Você está na página 1de 158

—1—

TUTORIAL DE CONFORMIDADE DE REGISTRO DE GESTÃO


DO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO
—2—

República
REPÚBLICA Federativa
FEDERATIVA do Brasil
DO BRASIL
Tribunal
TRIBUNAL de Contas
DE CONTAS da União
DA UNIÃO

MINISTROS
Ministra Ana Arraes, Presidente
Ministro Bruno Dantas, Vice-presidente
Ministro Walton Alencar Rodrigues
Ministro Benjamin Zymler
Ministro Augusto Nardes
Ministro Aroldo Cedraz
Ministro Raimundo Carreiro
Ministro Vital do Rêgo
Ministro Jorge Oliveira

MINISTROS-SUBSTITUTOS
Ministro Augusto Sherman
Ministro Marcos Bemquerer
Ministro André Luis de Carvalho
Ministro Weder de Oliveira

MINISTÉRIO PÚBLICO JUNTO AO TCU


Cristina Machado da Costa e Silva, Procuradora-Geral
Lucas Rocha Furtado, Subprocurador-Geral
Paulo Soares Bugarin, Subprocuradora-Geral
Marinus Eduardo de Vries Marsico, Procurador
Júlio Marcelo de Oliveira, Procurador
Sergio Ricardo Costa Caribé, Procurador
Rodrigo Medeiros de Lima, Procurador
TUTORIAL DE CONFORMIDADE DE REGISTRO DE GESTÃO
DO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO

Brasília, 2021
© Copyright 2021, Tribunal de Contas da União
http://www.tcu.gov.br
SAFS, Quadra 4, Lote 01
CEP 70042-900 – Brasília/DF

É permitida a reprodução desta publicação, em


parte ou no todo, sem alteração do conteúdo, desde
que citada a fonte e sem fins comerciais.

Brasil. Tribunal de Contas da União.

Tutorial de conformidade de registro de gestão do Tribunal de


Contas da União / Tribunal de Contas da União. – Brasília : TCU, Secretaria-
Geral de Administração (Segedam), Secretaria de Orçamento, Finanças e
Contabilidade (Secof ), 2021.

158 p.

1. Demonstração contábil - manual. 2. Conformidade de registro


contábil. 3. Execução orçamentária. 4. Análise de contas contábeis. I.Título.

Ficha catalográfica elaborada pela Biblioteca Ministro Ruben Rosa


SUMÁRIO
1 CONCEITO E FINALIDADE 9
2 BASE LEGAL 11
3 RESPONSABILIDADE E SEGREGAÇÃO DE FUNÇÕES 12
4 PROCEDIMENTOS RELATIVOS AO REGISTRO
DA CONFORMIDADE NO SIAFI 14
4.1 Introdução 14

5 ANÁLISE DA CONFORMIDADE DE NOTA DE


EMPENHO E REGISTRO ORÇAMENTÁRIO 24
5.1 Análise da conformidade de nota de empenho 27
5.1.1 Outros itens a serem observados na conformidade
de nota de empenho 36
5.1.1.1 Empenho para o início do exercício 37
5.1.1.2 Empenho de prorrogação contratual 38
5.1.1.3 Empenho de reajuste contratual 39
5.1.1.4 Empenho de anulação de saldo de outro empenho 39
5.1.1.5 Empenho de despesas de exercícios anteriores 40
5.2 Análise da conformidade de registro orçamentário 41

6 ANÁLISE DA CONFORMIDADE DE NOTA DE LANÇAMENTO


E NOTA DE LANÇAMENTO DE SISTEMA 48
6.1 Conformidade da nota de lançamento de sistema 50
6.2 Conformidade da nota de lançamento 56

7 ANÁLISE DA CONFORMIDADE DE ORDEM BANCÁRIA 58


8 ANÁLISE DA CONFORMIDADE DE DARF 67
9 ANÁLISE DA CONFORMIDADE DE DOCUMENTO
DE ARRECADAÇÃO DO ISSQN 74
10 ANÁLISE DA CONFORMIDADE DE GUIA DE
RECOLHIMENTO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL 85
11 ANÁLISE DA CONFORMIDADE DE
NOTA DE DOTAÇÃO 95
12 ANÁLISE DA CONFORMIDADE DE NOTA
DE MOVIMENTAÇÃO DE CRÉDITO 101
13 ANÁLISE DA CONFORMIDADE DE
REGISTRO DE ARRECADAÇÃO 108
13.1 Considerações iniciais 108
13.2 Conformidade de registros de arrecadação
gerados por GRU simples 110
13.3 Conformidade de GRU eletrônica 119

14 ANÁLISE DA CONFORMIDADE DE
PAGAMENTOS DE DESPESAS 123
14.1 Análise dos documentos fiscais 124
14.2 Análise de certidões de regularidade
fiscal e trabalhista 125

14.3 Conciliação de saldos do contrato utilizados no


pagamento 127
14.3 Conciliação de saldos do contrato
utilizados no pagamento 126
14.4 Análise dos documentos emitidos no
Siafi (NS, DARF, DAR, GPS, OB) 128
14.5 Informações adicionais 129
14.6 Outras orientações a serem observadas
em pagamentos específicos 131
14.6.1 Prestação de serviços por pessoa física 132
14.6.2 Ressarcimento de despesas 133
14.6.3 Restituição de valores 134
14.6.4 Pagamento de taxas condominiais
de imóveis funcionais 135
14.6.5 Contratos de uso de espaços
físicos do Tribunal 139

15 ANÁLISE DA CONFORMIDADE DE
CONCESSÃO DE DIÁRIAS 137
16 ANÁLISE DA CONFORMIDADE DE
SUPRIMENTO DE FUNDOS 144
16.1 Conformidade de suprimento de fundos
concedido por ordem bancária de pagamento 145
16.2 Conformidade de suprimento de fundos concedido
por cartão de pagamento do governo federal 148

17 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA 154


—8—
—9—

1 CONCEITO E FINALIDADE

D
e acordo com o art. 6º da Instrução Normativa (IN) da Secretaria do Tesouro Na-
cional (STN) 6, de 31 de julho de 2007, que disciplina os procedimentos relativos ao
registro das conformidades contábil e dos registros de gestão:

A conformidade dos registros de gestão consiste na certificação dos registros dos atos
e fatos da execução orçamentária, financeira e patrimonial incluídos no Sistema Inte-
grado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi) e existência de docu-
mentos hábeis que comprovem as operações.

Ainda segundo a IN supracitada (art. 7º), a conformidade de registros de gestão tem


como finalidade verificar se os registros dos atos e fatos de execução orçamentária,
financeira e patrimonial efetuados pela unidade gestora executora (UGE) foram reali-
zados em observância às normas vigentes e existe documentação que suporte as ope-
rações registradas.

ALERTA: A conformidade de registros de gestão não é uma auditoria e, consequente-


mente, o servidor formalmente designado como responsável por ela, doravante deno-
minado conformista, não exerce, neste caso específico, a função de auditor.
— 10 —

Além disso, a conformidade de registros de gestão constitui-se em instrumento adicional,


visando a subsidiar o processo de análise da conformidade contábil, conforme disposto
no item 2.1.2 da Macrofunção 02.03.15, que disciplina os procedimentos relativos ao
registro da conformidade contábil.

2.1.2 - A conformidade contábil terá como instrumentos adicionais que subsidiam o


processo de análise as Normas Brasileiras de Contabilidade Técnicas do Setor Pú-
blico (NBC TSP), o Plano de Contas Aplicado ao Setor Público (PCASP), a tabela de
eventos, a conformidade dos registros de gestão e outras ferramentas que subsidiem o
processo de análise realizada pelo responsável de seu registro.

Deste modo, a conformidade de registros de gestão, sendo suporte ao registro da con-


formidade contábil, configura-se como procedimento voltado para a averiguação da
adequabilidade dos documentos emitidos no Siafi com a documentação suporte, não se
confundindo com a análise da legalidade do ato, cuja responsabilidade continua sendo
do ordenador de despesas da unidade gestora (UG).
— 11 —

2 BASE LEGAL

Os procedimentos concernentes à análise e ao


registro da conformidade dos registros de ges-
tão estão disciplinados na IN STN 6/2007 e
na Macrofunção 02.03.14 – Conformidade de
registros de gestão, do Manual Siafi.
— 12 —

3 RESPONSABILIDADE E
SEGREGAÇÃO DE FUNÇÕES

O registro da conformidade de registros de gestão é de responsabilidade de servidor


formalmente designado pelo titular da UGE, o qual consta no rol de responsáveis da
UG, juntamente com o respectivo substituto, não podendo esses servidores exercer fun-
ção de emitir documentos no Siafi.

O rol de responsáveis é peça de apresentação obrigatória, no relatório de gestão,


pelas unidades prestadoras de contas, conforme estabelece o art. 2º da Lei 8.443/1992
– Lei Orgânica do TCU, e deve obedecer as disposições dos arts. 10 e 11 da IN do Tri-
bunal de Contas da União (TCU) 63/2010, que estabelece normas de organização e
apresentação dos relatórios de gestão e das peças complementares que constituirão
os processos de contas da Administração Pública federal, para julgamento do TCU, nos
termos do art. 7º da Lei 8.443, de 1992, bem como disposições específicas da decisão
normativa anual prevista no art. 4º da IN 63/2010.
— 13 —

O registro da conformidade de gestão é executado por esse servidor ou seu substi-


tuto, com o perfil CONFDOC, no Siafi.

Assim sendo, deve-se manter a separação das atribuições, preservando em figuras dis-
tintas o responsável pela emissão dos documentos, o responsável pela conformidade de
gestão e o contador responsável pela conformidade contábil, ou seja, o servidor que
realiza a função de emitir documentos não deve ser o mesmo responsável pelo registro
da conformidade de registros de gestão, nem tão pouco aquele responsável pelo regis-
tro da conformidade contábil.

ALERTA: Admite-se exceção ao registro da conformidade de registros de gestão quan-


do a UGE se encontra, justificadamente, impossibilitada de designar servidores distin-
tos para exercer funções, sendo que, nesse caso, a conformidade é registrada pelo
próprio ordenador de despesa da UG.
— 14 —

4 PROCEDIMENTOS RELATIVOS
AO REGISTRO DA
CONFORMIDADE NO SIAFI

4.1 Introdução
A análise da conformidade de registros de gestão pode ter como resultado uma das
seguintes situações:

» sem restrição – quando a documentação comprova de forma fidedigna os atos de


gestão realizados;
» com restrição – quando:
• a documentação não comprova de forma fidedigna os atos e fatos de gestão
realizados;
• inexiste documentação que dê suporte aos registros efetuados;
• o registro não espelha os atos e fatos de gestão realizados e não foi corrigido
pelo responsável;
• ocorrem registros não autorizados pelos responsáveis por atos e fatos de gestão.
— 15 —

No processo de análise, devem ser envidados todos os esforços no sentido de eliminar


as irregularidades, evitando-se, assim, registro de conformidade com restrição.

Importante ressaltar que a conformidade de registros de gestão deve ser consignada


em até três dias úteis, a contar da data do registro da operação no Siafi, podendo ser
atualizada até a data fixada para o fechamento do mês.

Após o procedimento de análise, a conformidade de registros de gestão deve ser re-


gistrada por meio da transação >ATUCONFREG, indicando, em caso de restrição, os
códigos existentes na transação >CONRESTREG.

TRANSAÇÃO CONCONFREG – CONSULTA


CONFORMIDADE DE REGISTROS DE GESTÃO

A fim de facilitar a efetivação do registro de conformidade, podem-se consultar os regis-


tros realizados no Siafi em determinada data pela UG, utilizando-se a transação >CON-
CONFREG – Consulta conformidade de registros de gestão, no Siafi Operacional, con-
forme exemplificado nas telas abaixo.

Obs.: As menções PF1 ou <PF1> podem estar identificadas no teclado só como F1 ou


outro número.
— 16 —

Figura 1 – Tela da transação CONCONFREG – Consulta conformidade de registros de gestão

SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS DE


GESTAO)
27/05/20 11:23 USUARIO : VAGNERAC
UNIDADE GESTORA : 030001 COMO ( _ ) SETORIAL CONTABIL
( _ ) SETORIAL AUDITORIA
( _ ) POLO
GESTAO : 1____
ORGAO : _____
CONFORMIDADE : _
PERIODO : 26mai20
PF1=AJUDA PF3=SAI PF6=QUANTIFICA

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.

Unidade gestora – informar o código numérico de seis posições da UG emitente da


conformidade.
Gestão – informar o código numérico de cinco posições da gestão emitente da conformidade.
Período – informar a data do movimento da conformidade a ser consultada, no formato
DDMMMAA ou MMMAA, em que:
» DD = dia;
» MMM = mês (três primeiras letras);
» AA = ano.

Preenchidos os campos supracitados, após teclar <F6 ou PF6 – QUATIFICA>, o sistema


retorna tela similar à apresentada a seguir, contendo a relação de documentos emitidos
na UG na data indicada.
— 17 —

Figura 2 – Tela da transação CONCONFREG – Consulta conformidade de registros de gestão

SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS DE


GESTAO)
27/05/20 11:25 USUARIO : VAGNERAC
CONFORMIDADE DE REGISTROS DE GESTAO EM 26/MAI/20 - SINTETICO
UNIDADE GESTORA : 030001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
GESTAO : 00001 - TESOURO NACIONAL
TIPO DOCUMENTO QUANTIDADE
ND - NOTA DOTACAO 0004
NC - NOTA CREDITO 0004
- NE - NOTA DE EMPENHO 0003
OB - ORDEM BANCARIA 0003
PE - PRE-EMPENHO 0003
DF - DARF 0002
NS - NOTA DE LANCAMENTO SISTEMA 0013
TOTAL DE DOCUMENTOS ===> 32
PF1=AJUDA PF2=DETALHA PF3=SAI PF12=RETORNA

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.

Para detalhar cada um dos documentos emitidos, deve-se, primeiramente, posicionar o


cursor do Siafi na linha indicativa do tipo de documento a ser analisado, usando a tecla
<TAB>, e, em seguida, pressionar a tecla <PF2 ou F2>, para mostrar a relação de todos
os documentos emitidos. Na tela seguinte, deve-se posicionar novamente o cursor do
Siafi, usando a tecla <TAB>, na linha indicativa do documento que se deseja detalhar e
pressionar a tecla <F2>, para detalhar o documento escolhido.
— 18 —

Figura 3 – Tela da transação CONCONFREG – Consulta conformidade de registros de gestão

SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS DE


GESTAO)
28/05/20 10:33 USUARIO : VAGNERAC
CONFORMIDADE DIARIA EM 26/MAI/20 - ANALITICO
UNIDADE GESTORA : 030001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
GESTAO : 00001 - TESOURO NACIONAL
DOCUMENTO : NOTA DE EMPENHO PAGINA : 1
NUMERO FAVORECIDO NOME
- 2020NE800077 803010 SERPRO - REGIONAL BRASILIA
2020NE800078 12164385000101 MASTERC MANUTENCAO PREDIAL, OBRAS E TERC
2020NE800079 12164385000101 MASTERC MANUTENCAO PREDIAL, OBRAS E TERC
PF1=AJUDA PF2=DETALHA PF3=SAI PF7=RECUA PF8=AVANCA PF12=RETORNA

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.

ALERTA: Quando da análise da conformidade dos documentos emitidos pela UG, o


conformista deve seguir as orientações referentes a cada tipo de documento – nota
de empenho (NE), nota de lançamento (NL), nota de lançamento de sistema (NS),
documento de arrecadação de receitas federais (DARF), documento de arrecadação
(DAR), guia de recolhimento da Previdência Social (GPS), ordem bancária (OB) etc.,
descritas nos tópicos seguintes.

TRANSAÇÃO ATUCONFREG – ATUALIZA


CONFORMIDADE DE REGISTROS DE GESTÃO

Após a análise da conformidade dos documentos emitidos pela UG, deve-se registrar a
conformidade no Siafi, utilizando a transação >ATUCONFREG – Atualiza conformidade
de registros de gestão.
— 19 —

São requisitos necessários ao servidor responsável pelo registro da conformidade no Siafi:

» estar formalmente designado para tal atribuição – portaria assinada pelo ordenador
da UG e publicada no Boletim Interno do TCU (BTCU);
» possuir perfil CONFDOC no Siafi;
» estar cadastrado na transação >ATUUG – registro feito pelos respectivos ordenado-
res de despesa e gestores financeiros.

A transação >ATUCONFREG – Atualiza conformidade de registros de gestão é a uti-


lizada pelo conformista para registro da conformidade de registros de gestão, quando
existirem documentos lançados em determinada data, na respectiva UG.

MODELO E INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO


DA TRANSAÇÃO ATUCONFREG

Figura 4 – Tela da transação ATUCONFREG – Atualiza conformidade de registros de gestão

SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-ATUCONFREG (ATUALIZA CONF. REGISTROS DE


GESTAO)
30/05/20 14:24 USUARIO: nononononon
UNIDADE GESTORA : ______
GESTAO : _____
DATA DO MOVIMENTO : _______
POSSUI RESTRICAO ? : _ (S/N)
PF1=AJUDA PF3=SAI PF12=RETORNA

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 20 —

Unidade gestora – informar o código numérico de seis posições da UG emitente da


conformidade.
Gestão – informar o código numérico de cinco posições da gestão emitente da conformidade.
Data do movimento – informar a data do movimento da conformidade a ser consulta-
da, no formato DDMMMAA, em que:
» DD = dia;
» MMM = mês;
» AA = ano.

Possui restrição? – informar S (sim) ou N (não), se existir restrição para o documento. Caso
não tenha sido encontrada nenhuma restrição por ocasião da análise dos documentos, de-
ve-se informar N e, na tela seguinte, confirmar o registro da conformidade sem restrição.

Havendo restrição em algum documento, deve-se informar S e, na tela seguinte, registrar


o código da restrição, bem como um breve resumo do problema, indicando os documen-
tos envolvidos.

Figura 5 – Tela da transação ATUCONFREG – Atualiza conformidade de registros de gestão

SIAFI2008-CONFORM-REGISTROS-ATUCONFREG (ATUALIZA CONF. REGISTROS DE


GESTAO)
30/10/20  16:45                     USUARIO: JOSENENTONIO  
UNIDADE GESTORA : 030001 -  TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO                   
GESTAO             : 00001  -  TESOURO NACIONAL                              
DATA DO MOVIMENTO  : 26MAI20                                                  
CONFORMIDADE                                                                 
NUM.ORIG      ACERTO        RESTRICAO                                        
____________  ____________  ___                                               
____________  ____________  ___                                              
PF1=AJUDA PF3=SAI PF4=CONTINUA PF12=RETORNA

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 21 —

Num. orig – informar o número do documento do Siafi no qual foi identificada restrição.
Acerto – após a regularização da impropriedade que gerou a restrição, informar o
documento do Siafi emitido para regularizá-la.
Restrição – informar o código da restrição. Os códigos podem ser consultados por meio
da transação >CONRESTREG, conforme indicado a seguir.

Figura 6 – Tela da transação CONRESTREG – Consulta códigos de restrição dos registros de gestão

SIAFI2020-TABAPOIO-RESTREG-CONRESTREG (CONSULTA RESTRICAO REGISTROS)____


28/05/20 11:04 USUARIO : VAGNERAC
RESTRICAO : ___
TERMO DO TITULO : _______________
PF1=AJUDA PF2=DETALHA PF3=SAI PF6=PESQUISA

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.

Restrição – preencher o código de restrição a ser pesquisado. Pressionar <ENTER>,


após a digitação, para que a pesquisa seja feita por ordem alfabética, usando o termo
digitado como referência.
Termo do título – preencher o termo do título e pressionar <F6>, para que o sistema
traga apenas os registros que, no título, apresentam o termo pesquisado.
Pressionando <ENTER> com todos os campos em branco, o Siafi retorna a relação com-
pleta, ordenada por código, de todos os códigos de restrição atualmente disponíveis,
conforme indicado na tela abaixo.
— 22 —

Figura 7 – Tela da transação CONRESTREG – Consulta códigos de restrição dos registros de gestão

SIAFI2020-TABAPOIO-RESTREG-CONRESTREG (CONSULTA RESTRICAO REGISTROS)____


8/05/20 11:05 USUARIO : VAGNERAC
RELACAO DE TODAS AS RESTRICOES PAGINA : 1
RESTRICAO TITULO
002 ERRO DE CODIGO DA UG/GESTAO EMITENTE - NE
003 ERRO DE OPCAO NO CAMPO ESPECIE EMPENHO - NE
004 ERRO NUM. EMP./PRE-EMPENHO REFERENCIADO - NE
006 ERRO NA DATA DE EMISSAO - NE
- 009 ERRO PREENCHIMENTO DO CAMPO FAVORECIDO - NE
010 ERRO DO CODIGO GESTAO DO FAVORECIDO - NE
011 ERRO/INSUFICIENCIA NO CAMPO OBSERVACAO - NE
012 ERRO NA OPCAO ESCOLHIDA NO CAMPO ESFERA - NE
013 ERRO NO PREENCHIMENTO DO PTRES - NE
014 ERRO NO CAMPO FONTE - NE
015 ERRO NA NATUREZA DE DESPESA (ND) - NE
016 ERRO NO CAMPO UGR - NE
017 ERRO NO PREENCH. DO PLANO INTERNO (PI) - NE
018 ERRO NO VALOR DOS CRED. A SEREM EMPENHADOS-NE
019 ERRO NA OPCAO ESCOLHIDA NO CAMPO TIPO - NE
020 ERRO NA OPCAO MODALIDADE DE LICITACAO - NE
CONTINUA ...
PF1=AJUDA PF2=DETALHA PF3=SAI PF7=RECUA PF8=AVANCA PF12=RETORNA

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 23 —

Para detalhar a restrição na tela do Siafi, posicionar o cursor antes do código e pressionar
<PF2>. Caso não seja localizado nenhum código de restrição compatível com a restrição
identificada, deve-se entrar em contato com a setorial contábil, para que seja providencia-
da, na Coordenação-Geral de Contabilidade da Secretaria (CCONT) / Tesouro Nacio-
nal (STN), a inclusão do novo código de restrição na referida tabela.

TRANSAÇÃO IMPCONFREG – IMPRIME


CONFORMIDADE DE REGISTROS DE GESTÃO

Além da análise e do consequente registro de conformidade, é possível imprimir o rela-


tório Conformidade de Registros de Gestão, obtido por meio da transação >IMPCON-
FREG, no qual constam todos os registros do dia.

Todavia, no âmbito das UGEs do TCU, não se adota o procedimento de impressão des-
se relatório, desde meados de 2019, por ser considerado procedimento passível de ser
abolido, tendo em vista que a certificação dos registros dos atos e fatos de execução
orçamentária, financeira e patrimonial relativa aos documentos em epígrafe já é realizada,
de forma detalhada, nos respectivos processos a eles relacionados, em consonância com
o disposto no item 2.1 da Macrofunção 020314 – Conformidade de registro de gestão.

Além do que, tanto o ordenador de despesas quanto o gestor financeiro das UGEs do
TCU tomam conhecimento dos referidos documentos quando de suas emissões e assina-
turas nos respectivos processos de pagamento no âmbito das respectivas UGs.
— 24 —

5 ANÁLISE DA CONFORMIDADE
DE NOTA DE EMPENHO E
REGISTRO ORÇAMENTÁRIO

Para permitir um melhor acompanhamento da execução orçamentária e proporcionar


aos usuários uma plataforma mais amigável, interativa e, ao mesmo tempo, sem per-
da da qualidade do detalhamento da informação orçamentária, a partir de janeiro de
2021, foram promovidas alterações na emissão da NE. A emissão do empenho origi-
nal, seus reforços e suas respectivas anulações passaram a ser feitos exclusivamente por
meio do módulo Nota de Empenho do Subsistema Orçamentário, desenvolvido no SIAFI
Web. Com isso, o empenho deixou de ser um documento contábil no Siafi e passou a ser,
tão somente, um documento orçamentário no Siafi Web.

Por outro lado, cada operação de emissão, reforço, anulação ou cancelamento de em-
penho no Siafi Web passou a ter sua respectiva contabilização registrada no Siafi Ope-
racional, por meio de um documento contábil denominado registro orçamentário (RO),
exemplificado na figura a seguir.
— 25 —

Figura 8 – Tela da transação DIARIO – Detalhamento do documento registro orçamentário

SIAFI2021-CONTABIL-DEMONSTRA-DIARIO (CONSULTA DIARIO CONTABIL)________


15/01/21 09:57 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO : 14Jan21 NUMERO : 2021RO000153
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
FAVORECIDO: 17453147/0001-30 IGUACU DESENVOLVIMENTO LTDA

DOCUMENTO WEB : 2021NE000081


INF. COMPLEMENTAR:
SISTEMA ORIGEM : SIAFI
TAXA DE CAMBIO :
CEL. ORCAMENTARIA: 1 167469 0150000000 339037 030039 ADM

OBSERVACAO
PARA DETALHAR A FONTE 150.
L EVENTO INSCRICAO CLAS.CONT CLAS.ORC V A L O R
001 401203 33903701 554,36
LANCADO POR: 99999999999 - NONONONONON UG:030001 14Jan21 11:36

Fonte: Print de tela no Siafi 2021.

De forma simplificada, pode-se dizer que o RO nada mais é do que a representação


contábil da emissão da NE no Siafi Web.

A NE emitida no Siafi Web passou a ter o formato de apresentação de um documento


Web, conforme exemplo abaixo.

No presente tópico, aborda-se a análise da conformidade tanto da NE quanto do RO


relacionado à NE.
— 26 —

Figura 9 – Tela de consulta a empenho Siafi Web – Transação CONNE

Fonte: Print de tela do Siafi Web 2021.


— 27 —

5.1 Análise da conformidade de nota de empenho


Na análise de conformidade de uma NE emitida a partir do Módulo Orçamentário no Siafi
Web, denominada Empenho Web, devem-se observar os seguintes campos e / ou itens:

UG emitente – verificar se o código da UG está correto. Esse erro pode ocorrer quando
usuários de outras UGs, com prerrogativas especiais, informam o número incorreto da
UG emitente.

Figura 10 – Tela de detalhamento do cabeçalho e agrupamento célula orçamentária do empenho web


CONSULTAR NOTA DE EMPENHO - CONNE: DETALHAMENTO

UG EMITENTE NOME DA UG EMITENTE MOEDA


030001 TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO REAL - (R$)

ANO TIPO NÚMERO


2021 NE 22

Célula Orçamentária
ESFERA PTRES    FONTE DE RECURSO    NATUREZA DA DESPESA  UGR    PLANO INTERNO
1    167473   0100000000 339040 030204   ADM

Fonte: Print de tela do Siafi Web 2021.

AGRUPAMENTO CÉLULA ORÇAMENTÁRIA

Esfera – informar o código da esfera na qual está sendo consignado o orçamento, sendo:
» 1 – Orçamento Fiscal; ou
» 2 – Orçamento da Seguridade Social (ex: despesas com exames médicos periódicos).

PTRES – informar o Plano de Trabalho Resumido (PTRES) do respectivo crédito orça-


mentário disponibilizado para emissão do empenho. Deve-se confirmar se o código de
seis dígitos informado corresponde ao código do PTRES das despesas. No TCU, a con-
— 28 —

ferência dessa informação é realizada com base em planilha definida anualmente pelo
Serviço de Programação Orçamentária e Financeira (SPR) / Diretoria de Programação
e Execução Orçamentária (Dipex).
Fonte de recursos – indicar, no campo numérico de dez posições, a fonte dos recursos
financeiros que identifica a origem dos créditos orçamentários. No TCU, as fontes mais
comumente utilizadas são:
» 0100000000 – Geralmente usada para despesas gerais;
» 0151000000 – Despesas médicas.

Natureza da despesa – informar a natureza das despesas (ND) objeto do empenho.


Deve ser compatível com o subitem da despesa informado na lista de itens do empenho.
Essa informação deve ser compatível com o crédito disponibilizado à unidade e material
a ser adquirido ou serviço a ser prestado. A relação de ND pode ser consultada no
Siafi, por meio da transação >CONNATSOF. As NDs mais utilizadas nas UGs do TCU
encontram-se relacionadas a seguir:
» 339014 – Diárias;
» 339030 – Material de consumo;
» 339033 – Passagens;
» 339036 – Serviços - PF;
» 339037 – Locação de mão-de-obra;
» 339039 – Outros serviços - PJ;
» 339040 – Serviços de T.I.C - PJ;
» 339047 – Obrigações tributárias e contributivas;
» 339092 – Despesas exercício anterior;
» 339093 – Indenizações e restituições;
» 449052 – Equipamentos e material permanente.
— 29 —

UGR – informar a UG responsável pela realização de parte do programa de trabalho


por ela descentralizado. Relacionam-se, a seguir, as UGRs responsáveis por programas
de trabalho descentralizados no âmbito do TCU:
• 030001 – TCU Sede;
• 030032 – Secretaria de Comunicação (Secom);
• 030033 – Assessoria de Cerimonial e Relações Internacionais (Aceri);
• 030034 – Secretaria de Engenharia (Senge);
• 030035 – Secretaria de Licitações, Contratos e Patrimônio (Selip);
• 030036 – Secretaria de Segurança e Serviços de Apoio (Sesap);
• 030037 – Secretaria de Gestão de Pessoas (Segep);
• 030038 – Secretaria de Relações Internacionais (Serint);
• 030039 – Gestão Cultural e Museu;
• 030040 – Secretaria-Geral Adjunta de Administração (Adgedam);
• 030204 – Secretaria de Infraestrutura de Tecnologia da Informação (Setic).

Plano interno – indicar o plano interno (PI) atualmente utilizado pelas UGs. Os códigos
de PIs utilizados no TCU seguem relacionados abaixo:
» ADM – Despesas gerais do TCU;
» CREDE0120 – Edital de credenciamento 1/2020;
» FOPAG – Despesas vinculadas à folha de pagamento;
» FOPAG2 – Despesa vinculada à folha de pagamento – ressarcimento de servidores;
» ISC – Despesas com capacitação.

Figura 11 – Tela de detalhamento de campos do empenho web

Data de Emissão Tipo Processo Taxa de Câmbio Valor


05/01/2021 GLOBAL 039.694/2020-8 0,00

Favorecido Nome do Favorecido


03853535000101 PODER360JORNALISMO E COMUNICACAO EIRELI SIMP

Fonte: Print de tela do Siafi Web 2021.


— 30 —

Data de emissão – verificar se o empenho não foi emitido com data retroativa, o que é ve-
dado. A confirmação deve ser feita comparando-se com a data efetiva de emissão do em-
penho contida no final da primeira página da NE, em que consta o nome e CPF do servidor
que emitiu a NE. Recomenda-se, sempre, a utilização da data do dia da emissão da NE.

Tipo – informar o tipo de empenho:


» ordinário – utilizado para as despesas de valor fixo e previamente determinado,
cujo pagamento deva ocorrer de uma só vez;
» estimativo – utilizado para as despesas cujo montante não pode ser determinado
previamente, tais como serviços de fornecimento de água, energia elétrica, aquisição
de combustíveis e outros;
» global – utilizado para despesas contratuais ou outras de valor determinado, sujeitas
a parcelamento, como, por exemplo, os compromissos decorrentes de aluguéis.

Processo – informar o número do processo formalizado administrativamente para ope-


racionalizar o procedimento de compra ou contratação.
Taxa de câmbio – informar a taxa de câmbio utilizada, no caso de despesas em moeda
estrangeira.
Valor – informar o valor total da lista de itens do empenho.
Favorecido – informar o CNPJ, no caso de pessoa jurídica (PJ), ou CPF, no caso de
pessoa física (PF), do favorecido do empenho. O favorecido deve ser o vencedor do pro-
cesso licitatório, que deve ser checado no respectivo processo, consultando-se a peça
relativa à publicação do extrato no Diário Oficial ou, nos casos de dispensa de licitação,
o fornecedor selecionado dentre os três orçamentos apresentados. Observe-se que a
publicação ocorre, inclusive, nos casos de inexigibilidade. A publicação só é dispen-
sada nos casos dos incisos I e II do art. 24 da Lei 8.666/1993 (dispensa de licitação),
conforme o art. 26 dessa mesma lei.
— 31 —

Figura 12 – Tela de detalhamento do agrupamento Amparo legal do empenho web

Amparo Legal

• Código  Modalidade de Licitação  Ato Normativo  Artigo  Parágrafo  Inciso  Alinco


93     INEXIBILIDADE         LEI 8.666/1993  25     -        1      -

Fonte: Print de tela do Siafi Web 2021.

AMPARO LEGAL

O agrupamento Amparo legal é composto por: modalidade de licitação, ato normativo,


artigo, parágrafo, inciso e alínea. Seu preenchimento é feito de forma automática pelo
Siafi Web, a partir de uma tabela de códigos específicos de três dígitos disponibilizada
automaticamente pelo Siafi, quando da emissão do empenho, o qual contém informa-
ções relativas ao subsídio normativo que fundamentou a emissão do empenho, com base
na legislação aplicável.

Em relação às informações contidas no Amparo legal, deve-se observar se o campo Mo-


dalidade corresponde ao objeto da contratação que deu suporte à emissão do empenho
(ex.: concurso, convite, tomada de preço, concorrência, dispensa de licitação, inexigibili-
dade, não se aplica, suprimento de fundo, pregão.

Ainda em relação ao campo Modalidade, o conformista deve verificar se:

» a modalidade de licitação objeto da análise (concorrência, tomada de preços ou


convite) e a respectiva despesa se enquadram corretamente nos limites exigidos nos
incisos I e II do art. 23 da Lei 8.666/1993;
— 32 —

» quando se tratar de dispensa de licitação, atende aos limites estabelecidos nos inci-
sos I e II do art. 24 da Lei 8.666/1993; ou atende ao previsto em algum dos incisos
IV, V, VII, VIII, XI, XIII, XVI, XVII, XX e XXII do art. 24 da Lei 8.666/1993, caso em que
os autos são enviados à Segedam, para os procedimentos de ratificação da despe-
sa, exceto quando se tratar de termos aditivos – msg 2003021448;
» quando se tratar de inexigibilidade de licitação, a despesa empenhada se enquadra
corretamente em algum dos incisos I a III do caput art. 25 da Lei 8.666/1993, caso
em que os autos são enviados à Segedam, para os procedimentos de ratificação da
despesa, exceto quando se tratar de termos aditivos – msg 2003021448;
» no caso de pregão eletrônico, os dispositivos estabelecidos na Lei 10.520/2002 e
no Decreto 5.450/2005 estão sendo observados.

Figura 13 – Tela de detalhamento de campos do empenho web

Descrição
FISCALIZAÇÃO/ATESTAÇÃO: SECOM INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO CONTRATO 04/2020 A 16/02/2021
Local da Entrega
-
Informação complementar Sistema de Origem
- SIAFI.STN

Fonte: Print de tela do Siafi Web 2021.

Descrição – informar todas as informações necessárias para que haja a conferência da


correta contabilização. Nos casos de:
» contratações diversas – informações referentes ao local de entrega do material ad-
quirido ou serviço prestado, descrição sucinta do material / serviço adquirido / con-
tratado, número do pregão eletrônico, número do contrato (se o empenho se refere
— 33 —

a contrato novo) ou número do contrato e respectivo termo aditivo ou apostilamente


(no caso de prorrogações / aditamentos) e informação quanto a se esse termo é de
prorrogação e / ou reajuste do referido contrato. A descrição detalhada deve ser
feita nos campos específicos;
» suprimento de fundos – portaria de concessão, data de concessão, período de
aplicação e data limite para comprovação.

Local de entrega – inserir informações sobre o local onde o material adquirido deve ser
entregue ou os serviços prestados, conforme o caso.
Informação complementar – campo de preenchimento facultativo. Inserir outras infor-
mações que a UG julgue importante constar da NE. O campo permite o preenchimento
de até 100 caracteres.
Sistema de origem – indicar se a NE foi emitida automaticamente por sistema infor-
matizado. Possui numeração na forma AAAANE800XXX. No TCU, os empenhos emi-
tidos a partir do Sistema de Gestão Orçamentária (SGO) têm esse campo preenchido
com a nomenclatura APISIAFI.

PASSIVO ANTERIOR REGISTRADO

Quando a emissão do empenho possui passivo permanente, como, por exemplo, empenho
de despesas de exercícios anteriores (DEA), este agrupamento deve conter informações re-
lativas à conta de passivo correspondente a essas despesas (ex: 21311.04.00 – Contas a
pagar credores nacionais) e ao valor do passivo, que deve ser o valor do empenho.
— 34 —

Figura 14 – Tela de detalhamento da lista de itens do empenho web

Lista de Itens
Natureza de Despesa
339039 - OUTROS SERVICOS DE TERCEIROS - PESSOA JURIDIC
Total da Lista: 0,00

Subelemento 01 - ASSINATURAS DE PERIODICOS E ANUIDADES Total do Subelemento: 0,00

Seq Descrição Valor do


item:
001 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE BOLETIM JORNALÍSTICO COM INFORMAÇÕES
SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS E SOBRE OS PODERES LEGISLATIVO, 0,00
EXECUTIVO E JUDICIARIO. A EXECUÇÃO DO SERVIÇO SE DARA NA
FORMA DA CLÁSULA QUARTA DO CONTRATO E NA PROPOSTA COMERCIAL
DA EMPRESA À PEÇA 9 DO TC 037.404/2019-9. VALOR TOTAL DO
CONTRATO: R$152.004,00. VALOR DA MENSALIDADE: R$12.667,00

Valor unitário Valor TotaL


Data Operação Quantidade
19.422,73 19.422,73
05/01/2021 Inclusão 1.00000
19.422,73 19.422,73
14/01/2021 Anulação 1.00000
Valor total do item 0,00

Fonte: Print de tela do Siafi Web 2021.

LISTA DE ITENS

Com a migração do empenho para o Siafi Web, a lista de itens foi integrada ao empe-
nho, que se tornou uma entidade única e deixou de existir como entidade desassocia-
da do empenho. O agrupamento Lista de itens é de preenchimento obrigatório, sendo
composto pelas seguintes informações:

» ND – informação recuperada automaticamente da célula orçamentária;


» sequencial dos itens – informação gerada automaticamente pelo sistema;
» subelemento – subitem (subelemento) da despesa que está sendo empenhada. O su-
bitem deve classificar o bem e / ou serviço de acordo com o informado no campo Des-
crição. Para se certificar da correção desse item, pode-se utilizar a consulta por meio
da transação >CONNATSOF – Consulta natureza de despesa para a ND informada,
juntando as seguintes informações da NE: ND + Subitem;
— 35 —

» descrição do item – características dos bens / serviços adquiridos ou contratados


referente a um item do empenho. A UG deve caracterizar adequadamente / de-
talhadamente o bem e / ou serviço que está sendo adquirido. Regras necessárias:
• descrever o material de forma clara e completa, indicando item, quantidade, uni-
dade, objeto, marca, preço unitário, preço total e outros elementos relevantes;
• evitar descrições genéricas, como, por exemplo, compra de material de consu-
mo, assinatura de periódicos por um ano;
• não agrupar os materiais em um só item, como: 01 - lápis, borracha, papel car-
bono, clips ... R$ 1.200,00;
• no caso de concessão de suprimento de fundos, descrever objeto, finalidade, nú-
mero do ato, prazo de aplicação e comprovação;
• quando a NE se destinar à cobertura de despesas contratuais, especificar, além
do objeto, vigência, número do contrato, valor global e número do processo cor-
respondente;
• para despesas de exercícios anteriores, além de registrar o número do processo
que reconheceu a dívida pelo ordenador de despesa (Sede – Secof), descrever
o objeto da despesa reconhecida;

Obs.: Para suprimento de fundos emitido pelo Tribunal, alguns itens não são preenchidos,
por se tratar de empenho único para o exercício inteiro, como, por exemplo, os prazos
de aplicação e comprovação.
— 36 —

Figura 15 – Tela de detalhamento da lista de itens do empenho web

Lista de Itens
Natureza de Despesa
339039 - OUTROS SERVICOS DE TERCEIROS - PESSOA JURIDIC Total da Lista: 0,00

Subelemento 01 - ASSINATURAS DE PERIODICOS E ANUIDADES Total do Subelemento: 0,00

Seq Descrição Valor do


item:
001 PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE BOLETIM JORNALÍSTICO COM INFORMAÇÕES
SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS E ECONÔMICOAS E SOBRE OS PODERES 0,00
LEGISLATIVO, EXECUTIVO E JUDICIARIO. A EXECUÇÃO DO SERVIÇO
SE DARA NA FORMA DA CLÁSULA QUARTA DO CONTRATO E NA PROPOSTA
COMERCIAL DA EMPRESA À PEÇA 9 DO TC 037.404/2019-9. VALOR TOTAL
DO CONTRATO: R$152.004,00. VALOR DA MENSALIDADE: R$12.667,00

Valor unitário Valor TotaL


Data Operação Quantidade
19.422,73 19.422,73
05/01/2021 Inclusão 1.00000
19.422,73 19.422,73
14/01/2021 Anulação 1.00000
Valor total do item 0,00

Fonte: Print de tela do Siafi Web 2021.

» operação – campo preenchido automaticamente pelo sistema, com uma das seguin-
tes opções, de acordo com o tipo de operação que está sendo feita:
• inclusão (novo empenho);
• reforço (reforço de empenho);
• anulação (anulação parcial ou total do saldo do empenho do exercício); ou
• cancelamento (anulação de saldo de empenho de restos a pagar);
» data – campo preenchido automaticamente pelo sistema com a data de registro
da operação;
» quantidade – indicar a quantidade do bem ou serviço que está sendo empenhado
no respectivo sequencial, podendo informar até cinco casas decimais;
» valor unitário – informar o valor unitário do bem ou serviço que está sendo em-
penhado no respectivo sequencial, podendo detalhar até quatro casas decimais;
» valor da operação – calculado automaticamente pelo sistema a partir da multi-
— 37 —

plicação da quantidade pelo valor contém informações sobre a validade


unitário informados, sendo efetuado das certidões de regularidade supracita-
o arredondamento matemático para das. Além disso, o conformista deve veri-
duas casas decimais. ficar se a data de validade das referidas
certidões ou da certidão unificada, no
5.1.1 Outros itens a serem observados na caso de certidão obtida no Sicaf. Nesse
conformidade de nota de empenho caso, a data a ser considerada é a data
que consta na linha do campo Lançado
Além da análise da NE propriamente dita, por, que permite aferir se a certidão emi-
o conformista também deve verificar se: tida no Sicaf é recente.

» as certidões de regularidade fiscal e » no respectivo processo objeto do


trabalhista, previstas nos arts. 27 e 29 empenho, consta justificativa com
da Lei 8.666/1993, estão válidas: relação à escolha do prestador de
• regularidade fiscal federal – Re- serviço, inclusive quanto ao preço;
ceita Federal, FGTS e INSS; » a proposta mais vantajosa foi a esco-
• regularidade fiscal estadual e lhida (menor preço ou melhor técni-
municipal – Receita estadual e ca ou, no caso de pregão eletrônico,
municipal; e menor lance ou valor final negocia-
• regularidade trabalhista – Certi- do, conforme a ata do pregão);
dão Negativa de Débitos Traba- » consta autorização (Selip ou Sege-
lhistas (CNDT). dam, conforme o caso) para realiza-
ção da despesa;
Normalmente, essa verificação ocorre » no caso de prestação de mais de um
por meio de certidão única emitida pelo serviço por mais de uma empresa em
Sistema de Cadastramento Unificado de um único processo, foram emitidas,
Fornecedores (Sicaf). A certidão do Sicaf para todas elas, as respectivas NEs,
— 38 —

salvo alguma pendência devidamen- e número e objeto do contrato, bem


te justificada nos autos; como se condizem com os constantes
» as especificações dos serviços na NE das peças do processo;
correspondem aos serviços contra- » consta despacho de abertura do exer-
tados, guardando correspondência cício orçamentário elaborado pela
com a proposta da empresa e minuta área orçamentária (SPR / Dipex);
contratual, se esta existir; » na NE, constam informações como: nú-
» obedecida a ND, na NE, serviços di- mero do processo; número do contra-
ferentes, porém classificados em um to; empresa; CNPJ; tipo de empenho;
único subitem, estão individualizados unidade responsável pela fiscalização
por sequencial, com especificações / atestação da despesa; período da
necessárias ao perfeito conhecimen- vigência do contrato e referido empe-
to do objeto, e serviços diferentes, nho; vigência; objeto; saldo(s) contra-
classificados em mais de uma conta, tual(is); e saldo(s) da(s) NE(s) do exer-
estão individualizados nos respec- cício anterior ou valor proposto para
tivos subitens, de acordo com os re- inscrição em restos a pagar;
quisitos da Portaria STN 448/2002. • no empenho, o número do contra-
to, o tipo de empenho, a empre-
5.1.1.1 Empenho para o início do exercício sa, o CNPJ, a vigência e o objeto
coincidem com os dados do termo
Quando se tratar de empenho emitido contratual (termo de contrato ou
para o início do exercício, o conformista termo aditivo ou termo de apos-
deve verificar se: tilamento) utilizado para os pa-
gamentos do exercício, conforme
» na capa do processo relativo ao em- consulta ao sistema Contrata;
penho, o campo Assunto contém, de
maneira sucinta, dados como a que » no despacho de abertura do exer-
exercício se referem os pagamentos cício citado acima, o valor proposto
— 39 —

para se empenhar no exercício que » no caso de prorrogação contratual,


se inicia se enquadra em uma da se- a NE foi emitida em nome e no CNPJ
guintes hipóteses: da empresa objeto da prorrogação
• o(s) saldo(s) contratual(is) di- contratual;
minuído(s) do(s) saldo(s) da(s) » o(s) valor(es) descrito(s) na NE de
respectiva(s) NE(s) do exercício reforço abrange(m) apenas o exercí-
anterior ou valor proposto para cio a que se refere a NE reforçada e
inscrição em restos a pagar; ou condiz(em) com o(s) valor(es) da mi-
• o resultado da média de gastos nuta da prorrogação contratual.
mensais, observada no exercício
anterior, multiplicada pelos me- 5.1.1.3 Empenho de reajuste contratual
ses / dias proporcionais de vigên-
cia contratual no atual exercício; Quando se tratar de reajuste contratu-
• no caso de duodécimo, o valor al (repactuação), o conformista deve
corresponde a 1/12 do valor verificar se:
anual das despesas, no caso de
empenho estimativo, ou ao valor » consta nos autos autorização (Selip
mensal previsto em contrato, no ou Segedam) para reajuste (repactu-
caso de empenho global com ação) contratual;
valor mensal fixado em contrato. » a NE de reforço foi emitida em nome
e no CNPJ da empresa objeto do re-
5.1.1.2 Empenho de prorrogação contratual ajuste e no seu cabeçalho consta que
é reforço da NE original;
Quando se tratar de prorrogação con- » está correta a emissão da NE de re-
tratual, o conformista deve verificar se: forço, visto que as despesas reajusta-
das se referem a períodos abarcados
» consta nos autos autorização (Selip ou pela NE reforçada;
Segedam) para prorrogação contratual;
— 40 —

» a NE reforçada é do tipo global ou • 622920101 – Empenho original


estimativa; do exercício;
» o(s) valor(es) descrito(s) na NE de • 622920102 – Empenhos em li-
reforço abrange(m) apenas o exercí- quidação;
cio a que se refere a NE reforçada e • 631100000 – RPNP não proces-
condiz(em) com o(s) valor(es) da mi- sado a liquidar;
nuta da prorrogação contratual. • 631200000 – RPNP não proces-
sado a liquidar em liquidação;
5.1.1.4 Empenho de anulação de • 631300000 – RPNP não proces-
saldo de outro empenho sado liquidado a pagar;
• 632100000 – RP processado a
Quando se tratar de empenho de anu- pagar.
lação de saldo de outro empenho, o
conformista deve verificar se: 5.1.1.5 Empenho de despesas de
exercícios anteriores
» a NE de anulação foi emitida em
nome e no CNPJ do empenho origi- Quando se tratar de empenho de DEA,
nal cujo saldo está sendo anulado e o conformista deve verificar se:
no seu cabeçalho consta que se trata
de anulação da NE original; » no campo Observação, constam
» o valor do empenho de anulação informações sobre o termo aditivo
corresponde ao valor constante no ou de apostilamento ou mesmo des-
despacho que determinou a anula- pacho da autoridade competente
ção do saldo do empenho original; que determinou o reconhecimento e
» o saldo do empenho original foi anu- consequente empenho da DEA, bem
lado corretamente, consultando o Sia- como o período a que se referem, e
fi, por meio da transação >CONRA- se consta a publicação do respectivo
ZAO, da respectiva conta de controle: extrato de reconhecimento da DEA;
— 41 —

» o valor do empenho de DEA corresponde ao valor contido no termo contratual e extrato


de publicação anexados ao respectivo processo eletrônico;
» o passivo das despesas foi registrado previamente, por meio de lançamento contábil
(emissão de documento hábil (DH) PA no Siafi Web), na respectiva conta de passivo
(ex: 213110400 – Contas a pagar credores nacionais);
» a ND e o respectivo subitem correspondem a ND de DEA e estão corretos.

5.2 Análise da conformidade de registro orçamentário

Figura 16 – Tela da transação DIARIO – Detalhamento do documento RO

SIAFI2021-CONTABIL-DEMONSTRA-DIARIO (CONSULTA DIARIO CONTABIL)_________


15/01/21 09:57 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO : 14Jan21 NUMERO : 2021RO000153
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
FAVORECIDO : 17453147/0001-30 IGUACU DESENVOLVIMENTO LTDA

DOCUMENTO WEB : 2021NE000081

INF. COMPLEMENTAR :
SISTEMA ORIGEM : SIAFI
TAXA DE CAMBIO :
CEL. ORCAMENTARIA : 1 167469 0150000000 339037 030039 ADM

OBSERVACAO
PARA DETALHAR A FONTE 150.
L EVENTO INSCRICAO CLAS.CONT CLAS.ORC V A L O R
001 401203 33903701 554,36
LANCADO POR : 99999999999 - NONONONONON UG : 030001
14Jan21 11:36

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 42 —

Na análise da conformidade do RO relacionado à contabilização de uma NE emitida


a partir do modulo orçamentário no Siafi Web, devem-se observar os seguintes campos
e / ou itens:

Data de emissão – verificar se o empenho não foi emitido com data retroativa, o que é veda-
do. Recomenda-se, sempre, que se utilize a data do dia da emissão da NE.
Número – informar o número do RO, gerado de forma sequencial e automática pelo
Siafi, quando do registro de operações em uma NE.
UG / gestão emitente – verificar se o código da UG está correto. Esse erro pode ocor-
rer quando usuários de outras UGs, com prerrogativas especiais, informam o número
incorreto da UG emitente.
Favorecido – informar o CNPJ, no caso de PJ, ou CPF, no caso de PF, do favorecido no
empenho. O favorecido deve ser o vencedor do processo licitatório, que deve ser che-
cado no respectivo processo, consultando-se a peça relativa à publicação do extrato no
Diário Oficial ou, nos casos de dispensa de licitação, fornecedor selecionado dentre os
três orçamentos apresentados. Observe-se que a publicação ocorre, inclusive, nos casos
de inexigibilidade. Somente é dispensada a publicação nos casos dos incisos I e II do
art. 24 da Lei 8.666/1993 (dispensa de licitação), conforme o art. 26 da mesma lei.
Documento web – informar o número da NE objeto do RO.
Inf. complementar – campo, de até 100 caracteres, de preenchimento facultativo. Deve
conter outras informações que a UG julgue importante constar da NE.
Sistema origem – indicar quando a NE foi emitida automaticamente por sistema in-
formatizado. Possui numeração no formato AAAANE800XXX. No TCU, os empenhos
emitidos a partir do SGO têm este campo preenchido com a nomenclatura APISIAFI.
Taxa de câmbio – informar a taxa de câmbio utilizada, no caso de empenho de despe-
sas em moeda estrangeira.
— 43 —

Figura 17 – Tela da transação DIARIO – Detalhamento do documento RO

__ SIAFI2021-CONTABIL-DEMONSTRA-DIARIO (CONSULTA DIARIO CONTABIL)______


15/01/21 09:57 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO : 14Jan21 NUMERO : 2021RO000153
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
FAVORECIDO: 17453147/0001-30 IGUACU DESENVOLVIMENTO LTDA

DOCUMENTO WEB : 2021NE000081


INF. COMPLEMENTAR :
SISTEMA ORIGEM : SIAFI
TAXA DE CAMBIO :
CEL. ORCAMENTARIA : 1 167469 0150000000 339037 030039 ADM

OBSERVACAO
PARA DETALHAR A FONTE 150.
L EVENTO INSCRICAO CLAS.CONT CLAS.ORC V A L O R
001 401203 33903701 554,36
LANCADO POR: 99999999999 - NONONONONON UG : 030001 14Jan21 11:36

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.

Cel. orçamentária – informar, de forma resumida, as seguintes informações relativas à


célula orçamentária utilizada na emissão do respectivo empenho no Siafi Web:
» código da esfera na qual está sendo consignado o orçamento, sendo:
• 1 – Orçamento Fiscal; ou
• 2 – Orçamento da Seguridade Social (ex: despesas com exames médicos periódicos).
» PTRES – inserir o PTRES do respectivo crédito orçamentário disponibilizado para emissão
do empenho. Deve-se confirmar se o código de seis dígitos informado no campo corres-
ponde ao código do PTRES das despesas. No TCU, a conferência dessa informação é
realizada com base em planilha definida anualmente pelo SPR / Dipex.
— 44 —

» Fonte de recursos – indicar, no cam- • 030001 – TCU Sede;


po numérico de dez posições, a fonte • 030032 – Secretaria de Comu-
dos recursos financeiros que identifi- nicação (Secom);
ca a origem dos créditos orçamen- • 030033 –Assessoria de Rela-
tários utilizados. No TCU, as fontes ções Institucionais e Cerimonial
mais comumente utilizadas são: (Aceri);
• 0100000000 – Geralmente • 030034 – Secretaria de En-
usada para despesas gerais; genharia e Serviços de Apoio
• 0150000000 – Custeio / Inves- (Senge);
timento; • 030035 – Secretaria de Lici-
• 0151000000 – Custeio folha tações, Contratos e Patrimônio
de pessoal. (Selip);
• 030036 – Secretaria de Se-
» Natureza da despesa – inserir a natu- gurança e Serviços de Apoio
reza das despesas objeto do empenho. (Sesap);
Deve ser compatível com o subitem da • 030037 – Secretaria de Gestão
despesa informado na lista de itens do de Pessoas (Segep);
empenho. A relação de NDs pode ser • 030038 – Secretaria de Rela-
consultada no Siafi Operacional, por ções Internacionais (Serint);
meio da transação >CONNATSOF. • 030039 – Gestão Cultural e
» UGR – informar a UG responsável Museu;
pela realização de parte do programa • 030040 – Secretaria-Geral
de trabalho por ela descentralizada. Adjunta de Administração
No âmbito do TCU, são as seguintes (Adgedam);
as UGRs responsáveis por programas • 030204 – Secretaria de Infraes-
de trabalho descentralizados: trutura de Tecnologia da Informa-
ção (Setic).
— 45 —

» Plano Interno – indicar o PI atualmente utilizado pelas UGs. Os códigos de PIs utiliza-
dos no TCU seguem relacionados abaixo:
• ADM – Despesas gerais do TCU;
• CREDE0120 – Edital de credenciamento 1/2020;
• FOPAG – Despesas vinculadas à folha de pagamento;
• FOPAG2 – Despesa vinculada à folha de pagamento – ressarcimento de servidores;
• ISC – Despesas com capacitação.

Observação – inserir as informações necessárias para que haja a conferência da correta


contabilização. São as mesmas informações contidas no campo Descrição da NE.

Figura 18 – Tela da transação DIARIO – Detalhamento do documento registro orçamentário

__ SIAFI2021-CONTABIL-DEMONSTRA-DIARIO (CONSULTA DIARIO CONTABIL)_______


15/01/21 09:57 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO : 14Jan21 NUMERO : 2021RO000153
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
FAVORECIDO: 17453147/0001-30 IGUACU DESENVOLVIMENTO LTDA

DOCUMENTO WEB : 2021NE000081


INF. COMPLEMENTAR :
SISTEMA ORIGEM : SIAFI
TAXA DE CAMBIO :
CEL. ORCAMENTARIA : 1 167469 0150000000 339037 030039 ADM
OBSERVACAO
PARA DETALHAR A FONTE 150.
L EVENTO INSCRICAO CLAS.CONT CLAS.ORC V A L O R
001 401203 33903701 554,36
LANCADO POR: 99999999999 - NONONONONON UG : 030001 14Jan21 11:36

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 46 —

L (linha) e Evento – campos de preenchimento automático pelo Siafi. Correspondem ao


número da linha e respectivo evento utilizado pela situação usada quando da emissão e
do registro do respectivo empenho. Para cada tipo de operação registrada pelo empe-
nho, há um evento específico, conforme tabela abaixo.

Quadro 1 – Eventos utilizados nos registros do empenho web

EVENTOS UTILIZADOS NOS REGISTROS DO EMPENHO WEB

EVENTO OPERAÇÃO

40.1.201 Inclusão de NE S / passivo anterior


40.1.202 Reforço de NE S / passivo anterior
40.1.203 Anulação de empenho S / passivo anterior
40.1.204 Anulação de NE S / passivo anterior por indisponibilidade de caixa

40.1.205 Inclusão e / ou reforço de NE C / passivo anterior (DEA)


40.1.206 Anulação de empenho C/ passivo anterior
40.1.206 Anulação de NE com passivo por indisponibilidade de caixa

40.1.207 Cancelamento de NE de RPNP


40.1.208 Cancelamento de NE de RP S/ passivo anterior
40.1.208 Anulação de NE de RP S/ passivo anterior por indisponibilidade de caixa
40.1.209 Cancelamento de NE de RP C/ passivo anterior
40.1.209 Anulação de NE de RP C/ passivo anterior por indisponibilidade de caixa

Fonte: Transação CONEVENTO - Siafi 2021.


— 47 —

Inscrição e clas. cont. – campos normalmente não preenchidos pelo sistema quando da
emissão do RO.
Clas. orc. – informar as respectivas contas orçamentárias de despesas utilizadas na liqui-
dação e no pagamento objeto da NS. A conta de despesa informada corresponde à ND
e ao respectivo subitem do empenho constante na mesma linha no campo Inscrição. Para
consultar as contas orçamentárias de despesas, deve-se utilizar a transação >CONNAT-
SOF, no Siafi Operacional.
Valor – inserir o valor total da lista de itens do empenho.
— 48 —

6 ANÁLISE DA CONFORMIDADE DE
NOTA DE LANÇAMENTO E NOTA
DE LANÇAMENTO DE SISTEMA

O presente tópico orienta a análise da conformidade de registros de gestão


de NLs e NSs.

Primeiramente, convém esclarecer a diferença entre esses documentos.

» NL – documento emitido manualmente no Siafi Operacional (tela preta), por meio


da transação >NL, que permite registrar eventos contábeis não vinculados a docu-
mentos específicos. A NL é o documento que permite ao usuário fazer diretamente
registro de atos / fatos contábeis.
» Atualmente, a NL somente é utilizada em casos excepcionais, para realizar re-
gistros contábeis relacionados de diversas naturezas, quando não é possível
realizar esses registros por meio do registro de um DH no Siafi Web. Ex: Baixa
de responsabilidade por diárias concedidas em exercícios anteriores, lançamentos
contábeis relacionados a transferências de bens entre UGs etc.
» NS – documento emitido automaticamente pelo Siafi, a partir do registro de um
DH no Siafi Web, o qual permite registrar eventos contábeis de forma automática. A
— 49 —

NS tem a mesma finalidade da NL, só que é gerada automaticamente pelo Siafi e,


geralmente, está vinculada a um DH específico (ex: NP, AV, PA, SF etc.).
» DH – documento gerado a partir do Siafi Web pelo qual são efetuados os registros
contábeis concomitantemente ao registro do documento no Siafi. O DH é que dá
origem a compromissos de pagamento ou recebimento.

Figura 19 – Tela da transação DIARIO – Detalhamento da nota de lançamento de sistema

__ SIAFI2020-CONTABIL-DEMONSTRA-DIARIO (CONSULTA DIARIO CONTABIL)_______


16/06/20 11:20 NS USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 15Jun20 VALORIZACAO: 15Jun20 NUMERO: 2020NS003352

UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO

FAVORECIDO: 10631328/0001-60 - EXPECTA SERVICOS EM MEDICINA PREVENTIVA

TITULO DE CREDITO : 2020NP000634 DATA VENCIMENTO : 16Jun20


OBSERVACAO
NFS-E 2129 (R$ 42.170,38). CONTRATO 12/2018. TC 037.077/2019-8.
TF: 9.45. ISS: 2.00. INSS: 11.00. PERÍODO: MAIO/2020. PRESTAÇÃO DE
SERVIÇOS CONTINUADOS DE ENFERMAGEM, COM DISPONIBILIZAÇÃO DE MÃO DE
OBRA.

L EVENTO INSCRICAO CLAS.CONT CLAS.ORC V A L O R


01 511005 2020NE000168 332310200 33903701 42.170,38
02 401002 2020NE000168 33903701 42.170,38
03 521214 2020NE000168 213110400 33903701 42.170,38
04 591700 ICTCU12RB 812310201 42.170,38
05 521462 2020NE000168 6190 3.985,10
06 531214 2020NE000168 213110400 33903701 9.467,24
07 521468 2020NE000168 17829701M 843,40
08 521467 2020NE000168 2640 4.638,74
LANCADO POR : 29595266191 - ROSANEA 15Jun20 09:58

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 50 —

6.1 Conformidade da nota de » registro de valores devolvidos para


lançamento de sistema estorno da despesa via GRU – este
procedimento visa a regularizar
eventuais saldos na conta transitória
Na análise da conformidade da NS, de- 2.1.8.9.1.36.01 – GRU valores em
vem-se observar os seguintes campos e / trânsito, para estorno da despesa
ou itens: da UG, geralmente relacionados à
devolução de suprimento de fun-
Data de emissão e data de valoriza- dos, diárias, créditos da folha de
ção – inserir as datas. O Siafi permite pagamento e / ou valores pagos
a emissão da NS com data de contabi- indevidamente. Caso a devolução
lização diversa à do dia do respectivo dos valores ocorra no final do mês,
lançamento. Todavia, a data de emis- a respectiva contabilização na conta
são deve ser compatível com a efetiva supracitada ocorre somente dois dias
ocorrência dos fatos que geraram sua úteis depois, com data retroativa ao
emissão. Como regra geral, a NS é re- mês anterior. Com isso, a regulariza-
gistrada sempre na data em que o res- ção deve ser realizada, também, com
pectivo DH foi registrado no Siafi. data retroativa ao último dia do mês
Em casos excepcionais, pode-se regis- anterior, a fim de evitar registro de
trar a NS com data retroativa, nas se- restrição contábil para a UG, tendo
guintes situações: em vista que é vedada a existência
de saldo na conta 2.1.8.9.1.36.01 no
» movimentação de bens entre UGs – fechamento contábil do mês;
o documento de movimentação de » regularização de ordens bancárias
bens deve ter data de emissão com- canceladas – quando ordens bancá-
patível com a efetiva transferência rias relacionadas à folha de paga-
dos bens ou o recebimento; mento são canceladas pelo Banco
— 51 —

Central do Brasil (Bacen) por motivos ALERTA: De forma a evitar incon-


diversos, como, por exemplo, domi- sistências nos registros contá-
cílio bancário inexistente, o cancela- beis, recomenda-se que os cam-
mento gera saldo na conta transitória pos Data de emissão e Data de
valorização sejam preenchidos
2.1.8.9.1.36.03 – Ordens bancárias
com a mesma data.
canceladas na respectiva UG, cujo
saldo deve ser regularizado, imprete-
rivelmente, até o fechamento contábil UG / gestão emitente – conteúdo intrín-
do mês corrente, a fim de evitar regis- seco à natureza do lançamento. O cam-
tro de restrição contábil para a UG. po é preenchido automaticamente pelo
Quando uma OB da folha é emitida sistema, quando do registro do respecti-
no último dia do mês, seu cancela- vo DH. Como regra, somente servidores
mento ocorre no dia seguinte, já no cadastrados na UG podem fazer regis-
mês subsequente. Porém, a contabili- tros contábeis. No entanto, em casos ex-
zação do valor da OB cancelada na cepcionais, o sistema permite que servi-
conta 2.1.8.9.1.36.03 – Ordens ban- dores de outra unidade façam registros
cárias canceladas ocorre com data contábeis em outras UGs (ex: a setorial
do mês anterior (data em que a OB contábil pode, excepcionalmente, reali-
foi emitida). Nesse caso, a regulari- zar registro em uma UG subordinada).
zação do cancelamento e saldo na Favorecido – inserir o CNPJ, no caso
conta 2.1.8.9.1.36.03 demandam a de PJ, ou o CPF, no caso de PF, ou a UG
emissão de nova OB, gerada a partir / gestão, no caso de serviço prestado
de um DH DT, com data retroativa ao por empresa pública, como, por exem-
último dia do mês anterior, conforme plo, o Serviço Federal de Processamen-
orientações contidas na Macrofun- to de Dados – Serpro, do favorecido
ção Siafi 021006 – Manual de Re- das despesas que estão sendo liquida-
gularizações Contábeis. das e pagas.
— 52 —

Título de crédito – campo preenchido automaticamente pelo Siafi, com o número do


respectivo DH que gerou a NS em questão.
Data de vencimento – inserir a data de vencimento do pagamento, no caso de NS
relacionada ao registro contábil de liquidação e pagamento de despesas. Geralmente,
a data consta no documento fiscal objeto do pagamento ou, então, é informada pela
unidade fiscalizadora do contrato cujas despesas estão sendo liquidadas e pagas.
Nos demais casos em que a NS se refere a lançamentos contábeis diversos (ex.: movi-
mentação de bens), inserir a data de emissão / registro desses lançamentos contábeis.

Figura 20 – Tela da transação DIARIO – Detalhamento da nota de lançamento de sistema


SIAFI2020-CONTABIL-DEMONSTRA-DIARIO (CONSULTA DIARIO CONTABIL)_________
16/06/20 11:20 NS USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 15Jun20 VALORIZACAO: 15Jun20 NUMERO: 2020NS003352
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
FAVORECIDO: 10631328/0001-60 - EXPECTA SERVICOS EM MEDICINA PREVENTIVA
TITULO DE CREDITO: 2020NP000634 DATA VENCIMENTO: 16Jun20
OBSERVACAO

NFS-E 2129 (R$ 42.170,38). CONTRATO 12/2018. TC 037.077/2019-8. TF:


9.45. ISS:2.00. INSS: 11.00. PERÍODO: MAIO/2020. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS
CONTINUADOS DE ENFERMAGEM, COM DISPONIBILIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA.

L EVENTO INSCRICAO CLAS.CONT CLAS.ORC V A L O R


01 511005 2020NE000168 332310200 33903701 42.170,38
02 401002 2020NE000168 33903701 42.170,38
03 521214 2020NE000168 213110400 33903701 42.170,38
04 591700 ICTCU12RB 812310201 42.170,38
05 521462 2020NE000168 6190 3.985,10
06 531214 2020NE000168 213110400 33903701 9.467,24
07 521468 2020NE000168 17829701M 843,40
08 521467 2020NE000168 2640 4.638,74
LANCADO POR : 29595266191 - ROSANEA 15Jun20 09:58

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 53 —

Observação – com base nas orien- pesas com deslocamento de servidor


tações contidas no art. 5º da Portaria – 33903396); valor da concessão;
Segedam 38/2011, que disciplina os prazos de aplicação e comprova-
procedimentos e prazos para registro de ção; e número do processo;
conformidade dos atos e fatos de gestão » despesas diversas – devem constar:
nas unidades gestoras executoras do número da NF, do recibo ou da fa-
TCU, o campo Observação da NS deve tura; valor total do pagamento; nú-
conter todas as informações necessárias mero do processo; número do con-
à completa identificação do fato / ato trato; mês de competência; síntese
contábil registrado. No caso de: do produto ou serviço; alíquotas dos
tributos recolhidos (TF, ISS, INSS) ;
» concessão de diária – devem cons- redução da base de cálculo de tribu-
tar: número do evento de concessão; tos, quando houver; valor da glosa,
período; número de diárias conce- quando houver; e opção pelo sim-
didas; valor considerado; trecho da ples nacional, quando for o caso;
viagem; e quilometragem envolvida, » registro de contrato – devem constar:
quando houver ressarcimento por número do termo do contrato; des-
quilômetro rodado; crição suscinta dos serviços ou bens
» concessão de suprimento de fundos adquiridos; valor do contrato; perío-
– devem constar: número da portaria do da vigência contratual; e número
de concessão; descrição da despesa do processo;
(aquisição de material de consumo » operação diversa – devem constar:
– ND33903096; prestação de ser- descrição suscinta do lançamento re-
viços - PJ – 33903996; prestação alizado; documentos retificados; justi-
de serviços - PF – 33903696; des- ficativa; valor; e número do processo.
— 54 —

Figura 21 – Tela da transação DIARIO – Detalhamento da nota de lançamento de sistema

__ SIAFI2020-CONTABIL-DEMONSTRA-DIARIO (CONSULTA DIARIO CONTABIL)_________


16/06/20 11:20 NS USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 15Jun20 VALORIZACAO: 15Jun20 NUMERO: 2020NS003352
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
FAVORECIDO: 10631328/0001-60 - EXPECTA SERVICOS EM MEDICINA PREVENTIVA
TITULO DE CREDITO : 2020NP000634 DATA VENCIMENTO : 16Jun20

OBSERVACAO
NFS-E 2129 (R$ 42.170,38). CONTRATO 12/2018. TC 037.077/2019-8. TF:
9.45. ISS: 2.00. INSS: 11.00. PERÍODO: MAIO/2020. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS
CONTINUADOS DE ENFERMAGEM, COM DISPONIBILIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA.

L EVENTO INSCRICAO CLAS.CONT CLAS.ORC V A L O R


01 511005 2020NE000168 332310200 33903701 42.170,38
02 401002 2020NE000168 33903701 42.170,38
03 521214 2020NE000168 213110400 33903701 42.170,38
04 591700 ICTCU12RB 812310201 42.170,38
05 521462 2020NE000168 6190 3.985,10
06 531214 2020NE000168 213110400 33903701 9.467,24
07 521468 2020NE000168 17829701M 843,40
08 521467 2020NE000168 2640 4.638,74

LANCADO POR : 29595266191 - ROSANEA 15Jun20 09:58

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 55 —

L (linha) e Evento – estes campos são Clas. cont. – inserir informações concer-
de preenchimento automático pelo Siafi nentes à conta de VPD ou passivo en-
e correspondem ao número da linha na volvida na liquidação e no pagamento
NS e respectivo evento utilizado pela si- das despesas objeto da NS. No caso de
tuação usada quando da emissão e do lançamentos relacionados à movimen-
registro do respectivo DH. tação de bens, inserir a conta de ativo
Inscrição – inserir o número da NE ou (123XXYYZZ) correspondente aos bens
inscrição contratual (ICTCUXXYY) con- que estão sendo movimentados (enviados
cernente às despesas que estão sendo e / ou recebidos) pela UG. Para consul-
liquidadas e pagas. Inserir, também, o tar as contas de VPD e ativo, deve-se
código de retenção dos tributos recolhi- utilizar as transações >CONORIGEM e /
dos e respectivo empenho informado na ou >CONCONTA, no Siafi Operacional.
aba Dedução, no DH. No caso de pa- Obs.:Como forma de auxiliar a análise das
gamento de despesas com prestação de informações deste campo na NS, a Direto-
serviços, o conformista deve verificar se ria de Contabilidade (Dicon) / Secretaria
o(s) empenho(s) e a(s) respectiva(s) con- de Orçamento, Finanças e Contabilidade
ta(s) de controle contratual(is) referem- (Secof) dispõe de planilha Excel contendo
-se apenas ao contrato em questão ou tabelas De – Para, com as VPDs.
abarcam o período em que os serviços Clas. orç. – informar as respectivas con-
objeto do pagamento foram prestados. tas orçamentárias de despesa utilizadas
Para conferir essas informações, deve-se na liquidação e no pagamento objeto
consultar o respectivo processo de pa- da NS. A conta de despesa informada,
gamento, acessando as peças relativas à neste caso, corresponde à ND e ao res-
NE e ao termo de contrato concernente pectivo subitem do empenho constante
à inscrição ICTCUXXYY utilizada. na mesma linha, no campo Inscrição.
— 56 —

Para consultar as contas orçamentárias de despesas, deve-se utilizar a transação


>CONNATSOF, no Siafi Operacional.
Valor – inserir o valor da despesa que está sendo debitada do respectivo empenho ou da
inscrição ICTCUxxyy informados na mesma linha, no campo Inscrição. No caso de lança-
mentos relacionados à movimentação de bens, inserir o valor dos bens registrados na res-
pectiva conta de ativo (123XXYYZZ) informada no campo Clas. cont. Para conferir a veraci-
dade das informações, deve-se consultar o respectivo processo de fiscalização da despesa.

6.2 Conformidade da nota de lançamento


Considerando que a NL é muito similar à NS, contendo praticamente os mesmos cam-
pos, orienta-se que, quando da análise da conformidade de NL, o conformista siga as
orientações contidas no item 6.1.
— 57 —

Figura 22 – Tela da transação CONNL – Detalhamento da nota de lançamento

__ SIAFI2020-DOCUMENTO-CONSULTA-CONNL (CONSULTA NOTA DE LANCAMENTO)_____


09/11/20 14:47 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 16Jan20 VALORIZACAO : 16Jan20 NUMERO: 2020NL000004
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
FAVORECIDO: 153032 / 15251 - UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
TITULO DE CREDITO : DATA VENCIMENTO:
SISTEMA ORIGEM:
OBSERVACAO
BAIXA DE REGISTRO DO ACOMPANHAMENTO DA PROGRAMAÇÃO ORÇAMENTÁRIA
REFERENTE A CRÉDITOS/RECURSOS REPASSADOS A UNIVERSIDADE FEDERAL
DE LAVRAS EM VIRTUDE DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTROLE, DETECTAÇÃO E
REPRESSÃO DE DESVIOS.

L EVENTO INSCRICAO CLAS.CONT CLAS.ORC V A L O R


01 590212 2018695773 2.354,70
02 590212 2019695773 13.210,89
03 590212 2020695773 11.235,42

LANCADO POR: 63615029100 - FABRICIOSM UG : 030001 16Jan20 15:22

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 58 —

7 ANÁLISE DA CONFORMIDADE
DE ORDEM BANCÁRIA

O presente tópico contém orientações relativas à análise da conformidade de registros


de gestão de OBs.

Tendo em vista que o Siafi vincula a emissão da OB ao prévio registro da respectiva


liquidação das despesas, contabilizada pela NS, as informações usadas na geração da
OB são as mesmas utilizadas na emissão da NS.

Entende-se que, uma vez tendo sido realizada a análise da NS e dos eventuais docu-
mentos de retenção de tributos (DARF, DAR e GPS) e estando corretas as informações
de contabilização da liquidação da despesa, as informações de contabilização da OB
(número do empenho, conta de passivo, VPD, valor etc.) também estão. Por essa razão,
os comentários acerca da análise da conformidade da OB são limitados a alguns pontos
relevantes que devem ser observados, conforme disposto a seguir.
— 59 —

Figura 23 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento de ordem bancária

__ SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS


DE GESTAO)
18/06/20 10:27 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 16Jun20 TIPO OB: 12 NUMERO: 2020OB801216

UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO

BANCO: 001 AGENCIA: 1607 CONTA CORRENTE : 997380632

FAVORECIDO: 37998358/0001-65 - SANTAFE IDEIAS E COMUNICACAO LTDA


BANCO : 001 AGENCIA : 3478 CONTA CORRENTE : 132683X
DOCUMENTO ORIGEM: 030001/00001/2020NP000631 SIST. ORIGEM: GESTAOCOMP
NUMERO BANCARIO: 002299933-7 PROCESSO : TC-037.353/2019-5
VALOR : 110.133,30

IDENT. TRANSFER. :
OBSERVACAO DATA SAQUE BACEN: 16/06/20
NFS-E 992 (R$ 121.627,06). CONTRATO 23/2016. TC 037.353/2019-5. TF:
9.45. PERÍODO: 1 A 31/5/2020. SERVIÇOS DE APOIO TÉCNICO NA ÁREA DE
COMUNICAÇÃO SOCIAL E RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA PARA O TCU.
L EVENTO INSCRICAO CLAS.CONT CLAS.ORC VALOR
01 401003 2020NE000226400 33903947 110.133,30
02 531814 2020NE000226 213110400 33903947 110.133,30
03 561602 0100000000400C 110.133,30

ASS. ORDENADOR DESPESA: 621.433.106-25 DATA: 15Jun20 HORA: 12:42


ASS. GESTOR FINANCEIRO: 014.431.217-46 DATA: 16Jun20 HORA: 12:54
LIBERACAO STN : DATA: HORA:
REMESSA DO BANCO DO BRASIL : 02028 DATA: 16Jun20 HORA: 13:10
NUMERO OPERACAO SPB : 00394460202006162407839
NUM. DA ORDEM DE PAGAMENTO : 2020OP001223
LANCADO POR: 01443121746 - FABRICIONL UG: 030001 16Jun20 12:54

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 60 —

Data de emissão – inserir a data em que a OB foi gerada, tendo em vista que o Siafi não
permite a emissão de OB com data retroativa.
Tipo de OB – inserir o código de dois dígitos que indica o tipo de OB utilizado no paga-
mento, conforme quadro-resumo descrito a seguir.
Como as opções de tipo de OB disponíveis neste campo estão desatualizadas, em relação
ao Manual Simplificado de OB, editado em 2019 e recentemente atualizado pela STN, re-
comenda-se ao servidor conformista o estudo detalhado de cada tipo de OB e dos res-
pectivos horários-limite para emissão, disponíveis no site da STN, no link: https://www.
gov.br/tesouronacional/pt-br/siafi/servicos/ordens-bancarias/manual-ordem-bancaria.

Quadro 2 – Tipos de OB

10 – OB de conta única para conta única


11 – OBC / OBB para terceiros em outros bancos
12 – OBC para terceiros no mesmo banco
13 – OBB para mesmo banco / agência
14 – OBC para a própria UG no mesmo banco / agência
15 – OBP de valor inferior ao limite
16 – OBP de valor superior ao limite
19 – OB devolução
21 – OBC de outras contas para conta única
22 – OBS de cancelamento (após remessa)
23 – OBS de cancelamento OB SPB (após remessa)
24 – OBS de cancelamento de OB de conta única
26 – OBC de crédito retido
27 – OB conta única para aplicação no BB
28 – OB conta única para aplicação em outros bancos

Fonte: Transação CONOB – Siafi 2020.


— 61 —

Figura 24 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento de ordem bancária

__ SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS


DE GESTAO)
18/06/20 10:27 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 16Jun20 TIPO OB: 12 NUMERO : 2020OB801216
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
BANCO : 001 AGENCIA : 1607 CONTA CORRENTE : 997380632
FAVORECIDO: 37998358/0001-65 - SANTAFE IDEIAS E COMUNICACAO LTDA
BANCO : 001 AGENCIA : 3478 CONTA CORRENTE : 132683X
DOCUMENTO ORIGEM: 030001/00001/2020NP000631 SIST. ORIGEM: GESTAOCOMP

NUMERO BANCARIO: 002299933-7 PROCESSO : TC-037.353/2019-5


VALOR : 110.133,30
IDENT. TRANSFER. :
OBSERVACAO DATA SAQUE BACEN: 16/06/20
NFS-E 992 (R$ 121.627,06). CONTRATO 23/2016. TC 037.353/2019-5. TF:
9.45. PERÍODO: 1 A 31/5/2020. SERVIÇOS DE APOIO TÉCNICO NA ÁREA DE
COMUNICAÇÃO SOCIAL E RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA PARA O TCU.
L EVENTO INSCRICAO CLAS.CONT CLAS.ORC VALOR
01 401003 2020NE000226400 33903947 110.133,30
02 531814 2020NE000226 213110400 33903947 110.133,30
03 561602 0100000000400C 110.133,30

ASS. ORDENADOR DESPESA : 621.433.106-25 DATA: 15Jun20 HORA: 12:42


ASS. GESTOR FINANCEIRO : 014.431.217-46 DATA: 16Jun20 HORA: 12:54
LIBERACAO STN : DATA: HORA:
REMESSA DO BANCO DO BRASIL: 02028 DATA: 16Jun20 HORA: 13:10
NUMERO OPERACAO SPB : 00394460202006162407839
NUM. DA ORDEM DE PAGAMENTO : 2020OP001223
LANCADO POR: 01443121746 - FABRICIONL UG : 030001 16Jun20 12:54

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 62 —

UG / gestão emitente – conteúdo intrín- ALERTA: No caso de pagamento de fa-


tura / boleto utilizando código de bar-
seco à natureza do lançamento. O cam-
ras, obrigatoriamente, a OB é do tipo
po é preenchido automaticamente pelo OBD – OB fatura. Com isso, o campo
Siafi, quando do registro do respectivo Favorecido deve conter o CNPJ do
DH, e indica a UG emitente da OB. Como Banco do Brasil (00000000/0001-91
regra, somente os servidores cadastrados – Banco do Brasil S.A).
numa UG podem fazer registros contá-
beis. No entanto, em casos excepcionais, Banco, Agência e Conta corrente – in-
o sistema permite que servidores de outras serir os dados bancários do credor da
unidades façam registros contábeis em OB. Normalmente, os dados bancários
outras UGs (ex: a setorial contábil pode, do favorecido constam no documento
excepcionalmente, realizar registro em fiscal objeto do pagamento que está
uma UG subordinada). sendo analisado e já foram previamente
Banco, Agência e Conta corrente – in- cadastrados no Siafi, podendo ser con-
serir os dados bancários da UG paga- sultados no Siafi Operacional, por meio
dora da OB, os quais podem ser consul- da transação >CONDOMCRED – Con-
tados no Siafi Operacional, por meio da sulta domicílio banco credor.
transação >CONDOMBAN – Consulta Obs.: Quaisquer erros nos dados bancá-
domicílio bancário. rios do favorecido da OB ocasionam can-
Favorecido – inserir o CNPJ, no caso de celamento automático da respectiva OB,
PJ, ou o CPF, no caso de PF, ou a UG pelo motivo de domicílio bancário ine-
/ gestão, no caso de serviços prestados xistente. Nesse caso, o setor responsável
por empresa pública, como, por exem- pela emissão da OB deve providenciar,
plo, o Serpro, do favorecido das despe- na unidade fiscalizadora, os dados ban-
sas que estão sendo liquidadas e pagas. cários corretos, a fim de emitir nova OB.
— 63 —

Figura 25 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento de ordem bancária


__ SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS
DE GESTAO)
18/06/20 10:27 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 16Jun20 TIPO OB: 12 NUMERO: 2020OB801216
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
BANCO : 001 AGENCIA : 1607 CONTA CORRENTE : 997380632
FAVORECIDO: 37998358/0001-65 - SANTAFE IDEIAS E COMUNICACAO LTDA
BANCO: 001 AGENCIA: 3478 CONTA CORRENTE : 132683X
DOCUMENTO ORIGEM: 030001/00001/2020NP000631 SIST. ORIGEM: GESTAOCOMP

NUMERO BANCARIO: 002299933-7 PROCESSO : TC-037.353/2019-5


VALOR: 110.133,30

IDENT. TRANSFER. :
OBSERVACAO DATA SAQUE BACEN: 16/06/20
NFS-E 992 (R$ 121.627,06). CONTRATO 23/2016. TC 037.353/2019-5. TF:
9.45. PERÍODO: 1 A 31/5/2020. SERVIÇOS DE APOIO TÉCNICO NA ÁREA DE
COMUNICAÇÃO SOCIAL E RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA PARA O TCU.

L EVENTO INSCRICAO CLAS.CONT CLAS.ORC VALOR


01 401003 2020NE000226400 33903947 110.133,30
02 531814 2020NE000226 213110400 33903947 110.133,30
03 561602 0100000000400C 110.133,30

ASS. ORDENADOR DESPESA: 621.433.106-25 DATA: 15Jun20 HORA: 12:42


ASS. GESTOR FINANCEIRO: 014.431.217-46 DATA: 16Jun20 HORA: 12:54
LIBERACAO STN : DATA: HORA:
REMESSA DO BANCO DO BRASIL : 02028 DATA: 16Jun20 HORA: 13:10
NUMERO OPERACAO SPB : 00394460202006162407839
NUM. DA ORDEM DE PAGAMENTO : 2020OP001223
LANCADO POR: 01443121746 - FABRICIONL UG: 030001 16Jun20 12:54

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 64 —

Documento origem – informar a UG, a gestão e o número do DH de origem da OB.


Número bancário – campo preenchido automaticamente pelo Siafi, com o número ban-
cário da OB, para fim de controle da compensação pelo agente financeiro, conforme
item 3.3.2.1 da Macrofunção 020305 – Conta Única do Tesouro Nacional.
Processo – inserir o número do processo de acompanhamento da execução das despe-
sas objeto do pagamento cuja conformidade está sendo analisada.
Valor – inserir o valor da OB, que nada mais é do que o valor bruto total das despesas
que estão sendo liquidadas e pagas, deduzido do valor dos tributos recolhidos (tributos
federais, ISSQN e / ou INSS).
— 65 —

Figura 26 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento de ordem bancária

__ SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS


DE GESTAO)
18/06/20 10:27 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO : 16Jun20 TIPO OB: 12 NUMERO : 2020OB801216
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
BANCO : 001 AGENCIA : 1607 CONTA CORRENTE : 997380632
FAVORECIDO: 37998358/0001-65 - SANTAFE IDEIAS E COMUNICACAO LTDA
BANCO : 001 AGENCIA : 3478 CONTA CORRENTE : 132683X
DOCUMENTO ORIGEM: 030001/00001/2020NP000631 SIST. ORIGEM : GESTAOCOMP

NUMERO BANCARIO: 002299933-7 PROCESSO: TC-037.353/2019-5


VALOR : 110.133,30

IDENT. TRANSFER. :
OBSERVACAO DATA SAQUE BACEN: 16/06/20
NFS-E 992 (R$ 121.627,06). CONTRATO 23/2016. TC 037.353/2019-5. TF:
9.45. PERÍ
ODO: 1 A 31/5/2020. SERVIÇOS DE APOIO TÉCNICO NA ÁREA DE COMUNICAÇÃO
SOCIAL E
RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA PARA O TCU.
L EVENTO INSCRICAO CLAS.CONT CLAS.ORC VALOR
01 401003 2020NE000226400 33903947 110.133,30
02 531814 2020NE000226 213110400 33903947 110.133,30
03 561602 0100000000400C 110.133,30

ASS. ORDENADOR DESPESA: 621.433.106-25 DATA: 15Jun20 HORA: 12:42

ASS. GESTOR FINANCEIRO: 014.431.217-46 DATA: 16Jun20 HORA: 12:54


LIBERACAO STN : DATA: HORA:
REMESSA DO BANCO DO BRASIL: 02028 DATA: 16Jun20 HORA: 13:10
NUMERO OPERACAO SPB : 00394460202006162407839
NUM. DA ORDEM DE PAGAMENTO : 2020OP001223
LANCADO POR: 01443121746 - FABRICIONL UG : 030001 16Jun20 12:54

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 66 —

Data saque Bacen – inserir a data em que o valor da respectiva OB foi sacado da conta
única no Bacen. É gerada automaticamente pelo Siafi, quando da emissão da OB. Con-
sidera-se a informação irrelevante, tendo em vista que, na análise da conformidade de
OB, a data que importa é a em que a OB foi gerada / emitida, informação constante no
campo Data emissão, que é o primeiro campo da OB.
Observação – inserir as mesmas informações do campo Observação da NS. Para tanto,
quando da emissão do DH, deve-se copiar as informações do campo Observação da aba
Dados básicos para o campo Observação da aba Dados de pagamento do referido DH.
Ass. ordenador despesa e Ass. gestor financeiro – informar o CPF do ordenador de
despesas e gestor financeiro que assinaram a ordem de pagamento (OP) que gerou a
OB. Próximas a esses campos, constam as respectivas data e hora em que ocorreram as
assinaturas supracitadas.
Num. da ordem de pagamento – informar o número da OP que gerou a OB. Para con-
sultar a OP, deve-se acessar a opção Gerenciar ordens de pagamento (GEROP), no
Siafi Web, conforme exemplificado na tela abaixo.

Figura 27 – Transação da transação GEROP – Gerenciar ordens de pagamento

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 67 —

8 ANÁLISE DA CONFORMIDADE
DE DARF

Neste tópico, orienta-se a análise da conformidade de registros de gestão dos documen-


tos de arrecadação de receitas federais (DARFs).

O DARF é o documento de arrecadação utilizado por órgãos da Administração Pública


federal direta, autarquias e fundações federais, empresas públicas, sociedades de eco-
nomia mista e demais pessoas jurídicas, para recolhimento de tributos federais retidos
por ocasião dos pagamentos efetuados por essas unidades.

A retenção de tributos federais é regida pela IN RFB 1.234/2012, que pode ser con-
sultada no seguinte link: http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consulta/link.
action?visao=anotado&idAto=37200.
— 68 —

Figura 28 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento de DARF

SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS DE


GESTAO)
19/06/20 11:05 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 18Jun20 VENCIMENTO: 24Jun20 NUMERO: 2020DF800680

UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO

CONTRIBUINTE: 01011976/0001-22 - ORION TELECOMUNICACOES ENGENHARIA


S/A

RECURSOS : COM VINCULACAO DE PAGAMENTO


PROCESSO : TC-037.817/2019-1 DOC.ORIGEM 030001 / 00001 /
2020NP000659
PERIODO APURACAO : 18Jun20 PERCENTUAL :
REFERENCIA : REC. BRUTA ACUMULADA:
RECEITA : 6190
VALORES BASE DE CALCULO : 7202,51
RECEITA : 680,64
MULTA : QUIT.CONF.PORT.SRF 913 DE 25/07/02
JUROS DE MORA : 009/ 0001 , EM 18/06/20
TOTAL : 680,64
OBSERVACAO
NFS-E 6102 (R$ 7.202,51). CONTRATO: 31/2017. TC 037.817/2019-1. TF:
9.45. ISS: 5.00. INSS: 11.00. 24ª MEDIÇÃO. PERÍODO: 1 A 31/5/20.
PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE
ESGOTO A VÁCUO NO TCU EM BRASÍLIA.

LANCADO POR : 46171193100 - EDMAR UG : 030001 18Jun20 10:33

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 69 —

Na análise da conformidade do DARF, devem-se observar os seguintes campos e / ou itens:

Data emissão – inserir a data em que o pagamento é realizado (data prevista para emissão
da OB). Como o fato gerador para retenção de tributos federais é o pagamento (emissão da
OB), o DARF só pode ser emitido após a emissão da OB ou concomitantemente a ela.
Vencimento – inserir o prazo para recolhimento dos tributos. No caso de tributos fede-
rais, e conforme disposto no art. 7º, inciso I, da IN RFB 1.234/2012, o prazo para reco-
lhimento do DARF é o terceiro dia útil da semana subsequente à semana do pagamento.
UG / gestão emitente – conteúdo intrínseco à natureza do lançamento. O campo é
preenchido automaticamente pelo Siafi, quando do registro do respectivo DH, e indica
a UG emitente do DARF.
Contribuinte – inserir o CNPJ, no caso de PJ, ou o CPF, no caso de PF, ou a UG / gestão,
no caso de serviços prestados por empresa pública, como, por exemplo, o Serpro, do
favorecido das despesas que estão sendo liquidadas e pagas.

ALERTA: No caso de pagamento de fatura / boleto utilizando código de barras, a OB


é obrigatoriamente do tipo OBD – OB fatura. Com isso, mesmo que o favorecido da
OB eventualmente seja o CNPJ do Banco do Brasil (00000000/0001-91 – Banco do
Brasil S.A.), o favorecido do DARF deve ser, obrigatoriamente, o CNPJ da empresa
favorecida pelo pagamento em questão.
— 70 —

Figura 29 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento de DARF

__ SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS


DE GESTAO)
19/06/20 11:05 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 18Jun20 VENCIMENTO: 24Jun20 NUMERO: 2020DF800680
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
CONTRIBUINTE: 01011976/0001-22 - ORION TELECOMUNICACOES ENGENHARIA S/A

RECURSOS : COM VINCULACAO DE PAGAMENTO

PROCESSO: TC-037.817/2019-1 DOC.ORIGEM 030001 / 00001 / 2020NP000659

PERIODO APURACAO : 18Jun20 PERCENTUAL :

REFERENCIA : REC. BRUTA ACUMULADA:


RECEITA : 6190
VALORES BASE DE CALCULO : 7202,51
RECEITA : 680,64
MULTA : QUIT.CONF.PORT.SRF 913 DE 25/07/02
JUROS DE MORA : 009/ 0001 , EM 18/06/20
TOTAL : 680,64
OBSERVACAO
NFS-E 6102 (R$ 7.202,51). CONTRATO: 31/2017. TC 037.817/2019-1. TF:
9.45. ISS: 5.00. INSS: 11.00. 24ª MEDIÇÃO. PERÍODO: 1 A 31/5/20.
PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE
ESGOTO A VÁCUO NO TCU EM BRASÍLIA.

LANCADO POR: 46171193100 - EDMAR UG: 030001 18Jun20 10:33

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 71 —

Recurso – nos pagamentos realizados pelas UGs do TCU, preencher com a expres-
são com vinculação de pagamento, indicando que os recursos financeiros utilizados no
pagamento em questão são controlados dentro de cada fonte de recurso, de forma a
vincular a liberação dos recursos financeiros à respectiva despesa.
Processo – inserir o número do processo de acompanhamento da execução das despe-
sas objeto do pagamento cuja conformidade está sendo analisada.
Doc. origem – informar a UG, a gestão e o número do DH de origem do DARF.
Período apuração – inserir a data em que o pagamento é efetuado (data de emissão da
OB), que, consequentemente, deve ser a data de emissão do DARF.
Referência – preenchimento não obrigatório nas UGs do TCU.
Rec. bruta acumulada – no TCU, não preencher este campo.
Percentual – no TCU, não preencher este campo.
Receita – inserir o código de quatro dígitos correspondente à alíquota de retenção na
fonte definida na lista do Anexo I da IN RFB 1.234/2012. Recomenda-se a leitura minu-
ciosa da IN RFB 1.234/2012 e de seus anexos.
Base de cálculo – inserir o valor da base de cálculo dos tributos federais. Normalmente,
é o valor bruto da nota fiscal.
Receita – inserir o valor do tributo que está sendo recolhido, aplicando a alíquota (%)
sobre o valor da base de cálculo.
— 72 —

Figura 30 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento de DARF

SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS DE


GESTAO)
19/06/20 11:05 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 18Jun20 VENCIMENTO: 24Jun20 NUMERO: 2020DF800680
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
CONTRIBUINTE: 01011976/0001-22 - ORION TELECOMUNICACOES ENGENHARIA S/A
RECURSOS : COM VINCULACAO DE PAGAMENTO
PROCESSO: TC-037.817/2019-1 DOC.ORIGEM 030001 / 00001 / 2020NP000659
PERIODO APURACAO : 18Jun20 PERCENTUAL :
REFERENCIA : REC. BRUTA ACUMULADA:
RECEITA : 6190
VALORES BASE DE CALCULO : 7202,51
RECEITA : 680,64
MULTA : QUIT.CONF.PORT.SRF 913 DE 25/07/02
JUROS DE MORA : 009/ 0001 , EM 18/06/20
TOTAL : 680,64
OBSERVACAO
NFS-E 6102 (R$ 7.202,51). CONTRATO: 31/2017. TC 037.817/2019-1. TF:
9.45. ISS: 5.00. INSS: 11.00. 24ª MEDIÇÃO. PERÍODO: 1 A 31/5/20.
PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE
ESGOTO A VÁCUO NO TCU EM BRASÍLIA.
LANCADO POR: 46171193100 - EDMAR UG : 030001 18Jun20 10:33

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 73 —

Multa e juros de mora – inserir aos valores de multa e juros incidentes sobre a retenção
do DARF, em virtude de atraso. No TCU, muito raramente esses campos são preenchidos,
tendo em vista que os DARFs são sempre emitidos concomitantemente à emissão das
respectivas OBs.
Observação – inserir as mesmas informações do campo Observação da NS. Devem
constar obrigatoriamente as seguintes informações, imprescindíveis à adequada análise
da conformidade do DARF: número(s) da(s) NF(s) / da(s) fatura(s) / do(s) recibo(s);
valor; número do contrato; número do processo; alíquota aplicada; período a que se
referem as despesas, no caso de prestação de serviço; descrição sucinta do serviço / da
mercadoria; mês de competência; número da parcela; e redução de base de cálculo ou
glosa, quando houver.
— 74 —

9 ANÁLISE DA CONFORMIDADE
DE DOCUMENTO DE
ARRECADAÇÃO DO ISSQN

O presente módulo tem por objetivo orientar a análise da conformidade de registros


de gestão dos documentos de arrecadação do Imposto sobre Serviços de Qualquer
Natureza (ISSQN).

O DAR é o documento de arrecadação utilizado por órgãos da Administração Pública


federal direta, autarquias e fundações federais, empresas públicas, sociedades de eco-
nomia mista e demais pessoas jurídicas para recolhimento do ISSQN retido por ocasião
dos pagamentos efetuados por essas unidades, cujas respectivas prefeituras e o Distrito
Federal tenham assinado convênio com a STN para recolhimento do ISSQN pelo Siafi.

A retenção do ISSQN é regulamentada pela Lei Complementar 116/2003, que dispõe so-
bre o Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza, de competência dos municípios e do
Distrito Federal, a qual pode ser consultada no link https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/
Leis/LCP/Lcp116.htm. Cada município dispõe de sua própria regulamentação interna.

Deste modo, e por se tratar de um tributo municipal, alguns parâmetros concernentes à


retenção do ISSQN, como alíquota e fato gerador do imposto, devem ser consultados
— 75 —

na respectiva Secretaria de Fazenda municipal. No caso do DF, a retenção do ISSQN é


regulamentada pelo Decreto 25.508/2005 e por seus anexos.

Figura 31 – Tela da transação DIARIO – Detalhamento de documento de arrecadação

SIAFI2020-CONTABIL-DEMONSTRA-DIARIO (CONSULTA DIARIO CONTABIL)_________


22/06/20 10:18 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 19Jun20 VENCIMENTO: 20Jul20 NUMERO: 2020DR800374
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
UG ARRECADADORA: 910003 - GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL-DR/OB INTR
MUNICIPIO FAV. : 9701 - BRASILIA
ESTADO FAV. :
RECOLHEDOR(SUBST.): 38036000/0001-14 - JME SERVICOS INTEGRADOS E
EQUIPAMENTOS
RECURSO : 3 - COM VINCULACAO DE PAGAM REFERENCIA : 06/2020
RECEITA : 1782 - ISS
DOCUMENTO ORIGEM : 030001/00001/2020NP000664
VALOR PRINCIPAL : 9.241,34 VALOR JUROS :
VALOR MULTA : VALOR TOTAL : 9.241,34
INFORMACOES DE RECOLHIMENTO QUITADO EM 19.06.2020
UG TOMADORA SERVICO : 030001 CONFORME CONVENIO COM STN
NUMERO DA NF/RECIBO : 0000001237
SERIE NF : 001 SUB-SERIE NF :
ALIQUOTA DA NF : 5,000
MUN. DA UG TOMADORA : 9701 - BRASILIA
MUNICIPIO DA NF : 9701 - BRASILIA
DATA EMISSAO DA NF: 16Jun20 VALOR NF: 184.826,82
OBSERVACAO
NFS-E 1237 (R$ 184.826,82). CONTRATO 56/2017. TC 037.816/2019-5.
TF: 9.45. ISS: 5.00. INSS: 3.50. PERÍODO: 1 A 31/5/2020. SERVIÇOS
DE OPERAÇÃO/EDIÇÃO DE SISTEMAS DE ÁUDIO E VÍDEO E MANUTENÇÃO DE
EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS E ELETRÔNICOS.
LANCADO POR: 46171193100 - EDMAR UG : 030001 19Jun20 16:44

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 76 —

Na análise da conformidade do DAR, devem-se observar os seguintes campos e / ou itens:

Data emissão – inserir a data em que o pagamento é realizado (data prevista para
emissão da OB). Apesar de alguns municípios considerarem como fato gerador do IS-
SQN a emissão da NFS, a maioria considera o pagamento (emissão da OB). Deste
modo, adota-se o entendimento de que o DAR só pode ser emitido após a emissão da
OB ou concomitantemente a ela.
Vencimento – inserir a data limite para recolhimento do ISSQN. No caso do DF, o
prazo para recolhimento do ISSQN é até o 20º dia do mês subsequente ao do pa-
gamento, conforme disposto no art. 71, I, b, e § 1º, do Decreto 25.508/2005. No
exemplo acima, considerando que o pagamento e respectivo recolhimento em questão
foi realizado em 19 de junho 2020, a data de vencimeno deve ser 20 de julho de 2020.
UG / gestão emitente – conteúdo intrínseco à natureza do lançamento. O campo é
preenchido automaticamente pelo Siafi, quando do registro do respectivo DH, e indica
a UG emitente do DAR.
UG arrecadadora – inserir a UG da unidade da Federação arrecadadora dos tributos.
No caso do ISSQN recolhido no DF, a UG arrecadadora é a 910003.
Município fav. – inserir o código de quatro dígitos numéricos que identifica o município
favorecido pelo recolhimento do ISSQN. O código pode ser consultado no Siafi Opera-
cional, por meio da transação >CONMUN – Consulta tabela de municípios.
Recolhedor (subst.) – inserir o CNPJ, no caso de PJ, ou o CPF, no caso de PF, ou a UG /
gestão, no caso de serviços prestados por empresa pública, do favorecido das despesas
que estão sendo liquidadas e pagas.
ATENÇÃO: Nos casos de pagamento de fatura / boleto utilizando código de barras, a
OB é, obrigatoriamente, do tipo OBD – OB fatura. Com isso, mesmo que o favorecido
da OB eventualmente seja o CNPJ do Banco do Brasil (00000000/0001-91 – Banco
do Brasil S.A.), o favorecido do DAR deve ser, obrigatoriamente, o CNPJ da empresa
favorecida pelo pagamento em questão.
— 77 —

Figura 32 – Tela da transação DIARIO – Detalhamento de documento de arrecadação

SIAFI2020-CONTABIL-DEMONSTRA-DIARIO (CONSULTA DIARIO


CONTABIL)_____________
22/06/20 10:18 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 19Jun20 VENCIMENTO: 20Jul20 NUMERO: 2020DR800374

UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO

UG ARRECADADORA : 910003 - GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL-DR/OB INTR

MUNICIPIO FAV. : 9701 - BRASILIA


ESTADO FAV. :
RECOLHEDOR(SUBST.): 38036000/0001-14 - JME SERVICOS INTEGRADOS E
EQUIPAMENTOS
RECURSO: 3 - COM VINCULACAO DE PAGAM REFERENCIA : 06/2020
RECEITA : 1782 - ISS
DOCUMENTO ORIGEM : 030001/00001/2020NP000664
VALOR PRINCIPAL : 9.241,34 VALOR JUROS :
VALOR MULTA : VALOR TOTAL : 9.241,34
INFORMACOES DE RECOLHIMENTO QUITADO EM 19.06.2020
UG TOMADORA SERVICO : 030001 CONFORME CONVENIO COM STN
NUMERO DA NF/RECIBO : 0000001237
SERIE NF : 001 SUB-SERIE NF :
ALIQUOTA DA NF : 5,000
MUN. DA UG TOMADORA : 9701 - BRASILIA
MUNICIPIO DA NF : 9701 - BRASILIA
DATA EMISSAO DA NF : 16Jun20 VALOR NF : 184.826,82
OBSERVACAO
NFS-E 1237 (R$ 184.826,82). CONTRATO 56/2017. TC 037.816/2019-5.
TF: 9.45. ISS: 5.00. INSS: 3.50. PERÍODO: 1 A 31/5/2020. SERVIÇOS
DE OPERAÇÃO/EDIÇÃO DE SISTEMAS DE ÁUDIO E VÍDEO E MANUTENÇÃO DE
EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS E ELETRÔNICOS.

LANCADO POR : 46171193100 - EDMAR UG : 030001 19Jun20 16:44

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 78 —

Recurso – nos pagamentos realizados pelas UGs do TCU, preencher com a expressão
3 – Com vinculação de pagamento, indicando que os recursos financeiros utilizados no
pagamento em questão são controlados dentro de cada fonte de recurso, de forma a
vincular a liberação dos recursos financeiros à respectiva despesa.
Receita – inserir o código de quatro dígitos correspondente ao código do imposto IS-
SQN cadastrado para o município favorecido. O código pode ser consultado no Siafi
Operacional, por meio da transação >CONMUN – Consulta tabela de municípios. Para
tanto, basta digitar o código do município e pressionar PF2 <ENTER>, para detalhar as
informações. O código em questão consta no campo Código Receita.
— 79 —

Figura 33 – Tela da transação DIARIO – Detalhamento de documento de arrecadação

SIAFI2020-CONTABIL-DEMONSTRA-DIARIO (CONSULTA DIARIO CONTABIL)________


22/06/20 10:18 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 19Jun20 VENCIMENTO: 20Jul20 NUMERO: 2020DR800374
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
UG ARRECADADORA: 910003 - GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL-DR/OB INTR
MUNICIPIO FAV. : 9701 - BRASILIA
ESTADO FAV. :
RECOLHEDOR(SUBST.): 38036000/0001-14 - JME SERVICOS INTEGRADOS E
EQUIPAMENTOS
RECURSO : 3 - COM VINCULACAO DE PAGAM REFERENCIA : 06/2020
RECEITA : 1782 - ISS

DOCUMENTO ORIGEM : 030001/00001/2020NP000664

VALOR PRINCIPAL : 9.241,34 VALOR JUROS :


VALOR MULTA : VALOR TOTAL : 9.241,34
INFORMACOES DE RECOLHIMENTO QUITADO EM 19.06.2020
UG TOMADORA SERVICO : 030001 CONFORME CONVENIO COM STN
NUMERO DA NF/RECIBO : 0000001237
SERIE NF : 001 SUB-SERIE NF :
ALIQUOTA DA NF : 5,000
MUN. DA UG TOMADORA : 9701 - BRASILIA
MUNICIPIO DA NF : 9701 - BRASILIA
DATA EMISSAO DA NF : 16Jun20 VALOR NF : 184.826,82
OBSERVACAO
NFS-E 1237 (R$ 184.826,82). CONTRATO 56/2017. TC 037.816/2019-5.
TF: 9.45. ISS: 5.00. INSS: 3.50. PERÍODO: 1 A 31/5/2020. SERVIÇOS
DE OPERAÇÃO/EDIÇÃO DE SISTEMAS DE ÁUDIO E VÍDEO E MANUTENÇÃO DE
EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS E ELETRÔNICOS.
LANCADO POR : 46171193100 - EDMAR UG : 030001 19Jun20 16:44

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 80 —

Doc. origem – informar a UG, a gestão e o número do DH que apropriou o DAR.


Referência – nas UGs do TCU, preencher o campo com o mês em que o ISSQN é reco-
lhido (mm/AAAA).
Valor principal – inserir o valor do tributo que está sendo recolhido, aplicando a alíquo-
ta (%) sobre o valor da base de cálculo.
Valor multa e Valor juros – inserir os valores de multa e juros incidentes sobre a re-
tenção do DAR, em virtude do recolhimento do ISSQN com atraso. No TCU, muito ra-
ramente se preenche esses campos, tendo em vista que os DARs são sempre emitidos
concomitantemente à emissão das respectivas OBs.
Valor total – inserir o valor do tributo que está sendo recolhido, acrescido de eventual
multa e / ou juros.
UG tomadora serviço – inserir o código da UG que contratou os serviços objeto da
retenção de ISSQN.
Número NF / recibo – informar o número da nota fiscal, da fatura ou do recibo objeto
da retenção de ISS. Quando houver mais de um documento fiscal, recomenda-se infor-
mar 999.
Alíquota da NF – inserir a alíquota aplicada na retenção de ISSQN. No DF, as respecti-
vas alíquotas de retenção do ISSQN estão definidas no Decreto 25.508/2005.
— 81 —

Figura 34 – Tela da transação DIARIO – Detalhamento de documento de arrecadação

SIAFI2020-CONTABIL-DEMONSTRA-DIARIO (CONSULTA DIARIO CONTABIL)_________


22/06/20 10:18 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 19Jun20 VENCIMENTO: 20Jul20 NUMERO: 2020DR800374
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
UG ARRECADADORA: 910003 - GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL-DR/OB INTR MUNICIPIO
FAV. : 9701 - BRASILIA
ESTADO FAV. :
RECOLHEDOR(SUBST.): 38036000/0001-14 - JME SERVICOS INTEGRADOS E
EQUIPAMENTOS
RECURSO: 3 - COM VINCULACAO DE PAGAM REFERENCIA : 06/2020
RECEITA : 1782 - ISS
DOCUMENTO ORIGEM : 030001/00001/2020NP000664
VALOR PRINCIPAL : 9.241,34 VALOR JUROS :
VALOR MULTA : VALOR TOTAL : 9.241,34
INFORMACOES DE RECOLHIMENTO QUITADO EM 19.06.2020
UG TOMADORA SERVICO : 030001 CONFORME CONVENIO COM STN
NUMERO DA NF/RECIBO : 0000001237
SERIE NF : 001 SUB-SERIE NF :
ALIQUOTA DA NF : 5,000
MUN. DA UG TOMADORA : 9701 - BRASILIA
MUNICIPIO DA NF : 9701 - BRASILIA
DATA EMISSAO DA NF : 16Jun20 VALOR NF : 184.826,82
OBSERVACAO
NFS-E 1237 (R$ 184.826,82). CONTRATO 56/2017. TC 037.816/2019-5.
TF: 9.45. ISS: 5.00. INSS: 3.50. PERÍODO: 1 A 31/5/2020. SERVIÇOS
DE OPERAÇÃO/EDIÇÃO DE SISTEMAS DE ÁUDIO E VÍDEO E MANUTENÇÃO DE
EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS E ELETRÔNICOS.

LANCADO POR: 46171193100 - EDMAR UG : 030001 19Jun20 16:44

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 82 —

Mun. da UG tomadora – inserir o código de quatro dígitos que identifica o município


da UG que tomou os serviços objeto do recolhimento de ISSQN. O código pode ser
consultado no Siafi Operacional, por meio da transação >CONMUN – Consulta tabela
de municípios. Nos pagamentos e recolhimentos realizados pelas UGs da Sede do TCU,
utiliza-se o código 9701 – Brasília.
Município da NF – inserir o código de quatro dígitos que identifica o município em que
a nota fiscal, a fatura ou o recibo foi emitida(o). O município deve ser consultado no
respectivo documento fiscal e o código correspondente pode ser consultado no Siafi
Operacional, por meio da transação >CONMUN – Consulta tabela de municípios.

ALERTA: Nem sempre o município da UG tomadora dos serviços é o mesmo em que o


respectivo documento fiscal foi emitido. Ex.: Determinada empresa sediada em São
Paulo presta serviços na Sede do TCU. Nesse caso, os códigos Mun. da UG tomadora
e Município da NF são distintos.

Data emissão da NF – inserir a data de emissão que consta da NF, da fatura ou do recibo.
Valor NF – inserir o valor total bruto do documento fiscal ou somatório dos valores brutos dos
documentos fiscais, no caso de retenção de ISSQN sobre um conjunto de documentos fiscais.

ALERTA: Tendo em vista que o DAR não apresenta um campo específico Base de cálcu-
lo, normalmente, considera-se o campo Valor NF como valor da base de cálculo para
se verificar o valor do ISSQN. Todavia, pode ocorrer que o valor da base de cálculo do
ISSQN não seja o valor total da NF. Nesse caso, a informação da base de cálculo deve
constar, obrigatoriamente, no campo Observação do DAR. Para visualizar o campo,
basta teclar PF7 <ENTER>, na tela inicial do DAR.
— 83 —

Figura 35 – Tela da transação DIARIO – Detalhamento de documento de arrecadação

SIAFI2020-CONTABIL-DEMONSTRA-DIARIO (CONSULTA DIARIO CONTABIL)_________


22/06/20 10:18 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 19Jun20 VENCIMENTO: 20Jul20 NUMERO: 2020DR800374
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
UG ARRECADADORA : 910003 - GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL-
DR/OB INTR
MUNICIPIO FAV. : 9701 - BRASILIA
ESTADO FAV. :
RECOLHEDOR(SUBST.): 38036000/0001-14 - JME SERVICOS INTEGRADOS E
EQUIPAMENTOS
RECURSO: 3 - COM VINCULACAO DE PAGAM REFERENCIA : 06/2020
RECEITA : 1782 - ISS
DOCUMENTO ORIGEM : 030001/00001/2020NP000664
VALOR PRINCIPAL : 9.241,34 VALOR JUROS :
VALOR MULTA : VALOR TOTAL : 9.241,34
INFORMACOES DE RECOLHIMENTO QUITADO EM 19.06.2020
UG TOMADORA SERVICO : 030001 CONFORME CONVENIO COM STN
NUMERO DA NF/RECIBO : 0000001237
SERIE NF : 001 SUB-SERIE NF :
ALIQUOTA DA NF : 5,000
MUN. DA UG TOMADORA : 9701 - BRASILIA
MUNICIPIO DA NF : 9701 - BRASILIA
DATA EMISSAO DA NF : 16Jun20 VALOR NF : 184.826,82
OBSERVACAO

NFS-E 1237 (R$ 184.826,82). CONTRATO 56/2017. TC 037.816/2019-5.


TF: 9.45. ISS: 5.00. INSS: 3.50. PERÍODO: 1 A 31/5/2020. SERVIÇOS
DE OPERAÇÃO/EDIÇÃO DE SIS TEMAS DE ÁUDIO E VÍDEO E MANUTENÇÃO DE
EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS E ELETRÔNICOS.
LANCADO POR: 46171193100 - EDMAR UG : 030001 19Jun20 16:44

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 84 —

Observação – inserir as mesmas informações do campo Observação da NS. Obrigato-


riamente, devem constar as seguintes informações, por serem imprescindíveis à adequada
análise da conformidade do DAR: número(s) da(s) NF(s), da(s) fatura(s) ou do(s) recibo(s);
valor; número do contrato; número do processo; alíquota aplicada; período a que se referem
as despesas, no caso de prestação de serviços; descrição sucinta do serviço ou da merca-
doria; mês de competência; número da parcela; informação sobre se a empresa prestadora
é optante do Simples Nacional; e redução da base de cálculo ou glosa, quando houver.
— 85 —

10 ANÁLISE DA CONFORMIDADE
DE GUIA DE RECOLHIMENTO
DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

O presente módulo tem por objetivo orientar a análise da conformidade de registros de


gestão dos documentos de arrecadação da contribuição previdenciária (INSS).

A GPS é o documento de arrecadação utilizado por órgãos da Administração Pública


federal direta, autarquias e fundações federais, empresas públicas, sociedades de eco-
nomia mista e demais pessoas jurídicas para recolhimento da previdenciária.

A retenção do INSS é regulamentada pela IN RFB 971, de 13 de novembro de 2009,


que pode ser consultada no link: http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consul-
ta/link.action?visao=anotado&idAto=15937.
— 86 —

Figura 36 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento


da guia de recolhimento da Previdência Social

__ SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS


DE GESTAO)
23/06/20 08:59 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO : 18Jun20 NUMERO : 2020GP800194
UG/GESTAO EMITENTE: 030001/00001-TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
RECOLHEDOR : 00658799000108
CODIGO DE PGTO: 2640 - CONTR RETIDA NF/FATURA PELO ORGAO PUBLICO
COMPETENCIA : JUN20
RECURSO : 3
PROCESSO : 040.653/2019-6
DOCUMENTO ORIGEM: 030001/00001/2020NP000660 NUMERO REMESSA :

QUIT.CONF.RESOL. INSS/DC NO.100, 26/08/02


009/ 1607 , EM 18/06/20
VALOR INSS : 6.348,56
VALOR OUTRAS ENTIDADES :
VALOR ATM/MULTA/JUROS :
TOTAL : 6.348,56
OBSERVACAO
NFS-E 2142 (R$ 71.867,98). TC 040.653/2019-6. CONTR: 36/2015. TF:
5.85. ISS: 5.00. INSS: 11.00 S/ R$ 57.714,18. PER: MAIO/2020. SERV.
DE MANUT. E LIMP. DE JARDINS E ESPELHO DÁGUA, VASOS C/ PLANTAS
ORNAMENT. E AQUÁT., NO TCU EM BSB-DF.
LANCADO POR: 46171193100 - EDMAR UG : 030001 18Jun20 10:35

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 87 —

Na análise da conformidade da GPS, devem-se observar os seguintes campos e / ou itens:

Data emissão – inserir a data em que a GPS foi emitida.

ALERTA: No caso da retenção do INSS, o fato gerador é a emissão da NF, da fatura


ou do recibo de prestação de serviços. Conforme disposto no art. 129 da IN RFB
971/2009, o INSS deve ser recolhido pelo contratante até o dia 20 do mês seguinte
ao da emissão da NF, da fatura ou do recibo de prestação de serviços.

O INSS deve ser recolhido pelo órgão contratante independente de se efetuar ou não o
pagamento à empresa prestadora dos serviços. É imprescindível observar a data em que
o documento fiscal em questão foi emitido, a fim de verificar se o prazo para recolhimen-
to do INSS foi cumprido quando da emissão da GPS. Em caso de atraso, há incidência
de multa e juros, conforme se verá adiante.

UG / gestão emitente – conteúdo intrínseco à natureza do lançamento. O campo é


preenchido automaticamente pelo Siafi, quando do registro do respectivo DH, e indica
a UG emitente da GPS.
— 88 —

Figura 37 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento


de guia de recolhimento da Previdência Social

__ SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS


DE GESTAO)
23/06/20 08:59 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO : 18Jun20 NUMERO : 2020GP800194
UG/GESTAO EMITENTE: 030001/00001-TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
RECOLHEDOR : 00658799000108

CODIGO DE PGTO: 2640 - CONTR RETIDA NF/FATURA PELO ORGAO PUBLICO

COMPETENCIA : JUN20

RECURSO : 3

PROCESSO : 040.653/2019-6
DOCUMENTO ORIGEM: 030001/00001/2020NP000660 NUMERO REMESSA :

QUIT.CONF.RESOL. INSS/DC NO.100, 26/08/02


009/ 1607 , EM 18/06/20
VALOR INSS : 6.348,56
VALOR OUTRAS ENTIDADES :
VALOR ATM/MULTA/JUROS :
TOTAL : 6.348,56
OBSERVACAO
NFS-E 2142 (R$ 71.867,98). TC 040.653/2019-6. CONTR: 36/2015. TF:
5.85. ISS: 5.00. INSS: 11.00 S/ R$ 57.714,18. PER: MAIO/2020. SERV.
DE MANUT. E LIMP. DE JARDINS E ESPELHO DÁGUA, VASOS C/ PLANTAS
ORNAMENT. E AQUÁT., NO TCU EM BSB-DF.
LANCADO POR : 46171193100 - EDMAR UG : 030001 18Jun20 10:35

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 89 —

Recolhedor – inserir o CNPJ, no caso de PJ, ou ao CPF, no caso de PF, ou a UG / gestão,


no caso de serviços prestados por empresa pública, do favorecido das despesas que estão
sendo liquidadas e pagas.
Código de pagamento – inserir o código numérico de quatro dígitos:
» 2640 – Contr retida NF / fatura pelo órgão público – quando o recolhimento é
decorrente de retenção em pagamento a PJ; e
• 2402 – Órgão do poder público - CNPJ – no caso de retenção de INSS de PF e
nos pagamentos de obrigação patronal.

ALERTA: O recolhedor da GPS é definido em função do código de pagamento:

• 2640 – o recolhedor é a PJ que teve o valor retido em seu pagamento;


• 2402 – o recolhimento decorre de obrigação previdenciária patronal da UG.
Nas contratações de pessoas físicas, o recolhedor é a própria UG, devendo-se
informar o CNPJ da UG.

Competência – inserir a codificação MMM/AA correspondente ao mês de emissão


da NF, da fatura ou do recibo.

Conforme já citado no detalhamento do campo Data emissão, o fato gerador do recolhi-


mento da contribuição previdenciária é a emissão da NF ou do recibo, sendo o mês da
emissão o que define o momento do recolhimento das contribuição e não o pagamento
dos serviços. O recolhimento das retenções deve-se dar até o vigésimo dia do mês seguinte
ao do fato gerador (art. 129 da IN RFB 791/2009).
— 90 —

ALERTA: Quando, por motivos diversos, o recolhimento do INSS ocorre no mês se-
guinte ao da emissão da respectiva NF de serviços, um dos erros mais comuns ve-
rificados na análise da conformidade de GPS é informar, no campo Competência, o
mês da emissão da GPS. Quando isso ocorre, a GPS deve ser cancelada e o campo
Competência deve ser alterado no respetivo DH, a fim de emitir uma nova GPS, com
as devidas correções no campo.

Obs.: Quando o pagamento objeto de análise de conformidade envolve Notas Fiscais


de Serviço (NFSs-e) emitidas em meses distintos e sobre os serviços incidir retenção do
INSS, deve-se emitir uma GPS para cada NFS-e, com competências distintas.

» Recurso – nos pagamentos realizados pelas UGs do TCU, preencher com o código
Recurso: 3 – Com vinculação de pagamento.
» Processo – inserir o número do processo concernente ao pagamento cuja conformi-
dade está sendo analisada.
— 91 —

Figura 38 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento


de guia de recolhimento da Previdência Social

__ SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS


DE GESTAO)
23/06/20 08:59 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO : 18Jun20 NUMERO : 2020GP800194
UG/GESTAO EMITENTE: 030001/00001-TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
RECOLHEDOR : 00658799000108
CODIGO DE PGTO: 2640 - CONTR RETIDA NF/FATURA PELO ORGAO PUBLICO
COMPETENCIA : JUN20
RECURSO : 3
PROCESSO : 040.653/2019-6
DOCUMENTO ORIGEM: 030001/00001/2020NP000660 NUMERO REMESSA :
QUIT.CONF.RESOL. INSS/DC NO.100, 26/08/02
009/ 1607 , EM 18/06/20
VALOR INSS : 6.348,56
VALOR OUTRAS ENTIDADES :
VALOR ATM/MULTA/JUROS :

TOTAL : 6.348,56
OBSERVACAO
NFS-E 2142 (R$ 71.867,98). TC 040.653/2019-6. CONTR: 36/2015. TF:
5.85. ISS: 5.00. INSS: 11.00 S/ R$ 57.714,18. PER: MAIO/2020. SERV.
DE MANUT. E LIMP. DE JARDINS E ESPELHO DÁGUA, VASOS C/ PLANTAS
ORNAMENT. E AQUÁT., NO TCU EM BSB-DF.
LANCADO POR : 46171193100 - EDMAR UG : 030001 18Jun20 10:35

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 92 —

Documento origem – informar a UG, a gestão e o número do DH que apropriou a GPS.


Valor INSS – inserir o valor principal do INSS que está sendo recolhido, aplicando a
alíquota (%) sobre o valor da base de cálculo.
Geralmente, a GPS não possui campos específicos para informar tanto a alíquota quan-
to a base de cálculo do INSS que está sendo recolhido.

ATM, Multa e Juros – inserir os valores de multa e juros incidentes sobre a retenção do
INSS, em virtude do recolhimento da contribuição previdenciária em atraso.

ALERTA: Ao contrário das demais retenções de tributos, é comum se atrasar o recolhi-


mento de INSS, porque enquanto os prazos das demais retenções contam só a partir
do pagamento à empresa, no caso do INSS, o prazo para retenção já começa a correr
desde a emissão da NF, independentemente de se pagar a empresa ou não. Com isso,
é um erro comum o servidor responsável por apropriar esse pagamento no Siafi achar
que não precisa fazer o recolhimento do INSS enquanto não pagar a empresa.

Todavia, independentemente de se realizar ou não o pagamento, nos casos de pres-


tação de serviços em que a legislação prevê a incidência do recolhimento do INSS, é
preciso recolher o INSS até o dia 20 do mês seguinte ao da emissão da NF, pois o fato
gerador do recolhimento da contribuição previdenciária é a emissão da NF ou do reci-
bo, conforme dispõe o art. 129 da IN RFB 971/2009.

Obs.: Note que pode haver diversas causas de atraso para o pagamento: a empresa
informar dados bancários errados ou não entregar alguma certidão ou os serviços ainda
não terem sido atestados pela unidade fiscalizadora. Em contrapartida, no caso de re-
colhimento de INSS, a única forma de a empresa contratada ser responsável pelo atraso
no recolhimento do INSS é ela não entregar a tempo a NF.
Os demais casos são de responsabilidade da unidade fiscalizadora ou do servidor res-
ponsável por apropriar a liquidação e o pagamento das despesas no Siafi.
— 93 —

Quando há incidência de multa e juros no recolhimento do INSS, a responsabilidade


pelo atraso deve ser apurada, cabendo ao servidor responsável providenciar o ressar-
cimento da multa e dos juros, por meio do recolhimento de GRU, no código de recolhi-
mento 18822-0, tendo a UG 030001 como favorecida.

Figura 39 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento


de guia de recolhimento da Previdência Social

__ SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF.


REGISTROS DE GESTAO)
23/06/20 08:59 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO : 18Jun20 NUMERO : 2020GP800194
UG/GESTAO EMITENTE: 030001/00001-TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
RECOLHEDOR : 00658799000108
CODIGO DE PGTO: 2640 - CONTR RETIDA NF/FATURA PELO ORGAO PUBLICO
COMPETENCIA : JUN20
RECURSO : 3
PROCESSO : 040.653/2019-6
DOCUMENTO ORIGEM: 030001/00001/2020NP000660 NUMERO REMESSA :

QUIT.CONF.RESOL. INSS/DC NO.100, 26/08/02


009/ 1607 , EM 18/06/20
VALOR INSS : 6.348,56
VALOR OUTRAS ENTIDADES :
VALOR ATM/MULTA/JUROS :
TOTAL : 6.348,56
OBSERVACAO
NFS-E 2142 (R$ 71.867,98). TC 040.653/2019-6. CONTR: 36/2015.
TF: 5.85. ISS: 5.00. INSS: 11.00 S/ R$ 57.714,18. PER:
MAIO/2020. SERV. DE MANUT. E LIMP. DE JARDINS E ESPELHO DÁGUA,
VASOS C/ PLANTAS ORNAMENT. E AQUÁT., NO TCU EM BSB-DF.
LANCADO POR : 46171193100 - EDMAR UG : 030001 18Jun20 10:35

Fonte: Print de Tela Siafi 2020


— 94 —

Total – inserir o valor do tributo que está sendo recolhido, acrescido de eventual multa
e / ou juros.
Observação – inserir as mesmas informações do campo Observação da NS. Obrigato-
riamente, devem constar as seguintes informações, por serem imprescindíveis à adequada
análise da conformidade do DAR: número(s) da(s) NF(s), da(s) fatura(s) ou do(s) recibo(s),
cada uma com seu valor total; número do contrato; número do processo; alíquota aplica-
da; base de cálculo, quando houver redução da base de cálculo. Quando não houver
redução da base de cálculo, inserir o valor total da(s) NF(s); período a que se referem as
despesas; descrição sucinta do serviço ou da mercadoria; número da parcela; informação
quanto a ser a empresa prestadora optante do Simples Nacional, quando for o caso.

Nos casos previstos pela IN RFB 971 / 2009, pode haver redução da base de cálculo
do INSS sobre o valor bruto dos documentos fiscais. Normalmente, são deduzidos do
valor total os valores de vale transporte, auxílio alimentação e materiais aplicados. Para
mais detalhes, recomenda-se consultar a IN RFB 971 / 2009.
— 95 —

11 ANÁLISE DA CONFORMIDADE
DE NOTA DE DOTAÇÃO

O presente tópico tem por objetivo orientar a análise da conformidade de registros de


gestão de nota de dotação (ND).

A ND é o primeiro documento que deve ser registrado no Siafi, para dar início à exe-
cução orçamentária da Administração Pública federal, pois é por meio dela que as uni-
dades orçamentárias recebem os registros referentes ao Projeto de Lei Orçamentária
(PLOA), à antecipação de dotação autorizada pela Lei de Diretrizes Orçamentárias
(LDO), bem como à dotação inicial e às suplementações consignadas para o Orçamen-
to Geral da União (OGU).

A ND pode ser gerada pelo processo automático de leitura da fita ESB, pela Secretaria
de Orçamento Federal (SOF), ou pelo gestor que não pertence ao Orçamento Fiscal
e da Seguridade Social (OFSS), para inclusão de seu orçamento. Existem os seguintes
tipos de ND:

» NDSOF (DS) – tipo de ND usada para incluir os valores referentes ao PLOA, às


antecipações de dotações previstas na LDO e às dotações orçamentárias e suple-
mentações previstas no OGU. Esses registros são de responsabilidade da SOF /
— 96 —

MPO, UG 110606, sendo que o lan- pesa - redução e 1.9.2.1.9.01.01


çamento contábil é efetivado na UG – Alteração do quadro de detalha-
responsável pela UO. É acionada mento da despesa - acréscimo, na
pela transação >NDSOF; setorial orçamentária, mesmo que
» ND – utilizada para registrar do- não seja emitente do documento;
tação por parte de gestor que não • espécie 2 – com a finalidade de
pertence ao OFSS e bloqueio de detalhar fonte de recursos e / ou
crédito para controle interno, pela por PI e / ou por UGR. Quando
setorial orçamentária. Esse tipo de utilizada essa espécie, ocorrem
ND é acionada pela transação >ND; registros contábeis nas contas
» DETAORC - DN – é a ND utilizada 1.9.2.3.1.00.00 e 2.9.2.3.1.00.00,
para registrar as alterações e os de- na UG emitente do documento.
talhamento referentes ao orçamento • Nota de bloqueio (NB) – tipo de
autorizado para o órgão, existindo ND utilizada para registrar blo-
duas espécies de ND DETAORC: queio de crédito para remaneja-
• espécie 1 – com a finalidade de mento / cancelamento de dota-
alterar a ND (modalidade de ção. A célula da despesa deve
aplicação e / ou elemento), de- ser bloqueada no mesmo nível
talhar fonte de recursos; detalhar da dotação autorizada (moda-
PI; detalhar por UGR. Quando lidade de aplicação), ou seja,
utilizada essa espécie, ocorrem não pode estar detalhada por
registros contábeis nas contas elemento de despesa, PI ou UGR.
1.9.2.3.1.00.00 – Créditos a de- É acionada pela transação >NB.
talhar e 2.9.2.3.1.00.00 – Cré-
ditos detalhados, na UG emiten- A função de efetivar o detalhamento de
te do documento, e nas contas crédito orçamentário, acionada pela
1.9.2.1.9.01.09 – Alteração do transação >DETAORC, pode ser exerci-
quadro de detalhamento da des- da pela setorial orçamentária ou própria
— 97 —

UG responsável pela execução da despesa. Todavia, no caso do TCU, esse detalhamen-


to de crédito orçamentário é exercido somente pela setorial orçamentária (SPR / Dipex).

A NDSOF, para entidades integrantes do OFSS, ou a ND, para não integrantes do OFSS,
é a responsável pelo registro do saldo na conta 2.9.2.1.1.00.00 – Crédito disponível,
representativo dos créditos fixados na LOA e necessário para emissão de empenhos e
movimentações de créditos.

A NDSOF registra, também, os saldos estáticos nas contas do grupo 1.9.2.0.0.00.00,


em que as dotações podem ser identificadas por tipo de crédito (inicial, especial ou
extraordinário) e origem (inicial, superavit financeiro, excesso de arrecadação, cancela-
mento etc.). Esses saldos podem ser consultados por meio das transações <CONRAZAO
ou <BALANCETE. Após o registro dos saldos, podem ocorrer os detalhamentos ou blo-
queios também realizados por documentos NDs.

Figura 40 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento de nota de dotação

__ SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS


DE GESTAO)
24/06/20 10:21 DETAORC USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 23Jun20 ESPECIE: 1 NUMERO : 2020ND000622
UG/GESTAO EMITENTE: 030001/00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
ESFERA: 1 PTRES : 167469 FONTE: 0100 GRUPO DESP.: 33
INSTRUMENTO LEGAL : 1 NUMERO: 13898 DATA : 11Nov19 IDOC: 0999
OBSERVACAO TAXA CAMBIAL:
DETALHAMENTO DO ORÇAMENTO - LOA 2020. TC 038.394/2019-7.
R/A DET.FONTE ND SUBITEM UGR PI V A L O R
R 000000 9039 030020 ADM 6.000,00
A 000000 9037 030020 ADM 6.000,00
LANCADO POR : 85587702120 - FLÁVIA UG : 030001 23Jun20 11:45

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 98 —

Na análise da conformidade da ND, devem-se observar os seguintes campos e / ou itens:

Data emissão – inserir a data em que a ND foi emitida.


Espécie – inserir a espécie de ND DETAORC:
» espécie 1 – com a finalidade de alterar a ND (modalidade de aplicação e / ou
elemento), detalhar fonte de recursos; detalhar PI; detalhar por UGR;
» espécie 2 – com a finalidade de detalhar fonte de recursos e / ou por PI e / ou por UGR.

UG / gestão emitente – inserir a UG / gestão que emitiu a ND. Como regra, somente os
servidores cadastrados numa UG podem fazer registros contábeis. No entanto, em casos
excepcionais, o sistema permite que servidores de outras unidades façam registros contábeis
em outras UGs (ex: a setorial orçamentária pode realizar registro em uma UG subordinada).
Esfera – inserir a esfera orçamentária que tem como finalidade identificar cada tipo de
orçamento (art. 165 da Constituição federal de 1988):
» 1 – Orçamento Fiscal;
» 2 – Orçamento da Seguridade Social;
» 3 – Orçamento de investimento.

PTRES – inserir o código de seis dígitos que indica o Programa de Trabalho Resumido
(PTRES). Para consultar os códigos do PTRES válidos para sua UG, utilizar a transação
>CONPTRES, no Siafi Operacional.
Fonte – inserir a fonte de recursos que associa a classificação da receita à da despesa.
O campo permite acompanhamento, por parte dos órgãos de controle, do cumprimento
das vinculações constitucionais e legais previstas. No TCU, as fontes mais utilizadas são
0100 – Recursos ordinários - Tesouro Nacional e 0150 – Custeio / movimento ou con-
forme disponibilização pela setorial financeira.
— 99 —

Figura 41 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento de nota de dotação

SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS DE


GESTAO)
24/06/20 10:21 DETAORC USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 23Jun20 ESPECIE: 1 NUMERO : 2020ND000622
UG/GESTAO EMITENTE: 030001/00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
ESFERA: 1 PTRES : 167469 FONTE: 0100 GRUPO DESP.: 33
INSTRUMENTO LEGAL: 1 NUMERO: 13898 DATA: 11Nov19 IDOC: 0999
OBSERVACAO TAXA CAMBIAL:
DETALHAMENTO DO ORÇAMENTO - LOA 2020. TC 038.394/2019-7.
R/A DET.FONTE ND SUBITEM UGR PI V A L O R
R 000000 9039 030020 ADM 6.000,00
A 000000 9037 030020 ADM 6.000,00

LANCADO POR : 85587702120 - FLÁVIA UG : 030001 23Jun20 11:45

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.

Grupo desp. – inserir o código de dois dígitos que indica o grupo de despesa objeto do
crédito que está sendo detalhado pela ND.
Instrumento legal, Número e Data – inserir o normativo legal (geralmente a lei) que dispõe
sobre o orçamento. No exemplo acima, o instrumento legal citado é a Lei 13.898, de 11 de
novembro de 2019, que trata das diretrizes para elaboração e execução da LDO 2020.
Observação – inserir informações sobre os créditos orçamentários que estão sendo ob-
jeto da ND. No exemplo acima: Trata-se de detalhamento de créditos orçamentários
cujo finalidade é a execução de despesas tratadas no processo TC-038.394 / 2019-7.
R / A e ND – informar, no remanejamento em questão, se o crédito orçamentário está
sendo retirado (R) ou acrescentado (A) à respectiva ND.
UGR – inserir o código da UG responsável pela execução da despesa que está sendo
remanejada pela ND.
— 100 —

PI – indicar o PI utilizado atualmente pelas UGs. No TCU, utilizam-se os códigos de PI


relacionados a seguir:
» ADM – Despesas gerais do TCU;
» CREDE0120 – Edital de credenciamento 1 / 2020;
» FOPAG – Despesas vinculadas à folha de pagamento;
» FOPAG2 – Despesa vinculada à folha de pagamento - ressarcimento de servidores;
» ISC – Despesas com capacitação.

Valor – inserir o valor que está sendo remanejado pela referida ND.
— 101 —

12 ANÁLISE DA CONFORMIDADE
DE NOTA DE MOVIMENTAÇÃO
DE CRÉDITO

Este tópico apresenta as orientações acerca da análise da conformidade de registros de


gestão de nota de movimentação de crédito (NC).
Após o recebimento da dotação consignada no OGU, as unidades setoriais de orça-
mento podem dar início ao processo de descentralização, para possibilitar a realização
da execução da despesa.

Essa descentralização de crédito é realizada por meio do documento NC e pode ocor-


rer com a mesma célula da despesa originada pelo OGU (Esfera + UO / PT (PTRES) +
fonte de recursos + ND por modalidade de aplicação) ou após ocorrer a alteração ou o
detalhamento da dotação, pela DETAORC.

A alteração ou o detalhamento pode ser feita(o) pela setorial orçamentária ou UG res-


ponsável pela execução da despesa. No TCU, esse procedimento só é realizado pela
setorial orçamentária (SPR / Dipex).
— 102 —

A NC é emitida no Siafi Operacional, a emissão de NC diminui o saldo desta


por meio da transação >NC, e pode ser: conta na unidade setorial orçamentária
emitente e aumenta-o na UG em favor da
» interna, denominada provisão – qual foi feita a descentralização dos cré-
quando ocorre entre UGs que têm a ditos. Na emissão da NC, são utilizados
mesma setorial financeira; ou os eventos da classe 30.0.XXX.
» externa, denominada destaque – As NCs destinadas a convênios, termos de
quando ocorre entre UGs que têm parceria ou contratos de repasse emitidas
setoriais financeiras diferentes. por órgãos que pertencem ao OFSS e ao
Sistema de Serviços Gerais (SISG) devem
A descentralização de crédito externa tam- ser emitidas pelo Sistema Integrado de Ad-
bém pode ocorrer entre órgãos diferentes, ministração de Serviços Gerais (Siasg) /
com ou sem formalização. Nesse caso, a Ministério do Planejamento (MP).
célula da despesa não pode estar detalha-
da em nível de PI e UGR, pois esse deta- A consulta a determinada NC é feita no
lhamento é específico de cada órgão. Siafi Operacional, utilizando-se a tran-
sação >CONNC, que permite consultar:
Obs.: Antes da emissão da NC para des-
centralização dos créditos oriundos do » a relação de NCs de uma determi-
orçamento pela unidade setorial de orça- nada UG / gestão a partir de um
mento, o gestor deve verificar, por meio documento informado;
das transações <CONRAZAO ou <BA- » a relação de NCs de um favorecido de
LANCETE, a suficiência de saldo na conta documentos efetuados em uma data e
2.9.2.1.1.00.00 – Crédito disponível, pois seu respectivo espelho contábil.
— 103 —

Figura 42 – Tela da transação CONNC – Consulta nota de movimentação


de crédito – Detalhamento de nota de movimentação de crédito

__ SIAFI2020-DOCUMENTO-CONSULTA-CONNC (NOTA MOVIMENTACAO DE


CREDITO)__________
25/06/20 08:52 USUARIO: VAGNERAC
DATA EMISSAO: 20Jan20 VALORIZACAO : 20Jan20 NUMERO : 2020NC000057

UG EMITENTE : 030001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO

GESTAO EMITENTE : 00001 - TESOURO NACIONAL

UG/GESTAO FAVORECIDA : 030050 / 00001 - DIEX

OBSERVACAO
DESCENTRALIZAÇÃO DO COMPLEMENTO REFERENTE AO ORÇAMENTO ANUAL DA UGR
CORRESPONDENTE.
NUM. TRANSFERENCIA :

EV. ESF PTRES FONTE ND SB UGR PI V A L O R


300063 1 167469 0100000000 339030 030004 ADM 6.244,73
300063 1 167469 0100000000 339037 030004 ADM 105.189,65
300063 1 167469 0100000000 339039 030004 ADM 182.726,95
300063 1 167469 0100000000 339047 030004 ADM 4.011,08

LANCADO POR : 63615029100 - FABRICIOSM UG : 030001 20Jan20 11:50

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.

Em relação à análise da conformidade da NC, devem-se observar os seguintes campos


e / ou itens:
— 104 —

Data emissão – inserir a data em que a NC foi emitida.


Valorização – inserir a data de contabilização dos registros da NC. No TCU, a setorial
orçamentária adota a mesma data em que a NC foi emitida.
UG / gestão emitente – inserir a UG / gestão que emitiu a NC. Como regra, somente
os servidores cadastrados numa UG podem fazer registros contábeis. No entanto, em
casos excepcionais, o sistema permite que servidores de outras unidades façam regis-
tros contábeis em outras UGs (ex: setorial orçamentária pode realizar registro em UG
subordinada).
UG / gestão favorecida – inserir a UG favorecida da NC, ou seja, onde ocorrem os
registros relacionados à movimentação ou ao detalhamento do crédito orçamentário
objeto da NC.
Observação – inserir informações que permitam identificar os motivos para a emissão
da NC. No exemplo acima, trata-se de descentralização complementar da LOA 2020
à UG 030050 – Diex, realizada pela UG da setorial orçamentária do TCU (030001).
— 105 —

Figura 43 – Tela da transação CONNC – Consulta nota de movimentação


de crédito – Detalhamento de nota de movimentação de crédito

__ SIAFI2020-DOCUMENTO-CONSULTA-CONNC (NOTA MOVIMENTACAO DE


CREDITO)__________
25/06/20 08:52 USUARIO: VAGNERAC
DATA EMISSAO: 20Jan20 VALORIZACAO: 20Jan20 NUMERO: 2020NC000057

UG EMITENTE : 030001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO

GESTAO EMITENTE : 00001 - TESOURO NACIONAL

UG/GESTAO FAVORECIDA : 030050 / 00001 - DIEX

OBSERVACAO
DESCENTRALIZAÇÃO DO COMPLEMENTO REFERENTE AO ORÇAMENTO ANUAL DA UGR
CORRESPONDENTE.
NUM. TRANSFERENCIA :

EV. ESF PTRES FONTE ND SB UGR PI V A L O R


300063 1 167469 0100000000 339030 030004 ADM 6.244,73
300063 1 167469 0100000000 339037 030004 ADM 105.189,65
300063 1 167469 0100000000 339039 030004 ADM 182.726,95
300063 1 167469 0100000000 339047 030004 ADM 4.011,08
LANCADO POR : 63615029100 - FABRICIOSM UG : 030001 20Jan20 11:50

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 106 —

EV. – inserir os eventos utilizados, visan- Fonte – inserir a fonte de recursos que
do ao registro contábil dos lançamentos associa a classificação da receita à clas-
realizados pela NC. Os eventos mais uti- sificação da despesa e permite acompa-
lizados nas NCs são: nhamento, por parte dos órgãos de con-
» 300063 – Provisão concedida – trole, do cumprimento das vinculações
usado para registrar o detalhamen- constitucionais e legais previstas. No
to da descentralização de créditos TCU, as fontes mais utilizadas são: 0100
internos entre UGs do mesmo órgão; – Recursos ordinários - Tesouro Nacio-
» 300083 – Anulação da provisão nal e 0150 ou conforme disponibilização
concedida – usado para estornar a pela setorial financeira.
descentralização de créditos realiza- ND – inserir a ND em que os créditos or-
dos por NC. çamentários estão sendo detalhados. No
exemplo acima, estão sendo descentra-
Esfera – inserir a esfera orçamentária. lizados créditos orçamentários nas NDs
Tem como finalidade identificar cada 339030 – Material de consumo; 339037
tipo de orçamento (art. 165 da Constitui- – Locação de mão de obra; 339039 –
ção federal de 1988): Outros serviços de terceiros – PJ; e 339047
» 1 – Orçamento Fiscal; – Obrigações tributárias e contributivas.
» 2 – Orçamento da Seguridade Social; UGR – inserir o código da UG respon-
» 3 – Orçamento de Investimento. sável pela execução da despesa que
está sendo descentralizada pela NC.
PTRES – inserir o código de seis dígitos No exemplo em epígrafe, os créditos
que indica o PTRES. Para consultar os estão sendo descentralizados na UG
códigos do PTRES válidos para sua UG, 030050 – Diex, mas a UG responsá-
deve-se utilizar a transação >CONP- vel pela execução das despesas é a
TRES, no Siafi Operacional. 030004 – Sec-PI.
— 107 —

Figura 44 – Tela da transação CONNC – Consulta nota de movimentação


de crédito – Detalhamento de nota de movimentação de crédito

__ SIAFI2020-DOCUMENTO-CONSULTA-CONNC (NOTA MOVIMENTACAO DE


CREDITO)__________
25/06/20 08:52 USUARIO: VAGNERAC
DATA EMISSAO: 20Jan20 VALORIZACAO : 20Jan20 NUMERO : 2020NC000057
UG EMITENTE: 030001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
GESTAO EMITENTE : 00001 - TESOURO NACIONAL
UG/GESTAO FAVORECIDA : 030050 / 00001 - DIEX
OBSERVACAO
DESCENTRALIZAÇÃO DO COMPLEMENTO REFERENTE AO ORÇAMENTO ANUAL DA UGR
CORRESPONDENTE.
NUM. TRANSFERENCIA :

EV. ESF PTRES FONTE ND SB UGR PI V A L O R


300063 1 167469 0100000000 339030 030004 ADM 6.244,73
300063 1 167469 0100000000 339037 030004 ADM 105.189,65
300063 1 167469 0100000000 339039 030004 ADM 182.726,95
300063 1 167469 0100000000 339047 030004 ADM 4.011,08
LANCADO POR : 63615029100 - FABRICIOSM UG : 030001 20Jan20 11:50

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.

PI – inserir o PI atualmente utilizado pelas UGs. No TCU, utilizam-se os códigos de PI


relacionados a seguir:
» ADM – Despesas gerais do TCU;
» CREDE0120 – Edital de credenciamento 1 / 2020;
» FOPAG – Despesas vinculadas à folha de pagamento;
» FOPAG2 – Despesa vinculada à folha de pagamento – ressarcimento de servidores;
» ISC – Despesas com capacitação.
Valor – inserir o(s) valor(es) que está(ão) sendo remanejado(s) pela referida NC.
— 108 —

13 ANÁLISE DA CONFORMIDADE
DE REGISTRO DE ARRECADAÇÃO

Neste tópico, aborda-se a análise da con- no Siafi, quando o recolhedor é uma UG.
formidade de registros de gestão de notas
de registros de arrecadação (RAs) e de Neste tópico, trata-se, especificamente,
guias de recolhimento eletrônicas (GRs) da conformidade dos registros de arre-
geradas a partir de GRUs recolhidas em cadação gerados a partir de GRU sim-
favor da UG, seja manualmente, pelo Ban- ples e GRU eletrônica (GR).
co do Brasil, ou eletronicamente, pelo Siafi.
» A GRU simples é arrecadada somen-
te pelo Banco do Brasil, por meio dos
13.1 Considerações iniciais guichês, da internet ou do autoatendi-
mento. O boleto de arrecadação des-
A GRU é um documento padronizado te tipo de GRU pode ser obtido pelo
para ingresso de valores na conta única, próprio usuário, no sítio do Tesouro
bem como para pagamentos entre unida- Nacional (www.gov.br/tesouronacio-
des da Administração Pública federal que nal/pt-br/gru-e-pag-tesouro). A GRU
utilizam o Siafi. Deve ser utilizada, obri- simples é recomendável para ingressos
gatoriamente, pelas unidades do governo de quaisquer valores, para estornos de
federal, para arrecadação de suas recei- despesas e depósito de diversas ori-
tas, pela rede bancária ou, diretamente, gens (DDO), quando a UG não possui
— 109 —

sistema próprio de cobrança ou sua O registro da GRU no Siafi é efetuado por


arrecadação não exige controles es- meio da nota de registro de arrecada-
pecíficos do ingresso que obedeça ao ção (RA). A cada GRU é associada, pelo
padrão Febraban. menos, duas RAs: uma de classificação
» A GR é utilizada para pagamento e outra de destinação. A RA de classifi-
entre as unidades gestoras (intraSiafi), cação é gerada na UG arrecadadora e
sem trânsito pela rede bancária. Para contém todas as informações da GRU,
emissão da GR, a UG deve realizar efetuando o lançamento contábil em
um compromisso no Siafi Web (tran- conta de receita ou passivo, conforme o
sação <GERCOMP), decorrente de código de recolhimento utilizado na GRU.
situação ou dedução que gera GRU. A RA de destinação é gerada em cada
UG beneficiária dos recursos, conforme
O Banco do Brasil é o agente financeiro os percentuais de destinação da receita.
arrecadador da GRU e repassa à con-
ALERTA: A partir de agosto de 2015,
ta única os recursos arrecadados, após
com a implantação da contabiliza-
dois dias úteis do efetivo ingresso em
ção agregada da arrecadação de
sua reserva bancária, sem cobrança de receitas de GRU, o documento de
tarifa ao governo. Também encaminha, arrecadação RA passou a conter
no mesmo prazo, as informações das dados contábeis agregados. Na con-
GRUs para processamento no Sistema tabilização agregada, as GRUs arre-
de Gestão de Recolhimento da União cadadas pela mesma UG / gestão,
na mesma data, utilizando o mesmo
(Sisgru) e Siafi.
código de recolhimento de receita e
agente arrecadador, são registradas
Todavia, se o contribuinte é um órgão ou em um único documento RA. Nesses
uma entidade do governo federal, inte- casos, a consulta das GRUs efetiva-
grantes da conta única, o pagamento da mente recolhidas deve ser feita pelo
GRU é realizado no próprio Siafi, por meio Sisgru, no seguinte link: www.gov.
br/tesouronacional/pt-br/gru-e-pag-
da GR, sem trânsito pelo Banco do Brasil.
-tesouro/sisgru.
— 110 —

13.2 Conformidade de registros de arrecadação gerados por GRU simples


Figura 45 – Tela da transação CONRAZAO – Detalhamento de nota de registro de arrecadação

__ SIAFI2020-CONTABIL-DEMONSTRA-CONRAZAO (CONSULTA RAZAO POR C.


CONTABIL)_____
26/06/20 10:36 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 29Mai20 TIPO: ARRECADACAO NUMERO : 2020RA000697
ESPECIE : CLASSIFICACAO ESPECIE GR : SIMPLES AGREGADA : NAO
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
RECOLHEDOR : 83037209100 - RODRIGO CESAR SANTOS FELISDORIO
COMPETENCIA: CODIGO RECOLHIMENTO: 68802-9 - DEVOL.DIARIAS-EXERCICIO
DOC.ORIGEM : RET/RES/CANC:
PROCESSO : AGENTE ARRECADADOR: BANCO DO BRASIL
VENCIMENTO : MEIO DE PAGAMENTO : DINHEIRO
(=)VALOR DOCUMENTO : 969,06
(-)DESCONTO/ABATIMENTO :
(-)OUTRAS DEDUCOES :
(+)MORA/MULTA :
(+)JUROS/ENCARGOS :
(+)OUTROS ACRESCIMOS :
(=)VALOR TOTAL : 969,06
NOSSO NUMERO/NUMERO REFERENCIA: 00000000000001112020
OBSERVACAO : REGISTRO DA CLASSIFICACAO DA ARRECADACAO DE GUIAS DE
RECOLHIMENTO
DA UNIAO DO DIA: 29Mai20
AUTENTICACAO BANCARIA: 0D2F20E9F4DE0789
LANCADO POR:77777777777 - PROC.AUTOMATICO UG: 170803 02Jun20 04:50
PF1=AJUDA PF3=SAI PF4=ESPELHO PF12=RETORNA

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 111 —

Na análise da conformidade de RA, devem-se observar os seguintes campos e / ou itens:


Data emissão – inserir a data em que a ocorreu o recolhimento da GRU no Banco do Brasil.
Tipo – identificar o tipo de RA, podendo ser:
» RA de arrecadação – proveniente das GRUs arrecadadas na rede bancária e GRs
eletrônicas;
» RA de retificação – gerada a partir da retificação de determinada GRU. Conforme
a IN STN 2, de 22 de maio de 2009, art. 11, VII, compete ao órgão arrecadador
efetuar a eventual retificação dos registros no Siafi;
» RA de restituição – proveniente das OBs de restituição de receitas arrecadadas por
meio de GRU;
» RA de cancelamento – proveniente do cancelamento das OBs de restituição de re-
ceitas arrecadadas por meio de GRU.
— 112 —

Figura 46 – Tela da transação CONRAZAO – Detalhamento de nota de registro de arrecadação

__ SIAFI2020-CONTABIL-DEMONSTRA-CONRAZAO (CONSULTA RAZAO POR C.


CONTABIL)_____
26/06/20 10:36 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 29Mai20 TIPO: ARRECADACAO NUMERO : 2020RA000697

ESPECIE : CLASSIFICACAO ESPECIE GR : SIMPLES AGREGADA : NAO

UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO

RECOLHEDOR : 83037209100 - RODRIGO CESAR SANTOS FELISDORIO


COMPETENCIA: CODIGO RECOLHIMENTO: 68802-9 - DEVOL.DIARIAS-EXERCICIO
DOC.ORIGEM : RET/RES/CANC:
PROCESSO : AGENTE ARRECADADOR: BANCO DO BRASIL
VENCIMENTO : MEIO DE PAGAMENTO : DINHEIRO
(=)VALOR DOCUMENTO : 969,06
(-)DESCONTO/ABATIMENTO :
(-)OUTRAS DEDUCOES :
(+)MORA/MULTA :
(+)JUROS/ENCARGOS :
(+)OUTROS ACRESCIMOS :
(=)VALOR TOTAL : 969,06
NOSSO NUMERO/NUMERO REFERENCIA: 00000000000001112020
OBSERVACAO : REGISTRO DA CLASSIFICACAO DA ARRECADACAO DE GUIAS DE
RECOLHIMENTO DA UNIAO DO DIA: 29Mai20
AUTENTICACAO BANCARIA: 0D2F20E9F4DE0789
LANCADO POR: 77777777777 - PROC.AUTOMATICO UG: 170803 02Jun20 04:50
PF1=AJUDA PF3=SAI PF4=ESPELHO PF12=RETORNA

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 113 —

Espécie – informar se a RA é de classificação ou destinação, conforme explicado nas


considerações iniciais acima.
Espécie GR – identificar a espécie da GRU, podendo ser do tipo simples, cobrança,
depósito, DOC / TED, intraSiafi, judicial ou SPB. Neste tutorial, trata-se, especificamente,
da conformidade dos registros de arrecadação de RA de classificação geradas a partir
de GRU simples e GR.
Agregada – identificar se a RA contém dados agregados de diversas GRUs ou não,
conforme explicado acima.
UG / gestão emitente – inserir a UG / gestão em que a GRU foi contabilizada.
Recolhedor – identificar o recolhedor da GRU. Pode ser pessoa física (CPF), pessoa
jurídica (CNPJ) ou mesmo UG (código da UG).
— 114 —

Figura 47 – Tela da transação CONRAZAO – Detalhamento de nota de registro de arrecadação

__ SIAFI2020-CONTABIL-DEMONSTRA-CONRAZAO (CONSULTA RAZAO POR C.


CONTABIL)_____
26/06/20 10:36 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 29Mai20 TIPO: ARRECADACAO NUMERO : 2020RA000697
ESPECIE: CLASSIFICACAO ESPECIE GR : SIMPLES AGREGADA : NAO
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
RECOLHEDOR: 83037209100 - RODRIGO CESAR SANTOS FELISDORIO
COMPETENCIA: CODIGO RECOLHIMENTO: 68802-9 - DEVOL.DIARIAS-EXERCICIO
DOC.ORIGEM : RET/RES/CANC:
PROCESSO : AGENTE ARRECADADOR: BANCO DO BRASIL
VENCIMENTO : MEIO DE PAGAMENTO : DINHEIRO
(=)VALOR DOCUMENTO : 969,06
(-)DESCONTO/ABATIMENTO :
(-)OUTRAS DEDUCOES :
(+)MORA/MULTA :
(+)JUROS/ENCARGOS :
(+)OUTROS ACRESCIMOS :
(=)VALOR TOTAL : 969,06
NOSSO NUMERO/NUMERO REFERENCIA: 00000000000001112020
OBSERVACAO : REGISTRO DA CLASSIFICACAO DA ARRECADACAO DE GUIAS DE
RECOLHIMENTO
DA UNIAO DO DIA: 29Mai20
AUTENTICACAO BANCARIA: 0D2F20E9F4DE0789
LANCADO POR: 77777777777 - PROC.AUTOMATICO UG : 170803 02Jun20 04:50
PF1=AJUDA PF3=SAI PF4=ESPELHO PF12=RETORNA

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 115 —

Competência – inserir o mês / ano (mmm / aa) a que se referem os valores recolhidos
pela GRU.
Código recolhimento – identificar o código de recolhimento utilizado na respectiva
GRU. Basicamente, os recolhimentos via GRU dividem-se em dois grupos: receita e anu-
lação de despesas.
No âmbito do TCU, classificam-se como receitas os fatos a seguir:

» 18854-9 – Ressarcimentos de despesas com ligações telefônicas particulares;


» 18822-0 – Ressarcimento de despesas com água e energia;
» 18822-0 – Ressarcimento de encargos financeiros, juros, multas, inclusive multas de
trânsito;
» 18806-9 – Devolução de diárias e saldos de suprimentos de fundos cujas NEs são de
exercícios anteriores;
» 18855-7 – Ressarcimento pelo fornecimento de cópias de processos (código);
» 68816-9 - Conf. mensagem 2006 / 1538845 - CCONT – Ressarcimento de FO-
PAG pessoal cedido;
» Decisões do TCU - 13902-5, para débitos, e 13901-7, para multas. Não é mais aceito
DARF (Portaria-TCU 89 / 2006, publicada no BTCU 18 / 2006);
» 18813-1 – Alienação de outros bens móveis (veículos).

Nos casos de devoluções de despesas incorridas no exercício, classificam-se como


anulação de despesas os fatos relacionados a seguir, desde que utilizem empenhos do
próprio exercício:

» 68802-9 – Devolução de diárias;


» 68808-8 – Devolução de saldos de suprimentos de fundos;
» 68888-6 – Devolução de despesas não incorridas.
— 116 —

ALERTA: Nos casos de anulação de despesas, deve-se registrar um DH do tipo


DD ou DU no Siafi Web e, posteriormente, realizar o respectivo compromisso na
GERCOMP, a fim de contabilizar adequadamente os lançamentos relativos à devo-
lução desses valores no Siafi.

Quadro 3 – Principais códigos de recolhimento utilizados no TCU

CÓDIGO DE RECOLHIMENTO

TIPO DE DEPÓSITO REQUER EMPENHO REQUER


EMPENHO DO
EMISSÃO DE EXERCÍCIO EMISSÃO DE
EXERCÍCIO
DD OU DU ANTERIOR DD OU DU

Ligações telefônicas 18854-9 NÃO 18854-9 NÃO

Água, energia 18822-0 NÃO 18822-0 NÃO

Juros, multas (inclusive de trânsito) 18822-0 NÃO 18822-0 NÃO

Diárias 68802-9 SIM 18806-9 NÃO

Suprimentos de fundos 68808-8 SIM 18806-9 NÃO

Devolução de despesa não incorrida 68888-6 SIM 18806-9 NÃO

Cópias de processos 18855-7 NÃO 18855-7 NÃO

Fonte: Transação CONCODGR – Siafi 2020.


— 117 —

Figura 48 – Tela da transação CONRA – Detalhamento de nota de registro de arrecadação

__ SIAFI2020-DOCUMENTO-CONSULTA-CONRA (CONSULTA REGISTRO DE


ARRECADACAO)______
26/06/20 09:53 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 25Mai20 TIPO: ARRECADACAO NUMERO: 2020RA000681
ESPECIE : CLASSIFICACAO ESPECIE GR : SIMPLES AGREGADA : NAO
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
RECOLHEDOR : 39832180163 - JOSE MARIA ALVES SILVA
COMPETENCIA: Mai20 CODIGO RECOLHIMENTO: 68808-8 - DEV SUPRI FUNDO-
EXERCICIO
DOC.ORIGEM : 030050/00001/2020PT490189 RET/RES/CANC:
030050/00001/2020RA000079

PROCESSO : AGENTE ARRECADADOR: BANCO DO BRASIL


VENCIMENTO : 30Mai2020 MEIO DE PAGAMENTO :
(=)VALOR DOCUMENTO : 1.640,00
(-)DESCONTO/ABATIMENTO :
(-)OUTRAS DEDUCOES :
(+)MORA/MULTA :
(+)JUROS/ENCARGOS :
(+)OUTROS ACRESCIMOS :
(=)VALOR TOTAL : 1.640,00
NOSSO NUMERO/NUMERO REFERENCIA: 00000000001422720207

OBSERVACAO : retificacao de unidade gestora


AUTENTICACAO BANCARIA:
LANCADO POR : 77777777777 - PROC.AUTOMATICO UG : 170803
28Mai20 23:01

Fonte: Print de Tela Siafi 2020


— 118 —

Doc. origem –identificar a UG, a gestão ou o número do protocolo de retificação gera-


do no Sisgru, no caso de retificação de determinado recolhimento.
Processo – inserir o número do processo referente ao recolhimento realizado.
Vencimento – inserir a data de vencimento informada na GRU.
(=) Valor documento – inserir o valor principal da GRU.
(=) Valor total – inserir o valor principal acrescido, descontados eventuais valores de
multa, juros, outros acréscimos ou descontos.
Nosso número / número referência – campo de uso opcional, mas, em recolhimentos
realizados em favor de UGs do TCU, informar, o número de 20 dígitos do processo re-
lativo ao respectivo recolhimento.
Observação – inserir informações sobre o motivo para recolhimento ou, no caso de
retificação de GRU, retificação do recolhimento.
— 119 —

13.3 Conformidade de GRU eletrônica


Figura 49 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento de
registro de arrecadação gerado por GRU eletrônica

__ SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS


DE GESTAO)
26/06/20 09:58 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 19Jun20 TIPO: 1 - PAGAMENTO NUMERO: 2020GR800066
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
UG/GESTAO FAVORECIDA : 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
RECOLHEDOR : 030001 GESTAO : 00001
CODIGO RECOLHIMENTO: 18806 - 9 COMPETENCIA: VENCIMENTO: 30Jun20
DOC. ORIGEM: 030001 / 00001 / 2020FL400620 PROCESSO : TC-
020.376/2020-0
RECURSO : 3
(=)VALOR DOCUMENTO : 11.048,07
(-)DESCONTO/ABATIMENTO:
(-)OUTRAS DEDUCOES :
(+)MORA/MULTA :
(+)JUROS/ENCARGOS :
(+)OUTROS ACRESCIMOS :
(=)VALOR TOTAL : 11.048,07
NOSSO NUMERO/NUMERO REFERENCIA : 00000000002037620200
CODIGO DE BARRAS : 89670000110 1 48070001010 5 95523121880 6
60001040000 7
OBSERVACAO
FOLHA DE ATIVOS PRINCIPAL. JUNHO/2020. TC-020.376/2020-0

LANCADO POR: 00618506160 - LUCIANA UG : 030001 19Jun2020 15:10

Fonte: Print de Tela Siafi 2020


— 120 —

Na análise da conformidade de GR, devem-se observar os seguintes campos e / ou itens:


Data emissão – inserir a data em que a ocorreu a emissão da GR no Siafi.
Tipo – no caso da GR, informar o Tipo 1 – Pagamento.
UG / gestão emitente – identificar a UG / gestão que emitiu a GR.
UG / gestão favorecida – identifica a UG / gestão favorecida do pagamento em questão.
Recolherdor e Gestão – identificar o recolhedor da GRU. Pode ser pessoa física (CPF),
pessoa jurídica (CNPJ) ou UG (código da UG).
Código recolhimento – identificar o código de recolhimento utilizado na respectiva GR.
Normalmente, o código é informado pela UG favorecida da GR.
Vencimento – inserir a data de vencimento informada na GRU.
Doc. origem – no caso de retificação de determinado recolhimento, identificar a UG, a
gestão ou o número do protocolo de retificação gerado no Sisgru.
Processo – inserir o número do processo referente ao recolhimento realizado.
— 121 —

Figura 50 – Tela da transação CONCONFREG – Detalhamento de GR eletrônica

__ SIAFI2020-CONFORM-REGISTROS-CONCONFREG (CONSULTA CONF. REGISTROS


DE GESTAO)
26/06/20 09:58 USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 19Jun20 TIPO: 1 - PAGAMENTO NUMERO: 2020GR800066
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
UG/GESTAO FAVORECIDA : 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
RECOLHEDOR : 030001 GESTAO : 00001
CODIGO RECOLHIMENTO: 18806 - 9 COMPETENCIA: VENCIMENTO: 30Jun20
DOC. ORIGEM: 030001 / 00001 / 2020FL400620 PROCESSO : TC-
020.376/2020-0
RECURSO : 3
(=)VALOR DOCUMENTO : 11.048,07
(-)DESCONTO/ABATIMENTO:
(-)OUTRAS DEDUCOES :
(+)MORA/MULTA :
(+)JUROS/ENCARGOS :
(+)OUTROS ACRESCIMOS :
(=)VALOR TOTAL : 11.048,07
NOSSO NUMERO/NUMERO REFERENCIA : 00000000002037620200

CODIGO DE BARRAS : 89670000110 1 48070001010 5 95523121880 6


60001040000 7

OBSERVACAO

FOLHA DE ATIVOS PRINCIPAL. JUNHO/2020. TC-020.376/2020-0

LANCADO POR: 00618506160 - LUCIANA UG : 030001 19Jun2020 15:10

Fonte: Print de Tela Siafi 2020


— 122 —

(=) Valor documento – inserir o valor principal da GRU.


(=) Valor total – informar o valor principal acrescido, descontados eventuais valores de
multa, juros, outros acréscimos ou descontos.
Nosso número / número referência – campo de uso opcional, mas, nos recolhimentos
realizados em favor de UGs do TCU, informar o número de 20 dígitos do processo rela-
tivo ao respectivo recolhimento.
Código de barras – identificar o código de barras referente à GR.
Observação – inserir informações sobre o motivo para recolhimento ou, no caso de
retificação de GRU, retificação do recolhimento.
— 123 —

14 ANÁLISE DA CONFORMIDADE
DE PAGAMENTOS DE DESPESAS

Este tópico traz orientações para a análise da conformidade de pagamentos de despesas


realizadas no âmbito das unidades gestoras do TCU, compreendendo os tipos de despesas
relacionados a seguir:

» pagamento de despesas de caráter continuado (regidas por contrato);


» aquisição de material de consumo / permanente;
» prestação de serviços de terceiros PJ e / ou PF;
» concessão de diárias;
» concessão de suprimento de fundos.

Na análise da conformidade dessas despesas, abordam-se os seguintes pontos:

» análise dos documentos fiscais;


» análise das certidões negativas de regularidade fiscal e trabalhista;
» conciliação dos saldos contratuais (para despesas regidas por contrato);
» análise dos documentos emitidos no Siafi (NS, DARF, DAR, GPS, OB);
» análise de saldos de restos a pagar;
» análise de reconhecimento de DEA.
— 124 —

14.1 Análise dos documentos fiscais prestados correspondem ao objeto


contratado pelo Tribunal;
A análise da conformidade de determi- » o valor total corresponde ao valor to-
nado pagamento de despesas inicia-se tal declarado pela unidade fiscaliza-
pela análise do(s) respectivo(s) documen- dora no seu despacho e apropriado
to(s) fiscal(is) objeto(s) do pagamento em no pagamento;
questão. Dependendo do tipo de despe- » os documentos fiscais foram ates-
sa, esses documentos fiscais podem ser tados pela unidade fiscalizadora
NF de fornecimento de mercadoria, NF responsável pelo recebimento dos
de prestação de serviço, boleto, fatura ou produtos ou serviços contratados,
recibo de pagamento, no caso de paga- bem como o servidor que atestou os
mento de prestador de serviço - PF. documentos fiscais (ver carimbo ele-
trônico de ateste) consta em portaria
Na análise do(s) documento(s) fiscal(is) de fiscalização emitida pela unida-
em epígrafe, deve-se observar se: de. Para tanto, deve-se consultar a
portaria de fiscalização mais recente
» foi emitido em nome e no CNPJ do anexada ao processo;
Tribunal; » no caso de prestação de serviços com
» os números dos documentos fiscais valor de mensalidade fixa definida em
constam no respectivo despacho da contrato, o valor pago corresponde ao
unidade fiscalizadora que encami- valor mensal contratado para o perío-
nhou o processo em questão para do que está sendo pago, consultando
pagamento; esse valor no termo de contrato inicial
» a descrição dos produtos ou das ou termo aditivo ou termo de apostila-
mercadorias fornecidos ou serviços mento, conforme o caso, inclusive con-
— 125 —

siderando repactuações e reajustes; cido do pagamento, seja ele PJ ou PF. A


» no caso de pagamento de prestação análise dessa regularidade deve ser feita
de serviços cujo valor mensal não é por meio da verificação da validade das
fixo, o valor pago encontra-se deta- seguintes certidões:
lhado em memória de cálculo ane-
xada aos autos; » Receita Federal e Procuradoria da
» no caso de aquisição de produtos, Fazenda Nacional (PGFN);
o valor do documento fiscal corres- » Certidão de Regularidade Trabalhis-
ponde ao valor contratado. Caso ta (CNDT);
contrário, deve-se informar o saldo » certidões no FGTS (fornecidas
do respectivo empenho; pela CEF);
» a unidade fiscalizadora determinou, » regularidade fiscal estadual / distrital; e
no seu despacho, a aplicação de glo- » regularidade municipal.
sa no pagamento em questão e a glo-
sa foi aplicada quando do pagamento Normalmente, a cada pagamento, a uni-
das referidas despesas. dade fiscalizadora inclui, no processo de
fiscalização e pagamento, uma certidão
recentemente emitida pelo Sicaf, com a
14.2 Análise de certidões informação da validade das certidões su-
de regularidade fiscal pracitadas ou, se for o caso, certidões de
e trabalhista regularidade individuais válidas, emitidas
pelos respectivos órgãos responsáveis
(RFB ou PGFN ou CEF ou Secretarias de
O próximo item a ser analisado é a re- Fazenda estadual / distrital ou Secretaria
gularidade fiscal e trabalhista do favore- de Fazenda municipal, conforme o caso).
— 126 —

Deste modo, o conformista deve verificar se o pagamento em questão foi realizado dentro
da validade de cada uma das certidões. Caso o pagamento tenha sido realizado com
alguma dessas certidões com validade vencida, deve-se confirmar se consta no processo
despacho da Segedam autorizando, em caráter excepcional, a realização do pagamento.

14.3 Conciliação de saldos do contrato utilizados no pagamento


Neste item, analisam-se os saldos, no Siafi, do(s) empenho(s) e da(s) respectiva(s) con-
ta(s) de controle contratual(ais) – ICTCUXXYY utilizados no pagamento.

Os saldos são apurados por meio de consulta a contas contábeis específicas, por meio
da transação >CONRAZAO, no Siafi Operacional, conforme o tipo de contrato, se o(s)
empenho(s) em questão pertence(m) ao exercício corrente ou é(são) empenho(s) de
DEA ou restos a pagar, conforme detalhado nas tabelas abaixo.

Quadro 4 – Consulta ao saldo da conta de controle contratual

CONTA
CORRENTE A TIPO DE CONTRATO CONTA CONTÁBIL A SER CONSULTADA
SER VERIFICADA

Prestação de serviços 8.1.2.3.1.02.01


Número da inscrição
Locação de bens 8.1.2.3.1.03.01
(ICTCUXXYY)
Fornecimento de bens 8.1.2.3.1.04.01
Fonte: Transação CONCONTA – Siafi 2020.
— 127 —

Quadro 5 – Consulta ao saldo de empenho(s)

CONTA CORRENTE CONTA CONTÁBIL A


EMPENHO
A SER VERIFICADO SER CONSULTADA

Empenho do exercício 6.2.2.9.2.01.01 – Empenho do exercício


RPNP a liquidar 6.3.1.1.0.00.00 – RPNP a liquidar
6.3.1.2.0.00.00 – RPNP a
RPNP a liquidar em liquidação
liquidar em liquidação
Número do empenho
(AAAANE000XXX) 6.3.1.3.0.00.00 – Empenho
RPNP em liquidação
RPNP em liquidação
DEA 6.2.2.9.2.01.02 – Empenho de DEA
6.3.2.1.0.00.00 – RP
RP processado
Processados a pagar
Fonte: Transação CONCONTA – Siafi 2020.

O conformista deve verificar se foram utilizados corretamente os empenhos e as respec-


tivas inscrições ICTCUXXYY concernentes ao contrato objeto do pagamento e se as des-
pesas pagas se referem a períodos abarcados pelas vigências tanto do(s) empenho(s)
quanto da(s) respectiva(s) conta(s) de controle contratual(is) utilizada(s).

Em seguida, devem-se apurar eventuais diferenças entre os saldos da(s) conta(s) de con-
trole contratual e seus empenhos, detalhando eventuais justificativas para tais diferenças,
conforme justificativas contidas no exemplo abaixo.
— 128 —

Quadro 6 – Exemplo de conciliação de saldos contratuais – contrato 44 / 2017 - TC 000.590 / 2020-7

PERÍODO DE SALDO NO SIAFI APÓS


CONTAS PEÇA
ABRANGÊNCIA O PAGAMENTO

ICTCU44QA 16 / 11 / 2017 a 16 / 11 / 2021 6 4.641.175,46


2020NE000191-07 20 /1 a 31 / 12 / 2020 4 2.188.617,40
33 do TC-
2020NE000515-40 22 / 6 a 31 / 12 / 2020 036.004 / 3.955,57
2019-7
Diferença entre os saldos 2.448.602,49

EXPLICAÇÃO DA DIFERENÇA ENTRE OS SALDOS

R$ MOTIVO
2.773.412,34 Previsão para o exercício de 2021 [3.159.583,68 / 12*(10+16 / 30)]
Saldo do empenho de RP 2019NE001194, relativo
2.970,14
ao 1º TA do contrato 44 / 2017
Valor para o exercício 2020 do 2º termo aditivo - repactuação
ao contrato 44 / 2017, conforme NE 2020NE000582, que
-327.779,99
reforçou o saldo do empenho 2020NE000191, nos termos da
minuta contratual à peça 23 do TC-015.260 / 2020-8.
2.448.602,49 TOTAL

Fonte: Item 2.3 da Instrução de Análise da Conformidade (peça 68 do TC-000.590/2020-7).

14.4 Análise dos documentos emitidos no Siafi (NS, DARF, DAR, GPS, OB)
Neste tópico, analisam-se todos os documentos referentes à liquidação (NS) e ao paga-
mento (NS da OP, OB, DARF, DAR e / ou GPS) das despesas ora analisadas, verifican-
do se esses documentos foram emitidos corretamente.
— 129 —

No caso das NSs, o conformista deve ALERTA: Para a correta e ade-


verificar se: o CNPJ do favorecido é o quada análise da conformidade
de todos os documentos de liqui-
mesmo da NE e das NFs; as informa-
dação e pagamento, recomen-
ções contidas no campo Observa-
da-se que sejam seguidas as
ção, como valor, número do proces- orientações contidas nos tópicos
so, classificação contábil, eventos, específicos relativos à análise da
valores (proporcionais a cada perí- conformidade de NS, DARF, DAR,
odo de prestação de serviço, se for GPS e OB.
o caso) e códigos de retenção dos
tributos, estão corretas.
14.5 Informações adicionais
Para os documentos de retenção (DARF,
DAR e GPS), deve-se observar se o CNPJ Além dos itens já citados, quando da
do recolhedor, o número do processo, análise da conformidade de determina-
o registro do período de apuração / a do pagamento, o conformista também
competência, os códigos de retenção, a deve verificar se:
base de cálculo, a alíquota, o valor do
tributo e os eventuais valores de multa / » consta autorização do ordenador
juros incidentes estão todos corretos. de despesa para realização do pa-
gamento. Normalmente, essa auto-
No caso da OB relativa a este paga- rização consta de um despacho do
mento, verifica-se se o favorecido e os secretário da Secof, na mesma peça
respectivos dados bancários, o valor, a que contém a instrução da unidade
fonte de recursos e a vinculação de pa- que fez a liquidação e o pagamento
gamento estão todos corretos. da despesa – Serviço de Pagamento
— 130 —

de Fornecedores (SPF) / Dipex ou » o pagamento em epígrafe envolve


Serviço de Pagamento de Despesas despesas com prestação de servi-
Administrativas (SDA) / Dipex, con- ços cujos períodos abrangem exer-
forme o caso; cícios anteriores e não há saldo de
» caso a empresa prestadora dos ser- empenho de restos a pagar sufi-
viços ou fornecedora dos bens seja ciente para cobrir as despesas, situ-
optante do Simples Nacional, consta ação em que é necessário o reconhe-
nos autos Declaração de Optante do cimento de DEA. O reconhecimento
Simples Nacional, emitida pela referi- dessas despesas (extrato publicado
da empresa, conforme modelo contido no BTCU) e do respectivo empenho
no Anexo IV da IN RFB 1.234 / 2012; devem constar no processo de fisca-
» nos casos de aquisição de mercado- lização e pagamento das despesas,
rias (material de consumo ou per- bem como deve ser analisada a con-
manente), a Diretoria de Material e formidade da referida NE, seguindo
Patrimônio (Dipat) / Selip procedeu as orientações contidas no tutorial de
à incorporação dos referidos bens em análise de conformidade de NE, ex-
seus sistemas (exceto em se tratando ceto se esse novo empenho for anali-
de compra de medicamentos, hipóte- sado em outro processo;
se em que não há incorporação pelo » há saldos, no Siafi, em outras con-
Serviço de Gestão Patrimonial (SGP), tas de controle contratual ICTCU-
pois os materiais vão direto para o XXYY e seus respectivos empenhos,
Serviço Ambulatorial de Saúde (SAS) referentes ao presente contrato,
/ Segep. A comprovação deve cons- contas que não foram utilizadas no
tar nos autos, na forma de uma guia pagamento em questão. Caso haja
de incorporação de material perma- saldo nessas contas, deve-se fazer a
nente ou guia de entrada de material conciliação dos saldos, como descri-
de consumo, conforme o caso; to na conciliação acima;
— 131 —

» constam da instrução de análise da NIT / NIS (número de inscrição do


conformidade quaisquer ocorrên- segurado);
cias e ou diligências apontadas » comprovante de residência ou esta-
pelo SPF ou SDA quanto ao paga- belecimento comercial;
mento em questão, as quais devem » inscrição no ISS (opcional) ou NF
ser objeto de alerta e / ou solicita- avulsa ou recibo emitido pelo presta-
ção na unidade fiscalizadora, quan- dor dos serviços.
do do encaminhamento do processo
para providências relativas aos pró- Ainda em relação a pagamentos de
ximos pagamentos. despesas com prestação de serviços
por PF, há retenção de tributos (IRRF,
INSS e ISSQN):
14.6 Outras orientações a
serem observadas em » retenção do IRRF – verificar se o va-
pagamentos específicos lor bruto dos serviços contratados se
enquadra na tabela progressiva do
imposto de renda vigente, consoante
14.6.1 Prestação de serviços disposto no Decreto 9.580 / 2018.
por pessoa física Em caso afirmativo, deve haver a re-
tenção do IRRF na respectiva alíquo-
Como exemplo deste tipo de despesa, tem- ta definida na tabela;
-se a contratação de serviços de tradutor. O » retenção do INSS – a retenção da
conformista deve verificar se constam nos contribuição previdenciária se dá
autos cópias dos seguintes documentos: de duas formas:

» CPF e RG; • INSS patronal – recolhido na


» inscrição no INSS / PIS-Pasep ou alíquota de 20% sobre o valor
— 132 —

bruto dos serviços prestados, 14.6.2 Ressarcimento de despesas


conforme inciso III do art. 72
da IN RFB 971 / 2009. O en- Nos pagamentos de ressarcimento de
cargo é despesa da UG con- despesas a servidor, o conformista deve
tratante dos serviços e, conse- verificar se:
quentemente, deve ocorrer por
conta de empenho específico » constam, no respectivo processo de
emitido pela UG para esse fim; pagamento, solicitação formal do
• INSS na fonte – retido na alíquota servidor para ressarcimento das des-
de 11% sobre o valor dos serviços pesas e respectivos comprovantes;
prestados, não devendo ultrapas- » o ressarcimento em questão foi devida-
sar o valor máximo aplicável de- mente autorizado pela Segedam (des-
finido na tabela de contribuição pacho de autorização de pagamento
mensal do INSS vigente, nos ter- desse ressarcimento) e consta nos au-
mos da IN RFB 971 / 2009. tos cópia do extrato de ressarcimento
de despesas publicado no BTCU;
» retenção do ISSQN – verificar se » em relação à liquidação e ao paga-
os serviços prestados pela PF se en- mento desse ressarcimento, tanto na
quadram nos casos previstos pela NS de liquidação quanto na respec-
Lei Complementar 116 / 2003 e na tiva OB:
legislação do município onde se en- • o favorecido do pagamento é o
contra a UG. Se o ISSQN é devido, beneficiário do ressarcimento;
deve ser descontado sobre o valor • as informações contidas no cam-
total pago. A alíquota varia conforme po Observação estão corretas
o tipo de serviço prestado e a legisla- (descrição das despesas, valor,
ção municipal. número do processo);
• o empenho, o subitem de despe-
— 133 —

sas, o VPD, a fonte de recursos e o devido encaminhamento dos autos


a vinculação estão corretos. à Secretaria-Geral de Controle Exter-
no (Segecex), conforme procedimen-
14.6.3 Restituição de valores tos estabelecidos na Portaria Conjun-
ta Segecex-Segedam 1 / 2014, para
Nos casos de pagamento de restituição anuência daquela Secretaria-Geral;
de valores recolhidos a título de débito » parecer com a anuência da Sege-
imputado em decisão de acórdão do cex ao encaminhamento proposto
TCU, posteriormente anulado em nova pela Seproc, remetendo o processo
decisão do Plenário do TCU, os procedi- à Segedam, para restituição do va-
mentos de pagamento são normatizados lor ao interessado;
pela Portaria Conjunta Segecex-Sege- » despacho da Segedam encami-
dam 1 / 2014. Com base nesse nor- nhando o processo à Secof, para
mativo, o conformista deve verificar os providências concernentes ao pa-
seguintes pontos, quando da análise da gamento da restituição, conforme
conformidade do pagamento: disposto nos incisos I a III do art. 7º
da mencionada portaria;
» identificação do favorecido (nome e » demonstrativo de cálculo de atualiza-
CPF) da restituição de valores, valor ção do valor a ser restituído, emitido
a ser restituído e acórdãos do TCU pelo SDA / Dipex, considerando o Ín-
que imputaram o débito e, posterior- dice de Preços ao Consumidor Amplo
mente, anularam a referida penali- (IPCA) no período indicado;
dade pecuniária; » cópia da nota de programação fi-
» despacho da unidade competente – nanceira (PF), emitida pelo SPR /
Secretaria de Gestão de Processos Secof, que destinou os recursos fi-
(Seproc) propondo a restituição de va- nanceiros necessários ao pagamen-
lores recolhidos pelo favorecido, com to da restituição de valores;
— 134 —

» em relação à liquidação e ao paga- ALERTA: Após a análise da con-


mento do ressarcimento, o conformis- formidade deste pagamento e
não tendo sido detectada nenhu-
ta deve verificar, tanto na NS de liqui-
ma irregularidade nele, os autos
dação quanto na respectiva OB, se:
devem ser remetidos ao Serviço
• o favorecido do pagamento é o de Controle dos Efeitos de Deli-
beneficiário da restituição; berações (Secef) / Seproc, para
• as informações contidas no cam- comunicação ao responsável
po Observação estão corretas credor, juntada do comprovante
(descrição das despesas, valor de ciência e posterior devolu-
ção do processo ao Serviço de
atualizado da restituição, número
Análise de Conformidade (SAC)
do processo e números dos acór- / Dicon, para arquivamento,
dãos do TCU); conforme disposto no art. 9º da
• tanto o valor apropriado e contabi- Portaria Conjunta Segecex-Se-
lizado pela NS quanto o valor da gedam 1 / 2014.
OB correspondem ao valor a ser
restituído após a atualização mo- 14.6.4 Pagamento de
netária calculada pelo SDA. taxas condominiais de
imóveis funcionais

Em relação ao pagamento de despesas


com taxas condominiais relativas a imóveis
funcionais ocupados por autoridades do
Tribunal, a análise da conformidade segue
as orientações contidas nos itens anterio-
res, devendo o conformista verificar se:
— 135 —

» o valor total das despesas liquidadas pagamento de despesas, mas de rece-


e pagas corresponde ao valor espe- bimento, pelo Tribunal, em real, de valor
cificado no respectivo boleto (taxa relativo à taxa de ocupação da área e
ordinária + fundo de reserva + taxas cobrança de ressarcimento de despesas
extras, quando houver); com energia elétrica, água e telefone.
» o empenho utilizado é do exercício Esse tipo de despesa, normalmente, é
a que se referem as despesas em regido por um contrato específico, cujo
epígrafe; pagamento se dá em parcelas mensais,
» como este tipo de despesa não en- recolhidas pelo contratado via GRU, a
volve um contrato administrativo, foi ser creditada na conta do Tesouro, em
utilizado, na conciliação dos saldos favor da UG 030001.
contratuais, o empenho correto para
as despesas; Em relação à análise da conformidade
» não estão sendo retidos tributos fe- desses recebimentos de valores pelo
derais, não incidentes sobre esse tipo TCU, o conformista deve verificar se:
de despesa, nos termos do inciso IX
do art. 4º da IN SRF 1.234 / 2012. » os valores que foram recolhidos estão
corretos e se referem aos meses indica-
14.6.5 Contratos de uso de dos pela unidade fiscalizadora. Tam-
espaços físicos do Tribunal bém é importante verificar se a contra-
tada não está inadimplente com algum
Nos casos dos contratos relativos à ocu- recolhimento em meses anteriores;
pação de área do Tribunal por prestador » houve atraso no pagamento de taxas
de serviços (ex: barbearia, lava jato, em meses anteriores e esses valores
banca de revista etc.), trata-se não de foram recolhidos pela contratada;
— 136 —

» foram apresentadas as certidões de menu, a opção Consultar GRU e pre-


regularidade fiscal e trabalhista da encher os parâmetros:
contratada; • UG arrecadadora: 030001;
» constam nos autos cópia(s) da(s) • Datas inicial e final do período
GRU(s) e dos respectivos compro- que está sendo consultado;
vantes de recolhimento concernen- • Clicar em AVANÇAR;
tes aos meses citados pela unidade • Selecionar a opção UG emitente
fiscalizadora em seu despacho de da RA + código de recolhimento
encaminhamento; contabilizado;
» os recolhimentos em questão foram • Clicar em AVANÇAR;
contabilizados corretamente em favor • Clicar, com o cursor do mouse,
da UG do TCU e os valores e códi- sobre o código de recolhimento
gos de recolhimento estão corretos. correspondente ao objeto des-
A confirmação é feita no Sisgru. O te tipo de recebimento, para o
acesso ao Sisgru utiliza o mesmo lo- Sisgru retornar à tela com a re-
gin e senha do Siafi Operacional e lação de todos os recolhimentos
Siafi Web. Para tanto, deve-se utilizar realizados no código e período
o link www.gov.br/tesouronacional/ selecionados, permitindo que a
pt-br/gru-e -pag-tesouro/sisgru . relação seja exportada para pla-
Após acessar o sistema, localizar, no nilha Excel, se desejar.
— 137 —

15 ANÁLISE DA CONFORMIDADE
DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS

O presente módulo orienta a análise da conformidade de concessões e pagamentos de diá-


rias nacionais e internacionais a servidores, autoridades e colaboradores do TCU, com base
em sistema próprio criado pelo TCU para concessão de diárias, o sistema Viajar.

A análise da conformidade da concessão de diárias no TCU ocorre após o pagamen-


to e a comprovação das despesas (atestação) pelo beneficiário, conforme disposto na
Portaria-TCU 443/2018, que disciplina, no âmbito do TCU, a emissão de passagens, a
concessão de diárias e as demais indenizações relativas a viagens a serviço.

Na análise da conformidade de diárias, o conformista deve observar se:

» no ato concessório, o número de diárias concedidas, observada a data de saída e retor-


no; os valores unitários, considerando o cargo do beneficiário ou, se em equipe, o maior
valor devido a qualquer um de seus membros; o adicional de embarque e desembarque;
e os valores totais estão de acordo com a versão atualizada da Portaria-TCU 443 /
2018, assim como o valor do desconto do auxílio-alimentação. Em se tratando de be-
neficiário que acompanha autoridade ou servidor com deficiência, o valor da diária do
beneficiário é igual ao da diária da autoridade ou do servidor acompanhado;
— 138 —

» no caso de concessão de diárias terrestre e, neste caso, se ocorreu


internacionais e considerando que utilização de viatura oficial do TCU,
são concedidas em moeda estran- veículo próprio, veículo locado ou
geira (dólar ou euro), os valores outro meio de transporte disponí-
pagos estão corretos, considerando vel. No caso de deslocamento com
a taxa de conversão de moeda uti- veículo próprio, o conformista deve
lizada pelo SDA / Dipex, conforme verificar se:
demonstrativo de cálculo anexado • houve pagamento de ressarci-
na aba Pagamento do respectivo mento de despesa com transpor-
evento, no sistema Viajar; te, estando correto o valor pago;
» o ato concessório foi publicado no • não houve pagamento do adi-
BTCU e nele estão corretos: o ato de cional de embarque e desembar-
designação (autorização da viagem); que, não devido no caso de des-
o evento; o local e período do evento; locamento por meio de veículo
o número do evento no sistema Viajar; próprio ou oficial.
e o nome e a matrícula do beneficiário;
» o deslocamento é para localidade » na liquidação e no pagamento das
fora da Região Metropolitana, exige diárias, a NS e OB referem-se ao res-
pernoite fora da Sede e não é forne- pectivo evento no sistema Viajar, tendo
cido alojamento ou outra forma de sido emitidas no valor correto da des-
pousada por outro órgão ou entida- pesa e em nome do beneficiário das
de. Deve-se confirmar o percurso: diárias, conforme o ato concessório;
cidade de origem – cidade de des- » o número da(s) NE(s) e a classifica-
tino e respectivo retorno à cidade de ção orçamentária da despesa foram
origem, se for o caso; lançados corretamente na NS de li-
» foi utilizado transporte aéreo ou quidação das despesas;
— 139 —

» a responsabilidade pela conces- cartões de embarque, de acordo


são de diárias foi registrada cor- com os dados constantes das requi-
retamente no CPF do beneficiário, sições de passagens aéreas);
conforme registro contábil na conta » nas concessões de diárias interna-
8.9.7.1.1.22.00; cionais, o beneficiário requisitou, em
algum documento, o ressarcimento de
ALERTA: No caso de concessão
seguro-saúde internacional. Cabe re-
de diárias a autoridades e co-
laboradores, não há registro de gistrar que essa requisição é feita pelo
responsabilidade pela conces- interessado em módulo próprio do sis-
são das respectivas diárias. tema Viajar, denominado Solicitação
de ressarcimento de seguro internacio-
» as diárias foram utilizadas na íntegra nal de saúde. A apreciação do pedi-
ou, no caso de não ocorrência do do é feita pelo SAC, no módulo Con-
afastamento ou ida em data poste- formidade e registro > Ressarcimento
rior ou retorno em data anterior, foi de seguro internacional de saúde;
apresentada a GRU e o respectivo » na aba Atestação do sistema Viajar,
comprovante de recolhimento, den- consta algum valor a recolher. Esse
tro do prazo de cinco dias, contados valor, geralmente, refere-se à dife-
da data de retorno, devidamente pu- rença de passagens aéreas. Se tiver
blicada no BTCU; algum valor a recolher, o compro-
» consta, no sistema Viajar, o devido vante do recolhimento deve constar
ateste das diárias (declaração do em alguma aba do evento;
próprio beneficiário ou cópia dos » não existem outras solicitações /
— 140 —

pendências a serem atendidas / re- ma, para gerar a NS referente à conta-


gularizadas; bilização da baixa de responsabilidade.

ALERTA: Após a análise da con- ALERTA: Conforme já alertado


formidade e não havendo impro- acima, na concessão de diárias
priedades na concessão de diá- a autoridades ou colaboradores,
rias, deve-se registrar a baixa da não há registro de responsabili-
responsabilidade no Siafi Web, dade pela concessão das respec-
por meio de lançamentos na aba tivas diárias e, consequentemen-
Outros lançamentos do respecti- te, para esses casos específicos,
vo DH AV, utilizando os seguintes não há necessidade de registrar
parâmetros: a baixa de responsabilidade pela
concessão das diárias.
• Situação: LDV003;
• CPF do favorecido das diárias; » a baixa de responsabilidade supraci-
• Valor total das diárias objeto da tada foi realizada corretamente. Para
concessão e registrado na conta isso, tendo sido registrada a baixa de
de responsabilidade 897112200. responsabilidade por diárias descri-
ta no passo anterior, deve-se aces-
Após a inserção dos parâmetros, deve-se sar o Siafi Operacional, por meio da
solicitar o registro da alteração no DH AV transação >CONRAZAO; consultar
e, na tela seguinte, preencher o campo a conta 8.9.7.1.1.22.00 e respectiva
Observação, com a informação: Baixa conta corrente no CPF do favorecido;
de responsabilidade por concessão de copiar as telas da consulta, incluindo
diárias. Concessão e comprovação no a tela de detalhamento da NS de re-
sistema Viajar – Evento XXX / 20AA. Em gistro de baixa de responsabilidade;
seguida, deve-se confirmar o registro aci-
— 141 —

e incluir essas telas ao final da instrução de análise da conformidade, de forma a


comprovar que a baixa de responsabilidade foi realizada, conforme exemplo abai-
xo:

Figura 51 – Tela da transação CONRAZAO – Consulta ao Movimento


da Conta 897112200 – Responsabilidade por diárias

__ SIAFI2020-CONTABIL-DEMONSTRA-CONRAZAO (CONSULTA RAZAO POR C.


CONTABIL)_____
20/02/20 14:37 USUARIO : VAGNERAC
PAGINA : 1
UG EMITENTE : 030001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
GESTAO EMITENTE : 00001 - TESOURO NACIONAL
CONTA CONTABIL : 897112200 - DIARIAS

CONTA CORRENTE : N 95016732000

ANDRE DE OLIVEIRA ACEVEDO


SALDO ANTERIOR A 01FEV 0,00
DATA UG GESTAO NUMERO EVENTO MOVIMENTO SALDO
06Fev 030001 00001 NS000642 541157 1.503,84C 1.503,84C
20Fev 030001 00001 NS001132 541158 1.503,84D 0,00

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.


— 142 —

Figura 52 – Tela da transação CONRAZAO – Detalhamento de NS


de registro de baixa de responsabilidade por Diárias

__ SIAFI2020-CONTABIL-DEMONSTRA-CONRAZAO (CONSULTA RAZAO POR C.


CONTABIL)_____
20/02/20 14:38 NS USUARIO : VAGNERAC
DATA EMISSAO: 20Fev20 VALORIZACAO : 20Fev20 NUMERO: 2020NS001132
UG/GESTAO EMITENTE: 030001 / 00001 - TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIAO
FAVORECIDO : 950167320-00 - ANDRE DE OLIVEIRA ACEVEDO
TITULO DE CREDITO : 2020AV000058 DATA VENCIMENTO : 06Fev20

OBSERVACAO
Baixa de Responsabilidade por Diárias. Concessão e Comprovação no SDP
– Evento 727/2019.
L EVENTO INSCRICAO CLAS.CONT CLAS.ORC V A L O R
01 541158 95016732000 897112200 1.503,84
LANCADO POR : 37316826134 - VAGNERAC 20Fev20 14:37

Fonte: Print de tela do Siafi 2020.

Estando, tanto a concessão quanto a comprovação da despesa, em consonância com a


Portaria-TCU 443 / 2018, deve-se propor a aprovação da conformidade, via instrução
a ser juntada no sistema Viajar, cuja parte final contém quadro de valores, para fins de
registro em ficha financeira, conforme exemplo a seguir.

Figura 53 – Quadro Demonstrativo de Valores a serem lançados em Ficha Financeira pela Dipag

RESSARCIMENTO
NOME / DATA PERÍODO TOTAL DAS
CPF POR QUILÔMETRO
MATRÍCULA DA OB DA VIAGEM DIÁRIAS (R$)
RODADO (R$)
André de Oliveira
12 a 14 / 2 /
Acevedo – mat. 950.167.320-00 07fev20 R$ 1.115,10 R$ 388,74
2020
7593-0

Fonte: Instruçao de Análise da Conformidade – Evento Viajar nº 727/2019


— 143 —

Por fim, após registrada e aprovada a do a devolução, marcar que já


conformidade pelo chefe do SAC, o sis- comprovou, adicionar o motivo
tema Viajar encaminha automaticamen- e clicar em Registrar devolução.
te o referido evento para o Serviço de Caso o servidor não tenha efetu-
Pagamento de Ativos (SPA) / Diretoria ado a devolução, clicar na caixa
de Pagamento de Pessoal (Dipag), para de diálogo respectiva, para que
registro dos valores recebidos pelo be- o evento vá, automaticamente,
neficiário em ficha financeira. para o beneficiário, a fim de que
providencie o recolhimento;
PROCEDIMENTOS NOS CASOS • após a devolução e o devido re-
DE DEVOLUÇÃO TOTAL OU gistro no sistema Viajar, carregar
PARCIAL DE DIÁRIAS o arquivo de conformidade no
sistema Viajar, a qual deve ser
Excepcionalmente, pode ocorrer devolu- adaptada para incluir a infor-
ção total ou parcial de diárias, em razão mação de que houve devolução
de cancelamento de evento, ida pos- total ou parcial de diárias;
tergada ou retorno antecipado. Nesses • gerar a conformidade do evento
casos, e antes de qualquer providência, no Viajar;
deve-se contatar o chefe do SAC / Di- • aprovar a conformidade, sendo
con, para os seguintes procedimentos no que, a partir deste ponto, o even-
sistema Viajar: to vai para o Serviço de Diárias
e Passagens (Sedip) / Adgedam,
• acessar a aba Ajuste de diárias; para publicação no BTCU.
• caso o servidor já tenha efetua-
— 144 —

16 ANÁLISE DA CONFORMIDADE
DE SUPRIMENTO DE FUNDOS

O presente tópico tem por objetivo orientar a análise da conformidade de concessão e


posterior comprovação de suprimento de fundos a servidores do TCU. Para fins didáti-
cos, foi dividido em duas partes: a primeira contém orientações para a análise da con-
formidade das concessões de suprimentos de fundos realizadas via ordem bancária de
pagamento (OBP); a segunda, orientações para a análise da conformidade dos casos
de concessões de suprimentos de fundos via cartão de pagamento do governo federal
(CPGF).

A concessão, aplicação e comprovação de suprimento de fundos no TCU é normatiza-


da pela Portaria-TCU 193 / 2018 e alterações posteriores. A análise da conformidade
desse tipo de despesa ocorre após os períodos de aplicação e comprovação, visando
a certificar se os valores objeto da concessão foram aplicados em conformidade com as
normas vigentes e existe documentação que suporte as operações registradas.
— 145 —

16.1 Conformidade de suprimento nome completo, cargo ou função do


de fundos concedido por ordem suprido; valor do suprimento, em al-
bancária de pagamento garismos e por extenso, em moeda
corrente; período de aplicação; pra-
zo de comprovação; e informação
Na análise da conformidade de supri- quanto a se a movimentação ocorre
mento de fundos concedido por meio por meio de OB;
de OBP, o conformista deve verificar se: » o suprido não é responsável por mais
de dois suprimentos ou está respon-
» consta o extrato de autorização da sável por outro suprimento de fundos
concessão pela Adgedam, assinado cujo prazo de comprovação encon-
e publicado no BTCU, e as informa- tra-se vencido, situações que carac-
ções contidas nele (nome da unida- terizam o referido servidor como em
de, nome do suprido, ND etc.) estão alcance e o impedem de receber
de acordo com a solicitação da uni- nova concessão de suprimento de
dade interessada (vide representa- fundos, conforme disposto no art. 10
ção / memorando da unidade); da portaria em epígrafe;
» foi observado o limite estabelecido » em relação à apropriação da liqui-
no art. 6º da Portaria-TCU 193 / dação e ao pagamento da conces-
2018 para cada ND, qual seja R$ são no Siafi, a NS e respectiva OB:
8.800,00, quando a entrega do nu- • foram emitidas no valor correto e
merário ocorre mediante OBP; para o servidor mencionado no
» no ato concessório (extrato publica- extrato de concessão;
do no BTCU), constam: data da con- • o(s) empenho(s) utilizado(s) es-
cessão; ND; programa de trabalho; tá(ão) de acordo com a finalidade
finalidade, segundo os incisos do do suprimento, informada acima.
art. 3º da Portaria-TCU 193 / 2018; • constam no campo Observação:
— 146 —

descrição resumida da finalidade • especificam claramente o mate-


da concessão; número do proces- rial adquirido ou serviço contra-
so; prazo para aplicação do su- tado;
primento, de 30 dias, a contar da • são documentos fiscais válidos,
emissão da OB, e comprovação, hábeis de per si;
de 10 dias, a contar do fim do pra- • foram emitidos dentro do período
zo de aplicação do suprimento de autorizado para aplicação dos
fundos, prazos fixados no art. 8º recursos;
da Portaria-TCU 193 / 2018. • foram atestados por servidor que
não o próprio suprido, e o ateste
» o servidor está em efetivo exercício; contém data, assinatura, nome
não é ordenador de despesas, gestor legível e cargo ou função do ser-
financeiro ou responsável pelo almo- vidor atestante;
xarifado; e não responde a inquérito • estão dentro do limite de R$
administrativo. 1.760,00 para cada NF / recibo
» a prestação de contas do suprimen- (conforme art. 7º da Portaria 193
to de fundos foi apresentada dentro / 2018), vedado o fracionamento
do prazo de dez dias subsequentes de despesas para adequação ao
à data limite para o término da apli- valor;
cação; • o somatório dos documentos fis-
» quanto aos respectivos documentos cais está correto;
comprobatórios das despesas (NF • não houve aplicação diversa da
ou recibo): especificada no ato de conces-
• foram emitidos em nome do TCU, são. Nesse caso, deve-se solici-
como adquirente ou contratante; tar a devolução do valor corres-
• não estão rasurados e os valores pondente;
totais estão corretos; • os produtos ou serviços adquiri-
— 147 —

dos por meio dos documentos fiscais em questão enquadram-se perfeitamente à


ND descrita no ato de concessão. Em caso de dúvida, deve-se consultar o novo
Plano de Contas Aplicado ao Setor Público (PCASP) ou a relação de materiais de
classificação duvidosa disponível na página da Contabilidade, no Portal do TCU.

Após a análise descrita acima, o conformista deve proceder à análise da classificação


contábil das despesas objeto dos documentos fiscais supracitados, separando as despe-
sas por ND e respectivos subitens e identificando a respectiva conta de VPD para cada
subitem de despesa, conforme exemplificado abaixo.

Quadro 7 – Demonstrativo de Reclassificação de despesas de SF

ELEMENTO DA DESPESA CONTA CONTÁBIL (VPD) VALOR (R$)


30.26 3.3.1.1.1.01.00 155,00

30.16 3.3.1.1.1.01.00 100,00

30.29 3.3.1.1.1.01.00 70,00

30.25 3.3.1.1.1.01.00 22,00

39.63 3.3.2.3.1.03.00 614,80

39.20 3.3.2.3.1.02.00 128,00

Fonte: Item 3 da instrução de Análise de Conformidade (peça 14 do TC-037.979/2019-1).

ALERTA: A análise é necessária quando da reclassificação das despesas de supri-


mento de fundos no Siafi Web, procedimento a ser realizado após a aprovação da
comprovação do suprimento de fundos pela autoridade competente, no caso o
diretor de contabilidade do TCU.
— 148 —

» o suprimento de fundos foi utilizado 16.2 Conformidade de suprimento de


na íntegra ou houve devolução do fundos concedido por cartão de
valor não utilizado por meio do reco- pagamento do governo federal
lhimento de uma GRU, cuja cópia e
comprovante de recolhimento devem
constar no sistema de Solicitações Fi- Na análise da conformidade do supri-
nanceiras Administrativas (SFA); mento de fundos concedido por meio
» a prestação de contas do suprimen- do CPGF, o conformista deve verificar se:
to de fundos ocorreu fora do prazo
regulamentar estabelecido na Porta- » consta o extrato de autorização da
ria-TCU 193 / 2018, situação em que concessão pela Adgedam, assinado e
deve constar a devida justificativa, publicado no BTCU, e as informações
por parte do suprido, para tal fato. contidas no referido extrato (nome da
unidade, nome do suprido, ND etc.)
Por fim, e tendo sido concluída a aná- estão de acordo com a solicitação da
lise da conformidade da comprovação unidade interessada (vide representa-
do suprimento de fundos, verificada sua ção / memorando da unidade);
regularidade e não tendo sido identifi- » foi observado o limite para cada
cada nenhuma impropriedade de ordem ND estabelecido no art. 6º da Por-
orçamentária ou contábil, o SFA envia o taria-TCU 193 / 2018, qual seja R$
suprimento à Dicon, para aprovação da 17.600,00, quando a movimentação
prestação de contas. Uma vez aprova- do suprimento de fundos for realiza-
da, o evento retorna ao SAC, para re- da por meio do CPGF;
classificação, baixa das despesas reali- » no ato concessório (extrato publicado
zadas e consequente encerramento da no BTCU), constam: data da conces-
concessão no SFA, conforme o caso. são; ND; programa de trabalho; finali-
— 149 —

dade, segundo os incisos do art. 3º da • o(s) empenho(s) utilizado(s) es-


Portaria-TCU 193 / 2018; nome com- tá(ão) de acordo com a finalidade
pleto, cargo ou função do suprido; va- do suprimento, informada acima.
lor do suprimento, em algarismos e por • constam, no campo Observação:
extenso, em moeda corrente; período descrição resumida da finalidade
de aplicação; prazo de comprovação; da concessão; número do pro-
e informação quanto a se a movimen- cesso; prazos para aplicação,
tação ocorrerá por meio de CPGF; de 90 dias, a contar da data de
» o suprido não é responsável por mais concessão do limite no CPGF, e
de dois suprimentos ou está respon- comprovação, de 10 dias, a con-
sável por outro suprimento de fundos tar do fim do prazo de aplicação
cujo prazo de comprovação encon- do suprimento de fundos, fixados
tra-se vencido, situações que carac- no art. 11 inciso II da Portaria-T-
terizam o referido servidor como em CU 193 / 2018;
alcance, impedindo-o de receber
nova concessão de suprimento de » o servidor está em efetivo exercício,
fundos, conforme disposto no art. 10 não é ordenador de despesas, gestor
da portaria em epígrafe; financeiro ou responsável pelo almo-
» em relação à apropriação da liqui- xarifado e não responde a inquérito
dação e ao pagamento da conces- administrativo;
são de suprimento de fundos por » a prestação de contas do suprimen-
CPGF, a NS: to de fundos foi apresentada dentro
• foi emitida no valor correto e do prazo;
para o servidor mencionado no » quanto aos respectivos documentos
extrato de concessão; comprobatórios das despesas (NF
ou recibo):
— 150 —

• foram emitidos em nome do TCU, como adquirente ou contratante;


• não estão rasurados e os valores totais estão corretos;
• especificam claramente o material adquirido ou serviço contratado;
• são documentos fiscais válidos, hábeis de per si;
• foram emitidos dentro do período autorizado para aplicação dos recursos;
• foram atestados por servidor que não o próprio suprido, e o ateste contém data,
assinatura, nome legível e cargo ou função do servidor atestante.
• estão dentro do limite de R$ 1.760,00 para cada NF / recibo, conforme art.
7º da Portaria 193 / 2018, vedado o fracionamento de despesas para ade-
quação ao valor;
• o somatório dos documentos fiscais mostrado no sistema está correto;
• não houve aplicação diversa da especificada no ato de concessão, situação
em que se deve solicitar a devolução do valor correspondente;
• os produtos ou serviços adquiridos por meio dos documentos fiscais em questão
enquadram-se perfeitamente à ND descrita no ato de concessão. Em caso de dú-
vida, deve-se consultar o novo PCASP ou a relação de materiais de classificação
duvidosa disponível na página da Contabilidade, no Portal do TCU.

Após a análise descrita no item acima, o conformista deve proceder à análise da classi-
ficação contábil das despesas objeto dos documentos fiscais supracitados, separando as
despesas por ND e respectivos subitens e identificando a respectiva conta de VPD para
cada subitem de despesa, conforme exemplificado abaixo.
— 151 —

Quadro 8 –Demonstrativo de Reclassificação de despesas de SF

ELEMENTO DA DESPESA CONTA CONTÁBIL (VPD) VALOR (R$)


30.26 3.3.1.1.1.01.00 155,00

30.16 3.3.1.1.1.01.00 100,00

30.29 3.3.1.1.1.01.00 70,00

30.25 3.3.1.1.1.01.00 22,00

39.63 3.3.2.3.1.03.00 614,80

39.20 3.3.2.3.1.02.00 128,00

Fonte: Item 3 da instrução de Análise de Conformidade (peça 14 do TC-037.979/2019-1).

ALERTA: A análise é necessária quando da reclassificação das despesas de supri-


mentos de fundos no Siafi Web, procedimento a ser realizado após a aprovação
da comprovação do suprimento de fundos pela autoridade competente, no caso o
diretor de Contabilidade do TCU.

» o suprimento de fundos foi utilizado na íntegra ou houve anulação das despesas não
realizadas. Nesse caso, a anulação das despesas é realizada pelo SDA / Dipex, de-
vendo constar cópia da NS concernente aos registros contábeis da anulação. Deve-se,
também, consultar o Razão da conta 1.1.3.1.1.02.00 – Suprimento de fundos, a fim de
confirmar se a baixa da anulação de despesas foi contabilizada corretamente;
» a prestação de contas do suprimento de fundos ocorreu fora do prazo regulamentar
estabelecido na Portaria-TCU 193 / 2018, situação em que deve constar a devida
justificativa por parte do suprido para tal fato.
— 152 —

Tendo sido concluída a análise da conformidade da comprovação do suprimento de fun-


dos, verificada sua regularidade e não tendo sido identificada nenhuma impropriedade
de ordem orçamentária ou contábil, o SFA envia o suprimento à Dicon, para aprovação
da respetiva prestação de contas. Aprovadas as contas, o evento retorna ao SAC / Dicon,
para reclassificação, baixa das despesas realizadas e consequente encerramento da con-
cessão no SFA, conforme o caso.

ALERTA: No caso dos suprimentos de fundos concedidos por meio de CPGF, as


despesas então realizadas pelo suprido constam em faturas emitidas mensalmen-
te pelo Banco do Brasil em nome do referido suprido, as quais são liquidadas e
pagas mensalmente pelo SDA / Dipex.

No entanto, pode acontecer de o suprido prestar contas do suprimento de fundos e, na data


em que ocorrer a prestação do suprimento de fundos, ainda restar(em) despesa(s) a ser(em)
liquidada(s) e paga(s), em virtude de o Banco do Brasil ainda não ter “fechado” a fatura do
CPGF do suprido. Tal fato não impede que a conformidade da prestação de contas seja ana-
lisada e aprovada pela Dicon, com a consequente baixa de responsabilidade do suprido.

Nesses casos, a liquidação e o pagamento das despesas pendentes de pagamento po-


dem ser acompanhados por meio de consulta ao Razão das seguintes contas:
— 153 —

• 2.1.8.9.1.36.09 - Saque - Cartão de pagamento do governo federal – esta con-


ta de passivo tem como conta corrente o CPF do suprido e registra os valores das
concessões de suprimento de fundos por meio do CPGF. Sempre que uma fatura do
CPGF emitida em nome do suprido é liquidada e paga pelo SDA no Siafi Web, o
Siafi baixa da conta o valor da fatura que está sendo liquidada e paga e registra o
respectivo valor na conta de passivo 2.1.8.9.1.36.10 - Fatura - Cartão de pagamento
do governo federal;
• 2.1.8.9.1.36.10 - Fatura - Cartão de pagamento do governo federal – quando
o SDA / Dipex registra a liquidação e o pagamento da fatura do CPGF, o Siafi
registra saldo nessa conta. Posteriormente, quando da emissão da respectiva OB,
o Siafi baixa o saldo da conta.
— 154 —

17 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Decreto GDF 25.508 / 2005


Regulamenta o Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) no âmbito do
Distrito Federal.

IN RFB 971 / 2009


Dispõe sobre normas gerais de tributação previdenciária e arrecadação das contribui-
ções sociais destinadas à Previdência Social e a outras entidades ou fundos, administra-
das pela Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB).

IN RFB 1.234 / 2012


Dispõe sobre a retenção de tributos nos pagamentos efetuados pelos órgãos da Admi-
nistração Pública federal direta, pelas autarquias e fundações federais, pelas empresas
públicas, pelas sociedades de economia mista e por demais pessoas jurídicas que men-
cionam outras pessoas jurídicas pelo fornecimento de bens e serviços.

IN STN 6 / 2007
Disciplina os procedimentos relativos ao registro das conformidades contábil e de regis-
tro de gestão.

Lei 8.666 / 1993


Institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências.
— 155 —

Lei 10.520 / 2002


Institui, no âmbito da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, nos termos
do art. 37, inciso XXI, da Constituição federal, modalidade de licitação denominada pre-
gão, para aquisição de bens e serviços comuns, e dá outras providências.

Lei Complementar 116 / 2003


Dispõe sobre o Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza, de competência dos mu-
nicípios e do Distrito Federal, e dá outras providências.

Macrofunção 020305 – Conta Única do Tesouro Nacional


Detalha os procedimentos relacionados à movimentação e operacionalização da Conta
Única do Tesouro Nacional.

Macrofunção 020314 – Conformidade de Registros de Gestão


Detalha os procedimentos mencionados na IN STN 6 / 2007.

Macrofunção 020315 – Conformidade Contábil


Estabelece os procedimentos relativos ao registro da conformidade contábil e revoga os
arts. 1º ao 5º da IN STN 6 / 2007.

Macrofunção 021213 – Rotina para Emissão de Nota de Empenho


Orienta os usuários para a rotina de emissão de Nota de Empenho (NE).

Manual de Contabilidade Aplicado ao Setor Público (MCASP) – 8º Edição


https://www.tesourotransparente.gov.br/publicacoes/manual-de-contabilidade-apli-
cada-ao-setor-publico-mcasp/2019/26
— 156 —

Manual Siafi
https://conteudo.tesouro.gov.br/manuais/index.php?option=com_content&view=ca-
tegories&id=721&Itemid=700

Manual Simplificado de Ordem Bancária


Normativo editado pela STN que orienta os gestores públicos federais quanto aos prin-
cipais procedimentos relativos ao funcionamento das ordens bancárias.

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público (PCASP)


https://www.tesourotransparente.gov.br/publicacoes/manual-de-contabilidade-apli-
cada-ao-setor-publico-mcasp/2019/26

Portaria Conjunta Segecex-Segedam 1 / 2014


Estabelece procedimentos, com vistas à restituição de valores recolhidos a maior ou in-
devidamente ao TCU.

Portaria-Segedam 38 / 2011
Disciplina os procedimentos e prazos para registro de conformidade dos atos e fatos de
gestão nas unidades gestoras executoras do TCU e dá outras providências.

Portaria-TCU 193 / 2018


Dispõe sobre a concessão, aplicação e prestação de contas de suprimento de fundos no
âmbito da Secretaria do TCU.

Portaria-TCU 443 / 2018


Disciplina, no âmbito do TCU, a emissão de passagens, a concessão de diárias e as
demais indenizações relativas a viagens a serviço
— 157 —

RESPONSABILIDADE PELO CONTEÚDO


Secretaria-Geral de Administração (Segedam)
Secretaria de Orçamento, Finanças e Contabilidade (Secof )

RESPONSABILIDADE EDITORIAL
Secretaria-Geral da Presidência (Segepres)
Secretaria de Comunicação (Secom)
Serviço de Criação e Editoração (Secrid)

PROJETO GRÁFICO, DIAGRAMAÇÃO E CAPA


Serviço de Criação e Editoração (Secrid)

Tribunal de Contas da União


SAFS Quadra 4, Lote I
70.042-900, Brasília-DF

Ouvidoria do TCU
Tel.: 0800 644 1500
— 158 —

Missão
Aprimorar a Administração Pública
em benefício da sociedade por meio
do controle externo.

Visão
Ser referência na promoção de uma
Administração Pública efetiva, ética,
ágil e responsável.

www.tcu.gov.br

Você também pode gostar