Você está na página 1de 8

Title page 2016

Dispositivos de Proteção
contra Surtos(DPS)
06 LFS Masterkatalog Länder / en / 15/06/2016 (LLExport_04353) / 15/06/2016

Clique aqui e assista ao vídeo com as


nossas soluções para a Proteção contra Surtos!

TBS

1
Always indicate the item number when ordering.
O que é um Dispositivo de Proteção contra Surtos(DPS)?
Conhecido também como Supressor de Surto ou Protetor contra Surtos Elétricos, o DPS é um
dispositivo que detecta sobretensões transitórias na rede elétrica e as descarrega para o
aterramento do circuito. As sobretensões transitórias podem surgir devido a
queda de um raio, ou por impacto direto ou próximo a edificação, ou também devido a
chaveamentos e manobras feitas pelas companhias de energia ou pelo liga e desliga de
máquinas elétricas. O DPS evita a queima de equipamentos em todos esses casos. Eles estão
definidos em três classes: Classe I, Classe II e Classe III conforme definido pelas Zonas de Proteção
contra Raios(ZPR).

O que são as Zonas de Proteção contra Raios(ZPR)?


Para se especificar corretamente um Dispositivo de Proteção contra Surtos (DPS), devemos
utilizar o conceito de Zonas de Proteção contra Raios (ZPR). ZPRs são espaços
eletromagneticamente bem definidos, que permitem graduar os valores de indução causados
por raios entre cada um destes ambientes, possibilitando assim estabelecer uma redução das
tensões e correntes induzidas entre cada uma destas zonas. O valor do campo eletromagnético se
reduz ao passarmos de uma ZPR para outra de índice superior, porque na fronteira entre as ZPRs
existem estruturas metálicas interligadas e aterradas que criam uma blindagem, natural ou proposital,
entre estes ambientes. Um equipamento esta cada vez mais protegido, quanto mais ele se encontrar
dentro das respectivas ZPRs.

Zona externa a edificação. Local passível de ser atingido por uma descarga atmosférica direta. Não existe
ZPR 0A nenhuma blindagem contra interferências causadas por pulsos eletromagnéticos criados por descargas
atmosféricas.
Zona externa: Zona sobre a influencia de um SPDA externo, mas ainda sem a proteção de uma blindagem.
ZPR 0B
Transição ZPR0B – ZPR1. DPS Classe I
Zona interna à edificação: A energia das descargas atmosféricas são relativamente baixas.
ZPR 1
Transição ZPR1 – ZPR2. DPS Classe II
Zona interna à edificação. Podem aparecer pequenos surtos.
ZPR 2
Transição ZPR2 – ZPR3. DPS Classe III

ZPR 3 Zona interna à edificação(Ou o interior de um armário metálico).


Pulso 1: impacto direto de um raio - pulso na
forma de onda 10/350 μs.
Pulso 2: impacto indireto de um raio - pulso na
forma de onda 8/20 μs.

O que são as formas de onda 10/350 μs e 8/20 μs ?


As descargas atmosféricas e outras formas de sobretensão na rede elétrica foram
simuladas em laboratório e divididas em duas formas de ondas: 10/350 μs(microsegundos)
e 8/20 μs. No gráfico acima, a forma de onda 10/350 μs simula uma corrente do impacto
direto de uma descarga atmosférica, e devido a isso é utilizada em testes de desempenho do DPS
Classe I. A forma de onda 8/20 μs simula a corrente de uma descarga indireta e por isso ela é utilizada
para testes de desempenho do DPS Classe II. Do ponto de impacto da descarga elétrica até um raio de
2 km de distância, as instalações elétricas poderão sofrer influências nocivas por efeito eletromagnético,
como pode-se ver na imagem acima.

O que é a Tensão de Corte (Uc)?


É o valor de tensão limite em que o DPS funciona normalmente sem ser acionado. Esse valor deve ser
pelo menos igual a 110% da tensão nominal do sistema.

O que é o Nível de Proteção (UP)?


É a tensão máxima residual após o DPS atuar, quando a sobretensão elétrica excede a Tensão de
Corte(Uc). A tensão residual não poderá exceder o valor de tensão de suportabilidade admissível do
equipamento a ser protegido, conforme tabela abaixo..........................................................................

Categoria de Tensão(kV) Tensão(kV)


Local da
suportabilidade a Redes Redes Classe do DPS
instalação
impulsos 380/220V 220/127V

Equipamentos
I ≥ 1,5 ≥ 0,8 III
especiais

II Tomadas ≥ 2,5 ≥1,5 III

Quadros de
III ≥ 4,0 ≥2,5 II
Distribuição
Quadros de
IV ≥ 6,0 ≥4,0 I
entrada
Aplicação do DPS nas Zonas de Proteção
Transição entre as Zonas de Proteção
ZPR 0B ZPR 1 ZPR 2 ZPR 3

Quadro de Quadro de Junto ao


Edificação com Entrada Distribuição Equipamento
alimentação aérea

NP-I a NP-IV
Nível de Proteção

Pulso 1: impacto direto de um raio - pulso na


forma de onda 10/350 μs.
Pulso 2: impacto indireto de um raio - pulso na
forma de onda 8/20 μs.

MCD 50-B V20 VF


255 / 320 V 150 / 280 / 320 / 440 V 150 / 255 V
e/ou

Edificação
com para-raios
NP-III a NP-IV
Nível de Proteção

V50 V20 VF
150 / 280 V 150 / 280 150 / 255 V
* se necessário

Transição entre as Zonas de Proteção


ZPR 1 ZPR 2 ZPR 3

Edificação sem
NP-I a NP-IV

para-raios e com
alimentação subterrânea
Nível de Proteção

V20 V20 VF
150 / 280 / 320 / 440 V 150 / 280 / 320 / 440 V 150 / 255 V
* se necessário
GUIA DE APLICAÇÃO
A linha elétrica SIM de acordo com a ABNT NBR 5410:2015
de energia que
chega à edificação
inclui neutro?

O neutro será
aterrado no
barramento de
NÃO
equipotencialização
principal
NÃO

da edificação?

Dois
esquemas
SIM

de conexão
são possíveis

ESQUEMA DE CONEXÃO 1 ESQUEMA DE CONEXÃO 2 ESQUEMA DE CONEXÃO 3


O DPS deve ser ligado a cada condutor de O DPS deve ser ligado a cada O DPS deve ser ligado a cada
fase de um lado e do outro ao BEP ou a barra PE do quadro. condutor de fase de um lado e condutor de fase de um lado e
ao BEP ou à barra PE do quadro do ao condutor neutro de outro.
L1 L1
outro e ainda, ao e ainda, ao condutor neutro
L2 L2 condutor neutro de um de um lado e ao BEP
L3 L3 lado e ao BEP ou à ou à barra PE do quadro
barra PE do quadro do outro. de outro.

L1 L1
L2 L2
L3 L3
N
PEN
PE BEP ou
BEP
barra PE
L1 L1
L2 L2
L3 L3
N

BEP ou
barra PE

BEP ou
PE PE PE barra PE
PEN
barra PE N
BEP ou barra PE
DPS Classe I - MCD
Centelhador (Spark Gap)
Monopolar
Base + Módulo Plugável

Módelo: MCD 50-B MCD 50-B-320 MCD 125-B NPE


Código: 5096 84 9 5096 86 0 5096 86 5
Tensão máxima de operação (UC): 255 Volts 320 Volts 255 Volts
Zona de Proteção(ZPR): 0→2 0→2 0→2
Corrente de Descarga Nominal (8/20μs) IN: 50 kA 50 kA 125 kA
Corrente de Impulso (10/350μs) Iimp: 50 kA 50 kA 125 kA
Nível de Proteção UP: <1,3 kV <1,3 kV <1,3 kV

Ponte de cobre 16mm2 para conexão de DPS Classe I - MCD

Módelo: MC-V3 MC-V4


Código: 5096 88 4 5096 88 6
Configuração da instalação: 3 pólos 4 pólos

DPS Classe I - MCF 35 com Suporte para instalação do MCF35


Sinalização Remota(FS) em painéis elétricos
Centelhador (Spark Gap)
Monopolar
Módelo: MCF 35-1+FS-440 Módelo: MCF-MS-P1
Código: 5096 97 4 Código: 5096 99 2
Tensão máxima de operação (UC): 440 Volts Versão: 1 pólo
Zona de Proteção(ZPR): 0→1 Material: Aço inox, 304
Corrente de Impulso (10/350μs) Iimp: 35 kA Fornecido com parafusos
para fixação.
Nível de Proteção UP: 2,5 kV

DPS Classe I+II - V50


Varistor de alto desempenho
Monopolar
Base + Módulo Plugável

Módelo: V50-1-150 V50-1-280


Código: 5093 44 0 5093 50 0
Tensão máxima de operação (UC): 150 Volts 280 Volts
Zona de Proteção(ZPR): 0→2 0→2
Corrente de Descarga Nominal (8/20μs) IN: 50 kA 50 kA
Corrente de Impulso (10/350μs) Iimp: 12.5 kA 12.5 kA
Nível de Proteção UP: 0,8 kV 1,3 kV

Outros modelos disponíveis sob consulta:


*1 - Bases(modelo FS), com contato auxiliar de sinalização remota do fim da vida útil do varistor.
*2 - Módulo centelhador NPE, para instalação entre Neutro e Terra nas configuração do tipo TN-S ou TT.
DPS Classe II - V20
Varistor de alto desempenho
Monopolar
Base + Módulo Plugável

Módelo: V20-1-150 V20-1-280 V20-1-320 V-20-1-440


Código: 5095 15 1 5095 16 1 5095 17 1 5095 20 1
Tensão máxima de operação (UC): 150 Volts 280 Volts 320 Volts 440 Volts
Zona de Proteção(ZPR): 1→2 1→2 1→2 1→2
Corrente de Descarga Nominal (8/20μs) IN: 40 kA 40 kA 40 kA 40 kA
Nível de Proteção UP: 0,8 kV 1,3 kV 1,4 kV 2 kV

Outras modelos disponíveis sob consulta:


*1 - Bases(modelo FS), com contato auxiliar de sinalização remota do fim da vida útil do varistor.
*2 - Módulo centelhador NPE, para instalação entre Neutro e Terra nas configuração do tipo TN-S ou TT.

DPS Classe III - VF


Proteção Fina
Bipolar
Monobloco

Módelo: VF110-AC DC VF230-AC DC


Código: 5097 63 1 5097 65 0
Tensão máxima de operação (UC): 150 Volts 255 Volts
Zona de Proteção(ZPR): 2→3 2→3
Corrente de Descarga Nominal (8/20μs) IN: 2 kA 2,5 kA
Nível de Proteção UP: <1,4 kV <1,4 kV

DPS Classe III - ÜSS DPS Classe III - ÜSM


Proteção Fina Proteção Fina
Compatível com as
Canaletas Rapid 45

Módelo: ÜSS 45-O-RW Módelo: ÜSM-A-150 ÜSM-A


Código: 6117 47 3 Código: 5092 46 6 5092 45 1
Tensão máxima de operação (UC): 230 Volts Tensão máxima de operação (UC): 150 Volts 230 Volts
Zona de Proteção(ZPR): 2→3 Zona de Proteção(ZPR): 2→3 2→3
Corrente de Descarga Nominal (8/20μs) IN: 2.5 kA Corrente de Descarga Nominal (8/20μs) IN: 3 kA 3 kA
Nível de Proteção UP: <1,5 kV Nível de Proteção UP: <1,3 kV <1,3 kV
Com sinalização visual de indicação de funcionamento. Com sinalização sonora de indicação de funcionamento.
Back page, LFS

© OBO BETTERMANN 2018


OBO BETTERMANN do Brasil Ltda.
Av. Pirelli, 995 - Éden
CEP 18103-085 - Sorocaba/SP

Central de Atendimento
Tel.: 15 3335-1382
E-mail: info@obo.com.br

www.obo.com.br
06 LFS Masterkatalog Länder / en / 15/06/2016 (LLExport_04353) / 15/06/2016

Building Connections

504
Always indicate the item number when ordering.

Você também pode gostar