Você está na página 1de 3

Eficiência energética

Climatização invisível por superfícies


radiantes no edifício
Os sistemas de climatização por
superfícies radiantes vão ganhando
terreno à medida que os prescritores os
contemplam na execução dos seus
projectos de construção. Apesar de se
tratar de sistemas inovadores desde o
ponto de vista tecnológico, o conceito
físico de troca de temperaturas nos
quais se baseiam é o mesmo que
usavam intuitivamente os habitantes das
cavernas em tempos pré-históricos.
Existe uma variada e muito acessível
literatura sobre as características e
vantagens destes sistemas, que os
fabricantes e distribuidores facilitam aos
utilizadores finais, prescritores e
instaladores, e que não consideramos
necessário reproduzir. Por este motivo
neste artigo tentamos esclarecer as
dúvidas que alguns arquitectos nos
transmitiram ao incluir o chão radiante
nos seus projectos, tarefa que
pretendemos continuar nas próximas
edições.

através dos compressores que respeito, e com técnicos com


Em Espanha, apenas 4 em cada 100 servem o tradicional split, sistema de experiência nas superfícies radiantes
edifícios contam com este sistema de refrigeração mais utilizado (35%) de empresas de ponta na instalação
climatização, enquanto nos países pelos utilizadores, de acordo com os deste tipo de tecnologias.
nórdicos, o valor ronda os 66% da dados fornecidos pela mencionada
população, tal como indicou sondagem. Como são concebidos os
recentemente o vice-presidente da circuitos?
Uponor España, Fernando Roses. A norma UNE EN1264, nos números
1 a 4, define o conceito de chão Na concepção dos circuitos, é
A tendência do crescimento é radiante em todas as suas vertentes, aconselhável optar por uma
positiva não apenas por parte dos apesar de se aplicar apenas ao configuração em dupla serpentina ou
utilizadores, dos quais 88% pedem aquecimento. No que diz respeito à em espiral. De acordo com estas
soluções de poupança energética refrigeração, existe uma proposta configurações, os tubos de ida e
nas suas habitações, de acordo com que se está a consolidar, apesar de retorno são sempre contíguas,
uma recente sondagem da Uponor ainda não existir uma data prevista estando o mais quente próximo do
realizada por uma consultora para a sua publicação e aplicação. mais frio, o que garante uma
independente. Também os Esta norma basear-se-ia nos emissão/absorção térmica
prescritores encontram nestes preceitos que já estão estabelecidos homogénea (Inverno/Verão).
sistemas de climatização invisível na UNE EN 1264.
uma resposta ao aproveitamento das
fontes de energia renováveis como o O formulário de pergunta/resposta
sol e o solo (geotérmica) que que propomos a seguir é o resultado
permitem cumprir os requisitos do das conversas entre a redacção da
CTE e da classificação energética InfoDomus e os arquitectos que
dos edifícios, e ao mesmo tempo utilizam e/ou pretendem utilizar os
evitam a degradação de um sistemas de climatização invisível
elemento fundamental na concepção nos seus projectos e que nos
de um edifício como é a fachada, transmitiram as suas dúvidas a este

1
em seco (através da utilização de “A” é a área a climatizar pelo circuito
placas de gesso ou integrado em em metros quadrados, “e” é a
tectos falsos), permitindo que com distância entre tubos (m) e “l” é a
temperaturas de impulsão só distância entre o colector e a área a
ligeiramente diferentes da climatizar.
temperatura ambiente, se alcancem
rendimentos altos, apesar de se Assim, um circuito que climatize uma
aconselhar em tectos, divisão de 10 m2, com uma distância
principalmente, a sua aplicação para entre tubos de 15 cm (0,15 m) e uma
frio. distância até ao colector de 6 m,
deverá ter um comprimento de L=
Outra opção é a instalação de (10/0,15) + (2x6)= 79 metros
superfícies radiantes nas paredes, lineares. Os especialistas
apesar de, por razões óbvias, o seu recomendam um espaço equidistante
rendimento poder ser afectado por em todos os circuitos da instalação.
elementos de decoração, tais como
móveis (armários, armários Por outro lado, como passo prévio ao
encastrados, quadros,...) e pode-se dimensionamento da instalação
colocar em perigo a instalação pois deve-se conhecer as cargas térmicas
com a intervenção do utilizador, por da divisão a climatizar, que indica as
exemplo, com a utilização de perdas e os ganhos energéticos
berbequim que poderia perfurar o pelas entradas e saídas do local,
circuito de condução da água. pela ventilação espontânea (frestas
nas portas e janelas) ou forçada, ou
Para além disto, as paredes por ganhos internos de calor, que
costumam albergar uma teia de devem ser compensados pelo
tubos e canalizações para o sistema para obter as condições
Alguns especialistas recomendam a saneamento e electricidade que interiores de conforto desejadas.
aplicação da dupla serpentina dificultam esta opção.
quando a superfície a tratar tem uma
planta geométrica complexa,
enquanto a espiral é a mais São sistemas mais eficazes que os
adequada para formas geométricas Como é que se dimensionam estas de refrigeração por ar?
simples, pois ao existir curvas menos instalações?
Há que ter em conta que o chão
pronunciadas, a sua instalação é Recomenda-se a utilização de um radiante é um sistema de baixo
mais simples. circuito independente para cada consumo energético, o que implica
divisão por várias razões, como a que deve ir acompanhado de um
vantagem de poder regular de forma desenvolvimento arquitectónico e da
Alguns arquitectos familiarizados individual cada uma das divisões em aplicação de critérios bioclimáticos
com este tipo de instalações função das necessidades. como as sombras exteriores, tanto
costumam dispor os circuitos de sejam trepadeiras, pérgulas ou
forma a permitir a cobertura de zonas Para além disto, os técnicos mesmo árvores de folha caduca, que
que recebem sol directo (quantos desaconselham a utilização de um permitem a passagem do sol nos
orientados a sul, por exemplo) e circuito com tubo de 16 mm com meses de Inverno e impedem-no na
zonas que não recebem sol directo mais de 120 metros lineares, o que época estival.
(quartos virados para norte) para equivale aproximadamente a uma
levar o calor obtido das primeiras superfície de 17 m2, já que a partir de De acordo com os especialistas,
para as segundas, com a finalidade aí, as perdas de pressão poderiam trata-se de um aspecto essencial
de poder distribuir de forma mais ser muito altas e o sistema não para o óptimo aproveitamento do
homogénea no edifício o calor funcionaria correctamente. sistema de climatização, já que as
gerado de forma passiva, protecções solares no interior
No caso de alguma divisão com mais (estores, cortinas…) carecem de
programando movimentos da água de 17 metros quadrados, propõe-se a
para transportar o calor ao longo do eficácia logo que o sol entra no local
instalação na mesma de dois (efeito estufa).
sistema. circuitos ligados a um mesmo
sistema de regulação com o objectivo Em qualquer caso, há que ter em
de manter uma temperatura conta que os sistemas de chão
Onde é que se podem aplicar as homogénea em toda a divisão. radiante consomem para frio cerca
superfícies radiantes? de 50 kW/m2, enquanto os outros
Portanto, antes de desenhar os sistemas de refrigeração por ar
As superfícies radiantes são aptas circuitos é necessário medir as áreas consomem entre 120 e 150 W/m2.
para a sua aplicação no chão, no que vão ser climatizadas por cada
tecto e nas paredes. Apesar da sua um dos circuitos e a distância
aplicação no chão ser a que tem existente entre a área a climatizar e o
maior aceitação, tanto como sistema colector, bem como a distância entre Pode ser utilizado com qualquer
húmido (com argamassa) como tubos. tipo de chão?
sistema seco (por exemplo, com Efectivamente, os sistemas de
placas de gesso cartonado), a O cálculo do comprimento de cada
circuito é determinado tendo por climatização por chão radiante são
aplicação por tecto radiante é uma adaptáveis a qualquer tipo de
solução compatível com a construção base a fórmula L= A/e + 2·l, em que

2
pavimento. Alguns arquitectos os prescritores coincidem em especial. Quanto ao que se refere ao
optaram nos seus projectos por determinar que qualquer edifício de volume de água (120 cm3/m de tubo
aplicar o chão radiante para o nova construção inclui em cada de 16x1.8 mm) do circuito, trata-se
aquecimento, desconsiderando a sua andar ou placa a colocação de uma de valores que se podem considerar
utilização para refrigeração perante o placa de argamassa de 7-10 cm. insignificantes neste assunto. Outro
receio que o sistema possa deteriorar assunto é quando se trata de uma
o chão revestido de madeira. No Ou seja, este peso é equivalente ao renovação, onde sim existem para
entanto, não existe nenhuma do chão radiante, que requer uma estes sistemas limites de peso e
complicação técnica que impeça a capa de argamassa de altura, apesar dos fabricantes já
compatibilidade de ambas aproximadamente 6 cm (4,5 cm resolverem este problema através de
utilizações, independentemente do sobre o eixo do tubo). sistemas que utilizam outro tipo de
tipo de pavimento no edifício. Para além dos colectores difusores para além da argamassa,
distribuidores de chão radiante que mais ligeiros.
Logicamente, os pavimentos
cerâmicos têm uma maior fazem parte da instalação e que se
transmitância térmica que a madeira, situam em caixas ou armários
que pela sua natureza é um material encastrados na parede, os elementos Pode-se aplicar a domótica a estes
isolante, cuja resistência térmica que integram o sistema e que se sistemas?
depende da sua espessura. Existe aplicam no chão são o rodapé
perimetral, uma banda à base de O tipo de controlo que se pode
um valor máximo de 0,15 m2 K/W, exercer sobre os sistemas de
que na prática corresponde a uma espuma de polietileno que absorve
as dilatações produzidas pela aquecimento e refrigeração varia
madeira entre 1,0 e 1,5 cm de muito em função do tipo de sistema
espessura a partir da qual é argamassa colocada sobre os tubos
emissores; um filme contínuo de de aquecimento ou refrigeração
desaconselhada a utilização do chão empregado, assim como da tipologia
radiante, tanto para a sua aplicação polietileno, opcional dependendo dos
casos, que se coloca sobre a base do edifício.
no aquecimento como na
refrigeração. da divisão a climatizar para evitar a A vinculação dos sistemas domóticos
humidade; e o painel de isolamento com o chão radiante permite não
Em qualquer caso, existem no de poliestireno expandido, que apenas controlar a activação como a
mercado fabricantes de pavimento canaliza o circuito e isola desactivação dos sistemas de
flutuante que oferecem a certificação termicamente o sistema. geração, mas também aproveitar a
dos seus produtos como adequados informação de sondas de
para a sua utilização com sistemas Finalmente, os tubos de polietileno
reticulado com barreira contra a temperatura encastradas nas placas
de chão radiante. de argamassa e dos dados de
difusão de oxigénio que canalizam a
água. humidade relativa e temperatura
ambiente para optimizar o
O chão radiante afecta o cálculo Todos os componentes somados não funcionamento do sistema.
de estruturas do edifício? implicam alterações perceptíveis no
cálculo estrutural e, portanto, a
Independentemente de ser instalado instalação não precisa de uma placa
ou não o chão radiante, actualmente

Setembro 2007

Interesses relacionados