Você está na página 1de 18

CIRCUITOS MAGNÉTICOS

E TRANSFORMADORES
UniCBE 2021.2
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva
Determinação dos valores dos componentes do Circuitos Magnéticos e transformadores
modelo de transformador Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

• É possível determinar experimentalmente os valores das indutâncias e resistências do


modelo de transformador.
• Uma aproximação adequada desses valores pode ser obtida com apenas dois testes ou
ensaios, o ensaio a vazio e o ensaio de curto-circuito.
• No ensaio a vazio é determinado os parâmetros do núcleo. 𝑅𝑐 e 𝑋𝑚 .
• No ensaio de curto-circuito são determinados os parâmetros série. 𝑅𝑒𝑞 e 𝑋𝑒𝑞 .
Ensaio a vazio Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

• No ensaio a vazio ou de circuito aberto, um enrolamento do transformador é deixado em


circuito aberto e o outro enrolamento é conectado à tensão nominal plena de linha.
• Etapas do ensaio a vazio:
1. Uma tensão plena de linha é aplicada ao lado de baixa tensão do transformador.
2. A tensão de entrada, corrente de entrada e potência de entrada do transformador são
medidas. (Essas medidas são normalmente realizadas no lado de baixa tensão do
transformador, já que é mais fácil lidar com baixas tensões.)
3. Calcula-se os parâmetros do núcleo 𝑅𝑐 e 𝑋𝑚 .
Ensaio a vazio Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

𝑅1 𝑗𝑋1 𝑅2′ 𝑗𝑋2′

𝐼1 𝐼𝜑
𝐼ℎ+𝑝 𝐼2′
𝐼𝑚 Terminal do secundário
Tensão nominal
𝑅𝐶 𝑗𝑋𝑀 está em circuito aberto
conectada ao primário

Nestas condições a corrente do secundário é nula e toda a corrente de entrada deve circular
através do ramo de excitação do transformador, pois os elementos em série 𝑅1 e 𝑋1 são
pequenos demais, em comparação com 𝑅𝐶 e 𝑋𝑀 , para causar uma queda de tensão
significativa, de modo que essencialmente toda a tensão de entrada sofre queda no ramo de
excitação.
Ensaio a vazio Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

A W
𝐼1 𝐼1 𝐼𝜑
𝐼ℎ+𝑝 𝐼𝑚
V
𝑅𝐶 𝑗𝑋𝑀

Medições:
• Potência de entrada: 𝑃𝑉𝑍
• Tensão de entrada: 𝑉𝑉𝑍
• Corrente de entrada: 𝐼𝑉𝑍
Ensaio a vazio Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

O ângulo da admitância pode ser encontrado a partir do


conhecimento do fator de potência do circuito. O fator de
potência (FP) a vazio é dado por:

𝑃𝑉𝑍 𝑃𝑉𝑍
𝐹𝑃 = 𝑐𝑜𝑠 𝜃 = 𝜃= cos −1
𝑉𝑉𝑍 𝐼𝑉𝑍 𝑉𝑉𝑍 𝐼𝑉𝑍
A admitância total de excitação é:
1 1 O fator de potência está sempre atrasado em um
𝑌𝐸 = −𝑗 transformador real, de modo que o ângulo da corrente sempre
𝑅𝐶 𝑋𝑀
está atrasado em relação à tensão em 𝜃 graus. Portanto, a
admitância 𝑌𝐸 é:
O módulo de 𝑌𝐸 é:
𝐼𝑉𝑍
𝐼𝑉𝑍 𝑌𝐸 = ∠ − 𝜃º
𝑌𝐸 = 𝑉𝑉𝑍
𝑉𝑉𝑍
Ensaio de curto-circuito Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

• No ensaio de curto-circuito, os terminais de baixa tensão do transformador são colocados


em curto-circuito e os terminais de alta tensão são ligados a uma fonte de tensão variável.
• Etapas do ensaio de curto-circuito:
1. Coloca-se os terminais de baixa tensão em curto-circuito.
2. Conecta-se uma fonte de tensão variável ao terminal de alta tensão.
3. A tensão de entrada é ajustada até que a corrente no enrolamento em curto-circuito
seja igual ao seu valor nominal.
4. A tensão de entrada, corrente de entrada e potência de entrada do transformador são
medidas. (Estas medidas são realizadas normalmente no lado de alta tensão do
transformador, porque as correntes são menores neste lado, sendo mais fáceis de
serem manipuladas.)
5. Calcula-se a impedância série equivalente 𝑍𝑆𝐸 .
Ensaio de curto-circuito Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

𝑅1 𝑗𝑋1 𝑅2′ 𝑗𝑋2′

𝐼1 𝐼𝜑
𝐼ℎ+𝑝 𝐼2′ Terminal do
Fonte de tensão 𝐼𝑚
variável conectada secundário em
𝑅𝐶 𝑗𝑋𝑀 curto-circuito
ao primário

• Durante o ensaio de curto-circuito, a tensão de entrada é tão baixa que uma corrente
desprezível circulará no ramo de excitação.
• Se a corrente de excitação for ignorada, toda a queda de tensão no transformador poderá
ser atribuída aos elementos em série do circuito.
Ensaio de curto-circuito Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

𝑹𝟏 + 𝒂𝟐 𝑹𝟐 𝑿𝟏 + 𝒂𝟐 𝑿𝟐
A W
𝐼1 𝐼1 𝑹𝒆𝒒 𝑿𝒆𝒒
𝒁𝑺𝑬
V

Medições:
• Potência de entrada: 𝑃𝐶𝐶
• Tensão de entrada: 𝑉𝐶𝐶
• Corrente de entrada: 𝐼𝐶𝐶
Ensaio de curto-circuito Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

O fator de potência está atrasado. Portanto, o ângulo


da corrente é negativo e o ângulo θ de impedância
total é positivo. Logo:

𝑉𝐶𝐶 ∠0º 𝑉𝐶𝐶


𝑍𝑆𝐸 = 𝑍𝑆𝐸 = ∠𝜃º
𝐼𝐶𝐶 ∠ − 𝜃º 𝐼𝐶𝐶
O fator de potência é dado por:

𝑃𝐶𝐶
𝐹𝑃 = 𝑐𝑜𝑠𝜃 = A impedância em série 𝑍𝑆𝐸 é igual a:
𝑉𝐶𝐶 𝐼𝐶𝐶
𝑍𝑆𝐸 = 𝑅𝑒𝑞 + 𝑗𝑋𝑒𝑞
Logo:
𝑍𝑆𝐸 = 𝑅1 + 𝑎2 𝑅2 + 𝑗𝑋1 + 𝑎2 𝑋2
−1
𝑃𝐶𝐶
𝜃 = cos
𝑉𝐶𝐶 𝐼𝐶𝐶
Comentários Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

• No ensaio de curto-circuito, é possível determinar a impedância total em série, referida ao


lado de alta tensão, usando essa técnica, mas não há uma maneira fácil de dividir a
impedância em série nas suas componentes primária e secundária. Felizmente, tal
separação não é necessária à solução de problemas comuns.
• O ensaio a vazio é realizado usualmente no lado de baixa tensão do transformador e o
ensaio de curto-circuito é usualmente efetuado no lado de alta tensão do transformador, de
modo que usualmente os valores de 𝑅𝐶 e 𝑋𝑀 são encontrados sendo referidos ao lado de
baixa tensão e os valores de 𝑅𝑒𝑞 e 𝑋𝑒𝑞 são usualmente encontrados sendo referidos ao lado
de alta tensão.
• Todos os elementos devem ser referidos ao mesmo lado (alta ou baixa tensão) para obter o
circuito equivalente final.
Exemplo Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

As impedâncias do circuito equivalente de um transformador de 20 kVA, 8.000/240 V e 60


Hz devem ser determinadas. O ensaio a vazio foi efetuado no lado secundário do
transformador (para reduzir a tensão máxima a ser medida) e o ensaio de curto-circuito foi
realizado no lado primário do transformador (para reduzir a corrente máxima a ser medida).
Os seguintes dados foram obtidos:

Ensaio a vazio Ensaio de curto-circuito


𝑉𝑉𝑍 = 240 𝑉 𝑉𝐶𝐶 = 489 𝑉
𝐼𝑉𝑍 = 7,133 𝐴 𝐼𝐶𝐶 = 2,5 𝐴
𝑃𝑉𝑍 = 400 𝑊 𝑃𝐶𝐶 = 240 𝑊
Exemplo Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

Ensaio a vazio Ensaio de curto-circuito A admitância de excitação é:


𝑉𝑉𝑍 = 240 𝑉 𝑉𝐶𝐶 = 489 𝑉
𝐼𝑉𝑍 = 7,133 𝐴 𝐼𝐶𝐶 = 2,5 𝐴 𝐼𝑉𝑍 7,133
𝑌𝐸 = ∠ − 𝜃º = ∠ − 76,5º
𝑃𝑉𝑍 = 400 𝑊 𝑃𝐶𝐶 = 240 𝑊 𝑉𝑉𝑍 240
𝑌𝐸 = 0,0297∠ − 76,5º S
O fator de potência durante o ensaio a vazio é:
𝑃𝑉𝑍 𝑌𝐸 = 0,00693 − 𝑗0,02888
𝐹𝑃 = 𝑐𝑜𝑠 𝜃 =
𝑉𝑉𝑍 𝐼𝑉𝑍 1 1
𝑌𝐸 = −𝑗
𝑅𝐶 𝑋𝑀
400
𝐹𝑃 = = 0,234 1
(240)(7,133) 𝑅𝐶 = 𝑹𝑪 = 𝟏𝟒𝟒 Ω
0,00693
𝜃 = cos −1 𝐹𝑃 = cos −1 (0,234) 𝜃 = 76,5º 1
𝑋𝑀 = 𝑿𝑴 = 𝟑𝟒, 𝟔𝟑 Ω
0,02888
Exemplo Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

Ensaio a vazio Ensaio de curto-circuito


A impedância série é:
𝑉𝑉𝑍 = 240 𝑉 𝑉𝐶𝐶 = 489 𝑉
𝐼𝑉𝑍 = 7,133 𝐴 𝐼𝐶𝐶 = 2,5 𝐴
𝑉𝐶𝐶 489
𝑃𝑉𝑍 = 400 𝑊 𝑃𝐶𝐶 = 240 𝑊 𝑍𝑆𝐸 = ∠𝜃º = ∠78,7º
𝐼𝐶𝐶 2,5
O fator de potência durante o ensaio de curto
𝑍𝑆𝐸 = 195,6∠78,7º
circuito é:
𝑃𝐶𝐶 𝑍𝑆𝐸 = 38,4 + 𝑗192 Ω
𝐹𝑃 = 𝑐𝑜𝑠𝜃 =
𝑉𝐶𝐶 𝐼𝐶𝐶
𝑅𝑒𝑞 𝑋𝑒𝑞
240
𝐹𝑃 = = 0,196
(489)(2,5) 𝑹𝒆𝒒 = 𝟑𝟖, 𝟒 Ω

𝜃 = cos −1 𝐹𝑃 = cos −1 (0,196) 𝜃 = 78,7º 𝑿𝒆𝒒 = 𝟏𝟗𝟐 Ω


Exemplo Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

Neste exemplo o lado de alta tensão é o primário e o lado de baixa tensão é o secundário.
Portanto temos:

𝑹𝑪 = 𝟏𝟒𝟒 Ω Calculados no secundário


𝑿𝑴 = 𝟑𝟒, 𝟔𝟑 Ω (lado de baixa tensão)

𝑹𝒆𝒒 = 𝟑𝟖, 𝟒 Ω Calculados no primário


𝑿𝒆𝒒 = 𝟏𝟗𝟐 Ω (lado de alta tensão)
Exemplo Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

Portanto, a resistência e a reatância equivalentes, referidas ao lado de alta tensão (primário),


são:

𝑹𝒆𝒒 = 𝟑𝟖, 𝟒 Ω 𝑿𝒆𝒒 = 𝟏𝟗𝟐 Ω

O circuito equivalente resultante simplificado, referido ao lado de alta tensão (primário),


pode ser encontrado convertendo os valores do ramo de excitação ao lado de alta tensão:

2
8000
𝑅𝐶𝑃 = 𝑎2 𝑅𝐶 𝑆 = 144 𝑹𝑪𝑷 = 𝟏𝟓𝟗 𝒌Ω
240

2
2 8000
𝑋𝑀𝑃 = 𝑎 𝑋𝑀𝑆 = 34,63 𝑿𝑴𝑷 = 𝟑𝟖, 𝟒 𝒌Ω
240
Exemplo Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

Circuito equivalente referido ao primário:

𝑹𝒆𝒒 = 𝟑𝟖, 𝟒 Ω 𝑹𝑪𝑷 = 𝟏𝟓𝟗 𝒌Ω


𝑿𝒆𝒒 = 𝟏𝟗𝟐 Ω 𝑿𝑴𝑷 = 𝟑𝟖, 𝟒 𝒌Ω

𝟑𝟖, 𝟒 Ω 𝒋𝟏𝟗𝟐 Ω

𝐼1 𝐼𝜑 𝐼2
𝐼ℎ+𝑝 𝐼𝑚 𝑎
𝑉1 𝑎𝑉2
𝟏𝟓𝟗 𝒌Ω 𝒋𝟑𝟖, 𝟒 𝒌Ω
Exemplo Circuitos Magnéticos e transformadores
Prof. Caio Gonçalves da Silva e Silva

Circuito equivalente referido ao secundário:


𝑹𝑪 = 𝟏𝟒𝟒 Ω 𝑿𝑴 = 𝟑𝟒, 𝟔𝟑 Ω

𝑅𝑒𝑞𝑆 = 𝑅𝑒𝑞𝑃 /𝑎2 = 38,4/ 33,333 2 𝑅𝑒𝑞𝑆 = 𝟎, 𝟎𝟑𝟒𝟔 Ω

𝑋𝑒𝑞𝑆 = 𝑋𝑒𝑞𝑃 /𝑎2 = 192/ 33,333 2 𝑋𝑒𝑞𝑆 = 𝟎, 𝟏𝟕𝟑 Ω

𝟎, 𝟎𝟑𝟒𝟔Ω 𝒋𝟎, 𝟏𝟕𝟑 Ω

𝑎𝐼1 𝑎𝐼𝜑 𝐼2
𝑎𝐼ℎ+𝑝 𝑎𝐼𝑚
𝑉1
𝑉2
𝑎 𝟏𝟒𝟒 Ω 𝒋𝟑𝟒, 𝟔𝟑 Ω

Você também pode gostar