIÓDICOS

ANDE – Associação Nacional de Educação


Cadernos de Pesquisa da Fundação Carlos Chagas
Revista Educação
Revista Nova Escola
Revista Você AS
Revista do Ensino de História
ASSINATURA DO (A) COORDENADOR (A)

ASSINATURA DO (A) PROFESSOR (A)