Você está na página 1de 8

CIÊNCIAS MORFOFUNCIONAIS APLICADAS À MEDICINA VETERINÁRIA II

ASPECTOS MORFOLÓGICOS DO SISTEMA CARDIOVASCULAR

Professora: Msc Kamyla Ayumi Katayama

O Sistema Cardiovascular é composto por:

 Coração
 Vasos sanguíneos
 Artérias
 Veias

1. VASOS SANGUÍNEOS: possuem 3 camadas.


 Túnica interna
 Túnica média
 Túnica externa

 Artérias: consistem em uma série de vasos que se tornam menores à medida que se ramificam, e sua função
é levar o sangue com nutrientes e oxigênio, do coração para os tecidos.
 Arteríolas
 Capilares: são vasos sanguíneos muito delgados que constituem uma rede complexa de tubos muito
delgados. Através de suas paredes ocorre intercâmbio entre sangue e tecidos adjacentes.
 Veias: resultam da convergência dos vasos capilares em um sistema de canais que se torna mais calibroso à
medida que se aproxima do coração, para onde transporta o sangue proveniente dos tecidos.
 Vênulas
A Vascularização do vaso é feita pelo vasa vasorum:

2. PERICÁRDIO:
É um saco seroso, dividido em lâmina parietal e visceral. Entre essas duas lâminas existe a cavidade pericárdica que
contém liquido seroso.
• Pericárdio visceral: também chamado de epicárdio
• Pericárdio parietal
3. CORAÇÃO:
 Tamanho do coração: 0,75% do peso corporal
 Localização: entre 3º e 6º espaço intercostal.
 Fica encoberto pelos membros torácicos.

 Consiste em quatro câmaras:


 2 Átrios (direito e esquerdo)
 2 Ventrículos (direito e esquerdo)
 Septo
 Duas bombas
 Direita: recebe sangue desoxigenado do corpo e envia para o tronco pulmonar que conduz aos
pulmões para oxigenação.
 Esquerda: recebe sangue oxigenado do pulmão através das veias pulmonares e envia para o corpo
através da artéria aorta.
3.1. ANATOMIA GERAL DO CORAÇÃO:
 Sulco coronário (separa os átrios dos ventrículos)
 Aurículas – saco de fundo cego por onde cada átrio termina.
 Sulco paraconal – localizado no lado esquerdo
 Sulco subsinuoso – localizado no lado direito
O Átrio direito recebe:
 Veia cava caudal
 Veia cava cranial
 Veia ázigos direita (equino, cão e ruminante)
 Veia ázigos esquerda (ruminantes e suinos)

O Átrio esquerdo:
 Recebe as veias pulmonares

Ventrículo direito:
 Em forma de meia lua na secção transversal
 Valva atrioventricular direita (tricúspide). Três abas ou cúspides que são fixadas por cordas tendíneas nos
Músculos papilares
 Valva semilunar pulmonar

Ventrículo esquerdo:
 Possui uma secção circular e forma o ápice do coração.
 Parede mais grossa que a do ventrículo direito
 Valva atrioventricular esquerda (bicúspide ou mitral)
 Valva semilunar aórtica
Estrutura do coração:
 Possui 3 camadas:
 ENDOCÁRDIO, MIOCÁRDIO E EPICÁRDIO (pericárdio visceral).
 Os Ruminantes possuem Ossos cardíacos - fibrocartilagem

Ritmo do coração: (marca-passo) é feito pelo:


 Nodo sinoatrial
 Nodo atrioventricular

PEQUENA CIRCULAÇÃO E GRANDE CIRCULAÇÃO:


 Pequena circulação ou Circulação pulmonar: O sangue desoxigenado sai do átrio direito passa pela
válvula tricúspide e chega ao ventrículo direito, ao sair do coração passa pela artéria pulmonar indo
em direção aos pulmões. Nos pulmões serão realizadas as trocas gasosas e a consequente
transformação de sangue desoxigenado em sangue oxigenado, que retornará ao coração pelas veias
pulmonares entrando pelo átrio esquerdo, passando para o ventrículo esquerdo através da válvula
bicúspide ou mitral.
 Grande circulação ou Circulação sistêmica: O sangue rico em oxigênio sai do ventrículo esquerdo
pela artéria aorta, sendo distribuído para todo o corpo e retornando pela veia cava caudal.

4.CIRCULAÇÃO FETAL:

A circulação fetal é caracterizada por shunts que garantem a circulação paralela. Estes shunts ocorrem
através do forame oval, entre o átrio direito e o esquerdo, através do ducto arterial (entre a artéria pulmonar e a
aorta), do ducto venoso entre a veia umbilical e a veia cava caudal, através do fígado.
O sangue oxigenado vem da placenta para o feto, através da veia umbilical, com PO2 em torno de 35mmHg.
Aproximadamente 50% desse sangue entra na circulação hepática, enquanto o resto passa através do fígado pelo
ducto venoso e se junta ao sangue da veia cava caudal, que é menos oxigenado, pois retorna da parte caudal do
corpo fetal e da circulação hepática. Este sangue então com PO2 28 mmHg, entra no AD (átrio direito) e é
direcionado pelo forame oval para o AE (átrio esquerdo). Do AE vai para o VE (ventrículo esquerdo) e é ejetado
para a aorta ascendente, indo irrigar o cérebro, o miocárdio e membros anteriores, por ser o sangue com melhor
concentração de O2.
O sangue menos oxigenado e com menos substratos nutritivos vem da Veia Cava Cranial (alta extração de
O2 pelo cérebro) e da circulação coronariana (alta extração pelo miocárdio) desembocando no Átrio direito, seguindo
pela valva tricúspide e Ventrículo Direito. Do VD o sangue é ejetado na Artéria pulmonar. Como a circulação
pulmonar está quase toda fechada, (somente 10% do volume que sai do VD vai para os pulmões para a oxigenação
e nutrição dos seus tecidos), a maior parte desse sangue passa através do Ducto arterial irrigando a parte caudal do
corpo e indo para a placenta pelas 2 artérias umbilicais.
Portanto a parte cranial do feto (miocárdio, cérebro e membros superiores), recebe o sangue mais oxigenado
e cheio de nutrientes proveniente do VE, enquanto a parte caudal do corpo fetal recebe o sangue menos oxigenado e
com menos nutrientes provenientes do VD. Pequena parte do sangue da Ao (aorta) ascendente (10%) passa pelo
istmo aórtico em direção à Ao descendente para melhorar a oxigenação da parte inferior do corpo.

Após o nascimento, as estruturas (forame oval, ducto arterioso, veia umbilical artéria umbilical) se fecham e
formam as seguintes estruturas:

Você também pode gostar