Você está na página 1de 6

Designação: D4791 - 10

Método de Teste Padrão para


Partículas plana, alongada partículas, ou planas e alongadas partículas
grosseiras de agregados 1

Esta norma é emitida sob a designação D4791 fi xa; o número imediatamente após a designação indica o ano da adoção original ou, no caso de revisão, o ano da
última revisão. Um número entre parênteses indica o ano da última reaprovação. Um epsilon sobrescrito ( ') indica uma mudança editorial desde a última revisão ou
reaprovação.

Esta norma foi aprovada para uso por agências do Departamento de Defesa.

1. Âmbito C670 Prática para a Elaboração de Demonstrações precisão e de enviesamento para métodos de

ensaio para materiais de construção


1.1 Este método de ensaio abrange a determinação da per-
centages de fl em partículas, as partículas alongadas, ou no fl e partículas C702 Prática para a Redução amostras de agregado ao tamanho Testing

alongadas em agregados grossos. Dois procedimentos, Método A e Método B,


são apresentados neste padrão. O Método A é um reflexo do processo original, D75 Prática de amostragem Agregados

tal como desenvolvidos antes Superpave e destina-se para todas as aplicações E11 Especi fi cação para WovenWire teste peneira de tela e Teste Peneiras

não-Superpave. Método B é uma comparação entre a dimensão máxima das


partículas para a dimensão mínima de partícula e é destinado para uso com
3. Terminologia
Superpave especi fi cações.
3.1 As definições:
3.1.1 partículas alongadas de agregado partículas de -Aquelas
1.2 Os valores expressos em unidades de libras polegada são para ser considerados
agregado que tem uma proporção de comprimento para a largura superior a um valor especi fi cado.
como padrão. Os valores indicados entre parênteses são conversões matemáticas para
unidades SI que são fornecidos apenas para informação e não são consideradas
padrão.
3.1.2 fl a e partículas alongadas de agregado -os par-
tigos tendo uma proporção de comprimento para espessura maior do que um valor especi fi cado.
1.2.1 Exceção - ( Sobre peneiras, por Speci fi cação E11 )
Os valores expressos em unidades SI são considerados padrão para as dimensões
3.1.3 fl em partículas de agregado -Aquelas partículas de agre-
das aberturas de fio tecido e o diâmetro dos fios utilizados no tecido de arame.
de cunha que tem um rácio de largura para espessura maior do que um valor especi fi cado.
Quando os tamanhos de malha de peneira são referenciadas, as designações libras
polegada alternados são fornecidos para fins de informação e fechado em parênteses.
3.1.4 comprimento -montante máximo dimensão da partícula, como ilus-
trada em Figura 1 .
1.3 Esta norma não pretende abordar todas as questões de segurança, se
houver, associados ao seu uso. É de responsabilidade do usuário desta norma 3.1.5 espessura -Minimum dimensão de partícula. É o
dimensão máxima perpendicular ao comprimento e largura conforme ilustrado na Figura
estabelecer práticas de segurança e de saúde apropriados e determinar a
1.
aplicabilidade de limitações regulamentares antes de usar.
3.1.6 largura Intermédio dimensão da partícula. É o
dimensão máxima no plano perpendicular ao comprimento e espessura. As
2. Documentos de Referência dimensões de largura é maior do que ou igual à espessura como se ilustra na Figura

2.1 ASTM Standards: 2 1.

C136 Método de teste para análise granulométrica de finos e grossos Agregados


4. Resumo do Método de Teste

4.1 partículas individuais do agregado de tamanhos de peneira c especi fi


são medidos para determinar as proporções de largura para espessura, comprimento e largura,
1 Este método de ensaio é sob a jurisdição do Comité ASTM D04 na estrada e materiais de pavimentação
comprimento ou a espessura.
e é da responsabilidade directa da Subcomissão D04.51 em testes de agregação.

5. significância e Uso
Edição atual aprovada 01 de junho de 2010. Publicado outubro de 2010. Originalmente aprovado em 1989.
Última edição anterior, aprovado em 2005 como D4791 - 05 e1. DOI: 5.1 A forma partículas de agregados de curso influencia o
10,1520 / D4791-10. propriedades de alguns materiais de construção e pode afetar sua colocação e
2 Para normas ASTM referenciados, visite o site da ASTM, www.astm.org, ou contato ASTM Atendimento

ao Cliente no service@astm.org. Para Livro Anual de Padrões ASTM informações sobre o volume, consulte a consolidação.
página Resumo de Documentos do padrão no site da ASTM.

Copyright © ASTM International. 100 Barr Harbour caixa Drive, PO C-700, West Conshohocken, Pensilvânia 19428-2959, Estados Unidos

1
D4791 - 10

FIG. 1 Dimensões de Partículas

5.2 Este método de teste fornece um meio para verificar com- Nominal Tamanho máximo Praça Massa mínima de teste da

formidade com especi fi cações que limitam tais partículas ou para determinar as Aberturas, em. (Mm) amostra, lb (kg)
3 / 8 ( 9.5)
2 (1)
características de forma relativas dos agregados grossos. 1 / 2 ( 12,5) 4 (2)
3 / 4 ( 19.0) 11 (5)
1 (25,0) 22 (10)
1 1 / 2 ( 37,5) 33 (15)
6. Aparelho 2 (50) 44 (20)
2 1 / 2 ( 63) 77 (35)
6.1 Aparelho utilizado deve ser um equipamento adequado para
3 (75) 130 (60)
testando partículas agregadas para o cumprimento das definições de fi em 3.1 , Em 3 1 / 2 ( 90) 220 (100)

proporções dimensionais desejado. 4 (100) 330 (150)


4 1 / 2 ( 112) 440 (200)
6.1.1 Dispositivo Caliper proporcional -O cali- proporcional 5 (125) 660 (300)
por dispositivos ilustrados nas Figura 2 e A Fig. 3 são exemplos de dispositivos adequados 6 (150) 1100 (500)

para este método de teste. O dispositivo ilustrado nas


8. Procedimento
Figura 2 e é composta por uma placa de base com duas mensagens fixas e um braço
oscilante montado entre eles de modo que as aberturas entre os braços e os postos de
8.1 Se a determinação da massa, é necessário, o forno secar
amostra até à massa constante a uma temperatura de 230 6 9 ° F (110 6
manter uma relação constante. A posição do eixo pode ser ajustado para proporcionar a
5 ° C). Se é determinação por contagem de partículas, a secagem não é necessário.
razão desejada de dimensões da abertura. Figura 2 ilustra um dispositivo no qual
proporções de 1: pode ser ajustado 5: 2, 1: 3, e um. O dispositivo ilustrado nas A Fig. 3
8,2 Peneirar a amostra a ser testada em conformidade com o Teste

contém várias mensagens fixas e tem a capacidade de medir simultaneamente


Método C136 . Usando o material retido no 3 / 8 em. (9.5
mm) ou No. 4 (4,75 mm), tal como exigido pela especi fi cação a ser utilizado, reduzir
várias proporções. Vejo Nota 1
cada fracção de tamanho, presente numa quantidade de 10% ou mais da amostra
6.1.1.1 Verificação de Relação -As configurações de relação no
original, em conformidade com a prática
dispositivo de pinça proporcional será fi veri ed pelo uso de um bloco usinado,
C702 até cerca de 100 partículas são obtidas para cada fracção de tamanho requerido.
micrômetro, ou outro dispositivo apropriado.
fracções de tamanho contendo menos do que 10% em massa da massa total inicial da
6.1.2 Equilibrar -O equilíbrio ou escalas usadas devem ser precisos
amostra não são testados e pode ser descartada.
a 0,5% da massa da amostra. N OTE 1- Figos. 2 e 3 proporcionam exemplos de possíveis dispositivos que

podem ser utilizados para este teste. Outros dispositivos podem ser encontrados adequado se eles são
8,3 método A -Test cada uma das partículas de cada tamanho
capazes de satisfazer as exigências fi cação veri listados na 6.1.1.1 .
fracção, e o lugar em um de quatro grupos: ( 1) fl em partículas, ( 2)
partículas alongadas, ( 3) partículas que satisfazem os critérios de ambos (grupo 1) e
grupo ( 2); (4) nem fl em nem elongatedparticles que não cumprem os critérios de
7. amostragem
ambos os grupos ( 1) ou grupo ( 2).
7,1 Amostra o agregado grosseiro em conformidade com a prática Cada partícula deve ser submetido ao ensaio e alongado Partículas de teste
D75 . A massa da amostra campo deve ser a massa mostrado na Prática D75 . plana de partículas de acordo com 8.3.1.1 e 8.3.1.2 . Se a partícula é determinado
para ser fl na, mas não alongada, a partícula é colocada no “fl no” grupo. Se for
7.2 Misturar cuidadosamente a amostra e reduzi-lo a uma quantidade determinado que a partícula não é fl na, mas é alongada, a partícula é colocado
apropriado para o teste utilizando os procedimentos descritos aplicáveis ​na prática C702 no grupo de “alongada”. Em alguns casos, pode ser possível para uma partícula
. A amostra de ensaio deve ser aproximadamente a massa desejada quando seco e para satisfazer os critérios de tanto um fl em partículas e uma partícula alongada.
devem ser o resultado final da redução. Redução a uma massa predeterminada Neste caso, a partícula é colocada no “partículas que satisfazem os critérios de
exata não será permitida. A massa da amostra de ensaio deve estar de acordo com ambos (grupo 1) e grupo
o seguinte:
(2) ”Grupo. Se a partícula não é fl em e não é alongada, é

2
D4791 - 10

Equivalentes métricas
em. (milímetros) em. (milímetros

1 /8 (3,2) 15 /8 (41,0)
3 / 16 (4,8) 13 /4 (44,5)
1 /4 (6,3) 2 (50,8)
5 / 16 (7,9) 21 /2 (64,0)
3 /8 (9,5) 27 /8 (72,0)
3 /4 (19,1) 33 /4 (96,0)
7 /8 (21,2) 8 (207,0)
1 (25,4) 12 (304.8)
1 1 / 16 (27,0) 13 (330,2)
11 /2 (38,0) 16 (414,0)

FIG. 2 Proporcional Caliper

3
D4791 - 10

FIG. 3 Proporcional Caliper

colocado no “partículas que não satisfazem os critérios de qualquer um dos grupos ( 1) ou 10. Relatório
grupo ( 2) ”Grupo.
10.1 Inclua as seguintes informações no relatório:
8.3.1 Use o dispositivo de pinça proporcional, posicionado no
10.1.1 identi fi cação do agregado grosseiro testado, e
proporção adequada, mostrada na A Fig. 4 , do seguinte modo:
10.1.2 granulométrica do agregado de amostra original, mostrando
8.3.1.1 Teste de Partículas plana -Defina a abertura maior igual
percentagem retida em cada peneiro.
a largura máxima das partículas. A partícula é em fl, se a espessura máxima pode
10.1.3 Para Método A:
ser colocado através da abertura mais pequena.
10.1.3.1 número de partículas em cada tamanho de peneira testados,
8.3.1.2 Alongada Teste de Partículas -Defina a abertura maior
10.1.3.2 Percentagens, calculados em número ou em massa, ou
igual ao comprimento máximo das partículas. A partícula é alongada se a largura
ambos, para cada grupo: ( 1) fl em partículas, ( 2) partículas alongadas, e ( 3) partículas
máxima pode ser colocado através da abertura mais pequena.
que satisfazem os critérios de ambos grupo 1) e
grupo (2); (4) partículas que não satisfaçam os critérios de ambos
8.3.2 Depois de cada uma das partículas têm sido classificadas em
grupo 1) ou grupo (2), e
um dos grupos descritos em 8,3 , Determinar a proporção da amostra em cada
10.1.3.3 Os rácios dimensionais utilizados nos ensaios.
grupo por qualquer contagem ou em massa, como exigido.
10.1.4 Para Método B:

8.4 método B -Test cada uma das partículas de cada tamanho 10.1.4.1 número de partículas em cada tamanho de peneira testados,

e fracção lugar em um de dois grupos: ( 1) fl a e alongado ou ( 2) não fl a e 10.1.4.2 Percentagens, calculados em número ou em massa, ou
alongada. ambos, para a fl e partículas alongadas para cada tamanho de peneira testado,

8.4.1 Use o dispositivo de pinça proporcional, definido no desejado 10.1.4.3 A relação dimensional utilizado nos testes, e
como mostrado na proporção A Fig. 4 , do seguinte modo. 10.1.5 Quando necessárias, ponderados percentagens médias baseadas
8.4.1.1 Teste de Partículas plano e alongado -Defina a maior nas proporções reais ou assumidas dos vários tamanhos de peneira testados.
abertura igual ao comprimento máximo das partículas. A partícula é considerada fl em Denunciar a classificação usada para a média ponderada se diferente do que em 10.1.2
alongada e se a espessura máxima pode ser colocado através da abertura mais .
pequena.
8.4.2 Depois das partículas terem sido classificadas nos grupos 11. precisão e de enviesamento

descrito em 8.4 , Determinar a proporção da amostra em cada grupo por contagem


11.1 Precisão -Os valores de precisão listadas na tabela 1 ,
ou de massa, como exigido.
mesa 2 e Tabela 3 são médias obtidas a partir de amostras eficiência pró fi

9. Cálculo AMRL utilizados no programa de proficiência amostra global (ver Nota 2 ). As%

9.1 Calcular a percentagem de partículas em cada grupo para a e D2S limites 1S% previstas estão descritos na Prática C670 . N OTE foi utilizado

mais próximo de 1% para cada fracção de tamanho maior do que testados 3 / 8 em. (9.5 proporção 3: 2-A 1.

mm) ou No. 4 (4,75 mm), como requerido.

4
D4791 - 10

uma. Teste para atness fl

b. Teste para alongamento

c. Teste para alongamento e fl atness

FIG. 4 Uso de Proporcional Caliper

TABELA 1 19,0 mm a 12,5 mm plana e alongada (Percentagem)

Precisão Resultado do teste (%) (1S)% (D2S)%

Operador único 2,7 51,2 144,8


Multilaboratory 88,5 250,3

TABELA 2 12,5 mm a 9,5 mm plana e alongada (Percentagem)

Precisão Resultado do teste (%) (1S)% (D2S)%

Operador único 34.9 22.9 64,7


Multilaboratory 43,0 121,8

11.2 Viés -Desde que não há material de referência é aceite 12. Palavras-chave

adequado para determinar a tendência para este método de ensaio, não comunicado na
12.1 agregados; agregados grossos; forma da partícula
polarização está a ser feita.

5
D4791 - 10

TABELA 3 9.5-mm a 4,75 mm plana e alongada (Percentagem)

Precisão Resultado do teste (%) (1S)% (D2S)%

Operador único 24.1 19,0 53,6


Multilaboratory 46,1 130,3 †

† Valor corrigido

ASTM International não toma posição respeitando a validade de quaisquer direitos de patente reivindicados em relação a qualquer item mencionado nesta norma. Os usuários
desta norma são expressamente avisados ​que a determinação da validade de tais direitos de patente, e o risco de violação de tais direitos, é inteiramente sua própria
responsabilidade.

Esta norma está sujeita a revisão a qualquer momento pelo comitê técnico responsável e deve ser revisto a cada cinco anos e se não for revista, seja novamente aprovado ou
retirado. Seus comentários são convidados tanto para revisão desta norma ou normas adicionais e devem ser endereçadas a ASTM Sede Internacional. Seus comentários
receberão consideração cuidadosa em uma reunião do comitê técnico responsável, que você pode assistir. Se você sentir que seus comentários não receberam uma feira de
ouvir que você deve fazer suas observações ao Comitê ASTM sobre Normas, no endereço indicado abaixo.

Esta norma é protegido pela ASTM International, 100 Barr Harbor Drive, PO Box C700, West Conshohocken, PA 19428-2959, Estados Unidos. reimpressão individuais (cópias
simples ou múltiplas) deste tipo pode ser obtido por contacto de ASTM acima citado ou pelo 610-832-9585 (telefone), 610-832-9555 (fax), ou service@astm.org (e- enviar); ou
através do site da ASTM (www.astm.org). direitos permissão para copiar o padrão também pode ser fixado a partir do website da ASTM (www.astm.org/ direitos de autor /).

Você também pode gostar