Você está na página 1de 8

FICHA DE AVALIAÇÃO DE PORTUGUÊS- 6.

º ano
outubro de 2018

Data: ____ /_____ /2018


Avaliação: ______________________________
Professora: ______________________________
Enc. de Educação _______________________________________________

Nome: ______________________________________________________Nº _____ Turma: ____

Grupo I- Compreensão Oral

Para responderes aos quatro itens que se seguem, vais ouvir e ver a notícia «Cegonhas “invadem
1
A25”» (http://www.rtp.pt/noticias/pais/cegonhas-invadem-a-a25_v530365 ).
Assinala com X, nos itens de 1. a 4., a opção que completa cada frase de acordo com o sentido
do texto.

1. Para proteger os automobilistas de um possível embate com uma cegonha, a concessionária da


autoestrada

a. proíbe as cegonhas de fazer ninho na autoestrada.


b. permite que as cegonhas façam ninho nas bermas.
c. constrói ao lado outras estruturas para ninhos e retira as que estavam nos pórticos.
d. constrói estruturas para ninhos nas bermas.

2. Cada poste chega a ter

a. dois, três, quatro ou até sete ninhos de cegonhas.


b. um, dois, três ou até quatro ninhos de cegonhas.
c. dois, três, quatro ou até cinco ninhos de cegonhas.
d. um, dois, três ou até cinco ninhos de cegonhas.

3. Os ninhos das cegonhas são feitos de

a. musgo e graveto e servem normalmente de uns anos para outros.


b. musgo e graveto e servem normalmente para um único ano.
c. musgo e folhas e servem normalmente de uns anos para outros.
d. musgo e folhas e servem normalmente para um único ano.

1
4. A cegonha branca acasala

a. durante algumas semanas.


b. durante alguns meses.
c. para a vida inteira, a qual pode durar vinte anos.
d. para a vida inteira, a qual pode durar dez anos.

Grupo II – Leitura e Educação literária

Texto A 2

Lê a seguinte notícia. Se necessário, consulta as notas.

Biólogos colocaram equipamentos de GPS nas aves para lhes estudar os hábitos

A equipa liderada pela bióloga Aldina Franco, da universidade britânica de East Anglia, colocou
pequenos equipamentos de GPS em 48 cegonhas‑brancas em várias regiões do Alentejo e do
Algarve e seguiu‑as durante vários meses (de fevereiro a outubro).
A cegonha‑branca chegou a estar em declínio1 em Portugal nos anos 70 e 80, mas isso já lá
5 vai. Desde então, a sua população aumentou 10 vezes, de 1187 aves, em 1995, para 14 mil, que
além disso se tornaram residentes – deixaram de passar o inverno em África. As alterações
climáticas estarão a dar uma ajuda, mas o essencial é que a cegonha‑branca encontrou uma
estratégia infalível2 para prosperar: vai às lixeiras e aos aterros buscar alimento.
Havia observações esporádicas que apontavam neste sentido, mas este estudo publicado por
10 investigadores portugueses e britânicos na revista Movement Ecology veio confirmar, depois de
dois anos de avaliações sistemáticas, que é isso que está a acontecer. As observações da equipa,
que incluiu igualmente investigadores da Universidade de Lisboa, permitiram verificar que as
cegonhas chegam a fazer viagens de ida e volta, entre o ninho e o aterro da região onde estão
instaladas, da ordem dos cem quilómetros, para ali buscarem alimento durante os meses de
15 inverno.
Mas se esta é uma história de sucesso na conservação, já nova incerteza se levanta no
horizonte: as novas diretivas3 europeias vão impor o fim dos aterros a céu aberto. «As cegonhas
vão ter de procurar uma alternativa para se alimentarem no inverno, o que pode vir a ter um
impacto importante», antecipa a bióloga. Os estudos, depois, dirão.

Diário de Notícias online (consultado a 22‑07‑2016 e adaptado)


NOTAS:
1 declínio – queda.
2 infalível – segura, que não falha.
3 diretivas – normas.

2
1. Assinala com X, nos itens de 1.1 a 1.3, a opção que completa cada frase de acordo com o
sentido do texto.
1.1 Este texto foi escrito com a intenção de

a. transmitir instruções.
b. alertar para uma situação.
c. dar informações.
d. vender um produto.

1.2 A cegonha‑branca aumentou em Portugal, porque 3


a. os cientistas a ajudam a alimentar‑se.
b. descobriu uma maneira de conseguir alimentos.
c. consegue aguentar mais tempo sem comer.
d. voou cada vez mais de outros países para cá.

1.3 Nas linhas 7 e 8, usa‑se a expressão «encontrou uma estratégia infalível», porque as
cegonhas

a. sempre se alimentaram deste modo.


b. só se alimentam deste modo em Portugal.
c. só se alimentam deste modo em Portugal e em África.
d. resolveram uma dificuldade para se alimentarem.

2. Na notícia, encontra resposta para as questões:


Quem?
O quê?
Onde?
Quando?

3. Repara na frase: «As cegonhas vão ter de procurar uma alternativa para se alimentarem no
inverno» (linhas 18‑19).
Justifica esta afirmação, de acordo com as informações do texto.

_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

3
_________________________________________________________________________
Texto B

Lê o texto. Se necessário, consulta as notas.

Naquela manhã, Tia Juvelina, a velha cegonha, levou os pássaros a passear pelos céus.
– Isto são nuvens – disse‑lhes, apontando com a asa direita para os enormes flocos brancos
que se estendiam através do espaço, a perder de vista, e que o vento arrastava sem esforço de
um lado para o outro.
5 Uma perdigota, que viajava às suas costas, quis saber se as nuvens podiam ser comidas.
Perdigoto, para quem não saiba, é o nome que se dá aos filhotes das perdizes. Perdizes, suponho
que isso toda a gente sabe, são aves semelhantes aos pombos, mas com uma plumagem1 mais 4
colorida e que andam sempre de óculos escuros. Aquela perdigota, que como todos os
perdigotos da sua idade, ainda não tinha a cobri‑la o belo casaco de penas dos pais (mas já usava
10 óculos escuros), chamava‑se Ana e era muito irrequieta e curiosa.
– Eu cá estou esfomeada – disse Ana lambendo o bico. – Já comia qualquer coisa.
Tia Juvelina sobressaltou‑se:
– Deus não fez as nuvens como iguaria2. Mas amargas não devem ser.
– E comem‑se frias? – tornou Ana. – Parecem saborosas.
15 – Pois sim, acho melhor que as comas frias – confirmou a cegonha. – Se as levares ao lume
desmancham‑se.
– Sabem a água – disse a perdigota, depois de bicar uma nuvem. Bicou‑a de novo com
sofreguidão3. – Sabem mais a água do que a própria água. São boas.
Tia Juvelina explicou aos pássaros que as nuvens eram como grandes lagos flutuantes.
20 Corriam pelos céus, engordavam, escureciam com o peso da água, e finalmente desfaziam‑se em
grossas bátegas de chuva4. Voltavam a ser lagos e rios lá em baixo, na terra.
– Há nuvens tão grandes – acrescentou a velha cegonha – que dentro delas nadam cardumes
de peixes.
Ana duvidou. Duvidar era uma coisa que ela fazia muito bem:
25 – É verdade, tia?
Tia Juvelina viajara pelo mundo inteiro. Vira muitos prodígios5:
– Sim, querida. Por vezes chovem peixes.
Lembrava‑se de uma aldeia onde tinham chovido carapaus. Os camponeses saíram para a rua
com grandes panelas e, nessa noite, fizeram uma festa. Numa outra aldeia, contou a Tia Juvelina,
30 choveram piranhas. Eram tão ferozes, e estavam tão esfomeadas, que se iam devorando umas
às outras ainda enquanto caíam. Em terra começaram a perseguir as pessoas e os animais
domésticos, aos saltos, e foi necessário matá‑las à vassourada e à paulada. Algumas delas,
contudo, caíram numa lagoa próxima, na qual durante muitos anos ninguém se atreveu a tomar
banho.

José Eduardo AGUALUSA (2012). A rainha dos estapafúrdios. Lisboa: Dom Quixote

NOTAS:
1 plumagem – conjunto de penas de uma ave.
2 iguaria – petisco.
3 sofreguidão – avidez, fome.
4 bátegas de chuva – chuvadas, chuvas fortes.
5 prodígios – maravilhas, milagres.

4
4. As frases abaixo referem‑se à Tia Juvelina.
Numera as frases de 1. a 6., de acordo com a sequência do texto. A primeira frase já se encontra
numerada.

Explicou que as nuvens não servem para comer.


1 Levou os pássaros a passear pelos céus.
Referiu que também chovem peixes.
Disse‑lhes o que são nuvens.
5
Mostrou que as nuvens são como lagos.
Deu o exemplo de uma aldeia onde choveram carapaus.

5. Caracteriza Ana.

_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

6. Expõe, por palavras tuas, a informação que a Tia Juvelina deu aos pássaros sobre o caminho
percorrido pela água das nuvens.

_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

7. Refere um dos prodígios vistos pela tia Juvelina numa das suas viagens.

_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

5
8. «Tia Juvelina viajara pelo mundo inteiro. Vira muitos prodígios:» (linha 26) Dois alunos
escreveram a sua opinião sobre esta experiência da Tia Juvelina.

Opinião do Manuel Opinião da Teresa


As viagens da Tia Juvelina pelo mundo fizeram Tia Juvelina poderia ter conhecido muitas
com que conhecesse coisas novas. coisas novas mesmo sem ter viajado muito.

8.1. Escolhe a opinião com a qual estás mais de acordo e justifica a tua resposta com base
na informação do texto.

_________________________________________________________________________
6
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

Grupo III – Gramática

1. Classifica as seguintes palavras quanto ao número de sílabas.

a. manhã- ____________________ d. aquela- ___________________


b. arrastava- __________________ e. mundo- ___________________
c. às- ________________________ f. ser- ______________________

2. Classifica, agora, as palavras que se seguem quanto à posição da sílaba tónica.

a. pássaros- ____________________ d. saborosas- _________________


b. bico- ________________________ e. acrescentou- _______________
c. já- __________________________ f. bátegas- ___________________

3. Reescreve a seguinte frase, transformando-a numa frase negativa.


Escuta a Tia Juvelina.
_____________________________________________________________________

6
4. Lê o seguinte excerto do texto B.

«Aquela perdigota, que como todos os perdigotos da sua idade ainda não tinha a
cobri‑la o belo casaco de penas dos pais (mas já usava óculos escuros), chamava‑se
Ana e era muito irrequieta e curiosa.»

4.1. Escreve palavras da mesma família de:


a. belo- ________________________ ; ____________________
b. escuro- ______________________ ; ____________________
c. curiosa- _____________________ ; ____________________

7
5. Reescreve o texto seguinte, pontuando-o corretamente.
A velha cegonha disse há nuvens tão grandes dentro delas nadam cardumes de peixes isso
é verdade perguntou Ana
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

5.1. Escreve antónimos das duas palavras destacadas.


a. grandes ≠ _____________________ b. dentro ≠_______________________

6. Indica o tipo de cada uma das frases:


a. Ana vê aquelas nuvens._____________________________________________________
b. Ana, vê aquelas nuvens! ____________________________________________________
c. Ana, vês aquelas nuvens? ___________________________________________________

Grupo IV – Escrita

A cegonha que ficaste a conhecer no texto B do grupo II era uma cegonha experiente e viajada.
Imagina uma das viagens desta cegonha.
Escreve um texto narrativo em que contes como decorreu essa viagem.

O teu texto, com um mínimo de 140 e um máximo de 200 palavras, deve incluir:
– uma situação inicial, o seu desenvolvimento e um desfecho;
– um momento de descrição de paisagem;
– um título adequado.

7
________________________________________

_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
8
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________

Bom trabalho!

Você também pode gostar