Você está na página 1de 6

Padronização de uma solução 0,1 M de Hidróxido

de Sódio

OBJECTIVOS

Pretende-se que os alunos fiquem aptos a:

1) Preparar uma solução de uma base de concentração aproximada.


2) Determinar a concentração rigorosa da solução de base usando tomas
mássicas de substância primária.
3) Avaliar o erro da concentração da base usando o método de padronização
seleccionado.

TRABALHO PROPOSTO

1) Preparar uma solução de NaHO de concentração aproximada.


2) Determinar o título da solução de NaHO usando tomas mássicas de
hidrogenoftalato de potássio.

MATERIAL E REAGENTES

Balança analítica (precisão ± 0,01 g), vidros de relógio, copo de 600 mL (para
resíduos), pompete, marcador, funil de vidro, funil de sólidos, frasco de
plástico de 500 mL, 4 matrazes de 250 mL, proveta de 50 mL, copo de 250
mLde polietileno, 2 copos de 50 mL, vareta de vidro, pesa-filtros, bureta de
50 mL e funil de buretas.
Solução de hidróxido de sódio 0,1 M, fenolftaleína, hidrogenoftalato de
potássio seco.
PROCEDIMENTO

Usar uma balança de precisão para pesar o


hidróxido de sódio.

Depois de tarar o copo de polietileno,


pesar aproximadamente 2 g de NaHO.

Dissolver em 500 mL de água


recentemente fervida. Para tal colocar
150 mL de água, dissolver o NaHO e de
seguida completar o volume até aos 500
mL aproveitando a graduação do próprio
copo.
Transferir para um frasco de polietileno.

Rotular. Colocar sempre o nome da


solução, o dia, a identificação do grupo e
no final da padronização a concentração
exacta da solução.

Colocar alguns mililitros de NaHO na


bureta e fazer rodar o seu eixo quase na
horizontal, de modo a que toda a solução
percorra a bureta.

De seguida rejeitar o NaHO para o


recipiente dos resíduos, através da
torneira da bureta.
Encher a bureta até uns 2 a 3 cm acima do
traço do zero e abrir momentaneamente a
torneira, a fim de encher a ponta da
bureta com a solução. Examinar a ponta
para verificar a retenção de bolhas de ar.
No caso de as haver, vazar mais líquido
com a bureta inclinada até a ponta estar
completamente cheia. Se for necessário,
encher outra vez a bureta para que o nível
do líquido fique acima do zero, vazar
lentamente até ao zero.

Acertar a bureta pelo zero, tendo o


cuidado de retirar o funil antes do acerto.

Colocar um pesa-filtros (com a tampa


inclinada) na balança analítica,
devidamente numerado, e tarar a balança.

Para o pesa-filtros pesar aproximadamente


0,5 g de hidrogenoftalato de potássio e
anotar o valor.
Transferir o o conteúdo do pesa-filtros
para um matraz de 250 mL, removendo
alguns resíduos de hidrogenoftalato de
potássio, com pequenas porções de água
recentemente fervida (totalizando um
volume de 50 mL).

Juntar 3 gotas de fenolftaleína ao matraz.

Colocar o matraz por baixo da bureta e


adicionar a base lentamente, agitando
continuamente o matraz.

Durante a adição da base, agitar


circularmente o matraz com uma mão
enquanto a outra controla a torneira.
Continuar a adição até que apareça a cor
rosa na solução, assinalando o ponto final
da titulação.

A leitura da bureta deve ser anotada e


registada no caderno de laboratório.

O ensaio deve ser feito em triplicado.