Você está na página 1de 26

ENSINAMENTOS DO PROFETA NELSON

ABRIL 2021

Sejam bem-vindos à conferência geral e ao privilégio de ouvir a voz do Senhor.


Meus queridos irmãos, irmãs e amigos do mundo inteiro, gostaria de dar-lhes
pessoalmente as boas-vindas a esta conferência geral. Reunimo-nos como uma grande
família mundial com o desejo de adorar nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. Agradeço
por participarem conosco!
Este ano que se passou foi digno de registro. Certamente cada um de nós aprendeu
coisas que não sabia anteriormente. Algumas lições que já eram conhecidas por mim
foram gravadas em meu coração de modo novo e instrutivo.
Por exemplo, eu sei com toda a certeza que o Senhor dirige os assuntos de Sua
Igreja. Ele disse: “Mostrarei [a vocês] que posso executar a minha própria obra”.1
Com frequência, meus conselheiros e eu vimos com os olhos marejados como Ele
intercedeu em circunstâncias extremamente difíceis, depois de termos feito o melhor ao
nosso alcance e de nada mais podermos fazer. Isso realmente nos causou grande
assombro.
Também entendo melhor agora o que Ele quis dizer ao declarar: “Eis que apressarei
minha obra a seu tempo”.2 Regozijei-me repetidas vezes à medida que Ele dirigia e
realizava o aceleramento de Sua obra — mesmo durante uma pandemia mundial.
Meus queridos irmãos e irmãs, a força da Igreja está nos esforços e no crescente
testemunho de seus membros. O lar é o melhor lugar para se cultivar o testemunho. No
ano passado, muitos de vocês intensificaram drasticamente o estudo do evangelho no lar.
Agradeço a vocês por isso, e seus filhos farão o mesmo.
O imenso projeto de reforma do Templo de Salt Lake prossegue. Do meu escritório,
tenho uma visão privilegiada do trabalho que está sendo realizado na praça do templo.
Ao ver os trabalhadores removerem pela raiz antigas árvores e trabalharem no
encanamento e na fiação elétrica, e em uma fonte com vazamento, pensei na necessidade
que todos temos de remover, com a ajuda do Salvador, os antigos detritos de nossa vida.
O evangelho de Jesus Cristo é um evangelho de arrependimento.3 Graças à
Expiação do Salvador, Seu evangelho nos convida a continuar mudando, crescendo e nos
tornando mais puros. Este é um evangelho de esperança, de cura e de progresso. Portanto,
o evangelho é uma mensagem de alegria! Nosso espírito se regozija a cada pequeno passo
que damos.
Parte da coligação de Israel, e uma parte bem importante, é o encargo que temos
como povo de estarmos dignos e dispostos a ajudar a preparar o mundo para a Segunda
Vinda do Senhor.
Ao ouvirmos as mensagens que foram cuidadosamente preparadas por nossos líderes
sob a direção do Espírito Santo, convido-os a orar para que identifiquem os detritos que
vocês devem remover de sua vida para se tornarem mais dignos.
Amo vocês, meus queridos irmãos e irmãs, e testifico que nosso Pai Celestial e Seu
Filho Amado conhecem e amam vocês individualmente. Eles estão prontos para ajudá-los
em cada passo adiante que derem. Sejam bem-vindos à conferência geral e ao privilégio
de ouvir a voz do Senhor. Em nome de Jesus Cristo. Amém.

1
O que estamos aprendendo e que jamais esqueceremos
Se olharem para sua vida em espírito de oração, creio que verão muitas maneiras
pelas quais o Senhor os guiou nestes tempos difíceis.
Meus queridos irmãos, eu estava ansioso para participar desta reunião virtual com
vocês. A última vez em que realizamos a sessão do sacerdócio da conferência geral foi
em abril de 2019. Muitas coisas aconteceram nos últimos dois anos! Alguns de vocês
perderam entes queridos. Outros perderam o emprego, seu meio de sustento ou tiveram
sua saúde deteriorada. Houve ainda outras pessoas que perderam o sentimento de paz ou
de esperança no futuro. Meu coração se compadece com cada um de vocês que sofreu
essas e outras perdas. Oro constantemente para que o Senhor os console. Ao continuarem
a permitir que Deus prevaleça em sua vida, saibam que Ele está tão otimista com seu
futuro quanto sempre esteve.
Em meio às perdas que sofremos, há também algumas coisas que encontramos.
Algumas pessoas encontraram uma fé mais profunda em nosso Pai Celestial e em Seu
Filho, Jesus Cristo. Muitas encontraram uma nova perspectiva de vida — até mesmo uma
perspectiva eterna. Talvez vocês tenham desenvolvido um relacionamento mais sólido
com seus entes queridos e com o Senhor. Espero que tenham desenvolvido maior
capacidade de ouvir o Senhor e de receber revelação pessoal. As provações geralmente
são oportunidades de crescimento que não viriam de nenhuma outra forma.
Pensem nos últimos dois anos. Como vocês progrediram? O que vocês aprenderam?
A princípio, vocês talvez gostariam de poder voltar ao ano de 2019 e permanecer nessa
época! Mas, se olharem para sua vida em espírito de oração, creio que verão muitas
maneiras pelas quais o Senhor os guiou nesses tempos difíceis, ajudando-os a se tornarem
homens mais dedicados e mais convertidos — verdadeiros homens de Deus.
Sei que o Senhor tem planos grandiosos e maravilhosos para nós — individual e
coletivamente. Com compaixão e paciência, Ele diz:
“Vós sois criancinhas e ainda não compreendestes quão grandiosas são as bênçãos
que o Pai tem nas mãos e preparou para vós;
E não podeis suportar tudo agora; contudo, tende bom ânimo, porque eu vos
guiarei”.1
Meus queridos irmãos, testifico que Ele realmente nos conduz e que tem nos
conduzido quando buscamos ouvir Sua voz. Ele quer que cresçamos e aprendamos,
mesmo que seja por meio da adversidade — talvez principalmente por meio dela.
A adversidade é um grande professor. O que vocês aprenderam nos últimos anos e
que desejam lembrar para sempre? Suas respostas podem ser completamente pessoais,
mas gostaria de mencionar quatro lições que espero que todos tenham aprendido e que
jamais esqueçam.
Lição 1: O lar é o centro da fé e da adoração
Muitas vezes, quando o Senhor nos adverte acerca dos perigos dos últimos dias, Ele
nos aconselha desta maneira: “Permanecei em lugares santos e não sejais movidos”.2
Esses “lugares santos” certamente incluem os templos do Senhor e as capelas. Mas, como
nossa possibilidade de nos reunir nesses locais foi restringida em diversos aspectos,
aprendemos que um dos lugares mais sagrados na Terra é o lar — sim, até seu próprio lar.
Irmãos, vocês são portadores do sacerdócio de Deus. “Os direitos do sacerdócio são
inseparavelmente ligados com os poderes do céu.”3 Vocês e sua família receberam
2
ordenanças do sacerdócio. E “[nas ordenanças do sacerdócio] manifesta-se o poder da
divindade”.4 Esse poder está ao alcance de vocês e de sua família em seu próprio lar,
desde que cumpram os convênios que fizeram.5
Há somente 185 anos — neste mesmo dia — 3 de abril de 1836, Elias, o profeta,
restaurou as chaves do sacerdócio que permitem que as famílias sejam seladas para a
eternidade. É por esse motivo que foi tão bom administrar o sacramento em seu lar. Como
vocês acham que isso afetou o modo que seus familiares veem vocês, que são seus pais,
avôs, maridos, filhos ou irmãos, administrarem essa ordenança sagrada? O que vocês
farão para conservar esse sentimento sagrado em sua família?
Pode ser que ainda haja mais coisas que vocês precisem fazer para tornar seu lar um
verdadeiro santuário de fé. Se for esse o caso, por favor, coloquem essas coisas em
prática! Se forem casados, aconselhem-se com sua esposa como parceiros iguais nesse
trabalho crucial. Há poucas coisas a se conquistar que sejam mais importantes do que
isso. Entre o dia de hoje e o momento em que o Senhor voltar, todos precisamos fazer
com que nosso lar seja um local de serenidade e segurança.6
Atitudes e ações que convidem o Espírito aumentarão a santidade de seu lar.
Igualmente certo é o fato de que a santidade desaparecerá se houver qualquer coisa em
seu comportamento ou em seu ambiente que ofenda o Santo Espírito, pois “os céus se
afastam”.7
Já se perguntaram por que o Salvador quer que façamos de nosso lar o centro do
aprendizado e da aplicação prática do evangelho? Ele não serve apenas para nos preparar
e nos ajudar em meio a uma pandemia. As restrições atuais quanto a reuniões um dia
chegarão ao fim. No entanto, seu compromisso de fazer com que seu lar seja seu principal
santuário da fé nunca deve ter fim. À medida que a fé e a santidade diminuem neste
mundo decaído, sua necessidade de permanecer em lugares santos aumentará. Peço que
continuem a fazer com que seu lar seja um lugar verdadeiramente santo e que vocês “não
[sejam] movidos”8 quanto a essa meta primordial.
Lição 2: Precisamos uns dos outros
Deus deseja que trabalhemos juntos e que nos ajudemos mutuamente. É por isso que
ele nos enviou à Terra em famílias e nos organizou em alas e estacas. É por isso que Ele
nos pede que sirvamos e ministremos uns aos outros. É por isso que Ele nos pede que
vivamos no mundo, mas que não sejamos do mundo.9 Juntos podemos realizar muito
mais do que se estivéssemos sozinhos.10 O plano de felicidade de Deus seria frustrado se
Seus filhos permanecessem isolados uns dos outros.
A pandemia atual tem sido peculiar por ela ter afetado todas as pessoas do mundo
praticamente no mesmo momento. Embora alguns tenham sofrido mais do que outros,
todos passamos por algum tipo de dificuldade. Por esse motivo, nossa provação em
comum tem o potencial de ajudar a unir os filhos de Deus como nunca antes. Faço então
esta pergunta: será que essa provação em comum fez com que vocês se aproximassem de
seu próximo — de seus irmãos e irmãs que vivem próximos de vocês e no mundo inteiro?
A esse respeito, os dois grandes mandamentos podem nos guiar: primeiro, amar a
Deus e, segundo, amar ao próximo.11 Demonstramos nosso amor quando servimos.
Se vocês conhecem alguém que se sinta sozinho, estendam a mão a essa pessoa —
mesmo que vocês próprios também se sintam sozinhos. Não é preciso ter um motivo, uma
mensagem preparada ou um assunto a tratar. Simplesmente entrem em contato e
demonstrem seu amor. A tecnologia pode ajudá-los. Estando ou não em meio a uma
pandemia, cada filho precioso de Deus precisa saber que não está sozinho!
3
Lição 3: Seu quórum do sacerdócio deve ser mais do que apenas uma reunião
Durante a pandemia, as reuniões dominicais do quórum foram canceladas por um
tempo. Alguns quóruns agora conseguem se reunir virtualmente. No entanto, o trabalho
que o Senhor atribuiu aos quóruns do sacerdócio nunca se restringiu a uma reunião. As
reuniões são apenas uma pequena parte do motivo de um quórum existir e do que ele
pode realizar.
Meus irmãos dos quóruns de élderes e do Sacerdócio Aarônico, ampliem sua visão
quanto ao motivo pelo qual temos quóruns. Como o Senhor deseja que você use seu
quórum para realizar a obra Dele — neste momento? Busquem revelação do Senhor.
Humilhem-se. Perguntem! Ouçam! Se vocês foram chamados para liderar, aconselhem-se
em presidência e com os membros do quórum. A despeito de seu ofício ou de seu
chamado no sacerdócio, permitam que Deus prevaleça em seu compromisso como
membros de seu quórum e em seu serviço. Vivenciem com alegria a retidão que vocês
proporcionarão ao “[ocuparem-se] zelosamente numa boa causa”.12 Os quóruns se
encontram em uma posição singular para acelerar a coligação de Israel nos dois lados do
véu.
Lição 4: Ouvimos melhor a Jesus Cristo quando nos aquietamos
Vivemos em uma época profetizada há muito tempo, em que “todas as coisas estarão
tumultuadas; e certamente o coração dos homens lhes falhará; pois o temor tomará conta
de todos”.13 Isso já era verdade antes da pandemia e continuará sendo verdade depois
dela. A confusão continuará a aumentar no mundo. Por outro lado, a voz do Senhor não é
“uma voz de ruído tumultuoso, mas (…) [é] uma voz mansa, de perfeita suavidade,
semelhante a um sussurro que [penetra] até o âmago da alma”.14 Para ouvirmos essa voz
delicada, também precisamos nos aquietar!15
Por um tempo, a pandemia cancelou atividades que normalmente preencheriam
nossa vida. Em breve, talvez poderemos decidir preencher esse tempo novamente com o
ruído e a comoção do mundo. Ou podemos usar nosso tempo ouvindo a voz do Senhor
sussurrando Sua orientação, Seu consolo e Sua paz. Um momento de silêncio é um
momento sagrado — um momento que propiciará a revelação pessoal e instilará paz.
Disciplinem-se para que passem um tempo sozinhos e um tempo com seus entes
queridos. Abram o coração a Deus em oração. Reservem um tempo para mergulhar nas
escrituras e adorar no templo.
Meus queridos irmãos, há muitas coisas que o Senhor quer que aprendamos com
nossas experiências durante esta pandemia. Mencionei apenas quatro. Convido-os a criar
sua própria lista, ponderarem-na cuidadosamente e compartilharem-na com seus entes
queridos.
O futuro é brilhante para o povo de Deus que cumpre convênios.16 O Senhor
conclamará cada vez mais Seus servos que portam dignamente o sacerdócio para que
abençoem, consolem e fortaleçam a humanidade, e ajudem a preparar o mundo e o povo
que vive nele para Sua Segunda Vinda. Cabe a cada um de nós estar à altura da sagrada
ordenação que recebemos. Podemos fazer isso! Presto testemunho disso, expressando
meu amor a cada um de vocês, meus amados irmãos, no sagrado nome de Jesus Cristo.
Amém.

Cristo ressuscitou; a fé que temos Nele moverá montanhas


4
A fé em Jesus Cristo é o maior poder que temos à nossa disposição nesta vida. Tudo
é possível aos que creem.
Meus queridos irmãos e irmãs, sinto-me grato pelo privilégio de falar a vocês neste
Domingo de Páscoa.1 O sacrifício expiatório e a Ressurreição de Jesus Cristo mudaram
para sempre a vida de cada um de nós. Nós O amamos e com gratidão O adoramos assim
como a nosso Pai Celestial.
Nos últimos seis meses, continuamos a enfrentar uma pandemia mundial. Fico
maravilhado com sua resiliência e com sua força espiritual diante das enfermidades,
perdas e do isolamento. Oro constantemente para que, em meio a tudo isso, vocês sintam
o infalível amor que o Senhor tem por vocês. Se vocês lidaram com suas provações com
um discipulado mais forte, o ano que se passou não terá sido em vão.
Nesta manhã, ouvimos líderes da Igreja que vêm de todos os continentes habitados
na Terra. As bênçãos do evangelho estão realmente disponíveis para todas as raças,
línguas e povos. A Igreja de Jesus Cristo é uma Igreja mundial. Jesus Cristo é nosso líder.
Felizmente, nem mesmo uma pandemia foi capaz de desacelerar a marcha contínua
de Sua verdade. O evangelho de Jesus Cristo é exatamente o que necessitamos neste
mundo conturbado, conflituoso e desgastante.
Cada um dos filhos de Deus merece a oportunidade de ouvir e de aceitar a
mensagem de cura e redenção de Jesus Cristo. Nenhuma outra mensagem é mais
importante para nossa felicidade — hoje e sempre.2 Nenhuma outra mensagem é tão
repleta de esperança. Nenhuma outra mensagem é capaz de eliminar as contendas em
nossa sociedade.
A fé em Jesus Cristo é o alicerce de toda crença e o meio pelo qual temos acesso ao
poder divino. De acordo com o apóstolo Paulo, “sem fé é impossível agradar a Deus;
porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é
galardoador dos que o buscam”.3
Tudo o que é bom na vida — todas as bênçãos de significado eterno possíveis —
começa com a fé. Permitir que Deus prevaleça em nossa vida começa com a fé no fato de
que Ele está disposto a nos orientar. O verdadeiro arrependimento começa com a fé no
fato de que Jesus Cristo tem o poder de nos purificar, de nos curar e de nos fortalecer.4
“Não [negai] o poder de Deus”, declarou o profeta Morôni, “pois ele opera com
poder, de acordo com a fé dos filhos dos homens”.5 É a nossa fé que libera o poder de
Deus em nossa vida.
E ainda, exercer fé pode parecer algo trabalhoso. Às vezes, podemos nos perguntar
se é possível encontrar fé suficiente para recebermos as bênçãos de que desesperadamente
precisamos. No entanto, o Senhor dissolveu esses temores por meio das palavras do
profeta Alma, do Livro de Mórmon.
Alma pede simplesmente que ponhamos à prova as palavras e que “[exerçamos]
uma partícula de fé, sim, mesmo que não [tenhamos] mais que o desejo de acreditar”.6 A
expressão “partícula de fé” traz à minha mente a promessa bíblica do Senhor de que “se
[tivermos] fé como um grão de mostarda”, seremos capazes de “[dizer] a este monte:
Passa daqui para acolá; e [haverá] de passar; e nada [nos] será impossível”.7
O Senhor está ciente de nossas fraquezas mortais. Todos cometemos erros em
determinados momentos. Mas Ele também está ciente de nosso grande potencial. A
semente de mostarda começa pequena, mas ela cresce até se transformar em uma árvore
grande o suficiente para que os pássaros façam ninhos em seus galhos. A semente de
mostarda representa uma fé pequena, mas crescente.8
5
O Senhor não exige uma fé perfeita para termos acesso a Seu poder perfeito.
Entretanto, Ele nos pede que acreditemos.
Meus queridos irmãos e irmãs, minha súplica a vocês nesta manhã de Páscoa é que
comecem hoje a aumentar sua fé. Por meio da fé que vocês têm, Jesus Cristo aumentará
sua capacidade de mover as montanhas em sua vida,9 mesmo que seus desafios pessoais
pareçam tão grandes quanto o Monte Everest.
Suas montanhas podem ser a solidão, a dúvida, as enfermidades ou outros problemas
pessoais. Suas montanhas variam, mas a resposta para cada um de seus desafios é
aumentar sua fé. Isso exige esforço. Os aprendizes preguiçosos e os discípulos
negligentes sempre terão dificuldades para encontrar até mesmo uma partícula de fé.
Fazer qualquer coisa de forma correta exige esforço; e tornar-se um verdadeiro
discípulo de Jesus Cristo não é uma exceção. Aumentar a fé e a confiança que temos Nele
exige esforço. Gostaria de compartilhar cinco sugestões que os ajudarão a desenvolver
essa fé e essa confiança.
Primeira: estudem. Tornem-se alunos empenhados. Mergulhem nas escrituras para
entender melhor a missão e o ministério de Cristo. Conheçam a doutrina de Cristo a fim
de entenderem o poder dela para sua vida. Internalizem a verdade de que a Expiação de
Jesus Cristo se aplica a vocês. Ele tomou sobre Si seus sofrimentos, seus erros, suas
fraquezas e seus pecados. Ele pagou o preço compensador e proporcionou a vocês o
poder para que movam todas as montanhas com as quais se depararem. Vocês têm acesso
a esse poder com sua fé, sua confiança e sua disposição de segui-Lo.
Pode ser necessário um milagre para que suas montanhas sejam movidas. Aprendam
sobre milagres. Os milagres acontecem de acordo com sua fé no Senhor. O ponto central
dessa fé é confiar na vontade e no tempo Dele — como e quando Ele vai abençoá-los com
a ajuda milagrosa que vocês desejam. A sua descrença é a única coisa que impedirá que
Deus os abençoe com milagres para que montanhas sejam movidas em sua vida.10
Quanto mais aprenderem sobre o Salvador, mais fácil será confiar em Sua
misericórdia, em Seu amor infinito e em Seu poder fortalecedor, em Seu poder redentor e
em Seu poder de cura. O Salvador nunca está tão próximo de vocês do que quando estão
enfrentando ou escalando uma montanha com fé.
Segunda: escolham acreditar em Jesus Cristo. Se tiverem dúvidas sobre Deus, o Pai,
e Seu Filho Amado, ou sobre a legitimidade da Restauração ou a veracidade do chamado
divino de Joseph Smith como profeta, escolham acreditar11 e permaneçam fiéis.
Apresentem suas dúvidas ao Senhor e a outras fontes fiéis. Estudem com o desejo de
acreditar em vez de terem esperança de encontrar uma falha na vida de um profeta ou
uma discrepância nas escrituras. Parem de ampliar suas dúvidas debatendo-as com outros
que duvidam. Permitam que o Senhor os oriente em sua jornada de descoberta espiritual.
Terceira: ajam com fé. O que vocês fariam se tivessem mais fé? Pensem nisso.
Escrevam sobre isso. Depois, recebam mais fé ao fazer algo que exija mais fé.
Quarta: participem das ordenanças sagradas dignamente. As ordenanças liberam o
poder de Deus para sua vida.12
E quinta: peçam ao Pai Celestial, em nome de Jesus Cristo, que os ajude.
A fé exige esforço. Receber revelação exige esforço. Mas “todo aquele que pede,
recebe; e o que busca, encontra; e ao que bate, se abre”.13 Deus sabe o que ajudará sua fé
a crescer. Perguntem a Deus; perguntem a Ele repetidas vezes.
Os descrentes podem dizer que a fé é para os fracos. Entretanto esse argumento
ignora o poder da fé. Será que os apóstolos do Salvador teriam continuado a ensinar Sua
6
doutrina após Sua morte, correndo risco de vida, se tivessem duvidado Dele?14 Será que
Joseph e Hyrum Smith teriam morrido como mártires defendendo a Restauração da Igreja
do Senhor a menos que tivessem um testemunho seguro de que ela era verdadeira? Será
que quase 2 mil santos teriam morrido durante a jornada dos pioneiros15 se não tivessem
fé em que o evangelho de Jesus Cristo havia sido restaurado? A fé é realmente o poder
que possibilita que algo improvável realize o impossível.
Não minimizem a fé que vocês já têm. É preciso ter fé para unir-se à Igreja e
permanecer fiel. É preciso ter fé para seguir os profetas em vez de seguir opiniões
eruditas e populares. É preciso ter fé para servir missão durante uma pandemia. É preciso
ter fé para viver uma vida casta quando o mundo exclama que a lei da castidade ordenada
por Deus é algo obsoleto. É preciso ter fé para ensinar o evangelho às crianças em um
mundo secular. É preciso ter fé para suplicar pela vida de um ente querido, e ainda mais
fé para aceitar uma resposta desanimadora.
Há dois anos, a irmã Nelson e eu visitamos Samoa, Tonga, Fiji e o Taiti. Cada uma
daquelas nações insulares havia sofrido fortes chuvas por vários dias. Membros haviam
jejuado e orado para que as reuniões que ocorreriam a céu aberto fossem preservadas da
chuva.
Em Samoa, em Fiji e no Taiti, assim que as reuniões começaram, a chuva parou.
Mas em Tonga, a chuva não parou. Ainda assim, 13 mil santos fiéis chegaram horas mais
cedo para conseguir um lugar, esperaram pacientemente em meio a uma chuva constante
e depois se sentaram durante uma reunião muito molhada de duas horas.
Vimos uma fé vibrante ser empregada entre cada um daqueles membros locais — fé
suficiente para parar a chuva, e fé para perseverar quando a chuva não parou.
As montanhas em nossa vida nem sempre se movem como ou quando queremos.
Mas nossa fé sempre nos impulsiona. A fé sempre amplia nosso acesso ao poder de Deus.
Saibam disto: se todas as pessoas no mundo em quem vocês confiam e tudo o mais
falharem, Jesus Cristo e Sua Igreja nunca falharão com vocês. O Senhor nunca descansa
nem adormece.16 Ele “é o mesmo ontem, hoje e [amanhã]”.17 Ele não renunciará a Seus
convênios,18 a Suas promessas ou ao amor que tem por Seu povo. Ele realiza milagres
hoje e realizará milagres amanhã.19
A fé em Jesus Cristo é o maior poder que temos à nossa disposição nesta vida. Tudo
é possível aos que creem.20
Sua fé crescente Nele moverá montanhas — não as montanhas que fazem parte das
paisagens que embelezam a Terra, mas as montanhas de sofrimento em sua vida. Sua
crescente fé os ajudará a transformar seus desafios em um crescimento e uma
oportunidade incomparáveis.
Neste Domingo de Páscoa, com meus profundos sentimentos de amor e gratidão,
declaro meu testemunho de que Jesus Cristo de fato ressuscitou. Ele ressuscitou para
liderar Sua Igreja. Ele ressuscitou para abençoar a vida de todos os filhos de Deus, onde
quer que vivam. Com fé Nele, podemos mover as montanhas de nossa vida. Presto
testemunho disso no sagrado nome de Jesus Cristo. Amém.

A Covid-19 e os templos
Mantenham, sobretudo, seus convênios e as bênçãos do templo em sua mente e em
seu coração. Permaneçam fiéis aos convênios que fizeram.
7
Meus amados irmãos e irmãs, tivemos um verdadeiro banquete espiritual. Como sou
grato pelas orações, pelas mensagens e pela música de toda a conferência. Agradeço a
cada um de vocês por se unirem a nós onde quer que estejam.
No início do ano passado, devido à pandemia da Covid-19 e ao nosso desejo de
sermos bons cidadãos do mundo, tomamos a difícil decisão de fechar todos os templos
temporariamente. Nos meses subsequentes, fomos inspirados a reabri-los gradualmente,
de modo bastante cuidadoso. Os templos estão agora sendo abertos em quatro fases,
obedecendo aos regulamentos dos governos locais e aos protocolos de segurança.
Nos templos que se encontram na fase 1, os casais qualificados que já receberam sua
própria investidura podem ser selados como marido e mulher.
Nos templos que se encontram na fase 2, todas as ordenanças próprias estão sendo
realizadas, inclusive a investidura, o selamento de marido e mulher e o selamento de
filhos aos pais. Recentemente alteramos os procedimentos da fase 2 e permitimos que
nossos jovens, os membros novos e outros irmãos que possuam uma recomendação de
uso limitado participem de batismos vicários por seus antepassados.
Nos templos que se encontram na fase 3, os membros com horário marcado podem
participar de ordenanças próprias e também de todas as ordenanças por seus antepassados
falecidos.
A fase 4 é o retorno a todas as atividades regulares do templo.
Somos gratos por sua paciência e por seu serviço dedicado durante este período
desafiador e de mudanças. Oro para que seu desejo de adorar e de servir no templo seja
mais intenso do que nunca.
Vocês devem estar se perguntando quando poderão voltar a frequentar o templo. A
resposta é que seu templo será aberto quando o governo local permitir. Quando a
incidência da Covid–19 em sua área estiver dentro dos limites de segurança, seu templo
será reaberto. Façam todo o possível para reduzir os números da Covid-19 em sua área a
fim de aumentarem suas oportunidades de ir ao templo.
Enquanto isso, mantenham, sobretudo, seus convênios e as bênçãos do templo em
sua mente e em seu coração. Permaneçam fiéis aos convênios que fizeram.
Estamos edificando o futuro agora! Quarenta e um templos estão atualmente em
construção ou sendo reformados. Apenas no ano passado, apesar da pandemia, tivemos a
abertura de terra de 21 novos templos!
Queremos levar a casa do Senhor para cada vez mais perto de nossos membros para
que eles tenham o privilégio sagrado de frequentar o templo tantas vezes quanto suas
circunstâncias permitirem.
Ao anunciar nossos planos para a construção de 20 novos templos, pondero a
respeito dos pioneiros — do passado e do presente — e presto homenagem a eles, cuja
vida consagrada ajudou a tornar a história do dia de hoje possível. Um novo templo será
construído em cada um dos seguintes locais: Oslo, Noruega; Bruxelas, Bélgica; Viena,
Áustria; Kumasi, Gana; Beira, Moçambique; Cidade do Cabo, África do Sul; Cingapura,
República de Cingapura; Belo Horizonte, Brasil; Cali, Colômbia; Querétaro, México;
Torréon, México; Helena, Montana; Casper, Wyoming; Grand Junction, Colorado;
Farmington, Novo México; Burley, Idaho; Eugene, Oregon; Elko, Nevada; Yorba Linda,
Califórnia e Smithfield, Utah.
Os templos são uma parte vital da Restauração do evangelho de Jesus Cristo em sua
plenitude. As ordenanças do templo preenchem nossa vida com poder e força, as quais
não estão disponíveis de nenhuma outra maneira. Agradecemos a Deus por essas bênçãos.
8
Ao encerrarmos esta conferência, mais uma vez expressamos nosso amor por vocês.
Oramos para que Deus derrame Suas bênçãos e Sua proteção sobre cada um de vocês.
Juntos estamos envolvidos em Sua obra sagrada. Que trabalhemos todos com coragem na
gloriosa obra do Senhor! Oro por essas coisas no sagrado nome de Jesus Cristo. Amém.

OUTUBRO 2020

Seguindo em frente
A obra do Senhor continua seguindo em frente de maneira constante.
Meus amados irmãos e irmãs, que alegria sinto por estarmos juntos mais uma vez ao
iniciarmos a Conferência Geral Semestral de número 190 de A Igreja de Jesus Cristo dos
Santos dos Últimos Dias. Gosto muito de estar com vocês em seu lar ou onde quer que
estejam para ouvirmos juntos as mensagens dos profetas, videntes e reveladores e de
outros líderes da Igreja.
Somos imensamente gratos pela tecnologia que permite nos conectarmos em uma
grande reunião mundial de discípulos de Jesus Cristo. A última Conferência Geral de
Abril foi vista por mais pessoas do que qualquer outra conferência anterior; esperamos
que nesta conferência aconteça o mesmo.
Durante os últimos meses, uma pandemia mundial, incêndios florestais
incontroláveis e outros desastres naturais têm virado nosso mundo de cabeça para baixo.
Lamento com cada um de vocês que perdeu um ente querido durante esse período. E oro
por todas as pessoas que estão sofrendo neste momento.
Enquanto isso, a obra do Senhor continua seguindo em frente de maneira constante.
Em meio ao distanciamento social, às máscaras faciais e às reuniões no Zoom,
aprendemos a fazer as coisas de maneiras diferentes e, em alguns casos, de maneira mais
eficaz. Épocas excepcionais podem trazer bênçãos excepcionais.
Nossos missionários e líderes de missão têm sido criativos, resilientes e
verdadeiramente notáveis. Embora muitos missionários tenham tido que encontrar
maneiras novas e criativas de fazer seu trabalho, muitos deles relataram estar ensinando
mais agora do que jamais ensinaram.
Tivemos que fechar temporariamente os templos e parar projetos de construção, mas
agora estão todos seguindo em frente. Até o final do ano de 2020, teremos feito a abertura
de terra de 20 novos templos!
O trabalho de história da família tem crescido exponencialmente. Muitas novas alas
e estacas foram criadas. E somos gratos por relatar que a Igreja proporcionou auxílio
humanitário nesta pandemia para 895 projetos em 150 países.
O aumento do estudo do evangelho no lar tem resultado em testemunhos e
relacionamentos familiares mais fortes. Uma mãe escreveu: “Nós nos sentimos mais
próximos de nossos filhos e netos agora que nos reunimos pelo Zoom todo domingo.
Cada um tem sua vez de compartilhar seus pensamentos sobre o Vem, e Segue-Me. As
orações pelos membros da família têm mudado por compreendermos melhor as
necessidades de cada um”.

9
Oro para que como povo estejamos usando esta época excepcional para nos
desenvolvermos espiritualmente. Estamos aqui na Terra para sermos testados, para ver se
seguiremos Jesus Cristo, se nos arrependeremos sempre, se aprenderemos e
progrediremos. Nosso espírito anseia por progresso. E a melhor maneira de fazermos isso
é permanecendo firmes no caminho do convênio.
Em meio a tudo isso, nosso Pai Celestial e Seu Filho, Jesus Cristo, nos amam! Eles
Se importam conosco! Tanto Eles quanto Seus anjos sagrados estão cuidando de nós.1 Sei
que é verdade.
Ao nos reunirmos para ouvir as palavras que o Senhor inspirou Seus servos a
dizerem, convido vocês a ponderarem uma promessa que o Senhor fez. Ele declarou que
“quem o desejarpoderá aderir à palavra de Deus, que é viva e eficaz, que romperá ao meio
todas as artimanhas (…) e os artifícios do diabo; e guiará o [discípulo] de Cristo por um
caminho estreito e apertado”.2
Oro para que vocês escolham aderir à palavra de Deus à medida que ela for
declarada durante esta conferência geral. E oro para que sintam o perfeito amor do Senhor
por vocês,3no sagrado nome de Jesus Cristo. Amém.

Abraçar o futuro com fé


O futuro será glorioso para aqueles que estiverem preparados e continuarem a se
preparar para ser instrumentos nas mãos do Senhor.
Esta noite tem sido inesquecível. Minhas queridas irmãs, sinto-me honrado por estar
com vocês. Tenho pensado muito em vocês nos últimos meses. Vocês são uma força de
mais de 8 milhões de pessoas. Vocês não são apenas os números, mas a força espiritual
para mudar o mundo. Tenho as observado ser exatamente isso durante esta pandemia.
Algumas de vocês de repente se viram em busca de suprimentos escassos ou de um
novo emprego. Muitas cuidaram de crianças e de vizinhos. Algumas receberam
missionários que tiveram que voltar mais cedo para casa, enquanto outras transformaram
sua casa em um Centro de Treinamento Missionário. Vocês têm usado a tecnologia para
se conectar com familiares e amigos, para ministrar àqueles que se sentem isolados e para
estudar o Vem, e Segue-Me com outras pessoas. Vocês encontraram novas maneiras de
tornar o Dia do Senhor deleitoso. E fizeram máscaras de proteção — milhões de
máscaras!
Com amor e compaixão genuínos, meu coração se une ao de tantas mulheres ao
redor do mundo que perderam entes queridos. Choramos com vocês. E oramos por vocês.
Elevamos nosso louvor e nossa oração a todas as pessoas que trabalham incansavelmente
para proteger a saúde de outras pessoas.
As moças também têm sido extraordinárias. Embora as mídias sociais estejam
repletas de discórdia, muitas delas encontraram meios de incentivar outras pessoas e de
compartilhar a luz de nosso Salvador.
Irmãs, todas vocês têm sido grandes heroínas! Maravilho-me com sua força e fé.
Vocês têm mostrado que, em circunstâncias difíceis, prosseguem bravamente. Eu as amo
e lhes asseguro que o Senhor as ama e vê o grandioso trabalho que estão realizando.
Muito obrigado! Mais uma vez vocês provaram que são, de fato, a juventude de Israel!
Vocês personificam a esperança que o presidente Gordon B. Hinckley tinha em
vocês quando apresentou “A Família: Proclamação ao Mundo” há 25 anos, na reunião
geral da Sociedade de Socorro, em setembro de 1995.1 É significativo que ele tenha
10
escolhido apresentar essa importante proclamação para as irmãs da Igreja. Ao fazê-lo, o
presidente Hinckley destacou a influência insubstituível das mulheres no plano do
Senhor.
Bem, eu adoraria saber o que aprenderam este ano. Aproximaram-se do Senhor ou
sentem que estão mais distantes Dele? E como os acontecimentos atuais fizeram vocês se
sentirem a respeito do futuro?
Com clareza, o Senhor falou sobre nossos dias de modo sério. Ele advertiu que, em
nossos dias, “o coração dos homens falhará”2 e que até mesmo os eleitos correriam o
risco de ser enganados.3 Ele disse ao profeta Joseph Smith que “a paz [seria] tirada da
Terra”4 e calamidades sobreviriam à humanidade.5
Contudo, o Senhor também concedeu uma visão do quanto esta dispensação seria
extraordinária. Ele inspirou o profeta Joseph Smith a declarar que “a obra (…) nestes
últimos dias é de imensa magnitude. (…) Suas glórias estão além de qualquer descrição e
sua grandiosidade é insuperável”.6
Bem, grandiosidade talvez não seja bem a palavra que vocês escolheriam para
descrever esses últimos meses! Como devemos lidar com as profecias sombrias e com os
gloriosos pronunciamentos sobre nossos dias? O Senhor nos disse como fazer isso por
meio de uma afirmação simples, mas surpreendente: “Se estiverdes preparados, não
temereis”.7
Que promessa! Ela pode literalmente mudar o modo como vemos nosso futuro.
Recentemente ouvi uma mulher de forte testemunho admitir que a pandemia, combinada
ao terremoto ocorrido no Vale do Lago Salgado, a havia ajudado a perceber que ela não
estava tão preparada como achava. Quando lhe perguntei se estava se referindo a seu
armazenamento de alimentos ou a seu testemunho, ela sorriu e disse: “Sim!”
Se a preparação é a chave para abraçarmos esta dispensação e nosso futuro com fé,
como podemos nos preparar melhor?
Por décadas, os profetas do Senhor têm nos exortado a armazenar alimentos, água e
reservas financeiras para tempos de necessidade. Essa pandemia tem reforçado a
sabedoria desse conselho. Eu as exorto a agir de modo a estarem materialmente
preparadas. Mas estou ainda mais preocupado com sua preparação espiritual e emocional.
A esse respeito, podemos aprender muito com o capitão Morôni. Como comandante
dos exércitos nefitas, ele enfrentou forças opositoras que eram fortes, maiores em número
e mais cruéis. Então, Morôni preparou seu povo de três maneiras essenciais.
Primeiro, ele os ajudou a criar áreas onde poderiam estar a salvo — que ele chamou
de “lugares de defesa”.8 Segundo, ele preparou “o espírito do povo para ser fiel ao
Senhor seu Deus”.9 E terceiro, ele nunca parou de preparar seu povo — física ou
espiritualmente.10 Vamos considerar esses três princípios.
Princípio número um: criar lugares de defesa
Morôni fortificou cada cidade nefita com trincheiras, fortes e muros.11 Quando os
lamanitas os atacaram, “ficaram grandemente surpresos com a sabedoria dos nefitas na
preparação de seus lugares de defesa”.12
De modo semelhante, com as turbulências se enfurecendo a nosso redor, precisamos
criar lugares onde nós estaremos seguros tanto física quanto espiritualmente. Quando seu
lar se tornar um santuário pessoal de fé — onde o Espírito resida —, seu lar se tornará a
primeira linha de defesa.
Do mesmo modo, as estacas de Sião são um “refúgio contra a tempestade”13 porque
são lideradas por homens que portam as chaves do sacerdócio e exercem a autoridade do
11
sacerdócio. Ao continuarem a seguir o conselho daqueles a quem o Senhor autorizou a
guiá-las, vocês sentirão mais segurança.
O templo — a casa do Senhor — é um lugar de defesa como nenhum outro. Lá,
vocês são investidas com o poder do sacerdócio por meio dos convênios sagrados do
sacerdócio que fazem.14 No templo, sua família é selada para a eternidade. Mesmo este
ano, em que o acesso a nossos templos foi grandemente limitado, sua investidura tem
dado a vocês acesso constante ao poder de Deus ao honrarem seus convênios com Ele.
Dito de forma simples, um lugar de defesa é qualquer lugar onde vocês podem sentir
a presença do Espírito Santo e ser guiadas por Ele.15 Quando têm a companhia do
Espírito Santo, vocês podem ensinar a verdade mesmo quando é contrária às opiniões
vigentes. E podem ponderar questões sinceras sobre o evangelho num ambiente de
revelação.
Eu as convido, queridas irmãs, a criarem um lar que seja um lugar de defesa. E
renovo meu convite para que aumentem sua compreensão do poder do sacerdócio e dos
convênios e das bênçãos do templo. Ter lugares de defesa aos quais podem se recolher vai
ajudá-las a abraçar o futuro com fé.
Princípio número dois: preparar seu espírito para ser fiel a Deus
Assumimos um grande projeto para estendermos a duração e a capacidade do
Templo de Salt Lake.
Alguns questionaram a necessidade de realizarmos medidas tão extremas. Contudo,
quando o Vale do Lago Salgado sofreu um terremoto de magnitude 5,7 no início deste
ano, esse venerável templo balançou o suficiente para fazer cair a trombeta do anjo
Morôni!16
Assim como o alicerce físico do Templo de Salt Lake precisa ser forte o bastante
para suportar desastres naturais, nosso alicerce espiritual também precisa ser sólido.
Desse modo, quando os terremotos da vida nos abalarem, poderemos permanecer “firmes
e inamovíveis” devido à nossa fé.17
O Senhor nos ensinou a aumentar nossa fé procurando conhecimento “pelo estudo e
também pela fé”.18 Fortalecemos nossa fé em Jesus Cristo ao nos esforçarmos para
guardar Seus mandamentos e “recordá-lo sempre”.19 Além disso, nossa fé aumenta cada
vez que exercemos nossa fé Nele. É isso o que significa aprender pela fé.
Por exemplo, cada vez que temos fé para obedecermos às leis de Deus — mesmo
quando as opiniões populares nos menosprezam —, ou cada vez que resistimos a
entretenimentos ou ideologias que celebram a quebra de convênios, estamos exercendo
nossa fé, o que, por sua vez, aumenta nossa fé.
Além disso, poucas coisas edificam a fé mais do que a imersão regular no Livro de
Mórmon. Nenhum outro livro testifica de Jesus Cristo com tanto poder e clareza. Seus
profetas, inspirados pelo Senhor, viram nossos dias e selecionaram a doutrina e as
verdades que mais nos ajudariam. O Livro de Mórmon é nosso guia de sobrevivência dos
últimos dias.
E, é claro, nossa maior segurança vem de nos ligarmos ao Pai Celestial e a Jesus
Cristo! A vida sem Deus é uma vida cheia de temor. A vida com Deus é uma vida repleta
de paz. E isso porque bênçãos espirituais advêm aos que são fiéis. Receber revelação
pessoal é uma das maiores bênçãos.
O Senhor prometeu que, se pedirmos, receberemos “revelação sobre revelação”.20
Prometo que, ao aumentarem sua capacidade de receber revelação, o Senhor as abençoará
com mais orientação para sua vida e ilimitados dons do Espírito.
12
Princípio número três: nunca parar de se preparar
Mesmo quando as coisas iam bem, o capitão Morôni continuou a preparar seu povo.
Ele nunca parou. Ele nunca se tornou complacente.
O adversário nunca para de atacar. Portanto, nunca podemos parar de nos preparar!
Quanto mais autossuficientes formos — material, emocional e espiritualmente —, mais
preparados estaremos para frustrar os ataques incansáveis de Satanás.
Queridas irmãs, vocês são especializadas em criar lugares de defesa para si mesmas
e para aqueles a quem amam. Além disso, vocês têm uma investidura divina que lhes
capacita a edificar a fé das outras pessoas de maneiras convincentes.21 E vocês nunca
param. Já demonstraram isso mais de uma vez este ano.
Por favor, continuem! Sua vigilância para salvaguardar seu lar e instilar fé no
coração de seus entes queridos vai cultivar recompensas para muitas gerações.
Minhas queridas irmãs, temos tanto a aguardar ansiosamente! O Senhor as colocou
aqui agora porque sabia que vocês teriam a capacidade de lidar com as complexidades da
última parte dos últimos dias. Ele sabia que vocês compreenderiam a grandiosidade de
Sua obra e ficariam ansiosas para ajudar a realizá-la.
Não estou dizendo que o futuro será fácil, mas lhes prometo que será glorioso para
aqueles que estiverem preparados e continuarem a se preparar para ser instrumentos nas
mãos do Senhor.
Minhas queridas irmãs, não vamos apenas suportar este período. Vamos abraçar o
futuro com fé! Tempos tumultuosos são oportunidades de florescermos espiritualmente.
São uma época na qual nossa influência pode ser muito mais incisiva do que em tempos
de calmaria.
Prometo que, ao criarem lugares de defesa, prepararem seu espírito para ser fiel a
Deus e nunca pararem de se preparar, Deus vai abençoá-las. Ele vai “nos [livrar], sim, de
tal modo que nos [encherá] a alma de paz e [nos concederá] grande fé e [fará] com que
[tenhamos] esperança nele para nossa libertação”.22
Ao se prepararem para abraçar o futuro com fé, essas promessas serão suas! Disso
presto testemunho, com minha expressão de amor por vocês e minha confiança em vocês.
No sagrado nome de Jesus Cristo. Amém.

Permita que Deus prevaleça


Vocês estão dispostos a permitir que Deus prevaleça em sua vida? Vocês estão
dispostos a permitir que Deus seja a maior influência em sua vida?
Meus queridos irmãos e irmãs, como sou grato pelas mensagens maravilhosas desta
conferência e por meu privilégio de falar a vocês agora.
Ao longo de minha experiência de mais de 36 anos como apóstolo, a doutrina da
coligação de Israel tem atraído minha atenção.1 Tudo sobre esse assunto me intriga,
inclusive o ministério e o nome2 de Abraão, de Isaque e de Jacó; sua vida e suas esposas;
o convênio que Deus fez com eles e que se estendeu por sua linhagem;3 a dispersão das
12 tribos; e as muitas profecias sobre a coligação em nossos dias.
Tenho estudado sobre a coligação e orado sobre ela; tenho me banqueteado com
cada escritura relacionada a ela e pedido ao Senhor que amplie minha compreensão.
Então imaginem minha alegria quando fui conduzido recentemente a uma nova
percepção. Com a ajuda de dois estudiosos do hebraico, aprendi que um dos significados
13
da palavra hebraica Israel é “permita que Deus prevaleça”.4 Portanto, o próprio nome
Israel se refere a uma pessoa que está disposta a permitir que Deus prevaleça em sua vida.
Esse conceito aviva minha alma!
A palavra disposto é fundamental para essa interpretação de Israel.5 Todos temos o
arbítrio. Podemos escolher ser de Israel ou não. Podemos escolher permitir que Deus
prevaleça em nossa vida ou não. Podemos escolher permitir que Deus seja a influência
mais forte em nossa vida ou não.
Por um momento, vamos relembrar uma ocasião crucial na vida de Jacó, neto de
Abraão. No lugar a que Jacó deu o nome de Peniel (que significa “a face de Deus”),6 ele
lutou contra um sério problema. Seu arbítrio foi testado. Por meio dessa luta, Jacó revelou
o que era mais importante para ele. Ele mostrou que estava disposto a permitir que Deus
prevalecesse em sua vida. Em resposta, Deus mudou o nome de Jacó para Israel,7 que
significa “permita que Deus prevaleça”. Deus então prometeu a Israel que todas as
bênçãos que haviam sido pronunciadas sobre a cabeça de Abraão também seriam suas.8
Infelizmente, a posteridade de Israel quebrou seus convênios com Deus. Eles
apedrejaram os profetas e não estavam dispostos a permitir que Deus prevalecesse em sua
vida. Posteriormente, Deus os dispersou pelos quatro cantos da Terra.9
Misericordiosamente, Ele posteriormente prometeu reuni-los, conforme relatado por
Isaías: “Por um pequeno momento te deixei, porém com grandes misericórdias te
recolherei”.10
Com a definição hebraica de Israel em mente, vemos que a coligação de Israel
adquire um significado adicional. O Senhor está reunindo aqueles que estão dispostos a
permitir que Deus prevaleça em sua vida. O Senhor está reunindo aqueles que escolherão
permitir que Deus seja a maior influência em sua vida.
Por séculos, os profetas predisseram essa coligação,11 e ela está acontecendo
exatamente agora! Como um prelúdio essencial para a Segunda Vinda do Senhor, essa é a
obra mais importante no mundo!
A coligação que antecede o Milênio é uma saga individual de se expandir a fé e a
coragem espiritual para milhões de pessoas. Como membros de A Igreja de Jesus Cristo
dos Santos dos Últimos Dias, ou como a “Israel do convênio nos últimos dias”,12 fomos
encarregados de ajudar o Senhor nesse trabalho crucial.13
Quando falamos da coligação de Israel em ambos os lados do véu, referimo-nos, é
claro, ao trabalho missionário e ao trabalho de templo e história da família. Também
estamos nos referindo a edificar a fé e o testemunho no coração daqueles com quem
moramos, trabalhamos e servimos. Sempre que fazemos algo para ajudar alguém — nos
dois lados do véu — a fazer e a cumprir seus convênios com Deus, estamos ajudando a
coligar Israel.
Há pouco tempo, a esposa de um de nossos netos estava passando por dificuldades
espirituais. Vou chamá-la de “Jill”. Apesar dos jejuns, das orações e das bênçãos do
sacerdócio, o pai de Jill estava morrendo. Ela estava com muito medo de perder tanto seu
pai quanto seu testemunho.
Tarde da noite, minha esposa, a irmã Wendy Nelson, contou-me sobre a situação de
Jill. Na manhã seguinte, Wendy se sentiu inspirada a compartilhar com Jill que minha
resposta para sua luta espiritual estava em uma única palavra! Era a palavra míope.
Tempos depois, Jill admitiu a Wendy que a princípio ela ficou arrasada com minha
resposta. Ela contou: “Eu esperava que o vovô me prometesse um milagre em relação a

14
meu pai. Fiquei pensando por que a palavra míope foi a única que ele se sentiu compelido
a dizer”.
Depois da morte do pai de Jill, a palavra míope continuou vindo à mente dela. Ela
abriu seu coração para compreender ainda mais profundamente que a palavra míope vinha
de “miopia”. E ela começou a mudar de ideia. Jill disse depois: “A palavra míope fez com
que eu parasse, pensasse e me curasse. Aquela palavra agora me traz paz. Ela me lembra
de expandir minha perspectiva e buscar as bênçãos eternas. Ela me lembra de que há um
plano divino e que meu pai ainda vive, que ele me ama e cuida de mim. A palavra míope
me guiou a Deus”.
Tenho muito orgulho de nossa preciosa neta. Durante este período desolador de sua
vida, a querida Jill está aprendendo a aceitar a vontade de Deus em relação a seu pai, com
uma perspectiva eterna de sua própria vida. Por escolher permitir que Deus prevaleça, ela
está encontrando paz.
Se permitirmos, há muitas maneiras pelas quais essa interpretação hebraica de Israel
pode nos ajudar. Imaginem o quanto nossas orações pelos missionários — e nossos
esforços para coligar Israel — seriam diferentes se tivéssemos esse conceito em mente.
Normalmente oramos para que nós e os missionários sejamos guiados às pessoas que
estão preparadas para receber as verdades do evangelho restaurado de Jesus Cristo. Fico
imaginando para quem seremos levados quando orarmos para encontrar as pessoas que
estão dispostas a permitir que Deus prevaleça em sua vida.
Poderemos ser conduzidos a algumas pessoas que nunca acreditaram em Deus ou
em Jesus Cristo, mas que agora estão ansiosas para aprender sobre Eles e sobre Seu plano
de felicidade. Outras pessoas podem ter “nascido no convênio”,14 mas se afastaram do
caminho do convênio. Elas podem agora estar prontas para se arrepender, retornar e
permitir que Deus prevaleça. Podemos ajudá-las recebendo-as de braços e coração
abertos. E algumas das pessoas para as quais seremos guiados podem ter sempre sentido
que há algo faltando em sua vida. Elas também anseiam pela plenitude e pela alegria que
advêm àqueles que desejam permitir que Deus prevaleça em sua vida.
A rede do evangelho para coligar a Israel dispersa é extensa. Há espaço para todas as
pessoas que aceitarem plenamente o evangelho de Jesus Cristo. Cada pessoa que é
convertida se torna filha do convênio de Deus,15 seja por nascimento ou por adoção.
Cada uma delas se torna total herdeira de tudo o que Deus prometeu aos filhos fiéis de
Israel!16
Cada um de nós tem um potencial divino, pois cada um de nós é um filho ou uma
filha de Deus. Somos todos iguais a Seus olhos. As implicações dessa verdade são
profundas. Irmãos e irmãs, peço que ouçam com atenção o que direi agora. Deus não ama
uma raça mais do que outra. Sua doutrina a esse respeito é clara. Ele convida todas as
pessoas a se achegarem a Ele, “negro e branco, escravo e livre, homem e mulher”.17
Garanto a vocês que sua situação perante Deus não é determinada pela cor de sua
pele. A aprovação e a desaprovação de Deus dependem de sua devoção a Deus e a Seus
mandamentos, e não da cor de sua pele.
Lamento que nossos irmãos e irmãs negros em todo o mundo estejam enfrentando as
dores do racismo e do preconceito. Hoje, conclamo nossos membros em todos os lugares
a liderar os esforços de banir atitudes e ações de preconceito. Suplico a vocês que
promovam o respeito por todos os filhos de Deus.
A questão para cada um de nós, a despeito da raça, é a mesma. Vocês estão
dispostos a permitir que Deus prevaleça em sua vida? Vocês estão dispostos a permitir
15
que Deus seja a maior influência em sua vida? Vão permitir que Suas palavras, Seus
mandamentos e Seus convênios influenciem o que vocês fazem todos os dias? Vão
permitir que Sua voz tenha prioridade acima de todas as outras? Estão dispostos a
permitir que qualquer coisa que Ele precise que vocês façam tenha precedência sobre
quaisquer outras ambições? Estão dispostos a ter sua vontade absorvida pela vontade
Dele?18
Pensem em como essa disposição de fazer a vontade Dele pode abençoá-los. Se
vocês são solteiros e estão procurando um companheiro ou uma companheira eternos, seu
desejo de ser “de Israel” vai ajudar na decisão de quem vão namorar e como o farão.
Se são casados com uma pessoa que tenha quebrado seus convênios, sua disposição
de permitir que Deus prevaleça em sua vida vai permitir que seus convênios com Deus
permaneçam intactos. O Salvador vai curar seu coração partido. Os céus se abrirão
quando vocês buscarem saber como seguir em frente. Vocês não precisam divagar nem
duvidar.
Se vocês têm questionamentos sinceros sobre o evangelho ou sobre a Igreja, ao
escolherem permitir que Deus prevaleça, vocês serão guiados a encontrar e a
compreender as verdades eternas e absolutas que vão orientar sua vida e os ajudar a
permanecer firmes no caminho do convênio.
Quando se defrontarem com uma tentação — se a tentação vier quando estiverem
exaustos ou sentindo-se sozinhos ou incompreendidos —, imaginem a coragem que são
capazes de ter ao escolherem permitir que Deus prevaleça em sua vida e ao suplicarem a
Deus que os fortaleça.
Quando seu maior desejo é permitir que Deus prevaleça, quando seu maior desejo é
ser parte de Israel, muitas decisões se tornam mais fáceis. Muitos problemas não serão
mais um problema. Vocês saberão a melhor forma de se vestir. Saberão a que assistir e o
que ler, em que despender seu tempo e com quem se associar. Saberão o que querem
realizar. Saberão que tipo de pessoas realmente desejam se tornar.
Agora, meus queridos irmãos e irmãs, é necessário ter fé e coragem para permitir
que Deus prevaleça. Isso requer um persistente e rigoroso esforço espiritual para se
arrependerem e deixarem de lado o homem natural por meio da Expiação de Jesus
Cristo.19 É necessário um esforço diário consistente para desenvolver o hábito pessoal de
estudar o evangelho, de aprender mais sobre o Pai Celestial e sobre Jesus Cristo, e de
buscar obter revelação pessoal e agir de acordo com ela.
Nestes tempos trabalhosos sobre os quais o apóstolo Paulo profetizou,20 Satanás
não está mais tentando esconder seus ataques ao plano de Deus. Um mal audacioso se
prolifera. Entretanto, o único meio de sobreviver espiritualmente é estarmos determinados
a permitir que Deus prevaleça em nossa vida, aprendermos a ouvir Sua voz e usarmos
nossa energia para ajudar a coligar Israel.
Agora, como o Senhor Se sente sobre aqueles que permitem que Deus prevaleça?
Néfi resumiu isso bem: “[O Senhor] ama os que o tomam por seu Deus. Eis que amou
nossos pais e fez convênios com eles, sim, com Abraão, Isaque e Jacó; e [lembra-se] dos
convênios que [faz]”.21
E o que o Senhor está disposto a fazer por Israel? O Senhor prometeu que “lutaria
[nossas] batalhas e as batalhas de [nossos] filhos e as dos filhos de [nossos] filhos, (…)
até a terceira e a quarta geração”!22
Ao estudarem as escrituras durante os próximos seis meses, incentivo-os a fazer uma
lista de tudo o que o Senhor prometeu que faria pela Israel do convênio. Acho que ficarão
16
surpresos. Reflitam sobre essas promessas. Conversem sobre elas em família e com os
amigos. Depois vivam de acordo com elas e vejam como elas estão sendo cumpridas em
sua vida.
Meus queridos irmãos e irmãs, ao escolherem permitir que Deus prevaleça em sua
vida, vocês verão por si mesmos que Deus é um “Deus de milagres”.23 Como povo,
somos Seus filhos do convênio e seremos chamados por Seu nome. Presto testemunho
disso no sagrado nome de Jesus Cristo. Amém.

Um novo normal
Eu os convido a cada vez mais voltar o coração, a mente e a alma para nosso Pai
Celestial e Seu Filho, Jesus Cristo.
Meus queridos irmãos e irmãs, estes dois dias de conferência geral foram gloriosos.
Eu concordo com o élder Jeffrey R. Holland que disse que as mensagens, as orações e a
música foram todas inspiradas pelo Senhor. Sou grato a todos os que participaram de
alguma maneira.
Durante os procedimentos, imaginei vocês em minha mente ouvindo a conferência.
Pedi ao Senhor que me ajudasse a compreender o que vocês estão sentindo, o que os está
preocupando ou o que estão tentando solucionar. Fiquei pensando no que dizer ao
concluir esta conferência para que vocês levassem consigo o otimismo em relação ao
futuro que sei que o Senhor deseja que sintam.
Vivemos em uma era gloriosa prevista há séculos por profetas. Esta é a dispensação
em que nenhuma bênção espiritual será negada aos justos.1 A despeito da comoção
mundial,2 o Senhor deseja que olhemos para o futuro “com uma expectativa alegre”.3
Não percamos tempo com as memórias do passado. A coligação de Israel segue adiante.
O Senhor Jesus Cristo dirige os assuntos de Sua Igreja, e ela alcançará seus propósitos
divinos.
O desafio para vocês e para mim é garantir que cada um de nós alcance seu
potencial divino. Hoje frequentemente ouvimos sobre “um novo normal”. Se querem
realmente aceitar um novo normal, eu os convido a cada vez mais voltar o coração, a
mente e a alma para nosso Pai Celestial e Seu Filho, Jesus Cristo. Que esse seja seu novo
normal.
Aceitem seu novo normal arrependendo-se diariamente. Busquem ser cada vez mais
puros em pensamentos, palavras e ações. Ministrem a outras pessoas. Mantenham uma
perspectiva eterna. Magnifiquem seu chamado. E, quaisquer que sejam seus desafios,
queridos irmãos e irmãs, vivam cada dia de maneira a estarem mais preparados para
encontrar seu Criador.4
É por isso que temos templos. As ordenanças e os convênios do Senhor nos
preparam para a vida eterna, a maior de todas as bênçãos de Deus.5 Como sabem, a
pandemia da Covid exigiu um fechamento temporário de nossos templos. Depois,
começamos uma fase de reabertura cuidadosamente coordenada. Com a Fase 2 agora em
andamento em muitos templos, milhares de casais foram selados e milhares de pessoas
receberam a investidura própria nos últimos meses. Aguardamos ansiosamente o dia em
que todos os membros dignos da Igreja poderão novamente servir a seus antepassados e
adorar em um templo sagrado.
17
Agora tenho o prazer de anunciar planos para a construção de seis novos templos
nos seguintes locais: Tarawa do Sul, Quiribati; Porto Vila, Vanuatu; Lindon, Utah;
Grande Guatemala, Guatemala; São Paulo Leste, Brasil e Santa Cruz, Bolívia.
Ao edificarmos e mantermos esses templos, oramos para que cada um de vocês
edifique e mantenha a si mesmo de modo a estar digno de entrar no templo sagrado.
Agora, queridos irmãos e irmãs, eu os abençoo para que estejam repletos da paz do
Senhor Jesus Cristo. Sua paz está além da compreensão mortal.6 Eu os abençoo com um
desejo e uma capacidade maiores de obediência às leis de Deus. Prometo que, ao assim
fazerem, bênçãos serão derramadas sobre vocês, incluindo mais coragem, mais revelação
pessoal, mais harmonia em seu lar e alegria mesmo em meio à incerteza.
Que sigamos adiante para cumprirmos nosso mandamento divino, que é o de
prepararmos a nós mesmos e o mundo para a Segunda Vinda do Senhor. Essa é minha
oração, com minha demonstração de amor por vocês, no sagrado nome de Jesus Cristo.
Amém.

Mensagem de abertura abril 2020

Nossa principal missão na vida é nos prepararmos para encontrar nosso


Criador. Fazemos isso ao nos esforçarmos diariamente para nos tornar mais
semelhantes a nosso Salvador, Jesus Cristo. E conseguimos isso à medida que nos
arrependemos diariamente e recebemos Sua purificação, Sua cura e Seu poder
fortalecedor. Podemos então sentir paz e alegria duradouras, até mesmo em tempos
turbulentos. É exatamente por esse motivo que o Senhor implorou que permaneçamos
em lugares santos e que “não [sejamos] movidos”.
Essa admoestação dada a Joseph serve para cada um de nós. Devemos buscar, de
todas as maneiras que pudermos, ouvir a Jesus Cristo, que fala a nós por meio do
poder e da ministração do Espírito Santo.
Meus queridos irmãos e irmãs, esta conferência será magnífica. Este ano será
maravilhoso se nos concentrarmos atentamente no Salvador e em Seu evangelho
restaurado. Os efeitos duradouros mais importantes desta conferência histórica
acontecerão à medida que nosso coração mudar e começarmos a buscar ouvir o
Senhor por toda a nossa vida

Ouve-o - abril 2020

Ao buscarmos ser discípulos de Jesus Cristo, nosso empenho em ouvi-Lo deve


ser cada vez mais intencional. É necessário um esforço consciente e constante para
preencher nossa vida com Suas palavras, Seus ensinamentos e Suas verdades todos
os dias
Mergulhar diariamente na palavra de Deus é essencial para a sobrevivência
espiritual, especialmente nestes dias de crescente agitação. Ao nos banquetearmos com
as palavras de Cristo diariamente, as palavras de Cristo nos dirão como podemos reagir às
dificuldades que nunca imaginamos que enfrentaríamos.

18
Quando essas restrições temporárias devido à COVID-19 terminarem, por favor,
reservem um tempo regularmente para adorar e servir no templo. Cada minuto desse
tempo abençoará vocês e sua família de uma maneira que nenhuma outra pode abençoá-
los. Reservem tempo para ponderar sobre o que ouvem e sobre o que sentem quando
vão ao templo. Peçam ao Senhor que os ensine como abrir os céus para abençoar sua
vida e a vida das pessoas a quem amam e servem.
Embora não seja possível adorar no templo neste momento, convido-os a
participarem mais da história da família, incluindo a pesquisa de história da família e a
indexação. Prometo que ao participarem mais plenamente do trabalho do templo e
da história da família, vocês vão ampliar e melhorar sua capacidade de ouvi-Lo.
Saber como o Espírito fala a vocês nunca foi tão importante como agora. Na
Trindade, o Espírito Santo é o mensageiro. Ele trará à sua mente impressões que o Pai e o
Filho desejam que vocês recebam. Ele é o Consolador. Ele trará a seu coração um
sentimento de paz. Ele presta testemunho da verdade e confirmará a verdade quando
ouvirem e lerem a palavra do Senhor.
Reitero meu apelo a vocês para que façam tudo o que estiver a seu alcance para
ampliar sua capacidade espiritual de receber revelação pessoal.
Isso os ajudará a saber como prosseguir em sua vida, o que fazer em momentos de
crise e como discernir e evitar as tentações e as mentiras do adversário.
O que acontecerá se vocês ouvirem, escutarem e obedecerem mais
intencionalmente ao que o Salvador disse e ao que Ele está dizendo agora por
intermédio de Seus profetas? Prometo que vocês serão abençoados com mais poder
para lidar com as tentações, dificuldades e fraquezas. Prometo milagres em seu
casamento, em seu relacionamento familiar e em seu trabalho diário. E prometo que
sua capacidade de sentir alegria aumentará, mesmo que as turbulências aumentem
em sua vida.

Prosseguir com fé - abril 2020

Os diversos elementos inspiradores desta Conferência Geral de Abril de 2020 — e


da semana sagrada que tem início agora — podem ser resumidos em um decreto divino
de poucas palavras: “Ouvir o Senhor”. Oramos para que seu enfoque no Pai Celestial,
que proferiu essas palavras, e em Seu Filho Amado, Jesus Cristo, tenha mais
destaque em sua memória do que tudo o que já tenha acontecido. Oramos para que
vocês novamente se comprometam a verdadeiramente ouvir, escutar e obedecer às
palavras do Salvador. Ao fazerem isso, prometo que nosso medo diminuirá e nossa
fé aumentará.
Agradecemos por seu desejo de fazer com que seu lar seja um verdadeiro santuário
de fé, em que o Espírito do Senhor possa habitar. Nosso currículo de estudo do
evangelho, o Vem, e Segue-Me, continuará a abençoar sua vida. Mesmo durante os
momentos em que vocês sentirem que não estão sendo particularmente bem-sucedidos,
seu empenho constante nessa tarefa mudará sua vida, a vida de sua família e o
mundo. Seremos fortalecidos à medida que nos tornarmos discípulos ainda mais
valentes do Senhor, defendendo-O e nos pronunciando sobre Ele, onde quer que
estejamos.

19
O segundo Grade Mandamento Outubro 2019

Ajudar os outros — fazer um esforço consciente para cuidar das pessoas tanto
quanto, ou mais do que, cuidamos de nós mesmos — é nossa alegria. Especialmente,
devo acrescentar, quando não é conveniente e quando nos tira de nossa zona de
conforto. Viver esse segundo mandamento é a chave para nos tornarmos
verdadeiros discípulos de Jesus Cristo.

Podemos Agir Melhor e Ser Melhores - Abril 2019

Nada é mais libertador, mais enobrecedor ou mais crucial para nosso progresso
individual do que um enfoque constante, diário no arrependimento. O arrependimento não
é um evento, mas um processo. Ele é a chave para a felicidade e a paz de consciência.
Quando acompanhado da fé, o arrependimento permite que tenhamos acesso ao
poder da Expiação de Jesus Cristo.
Quando decidimos nos arrepender, decidimos mudar! Permitimos que o Salvador
nos transforme em uma versão melhor de nós mesmos. Escolhemos crescer
espiritualmente e receber alegria — a alegria da redenção advinda Dele. Quando
decidimos nos arrepender, decidimos nos tornar mais como Jesus Cristo!
Irmãos, precisamos agir melhor e ser melhores porque estamos numa batalha. A
batalha contra o pecado é real. O adversário está quadruplicando seus esforços para
destruir testemunhos e impedir o trabalho do Senhor. Ele está equipando seus servos
com armas poderosas para nos impedir de participar da alegria e do amor do Senhor.
O arrependimento é a chave para escaparmos dos sofrimentos causados pelas
armadilhas do adversário. O Senhor não espera que sejamos perfeitos neste período de
nosso progresso eterno. Entretanto, ele espera que nos tornemos cada vez mais puros. O
arrependimento diário é o caminho para a pureza, e a pureza traz poder. A pureza
pessoal pode fazer de nós ferramentas poderosas nas mãos de Deus. Nosso
arrependimento — nossa pureza — nos dará poder para ajudar na coligação de Israel.
O Senhor ensinou ao profeta Joseph Smith “que os direitos do sacerdócio são
inseparavelmente ligados com os poderes do céu e que os poderes do céu não podem ser
controlados nem exercidos a não ser de acordo com os princípios da retidão”.
Sabemos o que vai nos permitir ter mais acesso aos poderes do céu. Sabemos
também o que vai prejudicar nosso progresso — aquilo que precisamos parar de fazer
para que tenhamos mais acesso aos poderes do céu. Irmãos, busquem em espírito de
oração saber o que está refreando seu arrependimento. Identifiquem o que os
impede de se arrependerem. E então mudem! Arrependam-se! Todos nós
precisamos agir melhor e ser melhores do que éramos antes.
Agora, eu lhes pergunto, irmãos: Vocês se preocupam em se vestir e cuidar de seu
corpo para satisfazer os apelos do mundo mais do que para agradar a Deus? Sua resposta
a essa pergunta envia uma mensagem clara para Ele sobre como você considera esse
presente extraordinário que Ele lhes deu. Com essa reverência a nosso corpo, irmãos,
acredito que podemos agir melhor e ser melhores.

20
Orem para que seu coração esteja em sintonia com o coração de sua esposa.
Procurem fazê-la feliz. Busquem seu conselho e a ouçam. Os conselhos dela vão
melhorar suas ações.
Temos que nos levantar do sofá, deixar de lado o controle remoto e sair de nossa
inércia espiritual. É hora de vestir nossa armadura completa de Deus para que
participemos do trabalho mais importante na Terra. É hora de “[lançar nossa foice] e
[ceifar] com todo o [nosso] poder, mente e força”. As forças do mal jamais foram tão
avassaladoras como são hoje. Como servos do Senhor, não podemos ficar adormecidos
enquanto a batalha se intensifica.
Rogo que sejam os homens e os rapazes que o Senhor precisa que sejam.
Concentrem-se no arrependimento diário tão essencial à sua vida para que vocês
consigam exercer o sacerdócio com mais poder do que nunca. Essa é a única maneira de
manter a si mesmo e a sua família salvos espiritualmente nos dias difíceis que se
aproximam.
O Senhor precisa de homens altruístas que colocam o bem-estar das outras pessoas à
frente do seu. Ele precisa de homens que intencionalmente se esforçam para ouvir a
voz do Espírito com clareza. Ele precisa de homens do convênio que cumprem seus
convênios com integridade. Ele precisa de homens determinados a se manterem
sexualmente puros — homens dignos que possam ser chamados a qualquer momento para
dar bênçãos com o coração puro, a mente limpa e as mãos dispostas a servir. O Senhor
precisa de homens dispostos a se arrepender — homens com entusiasmo para servir e
fazer parte do exército de portadores do sacerdócio do Senhor.
Eu os abençoo para que se tornem esse tipo de homem. Eu os abençoo com a
coragem de se arrependerem diariamente e aprenderem a exercer o poder pleno do
sacerdócio. Eu os abençoo para que transmitam o amor do Salvador à sua esposa, a seus
filhos e a todos os que o conhecem. Eu os abençoo para que ajam melhor e para que
sejam melhores. Eu os abençoo para que ao se esforçarem por fazer essas coisas, vocês
vejam milagres acontecer em sua vida.

Vem e segue-me - Abril 2019

Também faria uma súplica a meus amigos relutantes, dizendo:

“Abram seu coração a Deus. Perguntem a Ele se essas coisas são verdadeiras.
Encontrem tempo para estudar Suas palavras. Realmente as estudem! Se vocês
verdadeiramente amam sua família e desejam ser exaltados com ela por toda a eternidade,
paguem o preço agora — por meio de um estudo sério e de orações fervorosas — a
fim de conhecer essas verdades eternas e então viver de acordo com elas.

Se nem mesmo têm certeza de que acreditam em Deus, comecem por aí. Entendam
que com a falta de experiências com Deus, podemos duvidar de Sua existência. Então,
coloquem-se em uma posição para que comecem a ter experiências com Ele. Humilhem-
se. Orem para que sejam capazes de ver a mão de Deus em sua vida e no mundo a seu
redor. Peçam a Ele que digam a vocês se Ele realmente existe — se Ele os conhece.
Perguntem a Ele como Ele se sente sobre vocês. E então escutem”.

21
Queridos irmãos e irmãs, Jesus Cristo nos convida a trilhar o caminho do convênio
para que voltemos ao lar de nossos Pais Celestiais e que estejamos com nossos entes
queridos. Ele nos faz o convite: “Vem, e segue-me”.
Agora, como presidente de Sua Igreja, imploro a vocês que se distanciaram da
Igreja e a vocês que ainda não buscaram saber realmente que a Igreja do Salvador
foi restaurada: Façam o trabalho espiritual para descobrir por si mesmos, e por
favor, façam-no agora. O tempo está se esgotando.

Consid iniciais out 2018

Como santos dos últimos dias, acostumamo-nos a pensar na “igreja” como algo que
acontece em nossas capelas, com o apoio do que acontece no lar. Precisamos fazer um
ajuste desse padrão. É hora de termos uma Igreja centralizada no lar com o apoio
do que acontece dentro dos edifícios de nossos ramos, alas e estacas.
O objetivo de longa data da Igreja tem sido auxiliar todos os membros a aumentar
sua fé em nosso Senhor Jesus Cristo e em Sua Expiação, a fazer e cumprir seus convênios
com Deus, e a fortalecer e selar a família deles. Neste complexo mundo atual, isso não é
fácil. O adversário está aumentando de modo exponencial seus ataques à fé, a nós e
às famílias. Para sobrevivermos espiritualmente, precisamos de estratégias de defesa
e planos proativos. Consequentemente, queremos agora efetuar ajustes organizacionais
que vão fortalecer ainda mais nossos membros e sua família.
Por muitos anos, os líderes da Igreja vêm trabalhando em um currículo integrado
para fortalecer famílias e indivíduos por meio de um plano centralizado no lar e apoiado
pela Igreja para proporcionar o aprendizado da doutrina, fortalecer a fé e promover maior
adoração pessoal. Nossos esforços nos últimos anos para santificar o Dia do Senhor —
torná-lo um deleite e um sinal pessoal para Deus de nosso amor por Ele — serão
ampliados pelos ajustes que apresentaremos agora.
Nesta manhã, vamos anunciar um novo equilíbrio e uma nova relação entre a
instrução do evangelho no lar e na Igreja. Cada um de nós é responsável por nosso
próprio crescimento espiritual. E as escrituras deixam claro que os pais têm a
responsabilidade primordial de ensinar a doutrina a seus filhos. É responsabilidade
da Igreja auxiliar cada membro no objetivo divinamente definido de aumentar o
conhecimento do evangelho.

O Nome Correto da Igreja- Outubro de 2018

Queridos irmãos e irmãs, prometo-lhes que, se dermos o melhor de nós para


restaurarmos o nome correto da Igreja do Senhor, Ele, a quem esta Igreja pertence,
derramará Seu poder e Suas bênçãos sobre os santos dos últimos dias17 de maneiras
como jamais vimos. Teremos o conhecimento e o poder de Deus para nos ajudar a
levar as bênçãos do evangelho restaurado de Jesus Cristo a toda nação, tribo, língua
e povo, ajudando a preparar o mundo para a Segunda Vinda do Senhor.
Então, o que está por trás de um nome? Quando se trata do nome da Igreja do
Senhor, a resposta é “TUDO!” Jesus Cristo nos instruiu a chamarmos a Igreja pelo Seu
nome porque ela é Sua Igreja, repleta de Seu poder.
22
Tornar-se Santos Exemplares Outubro 2018

O novo currículo integrado, centralizado no lar e apoiado pela Igreja, tem o


potencial de libertar o poder das famílias à medida que cada família age de modo
consciente e cuidadoso a fim de transformar o lar num local santificado de fé.
Prometo que, se trabalharem diligentemente para transformar seu lar em um centro
de aprendizado do evangelho, com o tempo seu Dia do Senhor será um verdadeiro
deleite. Seus filhos ficarão entusiasmados para aprender e viver os ensinamentos do
Salvador, e a influência do adversário em sua vida e em seu lar diminuirá. As
mudanças em sua família serão drásticas e contínuas.
Prometo que a rigorosa atenção que vocês derem ao nome correto da Igreja do
Salvador e de seus membros resultará no aumento da fé e no acesso a uma força
espiritual maior para os membros da Igreja Dele.
Meus queridos irmãos e irmãs, os ataques do adversário estão aumentando
exponencialmente, em intensidade e em variedade. Nossa necessidade de estar
regularmente no templo nunca foi tão grande. Suplico a vocês que considerem em espírito
de oração o modo como despendem seu tempo. Invistam tempo em seu futuro e no de sua
família. Se tiverem acesso razoável a um templo, peço que encontrem um meio de marcar
um compromisso regular com o Senhor — de estar em Sua santa casa — e depois
cumpram esse compromisso com exatidão e alegria. Prometo-lhes que o Senhor vai lhes
proporcionar os milagres que Ele sabe que vocês precisam, se fizerem sacrifícios
para servir e adorar em Seus templos.
A construção e a manutenção de templos talvez não mudem sua vida, mas o tempo
que despendem no templo sem dúvida mudará sua vida. Para aqueles que há muito estão
ausentes do templo, incentivo-os a se prepararem e a retornarem assim que possível.
Depois, convido-os a adorar no templo e a orar para que sintam profundamente o
infinito amor do Salvador por vocês, para que cada um de vocês possa adquirir seu
próprio testemunho de que Ele dirige este sagrado e eterno trabalho.
Irmãos e irmãs, agradeço a vocês por sua fé e seu constante empenho. Deixo com
vocês meu amor e minhas bênçãos, para que se banqueteiem com a palavra do Senhor e
apliquem Seus ensinamentos em sua vida pessoal. Asseguro-lhes que a revelação
continua na Igreja e continuará até que “os propósitos de Deus sejam cumpridos e o
grande Jeová diga que o trabalho está terminado”.
Eu os abençoo com mais fé Nele e em Sua santa obra, com fé e paciência para
suportar suas dificuldades pessoais na vida. Eu os abençoo para que se tornem
santos dos últimos dias exemplares. Eu assim os abençoo e presto meu testemunho de
que Deus vive! Jesus é o Cristo! Esta é a Igreja Dele. Somos o Seu povo, em nome de
Jesus Cristo. Amém.

Ministrar com o poder e a autoridade de Deus – Abril 2018

Irmãos, portamos o santo sacerdócio de Deus! Temos Sua autoridade para abençoar
Seu povo. Pensem na extraordinária promessa que o Senhor nos deu quando disse:
“Quem abençoares eu abençoarei”. É nosso privilégio agir em nome de Jesus Cristo para
23
abençoar os filhos de Deus de acordo com a vontade Dele para com Seus filhos.
Presidentes de estaca e bispos, certifiquem-se de que todos os membros dos quóruns que
estão sob sua mordomia saibam como dar uma bênção do sacerdócio e estejam cientes da
dignidade pessoal e da preparação espiritual necessárias para invocar plenamente o poder
de Deus.
A todos os irmãos que possuem o sacerdócio, convido-os a inspirar os membros a
guardar os convênios, orar e jejuar, estudar as escrituras, adorar no templo e servir com fé
como homens e mulheres de Deus. Podemos ajudar todas as pessoas a verem com os
olhos da fé que a obediência e a retidão vão aproximá-las de Jesus Cristo, permitindo
assim que desfrutem a companhia do Espírito Santo e sintam alegria na vida.
Irmãos, portamos o santo sacerdócio de Deus! Temos Sua autoridade para abençoar
Seu povo. Pensem na extraordinária promessa que o Senhor nos deu quando disse:
“Quem abençoares eu abençoarei”. É nosso privilégio agir em nome de Jesus Cristo para
abençoar os filhos de Deus de acordo com a vontade Dele para com Seus filhos.
Presidentes de estaca e bispos, certifiquem-se de que todos os membros dos quóruns que
estão sob sua mordomia saibam como dar uma bênção do sacerdócio e estejam cientes da
dignidade pessoal e da preparação espiritual necessárias para invocar plenamente o poder
de Deus.
A todos os irmãos que possuem o sacerdócio, convido-os a inspirar os membros a
guardar os convênios, orar e jejuar, estudar as escrituras, adorar no templo e servir com fé
como homens e mulheres de Deus. Podemos ajudar todas as pessoas a verem com os
olhos da fé que a obediência e a retidão vão aproximá-las de Jesus Cristo,
permitindo assim que desfrutem a companhia do Espírito Santo e sintam alegria na
vida.

Revelação para a Igreja, revelação para nossa vida – Abril de 2018


O profeta Joseph Smith deixou um padrão a ser seguido para obter respostas para
nossas perguntas. Guiado pela promessa de Tiago de que, se tivermos falta de sabedoria,
podemos perguntar a Deus, o jovem Joseph levou suas perguntas diretamente ao Pai
Celestial. Ele procurou revelação pessoal e sua busca abriu esta última dispensação.
De igual modo, o que suas buscas vão abrir para vocês? Que sabedoria lhes tem
faltado? O que vocês sentem uma necessidade urgente de saber ou de entender?
Sigam o exemplo do profeta Joseph. Encontrem um lugar calmo onde possam ir
regularmente. Humilhem-se diante de Deus. Abram seu coração para seu Pai
Celestial. Voltem-se a Ele para obter respostas e consolo.
Orem em nome de Jesus Cristo sobre suas preocupações, seus medos, suas fraquezas
— sim, os anseios de seu coração. E então escutem! Escrevam os pensamentos que
vierem à sua mente. Registrem seus sentimentos e prossigam de acordo com as ações
que forem inspirados a realizar. Ao repetirem esse processo dia após dia, mês após
mês, ano após ano, crescerá “em [vocês] um princípio de revelação”.
Deus realmente quer falar com vocês? Sim! “Seria tão inútil o homem estender seu
braço débil para deter o rio Missouri em seu curso (…) como o seria impedir que o Todo-
Poderoso derramasse conhecimento do céu sobre a cabeça dos santos dos últimos dias.”
Não é preciso ficar imaginando o que é verdade. Vocês não precisam se perguntar
em quem podem confiar com segurança. Por meio da revelação pessoal, vocês podem
24
receber seu próprio testemunho de que o Livro de Mórmon é a palavra de Deus, que
Joseph Smith é um profeta e que esta é a Igreja do Senhor. Apesar do que outros possam
dizer ou fazer, ninguém jamais poderá tirar de vocês um testemunho prestado em seu
coração e em sua mente sobre o que é verdade.
Eu os exorto que avancem além da sua habilidade espiritual atual para receber
revelação pessoal, pois o Senhor prometeu que, “se [buscares], receberás revelação sobre
revelação, conhecimento sobre conhecimento, para que conheças os mistérios e as coisas
pacíficas — aquilo que traz alegria, que traz vida eterna”.
Oh, há muito mais que o Pai Celestial quer que vocês saibam. Como nos ensinou o
élder Neal A. Maxwell: “Para aqueles que têm olhos para ver e ouvidos para ouvir, está
claro que o Pai e o Filho estão revelando os segredos do universo!”
Nada abre os céus como a combinação do aumento da pureza, da obediência
exata, da busca sincera, de se banquetear diariamente com as palavras de Cristo no
Livro de Mórmon e de tempo regular dedicado ao trabalho de templo e história da
família.
Certamente haverá momentos em que vocês sentirão que os céus estão
fechados. Mas prometo que, ao continuarem a ser obedientes, expressando sua
gratidão por todas as bênçãos que o Senhor concede, e, ao honrarem pacientemente
o tempo do Senhor, vocês receberão o conhecimento e a compreensão que procuram.
Vocês receberão todas as bênçãos que o Senhor tem para vocês — até mesmo
milagres. É isso que a revelação pessoal fará por vocês.
Vejo o futuro com otimismo. Ele será cheio de oportunidades para que cada um
possa progredir, contribuir e levar o evangelho a cada canto da Terra. Mas também não
sou ingênuo quanto aos dias que estão por vir. Vivemos em um mundo complexo e cada
vez mais controverso. A disponibilidade constante das mídias sociais e de notícias 24
horas por dia nos bombardeia com mensagens implacáveis. Se quisermos ter a esperança
de filtrar as diversas opiniões e filosofias dos homens que atacam a verdade, precisamos
aprender a receber revelação.
Nosso Salvador e Redentor, Jesus Cristo, realizará algumas de Suas obras mais
poderosas no período entre agora e quando Ele vier novamente. Veremos indicações
milagrosas de que Deus, o Pai, e Seu Filho Jesus Cristo presidem esta Igreja com
majestade e glória. Mas, nos dias que estão por vir, não será possível sobreviver
espiritualmente sem a orientação, a direção, o consolo e a influência constante do Espírito
Santo.
Meus amados irmãos e irmãs, imploro para que aumentem sua capacidade espiritual
de receber revelações. Que este domingo de Páscoa seja um momento decisivo em sua
vida. Escolham fazer o trabalho espiritual necessário para desfrutar o dom do Espírito
Santo e ouvir a voz do Espírito com mais frequência e de modo mais claro.
Com Morôni, exorto para “virdes a Cristo e a vos apegardes a toda boa dádiva”
neste domingo de Páscoa, começando com o dom do Espírito Santo, que pode e vai
mudar sua vida.
Somos seguidores de Jesus Cristo. A verdade mais importante que o Espírito Santo
testificará a vocês é que Jesus é o Cristo, o Filho do Deus vivo. Ele vive! Ele é nosso
advogado junto ao Pai, nosso Exemplo e nosso Redentor. Neste domingo de Páscoa,
celebramos Seu sacrifício expiatório, Sua Ressurreição literal e Sua divindade.
Esta é Sua Igreja, restaurada pelo profeta Joseph Smith. Presto testemunho disso,
expressando meu amor a cada um de vocês, no sagrado nome de Jesus Cristo. Amém.
25
26

Você também pode gostar