Você está na página 1de 9

inicioContrato

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE VEÍCULO

Entre:

Nome......., solteiro, nacionalidade: brasileiro, profissão: empresario, carteira de identidade (RG) n.


2105617531, expedida por SSP/RS, CPF n. .................., residente em: ........................ Porto Alegre - RS,
doravante denominado LOCADOR,

e:

Nome.............., casado, nacionalidade: brasileiro, profissão: vigilante, carteira de motorista (CNH) n.


05277750868, expedida por Detran - Rs, CPF n. ..................., residente em:
..........................................................,
doravante denominado LOCATÁRIO, em conjunto PARTES.

As partes tem entre si, de maneira justa e acordada, a locação de veículo, ficando desde já aceito, pelas
cláusulas abaixo descritas.

CLÁUSULA 1ª - DO OBJETO

O LOCADOR e o LOCATÁRIO acima qualificados, firmam entre si, o presente contrato do veículo:
Fiesta Sedan 1.6 2010/2011 8 válvulas, Flex, 4 portas, cor preta, com Ar-condicionado, direção
hidráulica, vidros elétricos na dianteira, travas elétricas acionadas mediante controle remoto.
Chassi: .......................................................
Renavam: ......................................

Com placa ......................., e com o valor de mercado aproximado em R$ 24.085,00 (vinte e quatro mil e
oitenta e cinco reais).

Parágrafo único. O presente contrato é acompanhado do um laudo de vistoria, que descreve o veículo e o
seu estado de conservação no momento em que o mesmo foi entregue ao LOCATÁRIO.

CLÁUSULA 2ª - DO VALOR DO ALUGUEL

Pela presente locação, obriga o LOCATÁRIO a pagar o valor semanal de R$ 450,00 (quatrocentos e
cinquenta reais).

§ 1º. O LOCATÁRIO deverá efetuar o pagamento do valor acordado, em espécie, diretamente para o
LOCADOR ou terceiro autorizado por este.

§ 2º. Em caso de atraso no pagamento do aluguel, será aplicada multa de 10% (dez por cento), sobre o
valor devido, bem como juros mensais de 1% (um por cento) e correção monetária, apurada conforme
variação do IGP-M (Fundação Getúlio Vargas) no período.

§ 3º. O LOCATÁRIO não vindo a efetuar o pagamento do aluguel por um período de atraso superior à
30 (trinta) dias, fica sujeito a ter a posse do veículo configurada como Apropriação Indébita, implicando
também a possibilidade de adoção de medidas judiciais, inclusive a Busca e Apreensão do veículo e/ou
lavratura de Boletim de Ocorrência, cabendo ao LOCATÁRIO ressarcir o LOCADOR das despesas
oriundas da retenção indevida do bem, arcando ainda com as despesas judiciais e/ou extrajudiciais que o
LOCADOR venha a ter para efetuar a busca, apreensão e efetiva reintegração da posse do veículo.

§ 4º. Será de responsabilidade do LOCATÁRIO as despesas referentes à utilização do veículo.

CLÁUSULA 3ª - DO COMBUSTÍVEL

A quantidade de combústivel contida no veículo será informada ao LOCATÁRIO e marcada no laudo de


vistoria no momento da retirada do mesmo.

§ 1º. Ao final do prazo estipulado, o LOCATÁRIO deverá devolver o veículo ao LOCADOR com a
mesma quantidade de combustível que foi retirado.

§ 2º. Caso não ocorra o cumprimento do parágrafo anterior, será cobrado o valor correspondente a leitura
do marcador em oitavos, com base em tabela própria e o valor do litro será informado no momento da
retirada pelo LOCADOR.

§ 3º. Caso seja constatado a utilização de combustível adulterado, o LOCATÁRIO responderá pelo
mesmo e pelos danos decorrentes de tal utilização.

§ 4º. Fica desde já ajustado que o LOCATÁRIO não terá direito a ressarcimento, caso devolva o veículo
com uma quantidade de combustível superior a que recebeu.

CLÁUSULA 4ª - DA LIMPEZA

O veículo será entregue ao LOCATÁRIO limpo e deverá ser devolvido ao LOCADOR nas mesmas
condições higiênicas que foi retirado.

§ 1º. Caso o veículo seja devolvido sujo, seja interna ou externamente, será cobrada uma taxa de lavagem
simples ou especial, dependendo do estado do veículo na devolução. O valor das lavagens será informado
no momento da retirada pelo LOCADOR.

§ 2º. Caso haja a necessidade de lavagem especial, será cobrada, além da taxa de lavagem, o valor
mínimo de 1 (uma) diária de locação, ou quantas diárias forem necessárias até a disponibilização do
veículo para locação, limitado a 5 (cinco) diárias do veículo com base na tarifa vigente.
CLÁUSULA 5ª - DA UTILIZAÇÃO

O veículo deverá ser utilizado pelo LOCATÁRIO exclusivamente da seguinte maneira:


Será utilizado pelo locatário para transporte remunerado de passageiros por aplicativo.

§ 1º. A utilização diferente do descrito acima será sujeita à cobrança de multa e rescisão do contrato.

§ 2º. Qualquer modificação no veículo só poderá ser feito com a autorização expressa do LOCADOR.

CLÁUSULA 6ª - DAS MULTAS E INFRAÇÕES

As multas ou quaisquer outras infrações às leis de trânsito, cometidas durante o período da locação do
veículo, serão de responsabilidade do LOCATÁRIO, devendo ser liquidadas quando da notificação pelos
órgãos competentes ou no final do contrato, o que ocorrer primeiro.

§ 1º. Em caso de apreensão do veículo, serão cobradas do LOCATÁRIO todas as despesas de serviço
dos profissionais envolvidos para liberação do veículo alugado, assim como todas as taxas cobradas pelos
órgãos competentes, e também quantas diárias forem necessárias até a disponibilização do veículo para
locação

§ 2º. O LOCATÁRIO declara-se ciente e concorda que se ocorrer qualquer multa ou infração de trânsito
durante a vigência deste conrtato, seu nome poderá ser indicado pelo LOCADOR junto ao Órgão de
Trânsito autuante, na qualidade de condutor do veículo, tendo assim a pontuação recebida transferida para
sua carteira de habilitação.

§ 3º. O LOCADOR poderá preencher os dados relativos à "apresentação do Condutor", previsto na


Resolução 404/12 do CONTRAN, caso tenha sido lavrada autuação por infrações de trânsito enquanto o
veículo esteve em posse e responsabilidade do LOCATÁRIO, situação na qual o LOCADOR
apresentará para o Órgão de Trânsito competente as cópias do Contrato e Demonstrativo de Contrato
celebrados com o LOCATÁRIO.§ 4º. Descabe qualquer discussão sobre a procedência ou
improcedência das infrações de trânsito aplicadas. Poderá o

LOCATÁRIO, a seu critério e às suas expensas, recorrer das multas, junto ao Órgão de Trânsito
competente, o que não o eximirá do pagamento do valor da multa, mas lhe dará o direito ao reembolso,
caso o recurso seja julgado procedente.

CLÁUSULA 7ª - DA VEDAÇÃO À SUBLOCAÇÃO E EMPRÉSTIMO DO VEÍCULO

Será permitido o uso do veículo objeto do presente contrato, apenas do LOCATÁRIO, sendo vedada, no
todo ou em parte, a sublocação, transferência, empréstimo, comodato ou cessão da locação, seja a
qualquer título, sem expressa anuência do LOCADOR, sob pena de imediata rescisão.
CLÁUSULA 8ª - DO PRAZO DO ALUGUEL

A presente locação será de prazo indeterminado, iniciando em 21/04/2018.

§ 1º. A rescisão deste contrato poderá ser solicitada por qualquer das partes a qualquer tempo, com aviso
prévio de 1 Semana de antecedência a serem utilizados para a devolução do veículo.

§ 2º. Ao final da locação o LOCATÁRIO deverá restituir o veículo nas mesmas condições em que
recebeu, salvo os desgastes do uso normal.

§ 3º. Se após o fim da locação, caso o LOCADOR não queira prorrogar a locação, e o referido veículo
não for devolvido, será cobrado o valor do aluguel proporcional aos dias de atraso, acumulado de multa
diária de R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais).

§ 4º. Ao final da locação o LOCATÁRIO deverá devolver o veículo nas mesmas condições em que
recebeu, salvo os desgastes decorrentes do uso normal, sob pena de indenização por perdas e danos a ser
apurada.

§ 5º. Em caso de atraso na devolução, o LOCATÁRIO se responsabiliza pelo veículo, mesmo em caso
fortuito e força maior.

CLÁUSULA 9ª - DA MANUTENÇÃO

A manutenção do veículo, referente a troca das peças oriundas do desgaste natural de sua utilização, é de
responsabilidade do LOCADOR, sem ônus para o LOCATÁRIO.

§ 1º. A manutenção e troca das peças decorrentes do mau uso do veículo, assim entendido como a sua
utilização em desacordo com as instruções de uso, serão de responsabilidade do LOCATÁRIO.

CLÁUSULA 10ª - DA UTILIZAÇÃO DO SEGURO

Ocorrendo a necessidade da utilização do seguro veicular, registrado em nome do LOCADOR, devido à


perda, extravio, furto, roubo, destruição parcial ou total ou colisão do veículo por ora locado, fica desde já
estipulada indenização devida pelo LOCATÁRIO que deverá, para efeito de cobertura do valor da
franquia do seguro veícular, pagar ao LOCADOR o valor de R$ 0,00 (zero reais).

CLÁUSULA 11ª - DOS DEVERES DO LOCATÁRIO

I. Pagar o aluguel e os encargos da locação, legal ou contratualmente exigíveis, no prazo estipulado;


II. Usar o veículo como foi convencionado, de acordo com a sua natureza e com o objetivo a que se
destina. Cuidar e zelar do veículo como se fosse sua propriedade;
III. Restituir o veículo, no final da locação, no estado em que o recebeu, conforme o laudo de vistoria,
salvo as deteriorações decorrentes do seu uso normal;
IV. Levar imediatamente ao conhecimento do LOCADOR o surgimento de qualquer dano ou ocorrência
cuja reparação e ou indenização a este enquadre;
V. Reparar rapidamente os danos sob sua responsabilidade;
VI. Não modificar a forma interna ou externa do veículo sem o consentimento prévio e por escrito do
LOCADOR.

CLÁUSULA 12ª - DOS DEVERES DO LOCADOR

I. Entregar ao LOCATÁRIO o veículo alugado em estado de servir ao uso a que se destina;


II. Ser integralmente responsável pelos problemas, defeitos e vícios anteriores à locação.

CLÁUSULA 13ª - DA GARANTIA

O cumprimento das obrigações previstas neste contrato, inclusive o pagamento pontual do aluguel, estará
garantido por meio de caução dada em dinheiro, perfazendo o montante de R$ 900,00 (novecentos reais),
entregue ao LOCADOR no ato de assinatura deste contrato.

§ 1º. Ao final da locação, tendo sido todas as obrigações devidamente cumpridas, o LOCATÁRIO estará
autorizado a levantar a respectiva soma.

§ 2º. A critério das partes, o valor dado como caução poderá ser revertido para o pagamento de aluguéis
devidos.

CLÁUSULA 14ª - DA RESCISÃO

As partes poderão rescindir o contrato unilateralmente, sem apresentação de justificativa.

§ 1º. Em caso de falecimento do LOCADOR, a locação transmite-se a seus herdeiros.

§ 2º. Com a morte do LOCATÁRIO, ficam subrrogados nos direitos e nos deveres expressados neste
contrato sucessivamente o(a) cônjuge sobrevivente ou o(a) companheiro(a), os herdeiros necessários e as
pessoas que viviam em sua dependência econômica, se utilizem do veículo alugado.

§ 3º. Em cumprimento ao princípio da boa-fé, as partes se comprometem a informar uma à outra qualquer
fato que possa porventura intervir na relação jurídica formalizada através do presente contrato.

CLÁUSULA 15ª - DAS PENALIDADES

A parte que violar as obrigações previstas neste contrato se sujeitará ao pagamento de indenização e
ressarcimento pelas perdas, danos, lucros cessantes, danos indiretos e quaisquer outros prejuízos
patrimoniais ou morais percebidos pela outra parte em decorrência deste descumprimento, sem prejuízo
de demais penalidades legais ou contratuais cabíveis.

§ 1º. Caso ocorra uma violação, este contrato poderá ser rescindido de pleno direito pela parte
prejudicada, sem a necessidade aviso prévio.

§ 2º. Ocorrendo uma tolerância de uma das partes em relação ao descumprimento das cláusulas contidas
neste instrumento não se configura em renúncia ou alteração da norma infringida.

CLÁUSULA 16ª - DO FORO

Fica desde já eleito o foro da comarca de Porto Alegre, Rs , para serem resolvidas eventuais pendências
decorrentes deste contrato.

E, por estarem assim certos e ajustados, firmam os signatários este instrumento em 02 (duas) vias de igual
teor e forma, e para único fim de Direito, diante das 02 (duas) testemunhas abaixo, que também o
subscrevem.

Porto Alegre, Rs , ____ de ____________________ de _________

______________________________________________________________
LOCADOR: Roger Melo Pereira

______________________________________________________________
LOCATÁRIO: Diego Rodrigues Da Luz

TESTEMUNHAS

______________________________________________________________
TESTEMUNHA 1: _________________________________________
CPF: __________________

______________________________________________________________
TESTEMUNHA 2: _________________________________________
CPF: __________________
______________________________________________________________

Recomendações para este contrato:

- Este contrato deverá ser lido com atenção e assinado por todas as partes envolvidas na negociação.

- Anexar junto ao documento um laudo de vistoria do veículo.


Este documento deve ser elaborado, em duas vias, descrevendo as condições gerais do veículo, como
pintura, vidros, condições dos pneu, entre outras.
Uma via deverá ficar com o locatário e outra com o locador.
Com este laudo, no final da locação é possível verificar se houve dano ao veículo.
O proprietário poderá recusar a devolução do veículo enquanto não tiver sido devidamente reparado.

- Apesar de não ser obrigatório, recomenda-se, para uma maior segurança, o reconhecimento da firma
(assinatura) de todas as partes envolvidas em cartório.
Devem ser levados para um cartório, o contrato e os documentos de identificação das partes.
Caso a parte já tenha sua firma (assinatura) reconhecida em cartório, deve-se levar somente o contrato
para o mesmo, e solicitar a autenticação da assinatura.

______________________________________________________________

Cópias recomendadas dos documentos para acompanhar o contrato:

Proprietário / locador:
Comprovante de propriedade do veículo;
Documento de Identidade;
CPF;
Comprovante de residência;
Contrato social e designação de poderes aos representantes legais, caso seja pessoa jurídica.

Locatário:
Documento de Identidade;
CPF;
Comprovante de residência;
Comprovantes de rendimento.
Contrato social e designação de poderes aos representantes legais, caso seja pessoa jurídica.

Fiador (quando necessário):


Documento de Identidade;
CPF;
Certidão de casamento (caso necessário);
Comprovante de residência;
Comprovantes de rendimento.
Certidão de ônus reais;
Cópia do último IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) do imóvel.
______________________________________________________________

PAGAMENTO ANTECIPADO DO ALUGUEL

Conforme o Art. 42, caso não seja utilizada garantia na locação, o locador poderá exigir, se assim desejar,
que o locatário efetue o pagamento do aluguel de forma antecipada até o sexto dia útil do mês vincendo.

______________________________________________________________

AS GARANTIAS EXISTENTES

No contrato de locação residencial, pode-se utilizar uma garantia, que a parte proprietária (locadora)
utiliza para se proteger em caso de inadimplência por parte da locatária.Não é obrigatória em um contrato
a exigência de garantia, mas sempre é recomendada a sua utilização.

As modalidades mais comuns de garantia para o aluguel de veículo são:

FIANÇA
Nesta modalidade, uma pessoa (fiadora) garante assumir as obrigações caso a parte locatária se torne
devedora (inadimplente).
A fiança compreenderá todos os aspectos da dívida, inclusive possíveis despesas judiciais.
A parte locadora, de acordo com o Código Civil, pode recusar um fiador caso este não comprove ser uma
pessoa idônea, não reside no mesmo município ou não possua bens suficientes para cumprir a obrigação.

SEGURO DE FIANÇA LOCATÍCIA


O seguro fiança locatícia é uma modalidade prevista na Lei do Inquilinato, e substitui o fiador nos
contratos de locação, garantindo o pagamento do aluguel e demais encargos no caso do locatário se tornar
devedor (inadimplente).
Para esta modalidade, deve-se contratar uma apólice de seguro, o qual a parte locadora será a única
beneficiária.
O valor de prêmio a ser pago varia normalmente entre um a três vezes o valor do aluguel do veículo.

CAUÇÃO
A caução pode ser dada em espécie, bens móveis ou imóveis.
No caso de bens móveis, recomenda-se que se registre a caução em um cartório de títulos e documentos.
Bens móveis são os bens que podem ser transportados de um local ao outro, como objetos de valor,
veículos, entre outros.

Os bens imóveis, referem-se aos bens que não podem ser transportados, como uma casa ou um
apartamento.
Recomenda-se que essa caução seja averbada em cartório junto com a respectiva matrícula, vinculando
com o contrato de locação.

De acordo com a Lei do Inquilinato, a caução em espécie (dinheiro) não pode ser superior a três meses de
aluguel.
Deverá também ser depositada em poupança, e o valor decorrente de rendimentos, no final da locação
deverá ser revertido em benefício da parte locatária, caso não tenha sido utilizada.

______________________________________________________________

LAUDO DE VISTORIA

É recomendado que seja anexado junto ao contrato um laudo de vistoria do veículo.


Este documento deve ser elaborado, em duas vias, descrevendo as condições gerais do veículo.
Uma via deverá ficar com o locatário e outra com o locador.
Com este laudo, no final da locação, junto com a entrega das chaves, é possível verificar se houve dano
ao veículo.
O proprietário poderá recusar a devolução do veículo enquanto não tiver sido devidamente reparado.
A 99Contratos fornece um modelo de laudo de vistoria gratuitamente, que acompanha o contrato de
locação residencial.

______________________________________________________________

OBSERVAÇÕES RELEVANTES

De acordo com a legislação vigente, poderão ser consideradas como nulas as cláusulas contratuais que
contenham uma multa superior a 10% sobre o valor do contrato ou da dívida.
O mesmo acontece para cobrança de juros, que por determinação legal não pode ultrapassar 12% ao ano
ou 1% ao mês. Valores acima disso poderão ser considerados como uma extorsão indireta, caractarizando
como crime previsto no Código Penal e citado na Lei de Usura.

fimContrato

Você também pode gostar