Você está na página 1de 51

TEKLATEKLA STRUCTURESSTRUCTURES

VERSÃO 13.0 Maio.2009 – PI ® Vanessa Vianna
VERSÃO 13.0
Maio.2009 – PI ®
Vanessa Vianna
 
• TEKLA STRUCTURES 13.0

TEKLA STRUCTURES 13.0

 

PESQUISAR

Arquivo NOVO GRID Vistas da GRID Propriedades das VISTAS Cadastramento de MATERIAIS Cadastramento de PERFIS Lançamento da ESTRUTURA MENUS Auxiliares Criação de FILTROS LIGAÇÕES LIGAÇÕES do USUÁRIO Propriedades dos CROQUIS Marcação do MODELO

03

04

05

07, 08 e 09

CONFIGURANDO Formatos de LEGENDA e LISTAS Aplicando Formatos de LEGENDA nas FOLHAS Gerando LISTAS Gerando CROQUIS e CONJUNTOS Visualizando CROQUIS e CONJUNTOS Gerando DESENHOS de MONTAGEM Gerando Arquivo . DWG Extensão ARQUIVOS CATÁLOGOS Menus PRINCIPAIS

27, 28, 29 e 30 31, 32 e 33

10

11

34

12, 13, 14 e 15

35

e 36

17, 18, 19 e 20

37, 38 e 39

21

40

e 41

22 e 23

42

e 43

24

44

25

44

26

45, 46, 47, 48, 49, 50 e 51

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

2

1.

ARQUIVO NOVO

TEKLA STRUCTURES 13.0

• Após abrir o programa,

vamos em:

ARQUIVO NOVO
ARQUIVO
NOVO

e então teremos aberta

a tela para nomear o mesmo.

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

vamos em: ARQUIVO NOVO e então teremos aberta a tela para nomear o mesmo. Vanessa Vianna

3

TEKLA STRUCTURES 13.0

2.

GRID

• O primeiro passo após a abertura do arquivo é ajustar a grid as necessidades do projeto.

• Para ajustar a grid, deve-se dar duplo click sobre a mesma e abre-se a tela a seguir:

• As coordenadas X e Y são coordenadas relativas e o Z é coordenada absoluta. Nas coordenadas X e Y deve-se sempre deixar o 0,00, já na coordenada em Z pode-se começar do nível desejado.

• A etiqueta são os nomes que devem ter os eixos.

• Com o término do lançamento das coordenadas deve-se clicar em MODIFICAR e aparecerá na tela CONFIRMAÇÃO DE RELOCAÇÃO, onde deve-se clicar SIM.

• Após isso deve- se adaptar ÁREA DE TRABALHO, clicando – se com o botão direito na tela.

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

se adaptar ÁREA DE TRABALHO , clicando – se com o botão direito na tela. Vanessa
se adaptar ÁREA DE TRABALHO , clicando – se com o botão direito na tela. Vanessa
se adaptar ÁREA DE TRABALHO , clicando – se com o botão direito na tela. Vanessa

4

se adaptar ÁREA DE TRABALHO , clicando – se com o botão direito na tela. Vanessa

TEKLA STRUCTURES 13.0

3.

VISTAS DA GRID

• Para criar as vistas da grid pode-se clicar com o botão direito na GRID e criar todas as vistas dos eixos X, Y e Z de uma vez só, clicando-se em VISTAS DA MALHA.

X, Y e Z de uma vez só, clicando-se em VISTAS DA MALHA. • Ou pode-se

• Ou pode-se criar vistas tanto da GRID, como de peças, através do menu VISTA

• Ou pode-se criar vistas tanto da GRID, como de peças, através do menu VISTA Vanessa
• Ou pode-se criar vistas tanto da GRID, como de peças, através do menu VISTA Vanessa

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

5

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 VISTAS DA GRID ( c ont.) • Após clicar em VISTAS DA

VISTAS DA GRID (cont.)

• Após clicar em VISTAS DA MALHA aparecerá a tela CRIAÇÃO DE VISTAS AO LONGO DA LINHAS DO GRID

• Deve-se preencher a área do PREFIXO DO NOME DA VISTA

LONGO DA LINHAS DO GRID • Deve-se preencher a área do PREFIXO DO NOME DA VISTA

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

6

TEKLA STRUCTURES 13.0

4.

PROPRIEDADES DAS VISTAS

• Clicando-se em VISUALIZAR temos:

• Dando um duplo click sobre a vista aparecerá a seguinte janela onde podem ser
Dando um duplo click sobre a vista aparecerá a seguinte
janela onde podem ser definidas características que deseja-
se que a vista tenha.
7
Vanessa Vianna - Maio.2009
-
PI ®

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 PROPRIEDADES DAS VISTAS (cont.) • O GRUPO DE OBJETOS VISÍVEIS ( Filtro

PROPRIEDADES DAS VISTAS (cont.)

• O GRUPO DE OBJETOS VISÍVEIS ( Filtro de Vista) serve para localizar ou retirar da tela peças ou perfis desejados.

• Clicando – se em GRUPO DE OBJETOS temos:

desejados. • Clicando – se em GRUPO DE OBJETOS temos: • No FILTRO DE VISTA podemos

• No FILTRO DE VISTA podemos adicionar e/ou retirar linhas.

• Esses filtros podem ser classificados em CATEGORIA, PROPRIEDADES, CONDIÇÃO e VALOR.

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

8

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 PROPRIEDADES DAS VISTAS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 9

PROPRIEDADES DAS VISTAS (cont.)

• TEKLA STRUCTURES 13.0 PROPRIEDADES DAS VISTAS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 9
• TEKLA STRUCTURES 13.0 PROPRIEDADES DAS VISTAS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 9

Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ®

9

TEKLA STRUCTURES 13.0

5.

CADASTRAMENTO DE MATERIAIS

• Para cadastrar TIPOS de AÇO que o programa não possua, deve-se ir ao menu ARQUIVO:

que o programa não possua, deve-se ir ao menu ARQUIVO : • MODIFICAR e clica-se com

MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU.

• MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU . Vanessa Vianna
• MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU . Vanessa Vianna
• MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU . Vanessa Vianna
• MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU . Vanessa Vianna
• MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU . Vanessa Vianna
• MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU . Vanessa Vianna
• MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU . Vanessa Vianna
• MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU . Vanessa Vianna
• MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU . Vanessa Vianna
• MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU . Vanessa Vianna
• MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU . Vanessa Vianna
• MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU . Vanessa Vianna
• MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre AÇO e ADICIONAR GRAU . Vanessa Vianna

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

10

TEKLA STRUCTURES 13.0

6.

CADASTRAMENTO DE PERFIS

• TEKLA STRUCTURES 13.0 6. CADASTRAMENTO DE PERFIS • Para cadastrar PERFIS que o programa não

Para cadastrar PERFIS que o programa não possua, deve-se ir ao menu ARQUIVO:

que o programa não possua, deve-se ir ao menu ARQUIVO: Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre o PERFIL desejado, ACRESCENTAR PERFIL

- Maio.2009 - PI ® • MODIFICAR e clica-se com o botão direito sobre o PERFIL

11

TEKLA STRUCTURES 13.0

7.

LANÇAMENTO DA ESTRUTURA

1 2 3 4 5 6 7 8 9 1 - VIGA 2 - COLUNA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
1 - VIGA
2 - COLUNA
3 - VIGA CURVA
4 - POLIVIGA
5 - VIGA na SEÇÃO
6 - PERFIL DUPLO
7 - CHAPA POR PERIMETRO
8 - PARAFUSOS
9 - SOLDA

Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ®

12

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 LANÇAMENTO DA ESTRUTURA (cont.) • Para lançar vigas, colunas, chapas deve-se clicar

LANÇAMENTO DA ESTRUTURA (cont.)

• Para lançar vigas, colunas, chapas deve-se clicar 2X o

• ATRIBUTOS ícone desejado e aparecerá a tela: É a tela onde lança-se os dados
ATRIBUTOS
ícone desejado e aparecerá a tela:
É a tela onde lança-se os dados de:
PREFIXO das PEÇAS - Normalmente fornecido pelo
cliente;
NOME
das
PEÇAS
Podem
seguir
um
padrão,
conforme sugestão abaixo, isso facilitará a criação dos
filtros para futura criação dos desenhos de croquis e
conjuntos:
VIGA
Viga
COLUNA
Coluna
CANTONEIRA
Cantoneira
CHAPA
Chapa
BR
Barra Redonda (exceto p/ chumbadores)
TUBO
Tubo Redondo
TQ
Tubo Retangular ou Quadrado
GP
Grade de Piso
BC
Barra Chata
TERÇA
Terça
LONGARINA
Longarina
* CLASSE:
* MATERIAL:
CB
Chumbador
Cor do Perfil
Tipo de Aço
13
Vanessa Vianna - Maio.2009
-
PI ®

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 LANÇAMENTO DA ESTRUTURA (cont.) POSIÇÃO : • Tela onde define-se o posicionamento

LANÇAMENTO DA ESTRUTURA (cont.)

• TEKLA STRUCTURES 13.0 LANÇAMENTO DA ESTRUTURA (cont.) POSIÇÃO : • Tela onde define-se o posicionamento

POSIÇÃO :

13.0 LANÇAMENTO DA ESTRUTURA (cont.) POSIÇÃO : • Tela onde define-se o posicionamento das peças. •

• Tela onde define-se o posicionamento das peças.

• Todas as peças possuem um ponto amarelo que significa o início da peça e um ponto rosa que indica o fim da peça, clicando-se sobre um desses pontos pode-se aumentar ou diminuir o tamanho da peça.

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

14

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 LANÇAMENTO DA ESTRUTURA (cont.) • Para lançar PARAFUSOS deve-se clicar 2X no

LANÇAMENTO DA ESTRUTURA (cont.)

• Para lançar PARAFUSOS deve-se clicar 2X no ícone e aparecerá a tela ao lado.
Para lançar PARAFUSOS deve-se clicar 2X no
ícone e aparecerá a tela ao lado.
Nesta tela são definidos:
DIÂMETRO do PARAFUSO
TIPO – A325N, A307 e outros.
POSIÇÃO
TOLERÂNCIA
Define-se qual será o diâmetro do furo.
A LOCAÇÃO dos FUROS é definida através do
quadro
OBLONGO
Suas dimensões são definidas no quadro
selecionado
Pode-se definir também se aparecerá o
parafuso completo ou apenas o furo, ativando
ou desativando.
15
Vanessa Vianna - Maio.2009
-
PI ®

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 LANÇAMENTO DA ESTRUTURA (cont.) • Para SOLDAR as peças deve-se clicar 2X

LANÇAMENTO DA ESTRUTURA (cont.)

• Para SOLDAR as peças deve-se clicar 2X no ícone e aparecerá a tela ao lado;

Nesta tela são definidas:

• DIMENSÃO das SOLDAS

• CONTORNO

• ACABAMENTO

• COMPRIMENTO

• PASSO

Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ®

DIMENSÃO das SOLDAS • CONTORNO • ACABAMENTO • COMPRIMENTO • PASSO Vanessa Vianna - Maio.2009 -

16

8.

MENUS AUXILIARES

TEKLA STRUCTURES 13.0

8.1. UCS

1 2

3

4

AUXILIARES • TEKLA STRUCTURES 13.0 8.1. UCS 1 2 3 4 1 – Colocar plano de

1 – Colocar plano de trabalho

2 – Definir plano de trabalho por 3 pontos

3 – Definir o plano de trabalho no plano da vista

4 – Definir o plano de trabalho na face da peça

8.2. RECORTES

1 2

3

4

o plano de trabalho na face da peça 8.2. RECORTES 1 2 3 4 1 –

1 – Criar ajustes/cortes

2 – Criar linha de corte

3 – Criar um corte de peça

4 – Criar corte poligonal

8.3. COPIAR E MOVER

1

2

3

4

5

6

7

8

. C O P I A R E M O V E R 1 2 3

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

1 – Copiar por deslocamento

2 – Copiar por deslocamento

3 – Copiar por rotação

4 – Copiar por espelho

5 – Mover por deslocamento

6 – Mover por deslocamento

7 – Mover por rotação

8 – Mover por espelho

17

• TEKLA STRUCTURES 13.0

TEKLA STRUCTURES 13.0

8.4. MEDIDAS

1

2

3

4

5

6

• TEKLA STRUCTURES 13.0 8.4. MEDIDAS 1 2 3 4 5 6 1 – Retirar medida

1 – Retirar medida em X

2 – Retirar medida em Y

3 – Retirar medida em qualquer sentido

4 – Retirar cota de ângulo

5 – Retirar cota de parafusos

6 – Informações sobre perfis do modelo

8.5. OBJECT SNAP

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

O Object Snap é ativado no teclado através da letra T

O Object Snap é ativado no teclado através da letra T 1 – TO POINTS and

1 – TO POINTS and GRID INTERSECTIONS

2 – ENDPOINT

3 – CENTERPOINT

4 – MIDPOINT

5 – INTERSECTION

6 – PERPENDICULAR

7 – NEAREST

8 – IMAGEM de TODAS as POSIÇÕES

9 – SNAP TO REFERENCE LINES/POINTS

10 – SNAP TO GEOMETRY LINES/POINTS

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

18

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 8.6. PONTOS AUXILIARES 1 2 3 4 5 6 7 8 9

8.6. PONTOS AUXILIARES

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

AUXILIARES 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15

São utilizados para colocação de pontos ou linhas auxiliares para lançamento da estrutura

1 – Criar GRID 11 – Criar pontos na linha de INTERSEÇÃO do PLANO 2
1 – Criar GRID
11 – Criar pontos na linha de INTERSEÇÃO do PLANO
2 – Criar uma MATRIZ de PONTOS
12 – Criar pontos na linha de INTERSEÇÃO da PEÇA
3 – Criar PONTOS de EXTENSÃO
13 – Criar pontos na INTERSEÇÃO entre LINHA e CÍRCULO
4 – Criar PONTO de INTERSEÇÃO entre LINHAS
14 – Criar pontos de INTERSEÇÃO dos EIXOS
5 – Criar PONTO de PROJEÇÃO
15 – Criar PONTO de VÉRTICE
6 – Criar PONTOS PARALELOS
16 – Create USER – DEFINED PLANE
7 – Criar PONTOS de DIVISÃO
17 – Criar LINHA de CONSTRUÇÃO
8 – Criar PONTOS num ARCO
18 – Criar CÍRCULO de CONSTRUÇÃO
9 – Criar ARCO por 3 PONTOS
10 – Criar PONTO de TANGÊNCIA
19 – Criar CÍRCULO de CONSTRUÇÃO por 3 PONTOS

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

19

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 8.7. BOTÕES DE SELEÇÃO 1 2 3 4 5 6 7 8

8.7. BOTÕES DE SELEÇÃO

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

São utilizados para selecionar grupo individual de itens.

1 – Seleciona todos os itens da barra 12 – Seleciona PARAFUSOS SINGULOS 2 –
1 – Seleciona todos os itens da barra
12 – Seleciona PARAFUSOS SINGULOS
2 – Seleciona LIGAÇÕES
13 – Seleciona BARRAS
3 – Seleciona PEÇAS
14 – Seleciona CARGAS
4 – Seleciona entidades com TRATAMENTO DE SUPERFÍCIES
15 – Seleciona PLANOS
5 – Seleciona PONTOS
16 – Seleciona DISTÂNCIAS
6 – Seleciona toda GRADE selecionando uma LINHA DA GRADE
17 – Seleciona OBJETOS
7 – Seleciona uma LINHA DA GRADE
18 – Seleciona COMPONENTES em LIGAÇÕES
8 – Seleciona SOLDAS
19 – Seleciona PROPRIEDADE DO CONJUNTO
9 – Seleciona CORTES
20 – Seleciona PROPRIEDADES DA PEÇA
10 – Seleciona VISTAS
21 – Seleciona os FILTROS criados
11 – Seleciona PARAFUSOS

8.8. COMANDOS

CTRL + 4

Modelo RENDERIZADO

CTRL + 2

Modelo em LINHA

CTRL + R

Rotaciona o modelo 3D

SHIFT + 2

Ligações em LINHA

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

CTRL + ALT

Seleciona todas as PEÇAS de um CONJUNTO SOLDADO

SHIFT + 3

Ligações em PRETO

SHIFT + 4

Ligações RENDERIZADAS

20

TEKLA STRUCTURES 13.0

9.

CRIAÇÃO DE FILTROS

• Devemos criar filtros para auxiliar na geração de DESENHOS DE CROQUIS.

• Para isso devemos clicar em

de DESENHOS DE CROQUIS. • Para isso devemos clicar em • Se abrirá a tela apresentada

• Se abrirá a tela apresentada abaixo.

devemos clicar em • Se abrirá a tela apresentada abaixo. • Na lacuna GUARDAR COMO coloca-se

• Na lacuna GUARDAR COMO coloca-se o nome do filtro desejado.

• Nas colunas CATEGORIA, PROPRIEDADES, CONDIÇÃO, VALOR, E/OU entra-se com as condições desejadas.

• Pode ser ADICIONADA, APAGADA LINHA conforme a necessidade.

Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI

®

21

TEKLA STRUCTURES 13.0

10.
10.

LIGAÇÕES

• Os ícones abaixo são das ligações padrões que existem no programa.

* Ligações de uso freqüente :

* * * * * * * * * * *
*
* *
* *
* *
*
* * *
* * * * * *
* * *
* * *
uso freqüente : * * * * * * * * * * * * *

* * * * * *

* * * * * * * * * *
* * *
* * *
*
*
* *
* * * * *
*
* * * *
* *
* *

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

22

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 LIGAÇÕES (cont.) * Ligações de uso freqüente : * * * *

LIGAÇÕES (cont.)

* Ligações de uso freqüente :

* *
*
*
* * * * *
* * *
* *
* * *
* * *
* * * * * *
* * *
* *
*

* * * * * *

* * * * *
*
* *
* *

* * * * *

*
*
*
*

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

23

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 10.1. LIGAÇÕES DO USUÁRIO • Para criar uma ligação chamada LIGAÇÃO do

10.1. LIGAÇÕES DO USUÁRIO

• Para criar uma ligação chamada LIGAÇÃO do USUÁRIO

primeiro deve-se lançar todos os componentes que vão

compor esta ligação e após isso ir ao menu: DETALHES DEFINIR COMPONENTE PERSONALIZADO Vanessa Vianna
compor esta ligação e após isso ir ao menu:
DETALHES
DEFINIR COMPONENTE PERSONALIZADO
Vanessa Vianna - Maio.2009
-
PI ®

• Pode-se então, definir qual é o tipo de ligação do

usuário que vai ser utilizada:

Ã

LIGAÇ O, DETALHE, JUNTA e PEÇA

então, definir qual é o tipo de ligação do usuário que vai ser utilizada: Ã LIGAÇ
então, definir qual é o tipo de ligação do usuário que vai ser utilizada: Ã LIGAÇ

24

TEKLA STRUCTURES 13.0

11.

PROPRIEDADES DOS CROQUIS

• Devemos criar configurações para

auxiliar na geração de DESENHOS DE CROQUIS.

• Essas configurações estão ligadas ao tipo de peça que será apresentada, por exemplo, se temos uma peça que nomeamos de VIGA no modelo, depois criamos um filtro com o nome de VIGA_FILTRO e por fim criamos uma propriedade para o croqui com o nome de VIGA_CROQUI.

• Na VIGA_CROQUI estará cadastrada a apresentação das VISTAS, COTAS, MARCAS, OBJETOS e OUTROS.

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

cadastrada a apresentação das VISTAS, COTAS, MARCAS, OBJETOS e OUTROS. Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI

25

TEKLA STRUCTURES 13.0

12.

MARCAÇÃO DO MODELO

• TEKLA STRUCTURES 13.0 12. MARCAÇÃO DO MODELO • Após o término do lançamento da estrutura

• Após o término do lançamento da estrutura e

suas ligações pode-se mandar executar a

marcação do modelo, vai para o menu;

FERRAMENTAS

MARCAÇÃO CHEIO
MARCAÇÃO
CHEIO

• Se for necessário realizar alguma alteração no

CHEIO • Se for necessário realizar alguma alteração no modelo, após ter sido feita o primeira

modelo, após ter sido feita o primeira marcação,

deve-se marcar novamente, seguindo a mesma

rotina acima indicada, somente, ao invés de

selecionar CHEIO seleciona-se MODIFICADO

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

26

TEKLA STRUCTURES 13.0

13.

CONFIGURANDO FORMATOS DE LEGENDA E LISTAS

• Para configurar as legendas com as logomarcas e informações necessárias em DESENHOS DE CROQUIS, CONJUNTOS, MONTAGEM e LISTAS devemos acessar o TEMPLATE EDITOR 2.2.

MONTAGEM e LISTAS devemos acessar o TEMPLATE EDITOR 2.2. • Clicando em OPEN TEMPLATE abriremos os

• Clicando em OPEN TEMPLATE abriremos os formatos para

legendas dos DESENHOS DE CROQUIS, CONJUNTOS e

MONTAGEM .

• Clicando em OPEN REPORT abriremos os formatos de LISTAS.

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

e MONTAGEM . • Clicando em OPEN REPORT abriremos os formatos de LISTAS. Vanessa Vianna -

27

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 CONFIGURANDO FORMATOS DE LEGENDA E LISTAS (cont.) • Para facilitar adaptações em

CONFIGURANDO FORMATOS DE LEGENDA E LISTAS (cont.)

• Para facilitar adaptações em legendas de desenhos e listas escolhemos uma pré existente próxima
• Para facilitar adaptações em legendas de desenhos e listas escolhemos uma pré existente próxima da formatação
desejada.

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

28

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 CONFIGURANDO FORMATOS DE LEGENDA E LISTAS (cont.) • Abrindo a legenda devemos

CONFIGURANDO FORMATOS DE LEGENDA E LISTAS (cont.)

• Abrindo a legenda devemos visualizar o que ela apresenta e adaptar o que é necessário.

• Utilizando o exemplo abaixo o que se apresenta em verde é apenas texto e o que se apresenta em amarelo são variáveis apresentadas pelo programa, cada uma delas tem um significado.

Clicando 2X sobre as variáveis se abrirá o quadro com as diversas variáveis e a formatação das mesmas.

se abrirá o quadro com as diversas variáveis e a formatação das mesmas. Vanessa Vianna -

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

29

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 CONFIGURANDO FORMATOS DE LEGENDA E LISTAS (cont.) • Abrindo a LISTA devemos

CONFIGURANDO FORMATOS DE LEGENDA E LISTAS (cont.)

• Abrindo a LISTA devemos visualizar o que ela apresenta e adaptar o que é necessário.

• Utilizando o exemplo abaixo o que se apresenta em verde é apenas texto e o que se apresenta em amarelo são variáveis apresentadas pelo programa, cada uma delas tem um significado.

Clicando 2X sobre as variáveis se abrirá o quadro com as diversas variáveis e a formatação das mesmas.

se abrirá o quadro com as diversas variáveis e a formatação das mesmas. Vanessa Vianna -

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

30

TEKLA STRUCTURES 13.0

14.

APLICANDO FORMATOS DE LEGENDA NAS FOLHAS

• Após configurado os formatos das legendas

podemos aplicá-los, para isso devemos ir em:

• Abrirá a tela apresentada abaixo

PROPRIEDADES DISPOSI ÃO Ç • Nesta tela podemos acrescentar , apagar e alterar
PROPRIEDADES
DISPOSI ÃO
Ç
• Nesta tela podemos acrescentar , apagar e alterar

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

formatos de legenda nas folhas. Se resolvermos

alterar algum dos formatos devemos selecionar o

desejado e clicar em DISPOSIÇÃO FORMATO.

31

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 APLICANDO FORMATOS DE LEGENDA NAS FOLHAS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 -

APLICANDO FORMATOS DE LEGENDA NAS FOLHAS (cont.)

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

Se abrirá a tela apresentada abaixo. Seleciona-se LAYOUT do FORMATO

a tela apresentada abaixo. Seleciona-se LAYOUT do FORMATO • Clica-se sobre TABELAS e se abrirá a
• Clica-se sobre TABELAS e se abrirá a tela apresentada na próxima página .
• Clica-se sobre TABELAS e se abrirá a tela apresentada na próxima página .
Seleciona-se LAYOUT do FORMATO • Clica-se sobre TABELAS e se abrirá a tela apresentada na próxima

32

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 APLICANDO FORMATOS DE LEGENDA NAS FOLHAS (cont.) • Nela estará disponível os

APLICANDO FORMATOS DE LEGENDA NAS FOLHAS (cont.)

13.0 APLICANDO FORMATOS DE LEGENDA NAS FOLHAS (cont.) • Nela estará disponível os FORMATOS criados. •

• Nela estará disponível os FORMATOS criados.

• Seleciona-se em FORMATOS DISPONÍVEIS o formato que se deseja.

• Clica-se sobre as setas transferindo o formato para

• Clica-se sobre as setas transferindo o formato para FORMATOS ESCOLHIDOS. • Clicando-se sobre o formato

FORMATOS ESCOLHIDOS.

• Clicando-se sobre o formato escolhido podemos determinar o posicionamento do mesmo dentro da folha, através da escolha dos pontos em REFERÊNCIA, TABELA, VALORES ENTRE CANTOS .

• Após as alterações clica-se em APLICAR até sair de todas as telas abertas.

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

33

TEKLA STRUCTURES 13.0

15.

GERANDO LISTAS

• TEKLA STRUCTURES 13.0 15. GERANDO LISTAS • Após a marcação estar completa, geram-se as listas

Após a marcação estar completa, geram-se as listas de materiais necessárias. Para tanto, clica-se sobre o ícone LISTA

necessárias. Para tanto, clica-se sobre o ícone LISTA e se abrirá a tela ao lado. Nela

e se abrirá a tela ao lado. Nela consta vários tipos de Listas de Materiais, Parafusos, Revisões e Outras.

Seleciona-se a desejada e manda-se

CRIAR de TUDO.

Revisões e Outras. Seleciona-se a desejada e manda-se CRIAR de TUDO . Vanessa Vianna - Maio.2009

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

34

TEKLA STRUCTURES 13.0

16.

GERANDO CROQUIS E CONJUNTOS

• Após as listas geradas e checadas, pode-se criar os desenhos de croqui e conjunto. Para tanto

clica-se no ícone WIZARD apresentada a baixo.

Para tanto clica-se no ícone WIZARD apresentada a baixo. e se abrirá a tela • Antes

e se abrirá a tela

no ícone WIZARD apresentada a baixo. e se abrirá a tela • Antes da geração de

• Antes da geração de DESENHOS DE CROQUIS, podemos programar em qual seqüência e com que nomes devem ser criados os desenhos, dá seguinte forma:

Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ®

– Seleciona DESENHOS DE CROQUIS

– Clica-se em EDITAR, e abrirá a tela ao lado.

NOME CADASTRADO EM PROPRIEDADES DO CROQUI NOME CADASTRADO EM SELECIONAR FILTROS
NOME CADASTRADO EM PROPRIEDADES DO CROQUI NOME CADASTRADO EM SELECIONAR FILTROS
NOME CADASTRADO EM PROPRIEDADES DO CROQUI
NOME CADASTRADO EM
PROPRIEDADES DO CROQUI
NOME CADASTRADO EM PROPRIEDADES DO CROQUI NOME CADASTRADO EM SELECIONAR FILTROS
NOME CADASTRADO EM PROPRIEDADES DO CROQUI NOME CADASTRADO EM SELECIONAR FILTROS
NOME CADASTRADO EM SELECIONAR FILTROS
NOME CADASTRADO EM
SELECIONAR FILTROS

35

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 GERANDO CROQUIS E CONJUNTOS (cont.) • Após a determinação da seqüência desejada

GERANDO CROQUIS E CONJUNTOS (cont.)

• Após a determinação da seqüência desejada podemos gerar os DESENHOS DE CROQUIS e os DESENHOS DE CONJUNTO.

gerar os DESENHOS DE CROQUIS e os DESENHOS DE CONJUNTO. • Selecionamos DESENHOS DE CONJUNTOS e
gerar os DESENHOS DE CROQUIS e os DESENHOS DE CONJUNTO. • Selecionamos DESENHOS DE CONJUNTOS e
gerar os DESENHOS DE CROQUIS e os DESENHOS DE CONJUNTO. • Selecionamos DESENHOS DE CONJUNTOS e
gerar os DESENHOS DE CROQUIS e os DESENHOS DE CONJUNTO. • Selecionamos DESENHOS DE CONJUNTOS e
gerar os DESENHOS DE CROQUIS e os DESENHOS DE CONJUNTO. • Selecionamos DESENHOS DE CONJUNTOS e
gerar os DESENHOS DE CROQUIS e os DESENHOS DE CONJUNTO. • Selecionamos DESENHOS DE CONJUNTOS e
gerar os DESENHOS DE CROQUIS e os DESENHOS DE CONJUNTO. • Selecionamos DESENHOS DE CONJUNTOS e
gerar os DESENHOS DE CROQUIS e os DESENHOS DE CONJUNTO. • Selecionamos DESENHOS DE CONJUNTOS e
gerar os DESENHOS DE CROQUIS e os DESENHOS DE CONJUNTO. • Selecionamos DESENHOS DE CONJUNTOS e
gerar os DESENHOS DE CROQUIS e os DESENHOS DE CONJUNTO. • Selecionamos DESENHOS DE CONJUNTOS e
gerar os DESENHOS DE CROQUIS e os DESENHOS DE CONJUNTO. • Selecionamos DESENHOS DE CONJUNTOS e

• Selecionamos DESENHOS DE CONJUNTOS e clicamos em CRIAR de TUDO.

DESENHOS DE CONJUNTOS e clicamos em CRIAR de TUDO. • Depois selecionamos DESENHOS DE CROQUIS e

Depois selecionamos DESENHOS DE CROQUIS e

clicamos em CRIAR de TUDO.

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

36

TEKLA STRUCTURES 13.0

17.

VISUALIZANDO CROQUIS E CONJUNTOS

Após gerados os desenhos de croquis e conjuntos clica-se no ícone OPEN DRAWING LIST

de croquis e conjuntos clica-se no ícone OPEN DRAWING LIST • Se abrirá a tela abaixo,

• Se abrirá a tela abaixo, onde estarão todos os desenhos de croquis e conjuntos gerados, clicando-se 2X sobre o desenho ele se abrirá.

de croquis e conjuntos gerados, clicando-se 2X sobre o desenho ele se abrirá. Vanessa Vianna -

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

37

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 VISUALIZANDO CROQUIS e CONJUNTOS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ®

VISUALIZANDO CROQUIS e CONJUNTOS (cont.)

STRUCTURES 13.0 VISUALIZANDO CROQUIS e CONJUNTOS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® • Está

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

Está é a apresentação de um croqui de viga. Clicando-se 2X sobre o desenho se abrirá a janela apresentada a seguir

é a apresentação de um croqui de viga. Clicando-se 2X sobre o desenho se abrirá a

38

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 VISUALIZANDO PROPRIEDADES DO CROQUI (cont.) • Esta é a janela onde pode-se

VISUALIZANDO PROPRIEDADES DO CROQUI (cont.)

• Esta é a janela onde pode-se alterar as PROPRIEDADES DO CROQUI.

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

(cont.) • Esta é a janela onde pode-se alterar as PROPRIEDADES DO CROQUI . Vanessa Vianna

39

TEKLA STRUCTURES 13.0

18.

GERANDO DESENHOS DE MONTAGEM

• Para gerar os desenhos de Montagem, o

primeiro passo é configurar as Propriedades do

Desenho de Conjunto Geral indo ao menu

PROPRIEDADES

do Desenho de Conjunto Geral indo ao menu PROPRIEDADES Desenho de Conjunto Geral (montagem) Vanessa Vianna

Desenho de Conjunto Geral (montagem)

ao menu PROPRIEDADES Desenho de Conjunto Geral (montagem) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® •

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

• Se abrirá a tela abaixo, onde pode-se configurar

as Propriedades do Desenho de Conjunto Geral

- PI ® • Se abrirá a tela abaixo, onde pode-se configurar as Propriedades do Desenho

40

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 GERANDO DESENHOS de MONTAGEM (cont.) • Após as Propriedades do Desenho de

GERANDO DESENHOS de MONTAGEM (cont.)

• Após as Propriedades do Desenho de Conjunto

configuradas, vai-se em menu

DESENHO Desenho de Conjunto Geral (montagem)

vai-se em menu DESENHO Desenho de Conjunto Geral (montagem) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ®
vai-se em menu DESENHO Desenho de Conjunto Geral (montagem) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ®

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

• Se abrirá a tela abaixo, nessa tela seleciona-se as Vistas

e clica-se em CRIAR . Esses Desenhos de Montagem

serão criados juntos com os DESENHOS DE CROQUIS e

CONJUNTOS.

e clica-se em CRIAR . Esses Desenhos de Montagem serão criados juntos com os DESENHOS DE

41

TEKLA STRUCTURES 13.0

19.

GERANDO ARQUIVOS .DWG

• Após todos os DESENHO de CROQUIS e CONJUNTOS e de MONTAGEM ajustados aos padrões solicitados pelo cliente, deve -

se plotar os mesmos em formato .DWG para o envio. Clica-se em ABRIR LISTA de DESENHOS

.DWG para o envio. Clica-se em ABRIR LISTA de DESENHOS e abrirá a tela abaixo. •

e abrirá a tela abaixo.

em ABRIR LISTA de DESENHOS e abrirá a tela abaixo. • Aí seleciona-se os desenhos desejados,

• Aí seleciona-se os desenhos desejados, clica-se com o botão direito, abrirá o quadro que possui o comando IMPRIMIR DESENHOS, clica-se sobre o mesmo e aparecerá a tela apresentada a seguir.

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

42

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 GERANDO ARQUIVOS .DWG (cont.) • IMPRIMIR DESENHOS, seleciona-se DWG e clica-se em

GERANDO ARQUIVOS .DWG (cont.)

IMPRIMIR DESENHOS, seleciona-se DWG e clica-se em IMPRIMIR.

(cont.) • IMPRIMIR DESENHOS, seleciona-se DWG e clica-se em IMPRIMIR. Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

43

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 20. EXTENSÃO ARQUIVOS • LIGAÇÃO DE MACROS *.j • LANÇAR CHAPA POR

20. EXTENSÃO ARQUIVOS

LIGAÇÃO DE MACROS

*.j

LANÇAR CHAPA POR PERÍMETRO

*.pm

CONFIGURAÇÃO DE CROQUI

*.wd

FILTRO

*.msf

SOLDA NO MODELO

*.wld

SOLDA NOS DESENHOS

*.wls

21. CATÁLOGOS

CATÁLOGO DE MATERIAIS

matdb.bin

CATÁLOGO DE PERFIS

profdb.bin

CATÁLOGO DE PARAFUSOS

screwdb.bin

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

44

TEKLA STRUCTURES 13.0

22.

MENUS PRINCIPAIS

• No menu FERRAMENTAS temos OPÇÕES AVANÇADAS onde estão as configurações do programa do TEKLA
• No menu FERRAMENTAS temos OPÇÕES AVANÇADAS onde estão as configurações
do programa do TEKLA STRUCTURES.
45
Vanessa Vianna - Maio.2009
-
PI ®

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) • No menu FERRAMENTAS temos OPÇÕES. 46 Vanessa Vianna

MENUS PRINCIPAIS (cont.)

• No menu FERRAMENTAS temos OPÇÕES. 46 Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ®
• No menu FERRAMENTAS temos OPÇÕES.
46
Vanessa Vianna - Maio.2009
-
PI ®

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) • Clicando no menu JANELA – BARRA DE FERRAMENTAS

MENUS PRINCIPAIS (cont.)

• Clicando no menu JANELA – BARRA DE FERRAMENTAS – PERSONALIZAR, abre-se a janela abaixo,
• Clicando no menu JANELA – BARRA DE FERRAMENTAS –
PERSONALIZAR, abre-se a janela abaixo, onde pode-se criar
atalhos para os comandos .
47
Vanessa Vianna - Maio.2009
-
PI ®

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 4 8

MENUS PRINCIPAIS (cont.)

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 4 8

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 4 8
• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 4 8

48

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 4 9

MENUS PRINCIPAIS (cont.)

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 4 9

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 4 9
• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 4 9

49

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 5 0

MENUS PRINCIPAIS (cont.)

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 5 0

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 5 0
• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 5 0

50

TEKLA STRUCTURES 13.0

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 5 1

MENUS PRINCIPAIS (cont.)

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 5 1

Vanessa Vianna - Maio.2009

-

PI ®

• TEKLA STRUCTURES 13.0 MENUS PRINCIPAIS (cont.) Vanessa Vianna - Maio.2009 - PI ® 5 1

51