Você está na página 1de 202

Conteúdos

Pg

Notas sobre a tradução desta obra ...................................................................3

Prefácio: Historia deste método de treino energético .......................................4

Preface das atualizações da Nova Edição ........................................................6

Introdução .......................................................................................................11

CAPÍTULO UM: Seu corpo energético ..........................................................12

CAPÍTULO DOIS: Visualização e trabalho respiratório ................................25

CAPÍTULO TRÊS: Movimentando as energias .............................................38


CAPÍTULO QUATRO: Estimulando os centros primários de energia ...........54

CAPÍTULO CINCO: Carregando a energia com intenção (não traduzido ainda)

CAPITULO SEIS: Bloqueios energéticos .......................................................82

CAPÍTULO SETE: Auto-cura com energia (não traduzido ainda)

CAPÍTULO OITO: Método de cura com o centro cardíaco (não traduzido ainda)

Últimas palavras (não traduzido ainda)

Posfácio das atualizações da nova edição (não traduzido ainda)

NOTAS SOBRE A TRADUÇÃO DESTA OBRA


Esta tradução não está completa ainda, e não sei se a completarei. O objetivo desta

tradução é trazer para um grupo específico de leitores e praticantes, as técnicas básicas

ensinadas por Robert Bruce, contidas na primeira parte do seu livro ENERGY WORK. Meu

objetivo nunca foi a tradução do livro em si. O livro se divide em duas partes na ver

sendo que a primeira ensina as técnicas fundamentais, enquanto que a segunda trata de

aplicações criativas dessas técnicas. O leitor, caso tenha dominado as técnicas da prime

parte, poderá deduzir por si mesmo as aplicações, e criar suas próprias técnicas. Da segunda

parte, apenas o capítulo seis, que trata da remoção de bloqueios energéticos, foi incluíd

tradução, porque entendo que isso deveria integrar a primeira parte, já que ao lidar co

técnicas ensinadas até o capítulo quatro, o leitor pode inadvertidamente esbarrar nos

bloqueios energéticos e desejar fazer algo em relação a eles.

S.F.V
3

PREFÁCIO

HISTÓRIA DESTE SISTEMA DE TREINO ENERGÉTICO

Como este sistema de treino energético surgiu e foi desenvolvido?


Em 1994, descobri a Internet e comecei a ajudar muitas pessoas ao redor do mundo

com a projeção astral e questões relacionadas ao trabalho com as energias. Entre essas pessoas

estavam dois jovens que eram cegos desde o nascimento. Eles não conheciam o sentid

visão e, por conseguinte, não podiam visualizar nada. Como todas as técnicas de proje

astral e de manipulação de energias dependem da visualização, eles ficaram sem condições de

realizá-
las. Tentando encontrar uma solução para isso, tive a idéia de usar o sentido do tato

como técnica de projeção astral. Batizei-


o de “método básico de conscientização corporal por

imaginação tátil”. A idéia era que se eles usassem a consciência corporal para “sentirem-
se”

subindo, uma mão depois da outra, por uma corda, isso poderia desencadear uma saíd

projeção astral. Eu mesmo testei esse método e achei-o muito eficaz. Batizei-
o de "técnica da

corda".

Poucos meses depois, eu estava relaxando em frente a lareira, à noite, quando uma

idéia que eu estava cogitando há semanas, veio à tona: Já que a conscientização corporal por

imaginação tátil era tão eficaz como técnica projetiva, ela também poderia estimular o corpo

energético de outras formas. Abaixei as minhas mãos imaginárias e me focalizei em meus pés.

Ponderei que assim como existem centros primários de energia ( os principais Chackr

também devem existir centros de energia menores. Os pés pareciam um bom lugar par

começar. Movi meu foco de consciência corporal de modo a me concentrar em várias partes

do meu corpo. Isso provocou algumas leves sensações de energia, mas nada importante
aconteceu. Então eu me concentrei no meu dedão do pé direito e mudei meu ponto d

consciência corporal para frente e para trás, através dele. Em poucos segundos, isso provocou

fortes formigações e latejamentos. Aumentei minha atenção e as sensações ficaram ainda mais

fortes. Animado, tentei o mesmo em outras partes dos meus pés e em outras áreas do

corpo. As sensações energéticas produzidas eram alucinantes. Fiquei sentado ali, espant

percebendo que eu tinha descoberto um grande segredo do trabalho com as energias.

Eu continuei trabalhando assim por meses, várias horas por dia, trilhando o meu

caminho através do meu corpo energético uma fração de polegada de cada vez. Mantive notas

e esboços detalhados e em pouco tempo um modelo rudimentar do corpo energético humano

surgiu, juntamente com uma melhor compreensão de como tudo funcionava. Então escr

um tutorial de treino energético chamado "NEW Energy Ways" ( NEW, para abreviar)

lancei-
o na Internet. Isso provocou uma enxurrada de comentários de pessoas que trabalham

com as energias e de projetores astrais por todo o mundo. Minha contínua exploração pessoal,

além de ajudar os outros com problemas e questões relacionadas com a energia human

progressivamente melhorou a minha compreensão do corpo energético e de como ele

funciona.

O trabalho energético utilizando a conscientização corporal por imaginação tátil se

tornou a base de todo o meu trabalho. Percebi a importância do corpo energético e como ele

está fundamentalmente relacionado com todas as habilidades e os fenômenos espirituais

Estimular e desenvolver o corpo de energia é a chave para tudo o que for metafísico. Todos os
4

meus livros, começando com a publicação de “Astral Dynamics”, em 1999, refletiram

apresentando tutoriais para o trabalho energético.

Comecei apresentando workshops e seminários em 2003. O feedback instantâneo

obtido pessoalmente ao trabalhar com grupos de pessoas foi inestimável. Isso melhorou muito

a minha compreensão do corpo energético e práticas para sua estimulação e desenvolvimento.

Aprendi algo novo com cada grupo que eu ensinei, e esse processo continua até hoje.

método de trabalho energético por conscientização corporal usando imaginação tátil já

percorreu um longo caminho desde 1994. Ele tem crescido constantemente até se transformar

no livro que você está segurando agora. No entanto, eu sempre vou considerar esse si

um trabalho em desenvolvimento. À medida que minhas explorações continuam, estou

sempre descobrindo novas e excitantes formas de usar as energias.


5

PREFÁCIO DAS ATUALIZAÇÕES PARA ESTA NOVA EDIÇÃO

Há duas novas seções de atualizações neste relançamento do livro


Energy Work 2011:

“Prefácio das atualizações para a nova edição” e “Posfácio das atualizações para a nov

edição”. O prefácio atualizado contém novas idéias e conceitos sobre o corpo de energia, bem

como a natureza e estrutura da consciência. O posfácio contém algumas histórias de c

reais que ilustram muito bem alguns dos conceitos-chave deste livro.
Eu gostei muito da perspectiva do relançamento deste livro, pois isso me deu a

oportunidade de incluir atualizações e experiências que interligam melhor muitos conce

Meu trabalho é progressivo e estou constantemente à procura de melhores formas de

compreensão, execução e explicação, de modo que novas e melhoradas idéias estão

aparecendo constantemente. Eu aprendi há muito tempo que a melhor maneira de aprender e

compreender mais sobre alguma coisa é permanecer questionando. Considerando que nó

provavelmente conhecemos apenas 1 ou 2 por cento da natureza da realidade espiritual

superior, adotar essa atitude é o mais sábio a fazer .

A IMAGEM CORPORAL MENTAL

O fenômeno da “imagem corporal” é algo que tenho explorado desde 2008. Meu

ponto forte é a minha capacidade de observação imparcial. Agindo assim, eu descobri muitas

coisas ao longo dos anos que foram negligenciados por outros, coisas que são importa

para o trabalho espiritual, incluindo o sistema de trabalho energético maravilhoso que e

livro apresenta.

A imagem corporal é imagem visual da mente/imaginação sobre o corpo físico, o

mapa mental que a mente tem do corpo. Qualquer pessoa pode ver esta imagem usando sua

mente, mas ninguém parece ter notado isso antes. Essa imagem corporal se solidifica e

torna mais forte e mais clara quando o trabalho energético ensinado aqui é feito de fo

regular.
Para ver a sua imagem corporal, sente-
se e relaxe num ambiente com luz suave e

indireta, e feche os olhos. Certifique-


se de nenhuma fonte de luz direta atinja suas pálpebras.

Quando sentir que está pronto, com os olhos fechados e olhando em frente, levante o braço

direito para o lado. Abra bem os dedos e gire o pulso. Abra e feche a mão algumas

enquanto faz isso. Perceba onde sua mão está usando a sua consciência corporal. Prest

atenção a esta área, ao espaço onde você sente que está sua mão. À medida que você move

sua mão, você vai notar que pode ver algo se movendo lá, com sua “visão mental”.

Não importa se você mover seus olhos em direção a sua mão, mas é mais fácil se você

olhar diretamente para frente. A posição da sua mão para o lado do corpo não irá c

qualquer movimento de sombra que possa afetar os olhos, como aconteceria se você movesse

as mãos a frente do seu rosto.

Vire a cabeça para a esquerda, de modo que, mesmo com os olhos abertos, você não

seria capaz de ver esta ação ou fazer com que qualquer movimento de sombra pudesse afetar

seus olhos físicos, e repita o procedimento acima. Você vai descobrir que ainda pode

movimento e a forma da sua mão e do seu braço. No início, isso vai aparecer apenas como um

movimento de sombra. Continue movendo a sua mão e explore esta imagem por um tempo.

Repita o procedimento acima com o outro braço, e em seguida, observe os dois braços

ao mesmo tempo, enquanto você continua olhando a sua frente, com os olhos fechado

Repita isso com um pé e uma perna, em seguida, com o outro, e, depois, com os do
6

simultaneamente. Mova os braços e as pernas em diferentes posições,mová-


as para frente e

para trás, e continue observando. Em seguida, observar a sua cabeça e o tronco, usando sua

percepção de consciência corporal.

O seu mapa mental do seu corpo vai ficar mais forte e nítido quanto mais você

observar este fenômeno, especialmente quando você começar a executar os exercícios d

treino energético ensinados neste livro. Com um pouco de prática regular, a sua image

corporal começará a ter um brilho prateado e ficará mais luminoso. Você começará a

perceber a textura de sua pele, cabelo e unhas. Você terá flashes de como sua imagem

corporal se parece, como estivesse de os olhos abertos. Com a prática, você também poderá

mover sua visão mental para dentro de seu corpo físico e explorar os seus músculos, ossos e

órgãos.

Além de ser fascinante, a capacidade de observar o mapa mental do seu corpo tem

algumas vantagens importantes. Ela proporciona experiência pessoal inestimável de um

fenômeno observável da energia espiritual, que afeta fortemente as suas crenças sobre o que

você pode ou aceitar e fazer. Isso também nos deixa mais perto da função de inteligê

corporal do seu Eu superior. Essas coisas intensificam sua capacitar de trabalhar as energias e

a auto-
cura, e geralmente aceleram o desenvolvimento espiritual e psíquico. Uma experiência

pessoal clara e repetitiva com qualquer tipo de fenômeno espiritual ou relacionado às energias

representa uma verdadeira mudança de vida. A experiência pessoal nessas áreas é muit
difícil de obter. As mudanças resultantes em seu sistema de crenças, na elaboração de sua fé,

irã intensificar muito seu progresso.

A INTELIGÊNCIA CORPORAL

Sua vida começou como uma única célula viva que se dividiu inúmeras vezes à

medida que o seu corpo físico cresceu de acordo com o modelo contido no seu DNA. Todo o

seu corpo físico é composto de células vivas conectadas, inteligentes. Suas células crescem e

se replicam, reparando os danos da idade. Tudo o que acontece ao seu corpo é controlado por

sua inteligência corporal e suas células, mas ele é muito mais do que uma máquina biológica.

Ele é um organismo vivo incrivelmente complexo, interativo e dinâmico. Os cientistas

médicos olham para essa estrutura elegante e sofisticada com admiração, pois sabem muito

sobre como ele funciona, mas não como as células vivas do corpo estão conectadas ou como

executam ações complexas em resposta a estímulos sutis e à necessidade.

A inteligência curativa do corpo e da inteligência celular são fenomenais. Cada célula

do corpo físico está dinamicamente conectada. Elas se comunicam e simplesmente sabe

que fazer e quando fazê-


lo em qualquer situação. Danifique o seu corpo e ele fecha os

vazamentos e repara a carne e a pele. Ganhe bolhas por atrito e seu corpo reparará a pele e a

tornará mais espessa, com calos, de modo que aquela parte não crie novas bolhas com tanta

facilidade. Ande descalço por alguns dias e as plantas dos seus pés vão engrossar com

couro. Engravide, e as células do seu corpo vai criar um novo ser humano, célula por célula.
Há muito mais em seu corpo do que apenas crescimento celular, reparação e

mecanismo de reconstrução. Por exemplo, escorregue por uma montanha e seu corpo v

desenvolver instantaneamente força sobre-


humana. A força de dez homens pode surgir em

você em uma fração de segundo. Eu experimentei isso uma vez eu mesmo uma escad

quebrou quando eu descia em um compartimento de carga de um navio. Eu pesava mais de

cem quilos na época e não estava boa forma. Eu me agarrei com uma mão e fiquei pendurado

por vários minutos, me balançando sobre uma queda de vinte metros, que significaria morte

certa. Eu usei apenas uma mão enquanto a outra estava segurando a minha jaqueta. Foi algo

fácil. Eu não poderia, em situação normal, sustentar meu próprio peso corporal com uma mão

por mais do que alguns segundos.

O fenômeno de super-
força é bastante conhecido. Os artistas marciais tentam acessar

este potencial há séculos. Você ouve histórias de mães levantamento automóveis para salvar

seus filhos. São coisas que acontecem, mas poucos acreditam, porque é incomum. E também

porque é impossível repetir ou testar exceto no momento da crise. Você precisa de um

verdadeira situação de vida ou morte para ativar esse recurso. Os cientistas tentaram em vão

recriar esse efeito simulando situações de vida ou morte. Mas o Eu superior e a inteligência

corporal não podem ser enganados.

Sou da opinião que as células do corpo físico são o primeiro nível de um grupo de
aspectos que compõem o eu superior. O nível superconsciente é apenas um destes aspectos. O

Eu superior tem muitos nomes: Deus, Espírito Santo, Mônada, Gênio interior, Espírito guia,

Anjo da guarda, etc. Está claro para mim que o Eu superior não se importa o que ele

chamado. Ele apenas é.

O Eu superior é uma parte de você em todos os níveis; muito simples - mas como

poderia ser de outra maneira? Vocês compartilham o mesmo corpo, cérebro e mente. Ele está

tão perto de você e tão fundido com você que é impossível vê-
lo. É por isso que temos a

tendência de olhar para fora de nós mesmos quando tentamos nos aproximar do divino.

Também está claro para mim que o nível superconsciente, que eu chamo de Eu

superior, não é apenas um ser abstrato, como um sistema operacional do computador. Quando

ele escolhe fazê-


lo, ele pode se manifestar como uma personalidade, ao nível normal de

consciência de vigília. De um modo geral, no entanto, o Eu superior é geralmente um

observador silencioso, o grande “Eu Sou” que repousa dentro de cada um de nós.

O modelo de Eu superior que apresento aqui é um gradiente lógico que vai num

crescendo desde as células do corpo físico até a Fonte de tudo. Desta forma, todas as unidades

de Eu superior, todos os seres vivos , estão conectados. E, como as células do corpo humano,

todas as unidades Eu Superior se comunicam e interagem umas com as outras de form

dinâmica. Além disso, todos os seres vivos também estão conectados - animal, vegetal

mineral e espiritual. Nós não compreendemos totalmente os mecanismos dos processos

envolvidos, mas, ocasionalmente, podemos vislumbrá-los em ação.


ENCONTRANDO SEU EU SUPERIOR

Minha observação atenta das pequenas coisas da vida, especialmente em matéria de

assuntos espirituais e metafísicos, tem gerado muitos frutos ao longo dos anos. Ela culminou

quando eu tinha 38 anos, quando meu Eu superior falou comigo. Eu o chamo de meu

superior por falta de um termo mais preciso, mas o Eu superior não se importa com a forma

como você o chama. Isso só aconteceu comigo uma vez até hoje, mas eu vivo na esperança de

que uma dia venha a acontecer novamente. Este evento é conhecido por algumas tradi

como “A Conversa com o Santo Anjo Guardião” .

Eis o que aconteceu : Eu estava prestes a fazer minha meditação à noite, por volta das

nove horas. Minha família estava na cama, eu fui para a sala da frente, onde um brilho alegre

me saudou vindo de um tijolo da lareira. Eu estava apagando a luz quando uma voz me falou,

como se uma pessoa real estivesse em pé junto a de mim. A voz era masculina, rica

elegante, a mais bela voz que eu já escutei .

Quando ela falou, eu senti meu ouvido zumbir. Percebi que minha glândula carótida

vibrou, modulando com as palavras que eu estava ouvindo. Eu pressionei a unha no meu osso

mastóide ( o osso curvo atrás da orelha ) e senti as mesmas vibrações, portanto, era uma voz

física. Se eu tivesse um microfone, eu poderia facilmente ter gravado essa voz.

A voz disse: " Robert, é hora de termos uma longa conversa. Sente-
se e eu vou

explicar-lhe tudo. "


8

Eu só posso revelar uma pequena parte desta conversa. Foi, basicamente, um

monólogo, pois eu só ouvia, então o termo “discurso” é provavelmente uma palavra melhor

do que “conversa”. Ele me disse desmantelar o meu sistema de crenças, e manter apenas as

crenças que fossem suportadas pela experiência pessoal. O resto deveria ser ou descart

como lixo, ou arquivado como sendo possivelmente verdadeiro. Ele disse-


me para continuar a

partir deste ponto em diante baseando-


me apenas na experiência pessoal. Também me disse

para permanecer sempre questionando. Isto significa que eu nunca devo achar que eu

conheço algo completamente, ou que eu saiba tudo sobre alguma coisa.

Limpar meu sistema de crenças foi crucial para o meu caminho de vida a partir

daquele momento. Crenças geram filtros na mente e nas suas percepções. Se minhas crenças

fossem verdadeiras, então as minhas idéias e percepções poderiam ser verdadeiras. Isso

respeito particularmente a idéias inspiradas, que eu chamo de “downloads do Eu super

Uma analogia : imagine que seus filtros do sistema de crenças são formas quadradas e

angulosas, e que suas idéias inspiradoras e verdades têm formas circulares e ovais. Para novas

idéias e verdades ganharem vida em sua mente, para serem percebidas, eles têm que s

forçadas através dos filtros do seu sistema de crenças. Este processo bloqueia ou danif

que é forçado através dele.

A última parte que eu posso compartilhar refere-


se a permanecer questionando.

Manter-
se questionando é manter a mente aberta, de forma imparcial. Isso significa nunca

considerar que você sabe tudo sobre qualquer coisa, nunca desligar completamente o

questionamento sobre algo. Essa atitude mantém os canais de inspiração abertos, e então mais

informações e verdades podem fluir. Isso evita o problema do desenvolvimento de fals

crenças e preconceitos, cegando-


o para a verdade e idéias inspiradoras, e criando dogma. Essa

é a maneira como as pessoas criativas, como artistas e poetas, escritores e músicos, te

ficar abertos e disponíveis para a “musa mágica”, para downloads de idéias inspiradas.

O SER COMO UM COLETIVO

O modelo que eu uso tem seis aspectos principais, e inclui todos os principais aspectos

do ser, a partir de células do corpo físico até o nível superconsciente. Provavelmente h

aspectos acima da superconsciência, mas até mesmo cogitar isso requer uma grande dose de

especulação. Lembre-
se, eu tenho que prosseguir apenas com a experiência pessoal. Este

modelo também não inclui aspectos dos corpos sutis, como corpos etérico, astral e mental.

Superconsciência

Consciência Desperta normal


Mente Subconsciente

Corpo Físico

Inteligência Celular

Corpo Sutil Energético

A maneira como os aspectos acima estão tão intimamente entrelaçados é a razão pela

qual não podemos ver claramente nada além do nosso próprio reflexo em um espelho. Nós só

podemos vislumbrar o funcionamento da mente subconsciente, e do divino. Isto está tão perto

de nós, que é o motivo pelo qual um peixe que não pode ver a água, ou nós não podemos ver

o ar. Nós não podemos ver a Fonte porque ela está tanto dentro de nós quanto em tod

lugares ao nosso redor. A verdade é que você é Fonte, você apenas não pode vê-
la. Então,

obviamente, o caminho mais direto e acessível para o divino está dentro de você, dentro do

seu próprio corpo, mente e vida.

Cada aspecto de uma unidade superior ( um ser vivo ) afeta profundamente todos os

outros aspectos desse ser ( essa pessoa ), do mais alto ao mais baixo.

O modelo acima sugere explicações lógicas para muitas coisas, a natureza da cura, por

exemplo. Todos os atos de cura são atos de auto-


cura. Quando remédios são dados a uma
pessoa, as células do seu corpo são estimuladas a realizar mudanças de auto-
cura e reparos.

Quando um curandeiro dá cura a uma pessoa, a intenção do Ser coletivo do curador transmite

energia vital sutil para o Ser coletivo do paciente. Essa energia e intenção estimula o

coletivo do paciente em todos os níveis. As células do corpo do paciente são estimula

agir e a auto-cura (auto- reparação) é realizada.

A lei da atração e o ato de “manifestação”(como isso funciona) também são

explicados por este modelo. Como eu disse, todas as unidades do Eu Superior (todos os seres

vivos e coisas) estão conectados através de Fonte. E, assim como as células do corpo humano,

eles interagem uns com os outros de forma dinâmica. É assim que funcionam todas as curas.

Quando uma pessoa gera uma forte intenção e realiza afirmações para manifestar algo,

para dinheiro ou para auto-


cura, isso afeta todas as outras unidades de Eu superior, - outros

seres e coisas vivas. Quando esta intenção é expressa com força suficiente, a vida par

conspirar magicamente para manifestar a intenção. Esse é o fundamento não só do ato

manifestação, mas da oração, do pensamento positivo, e de todos os sistemas mágicos.

Eu continuarei tratando de exemplos da vida real sobre manifestação e auto-


cura em

ação, no posfácio das atualizações da nova edição, no final deste livro.


10

INTRODUÇÃO

Bem-
vindo ao meu mundo de trabalho energético! Eu gostaria de ter conhecido um

livro como este há 30 anos, pois minha vida teria sido muito mais fácil. A boa notícia é que

agora você tem este livro. Espero que sua vida possa se beneficiar imensamente com as idéias

que ele oferece.

A consciência pura é energia, e energia não conhece fronteiras. Imaginação, emoção,

intenção e ações enérgicas são todas expressões da consciência e de energia. "Sua energia flui

para onde sua atenção se encontra", esse é um princípio fundamental do trabalho energético. E

suas ações energéticas serão sempre moldadas por seus pensamentos, contendo exatamente as

propriedades que você imaginar e desejar que elas contenham.

O sistema de trabalho energético apresentado aqui é fácil de fazer e extremamente

eficaz. Qualquer um pode fazê-


lo. Não há idade ou restrições de saúde, e não é necessária

nenhuma experiência ou habilidade anterior. A maioria das pessoas experimentará sensações

perceptíveis de movimentação energética durante os exercícios iniciais. São sensações físicas,

não apenas sentimentos imaginários. O progresso é rápido uma vez que você aprenda

princípios e métodos básicos.

As técnicas de trabalho energético têm muitos usos práticos. Além disso, elas
melhoram a saúde física e a auto-
cura, acelerando todos os aspectos do desenvolvimento

espiritual e psíquico. Circular energia através de seu corpo energético estimula os

mecanismos poderosos de auto-


cura do seu corpo físico e você se conecta com seu eu

superior. A regra "Sua energia flui para onde sua atenção se encontra" se aplica ao

funcionamento da dor. A dor chama a atenção para uma lesão e concentra nela as energias de

auto-
cura do seu corpo. O sistema de trabalho energético apresentado aqui permite que você

ative esse mesmo mecanismo de auto- cura, sem ter que sentir dor, e concentre suas energias

em áreas que você pretende estimular e desenvolver espiritualmente.

O trabalho energético é um conjunto de práticas simples baseadas em ações de

consciência corporal focalizada. Começando com um conjunto de exercícios que farão você

sentir a energia rapidamente, iremos construir passo a passo será construído um sistem

completo para estimular e desenvolver o seu corpo energético.

O sistema aqui apresentado foi desenvolvido da estaca zero. Ele começou com uma

descoberta acidental, e se desenvolveu durante anos de experimentação (ver o prefácio

mais detalhes). Aprender este sistema colocará você em contato com o seu corpo de energia e

expandirá muito seus horizontes espirituais. Ele proporciona uma maravilhosa porta de acesso

com a qual você pode se aproximar da realidade espiritual e evoluir como um ser espiritual.

Meus livros anteriores contém partes deste sistema de trabalho energético,

anteriormente chamado de NEW ( New Energy Ways), já que ele é a base do meu trabalho.
Uma vez que todas as técnicas e práticas espirituais envolvem o corpo energético, de

forma ou de outra, torná-


se óbvio que qualquer prática espiritual pode ser melhorada através

de técnicas mais eficazes. Mas o mais eficaz não significa mais difícil; na verdade é

exatamente o oposto. Meu método de ensino é o primeiro a fornecer uma compreensã

simples da energia, e, em seguida, ampliar essa compreensão um passo de cada vez.

Complexidades espirituais serão exploradas mais adiante. As descrições do corpo energético,

as linhas de energia dos meridianos e as estruturas energéticas dadas ao longo deste livro são

baseadas, em grande parte, em minhas próprias observações, obtidas através da prática

trabalho energético. Este livro se concentra em FAZER o trabalho energético, não em

DISCUTIR suas complexidades técnicas e esotéricas. Com isto em mente, teoria complexa e

explicações são reduzidas ao mínimo. Dito isso, é hora de começar uma incrível jornada, uma

viagem de “aprender fazendo”, que é certamente a única maneira de aprender REALMENTE

alguma coisa.

11

CAPÍTULO UM

SEU CORPO ENERGÉTICO

Seu corpo energético é o modelo de energia sutil que dá forma e suporte ao seu corpo

físico. Existem várias abordagens tradicionais e contemporâneas para trabalho energético


mas todas buscam o mesmo fim: estimular e desenvolver o corpo energético humano.

objetivo é evoluir espiritualmente , e ao fazê-lo , tornar-


se mais saudável e mais dinâmico.

Este livro introduz um sistema de trabalho novo e poderoso que é ao mesmo tempo simples e

eficaz. A importância do corpo energético para a saúde e vitalidade é conhecida há milhares

de anos. A Energia Vital tem recebido muitos rótulos , tais como Chi, Prana , Huna , Força

ódica , Orgone , etc . Ela tem sido utilizada em muitas práticas, incluindo Chi Kung , Tai Chi,

Yoga, Kung Fu , Acupuntura, Reiki , Reflexologia, Cura Prânica , Toque quântico, etc

Qualquer sistema que envolve o uso de energia sutil, manipulação de energia, ou de c

pode ser aperfeiçoado através da incorporação dos princípios de movimentação energé

baseados na percepção das sensações energéticas do corpo, que formam o sistema dest

livro. Quanto mais energia vital que você tem, mais você se torna vivo em todos os níveis :

físico , mental, emocional , criativo e espiritual.

Se você deseja melhorar suas práticas tradicionais , melhorar a sua saúde, ou

desenvolver habilidades espirituais e psíquicas , o trabalho energético eficaz é a chave para o

sucesso

A atividade humana envolve energia em cada molécula , osso , músculo e órgão,

mesmo quando você só está pensando ou dormindo. Cada pensamento, função dos órgãos , e

movimentos físicos, envolvem sinais bioelétricos e bioquímicos massivos que percorrem todo

o corpo. Toda a atividade elétrica gera campos eletromagnéticos.

Um campo biomagnético é um campo electromagnético que é produzido por um ser


vivo . Alguns desses campos são sutis e difíceis de detectar , mas isso não significa que elas

não são importantes . O campo biomagnético humano mais forte é produzido pelo coração ,

que pode ser detectado a uma distância de mais de cinco metros .

A energia produzida por curandeiros e outros manipuladores de energia também foi

medido por equipamento similar e mostrou-


se uma força significativa ( Oschman e Pert ,

2000). A energia sutil flui através do corpo energético humano de muitas maneiras. Além de

fontes físicas, como alimentos e bebidas, duas fontes principais são a energia gerada p

nosso planeta e do ar que respiramos . A energia vital sutil vem da atmosfera , da e

solar, e das energias cósmicas do universo.

Energias também são trocadas entre as pessoas e todas as coisas vivas . No nível

subatômico , toda a matéria é energia. Todo o universo é , de fato, uma expressão infinita de

energia e consciência. E no nível de energia, todos os seres vivos e não-


vivos estão

intimamente ligados .

O QUE É O CORPO ENERGÉTICO?

Cada célula do seu corpo está vivo com a atividade bioelétrica que produz campos

biomagnéticos . Sob essa atividade existem as camadas dos campos de energia sutis e

espirituais que compõem o corpo de energia humana. Este corpo sutil é tão complexo quanto

sua contraparte física , apesar de que suas estruturas sutis e espirituais sejam difíceis d
detectar.

12

Até o momento, a única ferramenta sensível o suficiente para perceber as energias

humanas mais sutis é o ser humano . Para realmente compreender isso, você deve aprender a

sentir a energia por si mesmo, sentindo e movendo a sua própria energia . Um dos principais

objetivos deste livro é demonstrar isso para você . Só quando você sente a sua própria energia

que você realmente saberá que você tem um corpo energético . Só então você será capaz de

realmente trabalhar com a sua energia. Isso não é difícil, como em breve vou lhe mostrar .

O corpo energético humano sobrepõe o corpo físico como um modelo, mas partes dele

também existem de forma independente. No caso de amputações de membros , as partes do


corpo energético continuam a operar. Ocasionalmente, uma fotografia Kirlian ( uma

fotografia de descarga de alta tensão) vai mostrar pedaços que foram perdidos ou removidos

(por exemplo, dedos amputados ou partes de plantas ) .

(NOTA DO TRADUTOR: Adicionei as imagens abaixo para ilustrar. Elas não fazem

parte do livro original)

O corpo energético humano tem múltiplas camadas e centros de energia. Os centros de

energia (também chamados de Chakras ) são como os órgãos vitais do corpo energético . Isso

inclui os sete centros principais de energia (Chakras principais ), centenas de centros

secundários de energia, três centros de armazenamento de energia , e as áreas densas

centros terciários ( minúsculos poros de troca de energia ) . Há também um canal cen

(Sushumna ) correndo até o centro do corpo, com dois grandes condutos de energia

13
(chamados de Ida e Pingala ), serpenteando dos dois lados. Esta estrutura é tradicionalmente

representada pelo símbolo do caduceu de mercúrio (o cetro de Hermes )

O corpo energético humano é uma estrutura complexa, multifacetada. Quando alguém

é apresentado pela primeira vez ao trabalho energético, uma abordagem simples é a melhor. A

ilustração a seguir mostra as estruturas básicas do corpo energético humano, incluindo centros

primários, centros de armazenamento e áreas de troca de energia. Vamos discutir isso mais à

medida que progredimos.

Não é necessário memorizar uma série de termos e conceitos orientais exóticos para

realmente trabalhar com o corpo de energia. Eu uso os termos descritivos ocidentais sempre

que possível. Isso torna discutir e trabalhar com o corpo energético mais fácil. Cada parte do

corpo físico também faz parte do corpo de energia. Isso ficará mais claro à medida que você
praticar os exercícios.

O QUE É O TREINO ENERGÉTICO?

Como você pensa e sente afeta profundamente o seu corpo de energia. Se você se

sentir feliz, seu corpo de energia se expande e lhe dá poderes. Mas se você está triste

corpo de energia diminui e drena sua vitalidade e entusiasmo pela vida. O trabalho da

energétco melhora e equilibra a saúde e vitalidade em todos os níveis.

Um sentido amplificado de consciência corporal e um fluxo energético intensificado

também estimulam os seus aspectos espirituais superiores a se tornarem mais activamen

engajados na sua vida.

14
Há muitas maneiras de alcançar isso. "Todas as estradas levam a Roma", mas algumas

estradas são mais curtas do que outras. As abordagens tradicionais envolvem várias

combinações de visualização, movimentos físicos e alongamentos, posturas e respiração, e /

ou cantos ou entoar certos sons, que estimulam o fluxo de energia sutil de formas diferentes.
A abordagem típica da Nova Era envolve principalmente a visualização e exercícios de

relaxamento. A visualização é, no entanto, difícil para muitas pessoas, porque é geralm

mal interpretada. Eu ensinarei os segredos da visualização eficaz no próximo capítulo. Todo

mundo pode visualizar perfeitamente, desde que aprendam como fazê-lo.

O trabalho de energia ensinado neste livro é um sistema de imagem tátil que não

necessita de visualização. Imagem tátil envolve focalizar a consciência do seu corpo físico -

sua consciência corporal - em um ponto específico do seu corpo, e , em seguida, movimentar

esse ponto focal. Isso estimula o corpo de energia de forma muito eficaz . É um mét

15

simples de aprender e qualquer um pode fazê-


lo. Ele não só é mais simples do que qualquer

outro sistema , mas é significativamente mais eficaz .

Os princípios subjacentes do movimento da imagem tátil e movimentação energética

da consciência corporal podem ser encontrados em todos os sistemas orientais sobre

manipulação energética . À primeira vista isso não é óbvio , talvez por causa das dificuldades

em traduzir conceitos esotéricos orientais. Eu acredito que o uso de ações de conscientização

corporal para estimular o corpo de energia é um detalhe nas tradições orientais que

simplesmente não é bem traduzido . Falei com muitos professores de práticas tradicion

sobre o assunto. Todos perceberam o meu ponto de vista e ajustaram os seus ensinamentos de

acordo com ele, por simplesmente esclarecerem a importância das ações de conscientiz

corporal. Os alunos , então, avançam muito mais rápido do que teriam avançado de o
forma . Isso ocorre porque uma vez que um aluno aprende a sentir e mover a energia sutil , o

sistema tradicional que estão aprendendo torná-


se mais acessível e factível, porque tudo passa

a fazer mais sentido.

Meu filho mais velho, Benjamin , é um psicólogo . Ele tem praticado o sistema de

imagem tátil para trabalho energético por vários anos , além de estudar diversos sistemas, tais

como Zen , Tao, Yoga, etc. Alguns anos atrás , ele se inscreveu em um curso de “Chi Kung

Camisa de Ferro” . Ensinaram-


lhe que a maioria dos estudantes começará a sentir níveis

significativos de movimentação energética após praticarem todos os dias durante um an

Mas, durante o primeiro dia de instrução, Benjamin já estava sentindo grandes

movimentações de energia. ( Seus instrutores não conseguiam entender um progresso tã

rápido , e não foram receptivos as explicações de Benjamin . ). Tenho ouvido muitos relatos

semelhantes ao longo dos anos .

POR QUE DEVERÍAMOS FAZER TREINO ENERGÉTICO?

Normalmente, muitas das estruturas dentro do corpo energético humano estão


praticamente adormecidas. Elas funcionam num nível mínimo, apenas suficiente para a

existência física normal, mas em um nível muito baixo, do ponto de vista espiritual .

estruturas e centros energéticos podem despertar acidentalmente , muitas vezes provoca

experiências psíquicas espontâneas , ou eles podem ser ativados por práticas espirituais

trabalho energético .

Os benefícios do trabalho energético aparecem em todos os níveis . Ele estimula o

corpo físico a funcionar melhor , mantendo-o e reparando-


o de forma mais eficiente ,

preparando-
o para resistir às doenças . A capacidade de trabalhar diretamente com o seu corpo

de energia permite estimular os mecanismos de auto-


cura do seu corpo de maneiras

específicas para atingir áreas feridas ou doentes . Energias vitais fluem através de cada parte

do seu corpo, o que é tão importante para a vida quanto o sangue. Assim como o seu corpo

físico vai se adaptar e mudar em resposta ao seu estilo de vida , exercício e dieta , sua energia

corporal também se adapta - para melhor ou pior . Quando você faz o trabalho energético, seu

corpo de energia será estimulado a um maior nível de atividade. E, assim como treina

regularmente em uma academia melhora o seu corpo físico , o trabalho energético mel

progressivamente a aptidão e a funcionalidade de seu corpo energético .

16

O desenvolvimento psíquico e espiritual são fortemente dependentes da atividade do


seu corpo energético. Todo mundo tem habilidades psíquicas latentes ou parciais e todos tem

um grande potencial espiritual, mas muito poucas pessoas conseguem perceber isso de forma

significativa . Os métodos de trabalho de consciência energética do corpo permitem o

direcionamento específico dos canais de energia e dos centros energéticos primários. A

exercitá-
los, eles podem ser ativados e desenvolvidos. Isso se traduz em desenvolvimento

espiritual real e evolução.

O corpo energético humano contém sete centros de energia primária (também

chamados de Chackras ou centros psíquicos ) , centenas de centros energéticos secundários,

três centros de armazenamento (também chamados de Tan Tians ), e milhares de centr

terciários ( poros de troca energética ) . Todos estes centros - primário, secundário e terciários

- são interligados através de uma miríade de condutos energéticos . No centro do corp

energia existe uma estrutura do tipo tubular . O corpo energético humano é tão compl

quanto o funcionamento interno do corpo físico humano e do seu sistema nervoso , co

qual está intimamente relacionado .

Nota: A minha intenção aqui é oferecer uma regra prática viável para a compreensão

do corpo energético. As descrições são baseadas, em grande parte, nas minhas própria

observações . Termos descritivos ocidentais serão usados sempre que possível. Eu não estou

tentando concordar ou discordar de qualquer tradição particular ou escola de pensamento .

A energia vital é produzida no corpo físico através da digestão de alimentos e bebidas.


Energias sutis também são transmitidas através das mãos e dos pés , pela respiração, e pelas

interações ambientais e sociais com o mundo que nos rodeia. As energias sutis entram

corpo e circulam através dos condutos energéticos e dos centros primários, que absorve

transformam as energias de diferentes características que estão disponíveis ou que passam por

eles. Eles podem ser comparados a sutis transformadores, alterando a qualidade e a freqüência

das energias recebidas para atender uma variedade de necessidades em todos os nívei

existência.

CENTROS ENERGÉTICOS PRIMÁRIOS

As suas emoções são o elo mais perceptível com a atividade dos centros energéticos

primários. Música edificante pode provocar picos de formigamento energético que sobe

pelas suas costas. Tristeza pode causar uma sensação de peso. Um choque repentino p

fazer sua garganta secar instantaneamente. O medo e a excitação podem provocar arrepios ou

deixar seu cabelo em pé. Medo intenso pode gerar diarréia e fraqueza nas pernas. Estr

mental pode causar dores de cabeça . Um coração partido provoca depressão e até um

física no seu coração. Apaixonar-


se pode causar gerar reviravoltas no estômago . Há tantas

sensações relacionadas com a atividade dos centros energéticos principais quanto há emoções

e situações emocionalmente carregadas .

17
Os sete centros de energia principais são as seguintes: o centro da base, centro do

umbigo, do plexo solar, centro do coração , centro da garganta , o centro da testa e o centro da

coroa. Eles são os principais “órgãos sutis” do corpo energético e estão envolvidos com cada

aspecto da existência humana. Eles estão sempre ativos em algum nível e são responsáveis

por todos os sentidos emocionais , psíquicos e espirituais . Tratarei dos centros de ene

primária em detalhes mais adiante neste livro.

CENTROS ENERGÉTICOS SECUNDÁRIOS


Os centros energéticos secundários são semelhantes aos centros de energia primária ,

mas são muito menores e têm funções mais simples. Eles variam em tamanho e estão

localizados por todo corpo e ossos do corpo físico. Estes centros energéticos e seus

meridianos de interconexão estão bem documentados nos sistemas tradicionais de acupuntura.

Este diagrama representa centro energético secundário típico, de uma articulação do

dedo. Esses tipos de centros energético tem quatro pólos cada e um núcleo de conexã

central. Cada pólo é uma energético pequena, em forma de vórtex, que brota na superfície da

pele e diretamente acima da articulação . Esses pólos estão ligados a condutos interno

maiores, que estão ligados ao núcleo do osso e da medula, em todos os ossos. Quand

energia percorre fortemente os canais principais , ela pode estimular os demais nervos físicos

e provocar formigamento , fazendo surgirem sensações profundas na medula do osso . Estas

sensações são particularmente perceptíveis nos braços e pernas. Os centros energéticos

18
secundários do esqueleto existem em todas as articulações do corpo humano , pequena

grandes.

Existem muitos centros secundários importantes em todo o corpo, nos músculos ,

órgãos e gânglios, todos unidos por uma rede de conexões energéticas. Um bom exem
disso pode ser visto em torno da estrutura do centro cardíaco. O diagrama abaixo mos

canais energéticos robustos conectando braços, ombros e pulmões. (A estrutura completa de

conexões do centro cardíaco é muito mais complexa do que é representado aqui.)

Os condutos superiores ligam o centro do coração com os braços . Os inferiores

conectam-
se com os pulmões . Esses condutos estão em pares, existindo tanto na parte de trás

como na da frente do tórax. Pessoas que possuem uma consciência corporal sensível s

capazes de perceber essas estruturas quando elas são ativadas. O centro do coração também

tem ramificações que se conectam com outras áreas (por exemplo, com a garganta ) .

19
POROS DE INTERCÂMBIO ENERGÉTICO TERCIÁRIO

Os poros de troca energética são pequenos centros de energia com funções simples ,

como os milhões de poros de suor que cobrem a superfície da pele . A principal função desses

centros energéticos minúsculos é a troca de energia sutil com outras pessoas e com o

ambiente. A superfície da pele está coberta por eles, mas eles estão altamente concent
em algumas áreas: as solas dos pés, palmas das mãos, o nariz e passagem nasal , os olhos e as

orelhas, os pulmões, a boca , os lábios , a língua e os órgãos genitais.

Os poros de troca energética são muito sensíveis e têm a capacidade de entrar em

sintonia e sentir os campos sutis de energia. As mãos em particular, podem ser utiliza

como órgãos sensoriais refinados para perceber campos energéticos.

CENTROS DE ARMAZENAMENTO DE ENERGIA

O corpo energético humano possui três centros de armazenamento de energia

principais , onde as diferentes qualidades de energias são acumuladas. Eles são diferentes dos

centros de energia primária que compartilham as mesmas áreas gerais, embora estejam

obviamente, conectados energeticamente a eles.

Os centros de armazenamento são mostrados abaixo:

Centro Sub-
umbilical: fica a meio caminho entre o umbigo e a linha pubiana, dois

centímetros para dentro do corpo. Sua função é armazenar a vitalidade física. Quando

20

estimulado , este centro produz uma vibração , um sensação de borbulhamento energét

uma ou duas polegadas ao lado do linha central ou pubiana. Ela não deve ser confundida com

a movimentação dos gases intestinais.


Centro cardíaco: fica no meio do peito, entre os mamilos, dois centímetros para

dentro do corpo. Sua função é armazenar a energia emocional.

Centro da testa: fica entre as sobrancelhas, no centro da testa, um pouco dentro

abaixo da superfície do crânio. Sua função é armazenar a energia mental / psíquico.

Simplifiquei muito a descrição da natureza dos centros de armazenamento de energia

para torná-
los mais compreensíveis. Dos três centros de armazenamento de energia, o mais

importante a ser carregado é o centro sub-


umbilical. Quando ele está cheio, pode-se dizer que

ele transborda energia naturalmente modulada para o centro cardíaco e depois para o centro

da testa.

Experimentos de grupo me ensinaram que carregar excessivamente os dois centros de

armazenamento superiores, do coração e da testa, é uma atitude imprudente, porque po

perturbar o corpo energético e causar problemas previsíveis , incluindo instabilidade

emocional , mental e psíquica. Não existem atalhos seguros nessa área.

O CANAL CENTRAL

O canal central ( chamado Sushuma , um termo oriental ) flui verticalmente pelo

centro do corpo , a partir do centro da base ( localizado no períneo ) até o meio do centro da

coroa (parte superior central da cabeça ) . Um campo de energia pode ser percebido

expandindo-
se a partir do canal central acima da cabeça , variando de poucos centímetros a
até cerca de um metro acima . Dois grandes condutos de energia serpenteiam o canal central,

e são conhecidos como Idá, no lado esquerdo, e Pingalá, no lado direito , para usar os termos

orientais. As raízes desses canais sobem por entre as pernas e penetram na estrutura do centro

da base. Esses condutos , em seguida, serpenteiam o canal central , atravessando cada centro

primário de energia à medida que sobem . Eles passam através da cavidade da boca, pela parte

de trás, de cada lado , perto dos segundos molares traseiros .

A coluna vertebral e a medula espinhal estão intimamente relacionadas com o canal

central , mas o espaço físico ocupado pelo canal central não fica na coluna, mas no centro do

corpo e da cabeça . O canal central parece ter cerca de 10cm de diâmetro na maioria

pessoas, estreitando-
se ligeiramente à medida que passa através do pescoço . A parte exterior

desta estrutura parece se de natureza “magnética”, quando percebido pela nossa sensibilidade

corporal. Ele gira no sentido horário e depois anti-


horário. Tenho observado mudanças de

rotação que acontecem em vários intervalos de 10 a 60 minutos ou mais.

O momento e a duração da fase de rotação varia de pessoa para pessoa e em resposta a

mudanças na consciência e atividade física. A rotação do canal central não é consistente. Ela

irá, naturalmente girar mais em uma direção do que em outra . Esta rotação pode ser detectada

pela percepção de consciência corporal em pessoas suficientemente sensíveis para isso. Essa

mudança de rotação parece relacionada com o fluxo natural de energia que sobe através das

pernas , com uma ou outras perna se alternando na predominância. A energia flui para cima

através de uma perna de cada vez . Quando o fluxo de uma perna é substituído pelo da outra,
há um curto período de turbulência no canal central, quando ele pára e inverte a direção . Se

você estiver focado e percebendo o canal central durante uma transição , poderá sentir alguma

tontura durante esse momento, caso contrário, essa transição passará despercebida.

21

As partes internas do canal central parecem ser de natureza “elétrica”, quando

detectadas para nossa sensibilidade corporal. O enrolar e desenrolar de uma miríade de


delicadas linhas de energia pode ser percebida no interior do canal central , à medida que ele

gira . Também existe um pulso de energia sutil movendo-


se através do canal central .

O primeiro passo para se tornar consciente do canal central é tomar consciência das

sensações que ele provoca dentro de você. Uma vez que elas sejam detectadas , a percepção

consciente dessa estrutura aumentará. Estas sensações são sentidas como uma espécie de leve

vertigem rotatória no interior do estômago e do peito. Isso é similar também a sensação de

afundamento que você sente no estômago quando o elevador começa a se mover, ou quando

você erra um degrau em uma escada . Há sensações correspondentes na cabeça , braç

pernas que se relacionam com o fluxo de energia através do canal central.

As sensações relacionadas ao canal central respondem aos movimentos físicos e

posturas corporais, aos pensamentos e respiração. Alguns pensamentos vão estimular es

sensações, enquanto que outros irão diminuí-


las. Ações de estimulação energética, como a

oscilação longitudinal das energias pelo canal central, tendem a remover dessa estrutura

bloqueios energéticos e torná-la mais sensível e perceptível para você.

22
O CAMPO ÁURICO

A atividade dentro do corpo energético humano gera um campo de energia forte, mas

sutil , que se estende até uma certa distância do corpo físico. Esta distância varia de acordo

com a saúde, desenvolvimento e atividade energética do corpo. Imagine uma forma ov

com aproximadamente um metro de largura, que envolve todo o corpo físico, e você t

idéia. (A ilustração não está em escala.) Cada centro energético primário projeta energi

colorida no campo áurico. O centro da base é vermelho , o do umbigo é laranja, o do plexo

solar é amarelo , o do coração é verde, o da garganta é azul, o centro da testa é índ

arroxeado , e o da coroa é violeta . Esse fenômeno muitas vezes cria uma impressã

faixas coloridas na aura humana, quando visto por clarividência . Em pessoas comuns, essas
cores costumam se misturar e criar uma tonalidade geral , que muda de acordo com as suas

emoções e atividade de centros primários. A aura humana é percebida como se fosse uma luz,

mas na verdade ela não é constituída por nenhum tipo ou freqüência luminosa . Ela é

campo de energia sutil e complexo, projetado ao redor de uma pessoa. A aura humana pode

ser percebida de duas formas básicas : com a visão áurica e com visão clarividente .

A visão áurica é obtida através do funcionamento dos olhos e do centro da testa

trabalhando em conjunto. Ambos estão ligados ao centro de visão do cérebro. Os olho

ajudam o centro da testa a focalizar e perceber a aura. As cores da aura são vistas sobrepostas

à visão normal. Visão áurica exige observar uma pessoa com a visão periférica, olhand

ligeiramente para o lado da pessoa e desfocando a visão. Esse tipo de olhar precisa se

mantido, já que a percepção da aura desaparece se você focaliza diretamente nela. Já

clarividência é um nível significativamente superior de habilidade psíquica visual, e envolve a

23

percepção direta pelo centro da testa. Com clarividência, os olhos podem estar abertos

fechados.

As cores básicas da aura humana são bastante consistentes quando vistas com visão

áurica de qualquer ângulo. No entanto, visualizar as estruturas mais profundas do corp

energético exige clarividência. Estas estruturas são mais visíveis quando a pessoa é observada

de frente . Elas são menos nítidas quando vistas por trás , e bem difíceis de ver quan
pessoa observada estiver de lado .
24

CAPÍTULO DOIS

TREINO COM VISUALIZAÇÃO E RESPIRAÇÃO

Este capítulo mostra como você pode visualizar perfeitamente , agora. O seu sentido

de tato e de consciência corporal são essenciais para o trabalho energéticos eficaz. Es

capítulo apresenta os princípios do treino de consciência energética corporal e explica como a

imagem tátil estimula dinamicamente o corpo de energia.

VISUALIZAÇÃO E IMAGINAÇÃO

As técnicas neste livro não envolvem visualização. Em vez disso, elas se baseiam num

sistema não-
visual chamado “imagem tátil”. Ele é fácil de aprender e de usar, e muito mais

eficaz do que os métodos baseados em visualização. Todo o trabalho com energias e práticas

de desenvolvimento espiritual dependem em grande parte de visualização , portanto, alguma

dificuldade nesta área cria sérios problemas.

A maioria das pessoas tem problemas com visualização, e muitos acreditam que não

podem visualizar de jeito algum. Mas a visualização é uma habilidade natural que tod
podem fazer perfeitamente, imediatamente. A visualização não é uma habilidade “visual” na

verdade. Você não tem que “ver” nada quando você visualiza. Se você ver algo , é a visão do

“olho mental” ( clarividência ) ou uma experiência similar a um sonho lúcido acordado.

A visualização é pura imaginação , pura fantasia . Qualquer criança pode fazer isso

perfeitamente. Um exercício de visualização ou meditação orientada é idêntico a qualqu

outra fantasia mental, onde a memória é usada para construir um cenário fictício, imaginário.

Ele pode estar cheio de imagens, sons , cheiros, sabores, texturas e sentimentos , mas nada é

realmente “visto” .

A memória desempenha um papel importante na imaginação e visualização. Alguma

vez você já repetiu ações ou trajetos passados em sua imaginação, para ajudá-
lo a encontrar

um objeto perdido ? Repetir ou recriar eventos reais ou fictícios , envolve o uso construtivo da

imaginação. Essa é a visualização perfeita , e todos tem a capacidade natural de fazer

perfeitamente a qualquer momento !

A palavra “visualização” é que cria parte do problema, especialmente quando usada

para descrever práticas internas, como meditação e treino energético . Esse problema é

amplificado pelas expressões visuais comumente usadas para descrever experiências ou

percepções psíquicas não-


visuais . Esta situação é ainda mais agravada por pessoas que

percebem psiquicamente as coisas ( mas na verdade não estão vendo nada, visualmen

falando ) e habitualmente usam termos visuais como " eu vi", " eu vejo ", e "eu estou vendo .

" Isso gera uma percepção enganosa para os alunos. Termos mais precisos seriam "eu sinto ",
"eu percebo " .

Há um componente egóico por trás desse problema . Em nossa sociedade competitiva ,

soa muito mais convincente se as percepções psíquicas são demonstrados como sendo

experiências visuais . Isso pode estar relacionado à forma como testemunhos oculares

considerados evidências melhores do que intuição ou sentimentos. " Senti isso" ou " E

percebi isso " não soa tão convincente como "Eu vi isso!" . Eu não posso imaginar que o uso

popular destes termos um dia mude, mas explicações e instruções mais claras podem ajudar a

superar os problemas que o uso dessas expressões causam para os alunos.

O problema fica ainda pior se num grupo o professor e alguns estudantes forem

naturalmente clarividentes.

Os clarividentes realmente vêem o que visualizam em suam imaginação. Eles muitas

vezes não percebem que isso não se aplica à grande maioria das pessoas , e assim os alunos

25

têm a impressão de que a capacidade de realmente ver algo imaginado é a regra gera

pode levar os estudantes a acreditam que eles são deficientes nesta área, um mal-
entendido

que bloqueia totalmente o desenvolvimento do aluno . Muitos estudantes nesta situação

fingirão que podem ver o que lhes é dito para visualizar , para que o resto da classe não pense

que eles são deficientes . Todo este problema poderia ser evitado por simplesmente fornecer

explicações mais precisas .

Algumas pessoas realmente VERÃO as coisas na sua imaginação durante os


exercícios de visualização. Isso geralmente acontece quando estiverem num profundo

relaxamento físico e mental . Isso pode induzir um estado em que a mente está desperta e o

corpo adormecido (também chamado de estado de transe ) , o que pode ativar habili

clarividentes. A mente sonhadora também pode se tornar ativa e produzir imagens visu

Mas os professores e alunos nunca devem presumir que a percepção visual da imagin

seja a regra para os alunos.

CONSCIÊNCIA CORPORAL E IMAGEM TÁTIL

A chave para o treino energético eficiente é desenvolver a consciência tátil de seu

corpo físico. Isso estimula o fluxo de energia vital e o desenvolvimento espiritual. Mu

sistemas tradicionais utilizam esse princípio. Práticas zen, por exemplo , destacam a

necessidade de desenvolver uma consciência aguda de seu corpo físico e como ele inte

com o mundo físico em todos os sentidos possíveis. A meditação caminhando é um b

exemplo , onde se aprende a andar de forma consciente e estar ciente de todos as mudanças do

peso do corpo , movimento muscular e zonas de contato. Isso inclui usar, sapatos tipo

mocassim, com solas finas para aumentar o contato tátil com o solo.

Seu centro natural de consciência repousa em seus olhos, já que a visão é o sentido

mais forte, se você não for cego. Ela é a janela através da qual você observa o mundo físico.

Mas o seu centro de consciência não se restringe aos seus olhos. Sua mente não reside dentro

de sua cabeça , mas inclui todo o seu corpo físico. Os olhos são apenas o foco habit

consciência.
Sua atenção consciente, focalizada em uma parte específica do seu corpo, estimula

energicamente essa parte. Quando você desloca a atenção da consciência pelo corpo ,

também estimula as estruturas do corpo energético nessas áreas . A movimentação da atenção

corporal provoca estimulação direta do corpo energético. Isso é a “imagem tátil”. De m

similar , a energia pode ser movida através do seu corpo , e partes específicas e cent

energéticos podem , assim, ser focalizadas e estimuladas .

A imagem tátil é o princípio fundamental de todos os sistemas de treino energético e

de desenvolvimento , embora ela nunca seja explicada desse modo. Compreendê-


la é a chave

para o sucesso ou fracasso de qualquer sistema de treino energético. Um dos principai

objetivos deste livro é fazer com que os princípios do treino com energias sejam

compreensíveis e acessíveis a todos .

COMO A TÉCNICA DA IMAGEM TÁTIL AFETA OS CORPOS

FÍSICO E ENERGÉTICO

Focalizar a atenção da sua consciência em qualquer parte do corpo, na mão por

exemplo, faz com que os nervos da mão fiquem carregados eletricamente e preparados para o

movimento físico. Se o movimento não ocorrer - se o ponto focal da consciência mud

continuamente à medida que as ações de imagens táteis são realizadas, esses nervos sã

descarregados. Assim, quando a consciência corporal é deslocada para trás e para a fre
26

através da mão , como se a estivesse esfregando, os nervos são continuamente carregados e

descarregados . Isso aumenta a atividade bioelétrica e provoca algumas sensações física

incomuns .

A atividade bioelétrica causada pelas ações de imagem tátil no corpo físico provoca

uma perturbação biomagnética correspondente na própria substância do corpo energético. Isso

gera um efeito de ondulação energética sutil. A intensidade e movimento desta onda d

energia sutil varia de acordo com a localização e intensidade da ação que está sendo realizada.

Algumas áreas do corpo energético , como as mãos e os pés , são mais sensíveis do

outros. Isto se relaciona, em parte, com a quantidade de nervos numa determinada áre

corpo físico, e com as estruturas do corpo de energia compartilhando o mesmo espaço.

Ações de imagem tátil podem ser executadas na superfície do corpo físico , dentro do

corpo físico, ou até mesmo fora do corpo físico . Elas também podem se estender ainda mais

adiante, de modo a afetar os corpos energéticos de outras pessoas.

Essas ações de imagem tátil produzem algumas sensações físicas incomuns. Embora o

tipo e a intensidade variem de pessoa para pessoa , as mais comuns incluem sentimentos de

aperto, peso , aspereza, formigamento , zumbido , vibrações , efervescência , cólicas leves , e

as sensações de quente ou frio . Essas sensações são causadas pelo aumento da movimentação

energética que está estimulando os nervos do corpo físico .

Fortes sensações físicas relacionadas ao movimento energético são comuns em

principiantes , especialmente durante as primeiras semanas de treino energético . Estas


sensações sempre diminuirão com a prática, à medida que o corpo de energia e os nervos do

corpo físico se adaptam a níveis mais elevados de movimentação energética e atividad

bioelétrica .

Pouca ou nenhuma sensação durante o início do treino energético pode indicar três

coisas: um corpo energético saudável ou já bem desenvolvido, um corpo de energia lento com

os bloqueios de energia , ou ações de imagem tátil ineficazes. Das milhares de pessoas a quem

eu ensinei essas técnicas energéticas , eu encontrei apenas um grupo muito pequeno de

pessoas que não sentiam sensações. No entanto, em todos os casos em que as pessoas

perseveram com o treino, o corpo de energia , eventualmente, respondeu e produziu sensações

de movimentação energética normal.

PRÁTICA

Os exercícios simples que apresentarei mostram como focalizar a atenção da

consciência corporal em diferentes partes do seu corpo. Esse é o treinamento básico d

imagem tátil .

Para começar , sente-


se em uma cadeira, retire os sapatos e não cruze as pernas .

Elimine distrações como música, roupas apertadas, etc . Feche os olhos , faça algumas

respirações profundas para centrar-


se, e comece . Esfregue ou coce levemente as áreas

específicas de seu corpo , caso necessário. Use uma caneta ou régua para isso, se voc
puder alcançar a parte do corpo a ser trabalhada. Isso ajudará a destacar áreas específicas para

que sua consciência corporal possa ser focada nelas com mais precisão. O método de coçar ou

esfregar será abandonado depois.

PONTO-
CHAVE: Quando você se concentrar em qualquer área do corpo , ajuda se

você imaginar que você está tentando sentir pequenas mudanças na temperatura do ar

torno dessa área.

Esfregue ou arranhe levemente seu joelho esquerdo , causando um leve formigamento,

para ajudar a focalizar a atenção da sua consciência corporal. Sinta com sua consciência essa

27

área formigando, usando seus sentidos de tato e sensação corporal local . Tente sentir mais

do seu joelho e tornar-


se mais consciente dele como articulação. Sinta ao redor dele , os lados,

a parte de trás , em seguida, mova o foco da atenção da sua consciência corporal em torno

dele várias vezes , como se estivesse enfaixando seu joelho. O seu centro de consciên

corporal agora está focado inteiramente em seu joelho esquerdo.

Agora mude o foco de atenção da consciência lentamente pela perna esquerda até o

seu dedão do pé. Raspe ou mexa o dedo do pé um pouco para ajudar a focalizar sua

consciência corporal nele. Sinta o seu contorno e sua forma usando sua consciência corporal.

Mova sua consciência corporal para trás e para frente, por toda extensão do dedão do
continue a fazer isso durante um minuto.

Agora mude seu ponto focal de consciência corporal para o seu joelho direito,

esfregue-o ou coce-o levemente primeiro, para destacá-


lo, e , em seguida, repita o exercício

que foi feito com o joelho esquerdo . Em seguida, mova lentamente o seu ponto de

consciência corporal para baixo, pela sua perna, e repita o exercício no dedão do pé.

Repita esse exercício com as suas articulações do cotovelo e polegar esquerdos , e

então seu cotovelo direito e polegar direito . Mova o ponto de consciência corporal para várias

outras partes do seu corpo , em qualquer lugar que preferir, com seu foco em apenas

parte de cada vez. Sinta o seu ponto de consciência movendo-


se sobre o seu corpo à medida

que você faz esse exercício. Lembre-


se de sentir cada área como se estivesse tentando detectar

pequenas mudanças no movimento e temperatura do ar nessa zona.

Você acabou de se movimentar o seu centro de consciência corporal por todo o seu

corpo, focando e concentrando sua consciência corporal em diversas partes . Você tam

estimulou seu corpo energético à medida que seu centro de consciência corporal foi se

movido através dele .

Você pode ter sentido algumas sensações peculiares. Isso é normal . As sensações

energéticas serão discutidas em mais detalhes posteriormente.


DEMONSTRAÇÃO DE TREINO ENERGÉTICO

Agora que você está familiarizado com os conceitos fundamentais , uma prática mais

pró-
ativa vai proporcionar uma melhor compreensão dos métodos de imagem tátil. Ela

também irá ensinar-


lhe como demonstrar esse método para outras pessoas. Uma coisa que eu

aprendi com o ensino do treino energético é que a maneira mais fácil de aprender é .

treinando. Os exercícios a seguir lhe permitirão uma melhor percepção do seu corpo

energético e da circulação da energia.

PONTOS-
CHAVE : Como os exercícios anteriores, a chave para o treino energético

eficaz é mover a sua percepção de tato e de sensação através de seu corpo . Ajuda pensar que

você está procurando detectar minúsculas alterações na temperatura do ar e movimentos sobre

a pele, na área que você está focalizando .

Não cruze as pernas ao fazer esses exercícios nas pernas e pés , pois isso aumenta a

dificuldade. Cruze as pernas somente após estes métodos terem sido dominados.

A força e os tipos de sensações causadas por estes exercícios vão variar de pessoa para

pessoa. Um lado do seu corpo pode ser mais sensível ao movimento energético que o outro ,

28

por exemplo, você pode se sentir mais energia em uma mão ou o pé que o outro. Isso varia

dependendo de sua estrutura energética .


Novamente, elimine as distrações . Use roupas soltas , sente em uma cadeira em um

lugar calmo , e tire os sapatos . Coloque uma almofada sob seus pés e não cruze as pernas .

Feche os olhos e faça algumas respirações profundas para centralizar-


se, e , em seguida,

comece. Um leve relaxamento é tudo que é necessário.

EXERCÍCIO DE PENTEAR O CABELO

PONTOS-
CHAVE : Suas mãos imaginárias são os pontos focais para fazer o trabalho

energético. Ignore seus braços. Suas mãos imaginárias são extensões da sua consciência

corporal. Imagine que seus braços imaginários se estendem a qualquer distância e em

qualquer ângulo. Não restrinja suas mãos imaginárias ao que seus braços físicos podem fazer.

Assim, você pode chegar a qualquer parte do seu corpo, até mesmo a lugares que voc

normalmente não poderia alcançar. Executar uma ação de consciência corporal é como

ensaiar mentalmente uma ação física com a imaginação e sensação de consciência corporal.

Depois que você estiver relaxado e centrado, com os olhos fechados , eleve lentamente

sua mão física real e penteie o seu cabelo com os dedos , passando os dedos pelo cabelo por

toda a sua cabeça .

Concentre sua atenção sobre a sensação que o movimento da sua mão produz e no

toque de seus dedos movendo-se sobre sua cabeça. LEMBRE-


SE como você SENTE essas

ações, de modo que você possa recriá-


las usando apenas sua consciência corporal. Pratique
pelo tempo que for necessário para conseguir isso .

Agora, com os braços descansando em seu colo ou ao lado do corpo, lentamente repita

as ações anteriores sem se mover fisicamente. Imagine e SINTA levantar lentamente sua mão

imaginária até sua cabeça. Concentre-


se em estar consciente dessa ação, de imaginar e sentir

isso acontecendo como se realmente estivessem sendo feitos fisicamente. Concentre-


se na

ação de seus dedos imaginários tocando sua cabeça. Lentamente, penteie o cabelo com eles,

imaginando e SENTINDO como se essa ação estivesse acontecendo fisicamente em se

couro cabeludo . Continue até que você tenha penteado toda a superfície do couro cabeludo e

todo o comprimento do seu cabelo várias vezes.

Conclua este exercício usando as duas mãos imaginárias. Sintá-


as subir lentamente e ,

em seguida, massagear o couro cabeludo, face , pescoço e ombros. Imagine e sinta que isso

aconteça de forma lenta, em tempo real. Concentre sua atenção no ponto onde suas m

imaginárias estão tocando você, e na sensação desse contato no seu corpo. Pratique o tempo

necessário até conseguir isso.

EXERCÍCIOS DE ESCOVAR AS MÃOS

Com os olhos abertos ou fechados , repouse sua mão esquerda sobre a mesa ou no

colo , palma para cima, dedos unidos. Com as pontas dos dedos de sua mão direita , passeie

por toda a superfície da mão esquerda, do pulso às pontas dos dedo, como se estivess
escovando sua mão repetidamente , levando cerca de um segundo para atravessar toda a mão

. Preste atenção sobre como você sente isso na sua mão esquerda. Memorize a sensação desse

contato. Continue “escovando” sua mão por 30 segundos , até que você possa reprodu

sensação e o movimento desse toque em sua mão esquerda usando apenas a memória

atenção de sua consciência corporal.

29
Pare de escovar fisicamente sua mão e imediatamente continue movendo a memória

da sensação de escovamento através de toda a sua mão esquerda, de ponta a ponta , da ponta

dos dedos até o pulso, do pulso até a ponta dos dedos. Continue a fazer isso durante

minuto ou mais , até que sua percepção dessa ação esteja bem instalada.

Experimente fazer com os olhos abertos e observando a ação e, em seguida, com os

olhos fechados. Você deve começar a sentir algumas sensações peculiares vagas : um aperto,
peso , pressão, formigamento , ou zumbido . A sensação inicial mais comum é , uma

pressão ou peso, como a sensação residual que fica após bater palmas algumas vezes

Qualquer sensação, não importa quão clara ou vaga, indica que algum nível de estimu

corpo de energia está ocorrendo. Estas sensações serão fortes em algumas pessoas , e fracas

em outras. As sensações se tornarão mais perceptíveis e consistentes com a prática. El

podem continuar por algum tempo , mesmo depois de você ter parado de trabalhar sobre suas

mãos. Isto é normal . Repita o exercício com a mão direita.

30

Repita o exercício acima com as duas mãos ao mesmo tempo. Ações de consciência

corporal aos pares são fáceis de fazer . Não pense sobre como fazê-
lo , apenas faça. Primeiro,

esfregue as mãos e mexa os dedos, então cerre os punhos até provocar uma sensação leve mas

fisicamente duradoura nas mãos. Coloque a palma da mão mãos para cima em sua mesa ou no

colo . Com os olhos abertos ou fechados , concentre -


se na sensação que você provocou , e

depois mova essa sensação de ponta a ponta, da ponta dos dedos até os pulsos , em ambas as

mãos simultaneamente . Continue fazendo isso durante dois minutos ou mais , até que você

tenha uma boa percepção dessa ação. A prática desses exercícios nunca é demais.

EXERCÍCIO DE ESCOVAR OS PÉS


Para o próximo exercício, primeiro esfregue seus pés descalços no chão ou bata eles

um pouco, e depois mexa os dedos dos pés. Isto irá criar uma sensação duradoura no

pés. Imediatamente coloque seus pés sobre uma almofada um pouco a sua frente, e ,

seguida, feche os olhos e sinta seus pés com o seu sentido de consciência corporal. Concentre-

se em seus pés e sinta como se você estivesse tentando sentir pequenas mudanças no

movimento do ar ou temperatura na superfície deles. Quando você está consciente de

seus pés estão e da sensação neles, avance para a próxima etapa.

Faça o exercício seguinte com os olhos fechados. Comece escovando a parte de baixo

do seu pé esquerdo usando o foco da sua consciência corporal, movendo a lembrança

sensação que você provocou, para frente e para trás. Escove do calcanhar para os ded

como se estivesse escovando a planta dos pés com um pincel grande. Quando você conseguir

sentir essa sensação de movimento, deixe a sensação se espalhar como se você estives

passando uma esponja através de todo o seu pé , do calcanhar aos dedos. Gaste um ou dois

segundos em cada direção. Continue fazendo isso por alguns minutos. Repita o exercício com

o pé direito .

Feito isso, repita o exercício com os dois pés ao mesmo tempo. Esfregue os pés no

chão e mexa os dedões dos pés um pouco, para que você possa sentir melhor seus pé

seguida, junte-
os sobre uma almofada um pouco a sua frente . Esfregue com sua consciência

corporal a parte inferior de ambos os pés simultaneamente , dos dedos aos calcanhares
Quando você conseguir sentir esse movimento, deixe o sentimento espalhar-
se, de modo que

pareça como se você estivesse passando uma esponja em ambos os pés, dos dedos ao

calcanhares simultaneamente. Continue isso por vários minutos. Quanto mais praticar isso nas

mãos e pés, melhor.

Os exercícios nos pés pode causar sensações de um formigamento agradável ou muito

forte em algumas pessoas. Se esse efeito se tornar tão forte a ponto de gerar descon

interrompa e passe ao próximo exercício. Faça isso sempre que a as sensações ficarem muito

fortes , independentemente das instruções fornecidas aqui.

CRIANDO BOLAS DE ENERGIA

Uma bola de energia é uma formá-


pensamento. No nível energético ela é real, e não

imaginária , e terá um efeito real sobre o seu corpo energético.

Esfregue as mãos e mexa os dedos, então cerre os punhos para causar uma leve

sensação duradoura neles. Em seguida, segure as mãos na frente do peito , colocando as mãos

com dedos e polegares quase se tocando, e os dedos ligeiramente abertos . Procure detectar a

31
sensação sutil que você provocou em suas mãos, usando sua percepção de consciência

corporal . Aumente a intensidade dela, procurando sentir as mínimas variações de movimento

do ar e temperatura na superfície mãos.

Feche os olhos, imagine e sinta que um bola de energia elétrica azul, do tamanho de

uma bola de tênis, está se formando entre suas mãos. Imagine e sinta essa bola de energia

girando entre suas mãos. Você não pode realmente vê-


la, mas você pode imaginá-la e senti-la.

Continue a fazer isso por um ou dois minutos.

Lentamente afaste suas mãos por aproximadamente 30cm. Imagine e sinta a bola de

energia pairando no espaço entre suas mãos. Em seguida, imagine e sinta a bola de e

movimentando-
se de uma mão para a outra . Sinta a bola tocar cada uma das mãos tão

fortemente quanto conseguir. Imagine sinta isso acontecendo . Em seguida, imagine e sinta

que a bola está penetrando cada mão em vários centímetros. Brinque com a bola até que você
comece a senti-
la acelerando e diminuindo a velocidade. Continuar por dois minutos ou mais.

CIRCULAÇÃO DO ABRAÇO

Com os olhos abertos ou fechados , mantenha as mãos juntas com os dedos unidos e braços

para frente, como se estivesse abraçando uma árvore . Concentre-


se em suas mãos e sintá-as

com o seu sentido de consciência corporal . Imagine uma bola de energia elétrica azu

formando-
se sobre as mãos onde os dedos estão ligados , um pouco maior do que no exercício

anterior. Imagine e sinta a bola de energia movendo-


se facilmente através da sua carne.

Mova-
a pelo seu pulso direito, braço, ombro , e , em seguida, através de seu peito e coração e

para seu ombro esquerdo , em seguida, pelo seu braço esquerdo e de volta para suas mãos.

Mantenha a bola de energia em movimento e repita isso, movendo a bola de energia ao redor

e através de seus braços e peito. Cada circuito deve levar cerca de dois a quatro segundos .

Experimente diferentes velocidades e use o que funcionar melhor com você. Continue por 2

minutos ou mais.
32

ESCOVAR E ENFAIXAR O FRONTAL


Esfregue levemente ou arranhe o centro da sua testa para ajudar a focalizar sua

atenção nela. Feche os olhos e concentre-


se na sensação residual que você provocou nessa

região, usando sua percepção de consciência corporal . Em seguida, escove toda a sua testa de

têmpora a têmpora durante um minuto, como se vocês estivesse pintando essa área com um

pincel. Sinta esse movimento de escovação em toda a sua testa.

Estenda essa ação de escovação ou pintura por todo o percurso em torno da sua

cabeça, ao nível da testa, de ponta a ponta. A direção não é importante. Percorra todo

contorno de sua cabeça , como se a estivesse enfaixando. Continue por dois minutos ou mais.

OSCILAÇÃO ENERGÉTICA NO FRONTAL

Esfregue ou arranhar o centro da sua testa novamente para ajudar com a percepção

desse ponto. Imagine e sinta uma bola de energia elétrica azul se formando nesse local, do

tamanho de uma bola de golfe . Imagine e sinta essa bola de energia movendo-
se para dentro

da sua cabeça e atravessando-


a até sair uns poucos centímetros na parte de trás da cabeça, na

mesma altura. Em seguida, traga-


a de volta por dentro da cabeça, até que saia alguns

centímetros na frente de sua testa . Comece quicando essa bola de energia para frente e para

33
trás através de sua cabeça, sentindo-
a passar através de seu cérebro. Continue por dois

minutos ou mais .

ESTIMULACÃO DAS TÊMPORAS

Esfregue ou arranhe levemente suas têmporas . Concentre sua consciência corporal em

sua têmpora direita e imagine uma pequena bola de energia elétrica azul, do tamanho de uma

bola de golfe. Mova a bola por dentro em direção ao lado esquerdo da sua cabeça,

atravessando o cérebro e saindo por sua têmpora esquerda, até poucos centímetros do lado de

fora . Em seguida, mova-


a de volta para dentro de sua cabeça e a faça sair alguns centímetros

para fora de sua têmpora direita . Sinta a bola de energia passando pela estrutura do

cérebro. Continue fazendo a bola ir de têmpora a têmpora através de seu cérebro , gastando

cerca de meio a um segundo em cada direção. Continue por dois minutos ou mais.

Como você já deve ter percebido, a técnica de imagem tátil é uma maneira fácil e

eficaz para estimular o seu corpo energético. O tipo e a intensidade das sensações cau

por estes exercícios variam de pessoa para pessoa. A maioria das pessoas vai sentir, p

menos, algumas sensações perceptíveis com esses exercícios. Algumas pessoas terão

sensações muito mais fortes.

Nota: Os exercícios você acabou de fazer podem ativar o centro do coração e/ou o
centro da testa em algumas pessoas. Não se surpreenda se você sentir formigamento e

algum tipo de luz estroboscópica em seu coração ou testa, ou mesmo um aperto suave

peito e formigamento em sua coluna. Essas são as sensações normais para este tipo de

estimulação.

SENTINDO A ENERGIA DAS MÃOS

Este exercício mostra como perceber e sentir os campos energéticos humanos ,

começando com o seu próprio. Relaxe e mantenha suas mãos a 30cm centímetros de

distância, focando a atenção da consciência corporal em suas mãos. Sinta-


as tão intensamente

quanto puder, como se tentasse sentir micro-


mudanças no movimento e temperatura do ar

entre elas. Aproxime suas mãos lentamente até que elas estejam quase se tocando , e então

afaste-
as novamente. Faça isso lentamente , várias e várias vezes, enquanto procura sentir o

que ocorre entre suas mãos. Você vai sentir uma leve resistência , uma leve textura e pressão,

à medida que as aproxima. A distância a que esta pressão pode ser sentida varia de p

para pessoa . Continue durante o tempo que você preferir.

EXERCÍCIO COM DUAS PESSOAS

A energia de outra pessoa pode ser mais fácil de perceber que a sua própria. Encontre
um parceiro e o ensine a sentir a energia. Em seguida, faça o seguinte: fique de frente para ele

a dois metros de distância. Levem os braços a frente, de modo que as palmas das mãos de um

estejam de frente para as palmas das mãos do outro. Vocês dois devem concentrar sua

consciência corporal em suas mãos, e procurar senti-


las o mais nitidamente possível. Agora

movam suas mãos lentamente para mais perto das mãos do outro até que estejam qua

tocando. Movam suas mãos muito lentamente, aproximando e afastando um do outro,

34

procurando sentir e tentando detectar o campo de energia das mãos do outro. Afastem-
se para

trás alguns passos , e depois se aproximem novamente, sempre procurando sentir o campo do

outro. Mais uma vez , imagine que você está tentando detectar pequenas mudanças no

movimento e temperatura do ar com as palmas de suas mãos. Em alguns pontos você

sentir fracas texturas e pressões delicadas em suas mãos, à medida que suas mãos reagem aos

campos de energia sutil do seu parceiro. Continue com o exercício pelo tempo que quiser.

Se você não sentiu absolutamente nada até agora, repita os exercícios dados

anteriormente até obter algumas sensações . Se você ainda não sente nada mesmo depois de

fazer isso, avance para a próxima seção. É raro não sentir nada , mas às vezes é preciso um

pouco de tempo antes que as sensações energéticas sejam percebidas.

A seguir nós iremos combinar as imagens táteis com alguns métodos simples, mas

eficazes, para relaxar o corpo e acalmar a mente.


RELAXAMENTO FÍSICO

A eficácia do treino energético pode ser melhorada através do relaxamento e equilíbrio

do seu corpo físico, no início de cada sessão. A maneira mais simples de conseguir isso é a

contrair e relaxar os grandes grupos musculares. Após cada etapa a seguir, quando você soltar

e relaxar, permitá-
se alguns momentos para imaginar e sentir a tensão que flui para fora do

seu corpo.

Sente-
se e feche os olhos , e , em seguida, faça três respirações lentas e profundas .

Tensione seus pés e pernas , e depois relaxe-los .

Tensione seus quadris e área do estômago , em seguida, relaxe-os .

Tensione seu peito e braços , fechando os punhos , e depois relaxe-os .

Tensione sua cabeça, rosto e pescoço, e em seguida, relaxá-los .

Tensione seu corpo todo, e depois relaxe -o.

Quando você terminar o último passo acima , sintá-


se ficando mole e afundando em

sua cadeira. Imagine e sinta toda a tensão sendo drenada para baixo, através de seu corpo e de

seus pés, como se fosse um liquido. Sinta e imagine esse liquido se esvaindo e send

absorvido no chão. A seguir, reposicione-


se na cadeira de modo que você se sinta confortável
e equilibrado. Preste atenção especial ao equilíbrio de sua cabeça.

Nota: As pessoas - em especial as mulheres , tendem a manter a tensão em sua área do

estômago. É aconselhável fazer um esforço consciente para relaxar essa área.

RESPIRAÇÃO ABDOMINAL CONSCIENTE

O estômago contém o maior centro energético primário o seu corpo, o centro do

umbigo . O estômago e o processo de respiração podem ser usados para ajudar a acalm

relaxar sua mente. O método de respiração abdominal consciente ensinado aqui é a maneira

mais simples que eu encontrei para atingir isso.

A respiração abdominal consciente pode ser feita a qualquer hora, em qualquer lugar.

Momentos de espera e percursos de viagem são excelentes oportunidades para a prátic

relaxamento mental e trabalho energético . A respiração abdominal promove um profun

relaxamento físico e mental. Um estado de relaxamento proporciona um foco interno m

claro. Ela também aumenta a sensibilidade do corpo energético e as suas respostas às ações

energéticas estímulantes .

A respiração abdominal consciente baseiá-


se em focar sua consciência corporal na

sensação física da respiração, na expansão e relaxamento do seu abdômen. Sente-


se

35

calmamente , feche os olhos e concentre sua atenção em seu estômago. Leve o tempo
precisar e tente tornar-
se mais consciente da área. Deixe seu estômago se soltar e relaxar.

Respire um pouco mais profundamente com seu abdômen, sentindo-


o subir e descer à medida

que você respira. Permaneça observando essa ação e use esse foco de atenção para ajudar

acalmar relaxar a mente . Mantenha sua mente livre de pensamento verbal, de palavras. Se as

palavras começarem a surgir, livre-


se delas e traga de volta sua atenção para sua respiração e

o movimento do abdômen. Não importa quantas vezes os pensamentos perturbadores surjam ,

apenas afaste-
os e foque sua atenção no movimento do seu abdômen. Isso exigirá algum

tempo de prática para dominar, mas é o método mais fácil para relaxar a mente .

ESTADOS ALTERADOS DE CONSCIÊNCIA

Uma combinação de relaxamento e respiração abdominal vai ajudar você a atingir

estados alterados de consciência . Há muitos níveis possíveis de estados de consciência

alterados, e eles estão relacionados com os níveis de sono. Quando você entra num estado

alterado , você vai se sentir uma onda quente, aconchegante , e pesada se espalhando pelo seu

corpo. Esse é um estado perfeitamente natural e acontece toda vez que você começa a cair no

sono.

Você pode experimentar um estado alterado observando-


se cair no sono. Para fazer

isso, deite-
se de barriga para cima e mantenha os antebraços na vertical, com os cotovelos
apoiados sobre a cama. Permita-
se levar pelo sono enquanto observa o que está acontecendo.

(A respiração abdominal vai ajudar nessa etapa ). Quando você começar a apagar, seus braços

vão cair e isso o acordará. Repita este processo muitas vezes e você conhecerá o esta

alterado de consciência envolvido com o processo de adormecer. Pode ser apenas por alguns

momentos, mas é uma valiosa experiência que você terá em primeira mão. Você saberá então

como é estar num estado alterado de consciência.

É comum as pessoas adormecerem durante exercícios de relaxamento e meditação.

Você pode , por vezes, ouvir-


se roncar ou fazendo sons de quem adormeceu, mesmo que sua

mente ainda esteja totalmente acordada e consciente. Isso é por causa da relação entre estados

alterados e sono. Em um estado alterado de consciência , sua mente permanece acorda

enquanto seu corpo está dormindo. Cair no sono muito profundamente irá provocar a perda de

consciência , o que tem que ser evitado para que o trabalho energético em estado alterado seja

eficaz. Isso pode ser alcançado ao usar uma cadeira de encosto reto, sem apoio de cabeça, o

que vai ajudá-


lo a manter a conexão mente/corpo ativa , algo que é necessário para que você

possa funcionar em um estado alterado.

AQUIETANDO A MENTE

Para a maioria das pessoas , aquietar a mente não é fácil. Isso vai contra toda uma vida
de pensamento espontâneo e irrestrito, e associações mentais correndo livres . Os

pensamentos em forma de palavras são o maior problema , e também as imagens men

emocionalmente carregadas. A respiração abdominal consciente vai ajudar a focar a sua

mente, mas os pensamentos verbais continuarão tentando penetrar e chamar sua atenção

similar a um serviço de mensagens com lembretes irritantes . Ele reage impulsivament

afirmando e reafirmando o óbvio, fazendo comentários fúteis , piadas, etc . Isso tem seu papel

na vida cotidiana, no estado de vigília, e geralmente passa despercebido. Só se torna u

problema quando você está tentando relaxar e acalmar sua mente .

36

Aquietar sua mente o suficiente para induzir um estado alterado de consciência requer

prática. Lembretes mentais e preocupações ficam tentando chamar sua atenção. Isso o distrai

quando você está tentando focar a sua mente , meditar, ou fazer o treino interior. Alé

respiração abdominal consciente, há uma ou duas coisas a mais que você pode fazer p

reduzir a pressão mental. A primeira é fazer uma afirmação simples , ordenando a sua mente

para ficar quieta. Por exemplo, quando sua mente começar a tagarelar ou imaginar coisas, use

o comando seguinte, com firmeza: "Eu escolho não pensar sobre isso. Eu escolho rela

limpar a minha mente . " Reafirme isso toda vez que você estiver sendo distraído pensamentos

verbais. Isso pode ser reformulado para ser mais específico , por exemplo, "Eu escolho

pensar em dinheiro. Eu escolho não pensar em nada ".

Outra forma de reduzir a pressão dos pensamentos e preocupações é manter um diário.


Antes de sua sessão de relaxamento ou trabalho energético, pegue papel e caneta e po

minutos escreva qualquer coisa que o esteja incomodando. Basta escrever a primeira c

que vier à sua cabeça , incluindo pensamentos aleatórios, e continue a complementar as idéias

. Isso funciona porque você está tomando alguma atitude em relação a seus pensamentos e

preocupações e registrando-
os de uma forma concreta, o que reduz a pressão interna que está

tentando chamar sua atenção para solucioná-


las. Esses métodos também ajudam a insônia,

caso ela seja causada por preocupações .

PRÁTICA

Afrouxe as roupas , sente-


se em uma cadeira com seu pés descalços sobre uma

almofada, faça algumas respirações profundas, e comece . Alongue-


se e relaxe os grandes

grupos musculares do seu corpo, como explicado anteriormente . Feche os olhos e concentre-

se em sua barriga , deixando-a afrouxar-


se. Comece a respiração abdominal consciente. Sinta

o seu abdômen subindo e descendo à medida que você respira. Mantenha sua mente limpa e

concentre-
se apenas na sua respiração. Quando você estiver já instalado nesse padrão, comece

a imaginar uma sensação de afundamento . Imagine que você e sua cadeira estão em

elevador que está descendo lentamente em um elevador aberto. Imagine que você pode ver as

paredes do poço do elevador subindo à medida que você desce mais e mais. Continue a fazer
isso durante 15 minutos ou mais.

Esses métodos de relaxamento físico e mental serão repetidamente utilizados pelo

restante deste livro.

37

CAPÍTULO TRÊS

MOVIMENTANDO AS SUAS ENERGIAS

Como dissemos antes, a melhor maneira de aprender a trabalhar as energias é fazendo

o treino energético. Este capítulo ensinará uma variedade de técnicas para estimular as

diferentes partes do corpo energético, para o armazenamento de energia, e para estabel

circuitos energéticos. Execute cada um dos exercícios na ordem em que são apresentados.
Se você não sentir nada depois de fazer qualquer um desses exercícios por alguns

minutos, passe para o próximo. Embora sensações movimento energético sejam perceptíveis

na maioria dos casos, algumas pessoas podem sentir muito pouco nas fases iniciais. A

completa ausência de sensibilidade é rara, e se depois de várias sessões de treino você ainda

não sentiu nada, isso geralmente indica que o corpo energético está bloqueado ou inativo nas

áreas que estão sendo trabalhados. Se esse for o seu caso, continue com os exercício

melhor maneira possível. Os exercícios de treino energético ensinados mais tarde neste livro

foram projetados para ajudar a restaurar áreas resistentes ou inativas, e a remover bloqueios.

Um banho quente sensibiliza o corpo físico para as sensações de movimento energético

promove um forte fluxo geral das energias. Tomar um banho frio e esfregar seu corpo

uma esponja macia vai ajudar ainda mais. Tente isso, caso você tenha problemas em sentir a

movimentação energética.

Quando executamos repetidamente uma técnica de estimulação pelo uso da

consciência corporal, isso rapidamente gera um certo fluxo. Muitas vezes ela continuará por

conta própria mesmo depois de você parar de executar a ação estimulante. Este fenôm

natural torna o trabalho energético mais fácil de executar. No entanto, também pode fa

com que o ponto focal da consciência corporal fique fixado em uma área específica o

uma determinada ação. Isso pode ser útil se você estiver executando uma ação de auto-
cura e

quer que ele continue depois de adormecer, mas pode ser irritante se você quiser trabalhar em

outras áreas. Se isso acontecer, tente mudar para o escovamento das mãos e pés até q
problema suavize.

TÉCNICAS DE IMAGEM TÁTIL

As técnicas de imagem tátil que abordaremos são usadas de várias maneiras para

estimular seu corpo energético e centros de energia ao longo deste livro. Ao fazer todos esses

exercícios, lembre-
se da regra de ouro de treino energético: se as sensações de energia

tornarem-
se excessivamente fortes, dolorosas, ou preocupantes, interrompa todo o trabalho

energético. Descanse e aterre-


se até que todas as sensações preocupantes desapareçam

Depois, recomece o treino energético e com mais suavidade. É aconselhável seguir esta regra,

uma vez que isso evitará a maioria dos potenciais problemas.

38

BOLAS DE ENERGIA

As bolas de energia, ensinadas antes, serão muito utilizadas no trabalho que virá a

seguir. Imagine uma bola de energia se formando e movendo-


se, como fizemos

anteriormente. Bolas de energia pode ser deslocadas através do corpo, em torno do corpo, e

até fora do corpo. Uma bola de energia pode ser expandida e contraída, ou explodida

encolhida. Isso pode ser feito para proporcionar a estimulação mais forte em uma determinada

área ou para agitar e desgastar um bloqueio energético.

Bolas de energia também pode ser combinadas com a ação de uma esponja imaginária.

Esta é uma ação executada por toda a extensão de um membro do corpo, usada

principalmente para a aumentar a energia. Ela também é usada para ações de oscilação

longitudinal das energia, que será introduzida mais adiante. Para executar uma ação de

esponja energética, imagine e sinta que você está puxando uma grande bola de esponja

39
molhada e redonda pela extensão do membro. Sintá-a movendo-
se através do músculos e

ossos do membro trabalhado.

ESCOVAÇÃO E AGITAÇÃO ROTACIONAL

Escovar e agitar são ações que têm uma variedade de usos. Por exemplo, no exercício
que fizemos anteriormente, onde você escovou suas mãos e pés, você usou uma ação

“escovação”. A ação de agitação é usada principalmente para a estimulação direta dos centros

de energia primária, para os grandes centros secundários, e para a estimulação profunda das

áreas de troca energética.

40

TÉCNICA DO ENFAIXAMENTO

A técnica de enfaixar é utilizada para estimular áreas maiores, por exemplo, envolver

um dedo, antebraço, ou perna. Ela é também uma excelente ação de auto -


cura, que pode ser

utilizada tanto na superfície quanto no interior do corpo.

TÉCNICA DE DESPEDAÇAR O DONUT

A ação de rasgar é usada principalmente para estimular os centros energéticos

primários, embora possa ser utilizada para estimular as áreas menores. Imagine e sinta

você está despedaçando uma rosquinha ( Donut) do tamanho de seu punho, com uma ação

que envolve as duas mãos. Repita esta ação várias vezes em seqüência.

41
RESPIRAÇÃO PELO CENTRO ENERGÉTICO

Essa ação é usada principalmente nos centros primários de energia (Chackras).

Comece concentrando a sua consciência em seu centro da base, no períneo ( a área e

ânus e os órgãos genitais ). Comece a inspirar e tente sentir como se respirasse pelo

centro da base, e em seguida, expire, sentindo como se expirasse através de seu centro

base. Continue por várias respirações e, em seguida, passe ao centro de umbigo, plexo solar,

coração, garganta, testa e coroa.

OSCILAÇÃO ENERGÉTICA LONGITUDINAL

A oscilação de energia, já ensinada previamente, é eficaz para estimular qualquer parte

do seu corpo. Para produzi-


la, mova sua consciência corporal para trás e para frente (ou para

cima e para baixo) através de uma parte do corpo, por exemplo, na coluna, como se estivesse

quicando uma bola de energia dentro dela. A velocidade dessE sobe-e-


desce é definida pela

sua capacidade de permanecer em contato com o sensação que essa ação produz em seu corpo

físico. Se o movimento for muito lento, a estimulação será mínima, mas se for muito rápida,

você vai perder a sensação da ação, tornando-


a ineficaz. Ao praticar esse exercício, acelere o
movimento até que você comece a perder a sensação, e então reduza a velocidade um pouco,

de modo que lhe permita perceber a sensação do movimento gerado.

42

ESTIMULAÇÃO DAS MÃOS E PÉS

As mãos e os pés são áreas cruciais a estimular para o treino energético. Nunca é

demais enfatizar isso. Considere a importância das mãos e dos pés na acupuntura e

reflexologia, e como trabalhar nessas áreas afeta profundamente o funcionamento e a saúde de

todo o corpo.

Depois da respiração, as mãos e os pés são os principais portais de energia sutil em


seu corpo. Imagine-
os como sendo as raízes e folhas de uma árvore, suas partes vitais. A

energia não pode ser aumentada ou projetada de forma eficaz até que as mãos e os p

tornam-
se sensibilizados e condicionados a um maior fluxo de energia sutil. Se você nunca

fez nenhum tipo de treino energético antes, você descobrirá que a maioria das estruturas mais

finas do seu corpo energético estarão dormentes. Isto inclui as mãos, os pés e os cen

energéticos primários. Eles estão dormentes porque eles nunca foram realmente utilizados em

níveis acima das exigências da vida física normal. O treino energético mudará isso

rapidamente. Você vai descobrir que o processo de acordar as estruturas do seu corpo

energético é uma experiência fascinante.

Como explicado antes, a maioria das pessoas vai achar que um lado do corpo é mais

sensível ao trabalho com as energias do que o outro. Qual será esse lado, depende de

pessoa. Gaste mais tempo nas áreas inativas e menos tempo nas áreas mais sensíveis,

ajudar o desenvolvimento energético equilibrado do corpo.

Os procedimentos seguintes envolvem algum trabalho energético de ajuste fino, nas

mãos e nos pés. Isto é necessário para limpar e ativar os centros de energia de pequeno porte e

os dutos de ligação, e para limpar e sensibilizar grupos de poros energéticos. Isso pod

parecer trabalhoso, mas vale o esforço. Pratique os seguintes exercícios com dedicação.

Ponto-
chave: Focalize a sua consciência corporal intensamente na área em que você

está trabalhando vai ajudar com esses exercícios. Mais uma vez, sinta como se você estivesse
tentando detectar pequenas mudanças na temperatura e movimento do ar sobre a área

você está trabalhando.

43

TREINO ENERGÉTICO NAS MÃOS E BRAÇOS

Os exercícios a seguir são normalmente executados durante o treinamento, quando o

corpo energético está sendo sensibilizado às ações de consciência corporal energética. N

entanto, eles devem ser repetidos periodicamente, digamos, uma vez por mês, para ma

essas áreas desobstruídas e ativas. Preste mais atenção às áreas onde o treino energético gera

menos sensações físicas.


MOVENDO BOLAS DE ENERGIA ATRAVÉS DOS DEDOS

Sentado confortavelmente, coloque sua mão esquerda sobre seu colo, almofada, ou

mesa, com a palma para baixo e os dedos ligeiramente abertos. Olhe para a sua mão. Escove

toda a sua mão, dos dedos ao pulso, como fizemos nos exercícios preliminares, por um

minuto ou dois. Siga esta ação para cima e para baixo, com seus olhos.

A seguir, concentre-se no seu polegar esquerdo. Mová-o e esfregue-


o um pouco, para

ajudar a focalizá-
lo melhor com sua consciência corporal. Imagine e sinta uma pequena bola

de energia elétrica azul, que paira sobre a ponta de seu polegar. Seu diâmetro deve se

ligeiramente maior do que o seu polegar. Sinta e imagine essa bola de energia movimentando-

se da ponta do seu polegar para baixo, através do osso do polegar, e até depois da grande

articulação em seu pulso. Mová-


a para cima e para baixo, através de seu polegar, quicando-a

repetidamente. Gaste meio segundo ou menos em cada direção, mas varie a velocidade

forma que for melhor para sentir o movimento da bola. É importante manter o contato

consciência corporal com o polegar e sentir esse movimento em seu polegar. Continue a fazer

isso durante 30 segundos ou mais.

44
Repita o exercício acima em cada um dos dedos de sua mão esquerda. Repita o

exercício acima com sua mão direita. Por fim, vire as palmas para cima, e uma mão de cada

vez, repita o exercício,começando pelo polegar, depois os outros dedos.

ESTIMULAÇÃO DAS PALMAS DAS MÃOS

Coloque sua mão esquerda em seu colo, ou mesa, ou uma almofada, com a palma para

cima. Flexione os dedos algumas vezes, cerre o punho, e esfregue ou arranhe levemen

centro da palma da mão para destacá-


lo para a consciência corporal. Crie uma pequena área

de consciência corporal, com cerca de 2-


3cm de largura, para mexer no centro da palma da

mão. Continue por 30 segundos ou mais e, em seguida, mova esta ação rotativa sobre a área

inteira da palma da mão até a parte inferior dos dedos. Continue seu percurso ao lon

toda a área da palma, levando o tempo que julgar necessário, por vários minutos, até

tenha coberto toda a parte inferior de sua mão, dos dedos ao pulso, várias vezes. Mexa em

qualquer direção que lhe permitir sentir melhor. Repita o exercício acima com a mão direita.

ENFAIXANDO O BRAÇO

Incline-
se para a sua esquerda um pouco e deixe o seu braço esquerdo pendendo

confortavelmente ao lado do corpo, mas sem tocar o seu tronco. Use uma ação de

enfaixamento, larga, com sua consciência corporal, como se estivesse cobrindo seu braço com

uma bandagem de 10cm. Primeiramente suba pelo braço até o seu ombro e, depois desça até a

ponta dos dedos. Dedique atenção extra a seu pulso, cotovelo e articulações do ombro

Continue isso por dois minutos ou mais. Repita o exercício acima com a mão e o bra

direito.

BOLAS DE ENERGIA NOS BRAÇOS

Contraia a sua mão esquerda e braço, balançando os dedos e fechando o punho

algumas vezes para ajudar a focar a consciência corporal. Deixe seu braço pendendo

confortavelmente do seu lado novamente. Imagine e sinta uma bola de energia formando-
se

45

sobre sua mão. Mova a bola de energia dos seus dedos até o seu ombro e, em seguida, façá-
a
retornar até a ponta dos dedos, quicando para cima e para baixo repetidamente. Leve cerca de

meio segundo em cada direção. Sinta essa ação da bola se movendo através de toda a sua mão

e braço, como se a bola de energia se movesse através de seus músculos e ossos. Continue por

dois minutos ou mais. Varie a velocidade, reduza e acelere para encontrar o ritmo que terá o

maior efeito estimulante. Repita o exercício em seu braço direito. Em seguida, execute

exercício em ambos os braços simultaneamente.

ESTIMULAÇÃO DOS PÉS

Preparare-se, retirando os sapatos e sentando-


se em uma cadeira com os calcanhares

apoiados confortavelmente sobre uma almofada, pernas ligeiramente afastadas e um pouco a

frente. Não cruze as pernas e não coloque seus pés no chão, pois isso tornará esses exercícios

mais difíceis. Se você tiver dificuldade de sentir os pés com sua consciência corporal, lave-
os,

deixe-os de molho, e esfregue-


os em água quente e / ou tome um banho quente antes. Olhe

para os seus pés e siga as ações de sensibilização corporal com seu olhar, pois isso irá ajudá-

lo a focar melhor os dedos individualmente.

Nota: Uma porcentagem muito pequena de pessoas têm pés que são tão sensíveis que

o trabalho de energia sobre eles será muito desconfortável. Se este for o seu caso, basta fazer

o melhor que puder. Evite forte estimulação dos pés, se for muito desconfortável. Nesse caso

basta se concentrar em seus pés como se você estivesse tentando detectar pequenas mudanças
na temperatura e movimento do ar, e isso já deve fornecer um amplo estímulo.

ESTIMULANDO OS DEDOS DOS PÉS

Os dedos menores são mais difíceis de focar com consciência corporal, mas é

possível. Arranhe, esfregue, e mexa os dedos dos pés, conforme necessário para ajuda

focalizá-
los. Quando você trabalhar nos dedo mindinho, mova a bola de energia para frente e

para trás, pela lateral do seu pé, do dedo mindinho até a lateral do calcanhar. Esta ação pode

produzir sensações fortes.

Para começar, primeiro use uma ação de escovação em todos os dedos do seu pé

esquerdo, de lado a lado. Sintá-


a acontecer dentro de todos os dedos dos pés. Continue isso

por um minuto ou mais.

Agora concentre a sua consciência corporal em seu dedão do pé esquerdo. Agite,

esfregue, ou arranhe-o para ajudá-


lo a focar nesta área. Sinta e imagine uma bola de energia

se formando sobre a ponta de seu dedão do pé. Mova esta bola de energia através de

dedão até a bola do seu pé. Sinta isso tão nitidamente quanto puder, com a consciênc

corporal. Mova a bola de energia para frente e para trás várias vezes, quicando-
a da ponta de

seu dedão até a bola do seu pé. Continue por dois minutos ou até sentir que seu ded

respondeu com sensações de energia perceptíveis. Uma vez que esse resultado tenha si

obtido, passe para o próximo dedo. A seguir, execute os exercícios acima em cada um
dedos de seu pé direito.

ESTIMULANDO A SOLA DOS PÉS

Este exercício é semelhante à ação rotativa que fizemos anteriormente nas palmas das

mãos. Mexa os dedos e esfregue -


os no chão se necessário para ajudar a focar a consciência

corporal na bola do seu pé esquerdo. Concentre-


se nessa área e use uma ação de estímulo

46
rotativo de cerca de 3cm centímetros de diâmetro. Sinta essa agitação atuando no fund

carne e ossos dessa região. Mova essa ação rotacional de forma lenta e cuidadosa por toda a

parte inferior de seu pé, atingindo a parte inferior dos dedos dos pés e dos calcanhare

Continue nisso por dois minutos ou mais. Repita o exercício no seu pé direito.

ESTIMULAÇÃO DO CALCANHAR E TORNOZELO

Focalize sua consciência corporal em seu calcanhar esquerdo. Sinta e imagine uma

bola de energia formando-


se nele, do tamanho do seu calcanhar. Usando a ação de quicar a

bola, mová-
a para cima na sua perna, até passar um pouco do tornozelo, e depois tragá-
a para

baixo novamente, até o calcanhar. Continue fazendo isso repetidamente.

A seguir, use a ação de agitação rotativa em seu calcanhar.

Termine com uma rápida expansão e contratação dessa bola de energia no seu

calcanhar.

Agora mova uma bola de energia de lado a lado através do seu tornozelo

repetidamente. Em seguida, mová-


a para trás e para frente através de seu tornozelo
repetidamente. Por fim, faça a bola de energia expandir-se e contrair-
se repetidamente em seu

tornozelo. Termine com uma ação de enfaixamento do seu tornozelo, como se aplicação uma

bandagem. Repita as ações acima em seu pé direito.

Com os pés separados, faça saltar uma bola de energia de um tornozelo ao outro,

atravessando-
os até estarem um pouco fora deles, de cada lado. Continue a fazer isso durante

um minuto ou mais.

47

CIRCULAÇÃO DE ENERGIA ENVOLVENDO OS DOIS PÉS E TORNOZELOS

Este exercício estimula os pés e ajuda a remover bloqueios energéticos, que são

comuns nos pés. Coloque seus pés lado a lado. Crie bolas de energia, uma para cada

Mová-
as através de seus pés ao mesmo tempo, dos dedos aos calcanhares, e depois para cima

através de seus tornozelos e façá-


as sair, descendo por cima de seus pés até os dedos dos pés.

Faça isso repetidamente por um minuto ou dois. Agora inverta o sentido da circulação

continue por mais um minuto ou dois.

SOBRE A ESTIMULAÇÃO DE MÃOS E PÉS


Depois que esses exercícios de ajuste fino tenham sido praticados exaustivamente, os

exercícios seguintes devem ser repetidos periodicamente para manter as centros energét

das mãos desobstruídos e ativos. Além de fazer esses exercícios, as mãos e os pés são

normalmente estimulados com ações mais gerais de movimento de consciência corporal dual.

Por exemplo, os pés são estimulados usando duas bolas de energia, um para cada um dos pés.

Elas são movidos simultaneamente para trás e para frente através de seus pés. As mão

estimuladas do mesmo modo. Essas ações devem ser sentidas em toda a área que você

trabalhando, por dentro da carne e ossos, como se você estivesse esfregando uma esponja de

energia através de seu corpo. Passe mais tempo trabalhando em áreas insensíveis para

remover os bloqueios.

Cada dedo do pé e sua articulação podem ser trabalhados com as ações de escovação,

agitação circular e enfaixamento: no topo, na base, e nas laterais. As pernas e braços também

podem ser trabalhados da mesma maneira. Esse método levará mais tempo para executar mas

a atenção extra usada ajudará a limpar e condicionar esses canais energéticos importantes.

ESTIMULANDO PERNAS E JOELHOS

Flexione e contraia seu pé esquerdo e perna, agitando os dedos e pés, para ajudar a

focalizar sua consciência corporal nessas áreas. Mantenha sua perna razoavelmente em linha

reta. Imagine e sinta uma bola de energia se formando sobre o pé, mas grande o sufi
para envolver sua coxa. Usando a ação de quicar a bola, mova a bola de energia do seu pé até

o quadril e depois volte para o seu pé, repetidamente. Leve de meio a um segundo em cada

direção. Sinta esse movimento acontecendo por toda a sua perna à medida que a bola

energia se move através dos músculos e ossos. Continue durante alguns minutos ou m

Varie a velocidade, reduzindo ou acelerando até encontrar a velocidade que produz as

sensações mais forte em sua perna.

Repita o exercício acima em sua perna direita. Em seguida, execute o exercício em

ambas as pernas simultaneamente.

Agora concentre sua consciência corporal em seu joelho esquerdo. Use a ação de

agitação rotativa na rótula. Forme uma bola de energia e mová-


a através da articulação do

joelho, para trás e para frente, e a seguir, de lado a lado. Feito isso, faça a bola de energia

expandir-se e contrair-
se no joelho. Em seguida, faça a bola de energia explodir e contrair-se

no joelho. Mantendo os joelhos a alguns centímetros de distância um do outro, faça uma bola

de energia saltar de um joelho ao outro. Finalize usando a ação enfaixamento em torno de seu

joelho.

Repita os exercícios acima no seu joelho direito.

48


FAZENDO A ENERGIA SUBIR PELAS PERNAS

Para o trabalho nos centros energéticos primários, você terá de ser capaz de fazer subir

energia através das pernas. Isso é muito parecido com a ação de quicar a bola de energia pela

perna, mas sem o percurso descendente. Forme bolas de energia em seus pés e mová-
as para

cima, pelas pernas até os quadris, enquanto imagina e sente como se você estivesse varrendo,

limpando, e puxando algo, como se fosse água, pernas acima. Em seguida, desloque apenas

sua consciência de volta a seus pés (sem levar a energia de volta para baixo) e repita

varredura de energia para cima, de novo e de novo.

OSCILAÇÃO LONGITUDINAL DE ENERGIAS

A ação de quicar uma bola de energia por todo o corpo estimula o corpo energético

como um todo. Imagine e sinta uma bola de energia elétrica azul, grande o suficiente

passar por todo o seu corpo, formando-


se sobre seus pés. Mova a bola para cima, subindo por

suas pernas e tronco, até passar um pouco acima de sua cabeça, e depois leve-
a de volta até

um pouco abaixo de seus pés. Ajuste a velocidade desse movimento até que você obtenha um

ritmo confortável. Continue a fazer isso por dois minutos ou mais.

Nota: Uma alternativa para a bola de energia é a utilização de um grande disco plano,

para ações de estimulação energética de corpo inteiro. Faça o que funcionar melhor co
você.

PRÉ - ESTIMULAÇÃO

O exercício de pré-
estimulação prepara seu corpo energético para uma sessão de treino

energético. A idéia é gerar um rápido impulso na atividade e sensibilidade energética d

corpo. Isso pode ser feito de maneira fácil e rápida, antes de qualquer sessão de traba

energético. Para pré-


estimular, fique alguns segundos estimulando seus pés, em seguida, suas

pernas, depois as mãos, em seguida, seus braços. Finalmente, use a oscilação longitudinal de

corpo inteiro por um minuto ou dois.

OS CIRCUITOS DE ENERGIA

Um circuito de energia é uma ação de movimentação de consciência corporal que se

move continuamente, utilizando a característica do


momentum energético. A respiração é

geralmente usada para aprimorar este tipo de ação. Os circuitos de energia tem dois

propósitos principais: provocar estimulação generalizada e armazenar energia.

Com os exercícios de puxar energia, ajuda se você imaginar como se estivesse


puxando água através de seu corpo. Por exemplo, com exercícios de perna, imagine e

como se estivesse segurando e esfregando para cima uma grande esponja com água por toda a

sua perna. Imagine que a água continua tentando correr de volta para baixo enquanto

consciência corporal e o esforço da imaginação são necessários para forçar a água a s

Isso oferece à sua consciência corporal algo a que se agarrar, aumentando a eficácia das ações

de estimulação energética.

49

O CIRCUITO DE CORPO INTEIRO

O exercício seguinte move a energia pelo seu corpo e para dentro do seu centro de

armazenamento sub-
umbilical. Essa técnica - combinada com a intenção de mover e
armazenar energia, provoca estimulação generalizada do corpo energético e um fluxo d

energia. Ela pode ser feita em qualquer posição, sentado, em pé ou deitado. Ela é o m

executada com os braços ao lado do corpo.

Pré-
estimule as mãos e os braços, os pés e as pernas, e depois use a oscilação

longitudinal em todo o corpo, por um minuto ou dois. Concentre a sua consciência corporal

em seus pés e à medida que você inspira, mova a sua consciência corporal para cima, através

50

de suas pernas, costas e pescoço, até o topo da sua cabeça. Mantenha sua consciência no topo

da cabeça até que termine a inspiração. À medida que você começar a expirar, mova

consciência corporal para baixo pelo seu rosto, pescoço, e para baixo, passando pelo p

Sintá-a fluir para dentro do seu centro de armazenamento sub-


umbilical enquanto você

completa a expiração. Focalize sua atenção de volta em seus pés e repita a operação. Continue

a fazer esse exercício por vários minutos, ou pelo tempo que julgar necessário. Na inspiração,

à medida que sua energia está passando pela posição onde as mãos e os braços estão

descansando, tente incluí-


los vagamente na ação de levar energia para cima. A áreá-alvo para

armazenamento de energia é a sua área sub-umbilical.

A técnica de circuito corporal não tem que ser precisa. Sinta sua energia se alargando
à medida que se ela sobre pelas costas, incluindo vagamente os braços até o topo de

cabeça. À medida que você move sua consciência corporal para baixo, procure senti-
la de

forma geral movendo-


se através de seu rosto, boca e pescoço, e em seguida, espalhando-se à

medida que ela se move sobre seu peito e estômago. Então apenas empurre essa sensa

energética para dentro da região abaixo do estômago quando você terminar a expiração. Em

seguida, focalize sua atenção nos seus pés e reinicie um novo clico na próxima inspir

Este circuito pode ser mantido por quanto tempo desejar. Ele também ajuda a ocupar

acalmar a mente, e nesse ponto tem semelhança com a respiração abdominal consciente.

CIRCUITO RESPIRATÓRIO DE ARMAZENAMENTO E CURA.

Coloque as mãos sobre o centro sub-


umbical. Focalize sua consciência corporal em

seus pés. À medida que você inspira, leve a energia para cima através de suas pernas e tronco,

até o seu centro cardíaco. Mantenha sua consciência no seu coração e sinta sua energi

acumulando-
se nele até que você termine a inspiração. À medida que você começar expirar,

mova a sua energia do coração para seus ombros, braços e mãos até seu centro sub-
umbilical.

Continue pelo tempo que desejar.

Este circuito é semelhante ao método de cura com o centro cardíaco, que será ensinado
mais adiante neste livro. A única diferença aqui é que a sua energia e intenção são

direcionados para armazenar energia em seu centro sub-


umbilical, em vez de projetar energia

para outro. Esse circuito também ajuda a relaxar e acalmar a mente. O circuito de respiração

também pode ser usado para partes específicas do seu corpo, quando desejar curá-
lo, por

exemplo, ao colocar suas mãos em uma área lesionada ou doente.

TÉCNICA DE ARMAZENAMENTO DE ENERGIA EM PÉ

O armazenamento de energia pode ser reforçado com a seguinte prática : Pré-


estimule

e fique com as pernas ligeiramente afastadas e os braços ligeiramente afastados do corpo, com

as palmas para a frente e com os dedos abertos. À medida que você inspira, leve a energia de

seus pés para o centro do coração, como fizemos anteriormente. Ao expirar, expire a energia

através de seus braços e mãos. Enquanto faz isso, mova seus braços em um arco aber

baixo, logo a sua frente, e imagine que você está agarrando fisicamente uma nuvem d

energia a sua frente e introduzindo-a com suas mãos em sua área sub-
umbilical. Sinta a

energia fluindo através de seus braços para dentro dessa região à medida que você completa a

expiração.

Termine essa ação com as mãos descansando sobre seu centro sub-
umbilical. Repita
esse circuito várias vezes, conforme desejar, nunca será demais.

51

O poder dessa prática pode ser intensificado executando-


a de frente para o nascer ou

pôr do sol, oceano, lago ou rio, cachoeira ou montanhas, ou em qualquer ambiente na

bonito. O clima de tempestade aumenta muito a energia disponível na atmosfera. Este é um

bom momento para aumentar e absorver a energia extra e para a prática de auto-
cura.

CRICUITO SIMPLES DE RESPIRAÇÃO CORPORAL CONSCIENTE

Este exercício estimula todo o corpo energético de uma forma muito simples, usando a

respiração para regular uma ação suave de estimulação pelo corpo todo. Também é bom para

relaxar e acalmar a mente.

Pré-
estimulação: Concentre sua atenção em seus pés. Quando você inspirar, mova sua

consciência corporal para cima, pelas pernas e por todo o corpo até a sua cabeça, inc

vagamente os seus braços. Ao expirar, mova a sua consciência de volta para baixo através de

seu corpo até seus pés. Sincronize a ação para cima e para baixo com a sua respiraçã

Continue pelo tempo que desejar. Outra versão deste exercício é feita concentrando-
se no

períneo (a área plana entre o ânus e os órgãos genitais ). À medida que você respira, leve a sua

consciência através de seu canal central até o centro da coroa. Ao expirar, mova a sua
consciência de volta para baixo através de seu canal central para o seu períneo. Repita a ação

para cima e para baixo com cada respiração. Continue pelo tempo que desejar.

Muitos circuitos de energia são possíveis, envolvendo todo o corpo ou apenas algumas

partes. Experimente e crie alguns por si próprio. O que funciona, funciona. Isso pode ser útil

para o tratamento de bloqueios de energia em partes específicas do corpo.

SENSAÇÕES DE MOVIMENTO ENERGÉTICO

Mover as energias gera algumas sensações estranhas, que variam em intensidade de

pessoa para pessoa. As mais comuns incluem formigamento, zumbido, vibrações, pulsações,

formigamento, arrepiar os pêlos, cólicas leves, sensação de aperto, peso, cócegas nos ossos, e

as sensações de quente ou frio.

Uma série de coisas contribuem para a sensação de movimento energético : a

sensibilidade dos nervos do corpo físico, lesões físicas no corpo, e doença, e resistênc

energia corporal. Tipicamente, a resistência ao fluxo de energia é provocada por energia lenta

ou aderida, e por os bloqueios energéticos. Fortes sensações de movimento da energia sempre

se reduzem à medida que o seu corpo energético torná-


se sensível a um melhor fluxo de

energia, à medida que os bloqueios de energia são liberados e que seu corpo energétic

desenvolve. É um erro comum pensar que você deve estar fazendo algo de errado, à medida

que as fortes sensações de energia se reduzem com a prática contínua. O oposto é a resposta.
Muito poucas pessoas vão sentir pouco ou nada, mesmo nos exercícios de

demonstração iniciais. A maioria vai experimentar sensações perceptíveis. Mas uma minoria

de pessoas terá sensações fortes demais até o ponto em que possa ser muito desconfor

continuar alguns exercícios num dado momento.

A hipersensibilidade ao movimento de energias geralmente ocorre nos pés e mãos.

Elas são tipicamente compostas por zumbidos intensos e ao nível dos ossos, formigamento e

cócegas, sensações semelhantes as de uma perna que adormeceu e que você tenta mover antes

de ela voltar ao normal. Se este for o seu caso, gaste menos tempo nos pés ou mãos até que o

desconforto se reduza.

Eu venho ensinando esses métodos por muitos anos, e nesse tempo, eu só encontrei

um pequeno grupo de pessoas que têm hipersensibilidade ao trabalho energético. Algum

pessoas chegam mesmo a cair de suas cadeiras e se tornam incapazes de ficar em pé

52

alguns minutos devido as fortes sensações causadas pelo treino inicial. Em todos os casos isto

aconteceu sempre nos pés e pernas. No entanto, a maioria dessas pessoas descobriu qu

hipersensibilidade se reduziu rapidamente, e dentro de alguns dias, elas foram capazes

realizar o trabalho normal de energia em seus pés e pernas. Adormecer geralmente não é um

problema durante as sessões de trabalho energético, porque essas técnicas estimulam um

estado de alerta mental. Devido a isso, fazer essas técnicas muito perto da hora de do

pode dificultar o sono. Isso afeta algumas pessoas mais do que a outras. Lembre disso se você
achar que é difícil dormir depois de sessões de treino energético. Reduza o tempo do treino

antes de dormir. O melhor remédio que eu encontrei para isso é fazer um lanche rápido no fim

da noite.

ATENÇÃO: Você vai progredir mais rapidamente com este tipo de trabalho

energético do que com outros sistemas energéticos. Isso ocorre porque as ações de

movimentação da consciência corporal têm um impacto mais direto sobre o corpo energético,

o que gera um desenvolvimento energético mais rápido.

LEMBRE-
SE DA REGRA DE OURO : se as sensações de energia tornam-se

demasiadamente fortes ou preocupantes para você, interrompa todo o treino de energia e faça

uma pausa até que você se sinta normal de novo. Depois, volte ao treino com um pouco mais

de cuidado.

PRÁTICA

Realize o exercício de relaxamento físico e, em seguida, pré-


estimule suas mãos e pés

com bolas de energia, e após isso faça a respiração abdominal consciente por alguns

minutos, até que você esteja confortável e relaxado. Use as ações de quicar as bolas d

energia em suas pernas e depois os braços. Em seguida, faça isso também na sua coluna, e por

fim, a oscilação longitudinal das energias pelo corpo todo. Execute o circuito de corpo inteiro

por alguns minutos e, em seguida, faça o circuito de respiração por alguns minutos. Depois,
volte a fazer a respiração abdominal consciente por pelo menos 15 minutos, relaxe e acalme

sua mente, e aprofunde o seu nível de relaxamento. O trabalho energético que você fez

aqui envolveu principalmente as estruturas energéticas secundárias e terciárias. É importante

estar confortável com esses níveis de trabalho energético antes de se iniciar a trabalha

centros primários de energia.

53

CAP[ITULO QUATRO

TRABALHANDO COM OS CENTROS PRIMÁRIOS

DE ENERGIA

O objetivo deste capítulo é dar uma compreensão prática dos centros e estruturas de
energia primária para ajudá-lo na pratica de estimular os centros primários.

Os centros primários de energia são os principais órgãos sutis do corpo energético.

Eles se conectam à coluna, aos principais órgãos, glândulas e gânglios do corpo humano. Eles

também estão interligados através da coluna vertebral e do canal central, e nesse sentido, eles

formam uma estrutura energética única, do tipo tubular. Individualmente, os centros primários

geram vórtices de energia que podem ser vistos por clarividência com a aparência de

luminosas e girantes, na superfície do corpo físico. Eles são mais visíveis quando observados

de frente e menos visíveis na parte de trás do corpo.

Centros primários são menores quando estão dormentes. Eles aumentam de tamanho à

medida que se desenvolvem. Eles estão sempre ativos em algum nível, mesmo quando

espiritualmente dormentes, porque eles estão intimamente relacionados com o ato de vi

Nenhuma atividade perceptível costuma ocorrer a menos que eles sejam energeticament

estimulados de alguma forma, o que desencadeia uma maior atividade e funções. (Isso

também pode acontecer espontaneamente). O aumento da atividade produz uma variedade de

sensações físicas e fenômenos espirituais. Eles começam a crescer e se desenvolver

regularmente quando estimulados pela prática espiritual, e aqueles que fazem esse tipo

trabalho também começam a evoluir espiritualmente e psiquicamente.

A verdadeira natureza dos centros primários de energia é complexa. Explicar seus

mistérios, muitas vezes torná-


se um exercício de analogia mítica e poesia espiritual. Isso pode

ser confuso para a mente ocidental. Para tentar evitar isso, eu me concentro em duas
principais funções dos centros: a transformação e acumulação de energias sutis.

A seguir veremos uma descrição prática de estruturas dos centros primários e algumas

das sensações que eles produzem quando ativados.

A ESTRUTURA DO CENTRO BÁSICO

O centro da base está localizado no períneo, e é parte de uma grande estrutura

energética que ocupa a região pélvica. Ele é composto por cinco poderosos centros de energia

: o períneo, genitais, cóccix, e ambas as articulações do quadril. O centro do períneo conecta

toda essa estrutura na extremidade inferior do canal central. Uma grande quantidade de

energia flui para cima através das pernas e suporta por ambos os lados dessa estrutura

Estimular qualquer parte dela contribui para a atividade do centro da base, como um t

Cada um destes centros pode produzir fortes sensações quando diretamente estimulado.

As ilustrações seguintes mostram um corte transversal e uma vista frontal da estrutura

do centro básico, mostrando os cinco principais centros de energia envolvidos. Estendendo-


se

através do meio do tronco está o canal central. Ele é como um canal de força que se estende

através de toda a extensão do tronco e da cabeça do corpo físico, estando enraizado na região

do períneo.

O centro básico é o centro mais importante para estimular o desenvolvimento do

corpo energético. Os centros primárias superiores, especialmente o da testa e da coroa, não


devem ser sobrecarregados até que o centro básico esteja suficientemente desenvolvido, pois

isso pode causar desequilíbrio. No entanto, um centro básico aparentemente inativo não vai

impedir os centros primários superiores de funcionar. Todos os centros primários podem

54

funcionar de forma independente. Por exemplo, embora o seu centro principal da base possa

parecer dormente, seu centro do plexo solar pode ser naturalmente ativo. A sensibilida
atividade potencial ou inatividade de cada um dos centros primários varia muito de pe

para pessoa.

A melhor abordagem para o desenvolvimento do centros primários é estimular o corpo

energético como um todo. Isso promove o equilíbrio energético saudável e desenvolvimento

espiritual. A fim de conseguir isso, os centros inativos exigem mais atenção do que outros.

55

ESTRUTURA DO CENTRO BÁSICO

-PERÍNEO-

O principal vórtice de energia do centro primário brota do períneo, a área plana entre o
ânus e os órgãos genitais. Esta posição pode parecer uma área difícil de focalizar com

consciência corporal, mas, na prática, é muito fácil de fazer. Quando ativo, o períneo

palpitar e vibrar de forma bem perceptível. Sensações de tensão, cólicas, e calor também são

comuns, especialmente durante e após as primeiras sessões de estimulação. Uma sensaç

residual leve, como aquela que surge após andar de bicicleta por um longo tempo, é bastante

comum.

ESTRUTURA DO CENTRO BÁSICO

-ÓRGÃOS GENITAIS-

O vórtice desse centro cobre a área genital, masculina ou feminina. Ações diretas de

conscientização corporal sobre este centro causam forte estimulação erótica. Isso pode gerar

problemas durante as sessões de treino energético, por razões óbvias. É melhor evitar

completamente o trabalho sobre esse centro. Não se preocupe se você ocasionalmente sentir

sensações eróticas leves nessa área, mesmo quando ela não foi estimulada diretamente.

Devido à proximidade entre o centro básico e a área genital, as ações estimulação energética

por vezes surgem e causam estimulação erótica. Apenas passe para outro exercício e i

geralmente não irá causar mais problemas. Se a atenção da consciência corporal ficar fixada

nessa área e isso causar problemas, exercício físico pesado e um banho frio são as soluções

recomendadas para desativar esse centro.


ENERGIA SEXUAL E VIDA AMOROSA

Sexo e sexualidade estão fortemente relacionados energeticamente. Eles são

ingredientes essenciais à vida e à saúde. Os problemas sexuais podem ser devastadores

portanto, merecem tanta atenção quanto qualquer outro problema relacionado com a saúde. A

idéia de usar os métodos de trabalho energético para a estimulação erótica me surgiu

meados de 1990. Eu descobri um bom número de casos de cura envolvendo casais co

problemas sexuais, como baixa libido, frigidez, impotência, etc. Logo comecei a recebe

cartas dizendo: " Você salvou o nosso casamento!". Os resultados foram tão bem sucedidos

que eu tenho recomendado e aperfeiçoado essas idéias desde então. Eu tenho recebido apenas

relatos positivos sobre o uso das técnicas de treino energético para melhorar a vida amorosa.

Sexo e sexualidade são aspectos tão importantes da vida e da saúde que eu acho que

mundo precisa saber como isso funciona.

O centro energético genital é o mais naturalmente ativo de todos os centros de energia.

Para a maioria das pessoas, essa verdadeira usina de energia fornece as únicas sensaçõ

energéticas significativas já percebidas. Uma enorme quantidade de energia sexual é gerada e

trocada durante o ato sexual. A prática do treino energético como ensinado aqui coloca você

em contato com o seu corpo energético, o que por sua vez o coloca mais intimamente

contato com o seu corpo físico. Com o tempo, isso revela novos níveis de consciência

consciência física do corpo, sensitividade emocional, sexualidade e intimidade.

Ações de sensibilização corporal, quando realizadas diretamente na área genital,


provocarão

intensa

estimulação

erótica.

Se

continuadas,

provocarão

orgasmos

56

extraordinariamente poderosos, mesmo quando nenhum estímulo físico real estiver envolvido.

Embora, obviamente, isso deva ser evitado durante o trabalho com as energias e prátic

espirituais, esse fator pode ser usado para melhorar sua vida amorosa. As técnicas de

escovação, rotação, enfaixamento, oscilação longitudinal localizada, e os métodos de

movimentação de uma bola energia, ensinadas anteriormente, podem ser adaptados para

estimulação erótica. Eles podem ser aplicados tanto interna como externamente.

Ações de sensibilização corporal podem ser deslocadas para fora do seu próprio corpo

para estimular o corpo energético de outra pessoa, tanto interna como externamente. D

forma, duas pessoas trabalhando juntas podem melhorar significativamente a intensidade

sua vida amorosa, estimulando suas próprias zonas erógenas e as do parceiro

simultaneamente.
As mãos, boca, órgãos genitais - na verdade, qualquer parte do corpo, pode ser usada

de várias formas criativas para projetar e receber estimulação erótica. As mãos, por exemplo,

podem ser carregadas com a energia sexual por sensibilizá-


las, como fizemos nos exercícios

de demonstração no início do livro, como se você estivesse tentando detectar mudança

movimento e temperatura do ar. Isto estimula as estruturas energéticas contidas nas mã

A intenção de provocar estimulação erótica é importante ao fazer este tipo de treino. Ela altera

a característica da energia que será projetada pelas mãos, carregando-


as com energia do tipo

sexual. A intenção e receptividade para a estimulação energética erótica também é um

ingrediente importante para o sucesso progressivo do casal no uso dessas técnicas.

Os relatos dos casais que experimentam usar o trabalho energético com finalidade

erótica mostra que os dois membros do casal precisam estar em sintonia com a intenç

sexual, para obter melhores resultados. Se um deles não estiver receptivo à idéia de te

relações sexuais enquanto as ações de estimulação energética são aplicadas, poderá

experimentar sensações desagradáveis ou mesmo "assustadoras". No entanto, o interesse

sexual também poderá ser estimulado por essas práticas. Algum período experimental s

necessário para descobrir o que é adequado em cada situação.

A massagem é uma forma excelente de praticar a emissão e recepção de energia

sexual para descobrir o que funciona melhor. Compre um pouco de óleo de massagem

revezem nisso. O massagista concentrá-


se em projetar energia erótica de suas mãos. O
massageado segue as mãos do massagista com sua percepção de consciência corporal,

informa sobre as impressões e os efeitos energéticos que estão sendo experienciados. O

massageado também pode experimentar com o uso de consciência corporal para estimular e

energizar outras zonas erógenas durante a massagem.

Com um pouco de experimentação e imaginação, vários circuitos de energia,

envolvendo as duas pessoas, também podem ser explorados. Esse métodos de trabalho

energético também podem ser usados para melhorar as práticas sexuais tântricas tradicionais.

ESTRUTURA DO CENTRO BÁSICO

-OSSO SACRO / CÓCCIX-

A área de sacro, particularmente o cóccix ( cóccix ), é uma parte sensível da estrutur

base. Esta área pode ser estimulada com cuidado durante o trabalho com os centros primários.

Sensações de pulsação rápida, zumbido, formigamento e calor são comuns. Em alguma

pessoas, essa área é hipersensível, especialmente se a energia Kundalini está ativa. Nes

caso, sensações desconfortáveis de pressão e calor podem ocorrer, juntamente a sensação de

picos de energia elétrica subindo pela coluna vertebral. Se ocorrerem sensações fortes

57

dolorosas, reduza ou interrompa completamente o trabalho de estimulação nesta área. (


questões relacionadas aos Kundalini serão discutidas mais adiante. )

ESTRUTURA DO CENTRO BÁSICO

-ARTICULAÇÕES DO QUADRIL-

Uma ampla rede de poderosos canais de energia passam pelas pernas e chegam até

quadril, convergindo para o centro básico. Uma grande quantidade de energia flui pela

pernas, de modo que estas estruturas são muito robustas. Quando estimulados, os centros das

articulações do quadril produzirão uma pulsação profunda, ao nível dos ossos, formigamento

e zumbidos.

CENTRO PRIMÁRIO DO UMBIGO

A umbigo fica no meio desse centro primário. Este centro é maior do que os outros,

geralmente do tamanho de um prato, de acordo com o tamanho da pessoa. As ações d

estimulação precisam, portanto, maior amplitude. Quando ativo, esta área produz sensaç

de pulsação quente, formigamento e zumbido na área do estômago. Sensações de vibra

borbulhamento, ou torvelinhos no interior do estômago também podem ser produzidos.

Quando ativo, este centro pode estimular os processos digestivos.


CENTRO PRIMÁRIO DO PLEXO SOLAR

O núcleo do centro do plexo solar fica no diafragma, logo abaixo da caixa torácica e

do esterno. Quando este centro é ativo, podem ocorrer pulsação localizada, ou de algo

esvoaçante, zumbidos e formigamentos. A estimulação também pode causar sensações d

pressão e falta de ar. Respire lenta e profundamente, a partir do abdômen, e essa sensação vai

passar. Reduza a quantidade de tempo estimulando esta área, caso essas sensações se tornem

um problema.

A ESTRUTURA DO CENTRO DO CORAÇÃO

O centro primário cardíaco é parte de uma grande estrutura energética na parte

superior do peito. O centro cardíaco propriamente fica localizado no centro do peito, n

coração. O maior vórtice de energia localizá-


se no peito sobre a parte frontal do coração, com

um vórtice menor na parte de trás. Um par de canais energéticos robustos estende-


se para

fora, de ambos os lado, sob as clavículas, e se estende pelos ombros e braços. Os braços e as

mãos têm um forte efeito sobre a atividade centro cardíaco. Os exercícios de estimulação de

braços e mãos ensinados anteriormente podem, muitas vezes, causar aumento perceptível na
atividade centro do coração. Quando ativo, esse centro geralmente produz uma leve vibração,

pulsação e formigamento no região do peito que fica sobre o coração.

58

CENTRO PRIMÁRIO DA GARGANTA

O centro da garganta fica na base do pescoço, onde ela se une ao peito, logo acima da

junção das clavículas. Quando ativado, este centro vai pulsar e vibrar suavemente. Por

uma área sensível, ações de estimulação às vezes pode causar uma sensação de leve asfixia.

Diminua o tempo gasto estimulando esta área, se essas sensações se tornarem um problema,

só até o centro da garganta se desenvolver e as sensações desconfortáveis reduzirem.


CENTRO PRIMÁRIO DA TESTA

O centro da testa, ou frontal, fica no meio da testa, com o seu ponto central entre a

sobrancelhas. Quando ativado, o vórtice de energia frontal pode se expandir até o tamanho de

uma bola de tênis, estendendo-


se até uma parte do nariz e dos olhos. Esta posição indica a sua

relação com os olhos e os canais nasais.

O centro da testa está relacionado com a extração de energia sutil do ar que

respiramos. Ele também está envolvido com todos os níveis de visão mental, e é muitas vezes

chamado de terceiro olho por causa disso. Os centros de energia relacionados a esta estrutura

também existem na frente do rosto. O centro da testa está intimamente relacionado ao centro

da coroa. Quando ativado, este centro pode produzir formigamentos, vibrações, ou sensações

pulsantes na testa.

ESTRUTURA DO CENTRO DA COROA

O ponto central do centro da coroa fica no meio da parte superior da cabeça. No

entanto, o centro completo ocupa toda a parte superior da cabeça sobre a linha do cabelo. O

tamanho do centro da coroa torná-


se óbvio quando totalmente ativado. O exercícios de

estimulação precisam ser, portanto, mais amplos. O centro da coroa pode ser comparad

cérebro do corpo energético. Ele mantém a mesma relação com o corpo energético qu
59

cérebro físico com o seu sistema nervoso central e o resto do corpo. Quando estimula

níveis normais de atividade, este centro produz formigamento e/ou por sensações pulsantes no

meio da parte superior da cabeça.

ESTIMULANDO OS CENTROS PRIMÁRIOS

A melhor maneira de aprender a trabalhar os centros primários de energia é

praticando. Veremos agora os métodos básicos de estimulação, a maioria dos quais já foram

descritos anteriormente. Depois disso, uma variedade de outros métodos de estimulação serão

introduzidos, para estimular alguns centros primários individualmente e alguns para estimular

o corpo energético como um todo.

PREPARANDO-
SE PARA UMA SESSÃO COM OS CENTROS PRIMÁRIOS

Primeiramente escolha uma hora do dia e um lugar onde você não será interrompido.

Reserve, pelo menos, 30 minutos para cada sessão. Sente-


se confortavelmente, usando roupas

folgadas, retire os sapatos e coloque os pés sobre uma almofada. Execute o exercício

relaxamento físico ensinado anteriormente, enrijecendo e relaxando os grupos musculares e,


em seguida, pré-
estimule suas mãos, e braços, pés e pernas, e então faça a oscilação

energética longitudinal por todo o corpo. Termine fazendo a respiração abdominal consciente

por alguns minutos até que sua mente esteja calma e relaxada.

Execute cada ação estimulante por 30 segundos a um minuto, ou até sentir sensações

perceptíveis no centro de energia em que você está trabalhando, e em seguida, passe a

próximo centro. Dedique mais tempo às ações que produzirem maior estimulação. Tam

dedique mais tempo aos centros de energia que produzem pouca ou nenhuma sensação

Experimente com a velocidade e a intensidade das ações de quicar a bola energética,

descobrir qual padrão funciona melhor. O objetivo é estimular cada centro de energia até um

leve nível de atividade. Uma vez que uma sensação de pulsação ou formigamento seja

detectada, considere que o centro foi ativado e passe ao próximo. As cores das bolas

energia utilizadas a seguir correspondem as cores das energias produzidas por cada centro.

LEVANDO ENERGIA AOS CENTROS PRIMÁRIOS

Quando você estiver pronto para começar, comece formando bolas de energia em seus

pés. Use-
as para puxar energia pelas pernas várias vezes até o seu centro da base, o períneo.

Imagine e sinta como se estivesse varrendo, limpando, e puxando água pelas pernas e

empurrando-
a para o seu centro principal base. Traga novamente sua consciência de volta a
seus pés e repita a varredura de energia para cima.

Repita o processo de varredura de energia várias vezes para cada centro primário,

antes de usar ações de estimulação. Por exemplo, se você está prestes a trabalhar em seu plexo

solar, faça várias varreduras de energia por suas pernas. Continue esta ação passando p

centro da base e umbigo, e empurre essa energia até seu plexo solar. Repita o process

captação de energia sempre que você sentir que isso vai ajudar.

60

ESTIMULAÇÃO DO CENTRO DE BÁSICO

Faça a varredura energia várias vezes por suas pernas até o seu centro da base. Agora

foque sua consciência corporal no períneo.

1) Crie no períneo uma bola de energia vermelha, do tamanho de uma bola de tênis, e mová-
a

repetidamente para dentro e para fora do períneo, até que ela saia uns poucos centímetros do

corpo.

2) Em seguida, use a técnica de agitação rotacional nessa área, primeiro no sentido ho

depois no anti-horário (p.30)

3) Agora faça a técnica de despedaçar um Donut. (p.41)


4) Depois expanda e contraia a bola de energia vermelha.

5) Conclua inspirando e espirando, através do seu centro básico, uma nuvem de ener

vermelha, para várias respirações.

ESTIMULAÇÃO DO CENTRO UMBILICAL

Faça a varredura energia várias vezes por suas pernas, passando pelo seu centro da b

indo até o centro de umbigo. Concentre a consciência corporal no seu centro de umbigo, na

sua área do estômago. Este centro é aproximadamente do tamanho de um prato, portanto as

ações de estimulação serão mais amplas.

1) Crie uma bola grande de energia laranja e mová-


a para frente e para trás através de seu

estômago. Leve-
a alguns centímetros ou mais até fora do seu corpo, na frente e atrás. Sintá-a

atravessando seu corpo.

2) Em seguida, use a técnica de agitação rotacional, no sentido horário e depois no an

horário (p.30)

3) Agora use a técnica de partir o Donut. (p.41)

4) Em seguida, use a técnica de um enfaixamento amplo em torno de seu estômago, como se

estivesse enrolando um cachecol em volta de sua cintura. (p.41)

5) A seguir, crie uma bola de energia laranja, grande, expandindo-


a e contraindo-a em seu

umbigo.
6) Termine inspirando e expirando uma nuvem de energia laranja, para dentro e para fora do

seu centro umbilical por várias respirações.

ESTIMULAÇÃO DO CENTRO PLEXO SOLAR

Faça a varredura energia várias vezes por suas pernas, passando pelo seu centro da base pelo

centro de umbigo e siga até o seu plexo solar. Focalize a sua consciência corporal no

plexo.

1) Crie uma bola de energia amarela, do tamanho de uma bola de tênis e mová-
a para trás e

para frente pelo seu corpo, até sair alguns centímetros para fora. Sintá-
a atravessando seu

corpo.

2) Em seguida, use a técnica da agitação rotacional (p.30), no sentido horário e depois anti-

horário.

3) Agora use a técnica de partir o Donut. (p.41)

4) Feito isso, use a técnica de enfaixar a parte inferior do seu peito. (p.41)

5) Em seguida, crie uma bola de energia amarela, expandindo e contraindo a bola em

61

plexo solar.

6) Termine respirando uma nuvem de energia amarela para dentro e fora do seu plexo solar
durante várias respirações.

ESTIMULAÇÃO DO CENTRO CARDÍACO

Faça a varredura energia várias vezes por suas pernas, passando pelo seu centro da

base, pelo umbigo e pelo plexo solar, até seu centro cardíaco. Focalize a consciência corporal

no centro do coração.

1) Crie uma bola de energia verde, do tamanho de uma bola de tênis, e mova-
a para frente e

para trás através do seu coração e peito, levando-


a alguns centímetros até fora do corpo. Sinta-

a atravessando o seu corpo.

2) Em seguida, use a técnica de agitação rotacional (p.30), no sentido horário e depois anti-

horário.

3) Depois, use a técnica de partir o Donut. (p.41)

4) Agora use a técnica de enfaixamento em torno de parte superior do tórax.

5) Em seguida, crie uma bola de energia verde, expandindo e contraindo essa bola em seu

coração.

6) Termine por respirar uma nuvem de energia verde, para dentro e para fora de seu centro

cardíaco, durante várias respirações.

ESTIMULAÇÃO DO CENTRO DA GARGANTA


Faça a varredura energia várias vezes por suas pernas, passando pelo seu centro da

base, umbigo, plexo solar e coração, até seu centro da garganta. Focalize sua consciên

corporal no seu centro de garganta.

1) Crie uma bola de energia azul, do tamanho de uma bola de tênis e mova-
a para frente e

para trás através de sua garganta, levando-


a alguns centímetros para fora do corpo, na frente a

atrás. Sinta-a atravessando seu corpo.

2) Em seguida, use a técnica de agitação rotativa (p.30), no sentido horário e depois a

horário,

3) Agora use a técnica de partir o Donut. (p.41)

4) Depois a técnica do enfaixamento, como se enrolasse um lenço ao redor do pescoço. (p.41)

5) Em seguida, crie uma bola de energia azul, expandindo e contraindo essa bola em

garganta.

6) Termine respirando uma nuvem de energia azul, para dentro e para fora de seu centro de

garganta, por várias respirações.

ESTIMULAÇÃO DO CENTRO DA TESTA

Faça a varredura energia várias vezes por suas pernas, passando pelo seu centro da ba

umbigo, plexo solar e coração, até seu centro da testa. Focalize a sua consciência corporal no

seu centro da testa.


1) Crie uma bola de energia roxa, do tamanho de uma bola de pingue-
pongue, e mová-a para

frente e para trás em sua cabeça, ao nível da testa. Sintá-a movendo-


se através de seu cérebro

até alguns centímetros para fora de sua cabeça, na frente e atrás.

62

2) Agora, crie uma outra bola de energia roxa e mová-


a de têmpora a têmpora, sentindo-a

mover-
se através de seu cérebro, saindo alguns centímetros para fora de cada lado de fora.

3) Em seguida, use a técnica de escovação (p.40), numa ação larga, de lado a lado por toda a

sua testa, e em seguida, para cima e para baixo sobre sua testa, passando um pouco da linha

do cabelo, e descendo um pouco até a ponta do nariz.

4) Agora use a técnica da ação rotacional (p.30), no sentido horário e depois anti-
horário.

5) Depois use a ação de partir o Donut. (p.41)

6) Em seguida, use a técnica de enfaixamento, como se estivesse enrolando uma atadura em

torno de sua cabeça. (p.41)

7) Agora crie uma bola de energia roxa, expandindo e contraindo essa bola em sua testa.

8) Termine respirando uma nuvem roxa de energia, para dentro e para fora de seu centro de

testa, por várias respirações.

ESTIMULAÇÃO DO CENTRO DA COROA


Faça a varredura energia várias vezes por suas pernas, passando pelo seu centro da

base, umbigo, plexo solar, coração e testa, até seu centro da coroa. Focalize sua consciência

corporal em seu centro coronário. O centro da coroa ocupa todo o topo de sua cabeça acima

da linha do cabelo, mas brota de um ponto no centro de sua cabeça.

1) Crie uma bola de energia violeta, do tamanho de uma bola de tênis. Mova-
a para baixo

através de seu cérebro até o seu pescoço, e depois de volta até alguns centímetros acima de

sua cabeça. Sinta esse movimento ocorrendo dentro de sua cabeça.

2) Em seguida, use ampla ação de agitação rotacional como se estivesse pintando todo o topo

de sua cabeça acima da linha do cabelo com um pincel de 10cm, no sentido horário e depois

no anti-horário.

3) Agora use uma ação ampla de laceração, como se estivesse puxando seu couro cab

em duas com as mãos, repetidamente.

3) Agora crie uma grande bola de energia violeta, na parte superior da cabeça, expandindo-
a

e contraindo-a.

4) Em seguida, sinta e imagine que você está quicando repetidamente uma grande e p

bola de energia violeta em cima da sua cabeça, do tamanho de uma bola de futebol.

5) Termine respirando uma nuvem de energia violeta para dentro e fora do seu centro

coroa por várias respirações.


FECHANDO CENTROS PRIMÁRIOS

Os centros de energia primária não necessitam ser fechados depois de serem

estimulados. Eles não são pequenas portas mecânicas que podem ser abertas e fechada

Também não podem ser fechados ou desativados pela inversão das ações que foram utilizadas

para ativá-
los. Isso apenas provocará maior estimulação. As melhores maneiras de reduzir a

atividade dos centros primários, caso a atividade continue perceptível após uma sessão,

quebrar o relaxamento, fazer atividade física ou alimentar-se. Levante-


se, assalte a geladeira,

vá dar uma caminhada, tome um banho fria, ou tirar um cochilo. Tudo vai voltar ao normal.

Desativar os centros primários e práticas de aterramento serão tratadas mais adiante ne

livro.

63

TÉCNICAS ADICIONAIS DE ESTIMULAÇÃO DOS CENTRO PRIMÁRIOS

Algumas das técnicas seguintes são para estimular os centros de energia primária

individualmente, outras para estimular todo o corpo energético. Esses métodos podem s

adicionados às suas sessões de treino energético com os centros primários à medida que são
aprendidas e, se necessário, para proporcionar uma estimulação extra. Experimente com

diferentes velocidades e intensidades dessas ações. Lembre-


se de permanecer sempre focado

nas sensações que essas técnicas geram no seu corpo.

QUICANDO UMA BOLA DE ENERGIA NO QUADRIL

Crie uma bola de energia do tamanho de uma bola de tênis sobre sua articulação

esquerda do quadril. Imagine-


a pesada e cheia de água. Mova a bola através de seu corpo em

direção a articulação do quadril direito, até sair alguns centímetros para fora do corpo. Quique

essa bola de lado a lado através de seus quadris. Experimente com diferentes velocidades e

intensidades. Continue por dois minutos ou mais, ou até que as sensações energéticas sejam

percebidas.

REGIÃO GENITAL

Crie uma bola de energia pesada, do tamanho de uma bola de tênis, acima da sua

região pubiana. Leve essa bola através de seu corpo em uma direção um pouco inclinada para

baixo, para atingir o cóccix, e depois volte. Repita essa ação, quicando a bola de energia e

para frente e para trás através de seu corpo, repetidamente. Varie a velocidade e intensidade

da ação. Continue por um minuto ou até que as sensações energéticas sejam detectada

Interrompa esta técnica se ela provocar sensações eróticas.


CIRCULAÇÃO DE ENERGIA NA CABEÇA

Além dos centros da coroa e da testa, a cabeça, rosto e pescoço contêm muitas

estruturas energéticas importantes, incluindo as áreas dos ouvidos, olhos, nariz, e boca.

métodos seguintes estimulam toda a cabeça, por dentro e por fora. Invente algumas ou

ações de estimulação por si próprio.

GIROS NA CABEÇA

Essa ação estimula todos os centros de energia em sua cabeça e rosto, incluindo a testa

e os centros da coroa. Crie uma bola de energia alongada, como uma grande banana,

posicionada verticalmente ao lado de sua cabeça, partindo do topo de sua cabeça e indo até o

seu queixo. Imagine que ela está ligada por muitos filamentos energéticos flexíveis à um eixo

central dentro de sua cabeça. Mova esta forma de energia no sentido horário em torno de sua

cabeça. Faça esse movimento ocorrer perto de sua pele, sentindo-o mover-
se por toda a

extensão de sua cabeça e rosto. Continue por um minuto ou mais.

64
Acelere o movimento e sinta essa forma de energia mover-
se até um metro de

distância de sua cabeça, como ela faria se fosse real, com uma força centrífuga. Acelere mais

ainda e senti-
a girar em torno de sua cabeça a alguns metros da sua cabeça. Imagine e sinta

este torvelinho enquanto ele gira em torno de sua cabeça. Experimente com diferentes
velocidades e também com o sentido inverso, lento e depois rápido.

ENROLANDO A CABEÇA

Crie uma forma energética alongada horizontal, como uma banana, na frente de seu

rosto. Mantenhá-a perto do seu rosto, sentindo-


a por todo o caminho em que ela se move.

Mová-
a pela extensão do seu rosto até o queixo e descendo por ele, passando através do

pescoço e subindo de volta para cima pela parte de trás de sua cabeça e de volta ao

inicial, movendo-o ao redor várias vezes. Mantenhá-


se em contato com a sensação criada à

medida que a forma de energia se move. Experimente com diferentes velocidades. Continue

por um minuto ou mais. Inverta o sentido e repita.

65
Crie uma outra forma de energia alongada no lado esquerdo de sua cabeça, em frente

a orelha. Mantenha esta ação próxima da sua cabeça. Mová-


a para cima e por sobre a cabeça,

desça para o lado direito e atravesse o seu pescoço e volte ao ponto inicial, dando vo

continuamente ao redor da cabeça. Experimente com diferentes velocidades. Continue por um

minuto ou mais. Inverta o sentido e repita.

ENFAIXANDO A CABEÇA

Crie um rolo de energia, como um grande rolo de atadura, com 10cm de largura, e

sintá-
o perto de sua cabeça. Sinta e imagine esse rolo ir desenrolando enquanto se move

sobre a sua cabeça, enrolando-a diversas vezes. Mová-


o como se estivesse enfaixando toda a
sua cabeça, do pescoço até a coroa, como se fosse uma múmia egípcia. Continue nesta prática

durante um minuto ou mais.

ESTIMULANDO A CABEÇA USANDO UMA QUICAGEM AMPLA

DA BOLA DE ENERGIA

Crie uma bola de energia do tamanho de uma bola de pingue-


pongue, sobre seu centro

da testa, como fizemos anteriormente. Faça a bola sair na parte de trás de sua cabeça

sentindo-
a atravessar o seu cérebro. Quique a bola para frente e para trás, estendendo

progressivamente a distância para fora do seu corpo até que a bola esteja tocando as paredes a

sua frente e atrás. Se fizer isso deitado, faça a bola quicar do teto ao piso. Tente se

manter a sensação de contato com o local onde a bola está no seu quarto enquanto el

move. Apenas uma impressão básica de onde ela está a cada momento já será suficien

Experimente com diferentes velocidades. Continue praticando por um minuto ou mais.

Repita este exercício em suas têmporas, de lado alado das paredes.

MASSAGEM DA LÍNGUA

Abra a boca e estique a língua para fora, e depois deixe-


a relaxar. Mantenha sua boca

ligeiramente aberta com a língua descansando um pouco para fora. Crie uma bola de energia

sobre a ponta da sua língua e mová-


a em sua boca sobre a sua língua até o fundo da sua
66

garganta. Continue quicando essa bola através de sua língua da ponta até a base, para trás e

para frente. Experimente com diferentes velocidades do movimento. Continue por um minuto

ou mais. Esta ação irá provocar um gosto ligeiramente salgado e metálico, semelhante

causado por tocar os dois pólos de uma pequena bateria com sua língua.

AÇÕES DE ESTIMULAÇÃO ENERGÉTICA DO CORPO INTEIRO

As técnicas seguintes são mais avançadas. O método da prancha e o método dos dois

tubos proporcionam estimulação de todo o corpo energético. Os métodos de quicar uma bola

energética pelo canal central e pela coluna vertebral produzem uma forte estimulação n

raízes de todos os centros energéticos primários. Outros usos para a técnica da prancha serão

ensinados mais tarde neste livro.

A PRANCHA

A técnica da prancha é extremamente versátil. Ela pode ser usada para estimular todo

o seu corpo de energia, para limpar o seu espaço pessoal e o ambiente ao seu redor,

mesmo para criar escudos de energia. Esta técnica é melhor aprendida com o corpo reto, seja

em pé ou deitado. Se estiver em pé, mantenha uma das mãos apoiada em uma cadeira

parede e tome cuidado, pois este exercício pode causar tonturas.


ETAPA 1

Feche os olhos e crie uma tira grossa de energia ao seu lado que acompanha todo o

comprimento do seu corpo. Imagine e sinta que você tem uma prancha pesada de madeira, ou

um poste de madeira em pé ao seu lado, tocando seu corpo inteiro de um lado. Imagine e sinta

que esta prancha ou poste está conectada ao seu canal central por centenas de filamen

energéticos flexíveis, como se fossem elásticos invisíveis. Mova a prancha em torno de

corpo, em sentido horário, nunca perdendo a sensação de contato com ela, e sentindo

contato por toda a extensão do seu corpo. Aumente a velocidade de rotação da prancha, e à

medida que ela acelera, imagine e sinta que a força centrífuga está fazendo com que a prancha

vá se afastando do seu corpo. Quanto mais rápido você move a prancha, mais para longe do

seu corpo que ele vai. Os elásticos invisíveis esticam infinitamente. Imagine a prancha

zunindo no ar em torno de seu corpo, como aconteceria se a prancha fosse real. Varie

velocidade da rotação da prancha. Sintá-a aproximar-


se do seu corpo quando ela estiver lenta,

e afastar-
se quando girar mais rápido. Continue a fazer isso por uns dois minutos ou mais.

67
ETAPA 2

Passe algum tempo brincando com a sua prancha, ora lento, ora rápido. Quando você

se acostumar com isso, acelere e mova a sua prancha para fora ainda mais até que es

preenchendo seu quarto e quase tocando as paredes ao seu redor. Mantenha uma consciência

básica de onde a prancha está enquanto se move em torno de seu corpo, imaginando
sentindo onde ela está à medida que passa pelas paredes, janelas, portas, etc. Continue

dois minutos ou mais.

Gire a prancha ainda mais rápido e leve-


a para além de suas paredes, para fora em seu

jardim, ao longo de sua cidade, ao longo do horizonte, para o espaço profundo, atingindo as

bordas do universo. Continue por dois minutos ou mais.

Gire sua prancha ao seu redor em sentido horário, movendo-


a para dentro e para fora

por um minuto. Então pare-a e gire-


a no sentido inverso. Isso é difícil, pois o movimento da

prancha ganha impulso rapidamente da consciência corporal, mas inverter a ação tem u

excelente valor de treinamento de força de vontade. Uma vez que a técnica da prancha tenha

sido aprendida, ela pode ser feita com os olhos abertos ou fechados, em qualquer posi

(sentado, em pé, andando, etc ).

68

Atenção: Vá com calma com as técnicas do canal central, da coluna vertebral e com a

técnicas dos dois tubos, que virão a seguir. Pare se as sensações energéticas tornarem-
se

muito fortes, especialmente se você sentir fortes câimbras ou cólicas, ardência, ou sensação de

pressão na sua virilha ou cóccix. Reduza o tempo e a intensidade dessas técnicas se a

sensações tornarem-se um problema.


TÉCNICA PARA ESTIMULAR A COLUNA VERTEBRAL

Este método estimula o canal da coluna vertebral e as raízes de todos os centros

primários de energia. Faça a pré-


estimulação e então concentre a consciência corporal na

ponta do seu cóccix. Sinta e imagine um bola de energia elétrica azul, do tamanho de

bola de tênis. Imagine e sinta essa bola movendo-


se para cima pela sua coluna até o topo da

sua cabeça, e depois voltando ao seu cóccix. Use uma velocidade de cerca de meio a

segundo para subida e outro tanto para a descida. Varie a velocidade até encontrar o que for

mais eficaz. Continue quicando a bola pela coluna por dois minutos ou mais. Aumente

velocidade e intensidade ao máximo nos últimos dez segundos, e então pare.

TÉCNICA PARA ESTIMULAR A COLUNA VERTEBRAL

MOVIMENTO EXTENDIDO

Execute o exercício anterior de maneira confortável, e em seguida, estendá-


o para

baixo, na terra abaixo de você, e para o céu acima de você. Continue estendendo esse

movimento mais e mais para cima e para baixo. Imagine e sinta que você está atingin

centro da Terra e o espaço sideral. Continue por dois minutos ou mais.


TÉCNICA PARA ESTIMULAR O CANAL CENTRAL

Esta técnica ajuda a limpar e sustentar o desenvolvimento do seu canal central. Ela

também estimula as raízes de todos os centros de energia primários. Pré-


estimule e forme uma

bola de energia como antes, no seu períneo. Mova a bola de energia através do centro do seu

tronco, garganta, até o topo de sua cabeça, e em seguida, façá-


a retornar para o seu períneo.

Façá-
a subir e descer a uma velocidade confortável de cerca de meio a um segundo em cada

sentido. Mantenhá-
se em contato com o local onde a sua bola de energia está, sentindo-a

mover-
se para cima e para baixo pelo interior de seu corpo. Continue por dois minutos ou

mais.

TÉCNICA ESTENDIDA PARA ESTIMULAR O CANAL CENTRAL

Execute o exercício anterior num ritmo confortável, como antes. Em seguida, estenda

a ação de quicar a bola até o centro da Terra e o espaço sideral. Continue por dois minutos ou

mais.
69

DOIS TUBOS

Dois tubos é uma técnica mais difícil, por isso, não espere dominá-
la em uma única

sessão. Ficará mais fácil com a prática. Este método estimula o seu campo de energia inteiro,

dentro e fora de seu corpo. Meu melhor conselho é para que você não pense em COMO você

vai fazer isso. Deixe de lado suas limitações físicas e apenas FAÇA. A maioria das pessoas

precisa de várias sessões antes que isso se torne viável, portanto, persista. Este método

melhor aprendida em pé ou deitado, com os olhos fechados. Uma vez aprendido, ele pode ser

feito sentado com os olhos abertos.


ETAPA 1

Para começar, imagine e sinta que você está dentro de um longo tubo de energia,

como se fosse um tubo de vidro que se encaixa confortavelmente sobre seu corpo, aberto em

ambas as extremidades. Imagine e sinta esse tubo girando em sentido horário em torno de seu

corpo. Sinta esse movimento em toda a extensão do seu corpo da melhor maneira que puder.

Não sinta apenas uma área dele se movendo ao seu redor, como acontece com o método da

prancha. Imagine e sinta com seu corpo todo, o giro do tubo. Dedique algum tempo

acostumando-se com essa ação antes de tentar a segunda etapa.

ETAPA 2

Imagine e sinta que você está dentro de um tubo maior de energia, que é o do

comprimento do corpo inteiro, e que se estende até um braço de distância do seu corp

Imagine e sintá-o girando no sentido anti-


horário em torno de você. Imagine e sinta esse

movimento com seu corpo todo. Mantenha essa sensação da melhor forma que puder,

você se acostumar com ela.

70

ETAPA 3

Execute a fase 1 e instale o tubo menor girando no sentido horário em torno de seu

corpo. Mantenha essa ação até que ela ganhe impulso da consciência corporal e se estabilize.

Em seguida, crie o segundo tubo maior e faça-o girar no sentido anti-


horário. Continue

girando simultaneamente ambos os tubos. Continue isso por alguns minutos ou mais.

O método dos dois tubos estimula o corpo energético inteiro, mas tem um efeito mais

pronunciado sobre o canal central e nas raízes de todos os centros primários de energia. Ele

estimula os centros primários a se ativarem mais plenamente. Os sentidos opostos dos tubos

podem ser invertidos. Teste e descubra qual direção fica melhor para você.

PROBLEMAS COMUNS NO TRABALHO COM AS ENERGIAS

Esta seção aborda questões e problemas comuns que podem surgir da prática dos

exercícios de desenvolvimento da consciência corporal energética.

Embora os centros primários possam ser ativados e produziram latejamentos e

formigação durante os treinos, pode não haver quaisquer fenômenos espirituais perceptíveis.

Podemos comparar isso a ligar o motor de um carro, mas não pisar no acelerador. Ele só vai

ficar lá, parado, à espera de alguém para conduzi-


lo. Habilidades e fenômenos espirituais

levam tempo para se desenvolver. Trabalhar suas energias estimula esse processo. Suas
intenções são também importantes e freqüentes afirmações como "eu tenho visões ", "Eu sou

clarividente ", e "Eu vejo as energias, " etc, vão ajudar.

Uma questão a considerar sobre o trabalho com as energia é a quantidade de trabalho

que deveria ser feito em cada um dos centros primários. Uma certa dose de trabalho extra nos

centros superiores é frequentemente necessária para ativá-


los. Mas não é sensato concentrar-

se demais em um centro superior. A maioria dos problemas potenciais que poderiam s

pelo excesso de trabalho sobre os centros superiores poderia ser evitada usando-
se o bom

senso e exercitando o corpo energético como um todo, de uma forma equilibrada.

O centro básico é a primeira estrutura que devemos nos focar para desenvolver.

Estimulação extra nesta área vai ajudar todo o corpo energético. Quando este centro começar

a ativar, um formigamento perceptível e/ou sensações de latejamento ou pressão serão

sentidas na área do períneo. Uma vez que esse resultado seja conseguido, devemos ap

estimulação extra ao centro do umbigo, durante os treinos. Quando tanto a base quanto

umbigo estiverem levemente ativos, o plexo solar deve ser o próximo alvo da estimula

extra, e então o coração, garganta, testa e coroa. Desta forma, os centros primários irã

desenvolver mais uniformemente e a probabilidade de surgirem desequilíbrios será

minimizada.

A maioria das pessoas que trabalham sua energias experimentará apenas sensações

leves no início. Suaves pulsações e sensações de formigamento são excelentes para o

trabalho geral com as energias, mas as pessoas são diferentes e alguns possuem corpos
energéticos mais sensíveis do que outros. As seções a seguir se concentram nos proble

mais comuns que podem surgir e o que pode ser feito, de forma sensata, para manter

equilíbrio energético.

O treino de energias pode causar uma variedade de sensações estranhas. As sensações

mais comuns relacionadas aos centros primários mais comuns incluem pulsação,

formigamento e vibração. Outras sensações incluem calor e frias localizados, cólicas le

aperto, peso e pressão. Centros primários ativados afetam nervos e músculos ao seu redor de

maneiras incomuns, muitas vezes causando espasmos muscular localizados. A atividade

pulsante de um centro energético forte pode ser sentido ao tocar a área com a ponta dos dedos,

71

mostrando que estas são sensações físicas, e, portanto, envolvem os nervos físicos e

músculos.

Sensações fortes, pressões e dores são geralmente causadas por centros de energia e

suas estruturas saindo de sua dormência. Geralmente tratá-


se de uma condição temporária,

como acontece quando usamos músculos que não foram treinados por um longo tempo. Se os

sintomas desconfortáveis ou dolorosos aparecem, a regra de ouro deve ser aplicada : Pare e dê

uma pausa no trabalho com as energias até que tudo volte ao normal, e depois retorne

treinos com um pouco mais de cuidado. As sensações fortes sempre se reduzem com

prática. Quanto tempo isso pode levar, varia muito, mas a maioria das sensações irá se reduzir

significativamente dentro de alguns dias.


Se a dor persistir, em qualquer área, quando você faz o treino energético, evite

estimular esse ponto diretamente. Mas se a dor persistir ainda depois das sessões de trabalho

energético, seria aconselhável procurar a opinião de um médico para verificar se não há um

problema físico envolvido. Às vezes, trabalhar as energias do corpo usando a consciên

corporal pode trazer a tona doenças físicas latentes.

REDUÇÃO NAS SENSAÇÕES

Quando você inicia a trabalhar suas energias, é comum experimentar fortes sensações

intermitentes durante as primeiras semanas. Essas sensações em breve se reduzirão. Quando

isso acontece, muitas pessoas pensam que estão fazendo algo errado ou que as técnica

estão funcionando mais. Mas isso é perfeitamente normal. Não julgue a atividade e

desenvolvimento do seu corpo energético pela força das sensações que você sente. As

sensações fortes sempre se reduzirão, à medida que o corpo energético, o corpo físico e seus

nervos, adaptam-se e evoluem.

CANSAÇO RESULTANTE DO TRABALHO ENERGÉTICO

Vivemos em um verdadeiro oceano de energias sutis. Em média, as pessoas absorvem

apenas uma fração do que está disponível para elas a cada dia, e isso se reduz

progressivamente com a idade. Digamos que você normalmente absorva 100 unidades

energia sutil (vitalidade crua ) por dia, mas quando você começar a fazer o trabalho de energia

que você começar a usar 200 unidades por dia. O déficit de 100 unidades será reposto pelas
áreas de armazenamento de energia do seu corpo e o resultado inicial será cansaço físico. Isso

acontece porque seu corpo de energia está usando mais energia do que está absorvendo.

Isso é muito parecido com o que acontece se você vive uma vida sedentária e de

repente começar a ir a academia todos os dias. Você vai apresentar músculos doloridos, mais

fome, e precisará de mais sono por várias semanas, até que seu corpo físico se adapte ao novo

regime.

Com um pouco de tempo e treino energético regular, seu corpo de energia vai se

adaptar, evoluir e superar o déficit de energia, absorvendo e armazenando mais energia

Quando isso acontecer, você vai começar a se sentir mais fortalecido e mais sintonizado com

a vida em geral. É muito parecido como o que acontece quando você adota um novo regime

de exercícios físicos e uma dieta saudável, leva algum tempo antes que tudo se estabi

você comece a se sentir melhor.

PRESSÃO OU DORES NO CENTRO DA TESTA OU COROA

As atividades iniciais nos centros da testa e coroa periodicamente podem produzir

sintomas desconfortáveis e até mesmo dolorosos, enquanto estes centros estão saindo d

72

dormência. Nem todo mundo vai experimentar isso, e a intensidade pode variar de pes

para pessoa. Mas a maioria das pessoas deve esperar sentir algum nível dessas reações por um

curto período de tempo. Este problema é sempre temporário e intermitente. Embora você não
deva esperar por isso, o melhor é estar ciente das possibilidades e o que pode ser feito para

melhorar.

Sensações fortes de pressão nos centros são como as dores do crescimento. Elas

podem ser intensas às vezes, mas não são motivo para alarme. Por exemplo, uma típic

sensação no centro da testa, no início, é um ponto de intensa pressão, como se alguém

estivesse apertando um polegar no meio de sua testa. Uma faixa apertada de pressão em torno

de toda a circunferência da sua cabeça, ao nível da testa, também é comum, assim co

alguma pressão por toda a cabeça.

Essas pressões e dores não vão produzir nenhum dano, mas às vezes podem causar

dores de cabeça bastante dolorosas. Se isso acontecer, trate-


as como você faria normalmente

ao tratar uma dor de cabeça. Consulte um médico se a dor persistir.

SENSAÇÕES DO TIPO ‘TEIAS DE ARANHA’

Estimular o corpo de energia, especialmente os centros superiores, pode fazer com

que as estruturas de suporte energético sejam ativadas de forma perceptível. A área fac

extremamente sensível e algumas sensações incomuns podem resultar. Embora elas raramente

sejam intensas o suficiente para serem realmente dolorosas, podem ser desconfortáveis

perturbadoras. Esta sensação é comumente chamada de “teias de aranha”.

Cócegas, formigamento e sensações de ardor, muitas vezes, são sentidas na área facial.

Elas podem começar a qualquer momento, mesmo durante um leve relaxamento e meditação,
o que provoca um aumento do fluxo de energia. Elas também podem ocorrer quando

está tentando adormecer, e são sentidas como se fossem mosquitos rastejando sobre o

rosto, com alguma sensação de picadas e ardência. A maioria das pessoas terá, pelo menos,

algumas sensações menores, desse tipo, durante as sessões de trabalho energético,

principalmente quando combinado com exercícios de relaxamento físico e mental.

É provável que a causa dessas sensações sejam as energias que fluem ao longo da

estrutura de suporte energético na área facial, e que hiperestimulam os nervos faciais A

melhor maneira de lidar com essas sensações é ignorá-


las. Tente resistir ao impulso de coçar,

porque isso vai romper sua concentração e perturbar o seu estado de relaxamento. Coç

também perturba as sensíveis estruturas de energia sutil que se espalham sobre a face,

reduzindo a atividade dos centros da testa e da coroa. Verifique se o seu quarto tem insetos

antes de cada sessão, se este for um problema constante, pois isso eliminará essa

possibilidade.

Uma sensação semelhante a de teias de aranha pode aparecer diretamente sobre a área

de qualquer Chackra. Ela parece uma cócega, uma sensação de formigamento, e isso sinaliza

que esse centro está ativado em um nível mais refinado do que aquele que produz pulsações.

REDUZINDO A ATIVIDADE DOS CENTRO PRIMÁRIOS

Como eu expliquei antes, não é necessário fechar ou desativar centros de energia

primária depois de estimulá-


los. As tentativas de fazer isso, invertendo o método utilizado
para estimulá-
los, sempre causarão ainda mais estimulação. Centros primários começam a se

desativar naturalmente do momento que você romper o seu estado de relaxamento. As

sensações geralmente cessam dentro de alguns minutos.

Se a atividade do centro continuar após as sessões de trabalho energético, sempre

haverá uma boas razão para isso. Por exemplo, os bloqueios de energia podem ter sid

73

eliminados e assim a energia continuará fluindo para curar e restaurar as estruturas do corpo

energético que estavam esgotadas. Neste caso, os centros primários continuarão trabalhando

para produzir a energia necessária. Isso também pode acontecer espontaneamente a qualquer

momento como um subproduto do trabalho energético progressivo, da limpeza de bloqueios

energéticos, e do desenvolvimento espiritual. Nos casos em que fortes sensações

desconfortáveis continuem, aqui estão algumas maneiras de reduzir sua atividade :

Evite focar sua atenção no corpo energético.

Coma alguma coisa mais substancial.

Execute algum exercício físico, como caminhada, corrida, natação, etc.

Deite-se no chão, sinta e imagine a energia se esvaindo para o solo.

Vá dormir.

Tome um banho frio.

Evite o trabalho com energias até as sensações cessarem.


Exercício físico intenso, ao ponto da exaustão vai aterrá-
lo e drenar seu corpo de

energia de todo o excesso. Isso irá desativar seu corpo energético e parar todas as sensações

de movimento da energia, incluindo os tipos mais intensos de atividade, relacionados com a

Kundalini.

SURTOS DE ENERGIA PELO CORPO

Não é raro experimentar formigamento ocasional, ou sensações de energia correndo

através do corpo, especialmente nas costas, enquanto faz o trabalho de energia. Música

textos inspiradores também pode causar sensações semelhantes e são devidas a uma resposta

emocional. Muitas coisas, incluindo a captação de energia e a liberação espontânea de

bloqueios de energia, podem desencadear surtos através do corpo energético. Estas ondas de

formigamento energético podem ser bastante fortes, de tirar o fôlego às vezes, mas elas são

perfeitamente normais para pessoas que praticam o trabalho como o corpo energético e

trabalhos para o desenvolvimento espiritual.

PROJEÇÃO ASTRAL

Outra causa de surtos de energia são as projeções astrais espontâneas, que acontecem

muitas vezes despercebidas durante as sessões de meditação e relaxamento. Relaxament

profundo e meditação sempre envolvem algum nível de estado alterado de consciência.

estado de mente desperta/corpo adormecido permite à projeção astral para ocorrer. (Projeção

Astral é um fenômeno natural que ocorre toda vez que você dorme. ) Ela acontece
despercebida durante o estado de mente desperta/corpo adormecido por causa do efeito

divisão da consciência.

No início de uma projeção astral, a consciência se divide em duas partes distintas. A

cópia original da mente e da memória sempre fica dentro do corpo físico, enquanto ele viver.

Durante a projeção astral, uma cópia energética de sua mente é gerada e projetada para fora

do corpo. No estado de corpo adormecido e mente desperta a mente permanece ativa, mesmo

que o corpo físico está tecnicamente dormindo. Durante uma projeção astral, ambos os

aspectos da mente, físico e astral, existem simultaneamente e funcionam de forma

independente um do outro. Isso cria dois conjuntos de memória para o mesmo período

tempo, que é o que causa a dificuldade da recuperação da memória astral.

Após o corpo astral retornar e se reintegrar com seu corpo e mente físicos, a cópia

mais forte da memória será registrada. Devido ao uso constante, o corpo/mente física

circuitos de armazenamento de memória muito mais fortes do que o seu corpo astral. Então,

geralmente, são as memórias do corpo/mente do físico que são armazenados e recupera

74

As memórias de projeção astral perdidas são, então, transferidas para o armazenamento

memória subconsciente e, normalmente, perdem-


se para a capacidade de recordação da mente

consciente. Para mais informações sobre a projeção astral, consulte o meu livro “Astral

Dynamics”

..........................................
NOTA DO TRADUTOR: neste link há alguns fragmentos do livro traduzidos:

http://viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17468-textos-do-robert-

bruce/?p=77775 )

..........................................

DESPERTANDO OS CENTROS PRIMÁRIOS ADORMECIDOS

Embora você possa sentir a atividade em alguns centros primários de imediato, outros

podem permanecer dormentes, mesmo após estimulação intensiva. As estruturas secundárias e

terciárias do corpo de energia desempenham um papel significativo na atividade princip

centro. É raro não obter qualquer reação de um centro primário. Muitas vezes, é simplesmente

uma questão de gastar mais tempo trabalhando em centros primários latentes. O centro mais

importante a ativar e colocar “on-


line” é o centro da base. Quando ele estiver ativo, mais

energia irá fluir para os centros superiores, o que começará a desenvolvê-los.

Sua saúde e aptidão física afetarão a capacidade de resposta do seu corpo de energia.

Um estilo de vida sedentário, por vezes, cria um acúmulo de energia pesada, estagnada. Isso

pode tornar mais difícil despertar o corpo de energia. Se nenhum de seus centros primários

responder após algumas semanas de trabalho energético regular, uma dieta saudável e

exercícios físicos por algumas semanas pode fazer toda a diferença.

TRABALHANDO OS CENTROS ENERGÉTICOS EM EXCESSO


O seu corpo de energia está intimamente ligado ao seu corpo físico e mente. O que

afeta um, afeta o outro. Não há problema em passar mais tempo trabalhando os centro

primários adormecidos, mas não é prudente adquirir o hábito de trabalhar apenas os centros

superiores. Por exemplo, se você passar regularmente meia hora estimulando o seu centro da

testa e apenas cinco minutos nos outros, isso pode causar dores de cabeça e desequil

psíquico e mental. Da mesma forma, focar-


se muito do centro do coração pode causar

problemas emocionais, incluindo um aumento da sensibilidade emocional, alterações de

humor, ansiedade ou depressão. Estes problemas são geralmente apenas temporários, e

senso comum e a regra de ouro do trabalho de energia devem sempre ser aplicados: no caso

de problemas, interrompa o trabalho e depois retome de forma mais branda,

ALGUMAS QUESTÕES RELACIONADAS COM O KUNDALINI

Nota: Algumas das idéias explicadas aqui podem diferir das práticas e escolas de

pensamento tradicionais, porque os minhas opiniões vêm em grande parte da minha

experiência pessoal.

Kundalini é o termo oriental para um mecanismo de energia evolutiva que está

instalado em todos. Esse mecanismo evolutivo natural é inerente a toda a humanidade,

independentemente de raça, crença, tradição ou prática espiritual. Quando esse mecanismo é

ativado, as pessoas dizem ter “despertado” ou “elevado” o Kundalini. No mundo ocidental,

hoje, o sentido tradicional da palavra Kundalini tem sido popularmente expandido para
descrever as sensações energéticas mais sutis. Nesse sentido, qualquer um que experim

sensações de energia a partir do treino ensinado neste livro poderia dizer que ativou o

75

despertou o Kundalini. No entanto, a atividade do Kundalini no sentido tradicional é

fenômeno natural que segue paralelamente ao desenvolvimento dos corpo espiritual e

energético. Embora despertar o Kundalini não seja o propósito específico deste livro, o

trabalho de energia pode desencadear este tipo de atividade em algumas pessoas. Não é nada

que se deva temer, e é impossível evitar completamente. Kundalini é uma energia


fundamental que existe na base da coluna, no sacro. Ele é tradicionalmente descrito co

uma pequena cobra enrolada três vezes e meia no sacro, e pode ser despertada através

práticas espirituais, trabalho com as energias, e atividade intelectual. Quando isso acont

dizemos que o Kundalini “subiu”. Kundalini é a quintessência da evolução espiritual, e uma

vez despertado, esse mecanismo começa a evoluir a consciência da pessoa espiritualmente e

energeticamente, e aumenta a sensibilidade espiritual e psíquica. No sentido tradiciona

Kundalini sobe espontaneamente, ele o fará primeiro por picos. Estes picos são sensações de

choques elétricos intensos e muitas vezes dolorosos que disparam pela coluna vertebral. Não

confunda esses sintomas com fluxos normais de energia, como aqueles associados com

trabalho energético normal, ou respostas emocionais.

Um completo despertar do Kundalini espontaneamente é raro e não é algo com que

deva preocupar-
se. Normalmente leva muitos anos de preparação mental, trabalho da energia,

prática intelectual e espiritual para acionar níveis significativos de atividade Kundalini. (Carl

Gustav Jung, o famoso psiquiatra suíço e fundador da psicologia analítica, afirmou ter

experimentado um despertar de Kundalini espontâneo. Ele escreveu extensivamente sobre os

centros primários de energia, ou Chackras, e sobre Kundalini. )

A palavra Kundalini é popularmente usada para descrever sensações mais sutis

relacionadas com energias, portanto, se faz necessário um novo termo para descrever o evento

principal, ou seja, a ascensão do Kundalini, algo que eu experimentei pela primeira ve

1990. Eu chamo esse evento “Serpente de Fogo Uraeus”. Uraeus é o capacete de ouro
deuses egípcios, como Amon-
Rá, que retrata uma cobra enrolada com a cabeça solta

erguendo-
se sobre a testa. Eu acho que isso retrata o Kundalini totalmente desperto, uma

ótima escolha como um símbolo descritivo. A serpente entrelaçada no símbolo do cadu

mostrado anteriormente, também sugere Kundalini subindo.

76

O Kundalini pode elevar-


se de um bom número de maneiras. Pode envolver um único
centro primário em um dado momento, com cada centro sendo ativado em separado, ou pode

envolver o conjunto de todos os centros. Estes eventos podem ter minutos, horas ou a

mesmo anos de diferença. Estas diferenças surgem como resultado de muitas variáveis

presentes no corpo energético de uma pessoa, incluindo os bloqueios energéticos e o seu nível

de desenvolvimento espiritual naquele momento.

Quando o Kundalini Uraeus ascende completamente, o evento começa com intensos

picos de choques de energia elétrica subindo pela coluna vertebral. Em seguida, sobe u

coluna de energia maciça através do canal central. Depois disto, vem a sensação da um

energia serpenteando corpo acima. Ela é sentida como se fosse uma cobra física da grossura

do pulso de um homem forçando seu caminho através do períneo, enrolada três vezes e meia

no sentido horário, e subindo através do torso (ao redor do canal central), até atraves

pescoço e da cabeça. Quando ela atinge a cabeça, um intenso flash de luz ocorre na percepção

da mente. Trata-se de é uma enorme estimulação do centro da testa.

A ascensão da serpente é uma sensação interna, visceral, e o estômago vai se contorcer

fisicamente durante o evento. Isso é desconfortável, mas não é doloroso. Essa sensação

provocada, eu acho, por uma manifestação serpenteante de ectoplasma. ( Ectoplasma é uma

substância semi-
sólida, etérica que pode ser produzida pelo corpo energético. ) Depois disso,

você sente como se o centro da coroa e da testa estivesse temporariamente fundidos. E

seguida, temos a sensação como se um pedaço pesado de carne estivesse pendurada sobre os

olhos e nariz. O Kundalini é descrita como uma cobra, porque as sensações envolvida
percebidas como os movimentos de uma cobra. Este evento envolve sensações físicas

energéticas, por isso, a analogia com a cobra não é apenas, mas descritiva.

77

O termo “levantar o Kundalini” é um pouco enganador, uma vez que é seria mais

exato afirmar que o Kundalini é acionado ou liberado. Pode ser difícil ou mesmo impossível

interromper o evento principal, uma vez que ele seja acionado. As primeiras sensações podem

ser intensas e dolorosas. Elas permanecerão intensas, mas são dolorosas apenas durant

primeiros eventos maiores.

Outro ponto que vale lembrar é que o Kundalini não é fenômeno do tipo “despertou

uma vez e está feito”, algo que traz iluminação instantânea e habilidades psíquicas completas.

As pessoas podem alcançar a iluminação total da consciência durante uma sessão bem

sucedida de ascensão do Kundalini, mas isso será algo abstrato e temporário. Após a sessão,

elas retornam à consciência normal. Este evento, no entanto, muda a pessoa de muitas

maneiras, porque o processo de evolução espiritual irá se intensificar tremendamente.

A palavra “iluminação” descreve muito bem não só uma enorme estimulação do

centro da testa, mas também mudanças no interior da percepção imaginativa da mente. Esse

nível de desenvolvimento espiritual faz com que uma luz apareça ao olho da mente, ou seja,

quando os olhos estão fechados, uma luz será percebida como vindo de cima. No enta

enquanto a iluminação é apenas temporariamente alcançada, atingindo um estado abstrato de


consciência divina quando o Kundalini sobe para o centro da coroa, as habilidades espirituais,

psíquicas e também o intelecto começarão a se desenvolver. Pessoas nessa situação

começarão a manifestar o seu “gênio interior”. Como isso ocorrerá, depende da sua natureza.

Elas podem, por exemplo, tornam-


se gênios musicais, artísticos, literários ou científicos,

dependendo de suas inclinações naturais.

O Kundalini envolve um novo nível de atividade energética do corpo, o que inclui,

mas vai além, do nível dos centros primários. Após elevar o Kundalini, ele deve ser

desenvolvido. Depois do evento inicial, o Kundalini evolui com cada experiência subseqüente

de elevação da serpente. Depois dos primeiros poucos eventos, mais fenômenos irão ocorrer,

incluindo os efeitos “Medusa” e “Aummm”.

O efeito Medusa é o meu termo para descrever um fenômeno do despertar do

Kundalini que dá a sensação de que toda a parte superior da cabeça desaparece e centenas de

antenas grossas, como cobras, se prolongam a partir da superfície do cérebro. Elas par

estivar intimamente ligadas, como acontece com os dedos da mão. É uma sensação estranha,

mas confortável. Estas antenas formam padrões geométricos específicos, que eu acredito que

se relacionam com o que é tradicionalmente chamado de mandalas. Esses padrões respondem

aos pensamentos, e mudando junto com os pensamentos. Algumas antenas irão apontar para o

objeto do pensamento, no mundo real, se esse objeto existir. Por exemplo, se você pensar em

uma pessoa real, uma mandala irá se formar e algumas das antenas irão apontar para onde a

pessoa está fisicamente localizada.


O efeito Aummm é o meu termo para outro fenômeno que começa a se manifestar

conjuntamente ou após o efeito medusa se estabelecer. Ele se parece e soa como um profundo

e sólido som " aummm " vibrando ao seu redor e através de você. Tratá-
se de um

som/vibração constante, como se viesse da garganta de muitos homens adultos, entoand

som " aummm " em uma caverna.

O alerta mais comum relacionado ao Kundalini é que ele pode causar excitação sexual

intensa e duradoura. Embora isso possa ocorrer, é raro, e não é nada com que se preocupar

excessivamente. Eu só encontrei um número muito pequeno de problemas relacionados a isso,

e apenas dois foram agudos. A maioria dos problemas comuns que envolvem o trabalh

energia e excitação sexual são leves e temporários. Claro, se o bom senso e a regra de ouro do

trabalho de energias forem seguidos.

78

EFEITO ESTROBOSCÓPICO NO CENTRO PRIMÁRIO

Duas importantes funções de todos os centros de energia primária são transformar e

acumular energia. Quando um centro primário acumula energia suficiente, ele atinge um

massa crítica e libera essa energia em uma explosão energética. Esta explosão é o que

chamo de efeito estroboscópico.

Todos os centros de energia primária têm a capacidade de atingir esse estado, fazendo-
o individualmente ou em grupos. Atingir esse efeito num centro envolve um certo nível de

atividade da energia Kundalini, mas pode não envolver qualquer outro aspecto do Kundalini.

Quando o centro básico atinge esse estado, um pico de Kundalini será experienciado s

energia disparar pela coluna vertebral e/ou o canal central. Os centros primários da base, testa

e coração produzem as sensações mais perceptíveis quando atingem esse estado

independentemente. Quando um centro de energia primária dispara dessa maneira, isso indica

que uma mudança significativa ocorreu. Ela pode implicar o despertar da dormência ou uma

evolução.

A intensa explosão de energia gerada pelo efeito estroboscópico pode ativar pesados

circuitos de energia que não existiam momentos antes. Atividade energética de alto nív

ocorre dentro e em torno desse centro primário, o que pode afetar outros centros primários e

também fazer com que habilidades e fenômenos psíquicos e espirituais espontâneos se

manifestem. No entanto, muitas vezes nada aparente acontece além do efeito estroboscópico.

EFEITO ESTROBOSCÓPICO NOS CENTROS DA COROA E TESTA

Um resultado ocasional do desenvolvimento de um centro primário envolve os centros

da testa e da coroa. Esse fenômeno é como flash de luz brilhante percebido pela mente, visto

com os olhos abertos ou fechados, similar a um poderoso flash de câmera fotográfica sendo

disparado perto do nosso rosto. Geralmente é acompanhado por uma sensação suave d

concussão em toda a área facial, como se alguém tivesse sido atingido duramente com

travesseiro. Esse fenômeno demonstra o envolvimento das estruturas energéticas faciais


relacionadas ao centro da testa e da coroa, e também que um único centro primário pode gerar

o efeito estroboscópico de forma independente. Quando ele ocorre no centro da testa in

que esse centro está mais desenvolvido que a média. Esse fenômeno não vai provocar nenhum

dano, e é um excelente sinal, se alguém está interessado em desenvolvimento espiritua

psíquico superior. O efeito estroboscópico está relacionado com Kundalini no sentido

tradicional e é bem sabido que ele ocorre quando o Kundalini sobe para a testa e os centros da

coroa.

O efeito estroboscópico no centro da testa pode acontecer a qualquer um, até mesmo a

pessoas que nunca fizeram qualquer tipo de trabalho de desenvolvimento. Pode acontec

com algumas pessoas enquanto elas estão tentando dormir, ou podem ser acordadas por ele.

Ele pode acontecer a qualquer momento, até mesmo enquanto estamos no chuveiro, m

mais provável que aconteça quando estamos em um estado relaxado. Alguns dos casos

me foram apresentados envolveram adolescentes que estavam nos estágios iniciais da

aprendizagem da meditação e do treino energético.

O efeito estroboscópico pode ser assustador se você não sabe o que está acontecendo.

Não tendo nenhuma outra explicação ou ponto de referência, muitas pessoas pensam q

experimentaram um ataque malévolo por uma entidade invisível, mas esse não é o caso. Ele é

um fenômeno energético natural e um excelente sinal de desenvolvimento espiritual, e

também indica a presença de uma grande capacidade de imaginação visual, embora is

possa não ser percebido no momento.


79

EFEITO ESTROBOSCÓPICO ROXO NO CENTROS DA TESTA

Outra versão desse efeito no centro da testa envolve um flash brilhante de luz roxa, na

percepção imaginativa/mental. Isso aconteceu com meu filho Jesse, quando ele tinha 14 anos

de idade. Ele estava no banho e eu estava trabalhando no meu escritório, no outro extremo da

casa, quando gritou para mim em voz alta algumas vezes. Eu ouvi e estava prestes a

investigar, quando ele correu para o meu escritório pingando água por toda a casa: "P

papai. O mundo todo ficou roxo, cara! Tudo está roxo, cara!"

Após eu acalmá-
lo, Jesse me contou um relato fascinante. Ele disse que, durante o

banho, sem motivo aparente, ele sentiu uma espécie de pancada em sua testa e sua visão foi

inundada com uma luz brilhante, espessa, e roxa. Isso foi um choque, e ele gritou, mas não

doeu. Durante vários segundos depois ele ainda não conseguia ver nada, exceto a luz

Então ela desapareceu e sua visão voltou, mas tudo estava tingido e contornado com luz roxa.

Jesse disse que era como se houvesse um gás roxo e pegajoso agarrado em tudo. Ele ergueu as

mãos e disse que ainda podia ver a luz roxa em torno de suas mãos e braços. Fiquei fascinado

e olhei para a aura de Jesse. Ela estava expandida e tudo que eu podia ver era uma

bolha de luz roxa brilhante em torno dele. Isso era totalmente diferente da última vez que eu

tinha visto sua aura, alguns dias antes.

A situação progrediu ainda mais naquele dia, à medida que os efeitos da explosão de

luz roxa se tornaram aparentes. Jesse gostava de desenhar e rabiscar, como a maioria
crianças, mas seus desenhos eram bem normais. Algumas horas mais tarde, naquele mesmo

dia, no entanto, Jesse estava assistindo TV e rabiscou alguma coisa enquanto eu trabal

em meu escritório. Mais uma vez ele gritou para mim "Papai, papai. Rápido ! Vem ver !”

Entrei na sala e Jesse estava desenhando animadamente, copiando uma foto bastante

complexa de uma revista, porém, a cópia que ele estava criando estava impressionante. Estava

perfeita. Ele não conseguia entender como, mas de repente ele começou a desenhar em

nível de habilidade bem além de sua capacidade normal. Em poucas palavras, o resulta

longo prazo foi que Jesse se tornou um artista no momento que a luz roxa brotou em

centro da testa, despertando suas habilidades criativas e psíquicas adormecidas. Naquele dia,

ele se tornou extremamente criativo e a arte tornou-


se a sua paixão. Ele agora procura uma

carreira em arte e animação. A sensibilidade psíquica de Jesse e suas habilidades de v

imaginativa também aumentaram nesse dia, e continuam a se desenvolver. Algumas da

ilustrações deste livro foram criadas por ele.

EFEITO ESTROBOSCÓPICO NO CENTRO CARDÍACO

O centro do coração pode produzir sensações fortes, até mesmo viscerais, em algumas

circunstâncias. A sensação de coração acelerado pode surgir, por exemplo, durante uma saída

em projeção astral, que frequentemente acontece sem ser percebida, como já explicamo

durante um relaxamento ou meditação. Embora provoque preocupação, não se trata do

coração físico real, portanto, não provocará qualquer dano.


O centro cardíaco também pode disparar automaticamente quando fazemos uma cura

energética em alguém ou durante uma forte experiência emocional, como apaixonar-


se à

primeira vista.

Um efeito estroboscópico completo do centro cardíaco durante o ato de cura envolve

uma formigação energética intensa espalhando-


se pelo tronco e pulsando através dos braços

em direção ao paciente. Este evento dura vários segundos e a energia tem uma característica

pulsante muito definida enquanto é bombeada através dos braços para o paciente. O método

de cura com o centro cardíaco, que será ensinado na segunda parte deste livro, é baseado neste

fenômeno.

80

PRÁTICA

- Faça o exercício de relaxamento físico, contraia e relaxe os grupos musculares, e em

seguida, procure centrar-se usando a respiração abdominal consciente.

- Pré-estimule suas mãos e braços, pés e pernas.

- Faça o circuito de corpo inteiro, (p.50)

- em seguida, a estimulação da coluna vertebral, (p.69)

- depois a do canal central, (p.69)

- e por fim a oscilação longitudinal das energias pelo corpo todo. Faça cada um desses
exercícios por um ou dois minutos cada. (p.49)

-Execute as ações extras de estimulação do quadril e do centro básico. (p.64)

-
Em seguida, estimular cada um dos seus centros primários de energia, seguindo as

instruções dadas anteriormente. (p.61-63)

-
Termine fazendo a prancha (p.67) e a técnica dos dois tubos (p.70) por alguns

minutos cada.

O trabalho de energia que você fez até aqui é uma viagem de descoberta em todos os

sentidos. Tenho certeza que você já teve muitas experiências interessantes relacionadas com

suas energias. Na segunda parte deste livro, vamos mergulhar no mundo mágico das

ferramentas da consciência, intencionalidade, e das energias.


81

CAPÍTULO SEIS

OS BLOQUEIOS ENERGÉTICOS

Este capítulo discute a natureza dos bloqueios energéticos e como identificar e reparar

áreas do seu corpo energético bloqueadas, lerdas ou danificadas. Remover e curar estas áreas

é uma parte significativa do trabalho de desenvolvimento espiritual.

O corpo energético humano pode ser comparado a um sistema de rios que correm das

montanhas para o mar. Com o tempo, as mudanças na terra afetam os rios e córregos

forçam alterações. Essas mudanças, por vezes, fazem com que os canais tornem-
se

bloqueados ou assoreados em algumas partes. Rios de fluxo rápido espalham-


se em uma

miríade de córregos, pântanos e brejos, e, em seguida, se recombinam em rios. A água potável

torná-
se turva, acumula lixo e por fim forma ilhas. Às vezes, apesar de notarmos a redução do

fluxo de água, os eventos responsáveis por isso aconteceram há tanto tempo atrás ou estão tão

distantes rio acima que não podemos vê-


los claramente e identificar os fatores causadores.

Conforme você avança com o trabalho de desenvolvimento energético e espiritual,

você vai ficar cada vez mais em sintonia com seu corpo de energia. Quanto mais voc

trabalhar com as energias, mais camadas e estruturas internas finas você vai perceber. Você

pode descobrir os bloqueios de energia agora ou mais tarde. Todo mundo os tem de alguma

maneira.

Existem muitas razões pelas quais as áreas fracas, coladas, ou disfuncionais aparecem

no corpo energético. Há uma relação direta entre o corpo físico, a mente e o corpo de energia.

Quando nascemos, nossos corpos energéticos são geralmente vibrantes e cheios de vida. Mas

à medida que envelhecemos, aprendemos a reprimir o nosso sistema de orientação emocional

natural e sentimentos intuitivos. Nós acumulamos crenças, programações, traumas, mágo

estruturais e danos físicos. Estes muitas vezes resultam em áreas bloqueadas, disfuncionais ou

inativas do corpo energético, e finalmente, em doenças. Muitas vezes é difícil olhar para trás e

identificar claramente as causas das mágoas estruturais e dos bloqueios de energia que

produzem. Descobrir essas coisas é uma parte séria do trabalho de desenvolvimento espiritual

e do próprio crescimento como pessoa.


A maioria dos bloqueios de energia que envolvem mágoas estruturais responderão a

uma abordagem psicológica, resolvendo problemas e chegando a uma solução para os

acontecimentos passados e presentes condições de vida. O trabalho energético direto é

outra abordagem para a mesma coisa. Ele tem como alvo os nós de energia aprisionada que

estão no cerne da mágoa estrutural.

Muitas evidências sugerem que a mente subconsciente sobrepõe-


se ao corpo físico, o

que indica que as memórias relacionadas as mágoas estruturais estão realmente localiza

em partes do corpo físico, e esta é a minha experiência. Ocasionalmente, o trabalho energético

desencadeia memórias e emoções específicas, e a lembrança de um evento passado vem

superfície com seu conteúdo emocional completo, como se tivesse acabado de acontecer. Isso

muitas vezes gera poderosas catarses emocionais. As memórias relacionadas ao bloquei

muitas vezes foram esquecidas completamente até esse momento. As ações mais prováveis de

provocar essas catarses são as que trabalham nos centros primários de energia.

Mágoas estruturais também podem ser descritas como imagens estruturais , ou cisto-

pensamento. Sua existência cria nódulos duradouros de energia desarmônica no corpo

energético. Eles são compostos pensamentos e lembranças negativas densas, e energias

82

coaguladas relacionadas com conflitos não resolvidos, traumas, e mágoas. Elas podem

manifestar-
se como toda uma gama de doenças e desordens. Mágoas estruturais podem ser
tratadas com métodos de trabalho energético ou com psicoterapia. Uma abordagem conjunta

é, sem dúvida, a forma mais eficaz.

No caso de doença física, o local de um bloqueio energético se torna, em geral,

evidente, e se manifestará como um órgão doente ou alguma parte do corpo com algu

disfunção. Uma vez que um local assim seja identificado, o trabalho pode ser direcionado a

ele com ações de conscientização corporal, intenção e ferramentas energéticas. No caso

problemas psicológicos, o local real dos cistos energéticos e bloqueios pode não ser aparente.

No entanto, muitas vezes eles serão descobertos a seu tempo, através da prática de tra

energético à medida que as camadas e estruturas mais profundas do corpo de energia

percebidas.

Os bloqueios, muitas vezes, envolvem partes do corpo onde há adensamento no corpo

de energia devido à acumulação tóxica de energia, traumas físicos e emocionais, uma parte do

corpo que não é amado, pensamentos negativos e crenças sobre a vida, emoções reprimidas

ou bloqueadas, baixa auto-estima, raiva ou culpa, ou falta de amor-


próprio. Um saudável

senso de auto-
apreciação de corpo inteiro, de toda a pessoa, em particular, é fundamental para

a saúde e bem-
estar a longo prazo. Isso também é necessário para o desenvolvimento e

crescimento espirituais significativos da pessoa.

Entidades espirituais acopladas também podem causar ou estarem ligadas a cistos de

energia e bloqueios. Normalmente, entidades espirituais negativas anexam-


se às memórias
traumáticas, mágoas estruturais e fraquezas na psique humana e na memória. Os métod

apresentados neste livro ajudarão a curar esse problema, mas este é um assunto especializado,

que vai além do alcance deste livro. Para saber mais sobre esses assuntos, e para lida

ataques psíquicos, seres espirituais negativos e acoplados, eu recomendo meu livro :


Practical

Psychic Self-
Defense: Understanding and Surviving Unseen Influences ( Hampton Roads,

2002).

Uma variedade de sintomas pode indicar a presença de bloqueios energéticos e cistos.

Alguns só se tornarão aparentes durante ou após o trabalho energético. Isso ocorre por

esse tipo de trabalho aumenta a sensibilidade do corpo energético e a consciência dele

trabalho com as energias trabalho normalmente produzir um suave calor, formigamento e leve

peso na área em que você está trabalhando. Sensações mais fortes são comuns no início, mas

elas devem se reduzir progressivamente a níveis confortáveis . Qualquer coisa fora do normal

pode indicar problemas. Você pode não sentir nenhuma sensação em uma área, ou ela pode

parecer mais espessa, ou lenta, ou apenas diferente, ou você pode ter sensações fortes e dor,

quando move a consciência corporal através de uma área. Todas estas coisas podem indicar

que algum tipo de problema no corpo energético, ou algum bloqueio, pode existir.

OS SINTOMAS FÍSICOS

Os sintomas mais visíveis provocados por trabalhar sobre cistos energéticos


relacionados com mágoas estruturais e bloqueios com ações de trabalho energético são

catarses emocionais e flashes de recuperação de memórias passadas. Mas uma série de

sintomas físicos podem se manifestar como conseqüência do trabalho energético.

O corpo físico e seu corpo de energia estão intimamente ligados. O que afeta um, afeta

o outro. Reações ocasionais do corpo ao trabalho energético são erupções de energia e

inchaços. Eles são causados principalmente pela superestimulação das áreas fracas ou inativas

do corpo energético. Os nervos do corpo físico são afetados por eles, o que pode cau

manchas temporárias na pele. Essas podem parecer como qualquer outra erupção cutânea ou

83

inchaços, variando de manchas vermelhas a pequenas bolhas na pele até nódulos incha

como urticária ou picadas de insetos. Geralmente elas desaparecem dentro de um dia ou dois,

muitas vezes em poucas horas, à medida que o corpo físico adaptá-


se ao aumento do fluxo

bioenergético.

Embora raras, um tipo de reação mais grave ao trabalho intenso de energia em cistos

ou bloqueios energéticos, são as infecções. O trabalho energético geralmente estimula u

resposta curativa do corpo físico. No entanto, alguns cistos energéticos e bloqueios parecem

conter grandes quantidades de energia negativa que, quando perturbadas, podem resultar em

infecção física. Se os sintomas de infecção, vermelhidão, inchaço e dores surgirem em

área na qual você tem trabalhando intensamente, por favor, procure atendimento médico.

Eu experimentei várias infecções menores e duas grandes infecções resultantes do


trabalho de energia para limpar cistos e bloqueios. Das duas infecções graves, uma est

localizada no meu cóccix e a outra no meu cotovelo direito. Nenhuma delas começou

pele rompida ou qualquer outra causa identificável - o meu médico e os especialistas

consultei ficaram pasmos. Em ambas as épocas eu estava ciente de bloqueios de energ

nessas áreas e estava fazendo trabalho energético intensivo neles, experimentando formas de

removê-
los. Ambas as infecções começaram com uma vermelhidão localizada e inchaço, que

logo se tornou doloroso. Felizmente, eu relacionei os sintomas com o trabalho de energia que

eu vinha fazendo e procurei atendimento médico cedo. Ambas as infecções eram sérias

necessitaram vários tratamentos com fortes antibióticos para curá-


las. A infecção na

articulação do cotovelo provocou envenenamento do sangue e exigiu uma semana de

hospitalização e antibióticos intravenosos. Portanto, como eu disse, por favor, procure u

médico cedo se você desenvolver qualquer sinal de infecção.

ALGUMAS COISAS QUE AJUDAM

A pele é o maior órgão do corpo físico. Ela é sutilmente representada pela camada

exterior da aura, em forma de ovo, do corpo energético. A superfície da pele é coberta com

uma rede intrincada de meridianos e poros de energia. A condição da pele afeta o fluxo dessa

energia de superfície, que por sua vez afeta todo o corpo de energia.

A pele gosta de ar. Pele nua e bem cuidada proporciona as condições ideais para um
fluxo saudável e natural de energia. Roupas soltas, limpas, feitas de fibras naturais com

algodão, e sapatos abertos são a melhor coisa a usar. ( Fibras sintéticas podem interferir com o

fluxo de energia.) Manter as mãos e os pés livres de calosidades e espessamentos de pele, e

manter as unhas limpas e aparadas também ajudam. Essas áreas são os principais canais para

o corpo energético, e um cuidado extra irá melhorar o fluxo de energia. Tratamentos d

podologia e reflexologia ajudarão a melhorar o fluxo de energia através dos pés, assim como

uma mudança extra de meias todos os dias, e sapatos confortáveis.

O uso de sabonetes perfumados de boa qualidade, xampus e óleos essenciais ajuda a

melhorar o fluxo de energia em sua pele. A aplicação de óleos essenciais diretamente sobre as

áreas da pele com bloqueios identificados também pode ser benéfico.

FERRAMENTAS EXTRAS DE LIMPEZA ENERGÉTICA

O trabalho energético regular em bloqueios ajuda a restaurar o fluxo de energia.

Alguns bloqueios são teimosos, porém, e exigem um trabalho significativo por um lon

tempo com as ferramentas energéticas pesadas, para dissolvê-


los. Os bloqueios e nós

relacionadas com mágoas estruturais e lembranças traumáticas reprimidas podem retorna

após terem sido liberados, portanto o trabalho energético regular é uma excelente maneira de

trazer essas coisas à tona para que elas possam ser processadas e curadas.

84

A imaginação não tem limites. Qualquer tipo de ferramenta energética que você puder
imaginar pode ser criada e usada com bons resultados. Uma mangueira de incêndio,

raspadores, formões, escovas de aço, brocas elétricas, moedores, serras, martelos

pneumáticos, e até mesmo explosivos podem ser criados e utilizados. Ferramentas criad

vêm com as intenções inerentes que estão associadas com as suas funções reais. A furadeira

penetra, um moedor mói, um aspirador de pó retira o lixo, a dinamite explode, e assim

diante.

Ao utilizar essas ferramentas extras, imagine o som e ação da ferramenta que você está

usando, e imagine e sinta o efeito que ela está tendo sobre a área na qual você está

trabalhando. Por exemplo, ao usar um mini-


britadeira, imagine o som do martelar e sinta-o

penetrando dentro da área que você está trabalhando. Imagine e sinta o bloqueio de energia se

desintegrando, com pedaços e peças voando e poeira surgindo, etc. Ajuste o tamanho

ferramentas de energia para atender a necessidade.

LIMPANDO BLOQUEIOS

Há muitos tipos diferentes de bloqueios de energia, e todos eles são percebidos

diferente. Alguns serão óbvios e rapidamente identificados. Outros não se tornam apare

até que o trabalho de energia tenha sido praticado por algum tempo, ou seja, até que você se

torne mais sensibilizado para as camadas mais profundas do seu corpo de energia.

O princípio fundamental do tratamento de qualquer bloqueio de energia é prestar -


lhe

bastante atenção. Para começar, bolas de energia devem ser movidas ou quicadas
repetidamente através da área suspeita por alguns minutos durante cada sessão. Isso

geralmente é suficiente para despertar áreas inativas e limpar bloqueios simples, embor

várias sessões ainda possam ser necessárias. Varie as ações e usar as ferramentas energéticas

introduzidas anteriormente, além de criar quaisquer outras ferramentas de energia que v

sinta que são adequadas para o seu propósito.

O período de tempo que leva para limpar um bloqueio varia muito. Alguns vão

responder em poucas sessões, mas alguns podem levar semanas, meses ou mesmo anos

que eles sejam devidamente eliminados. Muitas vezes, um nó de energia ou bloqueio parece

se dissipar quando apenas uma camada dele foi removida. Como eu disse, um bloqueio pode

ressurgir na mesma área se a causa subjacente –


especialmente aspectos psicológiocos das

mágoas estruturais- não tiverem sido curadas.

TRABALHO DETALHADO COM MÃOS E PÉS

Trabalho energético extra nas mãos e pés ajuda a limpar bloqueios não apenas nessas

áreas, mas também em todo o corpo energético. A energia que flui para o corpo de e

através das mãos e dos pés penetra no sistema de meridianos. Se você tem bloqueios nas mãos

e nos pés, a energia que flui para os meridianos é alterada, reduzida ou prejudicada. Isso afeta

o funcionamento de todos os processos e órgãos biológicos associados. A energia deve

capaz de fluir livremente através do corpo energético para uma saúde ótima.

O técnica de escovação ensinada anteriormente pode ser usada em cada lado de cada
dedo: superior e inferior, esquerda e direita. As ações de agitação rotacional enfaixame

pode ser usadas em todos os dedos e nas suas articulações. Esta prática toma bastante tempo,

mas o aumento do fluxo de energia faz com que seja um tempo bem gasto.

Cistos de energia e bloqueios podem ser sentidos como pequenas manchas densas ou

pequenos seixos e nódulos na substância do corpo energético, quando percebidos com

percepção de consciência corporal. Eles podem ocorrer em qualquer lugar. Se você mover sua

consciência corporal intensamente para trás e para frente através de alguma dessas áreas, você

85

poderá sentir pequenos pontos que você não pode penetrar facilmente. Mais trabalho

energético intensivo nessas áreas pode causar dores agudas, ou você pode não sentir

além de sensações peculiares de dormência.

Rastrear cistos e bloqueios energéticos requer experimentação e observação. Execute

um trabalho energético intensivo nas áreas suspeitas e observe como as sente e como

respondem. Percorra seu corpo trabalhando uma parte de cada vez. Se não houver indicações

claras de bloqueios em nenhum lugar, comece com os pés. Comece com os dedos, um de cada

vez, e depois trabalhe todo o trajeto passando por cada junta e osso pé, tornozelo, panturrilha,

joelho, etc. Se você não descobrir nada, esse trabalho exploratório ainda será benéfico, uma

vez que melhora o fluxo de energia geral em seu corpo.

Os calos ocorrem naturalmente à medida que a pele engrossa, em resposta ao atrito

repetido. Calos incomuns e tecido duro que não são causadas pelo atrito podem indica
bloqueios energéticos profundamente arraigados. Isto poderia envolver manchas ásperas

espessamento da pele em um cotovelo, joelho, polegar, ou qualquer lugar em seu corpo. Note

algo incomum e explorá-lo com atenção o trabalho de energia extra.

EXEMPLO DE TRABALHO INTENSIVO NOS PÉS

Uma boa maneira de limpar os bloqueios de energia profundos é usar a técnica de

escovação altamente concentrada ao longo dos canais de energia e meridianos. Usar

ferramentas energéticas como escovas duras de arame, raspadores e agulhas, também ajuda

As linhas de energia nos próximos diagramas só podem ser sentidas durante o uso bem focado

de ações de penetração, escovação, e raspagem nessas áreas. Elas não costumam ser sentidas

durante os níveis normais de trabalho energético.

A energia pesada, lento, mencionada abaixo está comumente associada com áreas

inativas há muito tempo. Elas podem revestir qualquer parte do corpo, mas, geralmente, são

muito mais espessas quando encontradas nos pés. O trabalho energético ensinado neste livro

vai progressivamente limpar essas energias pesadas, mas uma maior atenção ajudará a limpar

as regiões estagnadas mais rapidamente. Isso também é necessário para perceber cistos

nódulos de energia escondidas.

Os pés são os principais condutores para a entrada de energia no seu corpo energético.

É neles que a energia é trocada com o planeta. Energias tóxicas escorrem por eles e

energias fluem para dentro do corpo energético através deles. Bloqueios nesta área não só irão
diminuir a entrada de energias saudáveis , mas também causarão acúmulos de energias tóxica

no corpo. Nunca é demais enfatizar a importância de manter os pés física e energeticamente

limpos e saudáveis.

O caso a seguir é de alguém avançado no treino energético. É um exemplo típico de

tratamento de bloqueios e cistos profundamente arraigados, usando as ferramentas

energéticas. (O ponto borbulhante produz uma sensação de água borbulhando quando ativo.)

“Calos profundos cresceram no meio das minhas solas sem motivo físico durante a

minha adolescência. Eles, muitas vezes, tornavam o ato de caminhar doloroso, como se

houvessem pedras nos sapatos. Estes calos estão diretamente sobre os pontos borbulhan

[Termo taoísta para a área abaixo dos dedos, que vinca quando um pé é esticado. ] Eu tinha

recentemente me focado nessas áreas porque elas pareciam susceptíveis de conter os

bloqueios energéticos.

Quando eu comecei a trabalhar intensamente em meus pés, eu senti uma energia muita

pesada e lenta revestindo-


os. Eu a sentia com minha consciência corporal, como tendo cerca

de uma polegada de espessura. Minha primeira tarefa era, obviamente, romper esta camada,

86
para que eu pudesse chegar no que estava por baixo. Meu pé esquerdo era mais difíc

trabalhar e levou mais tempo do que o meu pé direito. Precisei várias longas sessões antes que

eu fizesse uma descoberta, quando conseguiu perfurar a camada da energia lenta de um dos

pés. Esta descoberta produziu sensações muito fortes de energia. Uma vez feito isso, trabalhei

em alargar o buraco. Então eu comecei a perceber as linhas de energia e estruturas em meus

pés com mais clareza. Repeti este procedimento no meu outro pé. Era quase como se

tivesse de rasgar o meu caminho através de espessa pele de energia, tipo uma armadura, a fim

de me conectar com as estruturas energéticas mais finas e profundas dentro dos meus pés.”

Os pés contêm complexas estruturas e configurações de linhas energéticas. Há linhas

fluindo de todos os dedos do pé para o calcanhar. Duas linhas de energia maiores sae

segundo e terceiro dedos do pé e passam pelo ponto borbulhante. Eu sinto um pontilhado de

pequenos e rígidos nódulos de energia, em todas as linhas em meus pés, mas as princ
concentrações ficam no ponto borbulhante também.

Eu escovo as linhas de energia que passam pelo ponto borbulhante por todos os lados,

e posso sentir pequenos caroços. Quando eu penetro e quebro um pedaço, sinto um fluxo de

energia borbulhante, formigante, uma queimação se movendo em direção ao meu calcanhar.

Neste ponto, muitas vezes eu sinto uma dor aguda em um dedão do pé ou calcanhar.

quebrar vários nós durante uma sessão, minhas panturrilhas e pés ficam machucados e tensos,

e pode ser difícil andar no início da manhã seguinte. Alongamento nas pernas e massa

ajuda a aliviar. As ferramentas de energia que eu uso são uma pequena escovinha visualizada,

com cerdas de arame, um cinzel de luz e um martelo, um raspador e agulhas ocas de

brilhante. Parte do problema com os nódulos de energia densa reside em penetrá-


los. Quando

eu trabalho em um nódulo com uma ferramenta energética como a escova de arame, p

demorar 20 minutos ou mais de trabalho duro e focado para quebrá-


lo em pedaços. Quando eu

uso um martelo e um cinzel de luz, o cinzel, muitas vezes desliza para fora do nó e

conecta bem a eles. Agulhas de energia são as melhores ferramentas que eu encontrei

penetrar esses gânglios energéticos. Eu insiro várias agulhas ocas no nódulo e injeto a energia

de luz brilhante e explosiva. Esta ação parece quebrar os nós a partir de dentro.

87
O trabalho energético fino e intensivo é melhor aprendido trabalhando primeiro nas

mãos ( antes de trabalhar com os pés ) porque é mais fácil de se concentrar nas mão

ações de ajuste fino. Crie uma pequena escova de arame duro e trabalhe em escovar os dedos

e linhas de energia nas mãos. Isso vai ensinar-


lhe como se focar firmemente para ações de

penetração. Para intensificar o vigor dessa ação, endureça progressivamente as cerdas d

arame. Experimente com o uso de outras ferramentas energéticas finas.

MÉTODOS ALTERNATIVOS DE TRABALHO ENERGÉTICO

Para remover energia lenta generalizada por certas áreas, e/ou tirar da dormência essas
áreas fracas do corpo energético, pode ser útil aplicar métodos alternativos. Técnicas intensas

de sensibilização e/ou sessões de treinos longas com trabalho energético meditativo pod

fazer toda a diferença. Você deve tentar ambos os métodos a seguir. Uma vez que a energia

lenta seja reduzida e as áreas dormentes sejam ativadas, seu corpo de energia se tornará mais

sensibilizado e maleável às ações de mobilização energética localizada. Ele irá então

responder melhor aos níveis normais de trabalho energético e a outras práticas espirituais.

TÉCNICAS INTENSAS DE SENSIBILIZAÇÃO

As técnicas intensas são recomendadas como uma forma de desenvolvimento

temporário. Elas vão ajudar as pessoas que estão experimentando poucas ou nenhuma

sensação durante os treinos. Bolas de pesadas de energia podem ser quicadas em qualq

parte inativa do corpo, até mesmo nos centros primários, para estimulá-
los a atividade. Às

vezes, pode demorar uma hora ou mais para ativar algumas áreas do corpo energético. Uma

vez que uma ação pesada de movimentação energética tenha se estabelecido, a memóri

corpo energético faz com que seja relativamente fácil continuar por um longo período

tempo.

88

A técnica de quicar energia pesada funciona melhor se o corpo ou parte do corpo a ser

trabalhada estiver em uma linha razoavelmente reta. Há uma ligeira resistência e perda

velocidade e intensidade da percepção causada por quicar energia pesada rapidamente e


articulações dobradas. Endireitar o corpo vai ajudá-
lo a tirar o máximo proveito do trabalho

com energia pesada. Isto também se aplica à coluna vertebral e ao pescoço durante ações de

oscilação longitudinal pelo corpo inteiro. O trabalho pesado é, portanto, melhor executa

quando estiver deitado numa superfície completamente plana, com pernas e braços

razoavelmente retos. Mesmo uma pequena elevação da cabeça causada por um travesse

pode interferir com a percepção da energia pesada movendo-


se através do pescoço. Essa

resistência pode ser notada quando uma ação de quicar energia pesada é intensificada.

Algumas pessoas acham que ajuda a ficar na posição horizontal com os braços estendi

acima de suas cabeças. Experimente e veja o que funciona melhor para você.

SESSÕES LONGAS DE TRABALHO ENERGÉTICO MEDITATIVO

Uma longa sessão de trabalho meditativo pode ajudar a ativar áreas fracas e dormentes

do corpo energético. Reserve algumas horas durante as quais você não será perturbado

Apague as luzes. Relaxe e faça a respiração abdominal consciente para centrar-


se. Pré-

estimule, execute o circuito de corpo inteiro, e estimule cada um de seus centros principais.

Faça a estimulação da coluna, do canal central, e a oscilação longitudinal de corpo int

durante alguns minutos cada. Em seguida, relaxe e se concentre apenas em seus pés. M

bolas de energia para frente e para trás por dentro deles a um ritmo confortável. Use

respiração abdominal consciente para alcançar suavemente um profundo estado de


relaxamento. Continue relaxante e escovando seus pés. Não faça mais nada por duas horas ou

mais.

Se você precisar se mover por motivo de desconforto durante o exercício prolongado,

faça-
o de uma forma relaxada e sonolenta. Tenha uma garrafa de água à mão. Se você precisa

de uma pausa, o seu estado relaxado pode ser mantida por abrir pouco seus olhos, movendo-

se lentamente, e mantendo o silêncio. Se você se cansar, repita a estimulação dos cent

primários e pratique outros exercícios, como o da prancha e o dos dois tubos por um

período de tempo, e depois volte para seus pés. Dedique-


se um tempo a isso. Permaneça

relaxado e permitá-se realmente ajustar-se a esta prática sutil.

Depois de uma hora e meia mais ou menos em qualquer prática meditativa

profundamente relaxado, você vai experimentar uma mudança suave, mas profunda. Ess

mudança diz respeito à forma como a atividade de sua mente e seu nível de consciên

sonolenta mudariam depois de um tempo similar em que passasse dormindo. Se tudo correr

bem, você vai encontrar-


se em um estado profundo, chmamdo de transe (mente

acordada/corpo adormecido). O seu corpo energético e seus centros primários se tornar

muito mais ativos nesse estado. O tempo gasto estimulando seus pés durante essa sessão vão

aumentar significativamente a atividade energética de todo o corpo, incluindo a atividade dos

centros principais.

Experiências e fenômenos psíquicos e espirituais são mais prováveis de ocorrer nesse


estado relaxado de consciência. Episódios de luz estroboscópica no centro da testa e

experiências de clarividência também são mais prováveis de ocorrer, assim como os sonhos

lúcidos acordado e projeções astrais espontâneas.

89

ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A LIBERAÇÃO DE BLOQUEIO ENERGÉTICOS

Quando os bloqueios de energia são eliminados, o resultado final é sempre um melhor

fluxo de energia e, por vezes, um alívio ou cura das doenças relacionadas a ele. Isso

envolver problemas físicos, psicológicos ou espirituais.

Nódulos energéticos emocionais comprimido, resultantes de eventos traumáticos da

vida real, são como minas terrestres energéticas. Eles são compostos de emoções e memórias

desarmoniosas fortemente comprimidas. Eliminar esse tipo de nódulo pode resultar em uma

liberação emocional poderosa e até mesmo no retorno das memórias reprimidas, como

discutido anteriormente. Isso é mais comum com bloqueios relacionados com os centro

energia primária, mas o local real de um nódulo de memória emocional comprimida p

estar em qualquer parte do corpo físico. O tamanho físico real de tal nódulo pode ser o mesmo

de um grão de areia.

Eu já experimentei essas liberações emocionais mim. Também já observei isso


acontecer com os alunos, orientando-
os através de sessões de trabalho energético. Esses não

são eventos raros. Qualquer das técnicas de trabalho energético ensinadas aqui pode

desencadeá-
los, mas o gatilho mais comum costuma ser uma técnica de fatiamento.

Imagine um disco de metal brilhante, como uma bandeja de pizza com cerca de 30cm

de diâmetro, atravessado no seu corpo em um ponto logo abaixo de suas nádegas. Deslize o

disco de lado a lado, atravessando seu corpo. Vá subindo o disco uns 2 milímetros po

enquanto você vai movendo o disco de lado a lado, até o topo da sua cabeça. Imagine e sinta

essa ação de passar de um lado para o outro através de seu corpo. Quando você chegar ao topo

da sua cabeça, mude a direção do movimento para frente e para trás, e trabalhe lentamente seu

caminho de volta, descendo até o ponto onde você começou. Leve o tempo que precis

concentre-
se em sentir a ação do movimento através de seu corpo. Esta ação também pode ser

executada em seus braços e pernas.

Depois que um nódulo emocionalmente carregado é acionado, os efeitos colaterais

comuns após a liberação emocional inicial são um sentimento de vazio e depressão. E

“noite escura da alma” pode ser devastadora, mas é uma condição temporária. Ela geralmente

passa em poucos dias ou um pouco mais, dependendo de seu poder e conteúdo, e de

difícil pode ser para você processar. Esse é um momento para dedicar algum tempo p

mesmo, para parar e dormir, pensar e refletir. Dê a si mesmo o tempo e o espaço qu

precisa para processar o que foi liberado. Dê-


se tempo para crescer e preencha o novo espaço
vazio que pode ter aparecido dentro de você. Com o tempo, você vai preenchê-
lo com mais de

si mesmo. O resultado final é o crescimento espiritual.

Um nódulo de energia emocionalmente carregada também ocupa um lugar sutil em

sua consciência. Quando liberado, é como descobrir e liberar a energia de um fragmento de

personalidade, onde uma parte de si mesmo, um “instantâneo” de si mesmo foi congelado no

tempo, separou-
se, devido ao trauma. Esta parte fragmentada e congelada de si mesmo foi

criada durante o trauma. Ela permaneceu vivendo aquele mesmo momento desde então

Processar esse tipo de coisa vai tomar tempo e trabalho, e você pode precisar de ajud

outros. Procure a ajuda de psicólogos e terapeutas amáveis para ajudá-


lo a trabalhar nisso. A

remoção de um poderoso bloqueio, o processamento do evento causal e a reintegração

energia e da consciência envolvida de volta para si mesmo pode ser um processo dolo

mas curativo.

90

PRÁTICA
Relaxe e concentre-se na respiração. Pré-
estimule suas mãos e braços, seus pés e

pernas. Execute a oscilação longitudinal de energias pelo corpo inteiro antes de iniciar

exercícios seguintes.

Concentre sua consciência em seu pé esquerdo. Trabalhe nele com uma ação de

escovação intensamente focada, imaginando que você está usando uma pequena escova com

duras cerdas de aço. Comece com os dedos dos pés e passe alguns minutos em cada,

escovando mas também ESCAVANDO tão profundamente quanto puder. Continue a faz

isso, movendo-
se lentamente e profundamente, da sola do seu pé até seu calcanhar, e siga até

a parte superior do seu pé. Tente perceber as linhas de energia que passam pelo ponto

borbulhante. Pratique utilizando outras ferramentas de sensibilização, como as escovas d

aço, formões, raspadores, etc. Preste especial atenção a todos os pequenos caroços duros que

você possa identificar. Repita este exercício em seu pé direito.

Deite-
se em sua cama e use uma bola de energia pesada quicando em seus braços e

pernas, um de cada vez. Em seguida, inicie uma ação de quicar uma bola de energia pesada

por todo o corpo. Imagine e sinta que ela é um bola de energia pesada, como se esti

cheia de água. Continue fazendo isso por 10 minutos ou mais.

Concentre-
se em escovar os dois pés simultaneamente com bolas de energia.

Estabeleça bem esse movimento e continue por pelo menos 20 minutos, quanto mais tempo,
melhor.

Neste capítulo, discutimos formas de detectar e remover os bloqueios de energia. Em

breve, vamos ver como o trabalho de energia pode ser usado para curar a si mesmo.

(AINDA NÃO TRADUZIDO)

5 7 2 4 8 5 5 9 0 9 1

91

Você também pode gostar