Você está na página 1de 14

LITERATURA

Literatura é estética
TEXTO LITERARIO - enfase na expressao
- linguagem conotativa (novos significados à palavra)
-linguagem mais pessoal,emotiva
-recriacao da realidade
-predominancia da funcao poetica

TEXTO NAO LITERARIO -enfase no conteudo


-linguagem denotativa
-linguagem mais impessoal
-realidade apenas traduzida
-predominancia da funcao referencial

obs: carta ao rei de 1500 é um texto nao literario,pois seu objetivo principal é
INFORMAR
obs: Os sertões é um texto NAO literario,INFORMAÇÃO.

GENEROS LITERARIOS
* Lírico (poesia)
-predominancia da subjetividade e do uso da 1 pessoa (funcao emotiva)
-expressao dos sentimentos e da visao do eu lirico sobre o mundo e sobre si proprio
-eu lirico=a voz que se expressa nos poemas
-lirico=poético,belo
. ode/hino : poemas de exaltaçao
. elegia: poema melancólico,marcado pela tristeza
*Dramático (teatro)
{feito para ser encenado;nao precisa de um narrador (mas pode ter);a mediacao se
da por meio da açao,os atores sao os proprios mediadores}
-imita a realidade por meio de personagens em açao
-o texto teatral é marcado pela predominancia de dialogos
-fusao da objetividade com a subjetividade (mistura do epico com o lirico)
-representaçao dos conflitos humanos
(vestido de noiva,o pagador de promessas,o alto da compadecida)
. tragédia: (catarse - purificaçao) Ésquilo,Sófocles,Eurípedes,Shakespeare
[GREGOS]
aristoteles - homens tentando fugir de seu destino (moira)
ler Hamlet
.comédia
.tragicomédia {final é feliz}
.farsa {comédia exagerada - besteirol;melhor maneira de criticar a sociedade
é rindo dela}
.auto{peça de carater religioso;nao é para difundir a religiao,usa elementos
religiosos para criticar a sociedade,por exemplo}
*Épico (narração) {antigamente toda narraçao tinha que ter um elemento grandioso
(guerras,grandes feitos,...) hoje as narraçoes sao marcadas por qualquer
conteudo,perdeu-se esse espirito de grandeza}
-predominancia da objetividade
-presença de um narrador que narra as açoes ocorridas com ele e/ou outras
personagens
-grandes feitos,guerras,herois e deuses
-presenca do maravilhoso (inspiraçao divina)
-narrativas modernas - liberdade formal e temática (lado abstrato)
. epopeia {texto dividido em 5 cantos com presença de deuses -mobra
poetica que exalta acoes grandiosas,feitos memoraveis e gloriosos capazes de
provocar a admiraçao; NO BRASIL NAO TEM EPOPEIA}
.poema epico {caramuru,o uruguai,juca pirama}
.romance{narracao longa +100 pgs}
.novela{narraçao intermediaria}
.conto{narraçao curta -50pgs}
.fabula{liçao de moral;animais personificados}
.apologo{objetos personificados}
FIGURAS DE LINGUAGEM
[mecanismos para trabalhar a palavra dentro do terreno da conotaçao - nao sao
recomendadas em uma redaçao]
*aspectos semanticos
1.comparaçao: compara dois termos
2.metáfora:transposicao de significado com base em semelhanças
ex:Itabira é apenas um retrato na parede (...) (Drummond)
A infancia é uma canoa que naufraga(...) (Junqueira Freire)
3.Personificaçao (ou prosopopéia): atribuicao de caracteristicas humanas a
seres nao humanos
ex:"As casas espiam os homens que correm atrás das mulheres" (Drummond)
*contrastes - criar relacoes a partir do contraste
4.Antitese:oposicao de palavras
ex:Homens de vida amarga fazem o doce e branco açucar
Morte e Vida Severina
4.1.Paradoxo:oposiçao de ideias
ex: Entao,falo melhor quando emudeço
"O mito é o nada que é tudo" (Fernando Pessoa)
4.2.Oxímoro (na unb = paradoxo) : oposiçao com dois vocabulos (duas
palavras)
ex: Claro enigma (titulo obra Drummond)
Obscura claridade
Contentamento descontente
5.metonimia:substituicao de uma palavra por outra,pois entre elas ha uma
relacao de contiguidade
ex: Ler Machado de Assis
"De repente do riso fez-se o pranto." (Vinicius de Moraes)
(marca,obra pelo autor,parte pelo todo)
6.Perífrase ou antonomásia: perífrase é a substituicao de um nome comum
ou proprio por uma expressao que o caracterize.
ex: A última flor do Lácio: Lingua Portuguesa
Cidade maravilhosa: Rio de Janeiro
O bruxo do Cosme Velho: Machado de Assis
7.Hiperbole: exagero de uma ideia,que visa a um efeito expressivo
ex: Chorou um mar de lágrimas
"Nem mesmo todo oceano poderia/Lavar esse padrao de covardia" (Castro Alves)
*seria uma metafora que se da por meio do exagero
8.Eufemismo:suavizacao de uma ideia desagradável
"Ele bateu as botas"
"Quando em meu peito reventar-se a fibra/que o espirito enlaça à dor vivente (...)"
(Alvares de Azevedo)
*disfemismo: usa uma expressao mais grosseira no lugar da que deveria usar
9.Gradaçao:disposiçao de elementos que seguem uma ordem crescente ou
decrescente
*critério semantico de gradaçao
ex: Ide,correi,voai,que por vós chama o rei,a pátria,o mundo,a glória.
"Vim,vi,venci."
10.Sinestesia: fusao de sentidos
ex: Voz aveludada e doce
Em seu olhar gelado percebi uma ponta de desprezo

*aspecto sintático (acrescimo,retirada e/ou inversao)


1.Elipse: omissao de um termo que pode ser deduzido pelo contexto
ex:Enfrentamos muitos obstáculos
"Eras na vida a pomba predileta"
2.Zeugma:omissao de um termo ja mencionado
Ex:Em tristes sombras morre a formosura/Em continuas tristezas,a alegria"
(Gregorio de Matos)
3.Pleonasmo:repeticao de uma ideia para enfatiza-la
Ex: Subir para cima
Paisagens,quero-as comigo./A mim,nao me enganas tu.
"Morreras morte vil na mao de um forte."(Golçalves Dias)
4.Inversão(hiperbáto): alteraçao na ordem dos termos na oração
Ex: "O som longiquo vem se aproximando
Do galopar de uma estranha calvagada"
Passeiam à tarde as belas na avenida.
"Essas que ao vento vem
Belas chuvas de junho!"
*exemplo classico:hino nacional
5.Apóstrofe:chamamento,vocativo
Ex:"Deus,ó Deus,onde estás/Que nao me respondes?"(Castro Alves)
"Amiga morte,vem"(Junqueira Freire)
6.Silepse: concordancia ideológica
-genero : Sao Paulo está fria nesses tempos
-numero: Coisa curiosa é aquela gente.Divertem-se com tão pouco.
-pessoa: Brasileiros e latino-americanos fazemos a critica.
*aspectos sonoros
1.Aliteraçao:repetiçao de sons consonantais
Ex:O rato roeu a roupa do rei de Roma
2.Assonancia:repeticao de sons vocálicos
Ex: Amar abre a alma,alcança o ar,amansa o mar. [causar sensaçoes,musicalidade]
3.Onomatopeia: representaçao gráfica de sons
Ex:Tic-Tac;Zum-zum;Au-Au
{recursos que podem ser usados em textos literários ou não}
Versificação {modernistas nao estao preocupados com versificacao,por outro lado
o parnasianismo fez uso -poema classico e tradicional}
Verso: é um ou mais segmentos melodicos que formam as linhas do poemas
{RITMO}
Estrofe: agrupamento de versos
Escansão: Divisao em sílabas poéticas
*versos livres - nao tem uma preocupacao com a metrica
Enjambement (cavalgamento ou encadeamento): ocorre quando ha a
continuacao do sentido de um verso no seguinte
Ex: "De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo,e sempre,e tanto" {para manter a métrica,o sentido,rima}
"E entra a saudade...Fiquei
Como assombrado e sem voz" {Parnasianos gostavam de usar essa tecnica}
Rimas: {sonoridade} - versos brancos : sao aqueles que nao tem rimas
-quanto à coincidencia sonora:
.rimas perfeitas [coincidencia perfeita de sons - morte/sorte;amor/dor],soantes ou
consoantes
.rimas imperfeitas ou toantes{timbre aberto/fechado,mesma vogal tonica -
céus/Deus,corrido/sorriso}
.rimas ricas: rimam-se palavras de classes gramaticais diferentes
{triste/partiste;enternamente/descontente}
.rimas pobres: rimam-se palavras de mesma classe gramatical
{terra/serra,sertão/mão}
.rimas raras: rimam-se palavras pouco usuais
{flambos/ditirambos;escura/urdidura/aromaticas/dalmaticas}
.rimas preciosas: rimas entre a forma "verbo-pronome"com outras
palavras{Estrela/Vê-la;Roê-los/cabelos}
-quanto a posiçao da silaba tonica:
.rimas agudas ou masculinas:rimam-se palavras oxitonas
{espanhol/sol;portugues/fez}
.rimas graves ou femininas:rimam-se palavras paroxitonas
{tanto/canto;cantaram/buscaram}
.rimas esdruxulas: rimam-se palavras proparoxitonas {cálida/pálida;única/última}
.rimas alternadas: ABAB
.rimas emparelhadas:AABB
.rimas interpoladas ou opostas:ABBA [comum em sonetos]
*oitava rima camoniana: ABABABCC
*terza rima:ABA BCB CDC DED JA IMPRIMI
LITERATURA BRASILEIRA

[De que maneira a historia se integra com a literatura]


ERA COLONIAL {é no renascimento que o brasil foi descoberto;o homem se torna
senhor de sua propria historia;portugal estava no ápice – Os Lusiadas (maior obra
da lingua portuguesa) : viagem de Vasco da Gama do ocidente ate o oriente;
Portugal era um pais pequeno com muito poder,muitos territorios a serem
administrados,entao portugal se torna um país fantasma (a populacao diminui)
“Navegar é preciso,viver não é preciso” – descobrindo novas terras estamos nos
imortalizando

1.Quinhentismo (1500-1601)
-Contexto Historico
.Grandes Navegaçoes
.Auge do renascimento (antropocentrismo,realismo)
.ruptura na igreja (reforma protestante)
.achamento do Brasil (1500)
.inicio da colonizaçao (1530)
-Marco Inicial
.1500 – carta de Pero Vaz de Caminha a El-Rei D.Manuel sobre o achamento
do Brasil {carater de desciçao; usa funcao emotiva da linguagem essa é a diferenca
dos outros textos}
-Produçoes
.Literatura de informaçao {quais sao os objetos de exploraçao} : textos
descritivos em linguagens simples,com adjetivacao extremada (superlativos),sem
intencao literaria;literatura SOBRE o Brasil;informar sobre a “terra nova”,sua fauna
e sua flora;choque de civilizaçoes;conquista material;primeiros registros sobre o
Brasil;importancia: servem de base para o romantismo (criar o nacionalismo
ufansita,um dos argumentos é que os primeiros textos ja mostravam as
grandiozidades do brasil) e modernismo (parodiar a visao marcada pela
impressao,pelo espanto e dar uma reformulada);nao é so informacao,é um processo
de formacao – introduçao da cultura européia.
.Lieratura dos jesuitas {finalidade de catequizar os indios,a igreja precisa de
fieis;tambem se espantam com a terra;como catequizar os indios}: conquista
espiritual;expansao da fé e catequese;cartas tratados,poemas e peças (primeiros
registros verdadeiramente literarios em terras brasileiras),com finalidade
pedagógica;
Padre José de Anchieta: abraça a causa do índio;aprende a lingua do indio e suas
culturas

2.Barroco (séc.XVII)
- é visto ate hoje como arte de mal gosto;essencia:
conflito,crise,questionamento;Durante o renascimento,que foi anterior ao barroco,o
periodo foi marcado pelo antropocentrismo – periodo cultural,comercial,artistico;
Igreja nao deixa de existir mas tem seu poder ameaçado e se organiza na contra-
reforma – a igreja reafirma suas bases medievais,esse movimento vai
desencadiador de uma crise,porque ao momento em que o mundo se desenvolve a
igreja fica presa ao mundo medieval,em meio a uma onda de antropocentrismo a
voz religiosa leva parte da populaçao a questionar;contra-reforma forte na
peninsula iberica e a igreja vai criar meios para evitar a perda do poder.
.A companhia de Jesus : Padre Antonio Vieira; Index Librorium Prohibitorum –
livros proibidos que poderiam levar a populacao a questionar os dogmas da igreja e
assim fugir do padrao estabelecido por ela; A inquisiçao: volta com a contra-
reforma; maneira que a igreja tinha de se impor {idependente de qualquer coisa a
postura da igreja foi curel em diversos momentos da historia,mas nao pode
generalizar – é uma questao de visao de mundo,pois varios padres e afins
acreditavam realmente estarem fazendo algo bom}
- barroco: arte de carater religioso;objetivo da arte: trazer o homem de volta para
deus por medo do inferno
-Uniao Iberica (1580-1640): Portugal sob o dominio espanhol {dinastia de
Avis;dinastia gloriosa; D.Sebastiao queria livrar portugal do dominio espanhol,mas
desapareceu em batalha – criacao do sebastianismo: com o retorno de
Sebastiao,portugal vai virar um grande reino. *Antonio Conselheiro acreditava no
Sebastianismo; O barroco surgiu na espanha nesse periodo
-Brasil: engenhos,cana de açucar,escravidão,jesuítas {jesuitas sao “avos” da
contra-reforma; a educaçao era religiosa}
Características
{ser humano em crise igreja x renascimento;passa a tentar viver as duas
vidas;preocupaçao com o presente – questionamneto}
-linguagem rebuscada (excesso de figuras de linguagem,vocabulario e construçoes
complexas) { devido viver em conflito}
- TEOCENTRISMO X ANTROPOCENTRISMO {expressar esse conflito;dualidade;DEUS
E O HOMEM – conflito se dava porque o homem barroco tinha o prazer e depois o
arrependimento}
-temática do desengano (vida x morte) {me preocupo com esse dia que nao volta
mais ou com a morte se aproximando}
.cultismo: culto à forma {fazer um poema cuja a estrutura seja complicada –
as vezes fala,fala e nao diz nada;desenvolvido na poesia}
.conceptismo: culto às ideias {raciocinio,desenvolvido na prosa;Padre
Antonio Vieira}
-“tentativa de conciliar o inconciliavel”
*é didadicamente colocado como 1 escola literaria,mas é necessario um grupo de
autores,mas nao temos isso no brasil,temos manifestaçoes literarias; o barroco nos
interessa pelo Gregorio de Matos;portanto a 1 escola é o arcadismo
Barroco no Brasil
-marco inicial: 1601 – Prosopopéia,Bento Teixeira Pinto {aborda a realidade
brasileira;sentidos da natureza;preocupacao em descrever o brasil
-autores: .Gregorio de matos: sátira e devoção (1633-1695) {inicio da
brasilidade;Boca do Inferno: postura crítica – observa a estrutura da sociedade e ve
a hipocrisia; nos da um painel sobre a sociedade baiana do sec.17} Poesia
Satirica: xingava todo mundo;denuncia as contradicoes da sociedade baiana do
século XVII;usa a lingua portuguesa com vocabulos indigenas,africanos e palavras
de baixo calão.
Poesia Lirica: amorosa {amor platonico} ;filosofica;religiosa: pecador que implora
o perdão divino {quando envelhece se volta para deus}
.Padre Antonio Vieira – Imperador da lingua portuguesa (1608 – 1697)
{é da literatura portuguesa,há elementos sobre o brasil}: mescla de
misticismo e realidade=barroco;se vale de elementos biblicos;temas religiosos
(conversão,pecado,celebra missas,...);portugal;cotidiano da
colonia;sermões:sempre partem de um trecho biblico,metáforas – Sermao da
sexagésima )(sermao metalinguistico,explica como deve ser o sermão de um padre)
{vai questionar como era feito o sermao na época};cartas:trabalho de
catequese;profecias: retorno de D.Sebastião de caráter politico

3.Arcadismo (Neoclassicismo) – XVIII {surge porque o barroco nao faz mais sentido
para muitas pessoas devido a circunstancias historicas e principalmente
artisticas;arcadismo nega tudo do barroco – clareza,ausencia de
conflitos,simples;arte nao tem mais caráter religioso – superaçao da crise do
barroco e a reafirmacao do renascimento,retorno da antiguidade classica; principios
do classicismo – modelo de arte grego-romana}
Contexto Historico
-Iluminismo (razão – tudo deve ser analisado a partir de do racional;razão,natureza
e verdade;tira o absolutismo de cena}
-Revoluçao Industrial {barroco era uma arte aristocratica,o arcadismo nasce como
uma reaçao da burguesia – assumir o lugar da nobreza inclusive na arte}
-Revolucao Francesa – 1789
-Brasil {o barroco ocorre de fato no exterior,o arcadismo é uma imitaçao do
arcadismo europeu,mas houve um movimento de fato arcade no Brasil; séc 18 –
mineraçaoàriquezaàconhecimento ; ouro no brasil como possibilidade de
reerguimento – elite esclarecida vai se manisfestar contra a colonizaçao;
Conjuracao Mineira – primeira tentativa de se libertar de portugal porque o povo
valorizava a terra (nativismo);era elitista;independencia de MINAS GERAIS}
Caracteristicas {arte padronizada à regras – caráter de universialidade}
-racionalismo {a manifestacao vem sobretudo na questao da simplicidade (na
forma e no conteudo) à natureza;vida simples no campo,paisagem bucólica}
-retomada dos padroes classicos e renascentista {nao existe liberdade de
expressao – existe um modelo a ser seguido (padrao)
-busca da simplicidade (Inutilia Truncat)
-bucolismo (Fugerem Urbem)
-Carpe Diem
-ausencia de subjetividade {lírica despersonalizada}
-fingimento poético
Marcos iniciais
-1690: Arcádia Romana {academia,lugar onde os autores se reunem para trocar
ideias}
-1756:Arcádia Lusitana
-1768:Brasil {fundaçao da Arcadia Ultramarina,em Vila Rica – funcionam como
publico uns dos outros,existe um sistema literario (autores+publico+obras)}
.obras poeticas: Claudio Manoel da Costa {contexto das Minas Gerais,ouro,e
diversos outros fatores fazem com que ele e outros participem do movimento da
Inconfidencia – inserirem elementos da paisagem brasileiras em seus poemas;
elementos europeus mas a paisagem é brasileira – certa busca pela identidade
brasileira,mesmo que inconsientemente (nao pode ser considerado nacionalismo,e
sim nativismo)
Autores
1.Claudio Manoel da Costa (Glauceste Satúrnio) {pode ser considerado um
poeta de transiçao do barroco-arcadismo;predominante arcade,mas alguns poemas
tem caracteristicas barrocas;trabalha muito com contrastes,oposiçoes;Mais se
preocupou em descrever a paisagem de minas,era o que estava mais ligado à terra;
natureza era representada de maneira harmonica mas nao era artificial}
-obras poéticas (obras lírica)
-Vila Rica (poema épico)
2.Tomás Antonio Gonzaga (Dirceu) {é considerado um poeta pré-
romantico,pois ao contrario do que o arcadismo pregava ele levava o
relacionamento que é da sua vida(Marília) para os seus versos,ele expressa um
sentimento que de fato possuia}
-obras: Liras da Marília de Dirceu {dirceu fala com marília,mas ela nao responde;só
ele fala. A mulher nao tem voz;desde os primeiros versos faz questao de mostrar
que é “um bom partido” – um pastor burgues; mas nao bate com o principio árcade
de vida,logo coloca elementos da propria vida,ideologia do Tomas que se mistura
com a do pastor – dentro da logica do arcadismo o pastor deve plantar e colher
apenas;antes do Tomas ser preso,é essencialmente árcade}
Cartas Chilenas {nao está mais com marilia,é uma fase mais sentimental;a
natureza aparece noturna;o estado de espirito aparece no mundo la fora;as cartas
chilenas nao textos exemplares do arcadismo,sao de caráter político,produzidas
antes da prisao dos inconfidentes – correspondencias de Tomas para Claudio
falando mal do governante de Minas Gerais,usam pseudonimos para se disfarçarem
(Critilo para Doroteu),criticar o governo do “Fanfarrao Minésio”}
3.Alvarenga Peixoto (Alceu) {minerador,primo do Tomas,preso por causa da
incofidencia;descriçao da paisagem mineira e carioca}
4.Silva Alvarenga (Alcindo Palmireno) {cronologicamente o ultimo autor
árcade,tambem com traços pré-romanticos;Glauria é a sua musa mitologica –
Poemas à Glauria}
Poesia Épica
Obs:é na poesia épica do arcadismo que aparece pela primeira vez a tematica
indianista
1.Basilio da Gama (Termindo Sipilio) {escreveu O Uruguai - caráter politico
exaltando o Marques de Pombal

-melhor realizacao no genero épico no Arcadismo brasileiro


-tematica: luta dos portugueses e espanhois contra indios e jesuitas que,instalados
nas missoes jesuiticas do atual Rio Grande do Sul,nao queriam aceitar as decisoes
do tratado de madri
-estrutura: 5 cantos,versos decassilabos brancos
2.Frei de Jose de Santa Rita Durao {escreveu Caramuru;autores de fascinam
tanto com aspectos de fora (cultura) como os do próprio Brasil}
-Estrutura: .10 cantos
.estrofes em oitava rima
.versos decassilabos
.natureza,indio e a catequese
*o arcadismo brasileiro tem peculiaridades de os diferem da europa porque deivdo
à nossa historia inserimos elementros tipicamente brasileiros

4.ROMANTISMO – XIX (“Paixao,emocao e liberdade”)


{a questao central nao é o sentimento,a arte passa a ser pessoal;abre mao de
padroes;cada um deve se expressar da forma como quiser;vai contra o arcadismo –
liberdade de expressao}
Contexto historico
-europa: fim do século XVIII
.Revolucao Francesa – 1789 (consolidacao do poder burgues)
{essencialmente burgues produzindo e a ideologia burguesa dentro dos livors;inicio
de uma nova era pois a burguesia passa a nobreza;a obra de arte se tornou uma
mercadoria;falsa sensaçao de igualdade;arte se espalha,mas pessoas querem
escrever,se expressar e ver/ler}
-Brasil: 1 metade do seculo XIX
.Vinda da corte Portuguesa (1808)
.independencia politica (1822)
-1 e 2 reinados
-Marco inicial: 1774 – Os sofrimentos do jovem Werther,Goethe {a verdade nao é
mais a razao,e sim a emoçao;Werther jovem racional e nessa vida conhece
Charlotte por quem ele se apaixona,mas ela esta noiva de Alberto – temática do
amor impossivel. Werther representa a emocao e Alberto a razao; solucao do mal
do amor é o suicídio}
Caracteristicas gerais
-individualismo {arte como expressao do “eu”;no arcadismo existia um padrao
artistico,maneira impessoal,arte de fingimento;o romantismo vai ter como regra a
supremacia do individuo,a arte nao pode ser
igual,padronizada,sistematizada;valorizam Napoleao Bonaparte no
inicio,principalmente nas artes visuais}
-subjetivismo {visao particular do mundo}
-sentimentalismo {idealizar e fantasiar;valorizar as particularidades,o sentimento
acima de todas as coisas – o artista deve se expressar}
-liberdade de expressao (do ponto de vista artistico) {o grande diferencial é a
liberdade que o “eu” vai ter de se expressar como quiser}
-culto à natureza {natureza viva,mutável,ao contrario do que acontecia no
arcadismo em que a representaçao da natureza seguia um padrao;paisagem
noturna;passa a expressar o estado de espirito do eu-lírico}
-idealizaçao da mulher {a mulher ideal – terreno do sonho;o romantico idealiza
tudo}
-medievalismo
-evasão:tempo,espaço e morte{sendo a realidade diferente do que ele sonhou ele
idealiza;volta a infancia;fuga no espaço é uma fuga literal,ir para o campo por
exemplo;se nada der certo,existe a morte}
Poesia
1 geraçao romantica: nacionalista ou indianista
“Tudo pelo Brasil e para o Brasil” {valorizacao do nacional,das nossas
peculiaridades;romantismo vem ao brasil com uma missao:mostrar o Brasil para o
mundo – Brasil ideal}
Contexto historico
-1808:Vinda da corte portuguesa – imprensa,teatro,escolas
universitarias,bancos,bibliotecas {fortalece o desejo de emancipaçao do povo
brasileiro}
-1822: Independencia Politica {Brasil como naçao – mostrar ao mundo que o Brasil
é grandioso} – necessidade de autoafirma;cao;busca de uma identidade nacional
{momento de euforia e ilusao,porque vamos passar a enxergar um brasil que nao
existe
Caracteristicas
-Nacionalismo ufanista {supervalorizar o brasil;nacionalismo cego;valoriza as coisas
boas e nao enxerga as coisas ruins}
-culto à natureza {país grandioso porque tem a natureza grandiosa}
-indianismo {índio como herói;elemento neutro – ligado à terra;tipico brasileiro;índio
idealizado,nao é verdadeiramente brasileiro,age como o branco}
-sentimentalismo
-medievalismo {como teria sido o brasil antes do descobrimento}
-religiosidade
Marco inicial
-1836: Revista Niterói
Suspiros poéticos e saudades,Gonçalves de Magalhães
Gonçalves Magalhães (1811-1882)
Introduz o romantismo no Brasil;como é o primeiro a obra ainda é muito artificial,é
um romantismo muito teórico;por muito tempo foi simbolo da poesia brasileira,mas
a sua importancia é histórica;da inicio ao teatro romantico no Brasil
Gonçalves Dias (1823-1864)
Nacionalismo literário fortalecido
-equilibrio entre temas sentimentais,patrioticos e saudosistas,com uma linguagem
harmoniosa e simples; {musicalidade}
-maior expressão poética do indianismo {grande pesquisador da cultura
indigena,idealiza,mas o índio é muito mais brasileiro}
-primeiro grande poeta brasileiro;
Temas
-amor impossivel
-o índio
-a natureza
2 geração romantica : Ultrarromantirmo
{geraçao da morte;geraçao do eu,subjetiva,particular;se volta para o mundo
interior porque o mundo la fora nao faz mais sentido – a unica coisa que faz sentido
é o amor;culto a morte}
Contexto Historico
-Brasil: décadas de 50 e 60 do séc. XIX
.juventude universitaria,desencantada com os rumos do mundo e da
pátria,entrega-se aos valores decadentes da sociedade,numa atitude clara de
autodestruiçao {as historias se passam na europa,porque o brasil nao oferecia o
ambiente europeu de liberdade}
Características
-egocentrismo {eu acima de todas as coisas}
-pessimismo {desencanto;desilusao – cultuando a morte}
-Byronismo {grande simbolo dessa revolta – desejo de ser o Lord Byron;promovia o
espirito do mal do século}
-fuga da realidade {a nao aceitaçao da realidade,da condiçao atrasada do
Brasil;europa idealizada}
-idealizaçao do amor e da mulher {mulher intocável – venerdada;amor
platônico;necrofilia; mulher do amor x mulher do prazer}
-exaltaçao da morte
-mal do século {estado de espirito que se reflete na tuberculose}
Autores
Alvares de Azevedo (1831-1852)
-adolescente em conflito,por um lado é sensivel e sonhador,por outro lado é um
byroniano pessimista e entediado;
-presságio da morte – ora companheira ora inimiga
-tédio (mal do século)
-medo de amar x amor orgíaco (amor imaginário)
Obras
-Lira dos 20 anos
{Ariel e Caliban – lado bom e lado mal}
-Macário
-Noite na Taverna
Casimiro de Abreu (1839-1860)
Obra caracterizada pela fuga para a infância e natureza
Obras
-As primaveras
Relaçao entre o amor e o medo – obra mais comportada
Junqueira Freire {brasileiro que mais abordou o tema da morte;conflito entre a
vida no mosteiro e o desejo de ser bohemio} e Fagundes Varella {poeta de
transiçao da 2 para a 3 – obra é releitura das geraçoes anteriores;foi o mais
ultrarromantico de todos}

3 geraçao romantica – Condoreira,social ou hugoana


Dimensao social;critica social – emoçao nao se restringe somente ao
amor,sentimentalismo aplicado a uma luta por uma causa social
Condor=liberdade,voo livre,visao privilegiada logo pode transformar a realidade
Contexto Historico
-2 metade do séc. 19 : Brasil – realidade brasileira passa a ser incorporada na
literatura
.crise do sistema escravista
.fortalecimento das ideias republicanas {ser republicano significava ser
moderno;contraposiçao ao sistema,à monarquia}
-decadencia da monarquia {proclamar a republica,um novo país}
Caracteristicas
-estilo grandiloquente,dramatico,exclamativo,pomposo,violento,hiperbolico
{objetivo de convencimento;imagens fortes para perceber que a escravidão era
uma coisa ruim;textos para serem gritados e nao recitados}
-abolicionismo
-espirito republicano
-poesia social e libertária
Autores
1.Castro Alves (1847-71)
Poesia lirico-amorosa
-amor sensual,natureza e morte {se prende muito a questao fisica do amor,e nao
ao sentimento;natureza companheira/refugio;tema da morte aparece no fim da
vida,quando ele esta tuberculoso – morte esta chegando mas eu quero viver}
Obra:Espumas flutuantes
Poesia social
-causa liberais e humanitarias (abolicao e republica):poesia como arma de
combate,a serviço da justiça e da igualdade.
Obra:Os escravos

(...)

.Romances urbanos: Lucíola;Diva;Senhora


-Bernardo Guimarães (1825-1884)
.nacionalista,regionalista
.A escrava Isaura – contribui para a camapnha abolicionista
-Visconde de Taunay (1834-1899)
.obra de destaque: Inocência – transiçao,entao tem muitas caracteristicas realistas
e naturalistas;presença do cientificismo,livro crítico,regionalista,extremamente
descritivo;historia menos idealizada;patriarcalismo
-Manuel Antonio de Almeida (1831-1861)
.Memórias de um sargento de milícias – aborda as classes sociais;o foco deixa de
ser a aristocracia,todos os personagens sao de classe baixa; se passa na chegada
de D.Joao XI;primeiro anti-heroi da literatura brasileira

REALISMO – XIX
Distanciamento entre o autor e a obra;o objetivo é mostrar a realidade,seja ela boa
ou ruim – enfase nos aspectos ruins; visao mais critica da classe burguesa
Contexto Historico
*2 metade do séc.XIX
- 2 Rev. Industrial: comunicaçoes,estradas de ferro,aço e petróleo
-progresso da burguesia x crise do proletariado
{escola de denuncia social; cuidado: Machado nao é necessariamente um autor de
denuncia social}
-cientificismo:evolucao e descobertas no âmbito cientifico
(positivismo,determinismo,darwinismo e outros) {a literatura nao pode contrapor
essa onda de positividade,de empirismo,logo literatura mais realista,nao tem mais
espaço para idealizaçao}
*Brasil – fim do séc XIX
-Campanha abolicionista : aboliçao da escravatura (1888)
-Fortalecimento das ideais republicanas: Proclamaçao da República (1889)
{fim do ideal romantico,todos sao mascarados – os seres humanos sao
interesseiros}
Surgimento
*França
{reaçao drástica ao romantismo;explorar o pós-casamento}
1856 – exposiçao de Gustave Coubert “O sonho” , “Mulheres peneirando trigo”
1857 – Madame Bovary, Gustave Flaubert ; Emma Bovary: o símbolo do adultério
*Brasil
-Marco inicial: 1881 – Memorias Postumas de Bras Cubas,Machado de Assis
Autores
-Machado de Assis (1839-1908)
*Obras
1 fase:romantica (amadurecimento)
Ressurreição – 1872
A mao e a luva – 1874
Helena – 1876
Iaiá Garcia – 1878
2 fase: realista (revoluçao) abandona todo o elemento romantico;romantismo
duramente criticado e desconstruido; grande analista,grande capacidade de
entender a realidade do Brasil
-objetividade e impessoalidade: distanciamento entre autor e obra
-analise psicologica: dissecação da alma humana
-pessimismo: nao há perspectiva redentora para o homem
-humor e ironia:critica sutil,mas voraz à condição humana e à sociedade da época
-reversibilidade de valores: “aparencia x essencia”
-linguagem sincopada e metalinguagem: micro-capitulos e reflexão sobre o fazer
literário
-universalidade temática: personagens,análises e enredos atemporais e universais
Romances Realistas
Memorias póstumas de Brás Cubas (1881) – maior revoluçao artistica da cultura
brasileira;morte é condiçao {autor defunto x defunto autor};todos os protagonistas
sao da classe dominante