Você está na página 1de 3

Linguagem C++

É uma linguagem estaticamente tipada, ou seja, temos Observe que a estrutura if do C++ é bem parecida com
que definir o tipo de cada variável de forma explícita. a do Python, porém deve-se utilizar chaves quando irá
Conceitos---------------------------- abrir um bloco e quando irá fechar.

 No final de cada linha, deve-se colocar ponto e


vírgula (;). Obs: A indentação no C++ não é obrigatória, mas com
 Antes de usar qualquer variável, deve-se defini-la ela fica mais fácil entender o programa. Outro detalhe,
juntamente com seu tipo, usando a estrutura: type se você quiser juntar duas informações usando a
variable’s name. estrutura matemática OU, basta colocar no mesmo
parêntese ||.
Exemplo: temos a variável nome, que será do tipo
string. Dessa forma deve-se utilizar a seguinte  Estrutura FOR:
estrutura:

 O comando de entrada é feito da seguinte forma:


cin >> variable;
 O comando de saída é feito da seguinte forma:
cout << “Frase a ser dita”;
 Para adicionar várias informações em uma mesma
saída, deve-se usar <<, o que no Python seriam as
vírgulas.
 Para salvar um arquivo em C++, basta adicionar o
sufixo .cpp no final do nome do arquivo.
 Em todo programa, deve-se conter chaves no início
e no fim do algoritmo. Observe que para a estrutura For devemos definir três
Um exemplo de programa que pede ao usuário um parâmetros, o primeiro se refere em qual valor
nome e retorna Hello mais o nome é: começará a estrutura (int i=1), o segundo até onde ele
vai (i<=num), já o terceiro refere-se em como será a
Exemplo: contagem, que no caso foi utilizado a seguinte estrutura
i = i + 1, porém no C++, para simplificar essa expressão,
basta usar i++.

 Estrutura WHILE:

 Para armazenar algo, deve-se usar apenas um =,


porém para fazer uma comparação entre dois
elementos, deve-se usar dois ==. A estrutura While é bem simples. Nela basta você
definir entre parênteses qual condição a ser seguida.
Estrutura condicional ------------
 Estrutura IF: Funções------------------------------
As funções em C++ devem ser feitas fora da função
main, ou seja, não devem estar contidas no bloco main.
Elas devem possuir um tipo, como qualquer outra
variável, mas esse tipo se refere ao resultado da função.
 Função sem resultado: Observe que o resultado dentro da função se dá pela
Quando uma função não tiver um resultado, palavra reservada return. Se houver algo depois do
definiremos o tipo como void (vazio). Além disso, return, dentro da função, não será executado. Se você
devemos definir o tipo de parâmetro que será recebido. quiser alterar uma variável que esteja dentro da
parâmetro, basta utilizar o &. A seguir, segue um
Exemplo: exemplo:

Observe que o parâmetro é o que está entre parênteses


Nesse caso, com o &, para qualquer valor de a, o que
à frente do nome da função (fatorial). Outra ponto
será informado ao usuário será o valor 9, que foi
interessante, é que a função fatorial poderá ser usada a
definido para x. Chamamos isso de referenciar. Mas
qualquer momento durante o código, basta chamá-la.
para isso acontecer, devemos usar uma variável e não
um valor constante na parte entre parênteses a seguir:
 Função com resultado:
int y = maisSimples (a);
Como dito antes, em toda função o tipo do resultado
tem que ser definido. Dessa forma, usaremos o mesmo
Estruturas de dados heterogêneas
exemplo passado, porém haverá um resultado dentro
da função.
Também chamada de struct, é uma estrutura bem
simples, onde dados poderão ser armazenados.
Exemplo:

Exemplo:
Outro exemplo é o cálculo da Combinação simples:
Arquivos CSV----------------------------
Estrutura de dados--------------- FILAS: Nas filas não é possível inserir elementos no
LISTAS: As listas não possui um número de linhas meio dela, apenas na primeira e última posições. Segue
limitado, como nos vetores, ou seja, o usuário poderá o modelo FiFo (first in - first out), ou seja, o primeiro a
inserir quantos dados ele desejar. Para criar uma lista entrar é o primeiro a sair.
basta seguir os seguintes passos: Aplicações:
- Fila de pessoas;
- Fila de impressão;
- Fila de pacotes em roteadores;
- Fila de processos em execução no processador.
Implementação em C++: Queue (é a biblioteca
utilizada)
Operações:
- empty: informa se a fila está vazia;
- size: retorna o tamanho da fila;
- front: retorna o primeiro elemento da fila (mais
antigo);
Nas listas possui um comando que se chama Iterator, - back: retorna o último elemento da fila;
que é responsável por acessar cada elemento da lista. - push: insere um elemento ao final da fila;
Para seu funcionamento, siga os passos a seguir: - pop: remove o primeiro elemento;
Utilização semelhante à lista.
PILHAS: Nas pilhas segue o modelo LiFo (last in- first
out), ou seja, o primeiro a entrar é o último a sair.
Aplicações:
- Pilhas de funções em programas;
- Calculadora polonesa pós-fixa.
Implementação em C++: Stack
Operações:
- empty: informa se a pilha está vazia;
- size: retorna o tamanho da pilha;
- push: insere um elemento no início da pilha;
- pop: remove o primeiro elemento do topo;
- top: retorna o primeiro elemento da pilha;

A última opção, Semelhante a, exerce a mesma função


do interator, logo o programador poderá escolher entre
as duas.

Operações com vetor------------

As operações com vetores são bem simples. A seguir se


encontra algumas que podem ser feitas, usando ou não
o interator.

Você também pode gostar