Você está na página 1de 32

AS BASES

CITOLÓGICAS DA
HEREDITARIEDADE
Definições

 Genética (do grego genno; fazer nascer).

 Genética: Estuda a forma como se transmitem as características


biológicas de geração para geração(Fonte: Wikipédia).
Cromossomos
 São estrutura filamentosas localizadas no interior do núcleo das
células.
 Cada cromossomo é formado de uma molécula de DNA associada
a várias moléculas de histonia(proteína básica).
 Contém genes(Transmissores de características hereditárias).
 Se auto-reproduzem durante a divisão celular.
 Inicio do processo de divisão os cromossomos começam sofrer
condensação.
 Os cromossomos Homólogos normalmente têm a mesma seqüência
de genes.
 Os cromossomos contém longas cadeias de DNA, onde se
distribuem os genes.
Cromatina

 Cromatina – complexo de DNA e proteínas.

 Conjunto- de cromatina cromossomo.

 Localização dentro do núcleo celular.

 Heterocromatina-Região do cromossomo permanece muito


condensada durante a intérfase.
o Geneticamente inativa.

 Eucromatina -Regiões menos condensadas do cromossomo


interfásico.
o Genes contidos nos cromossomos pode entrar em atividade.
DNA

 Constituinte fundamental do cromossomo, é formado por bases


nitrogenadas.
 Presente no núcleo e nas mitocôndrias
Divisão Celular

 Antes da divisão nuclear Intérfase.


 G1 (First Gap)-Alta atividade metabólica da célula,a mesma prepara
para duplicar o DNA.

 S (Synthesis)-Replicação da molécula de DNA de cada cromossomo


síntese de histonas e proteínas ácida que se associam ao DNA.

 G2(Second Gap)-Síntese de proteínas necessárias ao processo de


divisão celular(Não necessariamente ocorre em todo tipo de célula).
Divisão Celular
Mitose

 Responsável pelo crescimento dos eucariontes.

 A partir de um núcleo são originados dois com o mesmo número de


cromossomos e mesmo gene.
Prófase

 Inicio da condensação do DNA.


 Migração dos centríolos para os pólos da célula.
 Desaparecimento do envoltório nuclear..
Metáfase

 Cromátides presas pelas fibras do fuso(microtubos).


 Cromossomos estão condensados ao máximo e mostram suas
cromátides irmãs bem separadas,unidas pelo centrômero em
formando um x.
 Cromossomos localizados na placa equatorial celular.
Anáfase

 Migração das cromátides irmãs para os pólos da célula.


 O centrômero de cada cromossomo divide.
 As cromátides- irmãs ágoras chamadas de cromossomos filhos
vão se separando e dirigindo para os pólos da célula.
Telófase

 Cromossomos chegam aos pólos opostos da célula.


 Descondensação dos cromossomos.
 Reaparecimento do nucléolo e da carioteca.

 Citocinese divisão do citoplasma.


 Prófase

 Cromossomos não são individualmente observados.


 Gene Dominador A Homólogo da mesma posição a.
 Separação das cromátides.
 Núcleos filhos dois exemplares de cada tipo de cromossomo da
espécie,aumentando número de cromossomos e cópia do gene.
Meiose

 Redução do número de cromossomo a metade.

 Finalidades

o Produção de gametas em animais.


o Produção de esporos em plantas.

 Quando esta divisão se inicia o DNA já esta replicado.

 Redução metade número cromossomos nos gametas garante o número de


cromossomos da espécie.

 Processo se subdivide em quatro fases: prófase l, metáfase l, anáfase l e


telófase l.
Pófase l

o Fase mais demorada.


o Aumento da variabilidade genética.
o Troca de sequência de DNA entre cromossomos
homólogos(recombinação ou permutação gênica).
o Desaparecimento da carioteca e do nucléolo.
Metáfase l

 Pareamento dos cromossomos homólogos na placa equatorial da


célula.
 Cromossomos Homólogo esta preso ao fuso acromático pelo seu
centrômero, voltado para zona equatorial da célula.
Anáfase l

 Separação dos cromossomos homólogos para os pólo da célula.


Telófase l

 Descondensação dos cromossomos.


 Reaparecimento do núcleo e a cariotéca.
 Desaparecimento das fibras do fuso.
Divisão ll

 Separação das cromátides irmãs

o Prófase 2
o Matáfase 2
o Anáfase 2
o Telófase 2
Prófase ll

 Duplicação e migração dos centríolos para os pólos oposto da


célula.
 Condensação dos cromossomos,aumenta o diâmetro e diminui o
comprimento.
Metáfase ll

 Cromossomos localizados na placa equatorial da célula.


 Fibras de fuso ligadas ao centrômero.
 Separação das cromátides irmãs.
Anáfase ll

 Migração das cromátides irmãs para os pólos opostos da célula.


Telófase ll

 Reaparecimento das carioteca e nucléolo.


 Descondensação dos cromossomos
Formação de Gametas

 Espermatogênese- Formação de gametas masculino (espermatozóides).


 Espermiogênese –Redução do volume das espermátides e formação dos
flagelos.
 Ovogênese - Formação dos gametas feminino.
 Células entram em Meiose –oogônias -oócitos primários.
 Preciso ocorrer a separação das cromátides.Fusão núcleo.
 Após a divisão do oócito secundário ocorre citocinese –óvulo
 Fecundação-Penetração espermatozóide oócito secundário.
 Oócito secundário só continua a segunda divisão se for penetrado por
um espermatozóide.
Formação de Gametas nas Plantas

 Microesporogênese processo que conduz à formação do grão de


pólen - gametófito masculino.
Ciclo de vida geral das Plantas
 Fase de produção de esporos- Esporofítica
 Micrósporo formado - segunda fase-Gametofítica.
o Núcleo do micrósporo-Mitose originando núcleo vegetativo e o
reprodutivo.
o Núcleo reprodutivo -Mitose- Gametas masculino-presente em cada
grão de pólen.
• O processo de formação dos esporos femininos (micrósporos) é o Megasporogênese.

• As células do ovário que entram e meiose são denominadas em células-mãe de megásporos.


• No final da meiose forma um megásporo funcional, que se dividem por mitose originando dois outros. Ambos se dividem novamente por
mitose originando quatro núcleos. Cada um origina oito núcleos, todos com mesma informação do primeiro.
• Dos oito, três antípodas , dois sinérgides degeneram, Dois núcleos polares e o gameta feminino oosfera. Portanto para cada célula do
ovário que entra em meiose apenas um gameta feminino é formado.
• Após a penetração do tubo polínico no saco embrionário , o que corresponde ao processo de fecundação, ocorre a dupla fertilização. Um
dos núcleos gaméticos se une com os dois núcleo polares,originando o núcleo inicial do endosperma.
• Sendo triplóide (3n), pois recebe dois conjuntos cromossômicos maternos e um paterno. A ausência do endosperma em sementes
maduras , como saja e feijão, ´e conseqüência da digestão deste tecidos durante a formação do embrião.


Referências

 Borges- Osório,Maria Regina ; Genética humana/ Maria Regina-


Osório e Wanyce Robinson. 2.ed-porto alegre; Artmed editora ,
2001.
 Anthony J. F. Griffiths ...et al. ; traduzido por Paulo A. Motta. – Rio
de janeiro: Guanabara Koogan, 2006.
 MOORE, J. A. Science as a Way of Knowing - Genetics. Amer. Zool.
v. 26: p. 583-747, 1986.
 Viana, Cruz e Barros ; Genética/ Jose Marcelo S. Vieira,Cosme D.
Cruz, e Everaldo G. Barros, 2. Ed.ver. eampl. .Viçosa. UFV. 2003

 Wwww.dreyus.ibe.usp.br

Você também pode gostar