Você está na página 1de 1

TEORIAS DA

CONSPIRAÇÃO A MORTE
DE ELVIS PRESLEY

A teoria/plano: Elvis Aron Presley faleceu a 16 de agosto de 1997. Este facto encontra-se de tal forma
evidente, que é afirmado que tinha sofrido de uma paragem cardíaca e overdose.
Apesar disso, são nos colocadas suposições de que este artista ainda se encontraria vivo,
com a ideia principal de que ele fingiu a sua própria morte.
Supostos autores da conspiração: Por estes e outros motivos, vários jornalistas e autores, decidiram tirar esta

1
incerteza a limpo. Este é o caso de Gail Brewer, onde no seu livro, estão apresentadas bem patentes estas ideias.
Elementos de prova:

lápide de

Presley
Na lápide estava escrito "Elvis Aron Presley", no entanto,
o seu nome de batismo era "Elvis Aaron Presley", logo já
vemos o porquê de toda a gente ter ficado repreensiva.
Contra Argumento: Elvis alterou o seu nome para
'Aron", nos anos 50, em honra ao seu irmão gémeo, que

2
faleceu no parto.

o carácter
secreto
Um facto, é que só saberemos mesmo a certeza o que
aconteceu com Presley, em 2027,quando, se passarão 50
anos da morte do artista, e será confidenciada o relatório
da morte do artista, que a família tanto queria
esconder, e aí saberemos ,deste modo, o que se passou
com Elvis Aron Presley.

3 A existência de
bodes
expiatórios:
A causa da morte inicial, dada pelo Dr. Nick, foi de
um ataque cardíaco fulminante. Porém, ele estava a
ser criminalmente acusado de homicídio porque ele
tinha sido o principal médico que prescreveu
medicamentos para Elvis. Foi posta uma acusação
criminal contra o Dr. Nick, alegando que ele
prescreveu substâncias controladas de forma deliberada e criminosa para os mesmos 10
indivíduos pelos quais o conselho médico de Tennessee o considerou culpado, como Elvis

4
Presley e o cantor Jerry Lee Lewis.

divisão entre
bons e maus
Bom: Gail Brewer-Giorgio, no seu livro "Is Elvis Alive?"
Ela narrou que examinou milhares de documentos do FBI e
descobriu que a agência recrutou o cantor como agente
secreto para ajudar a invadir uma organização
criminosa. “Elvis fingiu a sua morte porque ia ser
morto, e não há dúvida”, disse Brewer-Giorgio.
Mau: -Sally Hoede- Elvis Presley estava destinado a
morrer, porque tinha herdado várias doenças genéticas
do lado materno( os avós de Elvis eram primos

5
diretos.)“Eles tiveram um período semelhante de saúde
degenerativa de quatro anos, e é interessante porque ela
como se não tomou a mesma medicação”.

desenvolve/pro
paga a teoria
Esta teoria propagou-se devido ao facto de os fãs não
aceitarem completamente a sua morte, e também dos
estranhos acontecimentos que aconteceram. Por
exemplo, um homem chamado John Burrows

6
(pseudónimo de Presley),partiu de helicóptero um dia
depois da suposta morte do artista.

conclusão
Com este trabalho conseguimos
compreender ,que a filosofia é uma fonte intrínseca de transmissão
do conhecimento, quer seja nas fontes fiáveis e verídicas de que
nos são transmitidas, quer seja nas provas evidenciadas serem
verdadeiras e absolutas, ou falaciosas e duvidosas. No caso desta
teoria, são transmitidas informações de facto, que nos deixam a
ponderar, se o rei do rock, está ou não vivo, porém não são tão
convincentes. O que acontece aqui, é que não temos provas
suficientes que nos comprovam que Elvis, está vivo. Ou seja, não
existem argumentos ardilosos que nos comprovam que Presley está
vivo, porque caso digam o contrário, estão a cometer uma falácia.
Para afirmar algo devemos de ter crenças que são bem
fundamentadas, factos que seja absolutamente evidentes, que de tal
forma nos convençam da crença em si.

Você também pode gostar