Você está na página 1de 34

Gestão da Cadeia de

Suprimentos
UMA PERSPECTIVA HOLÍSTICA
Uma cadeia de suprimentos consiste
em todas as partes envolvidas, direta
ou indiretamente, na realização do
pedido de um cliente...
...Ela inclui não apenas o fabricante e
os fornecedores, mas também
transportadores, armazéns, varejistas
e até mesmo os próprios clientes
(CHOPRA; MEINDL, 2011, p. 39).

CADEIA DE SUPRIMENTOS
DEFINIÇÃO
Sumário
I. Rede de Suprimentos
II. Logística Empresarial
III. Logística X SCM
IV. Visão Tradicional
V. Quadro Geral
VI. Princípios
VII. Requisitos
VIII. Processos
IX. Atividades Primárias
X. Geração de Valor de Rede
XI. Metodologia de Projetos Logísticos
XII. Medidas de Performance
I Rede de Suprimentos
Fornece
dor de Cadeia de Suprimentos Cliente
Matéria Fornece- Final
Prima dor do
Fornece- Logística Empresarial Varejista
Fornece dor
dor de Forne-ce Ataca-di Cliente
Matéria dor sta Final
Prima Fornece-
dor do
Laptop Varejista
Fornece-
Fornece dor Ataca-di
dor de sta de Cliente
Teclado
Matéria Compu-t Final
Prima Resina adores Loja de
de Compu-t
Plástico adores
Consu-m
Petróleo idor/
Bruto Compu-t
adores
Resumindo
Uma cadeia de suprimentos é...

... a movimentação ao longo da rede (indo e vindo) de...

...produtos, informações e fundos.


Sumário
I. Cadeia, Cadeias, Redes ou Teias?
II. Partes envolvidas
III. Estratégia e SCM
IV. Objetivos da Cadeia de Suprimentos
V. Visões da Cadeia de Suprimentos
VI. Visão Cíclica
VII. Visão Empurrar/Puxar
VIII. Macroporcessos da C.S.
Informações importantes
O cliente é parte integrante da cadeia de suprimentos
A finalidade principal da cadeia de suprimentos é satisfazer as necessidades do cliente
A cadeia de suprimento comporta fluxos de informações, fundos e produtos
Produtos aqui é utilizado no termo amplo incorporando produtos e serviços
Cadeia, Cadeias, Redes ou Teias?
Na realidade, um fabricante pode receber material de vários
fornecedores e depois abastecer vários distribuidores. Assim, muitas
cadeias de suprimento são, de fato, redes.
Pode ser mais exato utilizar o termo rede de suprimentos ou teia de
suprimentos para descrever a estrutura da maioria das cadeias de
suprimentos
Qual termo é o mais correto?
Cadeia de suprimentos
Cadeias de suprimentos
Rede de suprimentos
Teias de suprimentos
Qual termo é mais usado?
Cadeia de suprimentos
Cadeias de suprimentos
Rede de suprimentos
Teias de suprimentos
Sumário
I. Cadeia, Cadeias, Redes ou Teias?
II. Partes envolvidas
III. Estratégia e SCM
IV. Objetivos da Cadeia de Suprimentos
V. Visões da Cadeia de Suprimentos
VI. Visão Cíclica
VII. Visão Empurrar/Puxar
VIII. Macroprocessos da C.S.
Partes envolvidas

Matéria-Prima

Fornecedores de
Componentes
Partes envolvidas: diretas e indiretas
Envolvimento Indireto Envolvimento Direto Envolvimento Indireto

Matéria-Prima

Fornecedores de
Componentes
DENTRO DA ORGANIZAÇÃO
Dentro de cada organização, assim como em um fabricante,
a cadeia de suprimentos inclui todas as funções envolvidas
na negociação e na realização de uma solicitação de um
cliente...

Essas incluem – mas não estão simplesmente limitadas a –


desenvolvimento de produto, marketing, operações,
distribuição, finanças e serviços ao cliente. (CHOPRA;
MEINDL, 2011, p. 39).
Cadeia + Pedido + Principais Processos
Matéria-Prima

Fornecedores de
Componentes Realização do
Pedido

Desenvolvimento Serviço ao
Marketing Finanças Distribuição
de Produto Cliente

Operações
Estágios de uma cadeia de suprimentos
de detergente
Companhia Fabricante de Fabricante de
Madeireira Papel Embalagem

Walmart ou
P&G ou outro
Centro de Loja Walmart Cliente
Fabricante
Distribuição

Fabricante Produto de
Químico Plástico
Sumário
I. Cadeia, Cadeias, Redes ou Teias?
II. Partes envolvidas
III. Estratégia e SCM
IV. Objetivos da Cadeia de Suprimentos
V. Visões da Cadeia de Suprimentos
VI. Visão Cíclica
VII. Visão Empurrar/Puxar
VIII. Macroprocessos da C.S.
Estratégia em Cadeia de Suprimentos
As decisões são fundamentais

As decisões em cadeia de suprimentos têm frentes em:


• Fluxos de Informações
• Fluxos de Fundos
• Fluxo de Produtos
As fases de decisão...
As fases de decisão de cadeia de suprimentos podem ser
classificados como de projeto, de planejamento ou de
operação, dependendo do período durante o qual as decisões
tomadas se aplicam. (CHARAM; MEINDL, 2011, p. 9).
1 - Estratégia em Cadeia de
Suprimentos
1 - Estratégia ou projeto da Cadeia de
Suprimentos Atividade
Define qual será o posicionamento frente a configuração da cadeia de suprimentos;
Define como os recursos serão alocados;
Define os processos de cada estratégia;

Leva em consideração a incerteza em antecipar condições de mercado.

Equivale no PCP ao Planejamento Estratégico de Produção (apresentar configuração)


Equivale ao Planejamento Estratégico Logístico (com escopo ampliado frente a este)
Decisões da Estratégia em Cadeia de
Suprimentos respondem a:
- Problema Central:
❑ Como estruturar a cadeia de suprimentos para os próximos anos?
- Questões Norteadoras Centrais:
❑ Qual será a configuração da cadeia?
❑ Como os recursos serão alocados?
❑ Que processo cada estágio realizará?
Outras questões fundamentais da
Estratégia em Cadeia de Suprimentos
❑ O que fazer e o que terceirizar?
❑ Qual a localização e capacidade de armazenagem?
❑ Qual a localização e capacidade de produção?
❑ Quais produtos devem ser fabricados ou estocados e onde?
❑ Quais os modos de transporte disponíveis ao longo das rotas de remessa?
❑ Quais tipos de sistemas de informação serão utilizados?
2 – Planejamento de Cadeia de
Suprimentos
Incorporar flexibilidade da cadeia projetada;
Explorar e otimizar o desempenho da cadeia projetada;

Leva em consideração a cadeia projetada e previsões de demanda e concorrência

Equivale no PCP ao Plano-Mestre de Produção (apresentar configuração)


Equivale ao Plano de Logística Integrada (com escopo ampliado frente a este)
Decisões do Planejamento de Cadeia de
Suprimentos respondem a:
- Problema Central:
❑ A partir das decisões da fase estratégica, definir como maximizar e aumentar o excedente da
cadeia de suprimentos que pode ser gerado no horizonte de planejamento escolhido?
- Questões Norteadoras Centrais:
❑ Quais serão os padrões (política) de funcionamento da cadeia de suprimentos dentro do
período especificado?
❑ Quais as condições de incerteza da previsão de demanda?
❑ Quais as decisões serão tomadas frente a taxa de câmbio e frente aos concorrentes?
Ou seja, um conjunto de políticas operacionais que controlarão as operações no curto prazo.
Outras questões fundamentais do
Planejamento de Cadeia de
Suprimentos
❑ Qual a previsão de demanda de mercado do período seguinte?
❑ Quais mercados, de quais locais, serão abastecidos?
❑ Haverá subcontratação de manufatura?
❑ Quais serão as políticas de estoque?
❑ Qual o tempo e o tamanho das promoções de marketing e preços?
3 – Operação de Cadeia de
Suprimentos
Manejar pedidos que chegam do cliente da melhor maneira possível;
Explorar a redução de incerteza e o melhor desempenho

Aqui, a configuração da cadeia de suprimentos é considerada fixa, assim como as políticas de


planejamento.

Equivale no PCP ao Programação da Produção (apresentar configuração).


Equivale a Operação Logística (com escopo ampliado frente a este)
Decisões de Operação de Cadeia de
Suprimentos respondem a:
- Problema Central:
❑ Decidir a respeito de pedidos individuais dos clientes.
- Questões Norteadoras Centrais:
❑ Como explorar a redução de incerteza?
❑ Como otimizar o desempenho nos pedidos através da visão da cadeia de suprimentos?

Leva-se em consideração que há a mais baixa incerteza sobre as informações de demanda.


Outras questões fundamentais de
Operação de Cadeia de Suprimentos
❑ Como e onde alocar estoques ou pedidos de produção individuais?
❑ Como e quando definir uma data em que o pedido será atendido?
❑ Como e quando gerar listas de separação dos pedidos no armazém?
❑ Como e quando alocar um pedido a um modo de entrega e um meio de transporte particular?
❑ Como e quando definir prazos de entrega dos caminhões ou demais modos de transporte
particular?
❑ Como e quando fazer pedidos de reposição?
Sumário
I. Cadeia, Cadeias, Redes ou Teias?
II. Partes envolvidas
III. Estratégia e SCM
IV. Objetivos da Cadeia de Suprimentos
V. Visões da Cadeia de Suprimentos
VI. Visão Cíclica
VII. Visão Empurrar/Puxar
VIII. Macroprocessos da C.S.
Objetivos da Cadeia de Suprimentos
O objetivo da cadeia de suprimento e, deve ser, maximizar o valor geral
gerado.
Neste caso, segundo Charan e Meindl, 2011, valor é excedente que uma cadeia de

é igual a diferença entre o que o


suprimento gera. O valor

produto final vale para o cliente e o custo que incorrem


ao atender à solicitação do cliente.
Objetivos da Cadeia de Suprimentos
Ou seja,

V = P.V. – C.C.

V – Valor
P.V- Preço de venda
C.C – Custo da cadeia
Valor e lucratividade
O valor está intimamente ligado à lucratividade da cadeia de suprimentos.
Quanto maior a lucratividade da cadeia de suprimentos no tempo, mas bem-sucedida ela é.
A lucratividade da cadeia é diferente da lucratividade em um estágio individual.
Quando o foco é a lucratividade individual e não da cadeia há uma redução da lucratividade da
própria cadeia como um todo.
QUESTIONAMENTOS