Você está na página 1de 4

PROJETO EDUCAÇÃO EM SAÚDE

Tema
Educação em saúde para o exame de próstata (novembro azul)
Título do projeto

Projeto de intervenção para aumentar a adesão para o exame de próstata na Estratégia Saúde da
Família.

Data e local de execução / Carga horária total

04.10.2021; USF /20 minutos


Responsáveis

Eduardo Bruno Bandeira da Silva


Felipe Gustavo de Alencar Santos
Tuany Renata dos Santos
Objetivos
 Aumentar o número de exames de prótata realizados entre as homens acima de 45 anos
cadastrados na Estratégia Saúde da Família.
 Discutir a importância da prevenção do câncer do por meio do exame
 Garantir por meio da comunicação um melhor atendimento ao homem.
Justificativa
Justifica-se a realização deste trabalho pela importância que tem o diagnóstico precoce do
câncer de cancer de próstata. Trata-se de importante problema de saúde pública para os homens. As
estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA) sinalizam para a ocorrência de 61.200 casos novos
deste câncer no ano de 2016, válido também para 2017, correspondendo a um risco de 61,82
casos/100.000 homens. Será a neoplasia mais incidente no sexo masculino em todas as regiões do país,
sem considerar os tumores de pele não melanoma (BRASIL, 2015).
O rastreamento da neoplasia de próstata não tem o objetivo de prevenir o câncer, apenas de
realizar sua detecção precoce, antes do surgimento de sintomas da doença, o que poderia aumentar
teoricamente a probabilidade de sucesso do tratamento, elevando a sobrevida ou melhorando a qualidade
de vida (WILSON; JUNGNER, 1968).
Está na hora de se repensar o papel do rastreamento no câncer de próstata e discutir os
seus potenciais benefícios. Os diversos pontos apresentados sugerem que é fundamental que seja
empreendida uma ação preventiva para melhorar o manejo desse câncer no país.
Segundo Gonçalves et al. (2008) a maioria dos pacientes com diagnóstico inicial de câncer de
próstata costumam ser assintomáticos. Quando apresentam alguma queixa, ela tende a se associar com
quadros obstrutivos como: jato urinário fraco, disúria e nictúria. Isto se justificaria pelo fato de que a
doençacostuma causar sintomas apenas quando se encontra em estágios mais avançados, com
acometimento regional importante ou disseminação metastática. Segundo Calvete et al. (2003), durante o
diagnóstico inicial da neoplasia 58% dos pacientes apresentam 12 lesão neoplásica localizada e restrita a
próstata, ao passo que, 15% apresentam envolvimento de estruturas vizinhas e 16% têm metástases à
distância. Contudo, contrariando esses dados, Gonçalves et al. (2008) relata que muitos pacientes ainda
procuram o atendimento apenas quando sintomáticos, indicando a presença de problemas assistências e
uma baixa orientação da população quanto a doença.
Sabendo de disso este projeto foi elaborado com a intenção de uma intervenção que
possibilite o aumento da procura para realização do câncer de próstata em uma unidade USF ,
propõe levar informação a população por meio da divulgação nas redes sociais por postagens ilustrativas
assim como a educação em saúde na própria unidade de saúde, requisitando as pessoas e apresentando a
informação e o chamamento para o auto cuidado.
Setores envolvidos

Unidade USF em Várzea Grande.

Descrição da Execução

Procurou se trabalhar o nó crítico relacionado ao problema, que é a falta de informação às


usuárias sobre a importância do exame de câncer de próstata. Para se aumentar o nível de
informação da comunidade sobre o exame preventivo, realizará se diálogo explicativo sobre o
exame com os usuárias no decorrer da visita à unidade, na fila de espera da consulta.
Procurará se mostrar informações sobre o tema com estratégias de comunicação, como
por exemplo explicar o que é o exame, o por que se faz, os índices de mortalidade e
recomendações do Ministério da Saúde.
Será exposto banner e entregue folders ilustrativos explicando a doenças, sinais e
estudos que confirmam a positividade da identificação precoce do cancer. Será divulgado
também nas redes sociais.
Detalhamento do Cronograma de execução e duração

Data Atividades Local


Pesquisa de literatura, Residência ou na USF
129/09
Elaboração do material,
7:30-17:00 banner, folder e post (6 posts).

Colocação e entrega dos USF


Setembro a final de outubro
folders, postagem e abordagem
7:30-8:00 dos usuários
USF
Setembro a final de outubro Momento da abordagem de
educação em saúde na
7:30-8:00 unidade: o momento
quebra gelo, recepção das
pacientes na Unidade,
interação e recepção e
primeiro USF contato.
Explicara-se o conceito de
cancer de próstata, quais as
razões e a finalidade que
justificam a prática do exame,
quem deve realizar, como e
quando fazer, USF e pesquisas
que mostram a importância do
exame. Através de
questionamentos e colocações
de seus saberes e percepções,
sobretudo em relação ao
exame.

Recursos Materiais e Financeiros

Material Quantidade Valor total

Computador 1 0
banner 2 300

Posts 6 0

Anexos
Referência Bibliográfica

BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer. Nota técnica conjunta no 001/2015b.
Disponível em: <http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/?>. Acesso em: 19
set 2021.

CALVETE, Antonio Carlos et al . Avaliação da extensão da neoplasia em câncer da próstata:


valor do PSA, da percentagem de fragmentos positivos e da escala de Gleason. Rev. Assoc.
Med. Bras., São Paulo, v. 49, n. 3, 2003.

GONÇALVES, Ivana Regina; PADOVANI, Carlos; POPIM, Regina Célia. Caracterização


epidemiológica e demográfica de homens com câncer de próstata. Ciênc. saúde coletiva, Rio de
Janeiro, v. 13, n. 4, Aug. 2008.

WILSON, J. M. G.; JUNGNER, G. Principles and practice of screening for disease. Geneva:
World Health Organization, 1968. 164 p.

Parecer do Professor Responsável UNIVAG/ data


Parecer do Responsável Serviço Educação Permanente / data

Ass. Acadêmico: Enf. Setor:

Você também pode gostar