Você está na página 1de 10

PROCESSO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA

LOCADORA DE CARROS (MONDIAL)


RESUMO

O trabalho exibido a seguir tem como proposta a implantação de um Plano


estratégico empresarial para a rede de locadora de automóveis Mondial, e
também a implantação de um Plano Estratégico de Tecnologia da Informação
visando o crescimento da organização. A reestruturação estratégica e um plano
de Tecnologia da Informação pretende a implementação de novas ferramentas
de gestão e gerenciamento, visando o crescimento da organização e
consequentemente o aumento de sua produtividade e o alcance de altos
índices de performance no mercado.
Planejamento Estratégico

Atualmente tem se falando muito sobre Planejamento Estratégico (PE) dentro


das organizações, porem pode -se ainda encontrar diversas interpretações
tratando -se dessa ferramenta de gestão administrativa. Russell ACKOFF
(1996) esclarece que o Plano Estratégico é pertinente a uma organização como
um todo. A crescente atenção focada na estratégia empresarial é inúmera,
colocando em evidencia, umas mais, outras menos. Com a adoção de um
plano estratégico a mudança que ocorre nas organizações impressiona pela
rapidez com que são implantadas. Segundo Igor ANSOFF (1990 somente uma
pequena parte de empresas utilizam o Planejamento Estratégico, visto que a
grande maioria continua utilizando métodos obsoletos e técnicas antiquadas de
planejamento. Podemos também resumir Planejamento Estratégico como
processo gerencial que examina as principais questões de uma organização,
analisando o ambiente interno externo determinando um rumo para a
organização.

Missão
Missão pode ser definida como uma declaração concisa onde contém o
propósito fundamental das organizações, como o motivo de sua existência e
também pelo qual foi criada. A mensagem passada através da missão deve ser
a mais clara e objetiva possível, para que a organização possa ser reconhecida
entre seus clientes. Faz-se necessário que todos os colaboradores tenham
claro em suas concepções a missão da empresa no qual desempenham suas
atividades, tendo claramente o proposito e a razão da existência da empresa.
Na locadora de carros à nova missão será:
“Fornecer o melhor atendimento de acordo com a necessidade dos clientes,
estabelecendo um ótimo relacionamento entre colaboradores e clientes”.

Visão

A visão tem o objetivo de apresentar onde a empresa deseja chegar e quais


objetivos e metas deseja alcançar. Diferentemente da missão, a estratégia de
visão pode ser mudada ao longo do tempo, sendo determinada por períodos ou
até o atingimento das metas iniciais, por isso pode ser mudada dependendo do
momento em que a empresa ou organização se encontra. Para a criação da
visão de uma empresa, deve -se levar alguns questionamentos em
consideração, como, onde a empresa quer chegar, qual a direção deve seguir
juntando os esforços dos colaboradores e gestores da organização, qual o
retorno através dos recursos investidos na empresa. O quesito de visão deve
ser pratica e realista e tangível, em outras palavras, a visão precisa demonstrar
claramente onde a empresa quer chegar.

 Ser reconhecida como referência no setor de locação de automóveis;


 Excelência no atendimento;
 Proporcionar uma experiência inigualável para seus clientes e fornecedores;
 Oferecer serviços e atendimento de qualidade;
 Inovação continua na prestação de serviços aos clientes.

Valores

Após a definição de Missão e Visão por parte da empresa, os Valores são


aquilo que a empresa acredita e que não abre mão. Há muitas formas de se
atingir vários objetivos, mas o caminho que leva a conseguir alcançar os
propósitos dever ser aquilo pelo qual se acredita, ou seja, seus princípios, que
auxilia na condução dos comportamentos, atitudes e decisões a serem
tomadas. Os valores devem ser a base para um relacionamento solido entre a
organização e seus colaboradores, seus fornecedores e principalmente seus
clientes.

 Fidelização de clientes através do respeito, confiança, integridade e


inovação;
 Relacionamento estreito entre a empresa e os colaboradores, que são a
base da empresa;

Fatores Chaves

Compreender os pontos críticos de sucesso é essencial para a elaboração de


um Plano Estratégico, pois os fatores de sucesso (do inglês Critical Success
Factor (CSF)), são pontos cruciais que podem definir o sucesso ou a derrocada
de uma meta ou objetivo traçado quando foi definido por uma organização. Tais
fatores devem ser definidos por estudos contidos nos objetivos empresarias de
uma organização, tornando assim os fatores de sucesso um ponto de
referência para toda a organização e atividades pautadas por sua missão.
Esses fatores também contribuem para as definições na implementação de
controle de processos relacionados a Gestão da Informação. Segundo Saconi
(2001, p. 359) a palavra gestão tem um significado de “ação ou efeito de gerir,
gerenciar”. Principais fatores de sucesso:

 Posicionamento competitivo – posição em que uma organização se encontra


em relação a seus principais concorrentes. O objetivo organização indica a
posição em que a organização se encontra em relação a seus concorrentes;

 Inovação – toda e qualquer mudança imposta para melhorar os processos


organizacionais, com novos métodos capaz de atingir as metas no qual a
empresa se propôs a chegar;

 Produtividade – composta pelos bens e serviços produzidos pela


organização passando pelos recursos que são utilizados no processo
produtivo. As empresas que produzem com menos recursos são consideradas
mais produtivas do que as que utilizam mais recursos para produzir mesmo
nível;

 Nível de recursos – quantidade relativa dos recursos mantidos pela


organização, como caixa, equipamentos e estoque. Grande parte das
organizações traçam seus objetivos estratégicos indicando a quantidade dos
ativos que devem ser mantidos;

 Desempenho dos funcionários – representa a qualidade e desempenho dos


funcionários em relação ao trabalho e também a organização. O sucesso de
uma organização depende da motivação e engajamento de seus funcionários;

 Lucratividade – é a capacidade da organização de obter receitas, capazes de


superar as despesas. Objetiva-se em indicar o nível de lucratividade planejado;

 Responsabilidade social – muitas empresas e organizações acabam


deixando de lado a responsabilidade social. É importante que as empresas
pensem no pelo lado social do negócio e procure ajudar o crescimento e bem
estar da sociedade. Assim os objetivos poderão ser alcançados de forma
plena.
Análise de Ambientes Internos

Os recursos que são alocados nas organizações devem ser utilizados para o
alcance dos objetivos que incluem: recursos humanos, físicos, logísticos,
operacionais, e financeiros principalmente. É necessário avaliar o desempenho
de cada organização visando seus grupos de interesse, que incluem:
fornecedores, distribuidores, clientes e todos os demais envolvidos nos
negócios e processos da empresa. Maximiano (2006) define a analise interna
como “a identificação de pontos fortes e fracos dentro da organização anda em
paralelo com a análise do ambiente”.

FATORES INTERNOS
FORÇAS
Tempo de mercado;
Boas parcerias;
Qualidade do produto;
Equipe qualificada.

X
FRAQUEZAS
Problemas operacionais;
Atraso de manutenção;
Veículos limitados;
Funcionários reduzidos por conta da pandemia.
 

Análise de Ambientes Externos

Ao verificar o ambiente externo de uma organização as forças macro


ambientais, demográficas, econômicas, tecnológicas, politicas, legais devem
ser analisadas pois afetam os processos organizacionais. A organização deve
se preparar para identificar as tendências e desenvolvimentos e aproveitar as
oportunidades e ameaças associadas. Por receber influências constantes de
forças externas, a mudança na rotina pode acarretar problemas de
desempenho. As oportunidades são características do ambiente externo, e não
são controladas pela empresa, favorecendo assim uma ação estratégica.
Também podem ser classificadas de acordo com sua atratividade e
probabilidade de sucesso. Não dependendo apenas da empresa, mas também
de sua capacidade em ser bem-sucedida e com competências capazes de
superar seus concorrentes.

FATORES EXTERNOS
OPORTUNIDADES
Mercado em evolução;
Parcerias com aplicativos de transporte;
Baixa concorrência no mercado;
Vender soluções online.
 
AMEAÇAS
Baixa inovação de clientes;
Aumento de impostos;
Pandemia (LOCKDOWN);
Economia (VARIÁVEL).
 

Formulação da Estratégia

Segundo Littler et al. (2000) o processo de formulação estratégica de uma


empresa, representa o mapa de informações antecipadas para a organização
competir no mercado. A formulação de estratégia ocorre basicamente em três
níveis organizacionais: empresarial, unidade de negócios e funcional. Segundo
Poter (1991,8 p. 61), “a essência da formulação estratégica é lidar com a
competição”. As estratégias mais eficazes são as que tem a capacidade de
prever e resolver problemas inesperados, além de representar um dos
processos mais importantes que os administradores têm de enfrentar, pois
espera-se que seja desenvolvido e aplicado da melhor maneira possível.
Segundo Ansoff (1993, p. 74) o processo de formulação de estratégias não
resulta nenhuma ação imediata. Em vez disso, estipula as direções nas quais a
posição da empresa crescerá e se desenvolverá. A formulação estratégica
adotada para a rede de locação de carros Mondial será o modelo de HILL
(1993) que consiste em um processo de cinco etapas:

 1ª etapa – desenvolve um entendimento sobre os objetivos corporativos da


organização a longo prazo. Eles refletirão a natureza da economia, mercado e
oportunidades;
 2ª etapa – entender a estratégia de marketing da organização, se foi
desenvolvida para alcançar os objetivos corporativos, identificando os
mercados de produtos e serviços que a estratégia de planejamento deve
satisfazer;
 3ª etapa – analisar os produtos que se qualificarão para competir em seus
respectivos mercados, visando qualificar a companhia para ser tão boa quanto
seus concorrentes;
 4ª etapa – estabelece o melhor processo para produzir tais produtos.
Objetiva -se em definir um conjunto de características estruturais de produção;
 5ª etapa – a última etapa deve providenciar a infraestrutura necessária para
suportar a produção dos produtos.

O objetivo dessa estrutura de planejamento estratégico encaixa-se na criação


de um negócio, pois por todas as etapas incluirá uma revisão das estratégias,
baseada nas expectativas do mercado atual e futuro. Também não se restringe
a ser um movimento sequencial, podendo ser adaptada e modificada durante
todo o processo de criação de uma estratégia empresarial. A seguir será
demonstrada a estratégia de HILL (1993) aplicada a rede de locação de carros
Mondial.

XETAPA 1 ETAPA 2 ETAPA 3

Como o serviço conquista


Objetivos Corporativos Estratégias de marketing clientes

 
Crescimento; Inovação; Preço;

Lucro; Promoções; Qualidade;

Retorno sobre Atendimento


Serviços oferecidos.
investimentos. Personalizado.

ETAPA 4 ETAPA 5

Estratégia de Operações

Escolha do processo Infraestrutura

   
Tecnologia nos processos; Processos sistematizados;

Compromisso intenso nos resultados. Estrutura organizacional.

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação

O Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação – PETI objetiva


assegurar que as metas propostas pela TI possam ser alcançadas de que
estejam vinculadas as metas e objetivos da organização, alinhado ao seu
Planejamento Estratégico. O Planejamento de TI é um processo dinâmico e
interativo, que visa estruturar, estratégica, tática e operacionalmente os
sistemas de informação e a infraestrutura de TI, visando atingir metas e
propósitos da instituição. O PETI aqui apresentado está em conformidade com
o Planejamento Estratégico da rede de locação de carros Mondial. A
coordenação de TI juntamente com os donos optou por reestruturar o
departamento de TI, criando novas premissas alinhadas com a Missão, Visão e
Valores que atualmente regem a rede de locadora. Assim definiram sua
estratégia:

Você também pode gostar