Você está na página 1de 9

PROGRAMA HABITACIONAL DE INTEGRAÇÃO

PHAI- EMPREENDIMENTOS HABITACIONAIS PARA OS SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS e


MUNICIPAIS

EDITAL Nº 01/2011

A Secretaria da Habitação do Estado- SH e a Companhia de Desenvolvimento Habitacional


e Urbano do Estado de São Paulo - CDHU, comunicam aos servidores públicos municipais
ou estaduais ativos lotados nos órgãos da administração direta e indireta dos poderes
executivo, judiciário, legislativo e do ministério público (1), que trabalhem no município de
Guarulhos, que estão abertas as inscrições para seleção de beneficiários interessados em
adquirir imóveis residenciais novos, desde que cumpridas as condições deste Edital, no
empreendimento habitacional:

• GUARULHOS A7, localizado na Rua Geraldo Alves Celestino, s/nº Parque Cecap-
Guarulhos- SP, constituído de 224 apartamentos de 2 dormitórios, em edifício vertical,
sem unidades habitacionais no pavimento térreo.

O Programa Habitacional de Integração tem por objetivo aproximar o local de moradia do


servidor público do seu local de trabalho.
(1) Consultar os órgãos públicos elegíveis para o Programa- Anexo 1

1. RECURSOS DO PROGRAMA

1.1. Recursos orçamentários alocados pela Secretaria da Habitação e pela CDHU para produção
do empreendimento;
1.2. Recursos próprios dos beneficiários (opcionais): poupança própria e/ou recursos do Fundo de
Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

2. CONDIÇÕES PARA INSCRIÇÃO

2.1. Ser servidor público municipal ou estadual ativo e trabalhar no município de Guarulhos;
2.2. Não ser proprietário de imóvel ou possuir financiamento de imóvel residencial no país;
2.3. Não ter tido atendimento habitacional pela SH/CDHU ou por outro agente promotor/financeiro;
2.4. Possuir renda familiar mensal entre 3 (três) e 10 (dez) salários mínimos, equivalente em abril
de 2011 ao intervalo de R$ 1.635,00 (hum mil, seiscentos e trinta e cinco reais) a R$ 5.450,00
(cinco mil, quatrocentos e cinquenta reais);
2.5. Atender ao Conceito de Família:
a) Famílias resultantes de casamento civil ou religioso (casal com ou sem filhos);
b) Famílias resultantes de união estável (companheiros com ou sem filhos);
c) Famílias resultantes de união homoafetiva (parceiros(as) com ou sem filhos);
d) Famílias monoparentais (mãe ou pai com seus filhos);
e) Famílias anaparentais:avós e netos, irmãos, tios e sobrinhos, primos e demais famílias
anaparentais;
f) Indivíduos sós (indivíduos que têm 25 anos ou mais, não vivem em união estável, são
viúvos, divorciados, desquitados, separados judicialmente ou solteiros) e que:
1) não têm filhos;
2) têm filhos menores de 25 anos, mas deles não detêm a guarda nem com eles
residem sob o mesmo teto; ou
3) têm filhos, mas os filhos já constituíram família ou já têm 25 anos ou mais; e
g) Famílias afetivas (constituídas por indivíduos que reciprocamente se consideram
afamiliados, que são unidos por afinidade ou por vontade expressa e que residem
familiarmente sob o mesmo teto, de maneira pública, duradoura e contínua).
2.6. Os servidores públicos estaduais ativos devem pertencer a uma das seguintes categorias:
 Efetivo;
 Extranumerário;
 Admitido Lei 500/74-Permanente;
 Admitido Lei 500/74-Estável;
 Autárquico;
 Celetista estável;
 Celetista.

2.7. Ficam excluídos do atendimento:


 Os servidores municipais ou estaduais ocupantes exclusivamente de cargo em
comissão ou de função de confiança;
 Os servidores municipais ou estaduais admitidos em caráter temporário;
 Os servidores de outros estados, ou municípios, ou esferas de governo, mesmo
quando prestando serviços nos órgãos municipais ou estaduais dos poderes
executivo, legislativo e judiciário e no Ministério Público do Estado de São
Paulo.

3. CONDIÇÕES PARA O FINANCIAMENTO DO IMÓVEL

3.1. Os servidores deverão atender todas as condições estabelecidas para inscrição no ato
da contratação do financiamento e as demais condições abaixo relacionadas:

a) Modalidade: Aquisição de imóvel residencial novo concluído;


b) Renda familiar - Comprovação de renda familiar obrigatória: de 3 (três) a 10 (dez)
salários mínimos, equivalente em abril de 2011 ao intervalo de R$ 1.635,00 (hum mil,
seiscentos e trinta e cinco reais) a R$ 5.450,00 (cinco mil, quatrocentos e cinquenta
reais).
c) Comprometimento de renda e subsídios: conforme condições de financiamento
da CDHU.
d) Comprometimento de renda e subsídios: conforme condições de financiamento
da CDHU.
e) Taxa de juros: 7% (sete por cento) a.a.;
e) Valor do imóvel para financiamento: R$ 96.071,24 (noventa e seis mil, setenta e um reais
e vinte e quatro centavos) a unidade habitacional (base 2011);
f) Prazo de amortização: até 300 meses;
g) Quota de financiamento: até 100% do valor do imóvel;
h) Garantia do financiamento: Alienação fiduciária;
i) Sistema de amortização: Sistema Francês de Amortização- Tabela Price;
j) Aprovação cadastral e da capacidade de pagamento pela CDHU ou por agente
financeiro indicado pela CDHU.
k) O servidor poderá utilizar recursos próprios ou do seu FGTS para amortizar o saldo
devedor do financiamento, sujeito a avaliação da CDHU, ou de agente financeiro
indicado pela CDHU.
l) Impostos de Transmissão de Bens Intervivos- ITBI, despesas cartorárias, despesas
com o registro do contrato de financiamento serão pagas pelos respectivos
beneficiários, servidores públicos estaduais e municipais nos órgãos competentes.
3.2. Exemplos do financiamento:

Simulações para a primeira prestação


(Base: abril/2011)
Renda Primeira Prestação: Subsídio na Primeira
Valor a Ser Pago Prestação
Salários Mínimos R$
R$ R$

3,00 1.635,00 245,25 493,33


4,00 2.180,00 381,50 357,08
5,00 2.725,00 545,00 193,58
6,00 3.270,00 700,72 37,86
Acima de 6,66 Acima de 3.631,00 812,43 -

4. PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÃO, SORTEIO E ATENDIMENTO


4.1. A inscrição será realizada exclusivamente por internet nos sítios: www.cdhu.sp.gov.br,
www.habitacao.sp.gov.br e www.guarulhos.sp.gov.br.
4.2. Prazo de inscrição: 25 a 30 de abril de 2011.
4.3. Somente será válida 1 (uma) inscrição por família, em nome do servidor público. Se for
constatada mais de uma inscrição por família, todas serão canceladas. O servidor autoriza que
suas informações cadastrais sejam utilizadas para verificação do enquadramento no Programa.
4.4. A ordem de classificação de todos os candidatos inscritos dar-se-á por sorteio
presencial, com divulgação pública, em local e data a serem divulgados nos sítios da CDHU e da
Prefeitura Municipal de Guarulhos.
4.5. O sorteio indicará, entre o total de inscritos, os titulares e os suplentes, pela ordem de
classificação e por grupos (geral e pessoas com deficiência).
4.6. A convocação ocorrerá pela ordem de classificação no sorteio e cumprimento das
demais condições exigidas (ver Condições para Inscrição e para o financiamento do Imóvel).
4.7. Nos termos da Lei Estadual nº 10.844 de 05 de janeiro de 2001, serão reservadas 7% dos
imóveis a serem financiados a famílias de servidores que possuam membros (chefes de família,
cônjuge/companheiro (a), filhos e tutelados) portador de deficiência grave e/ou irreversível, de
maneira a impossibilitar, dificultar ou diminuir a capacidade de trabalho do indivíduo ou criar
dependência de seus familiares, exigindo cuidados especiais. A identificação dos casos fica
condicionada à perícia médica conforme critérios definidos pela SH/CDHU.
4.8. Quando os membros portadores de deficiência participarem da composição de renda familiar,
a condição de deficiência dependerá de prévia aceitação pela Companhia Seguradora.
4.9. Para os fins deste Edital, a CDHU reconhece como pessoa com deficiência as que se
enquadrem em uma das seguintes categorias:
I – Deficiência Física: alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo
humano, acarretando o comprometimento da função física, apresentando-se sob a forma de:
a) Paraplegia – perda total da função motora de 02 (dois) membros homólogos, sendo
mais comum a dos membros inferiores;
b) Paraparesia – perda parcial da função motora de 02 (dois) membros homólogos,
sendo mais comum a dos membros inferiores;
c) Monoplegia – perda total da função motora de 01 (um) membro;
d) Monoparesia – perda parcial da função motora de 01 (um) membro;
e) Tetraplegia – perda total da função motora de 04 (quatro) membros;
f) Tetraparesia – perda parcial da função motora de 04 (quatro) membros;
g) Triplegia – perda total da função motora de 03 (três) membros;
h) Triparesia – perda parcial da função motora de 03 (três) membros;
i) Hemiplegia – perda total da função motora de 02 membros do mesmo lado corporal,
direito ou esquerdo, sendo mais comum a perda em um hemicorpo direito ou
esquerdo;
j) Hemiparesia – perda parcial da função motora de 02 membros do mesmo lado
corporal, direito ou esquerdo, sendo mais comum a perda em um hemicorpo direito
ou esquerdo;
k) Ostomia – comunicação da luz de um órgão com o meio externo criada artificialmente
por ato cirúrgico;
l) Amputação – ausência adquirida com excisão total ou parcial de membro(s) - ou
ausência de membro;
m) Paralisia Cerebral – tendo como conseqüência alterações psicomotoras;
n) Nanismo;
o) Membros com deformidade congênita ou adquirida, exceto as deformidades estéticas
e as que não produzam dificuldades para o desempenho de funções;
II - Deficiência Auditiva: surdez absoluta de um dos ouvidos, independentemente da
acuidade auditiva do ouvido que ouve; ou perda bilateral, parcial ou total, de quarenta e um
decibéis (dB) ou mais, aferida por audiograma nas freqüências de 500Hz, 1.000Hz, 2.000Hz
e 3.000Hz;
III - Deficiência Visual: cegueira absoluta de um dos olhos, independentemente da
acuidade visual do olho que vê; ou cegueira, na qual a acuidade visual é igual ou menor que
0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica; a baixa visão, que significa acuidade
visual entre 0,3 e 0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica; os casos nos quais a
somatória da medida do campo visual em ambos os olhos for igual ou menor que 60o; ou a
ocorrência simultânea de quaisquer das condições anteriores;
IV - Deficiência Mental: funcionamento intelectual significativamente inferior à média, com
manifestação antes dos dezoito anos e limitações associadas a duas ou mais áreas de
habilidades adaptativas, tais como – incluídos os autistas:
a) comunicação;
b) cuidado pessoal;
c) habilidades sociais;
d) utilização dos recursos da comunidade;
e) saúde e segurança;
f) habilidades acadêmicas;
g) lazer;
h) trabalho; e
V - Deficiência Múltipla - associação de duas ou mais deficiências”.

4.10.Estão destinadas, no máximo, 12 unidades habitacionais para os indivíduos sós que,


por primeiro, venham a ser sorteados e habilitados, de acordo com estudos técnicos realizados
pela CDHU para estimar a demanda de indivíduos sós na população de baixa renda a que se
destina o presente programa habitacional, respeitada a normatização da companhia.
Não havendo indivíduos sós entre as famílias sorteadas e habilitadas ou em sendo
sorteados e habilitados indivíduos sós em número inferior ao pré-determinado, as unidades
habitacionais remanescentes serão destinadas às demais famílias sorteadas e/ou
suplentes habilitadas.
Eventuais indivíduos sós, por primeiro sorteados e habilitados, após esgotada a
quantidade de unidades pré-determinadas, irão compor a lista de suplentes das, no
máximo, 12 unidades habitacionais destinadas aos indivíduos sós, observada, na formação
desta lista, a ordem em que os indivíduos sós foram sorteados.
4.11. Será divulgada no sítio da CDHU a lista dos servidores sorteados como titulares e suplentes,
por ordem de classificação.
4.12. A CDHU convocará os servidores inscritos segundo ordem de classificação para
atendimento e habilitação.
4.13. A CDHU poderá estabelecer “Termo de Permissão de Uso Onerosa” e posteriormente
proceder a financiamento da unidade habitacional, nas condições para o financiamento do imóvel,
constante no item 3 do edital. O valor pago pelo servidor mensalmente, por força de citado Termo
de Permissão de Uso, será considerado no cálculo do saldo devedor do financiamento.
4.14. Direito de escolha da unidade habitacional:
I- Após a habilitação das famílias sorteadas, a CDHU dará às famílias habilitadas o direito
de, observadas as demais condições exigidas pelo presente programa habitacional,
escolherem sua unidade habitacional dentre as disponíveis no empreendimento habitacional,
observado que:
a) As famílias habilitadas dos portadores de deficiência, nesta ordem, escolherão por
primeiro;
b) Na seqüência, as demais famílias habilitadas irão escolher, sendo que as famílias
mais numerosas escolherão por primeiro.
II- Para possibilitar esta escolha, a CDHU ordenará a lista das famílias dos portadores de
deficiência, e das demais famílias habilitadas, classificando-as na ordem decrescente do
número de integrantes de cada núcleo familiar e resolverá os casos de empate entre famílias
com igual número de integrantes sempre com preferência pela família que por primeiro foi
sorteada.
4.15. O Prazo deste Edital é de 24 meses, contados a partir da data de publicação da listagem
dos servidores sorteados como titulares e suplentes, por ordem de classificação.
4.16. O Edital poderá ser prorrogado a critério da SH/CDHU.
Eventuais alterações deste Edital serão publicadas no Diário Oficial do Estado de São Paulo e nos
sítios www.cdhu.sp.gov.br, www.habitacao.sp.gov.br e www.guarulhos.sp.gov.br.

ATENÇÃO
• O servidor que já havia se inscrito para outros sorteios deverá se inscrever novamente, uma vez
que não serão aceitas inscrições anteriores.
• Verifique previamente se você atende às condições previstas neste Edital
• Forneça corretamente seus dados, em especial o endereço completo do seu local de trabalho e
da sua residência.
• É vedado o uso de Códigos de Endereçamento Postal Especiais –“CEPs Especiais” na inscrição.
Ao realizar sua inscrição, informe o CEP comum do endereço oficial de seu órgão ou entidade de
trabalho. Em caso de dúvidas, consulte o sítio dos Correios: www.correios.com.br.
ANEXO 1- ÓRGÃOS PÚBLICOS ELEGÍVEIS PARA O PROGRAMA

A. ÓRGÃOS DA ADMINISTRAÇÃO ESTADUAL DIRETA E INDIRETA DO GOVERNO DE SÃO


PAULO

Gabinete do Governador

Procuradoria Geral do Estado

Secretarias da Administração Direta:

• Administração Penitenciária
• Agricultura e Abastecimento
• Casa Civil
• Casa Militar
• Cultura
• Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia
• Desenvolvimento Metropolitano
• Desenvolvimento Social
• Direitos da Pessoa com Deficiência
• Educação
• Emprego e Relações do Trabalho
• Energia
• Esporte, Lazer e Juventude
• Fazenda
• Gestão Pública
• Habitação
• Justiça e Defesa da Cidadania
• Logística e Transportes
• Meio Ambiente
• Planejamento e Desenvolvimento Regional
• Saneamento e Recursos Hídricos
• Saúde
• Segurança Pública
• Transportes Metropolitanos
• Turismo

Autarquias e Autarquias Especiais:

• Agência Metropolitana da Baixada Santista – AGEM


• Agência Metropolitana de Campinas – AGEMCAMP
• Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo – ARSESP
• Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São
Paulo – ARTESP
• Caixa Beneficente da Polícia Militar – CBPM
• Centro Estadual de Educação Tecnológica "Paula Souza" – CEETEPS
• Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo – DAESP
• Departamento de Águas e Energia Elétrica – DAEE
• Departamento de Estradas de Rodagem – DER
• Escola de Engenharia Química de Lorena
• Faculdade de Medicina de Marília – FAMEMA
• Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto – FAMERP
• Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – HCSP
• Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - HCFMB
• Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP
• Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual – IAMSPE
• Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo – IMESC
• Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares – IPEN
• Instituto de Pesos e Medidas – IPEM
• Instituto de Pagamentos Especiais de São Paulo – IPESP
(denominação alterada pela Lei 14.016, de 12/04/2010)
• São Paulo Previdência – SPPREV
• Superintendência de Controle de Endemias – SUCEN
• Superintendência do Trabalho Artesanal nas Comunidades – SUTACO
• Universidade de São Paulo – USP
• Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP
• Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" – UNESP

Empresas Estatais:

• Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo – CODASP


• Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo – CDHU
• Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo – PRODESP
• Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – SABESP
• Companhia de Seguros do Estado de São Paulo – COSESP
• Companhia Docas de São Sebastião
• Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – CETESB
• Companhia do Metropolitano de São Paulo – METRO
• Companhia Energética de São Paulo – CESP
• Companhia Paulista de Eventos e Turismo - CPETUR
• Companhia Paulista de Obras e Serviços – CPOS
• Companhia Paulista de Parcerias – CPP
• Companhia Paulista de Securitização
• Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM
• Desenvolvimento Rodoviário S.A. – DERSA
• Empresa Metropolitana de Águas e Energia S.A. – EMAE
• Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo S.A. – EMTU
• Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano S.A. – EMPLASA
• Imprensa Oficial do Estado S.A. – IMESP
• Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo S.A. – IPT
• Nossa Caixa Desenvolvimento – Agência de Fomento do Estado de São Paulo

Fundações:

• Fundação Centro Educativo, Recreativo e Esportivo do Trabalhador – CERET


• Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP
• Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor – PROCON
• Fundação do Desenvolvimento Administrativo – FUNDAP
• Fundação Centro de Atendimento Sócio-Educativo ao Adolescente – Fundação CASA - SP
• Fundação Estadual Professor Dr. Manoel Pedro Pimentel – FUNAP
• Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo José Gomes da Silva – ITESP
• Fundação Memorial da América Latina
• Fundação Oncocentro de São Paulo
• Fundação Padre Anchieta Centro Paulista de Rádio e TV Educativas
• Fundação para a Conservação e a Produção Florestal do Estado de São Paulo
• Fundação para o Desenvolvimento da Educação – FDE
• Fundação para o Remédio Popular – FURP
• Fundação Parque Zoológico de São Paulo
• Fundação Prefeito Faria Lima Centro de Estudos e Pesquisa de Administração Municipal –
CEPAM
• Fundação Pró-Sangue Hemocentro de São Paulo
• Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados – SEADE

Serviço Social Autônomo:

• Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade – INVESTE São Paulo

Defensoria Pública do Estado De São Paulo

Ministério Público do Estado de São Paulo

Poder Judiciário:

• Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo


• Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo

Poder Legislativo:

• Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo


• Tribunal de Contas do Estado de São Paulo

B.Órgãos da Administração direta e indireta da Prefeitura do Município de Guarulhos

Coordenadorias
• Coordenadoria de Relações Federativas
• Coordenadoria de Assuntos Aeroportuários
• Coordenadoria de Igualdade Racial
• Coordenadoria do Fundo Social De Solidariedade
• Coordenadoria de Relações Internacionais
• Coordenadoria da Mulher
• Coordenadoria para Integração Da Pessoa Portadora De Deficiência
• Coordenadoria da Juventude
Secretarias
• SECRETARIA DO GOVERNO MUNICIPAL
• SECRETARIA DE CHEFIA DE GABINETE
• SECRETARIA ESPECIAL DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS
• SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO
• SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO E MODERNIZAÇÃO
• SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA
• SECRETARIA DE ASSUNTOS JURÍDICOS
• SECRETARIA PARA ASSUNTOS DE SEGURANÇA PÚBLICA
• SECRETARIA DE CULTURA
• SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO
• SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO
• SECRETARIA DE EDUCAÇÃO
• SECRETARIA DE ESPORTE, RECREAÇÃO E LAZER
• SECRETARIA DE FINANÇAS
• SECRETARIA DE HABITAÇÃO
• SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE
• SECRETARIA DE OBRAS
• SECRETARIA DE SERVIÇOS PÚBLICOS
• SECRETARIA DO TRABALHO
• SECRETARIA DA SAÚDE
• SECRETARIA DE TRANSPORTES E TRÂNSITO

Poder Legislativo:
• CÂMARA MUNICIPAL

Administração Indireta:
• SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO – S.A.A.E.
• INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS MUNICIPAIS DE
GUARULHOS
• PROGUARU PROGRESSO E DESENVOLVIMENTO DE GUARULHOS