Você está na página 1de 5

Disciplina de Anatomia Topográfica

Roteiro Prático - Região do Pescoço (comparativo entre as espécies


domésticas)

1. Importância Clínica e Cirúrgica/Estrutura anatômica

Antes do início do processo de dissecção, realize a inspeção e a palpação para


a observação e percepção da veia jugular externa, laringe, traquéia, esôfago e
os linfonodos cervicais superficiais, observando forma, tamanho, consistência,
sensibilidade. Identifique a articulação atlantocciptal (local de coleta de líquido
cerebroespinhal). Faça isso no cadáver e realize também no animal vivo. A veia
jugular externa é usada para as venopunções e infiltrações de líquidos. A
traquéia é o conduto dos gases do processo respiratório, e é usada para a
entubação endotraqueal em anestesias inalatórias ou lavagem bronquial (com
auxilio de cateter) para exame bacteriológico. O esôfago permite a passagem de
sonda esofágica flexível para a retirada de conteúdo estomacal/gases ou
passagem de alimento/medicamentos, ou desobstrução. Algumas destas
estruturas podem ser submetidas aos procedimentos cirúrgicos (esofagectomia
e traqueotomia). É possível ocorrer nas diversas estruturas desta região
processos patológicos de ordem geral, tais sejam lesões cutâneas, inflamatórias,
tumorais, principalmente obstruções do esôfago (parcial ou total) por corpo
estranho/ estenose da luz, ocasionada por tumores (aneurisma) parasitários
(sperirocerca).

Procedimento de Dissecção (ventrolateral esquerda)

• Incisão e rebatimento da pele, usando a linha média ventral, rebatendo a


pele para o lado esquerdo;
• Incisão e rebatimento da camada cutânea da pele (tela subcutânea), com
exposição do músculo cutâneo do pescoço;
• Dissecção do plano profundo com exposição das seguintes estruturas:
Identificar:
⚫ Os músculos esterno-hióideo, esternotireóideo, visualizando a traquéia
(observe seu formato de tubo cartilagíneo, em forma de anel ligado por
membranas anulares);
⚫ Observe lateral aos primeiros anéis traqueais a presença da glândula
tireóide, localize também a glândula paratiróide;
⚫ Tracione a traquéia lateralmente e exponha o segmento cervical do
esôfago;
⚫ Lateralmente e a esquerda, observe a veia jugular externa, os músculos
braquiocefálico, esternocefálico, afaste os músculos e encontre as
estruturas mais profundas como o feixe vásculo-nervoso, formado pela
artéria carótida, veia jugular interna e nevo vagossimpático, todos
envoltos por uma bainha de tecido conjuntivo;
⚫ Veja no esqueleto os diversos tipos de vértebras cervicais (7)
Atividade

https://www.youtube.com/watch?v=qPVNsK_yRPQ – sobre as estruturas do pescoço.

1. Identifique em cores diferente e descreva as principais características das


vertebras cervicais. (Imagem de cão).

2. Esquematize e descreva o trajeto do esôfago e da traqueia indicando as relações


topográficas e possibilidades de uso médico-cirúrgico. Em relação a glândula
endócrina principal, indique sua localização, função e possível patologia,
diferenciando entre cão e bovino.
3. Observe a imagem da região cervical (Figura A - visão superficial e Figura B –
visão profunda, lateral esquerda e Figura C – em vista ventral) e indique as
estruturas anatômicas, acrescendo função e aplicação médica.

Figura A
Figura B

Figura C

Assista aos vídeos e cite as estruturas anatômicas envolvidas no processo da intubação


orotraqueal.
Intubação orotraqueal

https://www.youtube.com/watch?v=5KgAcG3b5JU

https://www.youtube.com/watch?v=ibZ8aV0lKbA

https://www.youtube.com/watch?v=Banp1CZeT8w

Passagem de sonda oral

https://www.youtube.com/watch?v=xW772ACB_bA – em felinos

https://www.youtube.com/watch?v=23ka5jd4TD4 – como sondar o filhote

https://www.youtube.com/watch?v=evnH7TNALwc – em equino

Você também pode gostar