Você está na página 1de 7

RESUMO

O presente estudo versa sobre a vazão volumétrica de um determinado fluido,


que pode ser definido como sendo a quantidade em volume que escoa através de certa secção
em um intervalo de tempo considerado. As unidades volumétricas mais comuns são: m3/s,
m3/h, l/h, l/min, GPM (galões por minuto), Nm3/h (normal metro cúbico por hora), SCFH
(normal pé cúbico por hora), entre outras.

Palavras-chave: Vazão volumétrica. Fluido. Unidades volumétricas


LISTA DE TABELAS

Tabela 1.1 – Tabela de ensaio de vazão volumétrica................................................................06


LISTA DE SÍMBOLOS

Q: Vazão volumétrica
Qm: Vazão mássica
Qg: Vazão em Peso
V: Volume
T: Tempo
s: Segundo
ρ: Densidade ou massa especifica
γ: Peso especifico
g: Aceleração da gravidade
L: Litro
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO...................................................................................................................05
1.1 - Objetivo do trabalho.............................................................................................05

2 DESENVOLVIMENTO.....................................................................................................06
2.1 – Materiais Utilizados..............................................................................................06
2.2 – Metodologia ..........................................................................................................06

3 TESTES E RESULTADOS................................................................................................06

4 CONCLUSÃO.....................................................................................................................07

REFERÊNCIAS......................................................................................................................07
5

1 INTRODUÇÃO

A mecânica dos fluidos é o ramo da mecânica que estuda o comportamento físico dos
fluidos e suas propriedades. Os aspectos teóricos e práticos da mecânica dos fluidos são de
fundamental importância para a solução de diversos problemas encontrados habitualmente na
engenharia, sendo suas principais aplicações destinadas ao estudo de escoamentos de líquidos
e gases, máquinas hidráulicas, aplicações de pneumática e hidráulica industrial, sistemas de
ventilação e ar condicionado além de diversas aplicações na área de aerodinâmica voltada
para a indústria aeroespacial.
_ O estudo da mecânica dos fluidos é dividido basicamente em dois ramos, a estática
dos fluidos e a dinâmica dos fluidos. A estática dos fluidos trata das propriedades e leis físicas
que regem o comportamento dos fluidos livre da ação de forças externas, ou seja, nesta
situação o fluido se encontra em repouso ou então com deslocamento em velocidade
constante, já a dinâmica dos fluidos é responsável pelo estudo e comportamento dos fluidos
em regime de movimento acelerado no qual se faz presente a ação de forças externas
responsáveis pelo transporte de massa.
_ Dessa forma, pode-se perceber que o estudo da mecânica dos fluidos está relacionado
a muitos processos industriais presentes na engenharia e sua compreensão representa um dos
pontos fundamentais para a solução de problemas geralmente encontrados nos processos
industriais, dentre elas a vazão volumétrica.
A vazão é a terceira grandeza mais medida nos processos industriais. As aplicações
são muitas, indo desde aplicações simples como a medição de vazão de água em estações de
tratamento e residências, até medição de gases industriais e combustíveis, passando por
medições mais complexas.
Na História, grandes nomes marcaram suas contribuições. Em 1502 Leonardo da Vinci
observou que a quantidade de água por unidade de tempo que escoava em um rio era a mesma
em qualquer parte, independente da largura, profundidade, inclinação e outros. Mas o
desenvolvimento de dispositivos práticos só foi possível com o surgimento da era industrial e
o trabalho de pesquisadores como Bernoulli, Pitot e outros.
Vazão pode ser definida como sendo a quantidade volumétrica ou mássica de um
fluido que escoa através de uma seção de uma tubulação ou canal por unidade de tempo.

1.1 OBJETIVO

Realizar ensaios para medição da vazão volumétrica mássica e em peso com a válvula
aberta em 25%, 50%, 75% e 100%.
6

2 DESENVOLVIMENTO

2.1 MATERIAL UTILIZADO

- Tubulação plástica com diâmetro de 25,4 mm (1 in);


- Bomba hidráulica
- Reservatório de água
- Reservatório milimetrado
- Cronômetro
- Calculadora

2.2 METODOLOGIA

Foram realizados quatro ensaios para medição da vazão volumétrica mássica e em peso.
Definimos um volume de 10 L a ser preenchido no reservatório milimetrado, iniciamos os
ensaios com a válvula 25% aberta e cronometramos o tempo gasto para a vazão de 10 L, o
procedimento foi repetido para as posições da válvula em 50%, 75% e 100% aberta.

Para calcularmos as vazões volumétricas utilizamos as seguintes fórmulas:

Q=V Qm = ρ.Q Qg = Qm.g


T

Dados: ρH O = 1000 Kg/m³


2 g = 10 m/s²

3. TESTES E RESULTADOS

Ensaio Posição Volume Tempo Vazão Vazão Vazão


Válvula (m³) (s) Volumétrica Massa Peso
Q (m³/s) Qm (Kg/s) Qg (N/s)
1 25 % Aberta 0,01 41 2,44 x 10-4 0,244 2,44
50 % Aberta 0,01 14 7,14 x 10-4 0,714 7,14
75 % Aberta 0,01 9 1,11 x 10-3 1,11 11,1
100 % Aberta 0,01 6 1,67 x 10-3 1,67 16,7
7

4. CONCLUSÃO

Com o fim dos ensaios podemos concluir que quando o volume (V) é constante, o tempo
(T) é inversamente proporcional a vazão (Q). A medida que a vazão (Q) aumenta o tempo(T)
diminui.

↑Q = V Constante
↓T

REFERÊNCIAS

http://www.profibus.org.br/files/artigos/Artigo_Vazao_CI_2008.pdf
http://www.engbrasil.eng.br/pp/mf/aula1.pdf