Você está na página 1de 12

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL

CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL


COMISSÃO ELEITORAL

Processo nº 07.0000.2021.022314-3
Representante: Chapa Você na Ordem
Representados: Chapa Avança + OAB
Délio Fortes Lins e Silva Júnior
Francisco Queiroz Caputo Neto
Enio Santiago Chagas Júnior
Notibras
Relatora: Daniela Maroccolo Arcuri
Assunto: Representação eleitoral por propaganda irregular em razão da ofensa à honra
dos candidatos e à imagem da Instituição e abuso de poder político e econômico

RELATÓRIO

A Chapa Você na Ordem formula representação por propaganda irregular em razão da


ofensa à honra dos candidatos e à imagem da Instituição e abuso de poder político e econômico,
com pedido liminar, contra a Chapa Avança + OAB, seu candidato a presidente Délio Fortes Lins
e Silva Júnior; Francisco Queiroz Caputo Neto; Enio Santiago Chagas Júnior e o site de notícias,
Notibrás.

Alega que após o julgamento, pela Comissão Eleitoral, das impugnações que versaram
sobre o tema das cotas raciais, ocorrido no dia 11/11/2021, os representados iniciaram ataques nas
redes sociais, não só à honra e à imagem dos integrantes da chapa Você na Ordem, mas também à
Comissão Eleitoral e à própria OAB.

Registram que o site de notícias Notibras, ao “’noticiar’ ações, eventos da chapa


“Avança + OAB’ do grupo da situação, só há elogios. Quando se trata de ‘noticiar’, se é que
podemos chamar de notícia esse tipo de publicação, sobre supostos fatos que estejam ligados a
integrantes da chapa ‘Você na Ordem’, o tom ultrapassa em MUITO a possível crítica jornalística
e passa a atacar não só os integrantes da chapa Você na Ordem, mas também à OAB e esta
Comissão Eleitoral.”

SEPN 516 Bloco B Lote 07 – Ed. Maurício Correa – Asa Norte


CEP: 70.770-522 – Brasília/DF - (61) 3036-7000 - www.oabdf.org.br

Página 1 de 12
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL
CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL
COMISSÃO ELEITORAL

Suscitam ofensa aos artigos 9º e 10, alíneas b e c, §§3º e 4º do Provimento 146/20111


e artigo 133, §1º e 4º do Regulamento Geral da OAB2, por entenderem que o agir de todos os
envolvidos ofende os “adversários políticos, além de não atender a finalidade de debater propostas
e ideias, ofende a honra, a dignidade, a imagem não só dos candidatos, mas da instituição OAB”.

Requerem concessão de tutela de urgência para:

a) liminarmente, seja concedida a tutela de urgência determinando que sejam excluídas


todas as postagens feitas pelos representados que contenham ofensa à Comissão, à OAB
e aos integrantes da chapa representante, notadamente nos quatro links que indica;
b) liminarmente, sejam advertidos os representados para se absterem de comentar e
postar nas redes sociais matérias, posts, cards, twitte, mensagens de whatsapp ou
qualquer outro tipo de postagem que contenham críticas ofensivas à decisão tomada por
esta Comissão nos processos de impugnação ao registro da chapa “Você na Ordem”
c) seja concedido em 24h o direito de resposta par que todos os representados sejam
obrigados a publicarem nos mesmos meios e veículos de comunicação que fizeram as

1
Art. 9º Os advogados e as chapas poderão promover a divulgação de suas propostas de trabalho com vistas às eleições.
Parágrafo único. A propaganda eleitoral tem como finalidade apresentar e debater propostas e ideias relacionadas às
finalidades da OAB e aos interesses da advocacia, sendo vedada a prática de atos que visem à exclusiva promoção
pessoal de candidatos e ainda à abordagem de temas de modo a comprometer a dignidade da profissão e da Instituição
ou ofender a honra e a imagem de candidatos.
Art. 10. A propaganda eleitoral, que só poderá ter início após o pedido de registro da chapa, deve manter conteúdo
ético de acordo com o Estatuto e demais normas aplicáveis, tendo como objetivo apresentar e debater ideias
relacionadas às finalidades da OAB e aos interesses da advocacia, vedando-se:
b) ofensa à honra e à imagem dos candidatos;
c) ofensa à imagem da Instituição.
§3º Se a Comissão Eleitoral entender que qualquer ato configure infração disciplinar, deverá notificar os órgãos
correcionais competentes da OAB.
§4º Havendo notícia de ofensa à honra e à imagem dos candidatos, bem como à imagem da Instituição, a Comissão
Eleitoral deverá encaminhá-la ao órgão competente da estrutura da OAB, com o objetivo de apurar infração ética,
independentemente do indeferimento ou cassação do registro ou do mandato.
2
Art. 133. Perderá o registro a chapa que praticar ato de abuso de poder econômico, político e dos meios de
comunicação, ou for diretamente beneficiada, ato esse que se configura por:
§1º A propaganda eleitoral, que só poderá ter início após o pedido de registro da chapa, tem como finalidade apresentar
e debater propostas e ideias relacionadas às finalidades da OAB e aos interesses da Advocacia, sendo vedada a prática
de atos que visem a exclusiva promoção pessoal de candidatos e, ainda, a abordagem de temas de modo a comprometer
a dignidade da profissão e da Ordem dos Advogados do Brasil ou ofender a honra e imagem de candidatos.
§4º Se a Comissão Eleitoral entender que qualquer ato configure infração disciplinar, deverá notificar os órgãos
correcionais competentes da OAB.

SEPN 516 Bloco B Lote 07 – Ed. Maurício Correa – Asa Norte


CEP: 70.770-522 – Brasília/DF - (61) 3036-7000 - www.oabdf.org.br

Página 2 de 12
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL
CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL
COMISSÃO ELEITORAL

ofensas, tais como grupos de whatsapp, portal de notícias, perfis de Instagram, direito
de resposta da chapa representante.

No mérito, pedem a confirmação da liminar, julgando-se procedente a representação


por evidente propaganda irregular, ofensiva à honra e à imagem dos candidatos da chapa
representante.

Em sua defesa, a chapa Avança mais OAB suscita ausência de fato ofensivo, e reitera
as razões apresentadas na impugnação contra o registro da chapa representante.

Sobre o print em que se imputa à OAB/DF a prática de racismo e conivência com a


fraude às cotas raciais, afirmam tratar-se de “uma crítica totalmente civilizada, sem qualquer
conteúdo ofensivo aos membros da Comissão Eleitoral ou aos integrantes da chapa autora”, e
juntam um dos pareceres apresentados pela Subcomissão de Heteroidentificação. decisão do
Conselho Federal e as fotos dos candidatos da chapa representante, que foram impugnados pela
chapa representada.

Sobre o site Notibrás, defendem que “as matérias jornalísticas são de responsabilidade
do veículo de comunicação que as publica e, acaso causem danos a terceiros, somente a ele podem
ser imputados. A Chapa Avança Mais OAB não é censora. Não se está em regime de exceção onde
os jornais antes de publicados passavam pelo crivo da caserna”.

Em réplica, a chapa Você na Ordem esclarece que a Comissão Eleitoral julgou o mérito
do Processo nº 07.0000.2021.021248-6, tendo havido, portanto, resolução do mérito na
impugnação apresentada pela chapa composta pelos representados, e reforça a gravidade das
ofensas praticadas nas redes sociais, as quais destaca-se:

• Thaís perde 13 dos 15 negros que são branquinhos – Portal Notibras.


• Covardia contra racismo na OAB beneficia chapa de Thaís Riedel – Portal Notibras.
• “tenho certeza que a Comissão eleitoral se acovardou de julgar uma situação de ordem
pública até por ofício.” - Enio Santiago Chagas Júnior.
• “Nazistas disfarçados” - Enio Santiago Chagas Júnior.

SEPN 516 Bloco B Lote 07 – Ed. Maurício Correa – Asa Norte


CEP: 70.770-522 – Brasília/DF - (61) 3036-7000 - www.oabdf.org.br

Página 3 de 12
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL
CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL
COMISSÃO ELEITORAL

• “Você é branca, a diferença é que sempre se declarou parda só por ser esperta” - Enio
Santiago Chagas Júnior.
• “Não é vitimista nem fake News, a comissão eleitoral infelizmente não sabe o que se
tratava de matéria de ordem pública e portanto mesmo a associação sendo ilegítima eles
poderiam julga” - Enio Santiago Chagas Júnior.
• “Lamentável o racismo TOMAR CORPO E FORÇA NO SEIO DA OAB, com a
aprovação de uma fraude.” – Francisco Caputo Neto

Vieram-me os autos conclusos.

É o relatório.

SEPN 516 Bloco B Lote 07 – Ed. Maurício Correa – Asa Norte


CEP: 70.770-522 – Brasília/DF - (61) 3036-7000 - www.oabdf.org.br

Página 4 de 12
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL
CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL
COMISSÃO ELEITORAL

VOTO

Estando maduro para julgamento, deixo de analisar a tutela de urgência e passo a


apreciar o próprio mérito.

No intuito de ilustrar o teor das mensagens mencionadas pela representante, reproduzo


abaixo os prints trazidas ao conhecimento desta Comissão Eleitoral:

SEPN 516 Bloco B Lote 07 – Ed. Maurício Correa – Asa Norte


CEP: 70.770-522 – Brasília/DF - (61) 3036-7000 - www.oabdf.org.br

Página 5 de 12
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL
CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL
COMISSÃO ELEITORAL

SEPN 516 Bloco B Lote 07 – Ed. Maurício Correa – Asa Norte


CEP: 70.770-522 – Brasília/DF - (61) 3036-7000 - www.oabdf.org.br

Página 6 de 12
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL
CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL
COMISSÃO ELEITORAL

SEPN 516 Bloco B Lote 07 – Ed. Maurício Correa – Asa Norte


CEP: 70.770-522 – Brasília/DF - (61) 3036-7000 - www.oabdf.org.br

Página 7 de 12
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL
CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL
COMISSÃO ELEITORAL

SEPN 516 Bloco B Lote 07 – Ed. Maurício Correa – Asa Norte


CEP: 70.770-522 – Brasília/DF - (61) 3036-7000 - www.oabdf.org.br

Página 8 de 12
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL
CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL
COMISSÃO ELEITORAL

Como se vê, a celeuma decorre do que decidido pela Comissão Eleitoral, ao julgar as
impugnações apresentas contra o registro da chapa representante, quando decidiu pela adoção da
autodeclaração de cada candidato, método determinado pelo próprio Provimento 146/2011,
quando afirma:

Art. 7º Para registro de chapa, que deverá atender ao percentual de 50% (cinquenta por
cento) para candidaturas de cada gênero, entre titulares e suplentes, e, ao mínimo, de
30% (trinta por cento) de advogados negros e de advogadas negras, assim considerados
os(as) inscritos(as) na Ordem dos Advogados do Brasil que se classificam

(autodeclaração) como negros(as), ou seja, pretos(as) ou pardos(as), ou definição

análoga (critérios subsidiários de heteroidentificação), o(a) interessado(a) deverá


protocolar requerimento na Comissão Eleitoral, nos termos do art. 131, do Regulamento
Geral e seus parágrafos. .

Portanto, a norma dita que o método de heteroidentificação é subsidiário à


autodeclaração, nos termos do que decidido pela Comissão, ao adotar a autodeclaração em
detrimento de fotos retiradas das redes sociais.

De fato, a inquietude do sucumbente diante de uma decisão desfavorável é totalmente


esperada, ainda mais num pleito desta magnitude. Até porque, o debate, ainda mais sobre o tema,
é muito bem-vindo, aprimora e engrandece os que dele participam.

Ora, somos todos advogados e essa é a nossa realidade!

Todavia, como bem já afirmou o próprio Tribunal Superior Eleitoral:

A liberdade de manifestação do pensamento não constitui direito de caráter absoluto no


ordenamento jurídico pátrio, pois encontra limites na própria Constituição Federal, que
assegura a inviolabilidade da intimidade, da vida privada, da honra e da imagem das
pessoas (art. 5º, X, da CF/88). Outrossim, o Código Eleitoral, no art. 243, IX, dispõe
que "não será tolerada propaganda que caluniar, difamar ou injuriar quaisquer pessoas,

SEPN 516 Bloco B Lote 07 – Ed. Maurício Correa – Asa Norte


CEP: 70.770-522 – Brasília/DF - (61) 3036-7000 - www.oabdf.org.br

Página 9 de 12
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL
CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL
COMISSÃO ELEITORAL

bem como órgãos ou entidades que exerçam autoridade pública". (Recurso Especial
Eleitoral nº 060010088)

Vê-se, portanto, que a liberdade de manifestação do pensamento tem sim limitações,


que precisam ser observadas, mas sem tolher a garantia constitucional à livre expressão, ou mesmo
à crítica a uma decisão, como no presente caso.

Nos termos do item 8.4. do Edital de Convocação para a Eleição da Ordem dos
Advogados do Brasil, Conselho Seccional do Distrito Federal, abaixo transcrito, depreende-se
carecer à Comissão Eleitoral competência para tais aferições, até mesmo se houve utilização do
site Notibras, de maneira enviesada, para se fazer propaganda eleitoral negativa.

Compete à Comissão:

a) receber os requerimentos, processar e decidir o registro das chapas concorrentes ao


pleito, determinando diligências necessárias;
b) publicar no sítio da OAB-DF na internet, bem como no Diário Eletrônico da OAB,
a composição das chapas com registro requerido, para fins de impugnação;
c) utilizar os serviços da Seccional, requisitando servidores para atuar
especificamente nas suas atividades e, ainda, atribuir tarefas aos respectivos
servidores, diante da necessidade de condução administrativa das eleições;
d) requisitar da Diretoria local específico para realização de reunião de trabalho,
colocando servidor exclusivo para atendimento às chapas e aos advogados ou advogadas
sobre questões relacionadas às eleições e ao acompanhamento do protocolo de
requerimentos de interesse das chapas concorrentes;
e) constituir subcomissões para atuar nas Subseções;
f) receber, processar e decidir os pedidos de substituição de candidaturas, após o
registro;

SEPN 516 Bloco B Lote 07 – Ed. Maurício Correa – Asa Norte


CEP: 70.770-522 – Brasília/DF - (61) 3036-7000 - www.oabdf.org.br

Página 10 de 12
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL
CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL
COMISSÃO ELEITORAL

g) promover ampla divulgação das eleições, publicando nos órgãos de divulgação da


OAB/DF o programa de todas as chapas registradas;
h) fiscalizar a propaganda eleitoral dos candidatos e das candidatas, exercendo poder
de polícia no âmbito da OAB/DF, advertindo as chapas e determinando-lhes
providências, sob pena de instauração de processo de que trata o art. 133, §§ 6º e 7º, do
Regulamento Geral do EOAB;
i) processar e julgar as chapas, enquanto em curso os processos sobre o pleito eleitoral
correspondente, por abuso de poder político, econômico e dos meios de comunicação,
cassando o registro ou promovendo a declaração de perda do mandato eletivo;
j) advertir os candidatos e as candidatas sobre condutas abusivas;
l) receber os recursos das suas decisões e encaminhá-los ao órgão competente da
OAB, sem efeito suspensivo; e
m) organizar com as chapas, mediante reunião prévia, a propaganda eleitoral no
ambiente externo ao prédio de votação, zelando pela observância das posturas sanitárias
das esferas distrital e federal.”

Todavia, inobstante a sua carência de atribuição para fazê-lo, nos termos do §4º, do
artigo 10, do Provimento 146/2011, é possível a remessa, pela Comissão Eleitoral, de notícia de
suposta ofensa à honra e à imagem dos candidatos, bem como à imagem da Instituição ao órgão
competente da estrutura da OAB, com o objetivo de apurar infração ética, independentemente do
indeferimento ou cassação do registro ou do mandato.

Nestes termos, julgo parcialmente procedente a presente representação para, nos


termos do artigo 10, §4º, do Provimento 146/2011, determinar a remessa da presente
representação ao Tribunal de Ética e Disciplina desta Seccional.

Publique-se.

SEPN 516 Bloco B Lote 07 – Ed. Maurício Correa – Asa Norte


CEP: 70.770-522 – Brasília/DF - (61) 3036-7000 - www.oabdf.org.br

Página 11 de 12
ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL
CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL
COMISSÃO ELEITORAL

Brasília-DF, 20 de novembro de 2021.

JOSÉ PERDIZ DE JESUS MARCIO WANDERLEY DE AZEVEDO


Presidente Vice-Presidente

FABRÍCIO JULIANO MENDES MEDEIROS ANGELA CIGNACHI BAETA NEVES


Membro Membro

DANIELA MAROCCOLO ARCURI VIVIAN CRISTINA COLLENGHI CAMELO


Membro Membro

SEPN 516 Bloco B Lote 07 – Ed. Maurício Correa – Asa Norte


CEP: 70.770-522 – Brasília/DF - (61) 3036-7000 - www.oabdf.org.br

Página 12 de 12