Você está na página 1de 4

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO


CENTRO MULTIDISCIPLINAR DE ANGICOS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIAS

Plano de Curso do Componente Curricular conforme Resolução CONSEPE/UFERSA Nº


005/2020
Período 2021.1 na modalidade remota

Nome do Componente Curricular: Fundações e Estruturas de Contenção


Código: AAM0724
Docente: Arthur Gomes Dantas de Araújo
Horário das atividades: 3T45 5M23

1. CONTEÚDOS A SEREM ESTUDADOS EM ACORDO COM O PGCC VIGENTE:

Conteúdo: Literatura Básica:


Unidade I VELLOSO, D.; LOPES, F. Fundações:
Volume Completo. 1ª ed., São Paulo:
 Generalidades e segurança nas fundações; Oficina de Textos, 2011.
 Investigação do subsolo;
HACHICH, W.; FALCONI, F. F.;
 Conceito de capacidade de carga e recalque; SAES, J. L.; FROTA, R. G. Q.;
CARVALHO, C. S e NIYAMA, S.
 Dimensionamento de fundações superficiais;
Fundações: teoria e prática. 2ª ed. São
Paulo: PINI, ABMS/ABEF, 2002.

CINTRA, J. C. A.; AOKI, N.;


ALBIERO, J. H. Fundações Diretas:
Projeto Geotécnico. São Paulo: Oficina
de Textos, 2011.

Material didático produzido pelo


docente.
Unidade II CINTRA, J. C. A.; AOKI, N.;
Fundações por Estacas: Projeto
 Dimensionamento de fundações profundas. Geotécnico. São Paulo: Oficina de
Textos, 2010.

VELLOSO, D.; LOPES, F. Fundações:


Volume Completo. 1ª ed., São Paulo:
Página 1 de 4
Oficina de Textos, 2011.

CINTRA, J. C. A.; AOKI, N.; TSUHA,


C. H. C.; GIACHETI, H. L. Fundações:
Ensaios Estáticos e Dinâmicos. São
Paulo: Oficina de Textos, 2013.

Material didático produzido pelo


docente.
Unidade III GERSCOVICH, D. M. S.; DANZIGER,
B. R.; SARAMAGO, R. P. Contenções
 Estruturas de contenção. - Teoria e Aplicações Em Obras. São
Paulo: Oficina de Textos, 2016.

HACHICH, W.; FALCONI, F. F.;


SAES, J. L.; FROTA, R. G. Q.;
CARVALHO, C. S e NIYAMA, S.
Fundações: teoria e prática. 2ª ed. São
Paulo: PINI, ABMS/ABEF, 2002.

DAS, B. M. Fundamentos da
Engenharia Geotécnica. 6ª ed. São
Paulo: Thomson Learning. 2007.

Material didático produzido pelo


docente.

2. METODOLOGIA A SER UTILIZADA:

A metodologia será constituída de encontros síncronos para exposição do conteúdo


programático e atividades assíncronas elaboradas com o intuito de possibilitar o discente assimilar
o conteúdo ministrado e discutido nas aulas remotas. É importante destacar que ao menos 25% da
carga horária será destinada aos encontros síncronos, e o restante da carga horária será destinada
as atividades assíncronas, obedecendo as instruções do § 2º do artigo 16 da resolução
CONSEPE/UFERSA Nº 005/2020.
As atividades assíncronas serão desenvolvidas pelos alunos, possibilitando-lhes a
realização das atividades no horário da disciplina, não acumulando as atividades com as dos
demais componentes curriculares que possam estar matriculados. Ademais, facilita a entrega das
listas de exercícios e dos estudos dirigidos no horário estipulado pelo docente atendendo as
instruções normativas do § 2º do artigo 17 da resolução CONSEPE/UFERSA Nº 005/2020.
Vale ressaltar que a entrega das listas de exercício e dos estudos dirigidos no horário
estabelecido irá validar o cômputo da frequência do discente, assim como, cada lista e estudo
dirigido valerá nota, logo devem ser realizadas individualmente e manuscritas contendo a
assinatura do aluno.
As atividades práticas serão apresentadas por meio de vídeo aulas, devido a
impossibilidade de aulas presenciais no laboratório em virtude da pandemia.

Página 2 de 4
3. AS ATIVIDADES SÍNCRONAS E/OU ASSÍNCRONAS A SEREM CUMPRIDAS A
FIM DE REGISTRO DE FREQUÊNCIA:

Atividades Síncronas:

São atividades realizadas remotamente em tempo real (ao vivo). Dentre as ferramentas possíveis
de se fazerem estas atividades, podem-se citar:

 Webconferências - A interação entre docente e discente ocorre em um mesmo ambiente,


permitindo interações por voz, texto (chat) e vídeo simultaneamente. É mais versátil e
acessível a qualquer pessoa que possua conexão à internet. Dessa forma, por possibilitar
interação em tempo real, conjugando som, imagem e movimento, a webconferência é uma
das possibilidades que mais consegue aproximar-se da interação presencial.

 Ferramentas ou Aplicativos - Utilizar-se-á a plataforma virtual de ensino SIGAA e o


aplicativo Google Meet. O SIGAA será utilizado para postagem das notas, atividades e
frequências.

Atividades Assíncronas:

 Resolução de listas de exercícios, questionários e estudos dirigidos (conforme o assunto


for avançando e divididas nas unidades). Obs.: Essa atividade será realizada
individualmente para cômputo da frequência. A atividade contará também como parte da
nota da avaliação da unidade.

 Serão utilizadas as ferramentas da plataforma virtual de ensino SIGAA para disponibilizar


as listas de exercícios e os estudos dirigidos aos alunos e a entrega destes pelos discentes
ao docente.

4. PROCEDIMENTOS AVALIATIVOS:

As modalidades de avaliação foram escolhidas dentre as possibilidades listadas no artigo


19 da resolução CONSEPE/UFERSA Nº 005/2020, promovendo uma avaliação continua durante
o período 2021.1, que ocorrerá na modalidade remota.
A disciplina terá seus procedimentos avaliativos baseados em três critérios: frequência,
envolvimento com o conteúdo e cumprimento das tarefas atribuídas aos discentes. O conteúdo
será dividido em três unidades. Para cada unidade será atribuída uma nota de acordo com as
seguintes etapas:
A avaliação de Reposição e Final também ocorrerão pela plataforma do SIGAA nas seguintes
datas:
Avaliação de Reposição: 23/11/21; Avaliação Final: 25/11/21

5. BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

BÁSICAS:

Página 3 de 4
VELLOSO, D.; LOPES, F. Fundações: Volume Completo. 1ª ed., São Paulo: Oficina de Textos,
2011.

HACHICH, W.; FALCONI, F. F.; SAES, J. L.; FROTA, R. G. Q.; CARVALHO, C. S e


NIYAMA, S. Fundações: teoria e prática. 2ª ed. São Paulo: PINI, ABMS/ABEF, 2002.

CINTRA, J. C. A.; AOKI, N.; ALBIERO, J. H. Fundações Diretas: Projeto Geotécnico. São
Paulo: Oficina de Textos, 2011.

CINTRA, J. C. A.; AOKI, N.; Fundações por Estacas: Projeto Geotécnico. São Paulo: Oficina
de Textos, 2010.

CINTRA, J. C. A.; AOKI, N.; TSUHA, C. H. C.; GIACHETI, H. L. Fundações: Ensaios


Estáticos e Dinâmicos. São Paulo: Oficina de Textos, 2013.

GERSCOVICH, D. M. S.; DANZIGER, B. R.; SARAMAGO, R. P. Contenções - Teoria e


Aplicações Em Obras. São Paulo: Oficina de Textos, 2016.

DAS, B. M. Fundamentos da Engenharia Geotécnica. 6ª ed. São Paulo: Thomson Learning.


2007.

COMPLEMENTAR:

Material didático produzido pela docente (vídeos sobre os temas e/ou resumos do conteúdo no
formato pdf e listas de exercícios) que será disponibilizado na plataforma virtual de ensino Google
Classroom.

Obs.: Podem consultar o site da biblioteca virtual do seu campus.


(https://bibliotecas.ufersa.edu.br/servicos/bibliotecavirtual/)

Página 4 de 4