Você está na página 1de 8

Identificando

oportunidades para
empreender

Licensed to Victor Aires rocha - victor.2.rocha@gmail.com - 079.813.116-08


Feliciano, Felipe Kupka
SST Identificando oportunidades para empreender /
Felipe Kupka Feliciano
Ano: 2020
nº de p.: 8

Copyright © 2020. Delinea Tecnologia Educacional. Todos os direitos reservados.

Licensed to Victor Aires rocha - victor.2.rocha@gmail.com - 079.813.116-08


Identificando
oportunidades para
empreender

Apresentação
Nesta unidade, abordaremos a identificação de oportunidades para empreender,
iniciando pelas etapas a serem seguidas para transformar uma boa ideia em uma
oportunidade de negócio.

Falaremos sobre a importância da análise de mercado, para, assim, conhecer quem


serão os seus possíveis consumidores, os fornecedores eos concorrentes.

Conheceremos, também, as diferentes motivações para empreender, passando


pelos conceitos e pela estrutura básica de um plano de negócio, até chegar no
Empreendedorismo Corporativo.

A ideia adequada para um negócio


Empreender pode ser considerado o ato de colocar em prática uma boa ideia, mas a
pergunta que fica é: “Como definir se uma ideia é realmente boa a ponto de virar um
negócio?”.

Por ser uma pessoa criativa, cheia de ideias, veja que o primeiro passo que
um empreendedor precisa dar é selecionar quais de suas ideias podem ser
consideradas viáveis para seu momento atual, sua situação financeira, ou ainda
para o mercado em que ele queira entrar. A identificação da viabilidade de uma ideia
é basilar para almejar o sucesso (DORNELAS, 2018).

Feito isso, é necessário aprimorar o conceito dessa ideia e fazer uma validação
preliminar com possíveis consumidores. O feedback precisa ser assimilado, pois a
ideia precisa gerar valor, então, o produto ou o serviço precisa ser interessante para
seus clientes.

3
Licensed to Victor Aires rocha - victor.2.rocha@gmail.com - 079.813.116-08
O feedback, independentemente da forma que for apresentado, escrito ou oral, deve ser construtivo

Fonte: Plataforma Deduca (2020).

Os passos seguintes são básicos, é desenvolvido um protótipo para, então,


finalmente, ser feito um teste de mercado. Muitas empresas optam por oferecer
amostras do produto e do serviço para que o consumidor deguste e conheça. Trata-
se de uma estratégia muito válida e é provável que você se recorde de alguma
experiência dessas.

Empreendedores por necessidade x


empreendedores por oportunidade
Com todos esses passos percorridos, a probabilidade de alcançar o sucesso fica
maior, pois, ao longo do percurso, o empreendedor terá diversas chances de corrigir
escolhas erradas, fortalecendo a ideia e a empresa como um todo.

Tenha em mente que nem todo empreendedor busca empreender por vislumbrar
uma oportunidade de mercado, financeira ou social. Existe uma fatia dos
empreendedores que, por estarem fora do mercado de trabalho, veem no
empreendedorismo a sua única possibilidade de alcançar uma estabilidade
financeira.

Tais empreendedores, conhecidos como Empreendedores por Necessidade,


geralmente optam por colocar em prática ideias com menor custo de implantação,
pois sua situação financeira é de extrema delicadeza. Assim, note que a falta de

4
Licensed to Victor Aires rocha - victor.2.rocha@gmail.com - 079.813.116-08
planejamento e conhecimento de mercado pode acabar resultando na mortalidade
da empresa.

Dessa forma, é preciso buscar alternativas que permitam a previsão de situações,


bem como o delineamento da estratégia que se almeja implantar, surgindo, no Plano
de Negócios, um instrumento de Gestão Estratégica.

Podemos utilizar como exemplo as pessoas que buscam no trabalho informal a


oportunidade de voltar ao mercado de trabalho, vendendo produtos de beleza ou
comida em empresas ou mesmo em tendas nas ruas. Essa necessidade desperta
o espírito empreendedor, que acaba identificando a oportunidade de iniciar um
negócio próprio.

Atenção
Muitos fatores podem fazer com que uma ideia não se transforme
em uma grande oportunidade. Assim, o empreendedor precisa
estar cercado de todos os instrumentos possíveis para evitar a
mortalidade prematura de seu negócio, e o plano de negócio pode
ser sua salvação.

Para cada tipo de empresa, para cada ramo de atividade, existe uma estrutura
básica para o Plano de Negócio.

Estrutura básica de um plano de


negócio
Segundo Dornelas (2018), uma estrutura básica de um Plano de Negócio de uma
pequena empresa manufatureira, apresenta as seguintes seções:

5
Licensed to Victor Aires rocha - victor.2.rocha@gmail.com - 079.813.116-08
Plano de Negócios

Capa

Sumário

Sumário Executivo

Análise Estratégica

Descrição da Empresa

Estrutura Básica do Plano Produtos e Serviços

de Negócios Plano Operacional

Plano de Recursos Humanos

Análise de mercado

Estratégia de Marketing

Plano Financeiro

Anexos

Fonte: Elaborado pela autora (2020).

Atenção
Dentre essas seções, uma das mais importantes é o Sumário
Executivo, pois, nele, o empreendedor produz uma síntese
das principais informações presentes no Plano de Negócio,
permitindo ao leitor optar por prosseguir ou parar a leitura do
plano, dependendo das informações contidas. Vale lembrar que,
por possuir essa característica, o Sumário Executivo deve ser
escrito com foco no público-alvo desejado.

Outra seção que merece destaque é a Análise de mercado, pois, se o empreendedor


está buscando recursos financeiros de investidores, é essencial demonstrar
seu conhecimento sobre o mercado no qual pretende ingressar, os possíveis
consumidores, os fornecedores e também os concorrentes.

O conhecimento prévio que as pessoas têm sobre o empreendedorismo geralmente


descarta a existência do Empreendedorismo Corporativo, também conhecido como

6
Licensed to Victor Aires rocha - victor.2.rocha@gmail.com - 079.813.116-08
Empreendedorismo Interno, Organizacional ou Intraempreendedorismo (HISRICH,
PETERS, SHEPHERD, 2014).

Por tratar da transformação de ideias em oportunidades de negócio, é comum


pensar que tal ação ocorra apenas na abertura de novos negócios, mas
organizações que primam por uma cultura voltada para a inovação têm no
Empreendedorismo Corporativo uma grande estratégia propulsora.

O empreendedor corporativo, criando e inovando internamente

Fonte: Plataforma Deduca (2020).

Ao incentivar o Empreendedorismo Corporativo, a organização automaticamente


concede aos colaboradores uma liberdade de criar, expor suas ideias e se arriscar.
Assim, para o empreendedor corporativo, é mais fácil colocar suas ideias em
prática, ao utilizar a estrutura de uma empresa já estabelecida. O sentimento de
dono contagia o empreendedor interno, fazendo com que ele queira ver a empresa
crescer.

Um ponto de atenção que precisa ficar estabelecido é a necessidade de ter a


promoção do Empreendedorismo Corporativo intrínseco na cultura organizacional,
para que os colaboradores sintam isso no dia a dia e queiram caminhar para o
mesmo sentido do planejamento estratégico estipulado e pretendido.

7
Licensed to Victor Aires rocha - victor.2.rocha@gmail.com - 079.813.116-08
Fechamento
Entendemos que não existe uma receita “de bolo” para alcançar o sucesso na
implantação de uma ideia. Vimos que as etapas propostas são etapas de validação
que auxiliam na reformulação de possíveis problemas encontrados na ideia inicial,
porém, de acordo com a situação, elas podem ser alteradas ou atualizadas.

Estudamos que o empreendedor, basicamente, possui duas grandes motivações


para empreender. Ele empreende por oportunidade, quando percebe no mercado
uma chance de crescimento profissional, financeiro ou social, ou pode ainda
empreender por necessidade, quando ele busca no empreendedorismo uma chance
de se inserir no mercado de trabalho.

Aprendemos que, indiferentemente da sua motivação, o Planejamento Estratégico


precisa sempre ser colocado em primeiro plano. Só ele permite prever situações,
seguir orientações sob pressão e mapear possíveis dificuldades; e o Plano de
Negócio é um excelente instrumento para a Gestão Estratégica que também
possibilita o aumento de sua confiabilidade diante de investidores financeiros.

Por último, destacamos a importância de conhecer o conceito de


Empreendedorismo Corporativo, uma estratégia importante para a implementação
de uma cultura voltada à inovação.

Referências
DORNELAS, J. Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. 7. ed. São
Paulo: Empreende, 2018.

HISRICH, R. D.; PETERS, M. O.; SHEPHERD, D. A. Empreendedorismo. 9. ed. Porto


Alegre: Bookman, 2014.

8
Licensed to Victor Aires rocha - victor.2.rocha@gmail.com - 079.813.116-08

Você também pode gostar