Você está na página 1de 1

Contexto: Heráclito e Parmênides:

Cosmologia:
Conhecidos também como filósofos da natureza. Heráclito de Éfeso (540 a.C. – 470 a.C.)
Buscavam a origem do mundo físico, composição e mudanças;
Ásia Menor
Thales de Mileto; Demócrito de Abdera
Panta Rei (tudo flui)
Séc. VIII a.C. – VI a.C;
Devir
Formação e evolução das Pólis;
Transição do Mito para o Logos;
Mundo em constante transformação
Logos: perfeito equilíbrio entre Cosmos -> Natureza -> Ser O homem nunca é o que ele é
Humano; O homem sempre será, eterno vir a ser
Elemento básico da natureza -> FOGO
Ontologia:

Filosofia
M A P E APré-Socráticos
R O ENEM
Parmênides de Eléia (530 a.C. – 460 a.C.)
Magna Grécia (Sul da Itália)
Pitágoras: Busca pelo absoluto
O eterno existe por si mesmo
Tudo é número O eterno sempre É
Pitágoras de Samos (570 a.C. – 497 a.C.) O que é, o que não é, não é
Magna Grécia Escola Atomista:
Harmonia entre o sensível e o inteligível através do número
Princípios matemáticos constituem o cosmos Heráclito × Parmênides
Número não é uma abstração racional Impasse filosófico
Número = conjunto de pontos Leucipo e Demócrito
Combinações de figuras sólidas Toda a matéria é constituída de partes indestru
Primeiros estudiosos sistemáticos da matemática (átomos)
Geometria e aritmética Tudo flui e reflui
Relações matemáticas -> Domínio pleno do cosmos -> Logos Heráclito + Parmênides
-> Intelegibilidade

Você também pode gostar