Você está na página 1de 2

Transferência de Calor (ou Calor) é energia em trânsito devido a uma diferença de

temperatura. Sempre que existir uma diferença de temperatura em um meio ou entre meios
ocorrerá transferência de calor. Quando a transferência de energia ocorrer em um meio
estacionário, que pode ser um sólido ou um fluido, em virtude de um gradiente de
temperatura, usamos o termo transferência de calor por condução (QUITES, 2019).

A condução pode ser definida como o processo pelo qual a energia é transferida de uma região
de alta temperatura para outra de temperatura mais baixa dentro de um meio (sólido, líquido
ou gasoso) ou entre meios diferentes em contato direto. Este mecanismo pode ser visualizado
como a transferência de energia de partículas mais energéticas para partículas menos
energéticas de uma substância devido a interações entre elas. O mecanismo da condução
pode ser mais facilmente entendido considerando, como exemplo, um gás submetido a uma
diferença de temperatura (MORAES, 2002).

A lei de Fourier rege esse processo de transmissão de calor e diz que a quantidade de calor Q
que atravessa uma parede, sob uma diferença de temperatura constante, é diretamente
proporcional à área da secção transversal A, à diferença de temperatura entre as regiões
separadas pela parede e ao tempo de transmissão e inversamente proporcional à extensão
atravessada, ou espessura da parede (MORAES, 2002).

A quantidade de calor transferida por condução, na unidade de tempo, em um material, é


igual ao produto das seguintes quantidades:

dT
q=−k . A .
dX
onde, q = fluxo de calor por condução (Kcal/h); k = condutividade térmica do material; A = área
da seção através da qual o calor flui por condução, medida perpendicularmente à direção do
fluxo (m2); dT/dX = gradiente de temperatura na seção, isto é, a razão de variação da
temperatura T com a distância, na direção x do fluxo de calor (°C/h).

Condutividade térmica (k) é uma propriedade de cada material, que depende de sua estrutura
molecular, de sua densidade, e também da temperatura. De acordo com a segunda lei da
termodinâmica, calor sempre flui na direção de menor temperatura. Essa transmissão de calor
envolve uma troca interna de energia (que combina energia potencial e energia cinética) de
elétrons, átomos e moléculas. Quanto maior a condutividade térmica, melhor a condução de
calor. A propriedade inversa é a resistividade térmica, que indica que, quanto menor for a
condutividade térmica, maior será o isolamento térmico (NETO, 2010).

QUITES, E. E. C; LIA, R. B. Introdução a transferência de calor. Universidade Federal de Sergipe,


2019.

NETO, C. B. Transferência de Calor (TCL). Instituto Federal Santa Catarina, 2010.

MORAIS, M. B. S. A. Condução. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2002.

Ao realizar o experimento foi possível verificar que a geometria e comprimento influenciam


diretamente na quantidade de calor obtido, comprimindo assim nossos objetivos iniciais, onde
conseguimos entender o mecanismo de funcionamento da transferência de calor por
condução e verificar a lei de Fourier.

Você também pode gostar