Você está na página 1de 11

TIPOS DE ATOS DE PESSOAL

ATOS DE ADMISSÃO CIVIL ATOS DE APOSENTADORIA ATOS DE PENSÃO


REGIME ESTATUTÁRIO ATO DE APOSENTADORIA
ATO DE PENSÃO CIVIL
REGIME LOMAN

REGIME LC 75/93 PENSÃO ESPECIAL DE EX-


COMATENTE
REGIME LEI 8745/93
ATOS DE REFORMA
REGIME CLT ATO DE PENSÃO MILITAR
ATO DE REFORMA
REGIME ANISTIADO

ATOS DE ADMISSÃO MILITAR


REFORMA - POLICIAL MILITAR POLICIAL MILITAR - PENSÃO
REGIME MILITAR CARREIRA

REGIME MILITAR TEMPORÁRIO


ABAS
DADOS GERAIS ANEXOS

CONCESSÃO PENDÊNCIAS

MAPA DE TEMPO
CANCELAMENTO DE CONCESSÃO

FICHA FINANCEIRA
CONTROLE INTERNO
MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE REFORMA
INTRODUÇÃO

1. O Formulário de Reforma deve ser apresentado pelo órgão que concedeu a reforma ao servidor militar de carreira.

Não deve ser apresentado Formulário de Reforma de servidor que passou à reserva.

Chegando ao Tribunal, o Formulário de Reforma do servidor, seu desligamento será automaticamente processado pelo Sistema, portanto, não deverá ser preenchido nem informado, nestes casos, o
Formulário de Desligamento.

2. A alteração da reforma pode ocorrer por um dos seguintes motivos:

§ 1° Configuram, entre outras, hipóteses que exigem o encaminhamento de ato de alteração de concessão à apreciação pelo Tribunal, sejam decorrentes de pedido do interessado, de decisão
administrativa ou de ordem judicial:

a) modificações do fundamento legal;

b) revisões de tempo de serviço ou contribuição que impliquem alteração no valor dos proventos;

c) revisões de tempo de serviço ou contribuição que, mesmo não implicando alteração do valor dos proventos, modificarem a natureza dos tempos averbados do ato inicial;

d) melhorias posteriores decorrentes de inclusão ou majoração de parcelas, gratificações ou vantagens de qualquer natureza, que tenham caráter pessoal;

e) novos critérios ou bases de cálculo dos componentes do benefício, quando tais melhorias se caracterizarem como vantagem pessoal do servidor público civil ou militar e não tiverem sido previstas
no ato concessório originalmente submetido à apreciação do Tribunal;

h) modificação da proporcionalidade da concessão;

i) alteração da forma de cálculo do benefício;

Fonte: Art. 2º, § 1º, IN TCU nº 78, de 2018.

3. O cancelamento da reforma, por meio do Atualizar Cancelamento de Concessão, pode ocorrer por um dos seguintes motivos:

§ 4º Constitui cancelamento de concessão da reforma no e-Pessoal a extinção do ato decorrente de:

V – renúncia ao benefício;

VI – apreciação pela ilegalidade, nos termos do § 3º do art. 19 desta instrução normativa;

VII – outros.

§ 3º Não deverão ser remetidos ao Tribunal informações de cancelamento em casos de falecimento.

Fonte: Art. 3º, § 4º, IN TCU nº 78, de 2018.


MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE REFORMA

1. DADOS GERAIS
Dados gerais é a parte do formulário de reforma que contém informações básicas sobre o servidor militar de carreira e tem as seguintes diretrizes básicas:
a) Os campos CPF, Nome, Data de Nascimento e Sexo são sincronizados com a base de CPF da Receita Federal do Brasil.
b) Qualquer pendência que o sistema apontar, após criticar o formulário, recomenda-se que o servidor dirija à Receita Federal para fins de correção da informação.

1.1 Dados do servidor/instituidor


CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO TEXTO DE AJUDA
CPF O campo "CPF" informa o número do CPF do servidor público militar, composto de onze algarismos, incluindo os dois últimos dígitos de controle. Caso o intituidor não possua o CPF na data do óbito, o usuário deve clicar na caixa "Instituidor de pensão NÃO possuía CPF na data
de óbito.

Nome (*) O campo "Nome" informa o nome completo do servidor público militar, sem abreviatura. O campo "Nome" pode ser digitado com acento ou sem acento.

Data de Nascimento (*) O campo "Data de nascimento" informa a data de nascimento do servidor público militar. O formato para preenchimento do campo será dia, mês e ano, devendo ser preenchido com dois algarismos para o dia, dois para o --
mês e quatro para o ano.
Sexo (*) O campo "Sexo" informa o gênero do servidor público militar. As opções para o gênero são: F indicará feminino e M indicará m asculino. --

Comentário O campo "Comentário" informa o número do processo administrativo que gerou a reforma do militar de carreira.

Matrícula O campo "Matrícula" informa a matrícula ou o número de identificação do servidor público militar no sistema de pagamento do órgão ou entidade. Se órgãos
do Poder Executivo, basta informar o número Siape.

1.2 Dados funcionais


CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO TEXTO DE AJUDA
Força armada O campo "Força Armada" informa o nome da unidade das Forças Armadas que reformou o servidor militar.

Situação funcional O campo "Situação funcional" informa a situação funcional do militar de carreira no momento da reforma inicial. O campo "Situação funcional" apresenta as seguintes opções para seleção:
a) na ativa.
b) na reserva remunerada.
c) na reserva não remunerada.

1.3 dados da ativa


CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO TEXTO DE AJUDA
Último posto/graduação na ativa O campo "Último posto/graduação na ativa" informa a denominação do último posto/graduação na ativa em que foi reformado o servidor militar de carreira.

Natureza da Ocupação O campo "Natureza da Ocupação" informa a natureza das atribuições do último posto/graduação que ocupou o servidor militar de carreira. --

Especialidade da área de saúde O campo "Especialidade da área de saúde" informa a especificação da área de saúde para natureza de ocupação "Militar Profissional de saúde com profissão Só aparece quando Natureza da ocupação = "Militar Profissional de saúde com profissão regulamentada" --
regulamentada"
Data de praça O campo "Data de praça" informa a data de efetivo exercício do ingresso nas forças armadas. O formato para preenchimento do campo será dia, mês e ano, devendo ser preenchido com dois algarismos para o dia, dois para o
mês e quatro para o ano.

1.4 Dados da reserva A aba "Dados da reserva" só aparece se Situação funcional = "Na reserva remunerada"

CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO TEXTO DE AJUDA


Posto / Graduação na ativa O campo "Posto / Graduação na ativa" informa a denominação do posto ou graduação que o militar de carreira ocupou na reserva.

Posto/Graduação de referência para cálculo dos proventos de reserva O campo "Posto/Graduação de referência para cálculo dos proventos de reserva" informa a base de cálculo dos proventos da reserva

Data de desligamento O campo "Data de desligamento" informa a efetiva data do desligamento do militar de carreira na reserva. O formato para preenchimento do campo será dia, mês e ano, devendo ser preenchido com dois algarismos para o dia, dois para o
mês e quatro para o ano.

Data de publicação do documento oficial de reserva em órgão oficial O campo "Data de publicação do documento oficial de reserva em órgão oficial" informa a data de publicação da portaria de reserva em órgão oficial. O formato para preenchimento do campo será dia, mês e ano, devendo ser preenchido com dois algarismos para o dia, dois para o
mês e quatro para o ano.
MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE REFORMA

2. CONCESSÃO
2.1. Concessão.
CAMPO DESCRIÇÃO DOS CAMPOS OBSERVAÇÃO TEXTO DE AJUDA
Tipo de registro O campo "Tipo de registro" informa a natureza da concessão encaminhada ao TCU, isto é, se concessão
inicial ou, conforme o caso, alteração da reforma do militar de carreira.

Forma de envio da reforma inicial O campo "Forma de envio da reforma inicial" indica a forma como foi encaminhado ao TCU o ato inicial 2. O campo "Forma de envio da reforma inicial" tem as seguintes opções: O campo "Forma de envio da reforma inicial"
de reforma do militar de carreira. a) Sisac. Esta opção indica que a concessão inicial foi encaminhada pelo Sistema de Apreciação e Registro dos Atos de somente aparecerá se o campo "Tipo de registro"
Admissão e Concessões - SISAC, ou seja, se o Órgão de Controle Interno enviou ao TCU a Ficha de Concessão contendo for selecionado como "Alteração".
os dados da aposentadoria;
b) E-Pessoal. Esta opção indica se a concessão inicial foi encaminhada pelo Sistema e-Pessoal, ou seja, se o Órgão de
Controle Interno enviou ao TCU a Ficha de Concessão contendo os dados da aposentadoria.
c) Convencional. Esta opção indica se a concessão inicial foi encaminhada pelo sistema convencional, ou seja, se o
Órgão de Pessoal enviou ao TCU o próprio processo de aposentadoria autuado na origem.
e) Não Registrado. Esta opção indica se a concessão inicial não estava sujeita a registro ou não tiver sido encaminhada
à apreciação do Tribunal.

Nº Acórdão / colegiado - TCU da reforma inicial O campo "Nº Acórdão / colegiado - TCU da reforma inicial" informa o número do acórdão do TCU que
julgou o ato de reforma inicial, enviado de forma convencional.

Data do julgamento do Acórdão da reforma inicial O campo "Data do julgamento do Acórdão da reforma inicial" informa a data do julgamento do acórdão
que julgou o ato de reforma inicial, enviado de forma convencional.

Resultado do julgamento da reforma inicial O campo "Resultado do julgamento da reforma inicial" informa o resultado do julgamento decidido no O campo "Resultado do julgamento da reforma inicial" informa as seguintes opções para seleção:
acórdão do TCU. a) Legal.
b) Ilegal.
c) Legal com recomendação.
d) Ilegal com recomendação.
e) Prejudicado por inépcia.
f) Prejudicado por perda de objeto.

Data da reforma O campo "Data da reforma" indica a data em que ocorreu a reforma inicial do servidor militar de
carreira.
Data de vigência do ato O campo "Data de vigência do ato" informa a data em que o ato de reforma passou a ter vigência. O campo "Data da reforma" tem as seguintes peculiaridades:
a) Para atos com Tipo de registro=Inicial, a data de reforma, em regra, coincinde com a vigência do ato.
b) Para Tipo de registro=Alteração, as datas não devem coincindir, já que o ato de alteração sempre tem vigência
posterior à reforma inicial.

Número do documento oficial de reforma/alteração O campo "Número do documento oficial de reforma/alteração" informa o número do documento oficial
de reforma ou, conforme o caso, da alteração da reforma.

Data de publicação do documento oficial de reforma/alteração em O campo "Data de publicação do documento oficial de reforma/alteração em órgão oficial" informa a
órgão oficial data da publicação da portaria de reforma inicial ou, conforme o caso, o número da portaria da alteração
da reforma.

CPF do signatário do documento oficial de reforma/alteração O campo "CPF do signatário do ato concessório de aposentadoria" informa o CPF da autoridade
administrativa que assinou a portaria de concessão ou, conforme o caso, da alteração da reforma.

Nome do signatário do documento oficial de reforma/alteração O campo "Nome do signatário do ato concessório de reforma" informa o nome completo da autoridade
administrativa que assinou a portaria de concessão ou, conforme o caso, da alteração da concessão.

2.2. Fundamentação legal da reforma


Código do fundamento constitucional/legal da reforma O campo "Código do fundamento constitucional/legal da reforma" identifica o dispositivo constitucional O campo "Código do fundamento constitucional/legal da reforma" tem as seguintes peculiaridades:
ou legal da reforma. a) O código terá a seguinte nomenclatura: REF-??, onde:
a1) REF = Reforma
a2) ?? indica a numeração do código no Sistema e-Pessoal. Por exemplo, REF-45

b) o usuário deve clicar na lupa para procurar o fundamento legal.


c) caso tenha o código, basta inserir a parte numérica e depois na lupa para o sistema localizá-lo.

Fundamento constitucional/legal da reforma O campo "Fundamento constitucional/legal da reforma" informa a descrição do dispositivo de O conteúdo do campo "Fundamento constitucional/legal da reforma" aparece automaticamente assim que o usuário
fundamento legal da reforma. clicar no botão da lupa.

Posto / graduação na reforma O campo "Posto/graduação na reforma" informa a denominação do posto ou graduação que o militar de
carreira ocupou na reforma.

Proporção dos proventos O campo "Proporção dos proventos" informa a proporção dos proventos a que tem direito o militar de O campo "Proporção dos proventos" oferece as seguintes opções:
carreira reformado. a) Integral.
b) Proporcional.

Motivo da reforma O campo "Motivo da reforma" informa o motivo que ensejou a reforma do servidor militar de carreira. O campo "Motivo da reforma" oferece as seguintes opções:
a) Voluntária.
b) Impedimento de idade.
c) Incapacidade.
d) Invalidez permanente.
e) Punição.
Data da incapacidade/invalidez O campo "Data da incapacidade/invalidez" informa a data da incapacidade ou invalidez constante no
laudo médico.
Data do laudo médico de incapacidade/invalidez O campo "Data do laudo médico de incapacidade/invalidez" informa a data da assinatura do laudo
médico.

Reforma determinada por decisão judicial O campo "Reforma determinada por decisão judicial" informa (Sim ou não) se o benefício foi concedido
por decisão judicial.

Documento Comprobatório Janela aparece ao clicar em "Inserir documento" caso rubrica tenha sido determinada por decisão judicial

CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO


Deseja selecionar um anexo já cadastrado para este ato? Informar (Sim ou Não) se quer selecionar um anexo já cadastrado pelo ato. A resposta à pergunta "Deseja selecionar um anexo já cadastrado para este ato?" poderá ensejar as seguintes
atividades:
a) Caso a resposta seja "Sim":
a.1) clicar no círculo para seleção do documento; e
a.2) clicar no botão "Concluir" para efetivar a seleção.
b) Caso a resposta seja "Não", o usuário deverá preencher os campos e anexar documento conforme demonstrado nos
campos abaixo.

Anexo
+ Anexo O campo "Anexo" permite anexar documento para fins comprobatório. O campo "Tipo de anexo" tem as seguintes opções:
a) sentença judicial.
b) laudo médico.
c) documento oficial.
d) publicação em mídia.

Tipo do anexo O campo "Tipo do anexo" permite a seleção da natureza do documento anexado..
Decisão transitou em julgado? O campo "Decisão transitou em julgado?" indica resposta (Sim ou Não) se a sentença judicial transitou Só aparece quando Tipo do anexo = "Sentença judicial"
ou não em julgado.

Data do trânsito em julgado O campo "Data do trânsito em julgado" informa a data do trânsito em julgado da sentença judicial. Só aparece quando decisão transitou em julgado

Identificador O campo "Identificador" identifica o número do documento anexado no órgão que o prolatou.

Assunto O campo "Assunto" informa resumidamente do que se trata o documento anexado.


Emissor O campo "Emissor" informa o nome do órgão ou entidade que prolatou ou assinou o documento.

Data da emissão O campo "Data da emissão" informa a data da emissão do documento.

2.3. Objeto de alteração da aposentadoria (IN TCU nº 78/2018 - art. 2º, § 1º).
CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO
Fundamento legal do ato concessório O campo "Fundamento legal do ato concessório" somente deve ser selecionado se houve modificação do
fundamento legal informado no ato concessório inicial da reforma

Fundamento: Instrução Normativa TCU nº 78, de 2018 (letra "a" do § 1º do art. 2º).

Inclusão/majoração de vantagem pessoal A opção "Inclusão/majoração de vantagem pessoal", no ato de alteração, configura modificações,
tipificadas nas letras "d" e "e" do § 1º do art. 2º da IN TCU nº 78, de 2018, no ato de pensão civil.

Tempo de contribuição com alteração no valor dos proventos O campo "Tempo de contribuição com alteração no valor dos proventos" somente deve ser selecionado
se houve revisões de tempo de serviço ou contribuição que impliquem alteração no valor dos proventos
informado no ato inicial da reforma

Fundamento: Instrução Normativa TCU nº 78, de 2018 (letra "b" do § 1º do art. 2º).
Tempo de contribuição sem alteração no valor dos proventos O campo "Tempo de contribuição sem alteração no valor dos proventos" somente deve ser selecionado
se houve revisões de tempo de serviço ou contribuição que, mesmo não implicando alteração do valor
dos proventos, modificarem a natureza dos tempos averbados do ato inicial.

Fundamento: Instrução Normativa TCU nº 78, de 2018 (letras "c" do § 1º do art. 2º).

Inclusão/majoração de vantagem pessoal O campo "Inclusão/majoração de vantagem pessoal" informa melhorias posteriores decorrentes de Não se encontra sujeito a registro, e, portanto, não deve ser remetido ao Tribunal, ato de alteração no valor dos
inclusão ou majoração de parcelas, gratificações ou vantagens de qualquer natureza, que tenham caráter proventos decorrente de acréscimo de novas parcelas, gratificações ou vantagens concedidas em caráter geral ao
pessoal. funcionalismo ou introduzidas por novos planos de carreira.

Fundamento: Instrução Normativa TCU nº 78, de 2018 (letras "d" do § 1º do art. 2º). Fundamento: § 2º do art. 2º da IN TCU nº 78, de 2018.

Proporcionalidade dos proventos O campo "Proporcionalidade dos proventos" somente deve ser selecionado se houve modificação da
proporcionalidade da concessão informada no ato inicial da reforma.

Fundamento: Instrução Normativa TCU nº 78, de 2018 (letra "h" do § 1º do art. 2º).

Forma de cálculo dos proventos O campo " Forma de cálculo dos proventos" somente deve ser selecionado se houve alteração da forma Enquadra-se como alteração da forma de cálculo do benefício a modificação posterior da sistemática de reajustamento
de cálculo do benefício. da concessão ou da observância ou não da regra de paridade, entre outras hipóteses.

Fundamento: Instrução Normativa TCU nº 78, de 2018 (letra "i" do § 1º do art. 2º). Fundamento: Instrução Normativa TCU nº 78, de 2018 (§ 4º do art. 2º).
MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE REFORMA

3. MAPA DE TEMPO.
3.1. Resumo de tempos de serviço
O mapa de tempo do formulário de reforma contém todas as informações do tempo de serviço que influenciou na reforma do servidor público militar, de forma que deve-se atentar para as seguintes diretrizes básicas:

a) O mapa de tempo do Sistema e-Pessoal utiliza a regra de conversão dos dias em anos e meses (Art. 101 da Lei 8.112/90 e Súmula-TCU nº159), que considera 1 ano = 365 dias e 1 mês = 30 dias. Em determinados casos, essa conta da lei não fecha, gerando uma sobra de até 5 dias, perceptível no quadro-resumo do mapa
de tempo, que deve ser desconsiderada para lançamento no formulário. A distorção, se perceptível no quadro-resumo do mapa de tempo, não gera prejuízos ao servidor.
b) Em regra, os tempos não devem ser arredondados. Informe corretamente os anos, meses e dias.
c) o não preenchimento do mapa de tempo acarreta o aparecimento da mensagem de que não há tempos de serviço cadastrados para o ato, que geram pendências impeditivas em vermelho, que não são justificáveis.
d) quando houver diferença de dias a maior entre os tempos lançados e os apurados pelo e-Pessoal, sugere-se que se desconte a diferença diretamente no quadro "Resumo de Tempos de serviço/contribuição" na coluna "b - Tempo descontado " por meio do botão "Alterar tempos descontados".
e) Independentemente da categoria de tempo de serviço, as devidas deduções de tempo de serviço deve ser preenchido no quadro “Resumo de tempos de serviço/contribuição”, coluna “b – Tempo descontado”. Para cadastrar os tempos descontados, basta clicar no botão ao lado direito do quadro resumo denominado
“Alterar tempos descontados”.
f) a cessão, remoção e a redistribuição não causam a descontinuidade no cargo e nem na carreira.
g) a licença para tratar de interesse particular não deve ser lançada em qualquer categoria de tempo de contribuição para que o Sistema e-Pessoal não indique cômputo de tempos concomitantes. Dessa forma, recomenda-se a seguinte diretriz para o tema:
g.1) se houve contribuição, deve-se fazer as seguintes atividades no quadro "Resumo de tempos de serviço/contribuição" (Entre as letras "C" a "J", conforme cada caso concreto): lançar as deduções na coluna "b - Tempo descontado " por meio do botão "Alterar tempos descontados" : “Tempo de serviço público”,
“Tempo de serviço público até 08/03/1999 (anuênio)”, se o desconto for relativo a dia anterior a essa data, “Tempo de carreira” e “Tempo no cargo”.
g.2) se não houve contribuição, deve-se fazer as seguintes atividades no quadro "Resumo de tempos de serviço/contribuição" (Entre as letras "C" a "J", conforme cada caso concreto): lançar as deduções na coluna "b - Tempo descontado " por meio do botão "Alterar tempos descontados": Tempo de contribuição para a
aposentadoria, Tempo de serviço público, Tempo de serviço público até 08/03/1999 (anuênio), tempo de carreira e Tempo no cargo.
h) Não é necessário informar as licenças médicas para tratamento da própria saúde com tempo total inferior a 24 meses e nem as licenças para tratamento de saúde de pessoal da família do servidor, com remuneração, que não excederem a 30 (trinta) dias em período de 12 (doze) meses. Contudo, se o servidor exceder
estes prazos deve-se efetuar as deduções devidas no Mapa de Tempo.
i) Não é necessário informar as licenças médicas para tratamento da própria saúde com tempo total inferior a 24 meses e nem as licenças para tratamento de saúde de pessoal da família do servidor, com remuneração, que não excederem a 30 (trinta) dias em período de 12 (doze) meses. Contudo, se o servidor exceder
estes prazos deve-se efetuar as deduções devidas no Mapa de Tempo.
j) Afastamento para mandato eletivo não é necessário informar no mapa de tempo do Sistema e-Pessoal tendo em vista a disposição do parágrafo único do art. 94 da Lei nº 8.112/90.

CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO TEXTO AJUDA


A - Somatório dos tempos brutos O quadro "A - Somatório dos tempos brutos" informa o somatório de todas as categorias de tempos informados pelo O Sistema e-Pessoal calcula automaticamente os tempos
gestor, exceto tempo ficto. informados no quadro "A - Somatório dos tempos brutos".

B - Somatório de tempos sobrepostos O quadro "B - Somatório de tempos sobrepostos" informa, se houver, a contagem total dos tempos concomitantes O Sistema e-Pessoal calcula autocamente os tempos informados no
lançados nas categorias de tempo de contribuição. quadro "B - Somatório de tempos sobrepostos".

C - Somatório de tempo ponderado O quadro "C - Somatório de tempo ponderado" informa, se houver, o somatório de todos os tempos informados na O Sistema e-Pessoal calcula automaticamente os tempos
categoria de tempos fictos. informados no quadro "C - Somatório de tempo ponderado".

D - Somatório de tempo descontado O quadro "D - Somatório de tempo descontado" informa o tempo não computável constante da Ficha de Controle. a) O Sistema e-Pessoal calcula automaticamente os tempos
informados no quadro "D - Somatório de tempo descontado".
b) Em regra, devem ser informados os períodos em que não houve
contribuição previdenciária. Por exemplo, faltas injustificadas ou
licença sem remuneração em que não tenha havido contribuição.

E - Tempo de serviço para a reserva (A-B+C-D) O quadro "E - Tempo de serviço para a reserva (A-B+C-D)" informa a contagem total do tempo que o servidor militar a) O Sistema e-Pessoal calcula automaticamente os tempos
levou para a reserva. informados no quadro "E - Tempo de serviço para a reserva (A-B+C-
D)".
b) O sistema deduz, nesse caso, os tempos sobrepostos e tempos
descontados, com o acréscimo do tempo ponderado.

F - Tempo na reserva remunerada O quadro "F - Tempo na reserva remunerada" informa, se houver, a contagem total do tempo militar na reserva O Sistema e-Pessoal calcula automaticamente os tempos
remunerada. informados no quadro "F - Tempo na reserva remunerada".

G - Tempo de serviço até 29/12/2000 O quadro "G - Tempo de serviço até 29/12/2000" informa a contagem total de tempo de serviço computado até 29 de O Sistema e-Pessoal calcula automaticamente os tempos
dezembro de 2000, inclusive tempo ficto, para fins de cálculo do provento, na inatividade, com base no soldo do grau informados no quadro "G - Tempo de serviço até 29/12/2000".
hierárquico imediato, se contar com mais de trinta anos de serviço ou com base no mesmo soldo do posto/graduação,
se contar com menos de trinta anos de serviço.

3.2. Categorias de tempos de serviço por categoria


CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO TEXTO AJUDA
Aluno de órgão de formação de reserva A categoria de tempo de contribuição "Aluno de órgão de formação de reserva" informa a contagem total do tempo de No preenchimento dos campos da categoria de tempo "Aluno de
serviço militar dos alunos em curso de formação de reserva (NPOR), para fins de inatividade, desde que concluído com órgão de formação de reserva" atenta-se para o seguinte
aproveitamento a formação militar. procedimento:
a) selecionar o nome da entidade no campo "Órgão ou entidade /
Comando"
b) lançamento do tempo de serviço dna seguinte forma: Data de
início e data de término como dd/mm/aaaa.
c) b) No quadro-resumo dos tempos de serviço por categoria, o
tempo bruto do tempo lançado no campo "Tempo acadêmico
(aplicado somente a militares)" será visualizado em dias.

Dia a dia A categoria de tempo de contribuição "Dia a Dia" informa a contagem total do tempo de efetivo serviço computado No preenchimento dos campos "Dia a Dia" deve-se atentar para as
entre a data de ingresso e a data-limite estabelecida para a contagem ou a data do desligamento em conseqüência da seguintes orientações:
exclusão do serviço ativo. a) selecionar o nome da entidade no campo "Órgão ou entidade /
Comando"
b) O lançamento do tempo de serviço será na seguinte forma: Data
de início e data de término.
c) Os descontos do tempo, se houver, devem ser lançados no
campo "Tempo descontado".
d) O Tempo no exercício de magistério - educação infantil e
ensinos fundamental e médio, se houver, deve ser lançado no
campo "Tempo no exercício de magistério - educação infantil e
ensinos fundamental e médio".
e) O Tempo no exercício de magistério superior, se houver, deve
ser lançado no campo "Tempo no exercício de magistério superior".
f) Na aba "Tempos Ponderados" da categoria Dia a dia são lançados
os tempos ponderados (Licença-prêmio não gozada, Licença
especial; Férias Não Gozadas; Prestado às Forças Armadas em
operações de guerra; Serviço militar prestado nas Guarnições
especiais "A"; Atividades perigosas, insalubres ou penosas;
Magistratura/Membro do Ministério Público exercida até
16/12/1998; Magistério exercido até 16/12/1998; e Outros).
g) Tempos ponderados, tratado na letra "f", se houver, devem ser
lançados na aba "Tempos Ponderados"

Relativo a tiro de guerra A categoria de tempo de contribuição "Relativo a tiro de guerra" informa a contagem de tempo de serviço do atirador O campo "Relativo a tiro de guerra" deverá ter o preenchimento da
no período que ficou disponível na guarnição militar. seguinte forma:
a) o campo "Órgão ou entidade / Comando" deverá conter o nome
da entidade que emitiu a certidão do tempo.
b) a caixa de seleção "Órgão ou entidade / Comando" deverá
informar o nome da comando da Força Armada ou da Política
Militar de ex-Território.
c) O lançamento do tempo relativo a tiro de guerá deverá ter o
lançamento da data de início e data de término como dd/mm/aaaa.
d) No quadro-resumo do mapa de tempo, o tempo bruto do tempo
lançado no campo "Tempo acadêmico (aplicado somente a
militares)" será visualizado em dias.

Serviço público civil (Adm. Direta e Indireta) em cargo A categoria tempo de contribuição "Serviço público civil (Adm. Direta e Indireta) em cargo diferente ao da O formato para o preenchimento dos campos data de início e data
diferente ao da aposentadoria aposentadoria" possibilita o lançamento de tempos no serviço público civil em cargo diferente ao da aposentadoria, de término será dd/mm/aaaa para data de início e dd/mm/aaaa
caso o servidor tenha laborado nas esferas públicas federal, estadual/distrital ou municipal. para data término.

Empresa pública e sociedade de economia mista (Certif. A Categoria de tempo de contribuição "Empresa pública e sociedade de economia mista (Cert. INSS)" possibilita o O formato para o preenchimento dos campos data de início e data
INSS) lançamento do tempo de serviço prestado a empresas públicas e sociedades de economia mista, sendo que o tempo de término será dd/mm/aaaa para data de início e dd/mm/aaaa
trabalhado será contado apenas para fins de aposentadoria e disponibilidade, se recolhidas as contribuições ao INSS. para data término.

Empresa privada/Outras certificações INSS A Categoria de tempo de contribuição "Empresa privada/Outras cerfificações INSS" possibilita o lançamento do tempo
de serviço prestado no regime da Consolidação das Leis do Trabalho-CLT no setor privado, desde que recolhidas as
contribuições previdenciárias.
Tempo acadêmico (aplicado somente a militares) O campo "Tempo acadêmico (aplicado somente a militares)" informa, se houver, a contagem de tempo de serviço, para a) O campo "Tempo acadêmico (aplicado somente a militares)"
efeito de inatividade, dos oficiais do Serviço ou Corpo de Saúde das Fôrças Armadas. deverá ter o lançamento do tempo em anos.
b) No quadro-resumo dos tempos de serviço por categoria, o
tempo bruto do tempo lançado no campo "Tempo acadêmico
(aplicado somente a militares)" será visualizado em dias.

Mandato eletivo anterior ao serviço público A Categoria de tempo de contribuição "Mandato eletivo anterior ao serviço público" possibilita o lançamento do O formato para o preenchimento dos campos data de início e data
tempo ao desempenho de mandato eletivo federal, estadual, municipal ou distrital, anterior ao ingresso no serviço de término será dd/mm/aaaa para data de início e dd/mm/aaaa
público, se recolhida a contribuição previdênciária. para data término.
Rural A categoria de tempo de contribuição "Rural" informa tempo de atividade rural que somente poderá ser averbado para
O formato para o preenchimento dos campos data de início e data
fins de aposentadoria no serviço público se recolhidas as respectivas contribuições previdenciárias na época própria
de término será dd/mm/aaaa para data de início e dd/mm/aaaa
ou, posteriormente, de forma indenizada. Súmula TCU nº 268
para data término.

Aluno aprendiz, remunerado à conta do orçamento A categoria de contribuição "Aluno aprendiz, remunerado à conta do orçamento" informa, para todos os efeitos, como
tempo de serviço público, o período de trabalho prestado, na qualidade de aluno-aprendiz, em Escola Pública
Profissional, desde que comprovada a retribuição pecuniária à conta do Orçamento, admitindo-se, como tal, o
recebimento de alimentação, fardamento, material escolar e parcela de renda auferida com a execução de
encomendas para terceiros. Súmula TCU nº 96.

Averbado por decisão judicial A categoria de tempo de contribuiçãp "Averbado por decisão judicial" informa a contagem de tempo averbado por
determinação de decisão judicial.
Obtido através de justificação judicial A categoria de tempo "Obtido através de justificação judicial" informa, como prova do tempo de serviço, tão somente
em caráter subsidiário ou complementar a começo razoável de prova por escrito e desde que evidenciada a
impossibilidade de obtenção de certidão expedida pelos órgãos próprios, à vista dos assentamentos individuais do
servidor e da respectiva ficha financeira. Súmula TCU nº 107.

Cargo ou função pública civil temporária (aplicado somente a


militares)
Exercício da advocacia A categoria de tempo de contribuição "Exercício da advocacia" informa tempo de servido prestado por magistrado à
Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, como membro de diretoria de órgão da OAB ou como conselheiro, constitui
tempo de serviço público, conforme a definição contida no art. 48 da Lei nº 8.906, de 1994, mas somente poderá ser
computado como tempo de serviço público para fins de aposentadoria, se as respectivas contribuições previdenciárias
forem efetuadas, haja vista os termos da Emenda Constitucional nº 20, de 16/12/1998, e da Decisão nº 504/2001-TCU-
Plenário

Membro ou conselheiro da OAB A Categoria de tempo de contribuição "Membro ou conselheiro da OAB" possibilita o lançamento da contagem de
tempo público, prestado por magistrado à OAB, como membro de diretoria de órgão da OAB ou como conselheiro, se
recolhida a contribuição previdenciária.

Estagiário A Categoria de tempo de contribuição "Estagiário" possibilita o lançamento do tempo de serviço de estagiário, se
recolhida a contribuição previdenciária.
Residência médica A Categoria de tempo de contribuição "Residência médica" possibilita o lançamento da contagem de tempo de
residência médica, se recolhida a contribuição previdenciária.
Bolsista, aluno remunerado, monitor ou instrutor de ensino. A categoria "Bolsista, aluno remunerado, monitor ou instrutor de ensino" possibilita o lançamento do tempo de
serviço relativo ao bolsista, aluno remunerado, monitor ou instrutor de ensino, se recolhida a contribuição
previdenciária.
Solicitador acadêmico A categoria de tempo de contribuição "Solicitador acadêmico" possibilita o lançamento da contagem de tempo de
solicitador acadêmico, se comprovado o recolhimento previdenciário.
Outros A Categoria de tempo de contribuição "Outros" possibilita o lançamento da contagem de tempo concernente a outras
categorias de tempo não ofertadas pelo sistema e-Pessoal. O sistema perguntará se houve contribuição previdenciária.
Ex: tempo como contribuinte individual (autônomo).

Categoria de tempo de contribuição

CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO TEXTO AJUDA


Regime Jurídico O campo Regime informa a natureza do regime de contratação do servidor público. O campo Regime contém as seguintes opções:
a) Regime estatutário.
b) LOMAN.
c) LC 75/93.
d) CLT.
e) Lei 8.745/d93.

Esfera O campo Esfera informa o poder público contratante do servidor público. O campo Esfera contém as seguintes opções:
a) Municipal.
b) Estadual.
c) Federal.
d) Distrital.
e) Lei 8.745/d93.
Orgão ou entidade / Comando O campo Órgão ou entidade / Comando informa a denominação do poder público contratante.

Data de início O campo Data de início informa o início do efetivo exercício laborado pelo servidor público.

Data de término O campo Data de término informa o início do efetivo exercício laborado pelo servidor público.

Tempo bruto (em dias) O campo Tempo bruto (em dias) informa a contagem total automática do tempo bruto do tempo obtido entre a data de
início e a data de término.

Tempo descontado em dias O campo Tempo descontado em dias informa a contagem total dos descontos efetuados no tempo ficto lançado. Sempre deverá ser preenchido, mesmo que seja com zero.

Tempo ponderado (em dias) O campo Tempo ponderado em dias informa em dias a ponderação aplicada de 100% após o desconto, se houver.

Acórdão/TCU que possibilitou a aplicação da Súmula TCU nº O campo "Acórdão/TCU que possibilitou a aplicação da Súmula TCU nº 74 (se houver)" informa o número do acórdo do O campo é alfanumérico.
74 (se houver) TCU que possibilitou a aplicação da Súmula TCU nº 74.

Tempo no exercício de atividade policial(DInic-DFim) O campo "Tempo no exercício de atividade policial(DInic-DFim)" informa a data início e data término no exercício da
atividade policial.

Tempo no exercício de magistério - Educação infantil e O campo "Tempo no exercício de magistério - Educação infantil e ensinos fundamental e médio (DInic-DFim)?" Sempre deverá ser preenchido, mesmo que seja com zero.
ensinos fundamental e médio (DInic-DFim)? informa a data início e data término do tempo no exercício de magistério - Educação infantil e ensinos fundamental e
médio.

Tempo na magistratura (DInic-DFim) O campo "Tempo na magistratura (DInic-DFim)" informa a data início e data término do tempo na magistratura.

Tipo de contribuição previdenciária O campo Tipo de contribuição previdenciária informa o tipo da contribuição previdenciária devida. O campo Tipo de contribuição previdenciária tem as seguintes
contribuições devidas:
a) contribuinte empregado.
b) contribuinte individual.
c) contribuinte facultativo.
d) empregado doméstico.
e) segurado especial.
Houve contribuição previdenciária? O campo "Houve contribuição previdenciária?" informa (Sim ou não) se houve a respectiva contribuição previdenciária.

Há certidão ou declaração emitida por instituição ou órgão O campo Há certidão ou declaração emitida por instituição ou órgão competente? Informa (Sim ou não) se houve a
competente? (S/N) emissão de certidão ou declaração por órgão ou instituição competente.

Tempo ponderado por decisão judicial? O campo "Tempo ponderado determinado por decisão judicial?" informa se a contagem do tempo foi determinada por
decisão judicial.
Tempo foi considerado como tempo de serviço público? O campo Tempo foi considerado como tempo de serviço público informa (Sim ou não) se o tempo averbado foi
(S/N) reconhecido como de serviço público.
Tempo foi considerado para fins de anuênios? (S/N) O campo Tempo foi considerado para fins de anuênios? Informa (Sim ou não) se o tempo averbado foi utilizado para
fins de anuenio.

Documento Comprobatório Sempre que houver janela para inserção de documento


comprobatório, estes serão os campos pedidos

CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO TEXTO AJUDA


Deseja selecionar um anexo já cadastrado para este ato? Informar (Sim ou Não) se quer selecionar um anexo já cadastrado pelo ato. A resposta à pergunta "Deseja selecionar um anexo já cadastrado
para este ato?" poderá ensejar as seguintes atividades:
a) Caso a resposta seja "Sim":
a.1) clicar no círculo para seleção do documento; e
a.2) clicar no botão "Concluir" para efetivar a seleção.
b) Caso a resposta seja "Não", o usuário deverá preencher os
campos e anexar documento conforme demonstrado nos campos
abaixo.

Anexo
+ Anexo O campo "Anexo" permite anexar documento para fins comprobatório. O campo "Tipo de anexo" tem as seguintes opções:
a) sentença judicial.
b) laudo médico.
c) documento oficial.
d) publicação em mídia.
Tipo do anexo O campo "Tipo do anexo" permite a seleção da natureza do documento anexado..
Decisão transitou em julgado? O campo "Decisão transitou em julgado?" indica resposta (Sim ou Não) se a sentença judicial transitou ou não em Só aparece quando Tipo do anexo = "Sentença judicial"
julgado.
Data do trânsito em julgado O campo "Data do trânsito em julgado" informa a data do trânsito em julgado da sentença judicial. Só aparece quando decisão transitou em julgado

Identificador O campo "Identificador" identifica o número do documento anexado no órgão que o prolatou.

Assunto O campo "Assunto" informa resumidamente do que se trata o documento anexado.


Emissor O campo "Emissor" informa o nome do órgão ou entidade que prolatou ou assinou o documento.

Data da emissão O campo "Data da emissão" informa a data da emissão do documento.


MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE REFORMA

4. FICHA FINANCEIRA
CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO TEXTO DE AJUDA
4.1 Dados da ficha financeira de referência para o cálculo dos proventos
Posto/Graduação de referência para o cálculo dos proventos O campo “Posto/Graduação de referência para o cálculo dos proventos de reforma” Se o "Mês/ano de referência para cálculo dos proventos" for anterior a
informa o último posto/graduação que o militar passou a ter como referência para o cálculo dos 07/1994, deve-se anexar documento que comprove a estrutura remuneratória
proventos da reforma. do servidor no mês de referência, assim como a estrutura remuneratória
atual.

Mês/ano de referência para o cálculo dos proventos O campo "Mês/ano de referência para cálculo dos proventos" tem como mês referência, para a base de cálculo dos
proventos da reforma, o mês da vigência do ato.

Numerador proporcionalidade "O campo "Numerador da proporcionalidade" informa a contagem mínima do tempo a contar tempo de serviço nas
Forças Armadas a partir da data do ingresso do militar em qualquer organização militar das Forças Armadas.

Denominador de proporcionalidade O campo "Denominador de proporcionalidade" informa a contagem do tempo que o militar definido pelo Fundamento
legal, para que o servidor possa receber seus proventos integralmente.
Valor integral do soldo de referência para o cálculo dos proventos(R$) O campo "Valor integral do soldo de referência para o cálculo dos proventos(R$)" informa o valor integral do soldo que
será a base de cálculo para o valor das rubricas da reforma.
Rubricas da ficha financeira
Código da rubrica O campo "Código da rubrica" informa o código da rubrica constante do contracheque do militar reformado. As seguintes diretrizes regem a criação de rubrica no Sistema e-Pessoal:
a) A rubrica somente deve ser cadastrada pelo Gestor de Unidade
Cadastradora. O procedimento será: Rubrica > Gerenciar > Inserir.
b) O Manual Operacional do Sistema e-Pessoal (página 85), disponível na ajuda
do sistema, contém o procedimento para a criação de rubrica.

Nome da rubrica (Detalhamento) O campo "Nome da rubrica (detalhamento)" contém a denominação da rubrica descrita no contracheque do militar
reformado.

Descrição da rubrica O campo "Descrição da rubrica" descreve a denominação completa da rubrica, sem abreviatura.
Percentual (%) (caso não se aplique, deve ser informado zero) O campo "Percentual %" corresponde a um percentual que incidirá sobre o soldo do militar reformado.

Valor pago (R$):* O campo "Valor pago R$" informa o valor efetivamenteo valor pago que aparece no contracheque do inativo, produto do
percentual aplicado sobre o soldo.
Valor de referência para cálculo da rubrica (R$) O campo "Valor de referência para o cálculo da rubrica" informa a base de cálculo na qual incidirá o percentual, que
resultará no valor da rubrica efetivamente paga ao militar reformado.

Rubrica determinada por decisão judicial? O campo "Rubrica determinada por decisão judicial?" informa (Sim ou não) se a rubrica foi determinada por decisão
judicial.

Documento Comprobatório Janela aparece ao clicar em "Inserir documento" caso rubrica tenha sido
determinada por decisão judicial
Deseja selecionar um anexo já cadastrado para este ato? Informar (Sim ou Não) se quer selecionar um anexo já cadastrado pelo ato. Só aparece se o ato já tiver algum anexo cadastrado

Anexo
+ Anexo O campo "Anexo" permite anexar documento para fins comprobatório. O campo "Tipo de anexo" tem as seguintes opções:
a) sentença judicial.
b) laudo médico.
c) documento oficial.
d) publicação em mídia.
Tipo do anexo O campo "Tipo do anexo" permite a seleção da natureza do documento anexado..

Decisão transitou em julgado? O campo "Decisão transitou em julgado?" indica resposta (Sim ou Não) se a sentença judicial transitou ou não em Só aparece quando Tipo do anexo = "Sentença judicial"
julgado.
Data do trânsito em julgado O campo "Data do trânsito em julgado" informa a data do trânsito em julgado da sentença judicial. Só aparece quando decisão transitou em julgado

Identificador O campo "Identificador" identifica o número do documento anexado ao ato de aposentadoria. Caso não tenha, informe
s/n.

Assunto O campo "Assunto" informa resumidamente do que se trata o documento anexado.


Emissor O campo "Emissor" informa o nome do órgão ou entidade que prolatou ou assinou o documento.
Data da emissão O campo "Data da emissão" informa a data da emissão do documento.
MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE APOSENTADORIA
MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE REFORMA
5. ANEXO

Anexos é aba integrante do tipo de atos de Aposentadoria, que permite a visualização dos documentos anexados ao formulário de reforma do miliar, que contém as seguintes diretrizes:
a) documentos são anexados ao formulário de reforma se algum campo exigir.
b) Quando não há documentos anexados, o sistema informa a seguinte mensagem na aba Anexo: Não há anexos cadastrados para este ato.
c) documentos anexados podem ser excluídos no campo que exigiu o documento ou então na aba Anexo.
d) documentos anexados são excluídos por meio do botão da Lixeira. Procedimento que leva ao seguinte alerta do próprio sistema: "Não será possível recuperar este anexo após a exclusão. Deseja realmente exclui-lo?"

CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO

Tipo do anexo O campo "Tipo do anexo" permite a seleção da natureza do documento anexado entre as seguintes Cabem as seguintes observações com relação ao
opções: campo Sentença judicial:
a) Sentença judicial: somente usar para decisão judicial. a) A opção Sentença judicial abre a seguinte
b) Laudo médico: documento emitido por autoridade médica. opção: Decisão transitou em julgado?
c) Documento oficial: somente usar se emitido por autoridade administrativa; b) A resposta como Sim do item anterior fará abrir
d) Publicação em mídia: somente usuar mídia se o sistema o exigir. o campo Data do trânsito em julgado.

Identificador O campo "Identificador" identifica o número do documento anexado no órgão que o prolatou. Exemplo: 2017.8.22.3640

Assunto O campo "Assunto" informa resumidamente do que se trata o documento anexado. Exemplo: Reintegração
Emissor O campo "Emissor" informa o nome do órgão ou entidade que prolatou ou assinou o documento. Exemplo: Primeira Vara Cível.

Data da emissão O campo "Data da emissão" informa a data da emissão do documento. Exemplo: 15/10/2015
MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE REFORMA
6. PENDÊNCIAS

Pendências é aba do formulário de admissão que contempla o diagnóstico do sistema sobre as informações lançadas nos campo do formulário de admissão. Contém as seguintes diretrizes:
a) o usuário deve clicar no botão "Criticar" para o sistema realizar o diagnóstico das informações lançadas no formulário.
b) na ausência de pendências, o sistema emitirá a seguinte mensagem: não há pendências para este ato.
c) Pendência impeditiva, que fica na cor vermelha. Saneada, desaparece.
d) Pendência justificável, que fica na cor roxa. Saneada, fica verde.
e) Alerta, que fica na na cor azul. O alerta não impede o encaminhamento do ato ao controle interno. Recomenda-se, em alguns casos, o devido saneamento para evitar diligência do controle interno.

Recomenda-se consulta à página 16 do Manual Operacional do Sistema e-Pessoal, disponível no menu ajuda, para familiarizar-se com os tipos de pendências.

CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO TEXTO DE AJUDA


Instância O campo "Instância" informa para qual unidade se aplica a pendência apresentada.
Pendência O campo "Pendência" descreve a pendência apresentada para fins de saneamento ou não.

Justificativa O campo "Justificativa" apresenta a possibilidade de justificativa para a pendência apresentada. O campo "Justificativa" pode apresentar os seguintes tipos de
justificativa:
a) Não se aplica. Esta ocorre quando há pendência impeditiva ou
alerta. O sistema exige saneamento da primeira ou não exige
justificativa para a segunda.
b) Detalhamento não respondida. Esta ocorre quando há pendência
justificável. O sistema exige ou aceita justificativa.

Dados da justificativa de pendência


CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO TEXTO DE AJUDA
Há justificativa? o campo "Há justificativa?" pergunta se há justificativa para a pendência apresentada. O usuario terá que optar entre sim ou não para responder a
pergunta.
Detalhamento da justificativa O campo "Detalhamento da justificativa" informa o detalhamento da pendência apresentada. O campo "Detalhamento da justificativa" comporta até 2000
caracteres alfanúmericos.

Documento Comprobatório Sempre que houver janela para inserção de documento


comprobatório, estes serão os campos pedidos
CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO TEXTO DE AJUDA

Deseja selecionar um anexo já cadastrado para este ato? Informar (Sim ou Não) se quer selecionar um anexo já cadastrado pelo ato. Só aparece se o ato já tiver algum anexo cadastrado

Anexo O campo "Anexo" permite anexar documento para fins comprobatório. O campo "Tipo de anexo" tem as seguintes opções:
a) sentença judicial.
b) laudo médico.
c) documento oficial.
d) publicação em mídia.
+ Anexo O campo "Tipo do anexo" permite a seleção da natureza do documento anexado..
Tipo do anexo O campo "Decisão transitou em julgado?" indica resposta (Sim ou Não) se a sentença judicial transitou ou Só aparece quando Tipo do anexo = "Sentença judicial"
não em julgado.
Decisão transitou em julgado? O campo "Data do trânsito em julgado" informa a data do trânsito em julgado da sentença judicial. Só aparece quando decisão transitou em julgado

Data do trânsito em julgado O campo "Identificador" identifica o número do documento anexado ao ato de aposentadoria. Caso não
tenha, informe s/n.
Identificador O campo "Assunto" informa resumidamente do que se trata o documento anexado.
Assunto O campo "Emissor" informa o nome do órgão ou entidade que prolatou ou assinou o documento.

Emissor O campo "Data da emissão" informa a data da emissão do documento.


Data da emissão
MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE REFORMA
Cancelamento de concessão
7. Dados do cancelamento da concessão

CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO


Data do cancelamento O campo "Data do cancelamento" informar a data da vigência do cancelamento da concessão. O formato deve ser dia, mês e ano, sendo
preenchido com dois algarismos para o dia, dois para
o mês e quatro para o ano.

Data da publicação em órgão oficial O campo "Data da publicação em órgão oficial" informa a data da publicação, no órgão oficial de O formato deve ser dia, mês e ano, sendo
divulgação, do ato de cancelamento da concessão. preenchido com dois algarismos para o dia, dois para
o mês e quatro para o ano.

Motivo do cancelamento O campo "Motivo do cancelamento" informa o motivo do cancelamento do ato concessório de As opções do campo "Motivos do cancelamento"
aposentadoria como evento que motivou o cancelamento da concessão. estão elencadas na aba Introdução.

Detalhamento do motivo do cancelamento O campo "Detalhamento do motivo do cancelamento" informa detalhes sobre o motivo do cancelamento.
MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE REFORMA

8. CONTROLE INTERNO
Manifestações

Manifestações é parte da aba controle interno que lista, se houver, as pendências às quais o controle interno deve se manifestar. Contém a seguintes diretrizes:
a) não havendo pendências para análise do controle interno, o sistema emitirá a seguinte mensagem: não há pendências que exijam manifestação do Controle interno.
b) havendo pendências para análise do controle interno, o sistema listará o texto para cada pendência, que exigirá a manifestação do Controle Interno.
c) Não disponibilizar a pergunta “Documentação no processo físico comprova a dependência econômica do beneficiário?” quando o Controle o Interno emitir parecer pela PERDA DE OBJETO do ato.
d) Não disponibilizar a pergunta “Os dados apresentados na ficha financeira correspondem fielmente à estrutura remuneratória paga no mês da vigência do ato?” quando o Controle Interno emitir parecer pela PERDA DE OBJETO do ato.

CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO


Instância O campo "Instância" informa a unidade do sistema a que se refere o texto da pendência. O sistema indica as seguintes unidades para fins de crítica:
a) órgão de pessoal.
b) controle interno.
c) TCU.

Pendência O campo "Pendência" informa o texto da pendência que o sistema indicou para o ato.
Análise da pendência O campo "Análise da pendência" informa o seguinte texto padrão: aguardando manifestação. Cabe as seguintes considerações sobre o campo Análise da
pendência:
a) O usuário deve clicar no botão Manifestar sobre pendência para
realizar a manifestação.
b) O sistema indica os seguintes tipos de justificativa de pendência:
b.1) justificativa do gestor esclarece pendência.
b.2) justificativa do gestor NÃO esclarece pendência.
b.3) o gestor informou que não há justificativa.
Realizada a medida saneadora, os tipos de justificativa ficarão em
negrito.
c) a manifestação pode ser excluída por meio do botão da lixeira.

Manifestação do Controle interno O campo "Manifestação do Controle interno" informa a justificativa que o controle fornece para o ato. O campo "Manifestação controle interno" só aparece quando
Análise da pendência = "Justificativa do gestor NÃO esclarece
pendência" (nesse caso é um campo obrigatório) ou "O gestor
informou que não há justificativa"

Parecer
CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO
Parecer (*) O campo "Parecer" indica o tipo de parecer do controle interno na manifestação do ato. O controle interno escolherá o parecer entre os seguintes tipos:
a) Legal.
b) Legal com esclarecimentos.
c) Ilegal.
d) Perda de objeto.

Justificativa do parecer O campo "Justificativa do parecer" indica as razões que levaram o controle interno a escolher o tipo do a) O campo "Justificativa do parecer" só parece quando parecer =
parecer no ato. "Legal com esclarecimentos", "Ilegal" ou "Perda de objeto".
b) O campo "Justificativa do parecer" tem a capacidade para
inserção de até 2000 mil caracteres.

Ficha financeira
CAMPO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO
Os dados apresentados na ficha financeira correspondem fielmente à O campo "Os dados apresentados na ficha financeira correspondem fielmente à estrutura 1) O usuário deverá clicar no botão Emitir Manifestação para realizar
estrutura remuneratória paga no mês da vigência do ato (*) remuneratória paga no mês da vigência do ato (*)" indica (Sim ou não) se os dados apresentados na ficha a indicação (Sim ou Não).
financeira correspondem fielmente à estrutura remuneratória paga no mês da vigência do ato. 2) No caso da indicação por Não, o sistema abrirá o campo
"Motivo:*" para inserção das razões.

Motivo (*) O campo "Motivo" informa a justificativa do motivo que levou o controle interno a responder Não como Aparece quando pergunta anterior = "não"
resposta.

Você também pode gostar