Você está na página 1de 7

LITERATURA – FANGO THALASSO THERMAL

FANGO THALASSO THERMAL


O melhor da terra e do mar para a beleza e bem estar

INCI Name: Maris Sal, Xantham Gum, Spirulina maxima extract, Fucus
vesiculosos extract, Laminaria digitata extract, Agar, Chrorella pyrenoidosa
extract, CI 77266, Aloe bardadensis extract, Hypnea musciformis Extract,
Gelidiella acerosa Extract, Sargassum filipendula extract, Zizyphus joazeiro
extract, Sílica, Bentonite, Montmorillonite and Kaolinite.

Introdução
A história dos usos terapêuticos dos Fangos ou Lamas é muito antiga e
possui várias vertentes com resultados benéficos,
especialmente em usos externos para fins
dermatológicos e estéticos. Seus conceitos
científicos estão no Termalismo (Medicina
Hidrológica que faz usos de recursos naturais
terapêuticos das estâncias) e Thalassoterapia
(relacionada aos elementos marinhos), que, apesar de antigos, são cada vez
mais utilizados atualmente.

Descrição
O Fango Thalasso Thermal é um cosmético em pó, com 18 ingredientes
100% naturais especialmente selecionados de acordo com seus evidentes
benefícios para a pele.
Suas aplicações são simples, principalmente para máscaras cosméticas e
estéticas faciais, corporais ou capilares, além das massagens, banhos de imersão
ou ducha e adição aos produtos de higiene pessoal do dia a dia (xampus,
sabonetes líquidos, cremes esfoliantes, etc).

Revisão nº: 01 Data: 08/11/2011

Elaborado por: Laísa C. O. Costa Conferido por: Tatiana Domingos


LITERATURA – FANGO THALASSO THERMAL

Composição:
Minerais: Sal Mineral, Carvão Mineral e Sílica.
Argilominerais: Bentonita, Montmorillonita e Caolinita.
Algas Marinhas: Fucus vesiculosos, Laminaria digitata, Gracilaria
confervoides, Hypnea musciformis, Gelidiella acerosa e Sargassum filipendula.
Plânctons: Spirulina maxima e Chrorella pyrenoidosa.
Fitoativos: Aloe bardadensis e Zizyphus joazeiro.
Bactérias na forma purificada: Xanthomonas campestris.

Propriedades
· Argilas Bentonita, Caolinita e Montmorillonita: facilitam e
potencializam trocas catiônicas, osmóticas e calóricas de ativos com a pele.
Diminuem oleosidade, clareiam, tonificam e com potente tensor sobre a pele. E
ajudam no combate de estrias, celulite e gordura localizada.
· Algas Hypnea, Gelidiella e Sargassum: ação hidratante, protetora e
plastificante.
· Algas Fucus, Laminaria e Glaciária: fontes de iodo e de mucilagens,
ativam metabolismo, protegem as mucosas, ulcerações dérmicas, estabilizantes,
emulsionantes, retenção hídrica molecular e podem ser usadas como
hemostático local de ação rápida.
· Plânctons Chlorella e Spirulina: altos teores de aminoácidos e proteínas
promovem reparação e integridade celular, aceleram processo de cicatrização e
previnem a queratinização.
· Fitoativo Joá: saponáceo, tônico capilar, prevenção de seborréia, calvície
e caspa. Clareador e amaciante da pele, muito utilizado no tratamento de
dermatoses.
· Fitoativo Aloe vera: um dos ativos mais reconhecidos e com usos
diversificados para pele, cabelo e corpo. Facilita a penetração de ativos na pele
(cerca de quatro vezes mais que a água), hidratante, nutriente, queratolítica,
emoliente, cicatrizante, limpeza, refrescante, tratamento de queimaduras

Revisão nº: 01 Data: 08/11/2011

Elaborado por: Laísa C. O. Costa Conferido por: Tatiana Domingos


LITERATURA – FANGO THALASSO THERMAL

solares, fungicida, bactericida, limpa todos os tipos de pele (remove impurezas


e maquiagens, além de restabelecer o equilíbrio bacteriológico), elasticidade,
tratamento de dermatoses (acne, manchas,...). Evita e suaviza rugas, flacidez e
marcas de expressão, adstringente, muito utilizado para tonificar as fibras
elásticas e colágenas, revigora e rejuvenesce as células. Para o corpo é indicado
para melhorar a resistência do tecido eliminando rugas. Previne e evita flacidez
e estrias dando mais saúde, sedosidade e maciez à pele. Ação profunda,
descongestionando os vasos atingidos e combatendo a celulite. Tratamento
cosmético da flacidez, descongestionante e estimula as fibras elásticas e
colágenas, enrijece a musculatura e hidrata a pele. Para peles cansadas e
envelhecidas. Restitui a umidade natural e recompõe as fibras elásticas,
protegendo a pele de agressões de agentes ambientais. Indicado para alergias,
assaduras, irritações, hemorróidas, herpes, infecções nas unhas e micoses. Para
os pés é indicado para rachaduras de micoses, calos, unheiras, frieiras, suores,
odores fortes e pé-de-atleta. Alivia os desgastes do dia e relaxa os pés.
· Xanthomonas campestris: espécie bacteriana na forma purificada usada
como agente de viscosidade, emulsificante, estabilizante e espessante.

Indicações
O Fango Thalasso Thermal é indicado como esfoliante natural (não risca
a pele), facilita trocas com ativos, controla a oleosidade, hidrata a pele,
proporciona elasticidade, tensão, clareamento, tonificação, nutrição e
remineralização.
Apresenta o conceito “SOFT COSMETIC”, ou seja, não contém
preservantes, conservantes, aditivos ou produtos químicos sintéticos. São
esterilizados após o envase.

Revisão nº: 01 Data: 08/11/2011

Elaborado por: Laísa C. O. Costa Conferido por: Tatiana Domingos


LITERATURA – FANGO THALASSO THERMAL

Aplicações Dermocosméticas
- Fangoterapia;
- Medicina estética;
- SPAs.
- Formulações para oleosidade excessiva e
acne;
- Formulações auxiliares para o tratamento das dermatites e desordens
da pele;
- Formulações cosméticas para tratamento de celulite e gordura
localizada;
- Formulações dermocosméticas para tratamento de envelhecimento
cutâneo;

Vantagens de Uso
- 100% natural e esterilizada;
- Livre de preservantes, aditivos e compostos sintéticos;
- Purificante da pele: promove desintoxicação;
- Auxilia no tratamento das várias desordens e condições cutâneas.

Como Utilizar
1- Misturar o Fango Thalasso Thermal com Água Mineral, Thermal ou
Marinha até apresentar um aspecto cremoso. Também podem ser acrescentados
outros componentes no preparo da máscara, como águas thermais, água mãe,
argilas, óleos essenciais ou extratos vegetais.
2- Deixar a mistura em repouso mínimo entre 20 e 30 minutos.
3- Aplicar um pouco da mistura no local desejado, massageando
suavemente para uma leve esfoliação.
4- Retirar a mistura com água morna.

Revisão nº: 01 Data: 08/11/2011

Elaborado por: Laísa C. O. Costa Conferido por: Tatiana Domingos


LITERATURA – FANGO THALASSO THERMAL

5- No mesmo local, aplicar novamente a mistura com pincel ou com o


dedo, formando uma fina camada.
6- Deixar agir por 20 minutos ou até secar.
7- Retirar com água fria ou morna.

Uso em banhos:
1- Em banhos de imersão, dissolver de 25 a 50 g do Fango na banheira e
deixar de 5 a 10 minutos antes de entrar.
2- Em duchas: umedecer o Fango na palma da mão, esfoliar e aplicar no
local desejado, deixar agir por 5 minutos e retirar no chuveiro com sabonete ou
shampoo.

Estudos Científicos
Fangoterapia Aumenta Beta-Endorfinas
Pesquisadores do Centro Regional de Reumatologia e Estudos de
Termalismo da região de Veneto, Itália, conduziram um estudo em voluntários
saudáveis com objetivo de avaliar os efeitos da fangoterapia nas concentrações
plasmáticas de beta-endorfina e ACTH (hormônio adrenocorticotrófico). Foi
observado que o estresse térmico causado pela fangoterapia promoveu
liberação transitória, porém significativa, das beta-endorfina e do ACTH, além
de efeito analgésico.
Giusti P, Cima L, Tinello A, Cozzi F, Targa L, Lazzarin P, Todesco S. Stress hormones liberated by
fangotherapy. ACTH and beta-endorphin levels under heat stress. Centro Regionale di
Reumatologia e di Studio del Termalismo, Regione Veneto. Fortschr Med. 1990 Nov 10;108(32):601-3.

Fangoterapia Melhora a Microcirculação


Um estudo publicado no renomado periódico American Journal of Physical
Medicine & Rehabilitation comparou os efeitos de 3 diferentes métodos de
termoterapia – luz IR, parafina e fango – na microcirculação, na temperatura da
pele e do corpo, em pessoas saudáveis e em portadores da artrite reumatóide.
Revisão nº: 01 Data: 08/11/2011

Elaborado por: Laísa C. O. Costa Conferido por: Tatiana Domingos


LITERATURA – FANGO THALASSO THERMAL

Foi confirmado que os três métodos promoveram o aumento das três


parâmetros avaliados, sendo o maior aumento da microcirculação promovido
pela aplicação de fango.
Berliner MN, Maurer AI. Effect of different methods of thermotherapy on skin microcirculation.
Third Department of Internal Medicine (MNB) and the Department of Orthopaedics and Orthopaedic
Surgery (AIM), University Hospital Giessen, Giessen, Germany. Am J Phys Med Rehabil. 2004
Apr;83(4):292-7.

Componentes Hidro e Lipofílicos promovem benefícios Adicionais na


Fangoterapia
Pesquisadores da Turquia apontam que os componentes hidro e
lipofílicos presentes no fango adicionam benefícios à fangoterapia, que não se
resume somente a seus efeitos térmicos.
Odabasi E, Gul H, Macit E, Turan M, Yildiz O. Lipophilic components of different therapeutic
mud species. Department of Medical Ecology and Hydroclimatology, Gulhane School of Medicine,
Ankara, Turkey. J Altern Complement Med. 2007 Dec;13(10):1115-8.

Referências Bibliográficas
1. Fango Termal. Disponível em www.fangotermal.com. Acesso em
01/06/2010.
2. NEWALL, C.A., ANDERSON, L.A. e PHILLIPSON, J.D. Plantas
medicinais – Guia para profissional da saúde. Editorial Premier, São Paulo,
2002. Pág. 31.
3. SIMÕES, C.M.L., SCKENKEL, E.P., GOSMANN, G., MELLO, J.C.P.,
MENTZ, L.A., PETROVICK, P.R. Farmacognosia – da planta ao medicamento.
2ed. Editora da UFSC. São Paulo, 1999.
4. SOUZA, V.M., ANTUNES, D.J. Ativos Dermatológicos. Vol. 5.
Pharmabooks, São Paulo, 2008.
5. Termalismo e Cosmética Talassothermal. Disponível em
www.aguasdesaopedro.com. Acesso em 31 de maio de 2010.

Revisão nº: 01 Data: 08/11/2011

Elaborado por: Laísa C. O. Costa Conferido por: Tatiana Domingos


LITERATURA – FANGO THALASSO THERMAL

Via Farma Importadora


Rua Labatut, 403 – Ipiranga – S.P
(11) 2067-5724

Revisão nº: 01 Data: 08/11/2011

Elaborado por: Laísa C. O. Costa Conferido por: Tatiana Domingos

Você também pode gostar