Você está na página 1de 5

QUESTOES DE ADJUNTO ADNOMINAL E COMPLEMENTO NOMINAL

1. Os termos destacados na oração


"O" livro "da direita" é "interessante"
são respectivamente:

a) adjunto adnominal, adjunto adnominal, predicativo do sujeito.


b) adjunto adnominal, complemento nominal e adjunto adverbial.
c) adjunto adnominal, complemento nominal e predicativo do sujeito.
d) complemento nominal, complemento nominal e adjunto adverbial.
e) complemento nominal, adjunto adnominal e predicativo do sujeito.

2. Indique quais orações são verdadeiras ou falsas.

a) Adjunto adnominal é um termo integrante da oração.


b) A função do adjunto adnominal é caracterizar ou determinar um substantivo.
c) O adjunto adnominal pode ser representado por adjetivos, locuções adjetivas,
artigos, numerais adjetivos e pronomes adjetivos.
d) Uma das diferenças entre adjunto adnominal e complemento nominal é que o adjunto
adnominal tem sentido ativo e o complemento nominal, passivo.
e) Enquanto o adjunto adnominal modifica o verbo, o adjunto adverbial caracteriza
um substantivo.

A)F-V-V-V-F
B)F-F-V-V-F
C)V-F-F-F-V
D)V-V-F-F-V

3. Os termos destacados na oração


"Os" pais "orgulhosos" sentaram-se "à frente"
são respectivamente:

a) predicativo, adjunto adnominal e adjunto adnominal.


b) adjunto adnominal, complemento nominal e adjunto adverbial.
c) adjunto adnominal, adjunto adnominal e adjunto adverbial.
d) adjunto adnominal, complemento nominal e predicativo.
e) complemento nominal, adjunto adnominal e adjunto adnominal.

4.(UEPG - Universidade Estadual de Ponta Grossa)

A oração que apresenta complemento nominal é:

a) Os pobres necessitam de ajuda.


b) Sejamos úteis à sociedade.
c) Os homens aspiram à paz.
d) Os pedidos foram feitos por nós.
e) A leitura amplia nossos conhecimentos.

5. A oração que apresenta complemento nominal é:

a) Duvido da sua intenção.


b) Os clientes da loja saíram satisfeito.
c) Pergunte a eles o motivo.
d) Fique longe de mim.
e) Deixou os filhos sozinhos.
6.(FIAM-FAAM Centro Universitário)

Identifique a alternativa em que aparece um complemento nominal.

a) Sanches esteve frio.


b) Tive medo de perdê-lo.
c) Exprimia-se brevemente.
d) O caso era outro.
e) Manobrava, então, para voltar, à carga.

7.(EEAR - Escola de Especialistas de Aeronáutica)

Leia:

Não serei o poeta "de um mundo caduco"


Também não cantarei o mundo futuro.
Estou preso "à vida" e olho meus companheiros.

Os termos destacados, no texto acima, exercem respectivamente a função de

a) adjunto adnominal e objeto indireto.


b) complemento nominal e objeto indireto.
c) complemento nominal e adjunto adnominal.
d) adjunto adnominal e complemento nominal.

8.Os livros são "importantes" e acrescentam valor "na aprendizagem".

Os termos destacados na oração acima são respectivamente:

a) predicativo do sujeito e complemento nominal.


b) complemento nominal e adjunto adnominal.
c) complemento nominal e predicativo do sujeito.
d) complemento nominal e objeto indireto.
e) predicativo do sujeito e objeto indireto

9.A necessidade de afeto era constante.

Com relação à oração acima, indique as alternativas certas.

a) O sujeito “necessidade” é um substantivo que está sendo caracterizado pelo


adjunto adnominal “de afeto”.
b) O complemento nominal é "constante".
c) “de afeto” e “constante" são complemento nominal e predicativo do sujeito,
respectivamente.
d) “de afeto” é o complemento nominal do substantivo necessidade.
e) “constante” é predicativo do objeto.
***********************************************************************************
******
1. Alternativa certa: a) adjunto adnominal, adjunto adnominal, predicativo do
sujeito.

"O, da direita" são adjuntos adnominais, pois determinam o substantivo "livro", que
é o núcleo do sujeito nesta oração. Repare que mesmo sem os adjuntos adnominais -
que são termos acessórios da oração - "livro" continua sendo o núcleo do sujeito.

Por que "da direita" não é complemento nominal? Porque ele não é um termo essencial
para completar o sentido do substantivo "livro", ele apenas ajuda a transmitir a
mensagem, indicando com precisão de que livro se trata. Assim, "da direita" é
adjunto adnominal é um termo dispensável, tal como o artigo que acompanha o
substantivo "livro". Sem eles, a oração manteria a sua função sintática: "Livro é
interessante.".

"Interessante", por sua vez, é predicativo do sujeito, pois além de caracterizar o


sujeito, oferece uma informação essencial, ou seja, que não pode ser removida desta
oração: "O livro da direita é ... .".

2. A)
Alternativas verdadeiras:
b) A função do adjunto adnominal é caracterizar ou determinar um substantivo.
c) O adjunto adnominal pode ser representado por adjetivos, locuções adjetivas,
artigos, numerais adjetivos e pronomes adjetivos.
d) Uma das diferenças entre adjunto adnominal e complemento nominal é que o adjunto
adnominal tem sentido ativo e o complemento nominal, passivo.

Alternativas falsas:
a) Adjunto adnominal é um termo integrante da oração.
O adjunto adnominal é um termo acessório da oração, o que significa, que se ele for
removido, a estrutura sintática da oração permanece a mesma.

e) Enquanto o adjunto adnominal modifica o verbo, o adjunto adverbial caracteriza


um substantivo.
Ocorre justamente o contrário, ou seja, o adjunto adverbial tem a função de
modificar o verbo ou intensificar o verbo, o adjetivo ou o advérbio nas orações.
Enquanto isso, o adjunto adnominal tem a função de caracterizar o substantivo).

3.Alternativa certa: c) adjunto adnominal, adjunto adnominal e adjunto adverbial.

"Os, orgulhosos" são adjuntos adnominais, pois eles estão determinando e


caracterizando o substantivo "pais", que é o núcleo do sujeito nesta oração. Repare
que mesmo sem os adjuntos adnominais - que são termos acessórios da oração - "pais"
continua sendo o núcleo do sujeito.

"À frente" é adjunto adverbial de lugar.

4.Alternativa certa: b) Sejamos úteis à sociedade.


“à sociedade” completa o sentido do substantivo úteis, por isso, ele é
indispensável na oração. Sendo assim, é um complemento nominal.

Quanto às alternativas restantes:

a) Os pobres necessitam de ajuda.


“de ajuda” complementa o sentido do verbo necessitar (Os pobres necessitam de
quê?). Necessitar é um verbo transitivo indireto, pois precisa de um complemento
com preposição.
c) Os homens aspiram à paz.
“à paz” complementa o sentido do verbo aspirar, que nesta oração tem o sentido de
desejo, vontade e é um verbo transitivo indireto, pois precisa de um complemento
com preposição.

d) Os pedidos foram feitos por nós.


“por nós” é agente da passiva, ou seja, é o termo que indica quem fez os pedidos.

e) A leitura amplia nossos conhecimentos.


“nossos conhecimentos” complementa o sentido do verbo ampliar (O que a leitura
amplia?). Ampliar é um verbo transitivo direto, pois precisa de um complemento sem
preposição obrigatória.

5.Alternativa certa: d) Fique longe de mim.


“de mim” completa o sentido de um nome, que é o advérbio longe, por isso, ele é
indispensável na oração. Sendo assim, é um complemento nominal.

Quanto às alternativas restantes:

a) Duvido da sua intenção.


“da sua intenção” complementa o sentido do verbo duvidar (Duvida de quê?). Duvidar
é um verbo transitivo indireto, pois precisa de um complemento com preposição.

b) Os clientes da loja saíram satisfeito.


“da loja” é adjunto adnominal, porque ele não completa o substantivo clientes, mas
sim o caracteriza, ou seja, ele tem a função de adjetivo, por isso, ele é
dispensável. O complemento nominal, por sua vez, completa um nome e, por isso, é
indispensável.

c) Pergunte a eles o motivo.


“a eles” e “o motivo” são complementos verbais, porque completam o sentido do verbo
perguntar, que é um verbo transitivo direto e indireto, pois precisa de um
complemento com preposição e outros sem preposição (Perguntou o que a quem?). “a
ele” é objeto indireto, “o motivo” é objeto direto.

e) Deixou os filhos sozinhos.


“sozinhos” é predicativo do objeto, porque ele caracteriza o objeto direto (os
filhos). O objeto direto completa o verbo deixar (Deixou o quê?).

6.Alternativa correta: b) Tive medo de perdê-lo.


“de perdê-lo” é complemento nominal, pois completa o sentido de um nome, que é o
substantivo medo. Pelo fato de completar o substantivo, ele é indispensável na
oração, sendo assim, um complemento nominal.

Quanto às alternativas restantes:

a) Sanches esteve frio.


“frio” é predicativo do sujeito, porque ele caracteriza o sujeito Sanches, o que
neste caso é feito através do verbo de ligação esteve.

c) Exprimia-se brevemente.
“brevemente” é adjunto adverbial, porque ele modifica o sentido do verbo exprimir.

d) O caso era outro.


“outro” é predicativo do sujeito, porque ele caracteriza o sujeito caso, o que é
feito através do verbo de ligação era.

e) Manobrava, então, para voltar, à carga.


“à carga” é objeto indireto, que é um complemento verbal, porque completa o sentido
do verbo voltar.

7.Alternativa certa: d) adjunto adnominal e complemento nominal.

“de um mundo caduco” é adjunto adnominal, porque ele não completa, mas sim
caracteriza o substantivo poeta, ou seja, ele tem a função de adjetivo, por isso,
ele é dispensável. O complemento nominal, por sua vez, completa um nome e, por
isso, é indispensável.

“à vida” é complemento nominal, porque completa o sentido de um nome, que é o


adjetivo preso. Pelo fato de completar o adjetivo, ele é indispensável na oração,
sendo assim, um complemento nominal.

8.Alternativa certa: a) predicativo do sujeito e complemento nominal.

“importantes” é predicativo do sujeito, porque ele caracteriza o sujeito livros, o


que é feito através do verbo de ligação são.

“na aprendizagem” é complemento nominal, porque completa o sentido de um nome, que


é o substantivo valor (Os livros acrescentam valor em quê?). Pelo fato de completar
o substantivo, ele é indispensável na oração, sendo assim, um complemento nominal.

9.Alternativas certas:

c) “de afeto” e “constante" são complemento nominal e predicativo do sujeito,


respectivamente.
"de afeto" completa um nome, que é o substantivo necessidade. Pelo fato de
completar o substantivo, ele é indispensável na oração, sendo assim, um complemento
nominal. "constante", por sua vez, atribui uma qualidade ao sujeito necessidade.

d) “de afeto” é o complemento nominal do substantivo necessidade.


"de fato" completa o nome necessidade, que é um substantivo, pois quem tem
necessidade, tem necessidade de algo (neste caso, necessidade de afeto).

Você também pode gostar