Você está na página 1de 1

A VERDADE, TODA A VERDADE E NADA ALÉM DA VERDADE

por Creflo Dollar | 4 de outubro de 2021

Se você já assistiu a algum programa policial na televisão e ouviu o juiz perguntar


à pessoa que estava no banco das testemunhas se ela prometeu ser verdadeira,
provavelmente se lembra da frase familiar que foi proferida. À primeira vista, é
sempre bom cavar e descobrir a verdade de um assunto; entretanto, do ponto de vista
bíblico, o que antes era verdade sob a Lei de Moisés não é mais necessariamente
verdade sob a graça. O mundo pode nos dizer meias verdades sobre Jesus Cristo e a
religião pode nos enganar com mentiras. Felizmente, estudar cuidadosamente a Bíblia
através das lentes da graça revela o que é realmente verdade agora .

Saber a verdade sobre algo afeta o modo como vivemos toda a nossa vida. Pode mudar
o contexto de uma luta desesperada para uma celebração alegre. No Antigo
Testamento, antes da vinda de Jesus, esperava-se que a humanidade seguisse uma
longa lista de regras para evitar o castigo de Deus (Êxodo 20: 3-17). Violar
qualquer regra, mesmo não intencionalmente, resultou na ira de Deus. “ Pois eis que
o Senhor sai do seu lugar para punir os habitantes da terra por sua iniqüidade:
também a terra revelará o seu sangue, e não mais cobrirá os mortos ” (Isaías
26:21).

Essa era a verdade sob a antiga aliança da lei, que é o que a maioria das igrejas
ainda ensina. Portanto, a maioria dos cristãos ainda opera com essa mentalidade. No
entanto, as obras concluídas de Jesus mudaram tudo isso; Deus não quer que tenhamos
medo dEle. Ele deixou de ser nosso juiz para ser nosso pai. “ Vejam o quanto nosso
Pai nos ama, pois nos chama de seus filhos, e assim somos! Mas as pessoas que
pertencem a este mundo não reconhecem que somos filhos de Deus porque não o
conhecem ” (1 João 3: 1, NLT ).

Isso marca uma mudança significativa na mentalidade que a maioria das igrejas não
alcançou; portanto, há uma boa chance de que muitos de nós estejam aprendendo
doutrinas baseadas na lei que não se aplicam mais. Jesus terminou a aliança da lei
e substituiu-a pela aliança da graça. “ Se o primeiro pacto não tivesse falha, não
haveria necessidade de um segundo pacto para substituí-lo. Mas quando Deus criticou
o povo, ele disse: ' O dia está chegando, diz o Senhor , em que farei uma nova
aliança com o povo de Israel e Judá ...' Quando Deus fala de uma 'nova' aliança,
isso significa ele tornou o primeiro obsoleto. Agora está desatualizado e logo
desaparecerá ” (Hebreus 8: 7, 8, 13,NLT ). O que isso significa para nós é que
não precisamos mais trabalhar muito e agir com perfeição para agradar a Deus; Ele
já está satisfeito conosco quando aceitamos Seu Filho como nosso Senhor e Salvador.

Não precisamos confiar em nossos esforços próprios para fazer a coisa certa; sob a
graça, agora temos a ajuda do Espírito Santo, que não estava disponível sob a lei.
Ele nos lembra que Deus não está mais com raiva de nós. “ Deus não se deu ao
trabalho de enviar seu Filho apenas para apontar um dedo acusador, dizendo ao mundo
o quão ruim estava. Ele veio para ajudar, para consertar o mundo novamente ” (João
3:17, MSG ). Sob a presente aliança, não recebemos a punição que nossas
deficiências merecem, mas, em vez disso, perdão, misericórdia e favor imerecido.
Saber a verdade como ela é agora nos torna livres.

Você também pode gostar