Você está na página 1de 3

RELATÓRIO DE ONDAS

Bruno Zago; 2, Mateo Vettore; 14

Introdução
As ondas são perturbações que se propagam pelo espaço sem o transporte de matéria.
Existem dois tipos de ondas, as mecânicas e as eletromagnéticas, elas são caracterizadas por:

 Pela amplitude, que corresponde a distância entre o ponto de repouso e a crista, (ponto
máximo em que a onda chegou).
 Pelo comprimento da onda, representada pela distância entre dois repousos ou duas
cristas e em fórmulas pela letra grega (λ).
 Pela velocidade, que pode alterar pelo meio em que está se propagando, podendo ser
alterada pela temperatura e matéria que está se deslocando, representada em fórmulas
pela letra (v).
 Pela frequência, que corresponde ao número de oscilações da onda em determinado
intervalo de tempo, a frequência não se altera devido ao meio de propagação igual à
velocidade, a frequência é medida por (Hz), representado em fórmulas por (f).
 Pelo período, corresponde ao tempo de um comprimento da onda, a unidade de medida
usado é o segundo (s), representado em fórmulas por (T).

Ondas mecânicas são perturbações que transportam energia cinética e potencial através
Olha só dá pra escrever com a voz Será que isso é 1 bom método de algo material, como a água.
Estas perturbações ocorrem por meio de pulsos, ondas de curta duração que se repetem de
tempos em tempos igualmente alocados.

As vibrações podem ser:

 Transversais, quando sua vibração é perpendicular à sua propagação


 Longitudinais, quando sua vibração acompanha paralelamente o movimento em que se
propagam

As ondas podem se propagar em:

 Unidimensionais, se propagam em uma direção.

 Bidimensionais, se propagam em duas direções.

 Tridimensionais, se propagam em várias direções.

Ondas sonoras são vibrações que produzem sensações auditivas, sua unidade de medida é
o (Hz). Nós seres humanos podemos produzir sensações auditivas de 20Hz até 20.000Hz. Sons
acima de 20.000Hz são chamados de ultrassom, e abaixo de 20Hz são chamados de infrassom.
Experimento 1
Materiais
Alto-falante (caso o dispositivo não seja a prova d’água, providenciar blindagem)

 Água
 Cabo auxiliar (caso seu alto-falante não possua tecnologias wireless)
 Celular (ou qualquer de outro tipo de dispositivo que possa enviar os dados sonoros para o
reprodutor)
 Placa de Petri (caso não queira molhar o local)

Métodos
Coloque a água no alto-falante, e reproduza algum som, observe as frequências sendo
representadas na água por meio das ondas sonoras criadas pelo alto falante.

Hipótese
A água deve vibrar conforme as frequências reproduzidas pelas ondas sonoras criadas pelo alto
falante.

Conclusão
É possível visualizar as ondas sonoras pela água, dependente da frequência do som reproduzido, a
água forma diferentes ondas, quando as frequências são mais altas, o som é mais agudo e menos
aparente na água, quando são mais baixas, o som é mais grave e a água fica mais instável.
Experimento 2
Materiais
 Proveta
 Água
 Colher (opcional)
 Palito (opcional)

Métodos
Coloque água nas provetas de forma desigual, bata na proveta com algum instrumento, desta
maneira as ondas sonoras são diferentemente reproduzidas de acordo com a quantidade de água
presente na proveta, tente criar uma escala musical com as provetas, de forma que o som
resultante da “batida” forme uma escala musical.

Hipótese
De acordo com a física, quanto mais água, ou seja, menos ar na proveta, mais grave será o som, e
quanto menos água, ou seja, mais ar na, mais aguda será o som.

Conclusão
De acordo com a vivência, comprovamos que o som fica grave ou agudo de acordo com a
distância que as ondas sonoras precisam percorrer pela água e ar.

Você também pode gostar