Você está na página 1de 12

LEI DE COULOMB

A Lei de Coulomb é uma lei da física que descreve a interação PRINCÍPIO DA SUPERPOSIÇÃO –
eletrostática entre partículas eletricamente carregadas. Foi formulada
e publicad a pela primeira vez em 1783 pelo físico francês Charles DISTRIBUIÇÕES DE CARGA
Augustin de Coulomb e foi essencial para o desenvolvimento do Por enquanto, apenas foi discutido as forças elétricas devido à
estudo da Eletricidade. interação entre dois corpos carregados. Agora, podemos supor que
Essa lei estabelece que o módulo da força entre duas cargas elétricas uma carga de prova positiva (qo) tenha sido colocada na presença
puntiformes (q1 e q2) é diretamente proporcional ao produto dos valores de várias outras cargas. Feito isso, qual deverá ser, então, a força
absolutos (módulos) das duas cargas e inversamente proporcional eletrostática resultante sobre esta carga qo? Podemos solucionar
ao quadrado da distância r entre eles. Essa força pode ser atrativa ou este problema, assim como fazemos na mecânica, ou seja, fazendo a
repulsiva dependendo do sinal das cargas. É atrativa se as cargas tiverem resultante vetorial das forças que atuam sobre ela.
sinais opostos. É repulsiva se as cargas tiverem o mesmo sinal. Podemos chamar esse método como o princípio da superposição.
Na figura abaixo, podemos apresentar o esquema das forças que
Q ⋅Q
F∞ 1 2 atuam em qo, devido a todas as outras forças. Apesar de este
d² resultado possa parecer óbvio demais, ele não pode ser derivado de
algo mais fundamental. A única maneira de observá-lo é testando-o
Contudo, essa equação pode ser expressa por uma igualdade se experimentalmente.
considerarmos uma constante k, que depende do meio onde as cargas F3
estão presentes. O valor mais comum de k é considerado quando esta
interação acontece no vácuo, e seu valor é igual a:
q
K = 9 . 109 N . m2/C2
Por isso, podemos escrever a equação da lei de Coulomb como:

Q ⋅Q
F= k ⋅ 1 2 F1 q3

Para se determinar se estas forças são de atração ou de repulsão F2
podemos utilizar o produto de suas cargas, ou seja:
Q . Q > 0 ⇒ forças de repulsão
1 2 q1
Q1 . Q2 < 0 ⇒ forças de atração

REPRESENTAÇÃO GRÁFICA
q2
DA LEI DE COULOMB
(http://www.dsif.fee.unicamp.br/~moschim/cursos/ee521/eletrostatica_arquivos/image006.gif)
Representando a força de interação elétrica em função da
distância entre duas cargas puntiformes, obteremos como gráfico
No caso de termos N partículas carregadas,  temos que a força
uma hipérbole, conforme indica a figura.
resultante sobre qo será a soma vetorial de todas Foi , como a seguir
F
     N  N
 
q q^
FR  Fo1  Fo2  Fo3    FoN  Foi  k o i ri
i1 i1
ri2
F
ou que

 N

q ^
FR  qok k i ri
r2
i1 i
F/4
F/9 em que ri é a distância entre a carga de prova qo e uma outra
carga qi. Nesse caso, podemos dizer que a força resultante sobre
qo deve-se a uma distribuição de cargas discretas. Nas próximas
d 2d 3d d seções, discutiremos o princípio da superposição devido a diferentes
distribuições de cargas contínuas.
(https://www.coladaweb.com/wp-content/uploads/image005_54a3e4cc7db46.gif)

PROMILITARES.COM.BR 253
LEI DE COULOMB

EXERCÍCIOS DE

FIXAÇÃO
01. (EEAR 2017) Duas cargas são colocadas em uma região onde há
interação elétrica entre elas. Quando separadas por uma distância d, a a) 0,9
força de interação elétrica entre elas tem módulo igual a F. Triplicando- b) 1,2
se a distância entre as cargas, a nova força de interação elétrica em c) 1,5
relação à força inicial, será
d) 2,1
a) diminuída 3 vezes
b) diminuída 9 vezes 06. (UFJF 2017) Duas pequenas esferas condutoras idênticas estão
c) aumentada 3 vezes eletrizadas. A primeira esfera tem uma carga de 2Q e a segunda uma
carga de 6Q. As duas esferas estão separadas por uma distância d e a
d) aumentada 9 vezes
força eletrostática entre elas é F1. Em seguida, as esferas são colocadas
em contato e depois separadas por uma distância 2d. Nessa nova
02. (EEAR 2017) Duas esferas idênticas e eletrizadas com cargas configuração, a força eletrostática entre as esferas é F2.
elétricas q1 e q2 se atraem com uma força de 9 N. Se a carga da
primeira esfera aumentar cinco vezes e a carga da segunda esfera for Pode-se afirmar sobre a relação entre as forças F1 e F2, que:
aumentada oito vezes, qual será o valor da força, em newtons, entre a) F1 = 3F2. d) F1 = 4 F2.
elas? b) F1 = F2/12. e) F1 = F2.
a) 40 c) F1 = F2/3.
b) 49
c) 117 07. (UFRGS 2019) Duas pequenas esferas idênticas, contendo cargas
elétricas iguais, são colocadas no vértice de um perfil quadrado de
d) 360
madeira, sem atrito, conforme representa a figura 1 abaixo.
03. (EEAR 2017) Duas esferas idênticas A e B, de cargas iguais a
QA = -3 µC e QB = -8 µC, estão inicialmente isoladas uma da outra.
Em seguida, ambas são colocadas em contato e depois separadas por
uma distância de 30 cm no vácuo. Determine o valor aproximado da
força elétrica que passa a atuar entre as cargas.
Dados: constante eletrostática no vácuo k = 9·109 N·m²/C²
a) 2
b) 3
As esferas são liberadas e, devido à repulsão elétrica, sobem pelas
c) 6 paredes do perfil e ficam em equilíbrio a uma altura h em relação à
d) 9 base, conforme representa a figura 2.
Sendo P, Fe e N, os módulos, respectivamente, do peso de uma esfera,
04. (EEAR 2006) Em Física, existem os conceitos de força forte e da força de repulsão elétrica entre elas e da força normal entre uma
fraca. Um exemplo simples, mas interessante, é a comparação entre esfera e a parede do perfil, a condição de equilíbrio ocorre quando
a intensidade da força de atração eletrostática e a força de atração a) P = Fe. d) Fe – P = N.
gravitacional para o átomo de hidrogênio. Considere que a distância
b) P = -Fe. e) P + Fe = N.
entre o próton e o elétron do átomo seja de 5,0. 10-11 m. Nesse caso,
a intensidade da força de atração gravitacional é, aproximadamente, c) P – Fe = N.
_________ vezes ________ que a intensidade da força de atração
eletrostática. 08. (UFPR 2015) Uma esfera condutora, indicada pelo número 1 na
Dados: figura, tem massa m = 20 g e carga negativa -q. Ela está pendurada
por um fio isolante de massa desprezível e inextensível. Uma segunda
Carga elementar: 1,6·10-19 C;
esfera condutora, indicada pelo número 2 na figura, com massa
Constante eletrostática do vácuo: 9,0·109 N·m²/C²; M = 200 g e carga positiva Q = 3 µC, está sustentada por uma haste
Massa do próton: 2,0·10-27 kg; isolante. Ao aproximar a esfera 2 da esfera 1 ocorre atração. Na
situação de equilíbrio estático, o fio que sustenta a esfera 1 forma um
Massa do elétron: 9,0·10-31 kg;
ângulo θ = 27° com a vertical e a distância entre os centros das esferas
Constante de gravitação universal: 7,0·10-11 N·m²/kg2. é de 10 cm. Calcule a carga -q da esfera 1.
a) 1040 – menor
b) 1040 – maior
c) 1018 – menor Para a resolução deste problema
d) 1018 – maior considere g = 10 m/s², k = 9 x 109
Nm²/C² e tan27° = 0,5.
05. (EEAR 2019) Três cargas elétricas puntiformes estão no vácuo e a) 37 nC
dispostas nos vértices de um triângulo retângulo conforme a figura
b) 38 nC
a seguir. Em função dos valores de distâncias e cargas indicados
na figura, assinale a alternativa que indica a intensidade da força c) 25 nC
eletrostática resultante, em newtons, na carga negativa. Utilize a d) 18 nC
constante eletrostática no vácuo k0 = 9 x 109 N·m2/C2 e) 29 nC

254 PROMILITARES.COM.BR
LEI DE COULOMB

09. (MACK 2014) Duas pequenas esferas eletrizadas, com cargas 03. (AFA 1995) Duas esferas iguais, carregadas com cargas +16 µC
Q1 e Q2, separadas pela distância d, se repelem com uma força de e -4 µC, são colocadas em contato uma com a outra e, depois,
intensidade 4 · 10-3 N. Substituindo-se a carga Q1 por outra carga igual separadas pela distância de 3 cm. A força de atração, em newtons,
a 3 · Q1 e aumentando-se a distância entre elas para 2 · d, o valor da entre elas será
força de repulsão será a) 19 c) 160
a) 3 · 10-3 N d) 5 · 10-4 N b) 50 d) 360
b) 2 · 10-3 N e) 8 · 10-4 N
c) 1 · 10 N
-3 04. (AFA 1998) Uma força elétrica de intensidade F aparece quando
duas pequenas esferas idênticas, com cargas 3 C e 9 C são colocadas a
10. (FMP 2014) uma distância d, no vácuo. Quando colocadas em contato e afastadas
a uma distância 3d, a nova intensidade da força elétrica, em função
de F, será
a) 2F/27 c) 7F/27
b) 4F/27 d) 8F/27
A figura acima ilustra duas cargas elétricas puntiformes que são mantidas
fixas a uma distância de 1 metro. Uma terceira carga positiva q será 05. (AFA 2000) Uma pequena esfera condutora, fixa e isolada é
abandonada em um ponto C interior ao segmento imaginário AB que carregada com uma carga Q = 10-6 C. A uma distância de 2 mm, é
une as cargas +Q e +4Q. Esse ponto C será escolhido aleatoriamente. colocada uma partícula carregada com carga q = 1,6 x 10-9 C e de
massa m = 9 x 10-2 kg. Essa partícula é liberada, de maneira que se
A probabilidade de que a terceira carga, assim que for abandonada, se move em relação a Q. A aceleração da carga q, no instante de sua
desloque sobre o segmento no sentido de A para B é liberação, em m/s2, vale
a) 1/6 d) 2/3 Dado: K = 9 x 109 N m2/C2
b) 2/5 e) 1/3 a) 0,04 c) 4,00
c) 1/5 b) 0,40 d) 40,00

EXERCÍCIOS DE
06. (AFA 2002) Duas cargas pontuais positivas, q1 e q2 = 4q1, são

TREINAMENTO
fixadas a uma distância d uma da outra. Uma terceira carga negativa
q3 é colocada no ponto P entre q1 e q2, a uma distância x da carga q1,
conforme mostra a figura.

01. (AFA 1990) Uma massa m = 0,1 kg escorrega por uma rampa
inclinada de 30° com a horizontal. A massa m está eletrizada com
uma carga de 10-4 C, e permanece eletrizada durante a descida (a
massa está isolada eletricamente da superfície da rampa). Na base da
rampa encontra-se uma placa inclinada com a rampa (como mostra a
figura) carregada com uma carga q = 10-6 C (de sinal ao da carga da
massa m). A que distância d, em metros, a massa m irá para da placa?
DADOS: K = 9 x 109 Nm2/C2, g = 10 m/s2
a) 0,61
Para que as forças sobre a carga q3 sejam nulas, o valor de x é
b) 1,34
a) d/2 c) d/4
c) 1,82
b) d/3 d) d/6
d) 2,63

07. Três cargas puntiformes, +Q1, +Q2 e –Q3, encontram-se fixas e


02. (AFA 1994) Dois corpos eletricamente carregados são lentamente
alinhadas em um plano horizontal sem atrito, como no esquema
afastados um do outro. O gráfico que representa a variação entre a
seguinte. Sabe-se que qualquer carga +q permanece em equilíbrio
intensidade da força de interação (F) e a distância (d) entre eles é:
quando abandonada nesse plano horizontal, num certo ponto P,
a) c) localizado a uma distância D de carga –Q3.

b) d) A partir dessas informações, com base na Lei de Coulomb, pode-se


concluir que:
2 2 1 2
 Q1  3
 Q  3
 Q1  3
 −Q  3
a)   + 2  =
1 c)   + 2 =
1
 4Q3   4Q3   5Q2   5Q3 
2 2 2 2
 Q1  3
 Q  3
d)  Q1  3
 Q  3
b)   + 2  =
1   + 2  =
1
 2Q2   2Q3   3Q3   3Q3 

PROMILITARES.COM.BR 255
LEI DE COULOMB

08. É dada uma balança de braços desiguais conforme a mostrada na 11. Na montagem seguinte, a partícula P de massa m e carga
figura, articulada em O. positiva q, está suspensa por um fio inextensível de comprimento ,
de tal modo a descrever um movimento circular de raio constante
R. No centro da trajetória circular existe uma carga +Q. Determine
a velocidade do movimento circular em função de Q, q, m, , R, da
aceleração da gravidade local g e da permissividade elétrica do ar ε0.

O prato da balança é considerado sem massa, bem como os seus


braços. Um corpo de massa m = 90 g é colocado no prato ao lado
esquerdo da balança, e a distância h entre as cargas +q e –q é igual a
10 cm. Assinale a alternativa que corresponde ao valor da carga que
mantém os braços da balança na horizontal:
a) 2 µC d) 1 pC
b) 1 µC e) 4 nC
c) 4 pC

09. (AFA 2003) Duas esferas eletrizadas com carga Q são mantidas
12. (AFA 2005) Uma esfera A, com carga positiva, é mantida em uma
fixas, em pontos equidistantes de um ponto O onde é colocada uma
região plana e horizontal através de um anteparo semicircular, com
terceira esfera de carga q.
extremidades B e C, como mostra a figura.

A esfera pode se deslocar sem atrito. Nos pontos B e C são fixadas


pequenas esferas com cargas de 8 µC e 64 µC, respectivamente. A
tangente do ângulo α, para o qual a esfera A permanece em equilíbrio é:
Considere as afirmativas: a) 0,30 c) 0,50
I. Se Q.q > 0 haverá equilíbrio estável de q em relação a Ox. b) 0,40 d) 0,60
II. Se Q.q < 0 haverá equilíbrio instável de q em relação a Oy.
13. (AFA 2010) Na figura abaixo, duas esferas de mesmo peso P são
III. Tanto para Q.q > 0 ou Q.q < 0 o equilíbrio de q será indiferente. atravessadas por um bastão que está preso em uma base. Tanto o
É (são) correta(s) bastão quanto a base são feitos de materiais isolantes. Considere que
a) apenas I e II. c) apenas I. as esferas estão em equilíbrio, que a carga elétrica da esfera B é o
dobro da carga elétrica da esfera A e que o atrito entre as esferas e
b) apenas II e III. d) I, II e III.
o bastão é desprezível. O módulo da força que a base exerce sobre a
esfera B é
10. (AFA 2003) Três cargas elétricas pontuais de mesmo valor absoluto
estão nos vértices de um triângulo equilátero.

O vetor que MELHOR


representa a força elétrica
resultante sobre a carga do
vértice 1 é

a)

b)

c)
a) igual a P.
b) igual a 2P.
d)
c) igual a 3P.
d) maior que P e menor que 2P.

256 PROMILITARES.COM.BR
LEI DE COULOMB

14. (AFA 2006) Duas pequenas esferas eletrizadas com cargas 17. Determine a razão entre as trações nos dois casos da figura
positivas iguais estão fixas nos pontos A e B, como mostra a figura seguinte, sabendo que os sistemas estão em equilíbrio:
abaixo. Considerando apenas a influência de forças elétricas sobre
uma carga q de prova em equilíbrio no ponto P, afirma-se que:

A B
P q

T2 T2
a) = 3 d) =3
I. se q é positiva, então está em equilíbrio estável em relação ao T1 T1
segmento AB;
T2 1 T2 1
II. se q é negativa, então está em equilíbrio instável em relação à b) = e) =
T1 3 T1 3
mediatriz do segmento AB;
III. se q é negativa, então está em equilíbrio instável em relação ao T2
c) =1
segmento AB; T1
IV. se q é positiva, então está em equilíbrio estável em relação à
mediatriz do segmento AB. 18. (EFOMM 2012) Duas pequenas esferas (seus diâmetros são
Estão corretas apenas: desprezíveis) não condutoras, carregadas positivamente com cargas
q1 e q2, encontram-se em equilíbrio eletrostático penduradas por
a) II e III; fios isolantes de massa desprezível e comprimento P = 1,0 m cada,
b) I e III; fixados no mesmo ponto do teto. Considerando que o módulo da
c) III e IV; força eletrostática que atua sobre cada esfera é igual ao seu peso, a
distância d, em metros, entre os centros das esferas, é
d) I e II.

15. (EFOMM 2008) Duas cargas elétricas puntiformes +16q e +4q


foram colocadas sobre uma reta horizontal nas posições 2 cm e 17 cm,
respectivamente. Uma carga de +8q permanece em repouso quando
colocada sobre um ponto da reta horizontal. A posição desse ponto, a) 2
em cm, é de 3
b) 1
a) 4
c) 2
b) 8
d) 2
c) 12
d) 18 e) 2 3
e) 24
19. Uma pequena esfera A, de carga +Q e massa m, encontra-se
em repouso nas proximidades de um plano inclinado, quando dela
16. (EFOMM 2011) Observe a figura a seguir. é aproximada lentamente uma segunda esfera B, de carga +Q, fixa
sobre um suporte isolante.

Duas esferas iguais estão em equilíbrio e suspensas por dois fios


isolantes de mesmo comprimento L = 20 cm, conforme mostra a
figura acima. Sabendo que elas estão carregadas com cargas de sinais
opostos, mas de mesmo valor absoluto Q = 2 µC, e que a distância
entre os pontos de apoio dos fios é 2L, qual é o módulo, em newtons,
da tração em cada fio? Devido à repulsão eletrostática, a esfera A desloca-se ao longo da
rampa sem atrito, estacionando na posição ilustrada anteriormente.
Dados: k0 = 9 x 109N·m2/C2
Determine o ângulo α.
a) 0,9 d) 1,8
Dados: Constante eletrostática = 9 · 109 (SI)
b) 1,2 e) 2,0
g = 10 m/s²; Q = 2 µC; m = 0,3 g
c) 1,6

PROMILITARES.COM.BR 257
LEI DE COULOMB

20. (EFOMM 2020) Duas esferas condutoras idênticas de carga 23. Duas cavidades esféricas, de raios a e b, no interior de uma esfera
q = 2,0 µC estão penduradas em fios não condutores de comprimento condutora neutra, têm cargas qa e qb, conforme mostra a figura.
D = 30,0 cm, conforme apresentado na figura abaixo. Se o ângulo Sabendo-se que a distância entre os centros das cavidades é R/2,
entre os fios vale θ = 90°, qual é o valor das massas das esferas? determine o módulo da força entre as cargas qa e qb.
Dado: constante dielétrica k = 9,0 x 109 N·m²/C²; Dado: ε0 = permissividade elétrica
aceleração da gravidade g = 10,0 m/s²

a) 20 g
b) 40 g
c) 60 g
d) 80 g
e) 100 g

1 qa ⋅ qb 1 4qa ⋅ qb
21. Os pontos fixos A e B estão eletrizados com carga +Q cada um. Um a) F= c) F=
terceiro ponto C, eletrizado com carga –Q0 pode deslizar livremente 4 πε0 R2 4 πε0 R2
sob a guia retilínea e horizontal, perfeitamente lisa. Verifica-se que 1 qa ⋅ qb 1 qa ⋅ qb
o ponto C fica em equilíbrio quando o segmento AC é normal a BC. b) F= d) F=
4 πε0 16R2 4 πε0 ( a + b )2
Verifica-se que a relação entre a, b e c é:
e) 0

24. Considere duas cargas puntiformes idênticas carregadas com


carga Q, de massas m, penduradas no mesmo ponto por fios idênticos
isolantes de comprimento L. Suponha essas cargas no vácuo cuja
constante eletrostática é K0. Suponha que o campo gravitacional
no local tem módulo g. Assinale a alternativa que corresponde, em
termos dos dados do problema, ao valor da distância entre as cargas
elétricas no equilíbrio, na situação em que d << L.
1
 L ⋅ K 0 ⋅ Q2  3
a)  
 m⋅g 
1
 L ⋅ K 0 ⋅ Q2  3
a) a² + b² = abc b)  
 2⋅m⋅g 
b) a² + b² = a + b + c
1
c) a³ + b³ = abc c)  L ⋅ K 0 ⋅ Q2  3

 
d) a + b = abc  3⋅m⋅g 
1
 2 ⋅ L ⋅ K 0 ⋅ Q2  3
22. (AFA 2014) Três cargas elétricas puntiformes qA, qB e qC estão d)  
fixas, respectivamente, nos vértices A, B e C de um triângulo isósceles,  m⋅g 
conforme indica a figura abaixo. 1 1
 3 ⋅ L ⋅ K 0 ⋅ Q2  3
 L ⋅ K 0 ⋅ Q2  3
e)   ⋅ 
 m⋅g   2⋅m⋅g 

25. (AFA 2008) Um corpo B, de massa igual a 4 kg e carga elétrica


+6 µC, dista 30 mm do corpo A, fixo e com carga elétrica –1 µC. O
corpo B é suspenso por um fio isolante, de massa desprezível ligado
a uma mola presa ao solo, como mostra a figura. O comprimento
natural da mola é L0 = 1,2 m e ao sustentar estaticamente o corpo B
ela se distende, atingindo o comprimento L = 1,6 m. Considerando-se
a constante eletrostática do meio k = 9 x 109 N.m2/C2, que as cargas
originais dos corpos pontuais A e B são mantidas e desprezando-se
os possíveis atritos, o valor da constante elástica da mola, em N/m, é

Considerando FA o módulo da força elétrica de interação entre as


cargas qA e qC; FB o módulo da força elétrica de interação entre as
cargas qB e qC e sabendo-se que a força resultante sobre a carga qC é
perpendicular ao lado AB e aponta para dentro do triângulo, pode-se
afirmar, certamente, que a relação entre os valores das cargas elétricas
é
qA + qC qA F
a) <0 c) 0< <4 A
qB qB FB
qA + qC | qA | FB
b) >0 d) 0< < a) 200 c) 600
qB | qB | FA
b) 320 d) 800

258 PROMILITARES.COM.BR
LEI DE COULOMB

26. A figura indica um pêndulo elétrico carregado com carga (+Q) 29. (IME 2010)
mantido em equilíbrio através da fixação de certa carga (q) distribuída
sobre uma pequena esfera. Através de determinado processo,
aumenta-se continuamente o valor de q, até o instante em que o fio
se mantenha na horizontal. Sendo P o peso da esfera do pêndulo,
assinale a alternativa que corresponde à nova carga q’ da esfera,
supondo que o meio que envolve as cargas é o vácuo.

L2 ⋅P
a) q′ =
4 ⋅K 0 ⋅ Q
A figura ilustra uma mola feita de material isolante elétrico, não
7 ⋅L2 ⋅P deformada, toda contida no interior de um tubo plástico não condutor
b) q′ = elétrico, de altura h = 50 cm. Colocando-se sobre a mola um pequeno
4 ⋅K 0 ⋅ Q ⋅ 3
corpo (raio desprezível) de massa 0,2 kg e carga positiva de 9 · 10-6 C,
7 7 ⋅L2 ⋅P a mola passa a ocupar metade da altura do tubo. O valor da carga,
c) q′ = em coulombs, que deverá ser fixada na extremidade superior do tubo,
4 ⋅K 0 ⋅ Q ⋅ 3
de modo que o corpo possa ser posicionado em equilíbrio estático a
7 7 ⋅L2 ⋅P 5 cm do fundo, é
d) q′ =
4 ⋅K 0 ⋅ Q Dados:
- Aceleração da gravidade: g = 10 m/s²
7 ⋅L ⋅ P
2
e) q′ = - Constante eletrostática: K = 9 · 109 N·m²/C²
4 ⋅K 0 ⋅ Q ⋅ 3
a) 2·10-6 c) 4·10-6 e) 8·10-6
27. Três cargas pontuais, como miçangas, q1, q2 e q1 e estão em b) 4·10-4 d) 8·10-4
equilíbrio com o auxílio de um fio liso e não condutor. As pontas do
fio são amarradas uma na outra e o formato do fio é triangular, de
forma que cada carga ocupe um vértice. Determine a tensão do fio. O
EXERCÍCIOS DE
comprimento do fio vale I e a permissividade elétrica no vácuo vale ε0.

a)
q2q3 + q1q3 + q1q2
4 πε0L2
c)
q1q2q3
4 πε0L
COMBATE
q1 + q2 + q3 q2q3 + q1q3 + q1q2
b) d) 01. O gráfico abaixo mostra a intensidade da força eletrostática entre
4 πL2 L2 duas esferas metálicas muito pequenas, em função da distância entre
os centros das esferas. Se as esferas têm a mesma carga elétrica, qual
28. (ITA 1997) Uma pequena esfera de massa m e carga q, sob a o valor desta carga?
influência da gravidade e da interação eletrostática, encontra-se
suspensa por duas cargas Q fixas, colocadas a uma distância d no
plano horizontal, como mostrado na figura.

a) 0,86 μC
b) 0,43 μC
c) 0,26 μC
d) 0,13 μC
e) 0,07 mC

02. Analise a figura a seguir.

Considere que a esfera e as duas cargas fixas estejam no mesmo


plano vertical, e que sejam iguais a α os respectivos ângulos entre a
horizontal e cada reta passando pelos centros das cargas fixas e da
esfera. A massa da esfera é então:
4 qQ cos2α 8 qQ cos2αsenα
a) d)
4 πε0 d2 g 4 πε0 d2 g
As cargas pontuais Q1 = +q0 e Q2 = -q0 estão equidistantes da carga Q3
4 qQ senα 4 qQ cos2αsen2α que também possui módulo igual a q0 mas seu sinal é desconhecido.
b) e)
4 πε0 d g 4 πε0 d2 g A carga Q3 está fixada no ponto P sobre o eixo y, conforme indica
a figura acima. Considerando D = 2,0 m e kq02 = 10N⋅m2 (k é a
8 qQ cos2α constante eletrostática), qual é a expressão do módulo da força
c)
4 πε0 d2 g elétrica resultante em Q3 em newtons, e em função de y?

PROMILITARES.COM.BR 259
LEI DE COULOMB

20y 20 e) Depende do sinal 06. Oito cargas positivas, +Q, são uniformemente dispostas sobre
a) c) de Q3 uma circunferência de raio R, como mostra a figura a seguir. Uma
y 2 +1 2
y +1 outra carga positiva, +2Q, é colocada exatamente no centro C da
circunferência. A força elétrica resultante sobre esta última carga é
20 20y proporcional a:
b) d)
2
(y +1) 3 (y 2 + 1)3

a) 8Q2 d) 16Q2
03. Duas partículas têm massas iguais a m e cargas iguais a Q.
2
Devido à sua interação eletrostática, elas sofrem uma força F quando R R2
estão separadas de uma distância d. Em seguida, estas partículas são
penduradas, a partir de um mesmo ponto, por fios de comprimento L b) 10Q2
e) zero
e ficam equilibradas quando a distância entre elas é d1. A cotangente R2
do ângulo a que cada fio forma com a vertical, em função de m, g,
d, d1, F e L, é: c) 2Q2
R2
α L
07. O desenho abaixo mostra uma barra homogênea e rígida “AB”
de peso desprezível, apoiada no ponto “O” do suporte. A distância
da extremidade “B” ao ponto de apoio “O” é o triplo da distância de
“A” a “O”. No lado esquerdo, um fio ideal isolante e inextensível, de
d1 massa desprezível, prende a extremidade “A” da barra a uma carga
elétrica puntiforme positiva de módulo “Q”. A carga “Q” está situada
a) m g d1 / (Fd). c) m g d12 / (F d2). e) (F d2) / (m g d12). a uma distância “d” de uma outra carga elétrica fixa puntiforme
negativa de módulo “q”. No lado direito, um fio ideal inextensível e de
b) m g L d1 / (F d ).
2
d) m g d / F d1 .
2 2
massa desprezível prende a extremidade “B” da barra ao ponto “C”.
A intensidade da força de tração no fio “BC”, para que seja mantido
04. A figura abaixo mostra uma pequena esfera vazada E, com o equilíbrio estático da barra na posição horizontal, é de:
carga elétrica q = +2,0⋅10-5 C e massa 80 g, perpassada por um eixo
retilíneo situado num plano horizontal e distante D = 3 m de uma
carga puntiforme fixa Q = –3,0⋅10-6 C.

K0 Qq 3 K0 Qq K0 Qq
a) c) e)
2d2 3d2 d2

K0 Qq 3 K0 Qq
Se a esfera for abandonada, em repouso, no ponto A, a uma distância b) d)
x 4d2 9d2
x, muito próxima da posição de equilíbrio O, tal que,  1 a esfera
D
passará a oscilar de MHS, em torno de O, cuja pulsação é, em rad/s, 08. Uma pequenina esfera vazada, no ar, com carga elétrica igual a
igual a: 1 µC e massa 10 g, é perpassada por um aro semicircular isolante, de
extremidades A e B, situado num plano vertical.
a) 1/3. b) 1/4. c) 1/2. d) 1/5.
Uma partícula carregada eletricamente com carga igual a 4 µC é
05. Uma pequena esfera C com carga elétrica de +5⋅10 C, é guiada -4 fixada por meio de um suporte isolante, no centro C do aro, que tem
por um aro isolante e semicircular de raio R igual a 2,5 m, situado num raio R igual a 60 cm, conforme ilustra a figura abaixo.
plano horizontal, com extremidades A e B como indica a figura abaixo.
A B

C
A esfera pode se deslocar sem atrito tendo o aro como guia. Nas
extremidades A e B desse aro são fixadas duas cargas elétricas Despreze quaisquer forças dissipativas e considere a aceleração da
puntiformes de +8⋅10-6C e +1⋅10-6C, respectivamente. Sendo a gravidade constante.
9 N ⋅ m2 Ao abandonar a esfera, a partir do repouso, na extremidade A, pode-se
constante eletrostática do meio igual a 4 5 ⋅ 10 na posição
C2 afirmar que a intensidade da reação normal, em newtons, exercida pelo
de equilíbrio da esfera C, a reação normal do aro sobre a esfera, em N, aro sobre ela no ponto mais baixo (ponto D) de sua trajetória é igual a:
tem módulo igual a: a) 0,20 c) 0,50
a) 1. b) 2. c) 4. d) 5. b) 0,40 d) 0,60

260 PROMILITARES.COM.BR
LEI DE COULOMB

09. Duas cargas elétricas puntiformes idênticas Q1 e Q2, cada uma com
1,0⋅10–7C, encontram-se fixas sobre um plano horizontal, conforme a
figura acima. Uma terceira carga q, de massa 10 g, encontra-se em
2  (IME 2020)

equilíbrio no ponto P, formando assim um triângulo isósceles vertical.


Sabendo que as únicas forças que agem em q são as de interação
eletrostática com Q1 e Q2 e seu próprio peso, o valor desta terceira
carga é:
Dados: K0 = 9,0 · 109 N · m2 /C2 ; g = 10 m/s2
q

P
a) 1,0⋅10–7 C
b) 2,0⋅10–6 C 3,0 cm 3,0 cm
c) 2,0⋅10 C
–7
Q1 Q2
d) 1,0⋅10–5 C 30° 30°
e) 1,0⋅10–6 C

10. Duas pequenas esferas estão separadas por uma distância de


30 cm. As duas esferas repelem-se com uma força de 7,5×10-6 N. A figura apresenta três esferas de cargas positivas Q fixas nos
Considerando que a carga elétrica das duas esferas é 20 nC, a carga vértices de um triângulo equilátero ABC de centro O e localizado
elétrica de cada esfera é, respectivamente: no plano horizontal. Um corpo de massa m, posicionado no
a) 10 nC e 10 nC. c) 7,5 nC e 10 nC. e) 15 nC e 5 nC. ponto D em t = 0, tem a ele grudadas milhares de micropartículas
de cargas positivas e massas desprezíveis. O corpo sofre uma
b) 13 nC e 7 nC. d) 12 nC e 8 nC.
queda vertical até o ponto O. No intervalo 0 ≤ t < t = 5/3 s,
diversas micropartículas vão se soltando gradativamente do
corpo, de modo que sua velocidade permanece constante. O
restante das micropartículas desprende-se totalmente em t = 5/3

DESAFIO PRO
s, exatamente no ponto E, no qual o ângulo entre os segmentos
AO e AE é de 30°. O corpo continua em movimento até atingir o
plano ABC no ponto O em t = 8/3 s.
Determine:

1  (ITA 2020) Três esferas idênticas de massa m, carga elétrica


Q e dimensões desprezíveis, são presas a extremidades
de fios isolantes e inextensíveis de comprimento . As demais
a) a velocidade do corpo no intervalo 0 ≤ t < t = 5/3 s;
b) a altura inicial do corpo (comprimento DO) em t = 0.
pontas dos fios são fixadas a um ponto P, que sustenta as c) a carga do corpo imediatamente antes do instante t = 5/3 s,
massas. Na condição de equilíbrio do sistema, verifica-se que o quando o restante das micropartículas se desprendeu;
ângulo entre um dos fios e a direção vertical é, conforme mostra d) a carga inicial do corpo em t = 0.
a figura.
Observações:
- considere a massa do corpo constante;
- despreze as dimensões do corpo;
- ao se desprenderem, as cargas das micropartículas não influen-
ciam no movimento do corpo.
Dados:
- massa do corpo: m = 2,7 kg;
- cargas fixas nos vértices do triângulo: Q = 10-4 C;
- aceleração da gravidade: g = 10 m/s²;
- constante dielétrica do meio: k = 9 x 109 Nm²/C²;
- comprimentos dos lados do triângulo: L = 24 m.

3  (IME 2019)

Sendo ε0 a permissividade elétrica do meio, o valor da carga


elétrica Q, é dada por
a)  12πε0mgsen θ cos θ.

b)  4 πε0mgtg θ 3.

c)  sen θ 4 πε0mgtg θ 3.

4 πε0mgtg θ
d)  sen θ .
3

e)  sen θ 4 πε0mgtg θ.

PROMILITARES.COM.BR 261
LEI DE COULOMB

A figura mostra uma estrutura composta pelas barras AB, AC,


AD e CD e BD articuladas em suas extremidades. O apoio no
ponto A impede os deslocamentos nas direções x e y, enquanto
6  (ITA 2014) A figura mostra parte de uma camada de um
cristal tridimensional infinito de sal de cozinha, em que a
distância do átomo de Na ao de seu vizinho C é igual a a.
o apoio no ponto C impede o deslocamento apenas na direção
x. No ponto D dessa estrutura encontra-se uma partícula elétrica
de carga positiva q. Uma partícula elétrica de carga positiva Q
encontra-se posicionada no ponto indicado na figura. Uma força
de 10 N é aplicada no ponto B, conforme indicada na figura.
Para que a força de reação no ponto C seja zero, o produto q·Q
deve ser igual a:
Observação:
- as barras e partículas possuem massa desprezível; e
- as distâncias nos desenhos estão representadas em metros.
Dado: constante eletrostática do meio: k.
1250
a)
7k
125
b)
70k Considere a existência dos seguintes defeitos neste cristal:
7 ausência de um átomo de C e a presença de uma impureza
c)
1250k de lítio (esfera cinza), cuja carga é igual à fundamental +e,
1250 situada no centro do quadrado formado pelos átomos de Na
d) e C. Obtenha as componentes Fx e Fy da força eletrostática
k 
resultante =F Fx xˆ + F y yˆ que atua no átomo de lítio. Dê sua
k
e) resposta em função de e, a e da constante de Coulomb K0.
1250

4  (IME 2019)
7  (IME 2013)

A figura acima mostra um sistema em equilíbrio composto


por três corpos presos por tirantes de comprimento L cada,
carregados com cargas iguais a Q. Os corpos possuem massas m1 A figura acima apresenta uma barra ABC apoiada sem atrito em
e m2, conforme indicados na figura. B. Na extremidade A, um corpo de massa MA é preso por um fio.
Sabendo que o tirante conectado à massa m2 não está tensionado, Na extremidade C existe um corpo com carga elétrica negativa
determine os valores de m1 e m2 em função de k e Q. Q e massa desprezível. Abaixo desse corpo se encontram três
Dados: cargas elétricas positivas, Q1, Q2 e Q3, em um mesmo plano
- constante dielétrica do meio: k[Nm²/C²]; horizontal, formando um triângulo isósceles, onde o lado
- carga elétrica dos corpos: Q[C]; formado pelas cargas Q1 e Q3 é igual ao formado pelas cargas Q2
- comprimento dos tirantes: L = 2 m; e Q3. Sabe-se, ainda, que o triângulo formado pelas cargas Q, Q1
3
 3 e Q2 é equilátero de lado igual a 2 m.
- altura: =
h  2 −  m; 3
 3  Determine a distância EF para que o sistema possa ficar em
- aceleração da gravidade: g = 10 m/s²; e equilíbrio.
- α = 30°. Dados: massa específica linear do segmento AB da barra: 1,0
g/cm; massa específica linear do segmento BC da barra: 1,5 g/

5  (ITA 2015) Uma carga q ocupa o centro de um hexágono cm; segmento AB barra: 50 cm; segmento BC barra: 100 cm;
regular de lado d tendo em cada vértice uma carga segmento DE: 60 cm; MA = 150 g; = Q Q =1 Q=2 31/ 4 × 10−6 C;
idêntica q. Estando todas as sete cargas interligadas por fios aceleração da gravidade: 10 m/s2; constante de Coulomb: 9 x
inextensíveis, determine as tensões em cada um deles. 109 N·m²/C².
Observação: As cargas Q1 e Q2 são fixas e a carga Q3, após o seu
posicionamento, também permanecerá fixa.

262 PROMILITARES.COM.BR
LEI DE COULOMB

que o enunciado não fornece relação alguma entre as intensidades


GABARITO dessas trações. Nesse caso, as trações nos fios radiais têm intensidade
máxima, igual à da resultante das forças elétricas.
EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
Dessa forma:
01. B 04. A 07. A 10. E
02. D 05. C 08. A T=
2 T=
3 T=
5 T=
6 0.
03. B 06. A 09. A
 27 + 4 3  k q2
EXERCÍCIOS DE TREINAMENTO T7= R=   2 .
 12  d
01. B 15. C
  
02. C 16. D 06. A resultante F tem duas componentes: Fx e Fy , como indicado.
03. D 17. C
04. B 18. C
05. D 19. tgα = √3
06. B 20. A
07. A 21. C    
F = Fx xˆ + Fy yˆ ⇒ F = ( −F cos α ) xˆ + ( − Fsenα ) yˆ ⇒
08. A 22. C
09. C 23. E   2K e 2  a  2 5a 
F=−
0
⋅ 2  xˆ −  2K 0 e ⋅ 2  yˆ ⇒
10. B 24. D  13a 2 a 26   13a 2 a 26 
 2   2 
 qR² 25. A
qQ 
11.  +  26. C
  ² − R² 4 πε 0mR 
 5 26 K 0 e2 26 K 0 e2
F=− xˆ − ˆ
y.
27. A 169 a2 169a2
12. C
28. D
13. B
29. C
14. B 07. EF = 0,89 m.
EXERCÍCIOS DE COMBATE
ANOTAÇÕES
01. D 04. C 07. C 10. E
02. B 05. B 08. B
03. C 06. E 09. A
DESAFIO PRO
01. C
m
02. a) vE = 3
s
b) DO = 13 m
c) q = 5,12 · 10-3 C
d) q0 = 5,28 · 10-3 C
03. A

=04. m1
(=
3 + 3 ) kQ
;m
2
3kQ2
2
40 40
05.

Se os fios que formam os lados do hexágono e os que ligam dois


vértices alternados forem cortados e ficarem apenas os fios radiais,
a configuração de equilíbrio não se altera. Podemos então dar
uma solução simplificada (provavelmente, a esperada pela banca
examinadora) considerando nulas as trações nesses fios, uma vez

PROMILITARES.COM.BR 263
LEI DE COULOMB

ANOTAÇÕES

264 PROMILITARES.COM.BR

Você também pode gostar